RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

PERAFITA SEGUE FIRME NO COMANDO


O encontro realizado ontem em Alfena era mais uma etapa na “maratona” que é este campeonato da 1ª Divisão Serie 1.
Um terreno onde os principais candidatos deixaram pontos, tornava este jogo no mais importante para a consolidação dos objectivos do líder, e também porque o próprio Alfenense ainda não se pode dizer que está descansado na tabela classificativa, necessitará de mais uma vitória para garantir a manutenção.

O encontro iniciou-se com os visitantes a impor o seu futebol característico, de muita posse de bola, alternando com transições rápidas, que deixavam a defensiva local muito debilitada.O Alfenense, percebeu, que deixando a posse de bola para o adversário, poderia num erro cometido pelos locais aproveitar para fazer estragos no último reduto do FC Perafita, apostou assim numa contenda de contra ataque, defendia as bolas paradas com todas as suas unidades e quando lhe era permitido tentava, muito debilmente incomodar a defensiva do FC Perafita, comandada por Artur, que denota um excelente momento de forma.O perigo aproximava-se da baliza dos locais, mas, ás vezes por falta de eficácia dos avançados dos visitantes, ou por intervenções valorosas de toda a linha defensiva dos locais o golo teimava em não entrar, o encontro decorria sempre com maior pendor atacante dos visitantes e adivinhava-se o golo inaugural.Assim aconteceu, à passagem do minuto 31, após um lançamento lateral da direita, a bola é, contrariamente ao sucedido até então, colocada para trás, onde Tinaia cruza para a área, onde Álvaro, surge a cabecear à trave, a bola é devolvida indo ter com Paulinho, que sem deixar a bola cair faz um remate cruzado fazendo a bola entrar no canto inferior mais distante da baliza defendida pelo Alfenense, golo de belo efeito e pela hora, já merecido.A jovem equipa do Alfenense acusou o golo e demorou a encontrar-se, nesse período que demorou mais ou menos 10 minutos, os visitantes dispuseram de alguma oportunidades para dilatar o resultado, sendo a mais flagrante aos 34 minutos libre pela direita, Paulinho crua para o interior da área, onde Lutchindo, primeiro e Álvaro depois não conseguem, na mesma jogada fazer mexer o marcador. A toada do encontro manteve-se até ao apito para o intervalo.

Na segunda parte, voltou-se a assistir a mais do mesmo, um Alfenense a defender como podia, tentando, sem conseguir, incomodar o último reduto do FC Perafita, com estes a mandar, O FC Perafita era dono e senhor do jogo, mas como não conseguia dar o toque final no encontro, fez com que o Alfenense fosse sempre acreditando, que poderia num erro defensivo, pudesse ir buscar um ponto que seria muito benéfico da forma como o encontro decorria. Praticando agora um futebol mais directo, o Alfenense conseguia a maiores espaços ficar no meio campo ofensivo e foi ganhando alguns livres que potencializou em algum perigo, de ressalvar, neste período, um livre executado na direita, junto ao angulo exterior da grande área, que foi magistralmente marcado pelo avançado local, ao qual respondeu Artur com uma magnifica defesa a mostrar toda a sua classe e toda a capacidade e empenho de toda uma equipa, aqui espelhado na actuação do seu guarda redes, que quando foi chamado, diga-se, pela única vez, disso presente, não deixando desvirtuado o resultado que pecou por escasso, pois as oportunidades criadas e não concretizadas foram em numero suficiente para o resultado ser muito diferente. Fica para a história o 0 – 1 final, mais uma vitória, com muito querer, acompanhada de muita classe de todos os sectores de uma equipa que funcionou como uma verdadeira equipa, uma última palavra para o capitulo da finalização, sendo este o único reparo a fazer deste desempenho. Uma palavra para a equipa de arbitragem que, não tendo influência no resultado, teve sim que se preocupar com as constantes criticas quer dos atletas do Alfenense, quer do público afecto que embalado pelos seus atletas criaram um efeito pouco digno para aquilo que verdadeiramente se passou no rectângulo de jogo.

O Perafita alinhou da seguinte forma
ARTUR; MARCO PEREIRA; TRAJANO; HELDER MAIA e ALEX; MARCO MOREIRA; SERGIO SOBERANO(CARINHAS) e TINAIA; ALVARO(CHETA); PAULINHO( IVO) e LUTCHINDO

ENTREVISTA DE JORGE CORDEIRO MASSAGISTA DE OS LUSITANOS FCSC.


Jorge Cordeiro, em ENTREVISTA ao blog de OS LUSITANOS FCSC
Fala sobre as matreirices dos jogadores, da época desportiva em curso, e do milagroso Spray, do qual diz não ser muito do seu agrado.
Jorge Cordeiro é massagista do Lusitanos há ano e meio e diz, que quando o convidaram para ser massagista do clube a resposta foi simples; “Não podia dizer que não a um grupo de amigos “.

Sr Cordeiro como veio para Os Lusitanos?

J.C. - Vim para o Lusitanos, numa altura em que o Clube foi obrigado a prescindir dos serviços do Sr. Artur, por ser obrigatório ter curso de massagista para estar na ficha de jogo, A direcção falou comigo e não podia dizer que não a um grupo de amigos que precisavam de ajuda

Os jogadores queixam se muito nos tratamentos?

J.C. - Não são todos bons pacientes, uns mais corajosos que outros, uns mais queixosos que outros, mas no cômputo geral, todos sabem que o que fazemos naquele gabinete é para melhorar a sua condição física.

Muito se fala do spray milagroso, explique um pouco como funciona.

J.C. - É simples, o spray é frio e numa situação dolorosa, provocada por pancada ou entorse devemos sempre controlar a dor e o hematoma com coisas frias para aliviar a dor e anestesiar o local dorido, eu pessoalmente prefiro coisas naturais para essa função, o gelo sempre, não só na altura em que as coisas acontecem, como nas 72 horas seguintes, insisto muito com todos para cumprirem esta regra, porque é para o seu bem, costumo até brincar com a situação e aconselhar gelo por dentro e por fora, mas nem todos cumprem.

Durante o jogo você entra em campo imensas vezes, consegue perceber quando se trata de matreirice ou lesão complicada?

J.C. - Sim normalmente apercebo-me, mas felizmente a nossa equipa é pouco dada a matreirices, antes pelo contrário, temos sido mais vítimas dessas matreirices, em muitos jogos os nossos adversários procuram cortar o ritmo com essas situações.

Qual a lesão mais complicada que já teve de tratar ate hoje no Lusitanos?

Felizmente neste ano e meio que levo de Lusitanos, ainda não aconteceu nenhuma lesão que se possa considerar muito grave, já aconteceram algumas graves e outras menos graves, o normal em um departamento de futebol. As lesões sejam elas quais forem, constituem momentos de debilidade física mas também psicológica e esse é muitas vezes o mais complicado de tratar

Como esta a ver esta época do Lusitanos?

J.C. - Com muita naturalidade as coisas estão a acontecer, o grupo é muito bom, tem muita qualidade, a grande maioria dos jogadores já está junta de outras épocas, os que chegaram este ano vieram acrescentar ainda mais qualidade, a Direcção tem apoiado sempre, dentro das suas possibilidades, a equipa técnica mudou recentemente, pelos motivos que todos sabemos, mas a qualidade de jogo e resultados continuam a ser os melhores, sinal de que o grupo continua unido e forte, no objectivo de conseguir uma das melhores classificações de sempre do Lusitanos. Aliás penso que com uma retaguarda mais forte, esta equipa poderia estar neste momento a lutar pelo 1º lugar da classificação, em todos os jogos até hoje disputados, não vi nenhuma equipa ser superior à nossa em termos de jogo jogado, outros pormenores pesam e muito para se atingir determinados objectivos

CORTESIA DO BLOG OS LUSITANOS FCSC

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

PENANTES RESOLVE!



II Divisão Zona Centro 2011/12 Jornada 21
Estádio do Padroense FC – Padrão da Légua
Árbitro - Luís Ferreira
PADROENSE FC 1 GONDOMAR SC 0
Ao intervalo, 0-0, marcador Penantes (68)

PADROENSE FC: Marco, Paulinho, Armando, Daniel, Miguel; Batista, Mariano e Seabra; Marcão (Penantes), Bruninho (Gazela) e Benvindo (Bruno). Treinador Augusto Mata

GONDOMAR SC: Tiago, Rufino, Joel (Marco André) Ienho, André (António)Goba, Diaby (Pinho) Fabeta, João Ricardo, Correia e Bruno Filipe. Treinador José Alberto

A primeira parte foi disputada sem grande intensidade. Com as duas equipas muito organizadas defensivamente, os lances de perigo foram uma raridade.

A segunda parte o cariz do jogo não se alterou, até ao golo apontado por Penantes (marcador de serviço) que iniciou o jogo no banco de suplentes, tendo substituído o lesionado Marcão, ainda no decorrer do primeiro tempo, dizendo sim a uma assistência de Miguel após grande jogada deste. A partir deste momento, a equipa do Padroense, ganhou mais confiança, e com jogadas de bom recorte técnico, poderia mesmo dilatar a vantagem. Triunfo justo dos BRAVOS DE MATOSINHOS, que com esta vitória, iguala na tabela classificativa o seu adversário com 29 pontos, posicionando-se no 9º posto, importante o triunfo matosinhense pois assim se distancia dos lugares de despromoção, estando agora bem distante (7pontos). A próxima jornada a equipa do Padroense vai até Coimbrões -Gaia para defrontar o clube local.

FOTOS DOMINGOS LOBO

LEÇA VAI DE MAL A PIOR (foi goleado em casa e acabou o jogo com 8 jogadores)



III DIVISÃO SERIE B
Estádio do Leça FC – Leça da Palmeira
Árbitro – Carlos Macedo
LEÇA FC 0 Sp. MÊDA 3
Ao intervalo, 0-0, marcadores, Tibério (56) e Luís Miguel (79`gp e 90`)
Vermelho por acumulação a Madalena (42 e 70) Zé Soares (75 e 79) Moura direto (81) e Pura por acumulação (58 e 60)

LEÇA FC: Cláudio, Zé d´Angola, Madalena, Zé Soares e Daniel, Hélder (Moura), Ricardinho (Nuno Martins) e Rui Ramos; Magno. João Alves (Pedro Gomes) e Cerejo. Treinador Armindo Machado.

Sp. MÊDA: Zé Luís, Barra, Pura, Edi (Rui Alves), Pedro Ribeiro, (André), Salcedas, David Reis, Luís Miguel , Batatinha, Tibério (Lopes)e Jean. Treinador Artur Lobão.

Algo vai mal no reino leceiro. A equipa não consegue encontrar o caminho das vitórias e pior do que isso, intraquiliza-se, ao ponto de ser derrotada no seu reduto por uma equipa do Distrito da Guarda que lhe é manifestamente inferior.

A primeira Parte foi jogada em ritmo bastante baixo, mesmo assim pertenceu á equipa do Leça a primeira situação de golo, aos 15 minutos por Rui Ramos num remate que tirou tinta ao poste. Aos 20`responde o Sp Mêda, com uma grande oportunidade, o seu avançado rematou para as nuvens de uma forma incrível. O empate a zero ao intervalo espelhava bem o que se passava em Leça da Palmeira.

Numa segunda parte completamente atípica, a equipa do Leça cometeu demasiados erros. Zé d´Angola , perde a bola em zona proibida e a equipa forasteira abre a contagem ao minuto 55`. Logo a seguir a equipa da Guarda, fica reduzida a dez por expulsão de Pura com duplo amarelo. Quando tinha tudo para tomar conta do jogo e ir em busca de um resultado favorável, eis que Madalena é também expulso por acumulação. Praticamente a seguir é a vez de Zé Soares, tomar o caminho dos balneários mais cedo, também por duplo amarelo. A perder por duas bolas a zero, Moura recebe ordem de expulsão, a equipa do Leça fica reduzida a 8 elementos, caminho aberto para os forasteiros ampliarem a vantagem aos 90`minutos, humilhando a equipa leceira com este resultado. Quatro expulsões, 3 para a equipa do Leça e 1 para o Sp Mêda. A equipa do Leça hipotecou definitivamente um lugar no playoff de subida, e tem pela frente uma tarefa muito complicada para fazer pontos, nas duas jornadas que restam para o fim da primeira fase, que lhe permitam encarar a fase de permanência com relativo à-vontade.
Em vinte jogos disputados, a equipa do Leça FC, tem uma classificação que em nada se conjuga com o passado brilhante da instituição. Apenas venceram por cinco vezes, tendo empatado em sete partidas e consentido oito derrotas, encontrando-se em antepenúltimo na tabela classificativa. Muito pobre de facto para quem no inicio prometeu lutar pelos lugares cimeiros.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

CUSTÓIAS TROPEÇA EM CASA!


DIVISAÕ DE HONRA AF PORTO
Estádio do Custóias FC
Árbitro Carlos Andrade
CUSTÓIAS 1 CANUDELO 2
Ao intervalo, 1-1, marcadores, Rabaça (15`) David (31) Fifas (73)

CUSTÓIAS: Márcio, Danny, Luizão, Nuno Ribeiro, Magalhães (Gandarela); Edu (Mário Rui), Renato e João Dias; Tiago Carvalho, Caramalho (Nuno Santos)e David. Treinador Paulo Silva.

CANIDELO: Danny, Fifas, Coutinho, Sérgio, Rui Pedro (Lourenço), Alex, Melo, Rabaça, Tonel, Oliveira (Ruben), Joel (Vinagre).

A equipa do Custóias, fruto das duas vitórias conseguidas nas jornadas anteriores, tinha tudo neste encontro para subir na tabela classificativa, instalando-se no meio da tabela. Mas assim não aconteceu, minuto 73 foi fatídico para as hostes custóienses. De facto a equipa da casa, esteve por cima do jogo durante 70` minutos, mas não conseguiu traduzir em golos a sua superioridade, e foi mesmo a equipa forasteira a desperdiçar as melhores oportunidades de golo nos últimos minutos.
A primeira parte decorreu sob a toada do equilibriu, sem grandes momentos de aflição, junto às áreas das duas equipas. Logo aos 3 minutos de jogo, Tiago Carvalho de cabeça quase a visava a baliza à guarda de Danny. Aos 12 minutos é a vez do capitão Luizão dar o mote protagonizando uma boa intervenção ao guarda-redes do Canidelo. Aos 15 minutos, na primeira vez que a equipa de Gaia, desce com perigo, e contra a corrente de jogo, faz golo por intermédio de Rabaça, facturando de cabeça, respondendo a um cruzamento da esquerda. Demorou algum tempo, a equipa do Custóias a reagir, e ao minuto 31`chega ao empate através de David, na sequência de um livre apontado por João Dias. As equipas iam empatadas para as cabines ao intervalo.

Na segunda parte, o cariz do jogo alterou-se completamente. A equipa do Canidelo, quase abdicou de atacar, baixando as suas linhas, dando iniciativa atacante á equipa do Custóias, explorando futebol direto nas costas da defensiva custóiense. A equipa do Custóias, lutou sempre pelos três pontos em disputa. 49 minutos, Edu é pouco expedito na decisão do lance e perde uma excelente oportunidade para dar vantagem à equipa da casa. Continua a equipa do Custóias com as despesas do jogo, e aos 63 `minutos, Magalhães tem uma boa chance de livre frontal em cima da linha, do lance nada resulta. Até que ao minuto 73`, como que caiu do céu para a equipa forasteira, que nada tinha feito para o merecer, canto do lado direito e Márcio (excelente exibição) a ter uma hesitação, que lhe foi fatal, golo do Canidelo apontado por Fifas ao segundo poste. Tempo ainda para os forasteiros, desperdiçarem duas excelentes oportunidades, aproveitando o balanceamento dos custóienses no ataque, à procura do golo da igualdade, descompensando na defensiva, a equipa do Canidelo poderia ter dilatado a vantagem, mas Márcio (que não merecia o desaire no 2º golo), negou autenticamente o golo á equipa que viajou de Gaia. Destaques nesta partida; Renato e João Dias (Custóias), foram enormes ao longo dos noventa minutos, mereciam outro resultado. Arbitragem foi razoável, manifestando alguma falta de critério na amostragem dos cartões amarelos.

INFESTA EMPATA FORA E MANTEM 2ª POSIÇÃO


Estádio dos Remédios, foi o palco do jogo.

O Infesta empatou a dois golos na deslocação a Lamego, onde defrontou o lanterna vermelha no Estádio dos Remédios. A equipa orientada por José Manuel Ribeiro, até entrou bem pois logo aos 3 minutos, colocou-se em vantagem por intermédio de Tiago Dias que respondeu bem a um pontapé de canto marcado por Vitinha I. A equipa da casa, teve que correr atrás do resultado e conseguiu empatar à passagem do minuto 25 por Freitas. Na segunda parte, o Infesta volta a entrar bem e novamente ao terceiro minuto, Braga coloca o Infesta em vantagem com um grande remate à entrada da área. Mas a equipa da casa, a precisar urgentemente de pontos para fugir ao ultimo lugar da tabela, conseguiu restabelecer a igualdade à passagem do minuto 80 por Nuno Binaia, que se redimiu de uma grande penalidade falhada no minuto anterior.

O Infesta vê assim o Cesarense aumentar a distancia pontual pois esta tarde, venceu em Serzedelo por 1-2 e vê também o Sousense a iguala-lo na segunda posição, pois venceu 1-0 o Rebordosa, embora o Infesta tenha vantagem no confronto directo. Sousense, que a par de Cesarense e Infesta, já garantiu um lugar na fase de promoção, ficando ainda por decidir para as duas ultimas jornadas, as três ultimas vagas que serão disputadas por Vila Real, Grijó, Rebordosa, Vila Meã, Serzedelo, SC Mêda e Leça.

SITE FC INFESTA

LEIXÕES - UM PONTINHO CONSEGUIDO NA SERRA.


LIGA ORANGINA 20.ª Jornada
Complexo Desportivo da Covilhã
Árbitro: Cosme Machado (Braga)
Ao intervalo, 2-0, marcadores, Fofana (15') Dominic (43') Paulo Tavares (53' gp) Hernâni (89')

COVILHÃ: Igor Araujo, Joel, Ricardo Rocha, Gegé, Dani Coelho (Zézinho), Dominic (Dani Matos), Idris, Fofana, Jorge Chula (Pimenta), Gabi e Capela. Treinador, Manuel Tulipa

LEIXÕES: Fonseca, Paulinho, Nuno Silva, Hernâni, André Carvalho (Fausto, intervalo), Florent (Pedro Santos, intervalo), Marcelo, Paulo Tavares, Feliciano (Wesllem, ), Diego Mourão e Jumisse. Treinador Horácio Gonçalves

O Leixões Sport Club somou a quarta igualdade na Liga Orangina, depois de empatar (2-2) com o Sporting da Covilhã, na cidade serrana, na 20.ª jornada do campeonato. No regresso a Matosinhos, a turma do mar, trouxe na bagagem um pontinho, resultante desta difícil deslocação. Dois golos no primeiro tempo para a equipa da casa e dois golos no segundo tempo para a equipa de Matosinhos

O SP da Covilhã entra com tudo neste encontro, e logo no primeiro minuto, faz brilhar Fonseca protagonizando a primeira de muitas defesas de golo. Aos 12’ Paulo Tavares consegue encontrar Diego Mourão que após remate obriga o guardião Igor Araújo a boa intervenção de forma a evitar o golo do Leixões. Um minuto depois, golo do SP da Covilhã, após um cruzamento de Dani Coelho, Fofana de cabeça consegue bater Fonseca, abrindo assim o primeiro golo do encontro. Após várias insistências do Leixões por Diego Mourão e por Hernâni já aos 42’ o Covilhã viria a ampliar a vantagem. Novamente na sequência de um cruzamento de Chula que Dominic não desperdiça e coloca a equipa da casa a vencer ao intervalo.

Para o segundo tempo o Leixões veio com duas alterações no onze, entradas de Fausto e Pedro Santos para os lugares de André Carvalho e de Florent. O Leixões entrou com novo espírito e a equipa subiu no terreno. Prova disso foi o penalti assinalado por Cosme Machado a sancionar uma mão na bola de Dani após um remate de Diego Mourão. Paulo Tavares, chamado a converter, não falha e reduziu a desvantagem aos 52’. Apesar do maior domínio do Leixões, a equipa da casa não deixava que o conjunto de Matosinhos conseguisse violar novamente as redes de Igor Araújo. O Covilhã que viria, no entanto, a ver-se reduzido a dez unidades por expulsão de Pimenta. Em cima dos 89’ e num contra-ataque o Leixões conseguiu empatar por intermédio de Hernâni restabelecendo justiça por aquilo que a equipa de Matosinhos fez nesta segunda metade do encontro.
Na próxima jornada o conjunto leixonense regressa a Matosinhos e recebe o Portimonense SC

RESULTADOS DE 26 DE FEVEREIRO

Futebol de Matosinhos

SP COVILHÃ 2 LEIXÕES SC 2
PADROENSE FC 1 GONDOMAR 0
SP LAMEGO 2 INFESTA 2
LEÇA FC 0 MÊDA 3
CUSTÓIAS 1 CANIDELO 2
ALFENENSE 0 PERAFITA 1
LAVRENSE 2 S. MARTINHO 3
SCS HORA 0 RIO DE MOINHOS 0
ARCOZELO 1 D L BALIO 0
LUSITANOS 4 AT. VILAR 0
RAIMONDA 1 ALDEIA NOVA 3

sábado, 25 de fevereiro de 2012

HORÁCIO GONÇALVES - A RECEITA " é trabalhar no duro"

Trabalhar no duro

Na antevisão do jogo frente ao Covilhã, o treinador Horácio Gonçalves apelou a um maior espírito de trabalho e deu a receita para ser aplicada por todos os elementos que fazem parte da equipa leixonense. "O que tenho para dizer neste momento é muito simples: nos próximos tempos, acho que se deve optar por falar menos e trabalhar mais. Até ao final do campeonato, há que ter máxima concentração em cada dia, em cada treino, em cada jogo. Por isso, defendo que não é hora de falar, mas sim de trabalhar no duro", disse.

O JOGO

SLIDESHOW- JOGADORES DE FUTEBOL DE MATOSINHOS

Jogadores de Futebol de Matosinhos Slideshow: Mitchfoot’s trip to Matosinhos, Northern Portugal, Portugal was created by TripAdvisor. See another Matosinhos slideshow. Create a free slideshow with music from your travel photos.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

ANDRÉ CARVALHO - " Temos um grupo muito unido, muito solidário "


André Carvalho diz que união é segredo do sucesso

André Carvalho (na foto) quer continuar na senda dos bons resultados. Para tal ser possível, o médio do Leixões explica qual é o segredo do sucesso: "Temos um grupo muito unido, muito solidário, que luta sempre até não poder mais. Acho que esse é o grande trunfo do Leixões ter atitude e dar tudo em campo para ultrapassar as dificuldades. Somos todos muito amigos dentro do balneário e nunca desmoralizamos, mesmo quando as coisas não estavam a correr bem", garante, relembrando a série de resultados negativos antes da vitória contra o Moreirense. Em relação ao encontro com o Covilhã, o médio não espera facilidades. "Vai ser mais um jogo complicadíssimo, porque o Covilhã está em posição complicada e precisa urgentemente de pontos. Mas nós vamos lá dispostos a dar sequência à última vitória. Com atitude, empenho e concentração, vamos conseguir um resultado positivo", sustentou André Carvalho.

O JOGO

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

HÉLDER QUEIRÓS (Lusitanos FCSC) EM ENTREVISTA



É sem sombra de dúvida um amor sem limites, aquele que Hélder nutre pelo Lusitanos. Incumbido por ser o chefe do departamento de futebol do clube, o dirigente é muito mais do que isso. É o autêntico homem dos sete ofícios.
Após ter representado o Lusitanos durante cinco épocas como jogador, Hélder regressou ao clube de Santa Cruz do Bispo para ajudar o clube a ultrapassar as dificuldades que diariamente lhe são colocadas. Para tal não se escusa a assumir as funções de motorista, roupeiro, guarda de campo, técnico e massagista nas camadas jovens. Hélder sempre viveu este clube com muita paixão e assume se um Fanático pelo Lusitanos.

No clube fazes de tudo um pouco, és director desportivo, és tesoureiro, ajudas nas camadas jovens, onde vais arranjar tanta forca em prol deste clube?

HÉLDER QUEIRÓS “Tudo começa com um grande amor ao clube, e depois de sentir as responsabilidades que me foram dadas, o obvio é que tenho que dar saída a todos os encargos que isto acarreta, no entanto e após tanto tempo de director, quase 5 anos, sinto que o cansaço por vezes aparece mas quando entro no campo, ganho alento para continuar”

O que sentiste quando soubeste que o Lusitanos ia ter um sintético e umas instalações novas?

HQ - “Foi uma alegria que senti profundamente, pois sabia que muita coisa iria mudar no clube, desde logo com o avanço das camadas jovens, a abertura da academia onde destaco o trabalho das pessoas que interagem com os nossos meninos”

Este ano além das novas instalações o clube remodelou todos os equipamentos de jogo e treino. Como foi possível dar estas condições?

H Q – “Há uma pessoa que no meu entender foi preponderante na remodelação, o nosso mister de Guarda Redes Filipe Rodrigues, pois tem sido incansável o trabalho por ele efectuado sempre à procura de patrocinadores novos que possam dar condições para tal.”

Esta época está a superar as tuas expectativas?

HQ – “Não, mas passo a explicar, temos vindo a fazer os ditos milagres em situações por vezes adversas, como o ano transacto, mas sabendo o plantel que tínhamos e com a entrada de bons elementos, conseguimos formar uma grande família, e os nossos resultados falam pelo plantel, sinto um orgulho pelo trabalho realizado por todos, com uma grande quota parte do Ex Mister Marco Aleixo que me ensinou também a trabalhar, mas também fruto do plantel ”

Quais os objectivos para os próximos anos? Passa por tentar subir de divisão?

HQ – “ Os Objectivos passam por fazer melhor que os anos anteriores, sempre com os pés assentes na terra, as condições no meu entender ainda não estão reunidas para subir de divisão, mas se isso se proporcionar não iremos deixar de tentar, veremos.”

Deixa uma palavra aos adeptos e a tua equipa.

HQ - “Primeiro à minha equipa e como é sabido, o que eu desejo para todos é o melhor, e sinto um orgulho e um prazer enorme de fazer parte integrante deste grupo. Aos adeptos vai uma palavra de apreço por tudo o que vêm fazendo em apoio à equipa, não deixem de apoiar este grupo, pois são uns autênticos Homens e merecem esse apoio.”

Cortesia de BLOG OS LUSITANOS FCSC

JOGOS PARA DIA 26 DE FEVEREIRO

Clubes Matosinhenses

Liga Orangina 2011/2012 Jornada 20
SP COVILHÃ vs LEIXÕES SC (às 16.00)

II Divisão Zona Centro 2011/12 Jornada 21
PADROENSE FC vs GONDOMAR SC

III Divisão Série B 2011/2012 Jornada 20
SP LAMEGO vs FC INFESTA
LEÇA FC vs SP MÊDA

AF Porto Divisão Honra 2011/12 Jornada 23
CUATÓIAS FC vs SC CANIDELO

AF Porto 1ª Divisão Série 1 2011/12 Jornada 24
ALFENENSE vs FC PERAFITA
UD LAVRENSE vs S. MARTINHO

AF Porto 1ª Divisão Série 2 2011/12 Jornada 24
SCS HORA vs SC RIO DE MOINHOS
ACROZELO vs D L BALIO

AF Porto - 2ª Divisão Série 1 2011/12 Jornada 24
OS LUSITANOS vs AT. VILAR
RAIMONDA vs ALDEIA NOVA

Todos os jogos se realizam Domingo 26 de Fevereiro de 2011 às 15:00, excepção feita à equipa do Leixões, que joga na Serra da Estrela às 16:00

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

EM DIA DE CARNAVAL- OS LUSITANOS VENCE FORA

AF Porto - 2ª Divisão Série 1 2011/12 Jornada 23
Complexo Desportivo Montes da Costa - Ermesinde – Valongo
FORMIGA 0 OS LUSITANOS 1
GOLO de Nuno silva, na segunda parte do encontro.

LUSITANOS com dez elementos, durante, quase toda a segunda parte, vence na Formiga por uma bola a zero, com golo de Nuno Silva. ALBINO GUERRA, desde que assumiu o comando técnico da equipa de Santa Cruz do Bispo, ainda não perdeu, e está numa sequencia de jogos muito positivos, em seis jogos realizados, três vitórias e três empates.

O Lusitanos jogou com Rui Sergio na Baliza, Sergio Coelho, Sergio Guerra, Sergio Teixeira e Xuxa na defesa, um meio campo com Carveli (expulso) Ricardinho, Meneses, Fabio e Ricardo Sousa e na frente Paulo.
Substituicoes, Miguel por Fabio, Nuno por Ricardo Sousa e Kiko por Ricardinho

Os Lusitanos mantêm o quinto posto na tabela com 36 pontos.

SEMPRE QUE DIEGO MOURÃO MARCA, LEIXÕES VENCE !

Diego Mourão como talismã

Diego Mourão apontou o quarto golo da temporada e sempre que marca o Leixões vence. O brasileiro assinou o tento da vitória em Moreira de Cónegos e já o tinha feito com Arouca e Aljustrelense, para a Taça Fez também o gosto ao pé em Oliveira de Azeméis, aqui para o campeonato.

O JOGO

PERAFITA PASSEIA CLASSE NO DERBI (é mais primeiro!)


Estádio do FC Perafita
Árbitro Rui Folha Oliveira
PERAFITA 4 LAVRENSE 0
Ao intervalo, 2-0, marcadores, Cheta (8), Tinaia (40), Ivo (70) e Seninho( 88)

PEERAFITA: Artur, Marco, Trajano, Hélder Maia e Alex; Marco Moreira (Carinhas), soberano e Tinaia (Ivo), Cheta (Seninho), Paulinho eÁlvaro. Treinador António Gaiteiro

LAVRENSE: Miguel Mota, Daniel, Filipe Sousa, Ribeiro (Ivo), Grilo II, Wilson, Grilo I Pedrinho, Tiago (Paulo) Quim Ferreira (Hugo Almeida)e José. Treinador Hugo Reis

Com o inicio da partida logo se verificou que o jogo iria ser muito difícil para os visitantes, pois os visitados entraram a mandar no encontro e a construir jogadas de perigo, que esbarravam na defensiva do Lavrense. Contudo aos 8 minutos, numa insistência da defesa do FC Perafita, a bola é colocada de novo na área dos visitantes, onde Trajano com um desvio, assiste Cheta, que remata com o pé esquerdo sem a qualquer hipótese para o guarda redes visitante. O caudal ofensivo dos locais era avassalador, ora em transições ofensivas muito rápidas, ora em trocas de bola sucessivas que acabavam sempre por descompensar o meio campo e defesa dos visitantes.Os locais comandavam o encontro a seu belo prazer, sempre na busca do golo que pudesse dar o descanso. Antes do apito para o intervalo, Dany vê o segundo amarelo provocando a expulsão do jogador do Lavrense, de seguida o árbitro apita para intervalo.


Com o reatar do encontro viu-se mais do mesmo, um FC Perafita a construir lances de golo, e logo aos 47 minutos, após jogada de insistência pela esquerda, Álvaro cruza para o centro da área, onde Tinaia desfere um primeiro remate que sobra para Paulinho, que de primeira assiste o mesmo Tinaia, este, já junto da linha de fundo dribla um adversário e já com o guarda redes a cobrir o angulo endossa o esférico para Hélder Maia, que se limita a encostar num golo muito bem trabalhado. O desejado golo do descanso aconteceu muito cedo, o Lavrense, que pouco ou nada tinha feito até ao momento pareceu entregar a partida, no entanto o FC Perafita continuou a praticar o seu futebol característico e as jogadas de perigo continuaram a suceder-se na baliza do Lavrense, à passagem dos 75 minutos, num lançamento lateral do lado esquerdo, efectuado por Alex, que coloca a bola perto da linha da pequena área, onde Cheta penteia para o coração da área, onde surge Paulinho a amortecer para o remate acrobático por parte de Ivo. Estava definitivamente encontrado o vencedor, diga-se a única equipa que procurou vencer o encontro, já com muitas mexidas nos onzes, fruto das necessidades da partida, uma coisa era certa, somente o FC Perafita jogava e procurava, aqui e ali ampliar a vantagem, o que veio a acontecer por intermédio de Seninho, recém entrado, á passagem dos 83 minutos, em mais uma jogada de insistência do ataque do FC Perafita, a bola é disputada por Seninho, este consegue driblar um adversário e com o guarda redes pela frente, na tentativa de fechar o angulo, desvia magistralmente para um golo de belo efeito.
A equipa de arbitragem realizou uma boa exibição.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

TERÇA FEIRA DE CARNAVAL HÁ FUTEBOL

AF Porto - 2ª Divisão Série 1 2011/12 | Jornada 23

FORMIGA vs OS LUSITANOS
Dia 21 terça feira de Carnaval às 15:00
Complexo Desportivo Montes da Costa – Ermesinde - Valongo

ALDEIA NOVA vs AMARNTE
Dia 21 terça feira de Carnaval às 18:00
Complexo Desportivo Municipal de Leça da Palmeira (Bateria)

DERBI DE MATOSINHOS COM EMOÇÃO ATÉ AO FIM


III DIVISÃO SERIE B 19ª JORNADA
Estádio - Parque de jogos Manuel Ramos – Arroteia
Árbitro – Iancu Vasilica (Vila Real)
INFESTA 4 LEÇA FC 2
Ao intervalo, 1-0, marcadores, Braga (30 e 62)Rui Ramos (55) Oliveira (58) Magno (73 gp) e Pedro Nuno (86)

INFESTA: Miguel Matos, Tiago, Rui Jorge, Vilas Boas e Pedro Ferreira; Guedes, Vitinha I, Oliveira e Paulinho (André), Braga (Almeida), Vitinha II (Pedro Nuno). Treinador José Manuel Ribeiro.

LEÇA FC: Cláudio, Zé d´Angola, Hélder, Madalena e Daniel; Rui Ramos, Moura (Pedro Gomes), Ricardinho; Tiago André (André Moreira), Paiva e Magno. Treinador Armindo Machado

Incerteza no resultado até ao último suspiro

GOLOS e emoção até ao fim. O Infesta começou melhor e, bem cedo, Paulinho rematou com intenção. O Leça tentou equilibrar, criando também algum perigo. Ao minuto 32`numa jogada rápida de contra ataque, Vitinha II permitiu a Braga inaugurar o marcador, resultado com que se chegou ao intervalo.

Na segunda parte, o Leça entrou com outra motivação e chegou ao empate por Rui Ramos. Num ritmo impressionante, poucos minutos depois a equipa da casa coloca-se de novo em vantagem por Oliveira (ex Leça), aumentada para dois tentos, por Braga (a bisar) à passagem da hora de jogo. Magno, de penalti reduziu para 3-2 e Pedro Nuno a seis minutos do final fecha as contas a favor do Infesta.

In JN
fotos LEÇA FC facebook

LEIXÕES VENCE NA ESTREIA DO NOVO TÉCNICO (Com o bebé Beirão no onze, foi Diego Mourão que marcou)


LIGA ORANGINA
Jogo no Parque de Jogos Comendador Joaquim Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos.
Árbitro: Pedro Proença (Lisboa).
Moreirense - Leixões, 0-1.
Ao intervalo: 0-0.Marcador: Diego Mourão, 83 minutos.

MOREIRENSE: Ricardo Andrade, Chico, Miguel Oliveira, Ricardo Fernandes, Augusto, Castro, Filipe Gonçalves, Fábio Espinho (Júlio César, 74), Wagner (Tiago Carneiro, 64), Cesinha (Bruno Moreira, 46) e Ghilas. Treinador Jorge Casquinha

LEIXÕES: Fonseca, Paulinho, Marcelo, Zé Pedro, Florent, Paulo Tavares, André Carvalho, Jumisse, Hernâni (Luís Silva, 90+3), Beirão (Diego Mourão, 55) e Wesllem (Feliciano, 46).Treinador Horácio Gonçalves

No terreno de um dos candidatos assumidos à subida de divisão, o Leixões somou três pontos de raça e atitude, subindo ao lote de quintos classificados, a cinco pontos dos lugares de promoção. Horácio efectuou duas alterações na Equipa, Fonseca foi novamente o guarda-redes e o bebé Beirão fez a estreia absoluta esta temporada, e o onze respondeu com uma exibição segura, combativa e feliz para gáudio dos muitos adeptos que foram de Matosinhos até Moreira de Cónegos acompanhar a sua equipa do coração. A primeira parte foi disputada a uma velocidade baixa e pouco intensiva.

A segunda parte do encontro foi a mais bem disputada, com um ritmo de jogo intenso com oportunidades para ambos os lados, pertenceu à turma do mar as melhores oportunidadesde golo, Castro (47 minutos) atirou contra Fonseca e Feliciano (48) rematou ao lado. Wesllem assustou, aos 63, ao rematar bem colocado para alívio atrapalhado da equipa vimaranense que respondeu com um remate à figura por Bruno Moreira, aos 65. E o curso do jogo assim continuou até ao final com os minhotos a responderem aos matosinhenses e vice-versa. Paulo Tavares atirou por cima aos 70. Na jogada seguinte, Bruno Moreira rematou rasteiro com a bola a passar a milímetros da baliza visitante. A sorte acabaria por sorrir ao Leixões (com toda a justiça) com Diego Mourão a marcar, aos 83 minutos, sentenciando a partida.

O que os técnicos disseram.

Jorge Casquilha
"Não é fácil explicar esta derrota. Depois de uma primeira parte razoável, estivemos muito ansiosos na segunda. O Leixões deu-nos a iniciativa do jogo e procurou sair rápido nas transições, o que conseguiu algumas vezes. O resultado mais justo seria o empate, mas o Leixões marcou e saiu daqui com os três pontos. Continuamos na luta."

Horácio Gonçalves
"Esta vitória vai inteirinha para o Nuno Silva, que está a passar por um momento muito difícil, e para o João Fonseca, que hoje faz 64 anos. Num jogo muito difícil, em que tivemos muitos condicionalismos, os meus jogadores estão de parabéns, porque nunca se desorganizaram, aspecto que era fundamental num encontro como este, muito táctico. Quero realçar que ganhámos apenas um jogo. Mais nada. Temos de ter consciência de que há muito trabalho, e duro, pela frente, pois ainda falta muito campeonato. O nosso objectivo passa por pensar jogo a jogo e continuar a trabalhar com empenho em defesa de um Clube que tem uma história e um prestígio muito importantes.

CUSTÓIAS - VITÓRIA PRECIOSA FORA DE PORTAS (David volta a bisar)


DIVISÃO DE HONRA DA AF PORTO 22ª JORNADA
Complexo Desportivo do SC Nun`Alvares – Paredes
Árbitro Cândido Bessa
SC NUN`ALVARES 1 CUSTÓIAS FC 3
Ao intervalo, 1-1, marcadores, Fabiano (10`), David (32`e 75`) Nuno ribeiro (61`)

SC NUN`ALVARES: Rica, Moreira, Ruizinho, Camilo , Fábio, César, Fabiano (Sérgio),Vitinha (Marcos), Norberto e João . Treinador Sérgio Machado

CUSTÓIAS FC: Meneses (Márcio), Pessoa, Luizão, Nuno ribeiro e Magalhães; Renato, Eduardo e Mário Rui (Gandarela), Tiago Carvalho (João Dias), Caramalho e David. Treinador Paulo Silva.

Foi um jogo, com muitas contrariedades para equipa do Custóias, mas a virtude e coragem dos seus jogadores, fizeram com os três pontos não ficassem em Recarei-Paredes.
Inicio de jogo um pouco amorfo sem grandes lances de perigo, mas pertenceu à equipa visitante, logo aos 10`minutos a abertura do placard, por intermédio do avançado Fabiano. Pouco tempo depois a primeira contrariedade custóiense, Mário Rui lesiona-se e é substituído por Gandarela, que começara o jogo no banco, pela segunda vez esta época. Aos 32 minutos o Custóias, chega ao golo da igualdade, curiosamente num lance começado põe Gandarela, cruzamento de Eduardo e David a finalizar ao segundo poste. Resultado com que se atingiu o intervalo.

A segunda metade, a mais valia técnica dos jogadores de Matosinhos, veio ao de cima e foi com naturalidade que a remontada foi concretizada, primeiro pelo central Nuno Ribeiro aos 61`minutos, que volta assim a marcar (defesa muito perigoso nos lances de bola parada), e depois, novamente por David, aos 75`minutos, que encontrou o caminho das balizas adversárias (duas vezes seguidas a bisar). Perto do minuto 85`, outra contrariedade da equipa custóiense, Meneses lesiona-se e tem de ser substituído, pelo guarda-redes Márcio. De referir que o Sr. Cândido Bessa, árbitro deste encontro, apesar do tempo de paragem a quando da lesão do guarda-redes Meneses, exagerou no tempo dado para descontos (7`minutos). com este triunfo em casa de um direto competidor, a equipa do Custóias, sai da zona de despromoção.

MARCÃO RESOLVE!!



II DIVISÃO ZONA CENTRO 20ª JORNADA
Estádio Cidade de Lordelo
Árbitro Manuel Oliveira
ALIADOS LORDELO 0 PADROENSE 1
Ao intervalo 0-0 marcador Marcão (77`)

ALIADOS DE LORDELO: Leonardo, Ricardo (Veloso), Celso, João Lindo, Vitinha, Joel Pinto, Edu, Diogo Brandão (Poeira), Valente (Edi) e Jorginho. Treinador, Paulo Fernando

PADROENSE: Marco, Paulinho, Armando, Batista (Nuno Paulo)e Miguel, Mariano, Daniel e Seabra; Bruninho (Gazela), Marcão e Benvindo (Penantes). Treinador Augusto Mata

A equipa do Padroense foi à cidade de Lordelo bater o Aliados por uma bola a zero, redimindo-se do desaire sofrido na jornada anterior, quando foi goleado em casa frente ao Tondela. Os Bravos de Matosinhos, encararam este jogo com forte determinação e muito concentrados, nas tarefas confiadas pelo técnico Augusto Mata.
A primeira parte decorreu com ritmo bastante baixo, em que o equilibriu foi a nota dominante. Pertencendo um ligeiro ascendente à equipa visitada nos minutos finais. A equipa do Padroense, bem organizada defensivamente, não permitiu que o adversário cria-se grande perigo junto à sua área de rigor.
Na etapa complementar, o domínio do Aliados foi mais intenso, respondendo os forasteiros em lances de contra-ataque. Ao minuto71` o primeiro caso do jogo, Poeira, entrado no decorrer da segunda parte, introduz a bola na baliza do guardião Marco, lance, prontamente anulado pelo árbitro da partida, por pertença falta atacante. Ao minuto 77`, Marcão á vantagem à equipa de Matosinhos, numa das descidas perigosas da equipa forasteira. Pouco tempo depois o segundo caso da partida, penalti por assinalar, reclamado a favor dos da casa. Fim do encontro com uma vitória preciosa da equipa que viajou de Matosinhos, que contrasta com os resultados obtidos no seu reduto, na condição de visitado.

FOTOS DOMINGOS LOBO

domingo, 19 de fevereiro de 2012

RESULTADOS DE 19 FEVEREIRO

Resultados de 19 de Fevereiro

MOREIRENSE 0 LEIXÕES 1

ALIADOS LORDELO 0 PADROENSE 1

INFESTA 4 LEÇA FC 2

NUN`ALVARES 1 CUSTÓIAS FC 3

PERAFITA 4 LAVRENSE 0

ARCOZELO 2 SCS HOARA 1
DL BALIO 1 S. FELIX 0

S. GEMIL 2 ALDEIA NOVA 0
OS LUSITANOS 2 VILA CHÃ 2

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC