RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 8 de abril de 2019

HATTRICK DE MESQUITA EM JOGO DE TOPO


Estádio do Padroense FC – Senhora Da Hora
31ª. Jornada da Divisão d´Elite série 1
Árbitro: Fábio Melo
PADROENSE 4 AVINTES 3
Ao intervalo, 3-1 golos Mesquita (7, 26, 61) Ricardo (19), Bruno Sousa (25) Ruben (80, 86)

PADROENSE: Rui, Renato, (Hélder 78) Lindolfo, Fábio e Balito, Carneiro, Guilherme  e Lutchindo, (Pedro Oliveira 68) Ricardo (Estebainha 78) Mesquita (Jardel 68) e Leitão. Treinador João Santos

AVINTES: Humberto, Carlos Pinto (Diogo 65) Ricardo, Renato, Pedro Sá (Ruben 65) Bruno Sousa, Tiago, Freixo (Santana 31), Rui Silva, Bruninho (Sacy 46), Luís (Tiago Carvalho 65). Treinador João Ferreira.

Chuva e golos num grande espetáculo de futebol.
O Padroense embala para a subida ao derrotar em casa uma das melhores equipas desta competição.  Em dia de chuva, Mesquita (Hattrick) foi o sol dos Bravos de Matosinhos, tornando-se na principal figura do encontro.
Logo aos 7 minutos Lutchindo cobra um pontapé de canto e Mesquita abra o ativo.
 Ricardo quis imitar o companheiro e coloca o Padroense a vencer por duas bolas a zero. Como grande equipa que é, o Avintes reduz por Bruno sousa à passagem do minuto 25. O intervalo não chegou sem que Mesquita fizesse de novo gosto ao pé recolocando a vantagem de dois golos para os Bravos de Matosinhos, que dois dias antes festejaram a passagem do 97º. Aniversário.

No segundo tempo o equilíbrio foi a nota dominante, o desequilíbrio aconteceu ao minuto 61  e outra vez por Mesquita que sela assim uma tarde memorável.
João Ferreira técnico gaiense resolve colocar em campo Ruben e acertou na mucha pois o jogador viria a revelar-se importante na recuperação, obteve dois golos em cinco minutos (80 e 86) pondo em sentido a turma do Padroense que quase se deixava surpreender.

Foto Jorge Peixoto

LEÇA CONFIRMA EXCELENTE MOMENTO COM EMPATE EM SÃO JOÃO DA MADEIRA


Estádio Conde Dias Garcia – São João da Madeira
29.ª jornada da Série B do Campeonato de Portugal
Árbitro: Tiago Pinto (AF Leiria).
Ação disciplinar: Cartão Amarelo: Miguel Lopes (15), Max Lapushenko (24), Vítor Bastos (32) e Ken (37).
Ao intervalo 0-0 Glos Matheus (56) Materazzi (88)

SANJOANENSE: Fábio Santos, Vítor Bastos, Castro, Júlio (Matheus Roldan, 46), Ken, Cauê, Coulibaly, Rafa (Almeida, 84), Daniel, Kay Kay e Ká Semedo (Martin, 46). Treinador Flávio Neves

LEÇA FC: Jorge Cristiano, Joel Mateus, Max Lapushenko, Daniel Materazzi, Paulo Lopes, Samuel Teles, Landry Nkolo, Bruno Simões (Miguel Angelo, 64), Miguel Lopes (Pedro Prazeres, 75), Zé Carlos (Jair, 88) e Isaac Cissé. Treinador Domingos Barros

O Leça atravessa o melhor momento desde que se iniciou esta época desportiva. 4º. Jogo consecutivo a pontuar (3 vitorias 1 empate)
O Leça apresentou-se forte e personalizado neste encontro, fruto do bom momento que atravessa, e liderado por Landry (grande jogo) foi capaz de em momentos do jogo ser superior ao 4 º - classificado desta série. Miguel Lopes primeiro e Isaac depois tiveram boas chances de abrir o marcador. O intervalo chegou com o nulo verificado mas com a equipa do Leça por cima do jogo.    

No segundo tempo a Sanjoanense uma das boas equipas deste campeonato, entrou melhor (como lhe competia), e chegaram ao golo à passagem do minuto 56 por intermédio de Matheus aproveitando um bola devolvida pelo poste na sequencia de um pontapé de canto. Os comandados de Domingos Barros equilibram as coisas, sempre com os olhos postos na baliza contrária à procura do golo do empate.
Nos últimos 20 minutos do encontro os leceiros aumentam a pressão sobre o último reduto defensivo dos da casa e oportunidade atras de oportunidade, uma bola aos ferros e uma grande penalidade cometida sobre Zé Carlos fica por marcar.
De tanta insistência os leceiros viram o esforço premiado já perto do final do jogo, Miguel Ângelo marca um pontapé de canto ao segundo poste onde aparece Materazzi mesmo agarrado, de cabeça a confirmar o empate 

Foto Leça FC 

JOGO EMOTIVO NO MAR COM MINHOTOS A LEVAR OS TRES PONTOS



Estádio do Mar, em Matosinhos.
28 ª Jornada da II Liga
Árbitro: Hélder Malheiro (AF Lisboa).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Pathé Ciss (42), Evandro Brandão (45+1), Luís Silva (60), Ricardo (68), Feliz (78), Hocko (87), André Clóvis (90) e Jorge Silva (90+6).
Leixões - Famalicão, 2-3.
Ao intervalo: 1-1.Marcadores: Walterson (12 ,59) Erivaldo, (33) Anderson, (55) Evandro Brandão (65).

LEIXÕES: Tony, Jorge Silva, Bura, Pedro Monteiro, Derick, Amine (Filipe Ribeiro, 70), Zé Paulo (Roniel, 85), Luís Silva, Magno (André Clóvis, 62), Erivaldo e Evandro Brandão. Treinador: Jorge Casquilha.

FAMALICÃO: Defendi, Garcia, Ricardo, Rocha, Jorge Miguel, Capela (Hocko, 84), Pathé Ciss, Feliz (Ângelo, 90+1), Walterson, Fabrício e Anderson (Fabinho, 72). Treinador: Carlos Pinto.

Belíssimo espetáculo protagonizado por ambos os conjuntos
Aproveitando a alguma desatenção com que o Leixões começou a partida, o Famalicão abriu o marcador na primeira vez que atirou à baliza, com Walterson (12), sem marcação, a conseguir um arco perfeito no seu remate de fora da área, fazendo a bola entrar junto ao poste esquerdo. Anderson, cujo irmão gémeo, Clóvis, estava no banco do Leixões, surgiu isolado aos 25 minutos, mas o remate do avançado do Famalicão, acabou por passar sobre a barra, numa conclusão seguida no minuto seguinte por outra tentativa de Pathé Ciss que Tony segurou à segunda. Com Zé Paulo como 'motor' da reação, o Leixões mostrou argumentos aos 30 minutos quando na área Jorge Silva cruzou tenso para um desvio na pequena área a que ninguém chegou, acabando a equipa da casa por ter a sorte procurada quando, a metros da linha de baliza, Erivaldo (33) aproveitou um ressalto para fazer o empate.
Na segunda parte, Anderson (55) aproveitou uma iniciativa de Fabrício para, num ressalto, desviar a bola para a baliza, de nada valendo o esforço de Derick, após o que Walterson (59), assistido por Feliz que aproveitou um mau passe em zona proibida de Bura, bisou na partida. Animada, a partida ganhou outro protagonista quando Evandro Brandão (65) correspondeu, de cabeça, a um cruzamento da esquerda de Derick para reduzir e fixar o resultado final.
O Leixões segue no 10.º posto com 35 pontos, a quatro pontos da zona de descida e volta ao estádio do Mar desta vez para defrontar o Mafra clube que tem mais um ponto que os matosinhenses. 

Foto de Duarte Rodrigues 


LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC