RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 31 de março de 2020

PRÉMIOS: CONHEÇA A HISTÓRIA DOS NOMEADOS PARA OS PRÉMIOS DO FUTEBOL DE MATOSINHOS 2019/2020

Esta quarta-feira 01 de abril não é mentira, começa a votação para escolher quem são os vencedores das categorias: Melhor jogador, melhor guarda-redes, melhor revelação e melhor matosinhense fora do concelho para os prémios do futebol de Matosinhos 2019/2020.

Só pode fazer com que o seu voto conte nesta página/grupo do Futebol de Matosinhos (https://www.facebook.com/groups/futeboldematosinhos/)

Mas antes de fazer a sua votação conheça a história de cada um dos nomeados:


Melhor jogador em Matosinhos:






























Melhor guarda-redes:









Melhor revelação:









Melhor Matosinhense fora do concelho: 














Diogo Bernardino

PRÉMIOS: DETERMINAÇÃO DE TELES DÁ NOMEAÇÃO PARA MELHOR JOGADOR EM MATOSINHOS

A determinação do médio defensivo do Leça Samuel Teles que continua a impressionar todos aqueles que fazem parte do mundo do futebol está nomeado para melhor jogador em Matosinhos.

As virtudes de Samuel Teles passam pelo desarme, antecipação, marcação cerrada, técnica, agressividade, bravura, concentração, determinação, posicionamento, resistência, Velocidade, agilidade e força.

Esta época ao serviço do Leça realizou 25 jogos e apontou um golo.

Samuel Teles começou a sua formação no Anta, depois na Sanjoanense, terminando-a no Braga, na primeira divisão nacional.

Samuel Teles começou a sua carreira sénior na Sanjoanense, tendo uma passagem pelo meio no Lusitânia de Lourosa e depois de uma época muito boa em 2017/18, chegou ao Leça na época passada e impressionou tudo e todos.

Pela formação leceira tem 54 jogos e apontou três golos marcados.

Além disso esta temporada Samuel Teles esteve a fazer treinos para reforçar uma equipa na Croácia, além de rumores do Paços de Ferreira na sua possível contratação.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.



Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino

PRÉMIOS: POSICIONAMENTO CEREBRAL DE SERRÃO NOMEADO A MELHOR FORA DO CONCELHO

O posicionamento cerebral do defesa central João Serrão do Vitória de Setúbal dá lhe uma nomeação entre os 10 nomeados a melhor jogador matosinhense fora do concelho.

As virtudes de João Serrão passam pela força física e posicionamento em campo.

João Serrão esta temporada realizou 22 jogos e apontou um golo.

Filho de José Serrão atual treinador de guarda-redes do Santa Clara, Serrão começou a sua formação no Leixões, sendo contratado pelo FC Porto na época 2011/12.

Depois de empréstimo ao Padroense em 2015/16, chegou o convite da Juventus de Itália onde esteve durante três temporadas.

João Serrão na época passada era um dos jogadores chave da 'velha senhora' com vários jogos na UEFA Youth League.

Esta temporada em Portugal chegou ao Setúbal e começou a demonstrar em campo a sua qualidade e isso leva a um lugar entre os 10 melhores matosinhenses esta época a jogar fora do concelho.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino

PRÉMIOS: FOCO NO ATAQUE DO PADROENSE JUCA NOMEADO PARA MELHOR REVELAÇÃO

Um dos pontos de foco no sistema ofensivo do Padroense Juca que realiza a sua segunda temporada como sénior está entre os cinco nomeados para melhor revelação em Matosinhos.

As virtudes do jovem médio ofensivo Juca passam pelo drible, a posse de bola, o passe curto, a aceleração e a velocidade.

Juca esta temporada realizou 18 jogos pela equipa principal do Padroense tendo ajudado a equipa de Padrão da Légua a conquistar 27 pontos no campeonato.

Juca fez a sua formação no Lavrense, começando na Escola Paulo Faria e chegou ao Padroense em 2012/13.

Depois de ser destaque nos sub-19 do Padroense na segunda divisão nacional chegou à equipa principal na época passada e esta temporada começou a mostrar em campo todas as qualidades que o distinguem como médio ofensivo.

A sua carreira ainda vai nos primórdios, mas esta nomeação ao lado de nomes como Zé Carlos, Jinho, João Paulo e Gonçalo Franco ninguém a vai tirar.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.



Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino

PRÉMIOS: OLHO DE FALCÃO DE JOÃO PADRÃO DÁ NOMEAÇÃO A MELHOR GUARDIÃO EM MATOSINHOS

O olho de falcão de João Padrão guarda-redes do Lavrense dá um lugar entre os cinco nomeados para melhor guardião em Matosinhos.

As virtudes de João Padrão passam pelo balanceamento, cabeceamento, contato físico, atenção defensiva, os reflexos, a capacidade de alcance aéreo.

João Padrão esta época ao serviço do Lavrense está a ser o guarda-redes titular da formação de Lavra, ajudando o clube em muitas partidas, somando 43 pontos.

João Padrão fez toda a sua formação no Leça, antes de realizar quarto temporadas seguidas na formação leceira, antes de chegar ao Lavrense na época passada, onde realizou cinco jogos.

A carreira de Padrão ainda vai no início, mas já demonstrou esta temporada todas as qualidades que possui para estar entre os cinco nomeados para melhor guarda-redes em Matosinhos esta época.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino

PRÉMIOS: REFLEXOS DE LUÍS MATA DÃO NOMEAÇÃO A MELHOR MATOSINHENSE FORA DO CONCELHO

Os reflexos de Luís Mata guarda-redes do Pedrouços dão lhe uma nomeação a um lugar entre os 10 nomeados a melhor matosinhense fora do concelho.

As virtudes de Luís Mata passam pela impulsão, atenção defensiva, reflexos, alcance aéreo.

Luís Mata venceu o prémio de melhor guarda-redes na época 2017/18.

Atualmente ao serviço do Pedrouços Luís Mata realizou 25 jogos, tendo aos 37 anos ainda muitas ganas para defender bolas que parecem impossíveis de alcançar. As suas defesas ajudaram o clube a chegar ao segundo lugar do campeonato a um ponto do título. Na Divisão de Honra em 22 jogos sofreu 15 golos, ajudando a equipa a alcançar 48 pontos.

Luís Mata começou a sua carreira no Coimbrões onde esteve seis épocas, depois duas no Rio Tinto, uma no São Pedro da Cova e em 2010/11 chega a Matosinhos para representar durante três temporadas seguidas o Perafita.

Devido à sua qualidade em campo, em 2013/14 chega ao São Martinho onde em duas épocas na divisão de elite realiza 46 jogos. Em 2015/16 regressa ao Perafita onde realiza 38 encontros. Em 2016/17 reforça o Candal, em 2017/18 chega ao Lavrense onde faz 28 jogos.

Na época passada fez parte do Oliveira do Douro. No total ao longo da sua carreira, realizou mais de 200 jogos.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino

segunda-feira, 30 de março de 2020

SUB-17, SUB-15 E SUB-13 DO INFESTA SOBEM À 1.ª DIVISÃO DISTRITAL

Os sub-17, sub-15 e sub-13 do FC Infesta sobem à primeira divisão distrital e o Mitchfoot sabe que a medida vai ser aplicada aos seniores também.

A decisão da AF Porto em fazer subir as equipas da segunda divisão distrital para a primeira divisão está confirmada.

Da primeira divisão distrital para as provas nacionais só a Federação tem a palavra e ainda não há indícios.

Os sub-17 do Infesta jogam com o SC Salgueiros, Coimbrões, Varzim, Boavista, Leixões, Padroense, Lavrense, Maia Lidador, Leça, Pedras Rubras, Vila, Rio Ave, Foz, Hernâni Gonçalves, Leça do Balio e Macieira da Maia.

Os sub-15 sobem para defrontar o SC Salgueiros, Leixões, Hernãni Gonçalves, Padroense, Leça, Nogueirense, Candal, Dragon Force, Maia Lidador, Grijó, Boavista, Rio Ave, Valadares, Arcozelo, Canidelo e Leça do Balio.

Os sub-13 sobem com o Perafita e Pedras Rubras e jogam na próxima temporada com o Boavista, Dragon Force, FC Porto, Leixões, Rio Ave, Nogueirense, Salgueiros, Coimbrões, Valadares, Rio Tinto, Maia Lidador, Ermesinde, Varzim, Candal, Foz e Oliveira do Douro.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

"NAS GRANDES DIFICULDADES SURGEM NOVAS OPORTUNIDADES PARA FAZERMOS O CLUBE MAIS FORTE"

O Padroense vai estar na "linha da frente" para as novas realidades devido ao surto do COVID-19, que é "nas grandes dificuldades que surgem novas oportunidades para fazermos um clube mais forte e ambicioso", revelou o presidente Germano Pinho.

"Acredito que esta adversidade à escala global, a que todos assistimos, originará muitas mudanças, novas realidades serão inevitáveis e estaremos na linha da frente para encarar e subscrever novas formas que se ajustarão às futuras vivências, independentemente dos danos, sobretudo em matéria financeira, que esta crise criará ou aprofundará", mencionou.

"Conto com todos para me ajudarem, neste momento tão complexo e como sempre acredito que nas grandes dificuldades surgem, inevitavelmente, novas oportunidades para colocarmos, no terreno, as nossas ideias e o nosso entusiasmo, por forma a atingirmos o objetivo final de fazermos um Clube mais forte e ambicioso", afirmou.

O presidente da administração do clube deixou ainda uma mensagem de ânimo e confiança para todos os parceiros, trabalhadores, sócios e adeptos da equipa de Padrão da Légua.

"Neste momento tão difícil que vivemos, quero deixar a todos uma palavra de ânimo, confiança e certeza de que, com maior ou menor dificuldade, retomaremos em breve, o caminho do futuro. A época desportiva está, ao que tudo indica, no seu final", referiu.

"Em conjunto, teremos de unir esforços e vontades para preparar da melhor forma, a próxima época, que terá de ser necessariamente diferente e melhor do que aquela que agora termina. Quero deixar uma palavra de agradecimento a todos os dirigentes, técnicos, atletas, departamento clínico, funcionários e encarregados de educação pelo esforço que fizeram e expressar que continuarei a contar convosco no planeamento e desenvolvimento de opções para um futuro que nos motive e nos honre a cada instante", assegurou.

As equipas de formação do Padroense já terminaram o campeonato devido à decisão da Federação Portuguesa de Futebol, sendo que os sub-19 e os sub-17 vão se manter nas provas nacionais.


Fonte da Foto: Padroense FC


Diogo Bernardino

PADROENSE CONCLUI COBERTURA DA BANCADA DO CAMPO DA FORMAÇÃO

O Padroense concluiu a cobertura da bancada do campo sintético, que alberga os jogos e treinos dos escalões de formação, sabe o Mitchfoot.

A equipa do Padrão da Légua terminou a instalação esta segunda-feira (30 de março), depois de ter a começado há duas semanas (14 de março).

Com a paragem do campeonato, dos treinos, o clube realiza mudança a nível das instalações do sintético e também na desinfeção total dos espaços que são propriedade do clube.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

COVID-19: PAULO LOPO NÃO ESTÁ INFETADO COM O VÍRUS

O presidente da SAD do Leixões, Paulo Lopo revelou que fez o teste para verificar se estava infetado com o novo coronavírus, ao qual deu negativo, anunciou no seu Facebook pessoal.

"Tranquilo! Importante ter feito por questões de segurança das nossas equipas, jogadores e pessoal interno. Agora é continuar a manter a quarentena e a respeitar as indicações da DGS", mencionou.

Paulo Lopo fez o teste na Unilabs em Braga a 23 de março tendo recebido a informação a 24 de março de que não foi detetado qualquer suspeita de COVID-19.

O comentário do seu médico revela que um teste negativo num paciente assintomático não exclui a possibilidade de estado de incubação e um teste positivo na ausência de sintomas não afirma infecção ativa.

Paulo Lopo pode continuar a trabalhar a partir de casa os destinos da SAD do Leixões, sem a necessidade do isolamento profilático de 14 dias.

Fonte da Foto: Leixões SAD


Diogo Bernardino

FPF VAI REUNIR ESTA SEMANA COM AF PORTO PARA ANALISAR FUTURO DAS PROVAS SENIORES

A Federação Portuguesa de Futebol vai reunir com a direção da AF Porto ainda liderada por Lourenço Pinto para analisar o futuro das provas seniores esta época, revelou o organismo em comunicado.

"O presidente da FPF, Fernando Gomes, terá esta semana um conjunto alargado de reuniões com os representantes dos diversos agentes do futebol. As reuniões, que começarão por ser com as associações distritais, visam refletir sobre as medidas a tomar em relação às competições seniores nacionais", salientou.

A Federação que já tem um conjunto de cenários para decidir o futuro das competições seniores.

"A Direção de Competições da Federação Portuguesa de Futebol preparou um conjunto de cenários alternativos para o futuro imediato das suas provas seniores. Além destes, recebeu também diversas propostas individuais e de entidades, que não deixará de analisar", apresentou.

A FPF voltou a frisar que as competições nacionais e distritais continuam em suspenso e que as medidas apresentadas podem aumentar, diminuir ou reduzir mediante as diretrizes da Direção Geral de Saúde. 


Fonte da Foto: FPF


Diogo Bernardino

"ESTAMOS A ATRAVESSAR UMA FASE MUITO DIFÍCIL, MAS ESTAMOS FOCADOS EM AJUDAR UNS AOS OUTROS"

O médio franco-marroquino do Leixões Amine referiu que todos estão "a atravessar uma fase muito difícil, mas estamos focados em ajudar uns aos outros", sempre em comunicação num grupo de Whatsapp, em entrevista ao O Jogo.

"Quero manter a forma. Estamos a atravessar uma fase muito difícil em todo o mundo, mas estamos focados em ajudar uns aos outros. Por isso estamos de quarentena, mas todos os dias treino para me manter em forma, pois, dessa forma, quando regressar estou bem fisicamente. Agora com a pandemia está difícil, mas temos de pensar nos outros e cumprir as instruções", assinalou o médio franco-marroquino.

Amine que está vinculado ao Leixões até junho de 2021, mas salienta que não sabe o que "o futuro o reserva".

"Não sei o que vai acontecer. Sou jogador do Leixões, tenho contrato, mas não sei se o vou cumprir. Depois se vê. Estou muito satisfeito aqui, dou o melhor de mim, mas não sei o que o futuro me reserva. Se a administração tiver um bom negócio, sairei, quero jogar na I Liga, mas aguardo tranquilamente.

O médio franco-marroquino espera mesmo assim chegar à centena de jogos com a camisola do Leixões.

"Chegar a este clube foi um sonho realizado, mas só com muito trabalho é que continuo aqui. Tento fazer o meu melhor dia a dia, porque quanto mais render, mais ajudo a equipa a atingir os seus objetivos. Não sei se o vou conseguir, mas vou tentar, pois era um marco que gostava de atingir", referiu.

Amine Oudhiri que foi capitão nos últimos dois jogos salienta que ter a braçadeira de capitão é "uma sensação incrível", cumpre a sua terceira época com a camisola do Leixões e é um jogador influente na equipa com 83 jogos realizados e um golo apontado frente ao Cova da Piedade no ano de estreia.


Fonte da Foto: Duarte Rodrigues 


Diogo Bernardino

"NÃO É UMA SITUAÇÃO QUE NOS AGRADE, MAS QUE INFELIZMENTE TEMOS DE A ACEITAR"

O coordenador da formação do Leixões, José Faria, reagiu com tristeza à decisão da Federação Portuguesa de Futebol anular os campeonatos de formação, mas que a aceitam devido à situação atual com o surto do COVID-19.  

"Não foi uma decisão fácil, penso que é uma decisão que não é do agrado de ninguém. Nós, enquanto diretores, atletas e treinadores, gostamos é de estar dentro de campo, gostamos de jogar e de atingir os nossos objetivos. Não é uma situação que nos agrade, mas que infelizmente temos de aceitar. Estava a ser uma época difícil, mas penso que os nossos atletas cresceram e evoluíram. Deram mais alguns passos seguros em relação ao seu futuro e em relação aquilo que querem ser", referiu o treinador interino dos sub-19.

"Aconselho a que todos fiquem em casa, seguir as diretrizes da Direção Geral de Saúde para uma vez por todas vencer este vírus. Este é o jogo mais importante das nossas vidas, aqui não há lados, nem equipas, temos de ser um só para podermos sentir o cheiro do relvado, ver a bola rolar o mais cedo possível", aconselhou.

Na mesma ideologia, o treinador dos sub-18 dos 'bebés do mar' Vítor Barros.

"Queríamos mais, estávamos na luta pelo nosso título e merecíamos mais. No entanto outros valores se levantam. É tempo de jogar o jogo  das nossas vidas, é tempo de a partir de casa ganhar essa batalha. Crescemos, evoluímos e aprendemos, tem sido uma experiência fantástica numa estrutura que nos tem dado tudo para realizarmos o nosso trabalho", mencionou.

Vítor Barros dá a entender que já está a preparar a fundo na próxima temporada para lutar pelos primeiros lugares do campeonato, o que indica a continuidade do mister da estrutura técnica do escalão de juniores do Leixões.

"O vírus não nos vai roubar o futuro. Estamos já a trabalhar na próxima época para preparar uma equipa forte, ambiciosa para lutarmos pelos próximos campeonatos. Uma equipa à imagem do Leixões. Quando a bola começar a rolar, esperemos contar com o apoio dos nossos adeptos", salientou.

O presidente da SAD do Leixões, Paulo Lopo, revelou que por própria iniciativa de Vítor Barros e da equipa técnica até ao final desta época a 30 de junho, os técnicos não vão receber os salários mensais como forma de ajudar o clube a suportar as perdas devido ao surto do novo coronavírus.

"Eu e a minha equipa técnica acompanhou, em não cobrarmos os nossos valores mensais, ficando assim também cancelado qualquer pagamento a nosso favor por parte da instituição, permitindo assim utilizar esses recursos no que mais precisar. Presidente é pouco mas esperamos de coração poder ajudar com a nossa atitude", afirmou.

Com esta decisão a formação do Leixões termina a época 2019/2020, mantendo-se nas mesmas divisões.

Os sub-19 do Leixões vão defrontar na Zona Norte na primeira divisão nacional do campeonato nacional, o FC Porto, SC Braga, Famalicão, Rio Ave, Vitória Guimarães, CD Aves, Paços de Ferreira, Gil Vicente, Nacional, Vizela e Feirense.

Os sub-18 defrontam o Padroense, Rio Ave, Coimbrões, Leça, Pedras Rubras, Boavista, Valadares, Avintes, Salgueiros, Lavrense, Canidelo, Grijó, Maia Lidador, Castelo da Maia, Balasar, Candal, Foz, Vila, Dragões Sandinenses, Arcozelo e caso entendem mudar algum dos clubes gaienses pelo Infesta.


Fonte das Fotos: DR


Diogo Bernardino

PRÉMIOS: FORÇA FÍSICA DE PECKS DÁ NOMEAÇÃO A MELHOR JOGADOR EM MATOSINHOS

A força física do central caboverdiano de 30 anos do Leça Pecks dá lhe um lugar entre os 26 nomeados a melhor jogador em Matosinhos.

As virtudes do defesa passam pelo cabeceamento, desarme às bolas, a marcação cerrada, o passe curto e longo, a técnica com bola, a antecipação à bola, a bravura, o posicionamento, a agressividade, a aceleração, a agilidade, o equilíbrio, a impulsão e a força física.

Atualmente ao serviço do Leça FC está a realizar a sua melhor temporada em Portugal e na sua carreira sénior, com 28 jogos realizados, todos eles a titular, com um golo apontando no jogo com o Canelas.

Pecks foi considerado uma contratação surpresa por parte do Leça devido ao seu historial no futebol português devido ao facto de ter sido um dos melhores centrais no Campeonato de Portugal na época passada.

As qualidades do central não passaram despercebidas, quando aos 20 anos chegou a Portugal para representar o Gil Vicente na Primeira Liga Portuguesa e logo na primeira época em 2012/13 foi observado pelo Manchester City, vice-campeão inglês.

"Na altura, o Gil Vicente tinha uma parceria com o Manchester City. Num jogo no Dragão, tinha alguns olheiros e, no dia seguinte, o presidente [do Gil] ligou-me a dizer que tinham gostado da minha exibição e que estavam interessados. Não teve andamento, não sei porquê, mas foi bom ver que tinha clubes interessados", recorda ao Mais Futebol.

Este esteve durante quatro temporadas na formação de Barcelos, três delas na Primeira Liga e uma na Segunda Liga fez 80 jogos e apontou seis golos.

Pecks representou a seleção caboverdiana na CAN 2013, mas não realizou qualquer partida. Em Cabo Verde fez a sua formação no Batuque e ainda fez parte do Celtic da Praia.

Depois de dois anos e meio sem competir devido a problemas burocráticos Pecks regressou a Portugal para ser mais uma vez intocável no Pedras Rubras, clube que representou durante meia temporada em 2018/19.

"Quando cheguei a Portugal as pessoas ficaram de pé atrás. Não sabiam como é que estava, se andava a treinar ou a jogar, mas felizmente surgiu a oportunidade de vir para o Pedras Rubras e tenho provado que estou bem. Felizmente, também tive a oportunidade de conhecer a equipa fantástica da 4450 Gestão de Carreiras que me tem apoiado muito nesta fase. Se é o renascer do Pecks? Sim, basicamente é isso. Continuo o mesmo Pecks de sempre. Trabalho muito para mostrar o meu valor e tenho recebido bom feedback de pessoas que dizem que mereço outros campeonatos", revelou ao zerozero.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: CLASSE TÉCNICA DE MÁRCIO CANASTRA DÁ NOMEAÇÃO A MELHOR JOGADOR EM MATOSINHOS

A classe técnica de Márcio Canastra do Gatões que regressou ao futebol duas temporadas depois dá lhe um lugar entre os 26 nomeados como melhor jogador em Matosinhos

As virtudes do avançado passam por ser um jogador diferente, onde a classe técnica sobressai a olhos vistos, faz o lado direito todo com muita qualidade. 

É um atleta dotado de uma velocidade que no um para um é difícil de parar, sendo o jogador mais castigado pelos adversários.

Márcio Canastra fez toda a sua formação no Gatões e na época 2017/18 representou o Leça do Balio.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: LATERAL OFENSIVO JOÃO TEIXEIRA NOMEADO A MELHOR JOGADOR EM MATOSINHOS

O lateral ofensivo de 24 anos do Ventura João Teixeira está entre os 26 nomeados a melhor jogador em Matosinhos.

O defesa direito que também pode jogar como médio direito regressou ao futebol quarto épocas depois da primeira temporada onde representou a primeira equipa como sénior.

As virtudes do lateral direito passam pela velocidade, aceleração, energia para colocar tudo em campo, contato físico, o espiríto de luta.

João Teixeira começou a sua formação no São Martinho, depois no Paivense, Padroense, Nogueirense, terminando no Lavrense.

A primeira época como sénior foi no Foz na temporada 2015/16.

A história de João Teixeira ainda vai no início e ainda existe muita margem de progressão para este atleta.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: RAÇUDO LUÍS BARBOSA NOMEADO A MELHOR JOGADOR EM MATOSINHOS

O médio raçudo Luís Barbosa do Leça do Balio está entre os 26 nomeados a melhor jogador em Matosinhos.

As virtudes de Luís Barbosa passam pela força do pontapé, controlo de bola, energia para dar tudo o que tem em campo, o passe curto, a aceleração.

Atualmente ao serviço do Leça do Balio realizou 20 jogos e apontou um golo.

Luís Barbosa joga tanto a médio centro como a médio defensivo. Luís Barbosa começou a sua formação no Salgueiros, depois pelo Boavista e Pasteleira. A primeira passagem por uma equipa sénior foi no Oliveira do Douro em 2014/15 com seis jogos realizados.

A partir da época 2016/17 representa clubes matosinhenses, as duas primeiras épocas pelo Perafita onde em 35 jogos apontou três golos, depois pelo Lavrense onde realizou 11 jogos e atualmente ao serviço dos balienses.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.



Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: INCANSÁVEL PEDRILSON NOMEADO A MELHOR JOGADOR EM MATOSINHOS

O médio caboverdiano incansável do Perafita Pedrilson que está a realizar uma boa temporada está entre os 26 nomeados a melhor jogador em Matosinhos.

As virtudes do médio passam pela velocidade, a energia que coloca em campo, a posse de bola, o balanceamento, a agressividade e a impulsão.

Atualmente ao serviço do Perafita realizou 16 jogos com uma excelente qualidade em campo.

Depois de ter realizado maior parte da formação no país natal em Cabo Verde, Pedrilson começou a sua carreira em Portugal pelo Perafita.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

domingo, 29 de março de 2020

PRÉMIOS: MAESTRO NELSINHO NOMEADO PARA MELHOR JOGADOR EM MATOSINHOS

O médio centro do Leça Nelsinho, maestro do meio-campo da formação leceira está entre os 26 nomeados para melhor jogador em Matosinhos.

As virtudes de uma das lendas do futebol português são os cantos, cruzamentos, finalização, finta, livres, penáltis, passes, técnica, bravura, compostura, decisões, determinação, imprevisibilidade, jogo sem bola, visão de jogo e agilidade.

Atualmente ao serviço do Leça em 28 jogos apontou quarto golos.

Mesmo com 40 anos toda a qualidade que Nelsinho coloca em campo é evidente, desde o passe curto, à desmarcação para os avançados, entre outros pontos.

Nelsinho fez toda a sua formação no Vizela, onde se estreou como profissional em 98/99 tendo realizado quarto temporadas seguidas onde em 83 jogos apontou nove golos.

Em 2002/03 reforçou o Fafe e em 2004/05 chega ao Braga onde só faz um jogo e na segunda metade da temporada é reforço do Estrela da Amadora. Depois de um regresso ao Fafe, em 2006/07 representa o Trofense que em 29 jogos aponta dois golos.

Em 2007/08 o Gondomar e em 2008/09 começa a sua ligação de amor umbilical com o Varzim que foi apenas interrompida durante duas temporadas, a primeira em 2010/11 quando ingressou o Estoril Praia e de janeiro de 2012 a janeiro de 2014 no Ribeirão.

A sua melhor época com a camisola do Varzim foi na temporada 2014/15 onde em 38 jogos apontou 11 golos. Pelo Varzim fez 313 jogos e apontou 38 golos.

Como sénior fez 634 jogos e apontou 76 golos até ao momento.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: IMPREVISÍVEL JOÃO PAULO NOMEADO PARA MELHOR REVELAÇÃO EM MATOSINHOS

O médio caboverdiano de 21 anos João Paulo do Leça é um jogador imprevisível em campo devido aos seus atributos e isso lhe dá um lugar entre os cinco nomeados para melhor revelação em Matosinhos.

As virtudes de João Paulo passam pela finta, passe, primeiro toque, técnica, agressividade, bravura, determinação, imprevisibilidade, equilíbrio e resistência.

Atualmente ao serviço do Leça realizou 20 jogos e apontou três golos.

A formação de João Paulo irmão de João Paulino no Leça passou pelo Tchadense, depois pelo Sporting da Praia, na época 2018/19 passou pelo Maria da Fonte onde em 33 jogos apontou quarto golos.

A história do jogador de 21 anos ainda vai no início, mas o que mostra em campo dá nos conta de um atleta com enorme margem de progressão.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.



Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: ALCANCE AÉREO DE RUI SACRAMENTO NOMEADO A MELHOR JOGADOR FORA DO CONCELHO

O alcance aéreo do guarda-redes do Pedras Rubras Rui Sacramento realiza uma boa temporada na equipa maiata está entre os 10 nomeados a melhor jogador fora do concelho.

As virtudes de Rui Sacramento são a força física, a agressividade, a compostura, a determinação, o alcance aéreo, a comunicação com os seus colegas, o pontapé, o jogo de mãos.

Atualmente ao serviço do Pedras Rubras realizou 16 jogos, ajudando o clube a conquistar 19 pontos.

Rui Sacramento esteve na seleção nacional no Europeu de sub-17 em 2002. Este começou a sua formação no Leixões, passou depois pelo FC Porto, depois pelo Valdevez em 2005/06 emprestado pelos dragões.

Em 2008/09 reforçou o Gil Vicente onde realizou oito jogos. Durante época e meia esteve no Esmoriz, depois no Feirense na segunda metade da época 2010/11. Em 2011/12 representou o Camacha e depois o Cinfães.

Em 2012/13 ao serviço do Leixões realiza a sua melhor temporada como sénior onde realizou 47 jogos todos eles como titular.

A sua enorme qualidade levou o à Primeira Liga onde reforçou o Arouca tendo realizado o seu primeiro jogo em 2013/14 a 25 de agosto com o Estoril Praia. Durante quatro temporadas esteve na Primeira Liga.

Em 2017/18 regressa ao Gil Vicente onde realiza 27 jogos. Em 2018/19 está no Campeonato de Portugal onde realizou 14 encontros nas duas metades da temporada, primeiro no Cinfães e depois na AD Oliveirense.

Atualmente no Pedras Rubras tem sido parte preponderante na equipa maiata.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: VEIA GOLEADORA DE TIAGO CARVALHO NOMEADO A MELHOR JOGADOR FORA DO CONCELHO

A veia goleadora do avançado de 28 anos Tiago Carvalho do Perosinho, considerado um jogador incansável na luta pelos objetivos propostos está entre os 10 nomeados para melhor matosinhense fora do concelho.

As virtudes do avançado passam pela raça, vontade, querer, finalização e qualidade na visão de jogo para os seus companheiros.

Atualmente ao serviço do Perosinho realizou 21 encontros e apontou nove golos, o que equivale a uma média de 0,24 golos por jogo, sendo que os seus golos ajudaram o clube a conquistar 16 pontos.

Da época 2012/13 a 2013/14 este foi eleito pelos seguidores do blog Mitchfoot como o avançado/ponta de lança para o melhor onze do Futebol de Matosinhos. Na mesma época atingiu o seu maior galardão a nível individual pois foi eleito o melhor Jogador sénior do plantel da UD Lavrense, na I Gala UD Lavrense/EF Paulo Faria.

Tiago Carvalho realizou a sua formação no Leixões, Senhora da Hora e Infesta aonde começou a carreira como sénior aonde só realizou 10 jogos em época e meia.

Na época 2011/12 foi para o Custóias onde foi uma peça preponderante. 

"A minha curta carreira (sénior) começou há dois anos no FC Infesta onde encontrei algumas dificuldades pois o plantel infetista, tinha grandes jogadores tecnicamente e com larguíssima experiência, mas aprendi muito a saber estar num balneário, volvido um ano e meio depois e por não ser opção regular e por não me ter sido dada a oportunidade de jogar na minha posição, pois o mister José Ribeiro, insistia colocar-me como defesa lateral, decidi sair para o Custóias em Dezembro de 2011. Verdadeiramente, para mim, a minha carreira (sénior) está a começar só agora", descreveu ao Mitchfoot.

Tiago Carvalho chegou ao Lavrense em 2012/13 e pelo meio em 2014/15 representou o Padroense. A melhor época ao serviço da equipa de Lavra foi na temporada 2015/16 com 30 jogos e 17 golos apontados com uma média de 0,42 golos por jogo.

Em 2018/19 reforçou o Avintes aonde realizou nove jogos e apontou dois golos.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: ÁGIL BRUNO BELEZA NOMEADO A MELHOR GUARDA REDES EM MATOSINHOS

O ágil guarda-redes de 36 anos do Custóias Bruno Beleza que realiza uma excelente temporada no clube matosinhense está entre os cinco nomeados para melhor guarda-redes em Matosinhos.

As virtudes do guardião passa pela impulsão, a força do pontapé, o contacto físico, a captação de bolas, o alcance aéreo. 

Atualmente ao serviço do Custóias, realizou 14 jogos.

Bruno Beleza começou a sua formação no FC Porto, passou depois pelo Progresso, Leixões, Salgueiros e foi na época 2002/03 que começou a sua carreira como sénior no Amarante.

Depois passou pelo Valadares, Pedroso e a primeira passagem pelo Custóias, em 2005/06. Em 2007/08 reforça o Lavrense e em 2008/09 o Pedras Rubras, em 2010/11 regressa ao Lavrense, em 2011/12 chega ao Rio Tinto.

Em 2012/13 chega ao Grijó, em 2013/14 representa o quarto clube matosinhense o Perafita e na mesma época vai para o Valonguense, depois passagens pelo Gondim Maia e Candal. Em 2016/17 chega ao Padroense onde realizou 17 jogos.

Em 2017/18 reforça o Gulpilhares e na época passada representou o Pedrouços aonde realizou 28 encontros.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.



Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino 

SUB-15 DO MATOSINHOS FUTSAL MANTÉM-SE NA PROVA NACIONAL

Os sub-15 do Matosinhos Futsal Clube mantém-se na prova nacional depois da decisão da Federação Portuguesa de Futebol dar como concluído as provas.

O Matosinhos Futsal vai ter na Zona Norte o Caxinas, CP Miranda Corvo, CS São João, ABC Nelas, ACR Vale de Cambra, Nogueiró e Tendões e Pindelo.

O Matosinhos Futsal terminou a primeira fase com 24 pontos em quarto lugar com sete vitórias, dois empates e cinco derrotas e a segunda em sexto com seis pontos, resultante de duas vitórias e cinco derrotas com 19 golos marcados e 24 sofridos.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

SUB-19 E SUB-17 DO PADROENSE MANTÉM-SE NAS PROVAS NACIONAIS

Os sub-19 e os sub-17 do Padroense mantém-se nas provas nacionais, com os sub-19 a continuar na segunda divisão nacional e os sub-17 na primeira divisão nacional, depois da decisão da Federação.

Os sub-19 ficam na Série B da segunda divisão nacional com o Boavista, Académico de Viseu, Sousense, Gondomar, Lusitânia de Lourosa, Penafiel, Oliveirense, Oliveira de Frades e SC Régua.

Na primeira fase ficaram em quinto lugar com 29 pontos, resultado de oito vitórias, cinco empates e cinco derrotas. Na segunda em terceiro com 36 pontos resultado de duas vitórias, um empate e uma derrota.

Miguel Silva foi o mais utilizado com 21 jogos. Henrique Borges foi o melhor marcador com 12 golos.

Os sub-17 do Padroense mantém-se na Série B da primeira divisão nacional com o FC Porto, Boavista, Tondela, SC Espinho, Feirense, Anadia, Lusitânia Lourosa, Académico de Viseu, SC Régua, Seia e Marialvas.

Na primeira fase ficaram em segundo lugar com 24 pontos, resultante de oito vitórias e três derrotas e na segunda fase em sétimo lugar com 15 pontos, resultado de quatro vitórias, três empates e sete derrotas.

O avançado angolano Eurichano foi o mais utilizado pelo Padroense com 25 jogos realizados e 15 golos marcados.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

SUB-19 DO LEIXÕES MANTÉM-SE NA PRIMEIRA DIVISÃO NACIONAL

Os sub-19 do Leixões depois da decisão da Federação Portuguesa de Futebol mantém-se na primeira divisão nacional, considerando que a época atual não tem efeitos para classificação final.

O Leixões vai defrontar na Zona Norte na primeira divisão nacional do campeonato nacional, o FC Porto, SC Braga, Famalicão, Rio Ave, Vitória Guimarães, CD Aves, Paços de Ferreira, Gil Vicente, Nacional, Vizela e Feirense.

Na primeira fase o Leixões ficou em 10.º lugar com 20 pontos, em suma com três vitórias, 11 empates e oito derrotas, com 17 golos marcados e 29 sofridos.

Em relação à fase da manutenção ficou em quinto lugar com quatro jogos realizados, duas vitórias e duas derrotas, com três golos marcados e quarto sofridos.

Ricardo Ferreira foi o jogador mais utilizado dos sub-19 e com mais golos apontados, 26 jogos e sete golos.

Foram utilizados 38 jogadores, 17 deles estrangeiros e no top-10 dos mais utilizados só está um estrangeiro, o defesa central nigeriano Evans Aneni.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

PLANTEL DO LEIXÕES NA MÁXIMA FORÇA

O plantel do Leixões está na máxima força para o regresso às competições, depois dos quatro jogadores que estavam lesionados antes do início da suspensão recuperarem das suas respetivas lesões.

Os defesas Edu Machado e João Pedro e os avançados André Claro e André Clóvis já não fazem parte dos quadros clinícos.

Assim Manuel Cajuda tem todos os jogadores à sua disposição para os treinos e jogos.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

SAD DO LEIXÕES ENTREGOU À LIGA DOCUMENTOS DE CUMPRIMENTO SALARIAL

A SAD do Leixões já entregou à Liga "toda a documentação" que comprova o cumprimento salarial de dezembro de 2019 a fevereiro de 2020, referiu uma fonte da administração do clube ao Jornal de Notícias.

"Ao que foi possível apurar junto de fonte de administração da SAD do Leixões, os matosinhenses entregaram anteontem [sexta-feira] toda a documentação que comprova o pagamento do mês de salários que se encontrava atrasado", referiu o JN.

A Liga ainda não tornou oficial esse facto, mas até quarta-feira vai ser confirmado que o Leixões regularizou a situação salarial.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

sábado, 28 de março de 2020

AF PORTO COMUNICA QUE HÁ SUBIDAS DE DIVISÃO E NÃO HÁ DESCIDAS NOS ESCALÕES DE FORMAÇÃO

A AF Porto comunicou que os campeonatos da formação de todos os escalões e sexos estão concluídos, que há subidas de divisão e não há descidas, anunciou o organismo em comunicado.

"A Associação de Futebol do Porto dá por concluídas as competições de todos os escalões jovens de formação de futebol e futsal, masculinas e femininas; nesses escalões, subirão à divisão superior os Clubes que se encontrarem nos lugares de acesso (ou seja classificados nos primeiros lugares) na data em que foi determinada a suspensão das provas (10 de Março de 2020), não havendo, consequentemente, descidas. Se no escalão de topo superior não ocorrerem subidas para o nacional, excecionalmente o último escalão sofrerá o aumento necessário para inclusão dos clubes devidos, situação que será corrigida na próxima época", salienta o comunicado.

Este comunicado descreve que os dois primeiros classificados que estão na 1.ª Divisão distrital da AF Porto sobem ao campeonato nacional, mas estas tem de ser aprovadas pela Federação Portuguesa de Futebol. 

Já aprovado são que os dois primeiros classificados de cada série da 2.ª Divisão caso não sejam equipas B sobem para a 1.ª divisão.

As equipas matosinhenses que sobem são: os sub 17, sub-15 e sub-13 do Infesta e os sub-13 do Perafita no futebol e no futsal os sub-19 do AA Leça e os sub-15 do Cohaemato

Nos sub-19 de futebol vai ter de se encontrar uma solução na 1.ª Divisão pois o Padroense B e o Leixões B não podem subir à segunda divisão nacional, pois as suas equipas já se encontram no campeonato nacional e isto significa que algumas equipas vão ter de ocupar os espaços deixados pelas da 2.ª Divisão. 

Em relação aos campeonatos séniores ainda não há data prevista para regresso da competição ou de término mas há uma grande novidade.

Caso a solução passe pela conclusão das provas com a classificação em vigor antes do início da suspensão não vai haver descidas de divisão. mas quem está na Divisão de Honra, 1.ª Divisão e 2.ª Divisão sobem para a série seguinte, já a subida ao Campeonato de Portugal das equipas de divisão de elite depende de posterior decisão da Federação Portuguesa de Futebol.

A situação vai ser posteriormente corrigida na época seguinte de 2021-2022 para o modelo habitual.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

PRÉMIOS: MÉDIO RAÇUDO AMINE NOMEADO PARA MELHOR JOGADOR EM MATOSINHOS

O médio que deixa tudo em campo e coloca raça e crer em todos os lances, Amine Oudhiri do Leixões está entre os 26 nomeados para melhor jogador em Matosinhos.

As virtudes do médio franco marroquino passam pelos cruzamentos, fintas, passes precisos, primeiro toque, aceleração, agressividade, determinação.

Atualmente na terceira temporada ao serviço do Leixões realizou 27 jogos e é sempre considerado pelos treinadores que o orientaram ao longo da carreira um dos jogadores que mais dá tudo o que tem em campo.

Amine começou a sua carreira como sénior em França no RCF Paris, depois no Red Star e em 2013/14 chega ao Nantes e em 2014/15 é emprestado ao Arles Avignon e em 2015/16 está no Sedan e na época 2016/17 representa o Lusitano de Vila Real de Santo António.

Na época 2017/18 chega ao Leixões e a partir daí aos 24 anos era um dos esteios da formação leixonense com 24 jogos realizados e um golo apontado.

É seguido pelas equipas da I Liga como o Aves, mas sem sucesso, é um dos jogadores protegidos por uma cláusula e mesmo assim como demonstra nas entrevistas realizadas este sente um amor profundo pela camisola leixonense mesmo não sendo matosinhense ou ter nascido em Portugal.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: IMPREVISÍVEL JOÃO RODRIGUES NOMEADO PARA MELHOR JOGADOR EM MATOSINHOS

O ponta de lança do Infesta João Rodrigues é um atleta imprevisível em campo graças à sua veia goleadora e é um dos 26 nomeados para melhor jogador em Matosinhos.

As virtudes do João passam por ser polivalente, com um excelente pé direito mas também joga bem com o esquerdo e reflecte-se na veia goleadora que tem tido em algumas temporadas.

É um jogador imprevisível, num dia bom, não há quem o pare, é um apaixonado pelo jogo e trabalhador, esforçado, dá tudo o que tem em campo.

Atualmente ao serviço do Infesta em 26 jogos apontou 11 golos com uma média de 0,42 golos por encontro, com alguns dos seus tentos ajudou a equipa a conquistar cinco pontos.

É o terceiro melhor marcador da divisão de elite Série 1 a dois do primeiro Tiago Lapa do Avintes.

João fez a formação no Bairro do Falcão, Montezelo, Rio Tinto onde começou a carreira como sénior. Em 2009/10 reforçou o Ribeirão, na época seguinte regressou ao SC Rio Tinto, na época 2011/12 fez parte do São Pedro da Cova e Nun' Álvares e em 2012/13 no Torrão e Perafita.

Chegou ao Infesta em 2013/14 e a partir tem sido um dos esteios da formação matosinhense com 182 jogos realizados e 45 golos marcados.

O João é um jogador que fez praticamente toda a sua carreira na formação, como médio, mas desde há algumas épocas que joga em qualquer posição do meio campo para a frente, tanto ao meio, como à direita e à esquerda.

Nos últimos anos, tanto o Jorge Pinto, antigo treinador do Infesta que está agora no Salgueiros, tanto os dois que o Infesta teve esta temporada, Miguel Fernandes e Bruno Costa, apostam nele como avançado centro, ponta de lança.

Esta época já marcou 11 golos, num dos piores ataques do Infesta dos últimos anos e na temporada em que o Infesta subiu à elite, foi o 2.º melhor marcador da equipa com 16 golos.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 


PRÉMIOS: POLIVALENTE JULIANO NOMEADO A MELHOR JOGADOR EM MATOSINHOS

O ponta de lança brasileiro polivalente Juliano que representa o Ventura é um dos 26 nomeados a melhor jogador em Matosinhos.

As virtudes de Juliano passa pela finalização, a agressividade, a impulsão, a velocidade, o contato físico.

Juliano esta temporada tem sido fundamental para a formação do Ventura acrescentando qualidades na sua polivalência e nos golos que aponta.

Juliano fez a maioria da sua formação no Brasil, no último ano representou os juniores do Senhora da Hora, onde começou a sua carreira como sénior há três épocas.

Depois passou pelo Pasteleira até chegar ao Ventura aonde continua a mostrar os seus dotes em campo.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC