RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

FUTEBOL: RESUMO DO FIM DE SEMANA


Este fim de semana, foi de facto atípico para Leixões S.C. e Leça F.C.

A turma leixonense, perdeu em Oliveira de Azeméis, com um golo marcado com a mão e uma arbitragem deplorável do Sr. Olegário Benquerença, em prejuízo da equipa do mar.

A mesma sorte teve a equipa leçeira, que perdeu o jogo e consequentemente o afastamento do pay-off da subida, na deslocação ao Sousense, onde encontrou uma equipa de arbitragem liderada por André Dias, que vetou completamente um resultado positivo, para o Leça F.C.

Melhor sorte teve a equipa do Padrão da Légua, com as arbitragens, recebeu e bateu por uma bola a zero a equipa ( Cesarense) que veio de Cesar-Oliveira de Azeméis. Com este resultado, os Barvos de Matosinhos, estão isolados no 2º lugar a três pontos do líder.

O Infesta soma e segue, na caminhada vitoriosa, rumo à III Divisão, a vítima desta vez foi o Vilarinho.

A equipa do Custóias, venceu um adversário directo( Barrosas) na luta pelos 5 primeiros lugares, dando continuidade ao excelente trabalho realizado pela nova equipa técnica.

A equipa do Perafita, que ao vencer no terreno do S.Félix da Marinha por duas bolas a zero, deu um passo firme no seu objetivo, que passa pela subida de divisão.

A equipa Senhorense, não foi feliz no Canidelo, líder da competição, onde perdeu por uma bola a zero.

A mesma sorte teve a equipa de Leça do Balio, os Balienses perderam em casa de um adversário direto ( Labruge)na luta pela permanência

E por último a equipa Lavrense, não fez melhor do que conseguir um empate, em Santiago de Bougado, na estreia do novo treinador(Hugo Reis)

LEÇA DO BALIO. ENTRAR A PERDER E SAIR DERROTADO


Local: Complexo Desportivo de Labruge – Vila do conde

Árbitro do encontro: Tóni Rodrigues

O jogo realizado no recinto do Labruge, começou da pior maneira, para a equipa de Leça do Balio, pois logo no 1º minuto do jogo, e numa desatenção da defensiva baliense, o Labruge chegou ao golo, por Jason. Quando muitos pensariam que o Leça fosse impor o seu futebol e o seu ritimo, aconteceu precisamente o contrário, nunca durante a 1ª parte, os visitantes se encontraram e raramente incomodaram defensiva local
De salientar, no 1º tempo, a lesão, grave do médio baliense, Marco Moreira aos 27 minutos, uma baixa importante no esquema da equipa de Leça do Balio, comandada por António Gaiteiro.

Na segunda parte, o Leça do Balio entrou determinado a mudar o rumo aos acontecimentos, com o vento forte a favor, algo que não aconteceu na primeiro tempo, o jogo foi mais concentrado no meio campo defensivo do Labruge, no entanto a forma de jogar dos visitantes não foi a mais fluida e não conseguiram criar oportunidades de golo que têm acontecido em jogos anteriores disputados, passados 10 minutos do reatamento do encontro, os balienses, em busca do prejuízo sofrido, esgotam as substituições, com a intenção de conseguir chegar ao empate, para depois tentar levar de vencido este jogo, no entanto, isso não aconteceu e o jogo encaminhou-se para o fim. Já na parte final, com atitude e garra a equipa de Leça do Balio, fez um forsing final, que lhe poderia dar outro resultado, fruto de duas belíssimas oportunidades de golo, em que ambas esbarraram nos postes da baliza do Labruge
O resultado aceita-se, embora o empate fosse mais justo, e revelasse melhor o que se passou em Labruge. O Leça do Balio, bem pode queixar-se de si mesmo, por não sair com um resultado positivo, pois já assistimos a melhor prestações da equipa baliense
Próxima jornada a equipa de Leça do Balio, recebe o Bougadense.

DESPORTIVO LEÇA DO BALIO: Dinis, Ricardo (César) Virgílio, Rita e Diogo; Marco Moreira (Cristiano); Joel, Feliciano, Carlitos, Ismael ( Vítor Carneiro) Seninho. Treinador: António Gaiteiro.
Ao intervalo: 1-0
Golo: Jason (1).

LAVRENSE EMPATA NA ESTREIA DO NOVO TÉCNICO

26ª Jornada da 1ª divisão da AF Porto

EMPATE JUSTO

Local: Campo da Ribeira, Santiago de Bougado - Trofa

Árbitro do encontro: João Guimarães

A equipa do Lavrense deslocou-se a Santiago de Bougado para defrontar o clube local.
Jogo que se previa de grau de dificuldade elevado para os matosinhenses, 1º porque o adversário por norma, costuma criar grandes dificuldades á turma de lavra, 2º encontrava-se em igualdade pontual com os lavrenses, na tabela e por último, a equipa de Lavra, vinha de uma semana, algo atribulada, pois logo após a derrota do último jogo, a direcção Lavrense decidiu dispensar, três jogadores e o técnico João Paulo.

Em dia de estreia de novo treinador ( Hugo Reis ), a equipa Lavrense, mostrou vontade e garra de vencer esta partida, entrando bem no jogo, mas foi sol de pouca dura, pois apesar do controlo de bola, não conseguia acercar-se com perigo junto à baliza dos da casa, equipa de Bougadense, equilibrou a contenda e à passagem do minuto 35, abriu o marcador, indo para o intervalo a vencer por uma bola a zero.

Na segunda parte, assistiu-se a uma boa reacção da equipa de Matosinhos, que por momentos esteve por cima do jogo, mas aos poucos o jogo entra em toda de equilibriu, muito lento e jogado no centro do terreno, as oportunidades de golo para ambas as equipas, era coisa que rarava em Santiago de Bougado, até que o Lavrense chega ao golo do empate, num livre directo, descaído do lado direito, marcado por Machado em que a bola atravessou toda a área indo anichar-se nas redes do Bougadense, aos 77 minutos, até ao fim, o equilibriu foi nota dominante, terminando o jogo empatado a uma bola.

LAVRENSE: Beleza, Filipe, Paulo Alberto, Eduardo( Nuno Santos) e Nuno Ribeiro; Grilo, Artur Alexandre e Machado; Tiago Pulga, Hugo Almeida e Cassamá ( Miguel). Treinador: Hugo Reis

Ao intervalo: 1-0. Golos Machado (77)

Próxima jornada a equipa Lavrense recebe o último classificado, Valadares.

UMA VERGONHA!! ANDRÉ DIAS, ATIRA O LEÇA BORDA FORA

ARBITRAGEM VERGONHOSA PENALIZA LEÇA
SOUSENSE - 1 - LEÇA FC - 0
INTERVALO: 1-0
MARCADOR: MARCOS (26`)

A DESLOCAÇÃO AO TERRENO DO SOUSENSE ADIVINHAVA-SE DIFÍCIL MAS A EQUIPA LECEIRA DECERTO QUE NÃO CONTAVA COM UM TRIO DE ARBITRAGEM QUE A PENALIZOU DURANTE OS 90 MINUTOS. O SOUSENSE CRIOU A PRIMEIRA OPORTUNIDADE DE GOLO AOS 7 MINUTOS, POR INTERMÉDIO DE ZÉ AUGUSTO, MAS A BOLA PASSOU AO LADO DO POSTE DIREITO DE FESTAS. O LEÇA FC RESPONDEU POR RICARDO TEIXEIRA, QUE DENTRO DA ÁREA REMATOU FRACO À BALIZA. AOS 10 MINUTOS, SEQUEIRA, DESPERDIÇA NOVA OPORTUNIDADE DE GOLO PARA O LEÇA FC. AOS 26 MINUTOS SURGE O GOLO DO SOUSENSE, ATRAVÉS DE UM LIVRE DIRECTO MARCADO POR MARCOS, CONTUDO É PRECEDIDO DE 2 FALTAS CONSECUTIVAS DOS JOGADORES DO SOUSENSE E A PRÓPRIA FALTA DEIXOU MUITAS DÚVIDAS NO ESTÁDIO. A TERMINAR A PRIMEIRA PARTE, SURGE O CASO DO JOGO, COM A OBTENÇÃO DE UM GOLO POR INTERMÉDIO DE SÉRGIO SILVA, MAS O ÁRBITRO E O SEU AUXILIAR NÃO VALIDARAM O GOLO DO EMPATE LECEIRO. A BOLA TRANSPÔS CLARAMENTE A LINHA DE GOLO E SÓ NÃO VIU QUEM NÃO QUIS. NA SEGUNDA PARTE, ASSISTIU-SE A UM JOGO MARCADO PELO JOGO FALTOSO E POR VEZES VIOLENTO DOS JOGADORES DO SOUSENSE MAS O JOVEM ÁRBITRO, ANDRÉ DIAS, MOSTROU FALTA DE QUALIDADE PARA APITAR JOGOS DESTE NÍVEL. PELO MEIO UM PENALTI ,MAL ASSINALADO, CONTRA O LEÇA FC, QUE FESTAS DEFENDEU E DUAS EXCELENTES OPORTUNIDADES DE GOLO PARA OS DOIS LADOS. ARBITRAGEM VERGONHOSA QUE IMPEDIU A EQUIPA LECEIRA DE ALCANÇAR UM MELHOR RESULTADO

http://lecafccamadasjovens.blogspot.com/

CUSTÓIAS DE REGRESSO A CASA, VOLTA A VENCER


23ª Jornada da divisão de honra da AF Porto

O VICIO DE GANHAR

Local: Estádio do Custóias F.C., Custóias – Matosinhos

Árbitro do encontro: Bruno Linhares

A equipa do Custóias, recebeu em sua casa o Barrosas (8º) à frente da equipa custóiense.
Adversário complicado que servia de um teste às capacidades da equipa depois da saída do técnico Manuel Pinheiro e do director desportivo, Pinhal.
A equipa respondeu positivamente, apesar das contrariedades existentes durante o jogo.

O jogo começa com um ascendente da equipa do Barrosas, sem com tudo criar grande perigo junto às redes custóienses, volvidos 15 minutos, já os custóienses mandavam no jogo, com um futebol rectilíneo e de transições rápidas, criando espaços nas costas da defesa forasteira, a equipa de Matosinhos, insiste na procura do golo, que viria a acontecer ao minuto 42, por Pacheco, com um golo de bandeira, que levantou o estádio, livre a 35 metros da baliza, e a bola a anichar-se nas redes forasteiras. 1-0 Era o resultado ao intervalo.

Na segunda parte a equipa do Custóias, entra melhor, mas cedo se previu que as dificuldades iriam ser maiores, o adversário era de facto muito bom, e tentou dar a volta aos acontecimentos, mas a equipa de Matosinhos soube esperar, jogando em contenção e contra-atacando com preceito, mas encontrou pela frente uma equipa de arbitragem, que muito complicou a tarefa dos custóienses, com uma dualidade de critérios, com prejuízo da equipa do Custóias, até que aos 80 minutos, o “Canto do Cisne”, na sequencia de um pontapé de canto e na insistência, Luisão, marca, vindo de trás, respondendo bem a um passe vindo da direita, golo mal anulado pela equipa de arbitragem, que denotou muita hesitação ao não validar um golo dentro da leis de jogo, até ao fim, a equipa de Matosinhos, limitou-se a gerir o jogo, controlando o mesmo com eficácia. Resultado final: 1-0 favorável aos matosinhenses.

Destaque nesta partida, para além do soberbo golo de Pacheco, a magnifica exibição de Magalhães.

Com este resultado a equipa de Matosinhos, sobe dois lugares na tabela, beneficiando também da derrota do AC Felgueiras, no terreno do N`Alvares, encontrando-se agora em 7º lugar. O Custóias recebe na próxima jornada a equipa do Vilarinho

CUSTÓIAS: Menezes, Bruno Pacheco, Bruno Cruz, Luisão, Magalhães, Bruno Mendes, Pacheco, Sérgio Vasconcelos(Tino) Márcio(Cerejo),Penantes(João Paulo)Treinador: Mário Rui Ferreira.
Ao intervalo: 1-0
Golo: Pacheco(Livre Direto,42min)

domingo, 27 de fevereiro de 2011

EXIBICÃO CONSISTENTE, FAZ O PERAFITA SONHAR.


Local: Complexo desportivo de Pedroso (pelado)

Árbitro do encontro: Daniel Santos

PERAFITA A 1 PONTO DO LUGAR DE ACESSO À SUBIDA

A equipa do Perafita, deslocou-se até Pedroso, para aí defrontar o s. Félix da Marinha


O jogo começa em toada morna, e com o avançar do mesmo se tornou muito equilibrado, muito disputado a meio campo, em que as jogadas de perigo junto às duas áreas eram uma raridade, até que num lance de bola parada aos 20 minutos a equipa do Perafita, através de João Peixe, marca, mas o árbitro de pronto anula o lance por suposto fora de jogo do avançado perafitense, o jogo lá se desenrolava a meio campo, revelando-se muito musculado e sem grandes recortes técnicos , até que Fábio, consegue se isolar pela direita, vai até à linha de fundo e cruza ao 2º poste para aí aparecer Tinaia a abrir o activo, iam decorridos 40 minutos. Resultado que se chegaria ao intervalo. 1-0


A segunda parte, começa praticamente com o segundo golo perafitense, livre frontal, que Paulinho, muito bem transforma no 2º golo do Perafita, este atleta é de facto exímio na transformação de livres directos , e sempre que pode não enjeita a possibilidade de converter em golo. A equipa do S. Félix, atordoada com o segundo golo, praticamente desistiu de procurar mudar o rumo aos acontecimentos, até que viu a equipa de Matosinhos ficar reduzida a dez elementos, por expulsão de Serrão por duplo amarelo aos 65 minutos, a ganhar por 2-0, o técnico Paulo Gentil, faz entrar no terreno de jogo, Jorguinho e retira do mesmo Nandinho, passando a jogar em contra-atque, especialidade da equipa matosinhense. Resultado de 0-2 não mais se alterou.
Vitória quanto justa, como importante da equipa de Perafita, que com as derrotas do Serzedo e do Desportivo de Portugal, aproximou-se mais dos lugares de acesso à subida de divisão.


Na próxima jornada a equipa de Matosinhos recebe em sua casa outra equipa de Gaia, o Gulpilhares

PERAFITA: Artur, Nuno Miguel, Tiago, Hélder Maia ( Gandarela ) e Serrão; Carinhas, Tinaia e Paulinho; Peixe ( Lutchindo ), Nandinho ( Jorginho )e Fábio. Treinador: Paulo Gentil.

Ao intervalo 1-0

Golo: Tinaia(40) e Paulinho (50)

INFESTA SOMA E SEGUE, RUMO À III DIVISÃO



Rui Jorge quebrou a barreira do Vilarinho

Já se esperavam dificuldades na deslocação desta tarde do Infesta a Vilarinho mas a equipa acabou por vencer o encontro por 0-1.
Numa primeira parte com o Infesta a jogar contra o vento a equipa do Vilarinho esteve um pouco melhor mas o empate ao intervalo era justo. Na etapa complementar, um Infesta mais agressivo, conseguiu ultrapassar a barreira defensiva do Vilarinho num livre estudado a meio da segunda parte, batido do lado esquerdo do ataque, com a bola a passar por toda a gente na area e onde ao segundo poste, apareceu Rui Jorge que com o pé direito, só teve de encostar. Um golo dedicado à sua filha que irá nascer em Julho. De referir que o Vilarinho teve dois golos bem anulados por fora de jogo e ainda que o capitão do Infesta, Vitinha, foi expulso por acumulação de amarelos, num lance muito mal ajuizado pelo arbitro da partida.
O Infesta com esta vitoria, aumentou ainda mais a distancia pontual, pois a equipa do Grijo, empatou em casa a zero com o S.Pedro da Cova, distando agora doze pontos.

http://fc-infesta.blogspot.com/

EXIBIÇÃO QUANTO - BASTE VALE 3 PONTOS

Local: Estádio do Padroense F.C.- Padrão da Légua-Matosinhos

Árbitro do encontro: Joaquim Gayo

PADROENSE ISOLA-SE NO 2º LUGAR


A equipa Padroense, recebeu este Domingo, a equipa do Cesarense, que ocupa o 15º lugar da classificação.
O jogo começa em toada morna, e com o avançar do mesmo se tornou muito equilibrado, muito disputado a meio campo, em que as jogadas de perigo junto às duas áreas eram uma raridade, os Bravos de Matosinhos, que diga-se não estiveram muito bem nesta partida, estiveram sempre por cima do adversário, apesar do equilibriu ser nota dominante, até que aos 35 minutos, a equipa de Matosinhos, chega à vantagem, com um GOLÃO de Mário costa, que há muito vinha perseguindo este momento, golo que tranquilizou as hostes Padroenses Resultado que se chegaria ao intervalo. 1-0


Na segunda parte, assistiu-se a um controlar do jogo e do adversário por parte dos matosinhenses, que de quando em vez, espreitavam a oportunidade de dar o golpe fatal nas pretensões dos forasteiros, que diga-se foram uma agradável surpresa, pelo seu futebol jogado e nada condizente com o lugar que ocupam na tabela(15º).
Ao Bravos de Matosinhos com o controlo do jogo, tiveram uma excelente oportunidade de acabar com o mesmo aos 75 minutos por Marcão, que remata forte e colocado, mas vê a bola a tirar tinta ao poste da baliza da equipa do Cesarense, à medida que o jogo se ia aproximando do fim, os matosinhenses, baixaram as suas linhas para garantir este precioso resultado.1-0

Destaque nesta partida, para dupla de centrais; Daniel e Vila, que estiveram praticamente intransponíveis


Com esta vitória a equipa de Matosinhos, isola-se no 2º lugar a três pontos do 1º, tirando partido da derrota do Sertanense em casa frente ao líder.
Na próxima jornada a equipa de Matosinhos vai viajar até Espinho para defrontar os Tigres da Costa Verde

PADRENSE: Marco, Paulinho, Daniel, Vila e Miguel; André Simões, Mariano e Sérgio; Marcão Mário Costa, Bruninho: Treinador Augusto Mata
Ao intervalo 1-0
Golo: Mário Costa aos 35 minutos

GOLO IRREGULAR DERROTA LEIXÕES


A Oliveirense venceu este domingo o Leixões por 1-0, com um golo irregular de Ronaldo, aos 47 minutos, na 19.ª jornada da Liga Orangina, e regressou à liderança do campeonato.
No início da segunda parte, Olegário Benquerença não viu Ronaldo marcar com a mão e carregar o guarda-redes contrário e validou a vitória da Oliveirense, que, depois, Bruno Vale segurou, ao deter uma grande penalidade inexistente (mergulho de Oliveira), apontada por Fábio Espinho.
A Oliveirense foi a primeira equipa a criar perigo com um remate, por cima, de Clemente, logo aos cinco minutos, mas, depressa, o Leixões conseguiu equilibrar o jogo, com Fábio Espinho como unidade em destaque.
Apesar da intensidade da partida, a primeira parte serviu sobretudo para ver muitas faltas e o protagonismo de Benquerença, que acabou o jogo com 11 cartões amarelos mostrados e dois vermelhos, por acumulação.
A jogar com menos um desde os 35 minutos, a Oliveirense entrou, ainda assim, a pressionar o Leixões na etapa complementar.
E, logo aos 47 minutos, Yero intercetou um cruzamento da direita na área leixonense e cabeceou para o segundo poste, onde apareceu Ronaldo a desviar para o fundo da baliza. O árbitro da partida validou o golo,apesar de Ronaldo ter desviado a bola com o braço, após carregar Fonseca.
O Leixões tentou reagir e teve uma grande oportunidade para empatar aos 55 minutos. Oliveira deixou-se cair na área, em jogada com Laranjeira, Benquerença marcou penalti e, na conversão, Fábio Espinho, rematou para a defesa de Bruno Vale e, na recarga, Félix atirou para as "nuvens".
A pressão do Leixões tornou-se asfixiante até ao final do encontro. Com o treinador da Oliveirense na bancada, por ter sido expulso ainda primeira parte, a equipa da casa teve em Bruno Vale o grande trunfo para a vitória.
Aos 84 minutos, Fábio Espinho surgiu na cara de Bruno Vale, que, uma vez mais, defendeu, para canto. Já nos descontos a bola entrou mesmo na baliza da Oliveirense, mas o lance foi anulado pelo árbitro da partida por falta clara de Félix sobre Bruno Vale.

Oliveirense - Leixões, 1-0

Estádio Carlos Osório, em Oliveira de Azeméis
Ao intervalo: 0-0.
Marcador: 1-0, Ronaldo, 47 minutos.

Leixões: Fonseca, Jean Sony, Danilo, Nuno Silva (Fangueiro, 59), Areias, Cauê, Oliveira, Ruben (Félix, 46), Fábio Espinho, Rui Pedro (Precheski, 65) e Tiago Cintra. (Suplentes: Paulo Ribeiro, Tales, Paulo Tavares, Precheski, Zarabi, Félix e Fangueiro).

Árbitro: Olegário Benquerença (Leiria).

Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Vítor (35) e Danilo (90+3).

Assistência: Cerca de 1000 espectadores.
fonte: Jornal Record

RESULTADOS DAS EQUIPAS DE MATOSINHOS

Resultados desportivos das equipas de Matosinhos

OLIVEIRENSE 1 LEIXÕES 0


PADROENSE 1 CESARENSE 0


SOUSENSE 1 LEÇA FC 0


CUSTÓIAS 1 BARROSAS 0

VILARINHO 0 INFESTA 1


BOUGADENSE 1 LAVRENSE 1

LABRUGE 1 LEÇA DO BALIO 0

CANIDELO 1 SENHORA DA HORA 0

S.FÉLIX 0 PERAFITA 2

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

ANTEVISÃO DO SOUSENSE-LEÇAF.C.

SOUSENSE - LEÇA FC
DOMINGO - 15 H - ESTÁDIO 1º DE DEZEMBRO (FOZ DO SOUSA - GONDOMAR)

ANTEVISÃO: O Leça FC tem mais uma final frente ao Sousense na 20ª jornada do campeonato da III Divisão Nacional – Série B. Na jornada anterior os corações leceiros tiveram de sofrer até ao último minuto e neste jogo as emoções estarão ao rubro frente a um adversário directo na conquista de um lugar no Play-off de subida de divisão. Na primeira volta José Augusto marcou no último minuto da partida e neste duelo só um Leça FC solidário e combativo poderá alcançar os três preciosos pontos. O treinador Srdjan Slagalo tem Cacheira e Bessa fora dos eleitos para este jogo, fruto de lesões.
ANÁLISE DO SOUSENSE: Clube da freguesia da Foz do Sousa (cerca de 6500 habitantes) que pertence ao concelho de Gondomar. Na época passada sagrou-se campeão da Divisão de Honra da A.F. Porto, tendo alcançado a subida de divisão. Está a cumprir a 1ª época nos campeonatos nacionais. Actualmente ocupa a 5ª posição com 28 pontos. No seu reduto alcançou 5 Vitórias, 2 Empates e 2 Derrotas (Famalicão e Joane). A equipa do Sousense soma 3 derrotas consecutivas e na jornada anterior foi goleado por 5-1 no reduto do Amarante.

http://lecafccamadasjovens.blogspot.com/

ANTEVISÃO. PADROENSE-CESARENSE

21ª Jornada da II Divisão Zona Centro
Domingo dia 27 de Fevereiro, no Estádio do Padroense Futebol Clube, às 15:00 Horas

CONSOLIDAR O 2º POSTO, E A APROXIMAÇÃO AO LÍDER.


Os Bravos de Matosinhos, partem para este jogo com as perspectivas de vencer o mesmo e consequentemente aproximar-se do líder Tondela( a 4 pontos) e consolidar o 2º posto. A vitória é muito importante para os lados do clube do Padrão da Légua, pois pode beneficiar do confronto entre o Sertanense -Tondela, 3º e 1º respectivamente.Trata-se de um jogo inédito em solo matosinhense, pois as equipas já se defrontaram na 1ª volta, em Cesar com a vitória a sorrir aos Bravos de Matosinhos por 0-1
A equipa de Matosinhos, vai poder contar para este jogo, com o regresso de alguns jogadores importantes à equipa, recorde-se que os Bravos de Matosinhos, nas últimas jornadas têm estado privada do contributo de jogadores importantes na manobra da equipa como; Alcino, Vitor Lobo, Daniel e de Silva, peça fundamental na 1ª parte do campeonato. A equipa do Padroense, que vêm de um empate fora de portas no terreno do Pampilhosa por 1-1, é 2º classificado com 34 pontos, 31 golos marcados e 22 golos sofridos.


A equipa do Cesarense, vêm da Cidade de Cesar -Oliveira de Azeméis, com uma derrota frente ao Gondomar por 0-1 em casa, a equipa quer rectificar este mau resultado e tentar aproximar-se dos lugares de acesso à permanência, tarefa que não muito espectável. A equipa encontra-se num lugar muito modesto, é 16º com 16 pontos, 18 golos marcados e 28 golos sofridos. O Cesarense, é orientado pelo treinador José Pedro, antigo jogador profissional de futebol ao serviço, entre outros do SC Portimonense.

LITOS QUER DAR CONTINUIDADE AO BOM COMEÇO

LSC – Certamente que não desejaria melhor estreia do que a do último domingo com o triunfo frente ao Gil Vicente. E, agora, o que espera da deslocação a Oliveira de Azeméis?
Litos – Vencer é sempre o objectivo de qualquer treinador, seja no jogo de estreia ou em qualquer outro, mas é óbvio que foi saboroso estrear-me pelo Leixões com um bom resultado. Ainda para mais no Estádio do Mar e frente a uma boa equipa, que também é candidata à subida de divisão. Mas, como disse no final do jogo, aquela vitória também é do Augusto Inácio, porque eu apenas tive quatro dias de trabalho com o plantel e preocupei-me essencialmente em tranquilizar os jogadores. Não houve muito tempo para outras questões. Não digo isto apenas por dizer, mas sim porque respeito o colega de profissão que vim substituir, a quem faltaram os resultados, afinal a lei que gere o futebol. No entanto, convém frisar que a vitória frente ao Gil Vicente de nada vale se não lhe dermos sequência. Esta jornada temos um compromisso muito difícil, perante uma Oliveirense que está a fazer um belíssimo campeonato, como prova o segundo lugar que ocupa na tabela, e que era líder à entrada da jornada passada. Mas o Leixões vai a Oliveira de Azeméis com o objectivo de trazer os três pontos para Matosinhos e continuar a recuperar posições na tabela. Respeitando o nosso adversário, actuando concentrados e sendo eficazes, temos todas as condições para vencer o jogo.
LSC – O jogo de Oliveira de Azeméis é domingo de manhã, a uma hora que pode afastar o público do estádio. Acha que vai ter muita gente de Matosinhos na bancada do Estádio Carlos Osório?
Litos – Espero bem que sim. E acredito que haverá muita gente afecta ao Leixões na bancada. Este clube tem uma envolvência muito especial e tem adeptos apaixonados que nunca deixam a equipa sozinha. Os adeptos sabem que a equipa precisa de muito apoio. Precisa sempre, mas nesta altura ainda precisa mais. Por isso acredito que as pessoas de Matosinhos vão estar presentes neste jogo, acredito que vão sair felizes do estádio e que vão aproveitar o resto do dia de domingo para dar um merecido passeio.
LSC/Record

ANTEVISÃO. VILARINHO-INFESTA

Infesta regressa aos pelados

Quando o Infesta jogar em Vilarinho no próximo domingo, será a ultima vez que a equipa irá actuar num pelado esta temporada. Depois das deslocações nestas condições a Felgueiras (1-2), Barrosas (0-0) e Nun'Álvares (0-2), por sinal bastante positivas, será também uma das mais longínquas pois Vilarinho, fica perto de Vizela, Guimarães. Mas isso, não são dificuldades que assustem o líder do campeonato. Assusta mais o facto de a equipa de Santo Tirso ter goleado ainda à 15 dias, o Avintes por 6-1 ou de ter vencido no seu reduto, o Salgueiros 08. Mas também se deve realçar que apenas venceu três dos onze encontros que já disputou em casa esta temporada e na passada semana, perdeu em Barrosas por 2-0. A equipa do Vilarinho encontra-se no 12º lugar com 25 pontos e apesar de estar três lugares acima da linha de agua, ainda não está garantida a permanência pois tem apenas mais 5 pontos que a primeira equipa nessa zona, o Valonguense. O 5º melhor ataque da competição com 34 golos, tem duas referencias, o avançado Macedo e o defesa (!) Cristiano Cunha, ambos com 5 golos. O Infesta, por sua vez, quer continuar a sua caminhada triunfal até à III Divisão e faltam apenas nove vitorias nas doze jornadas até ao fim, para se sagrar campeão da Divisão de Honra da AF Porto. A equipa orientada por José Manuel Ribeiro, vem de uma vitoria expressiva sobre o Avintes (5-1) no passado domingo e tem praticado um excelente futebol nos dois últimos encontros. Será um bom jogo de futebol no Campo das Agras em Vilarinho.
http://fc-infesta.blogspot.com/

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Leixões na Taça das Taças. Dois jogos na RDA , depois de vencer a Taça de Portugal em 60/61.


Meias-finais da Taça de Portugal 1960-61: a 2 de Julho, o FC Porto elimina o Sporting (1-2, 4-1) enquanto o Leixões afasta o Belenenses (3-2, 2-1).
Com dois representantes do Norte, e da mesma associação distrital, a federação portuguesa concede aos dois clubes o direito a se entenderem quanto ao local da final. Esta será nas Antas, casa do FC Porto. E presenciada por Américo Tomás, chefe de Estado. E não é que, uma semana depois, a 9 de Julho, o oitavo classificado do campeonato surpreende o país com uma vitória inequívoca por 2-0, golos de Silva (68'') e Osvaldo Silva (70''), este último dispensado do FC Porto em 1959 e futuro vencedor da Taça das Taças-64 pelo Sporting?!
Começa aqui a fantástica odisseia europeia do Leixões, primeiro representante nacional na recém-criada Taça das Taças.
Em 1961-62, época em que o Benfica levanta a segunda Taça dos Campeões, os leixonenses também brilham por sua conta.
Na primeira eliminatória até causam sensação, porque todos julgavam o Leixões eliminado após o resultado desfavorável de 6-2 na Suíça. A 5 de Outubro, o pelado do Campo de Santana vive uma das melhores tardes desportivas com um rotundo 5-0. Venha daí o Progresul, da Roménia.
Nessa segunda ronda, a UEFA já não permite o pelado do Santana, em Matosinhos, e o jogo é em Lisboa, no relvado do José Alvalade: 1-1 com golo de Osvaldo Silva, o mesmo que garante o 1-0 em Bucareste.
Segue-se o Motor Jena, da RDA, para os quartos-de-final. Chega-se ao acordo das datas e dos locais (Lisboa e Jena), mas os alemães recuam e propõem os dois jogos em casa (Jena), com estada paga ao Leixões na RDA. Os leixonenses não aceitam e obrigam à intervenção da NATO, que nega os vistos de entrada em Portugal aos jogadores alemães - há quem diga que Salazar também dá o seu parecer negativo...
A UEFA fecha os olhos, fecha a boca e tapa os ouvidos. Pura e simplesmente, não é tida nem achada no assunto. A NATO é que sabe. E o Leixões vai mesmo jogar a eliminatória na RDA, um país que erguera o Muro de Berlim no ano anterior. Na aventura (nada democrática), o Leixões empata 1-1 em Jena e perde 3-1 em Gera (campo "neutro"). É eliminado. Se fosse hoje... Se fosse hoje, Carl Zeiss Jena (3.a divisão alemã) e Leixões (Liga orangina) disputavam a Taça dos oitavos classificados
Nas meias-finais, a NATO (há quem diga que Franco também dá parecer negativo) recusa o visto aos alemães e o Atlético Madrid tem de jogar em Gera e em Malmö (campo neutro, sem aspas).

Rui Tovar ( jornalista)

ANTEVISÃO DO S.FÉLIX-PERAFITA, COMENTADA POR PAULO GENTIL E NÉLSON OLIVEIRA.

PERSPECTIVAS DE UM BOM JOGO DE FUTEBOL, APESAR DAS CONDIÇÕES...

A equipa do F.C. Perafita, têm na jornada do próximo Domingo, um teste difícil às suas capacidades, no que concerne à subida de divisão. O adversário é o C.F. São Félix da Marinha, que normalmente joga em casa emprestada, e desta vez via receber os matosinhenses, no Complexo de Pedroso, um campo pelado que dificulta em muito a manobra das equipas, e se torna num espectáculo degradante para quem gosta de futebol bem jogado.
Os gaienses, por norma, costumam dificultar os jogos aos matosinhenses, no último confronto (1ª volta) o S. Félix foi buscar três pontos a Perafita, vencendo por 1-0, mas nos últimos dois jogos disputados em solo gaiense, a equipa de Perafita, venceu respectivamente por 1-0, 2008/09, e 2-0 a época passada.

O S. Félix é 9º classificado com 39 pontos, com 31 golos marcados e 23 golos sofridos, vem de uma vitória em “casa” frente ao Perosinho por 2-0, é uma equipa que apresenta um futebol de qualidade muito regular, que condiz com a posição na tabela, está a fazer um campeonato sem sobressaltos e com o objectivo inicial praticamente conseguido, quando ainda faltam 9 jornadas para o fim do campeonato.

A equipa perafitense, vêm de uma vitória frente ao Maia-Lidador por 2-0, em que em todo o encontro, vincou a sua superioridade frente aos maiatos, apresentando um futebol de ataque rápido e muito vistoso, embora desperdiçasse muitas e soberanas oportunidades de golo, que lhe poderia causar alguns dissabores. A equipa de Matosinhos, é 4º classificado com 47 pontos, 39 golos marcados e 22 sofridos, a quatro pontos do 2º lugar, que dá acesso directo à subida de divisão, quando ainda faltam disputar 9 jogos.

PAULO GENTIL, treinador do Perafita

“A equipa está bem, muito forte e consciente das dificuldades, e o objectivo de Domingo próximo, é trazer de volta os três pontos em disputa para não perder de vista o lugar de acesso à subida de divisão. Pena é que o jogo se realize num campo pelado, que vai dificultar, em muito a manobra ofensiva da equipa, mas acredito que a forte motivação dos jogadores do Perafita, consigam ultrapassar mais este difícil obstáculo.”

NELSON OLIVEIRA, atleta do S.Félix, que na época passada representou o Perafita, depois de ter passado por clubes de Matosinhos, Senhora da Hora e UD Lavrense

“Um jogo particularmente especial para mim, no entanto mais uma vez não poderei jogar. Mas estou certo que será um jogo muito disputado, apesar dos objectivos das equipas serem muitos diferentes, ambos querem a vitória.”

LEÇA, INICIADOS PODEM SUBIR À 1ª DISTRITAL

É PRECISO ACREDITAR
A NOSSA EQUIPA DE INICIADOS PODE, NESTE FIM-DE-SEMANA, GARANTIR A SUBIDA DE DIVISÃO À 1ª DISTRITAL. CONTUDO, O LEÇA FC ESTÁ DEPENDENTE DE UMA DERROTA DO ACTUAL 1º CLASSIFICADO, O NOGUEIRENSE, NA ÚLTIMA JORNADA DO CAMPEONATO. MAS PRIMEIRO TEREMOS DE VENCER O RIO AVE E ESPERAR QUE O MAIA LIDADOR CONSIGA VENCER O SEU RIVAL MAIATO. DOMINGO VAMOS APOIAR DE MANHÃ PELAS 11 HORAS NO CAMPO DE TREINO DO RIO AVE A EQUIPA DE INICIADOS!
http://lecafccamadasjovens.blogspot.com/

PADROENSE FUTEBOL DA FORMAÇÃO

Fim-de-semana decisivo para duas equipas do Padroense F.C.

Este próximo fim-de-semana, duas equipas do Futebol de Formação do Padroense F.C., Infantis e Juniores (Equipa B), poderão sagrar-se Campeãs das suas séries dos campeonatos onde actuam.

Venha apoiá-las ao vivo. Sábado (Infantis) pelas 15H no Campo da União Nogueirense F.C.; Domingo (Juniores (Equipa B)) pelas 9H no Campo do Padroense F.C.

Compareça
http://www.padroensefc.pt/

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

LEIXÕES CLUBE DOS 100

CLUBE DOS 100 - PELO FUTURO DO LEIXÕES

O Leixões Sport Club vem apelar a todos os sócios e simpatizantes para um gesto de solidariedade.
Pelo futuro do Leixões foi criado o “Clube dos 100”. Uma iniciativa da actual direcção que visa angariar verbas para fazer face aos actuais desafios financeiros.
O valor angariado pelo “Clube dos 100” – 100€ mensais por membro – servirá única e exclusivamente para pagamento de penhoras, dívidas e impostos.
Esperamos assim criar uma base financeira sólida que nos permita assegurar a continuidade do Clube e desenvolver o projecto a que nos propusemos.
Para que o Leixões continue a ser um oceano de glória, junte-se ao “Clube dos 100”.
Estamos confiantes de que vamos ser ouvidos.
Contamos com o seu apoio!
Associados e amigos que já aderiram à iniciativa:

José Manuel Dias da Fonseca
Carlos Manuel Estima de Oliveira
Marcos Polónia
Carlos Luís Alves da Silva
José Augusto Ferreira Alves

http://www.leixoessc.pt/

JOGOS DAS EQUIPAS DE MATOSINHOS

Jogos das equipas de Matosinhos.

Liga Orangina 19ªjornada
OLIVEIRENSE-LEIXÕES

II Divisão zona Centro 21ªjornada
PADROENSE-CESARENSE

III Divisão Serie B
SOUSENSE-LEÇA F.C.

Honra da AF Porto
VILARINHO-INFESTA
CUSTÓIAS-BARROSAS

1ªDivisão AF Porto
S.FÉLIX-PERAFITA
LABRUGE-LEÇA BALIO
BOUGADENSE-LAVRENSE
CANIDELO-SCS HORA

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

SCS HORA EMPATA EM CASA FRENTE AO CASTELO DA MAIA. VEJA O VIDEO.


1.ª Divisão A. F. Porto (25ª Jornada)
Senhora da Hora, 0 - Castelo da Maia, 0


Jogo cinzento, em tarde muita cinzenta e chuva, apesar do empenho da equipa do SENHORA DA HORA, o Castelo da Maia, montou um teia que não deixou jogar , e lutou muito ,acabou por levar o queria, um ponto.

Destaques
O senhora da hora já não sofre golos nos ultimos jogos e marca 8 em tres jogos , a equipa está forte ..

Árbitragem:
Arbitro RUI OLIVEIRA Boa Arbitragem

Veja o video do jogo.



made in SCS Hora

LEÇA DO BALIO DESPERDIÇA A HIPÓTESE DE SUBIR NA CLASSIFICAÇÃO


Local: Complexo Desportivo Leça do Balio – Matosinhos
Árbitro do encontro: Paulo Neves.

Desde o inicio do jogo que se verificou alguma inércia da equipa do Leça do Balio, nunca durante o jogo o Leça do Balio se conseguiu superiorizar ao seu adversário, como, já costuma ser hábito.

MAIS UM EMPATE


No jogo decorrido no passado Domingo, aconteceu algo que já não é a imagem de marca desta equipa do Leça do Balio, ou seja, não conseguiu exercer pressão, o que desde logo facilitou a vida ao adversário, este, por seu lado bem organizado, foi criando uma ou outra oportunidade para poder inaugurar o resultado. Somente de sofrer alguns sustos é que o Leça do Balio acordou e começou a construir situações, também elas de pendor ofensivo e com muito mérito dos centro campistas e avançados do Leça do Balio. Decorridos 20’minutos, após uma forte pressão ofensiva por parte das hostes Balienses, eis que uma bola cruzada para a área do Foz, fica à mercê de Feliciano que bem posicionado na entrada da área, desfere um remate colossalíssimo, que não deu hipóteses ao guardião do Foz, inaugurando assim o marcador. Após a marcação do golo, o Leça do Balio conseguiu criar algumas situações para dilatar o marcador, mas, quer por boas intervenções do guardião visitante, quer pela maior eficácia da defensiva visitante o mesmo não se alterou, de realçar a marcação de uma grande penalidade, a favor do Foz, por mão na bola de um defensor do Leça do Balio, mas que os visitantes não conseguiram concretizar, por mérito espectacular do guardião Dinis, que mais uma vez, se portou como um dos melhores em campo, senão mesmo, o melhor, que defendeu com mestria a grande penalidade.



No segundo tempo, continuou-se a verificar em campo, uma equipa do Leça do Balio, incaracterística e sem conseguir impor o seu futebol de bom recorte técnico, com duas alterações efectuadas ao intervalo, o Leça do Balio, não conseguia soltar-se das marcações exercidas pelo adversário, e foi este que foi criando oportunidades atrás de oportunidades, todas elas, defendidas com Mestria, pelo homem do jogo – DINIS -, nesta altura o Leça do Balio bem tentava pegar no jogo, mas somente em transições ofensivas rápidas conseguia incomodar o último reduto dos visitantes, neste período surgiu, talvez a melhor situação de golo de toda a partida, numa bela transição ofensiva pelo flanco direito a bola chega aos pés de Carlitos que sempre em progressão consegue, já dentro da área, ludibriar dois adversários e oferecer o golo feito aos colegas avançados, que por mera infelicidade, por duas vezes no decorrer da mesma jogada não conseguiram enviar a bola para o fundo das redes visitantes. Como quem não marca sofre, foi isso mesmo que aconteceu, já numa fase de tudo ou nada o Foz consegue ganhar um livre descaído sobre o flanco direito (84’), da marcação do mesmo surge o desvio ao primeiro poste do avançado visitante para concretizar o empate que haveria de resistir até ao final. Já no período de descontos o Leça do Balio dispôs de uma bela oportunidade para desfeitear a equipa visitante, mas, mais uma vez os avançados do Leça do Balio, não conseguiram dar a melhor direcção a um cruzamento para a área e a bola passou por cima do travessão.

Figura do jogo: Dinis, uma exibição de grande qualidade, tardando o golo visitante com mestria.

A equipa de arbitragem esteve bem no plano técnico, já nos plano disciplinar terá que rever alguns critérios de avaliação, pois acabou prejudicando a equipa visitada.

LEÇA DO BALIO: Dinis, Marco, Rita, Virgílio e Diogo ( Grilo 46); Marco Moreira, Joel, Feliciano(Chaves 46/Cristiano 75), Séninho, Ismael e Carlitos. Treinador: António Gaiteiro
Ao intervalo. 1-0. Golos Feliciano (20) Tiago Almeida (84)
Cartão vermelho: Marco (90+1) Pedro Fonseca (90+1)
Próxima jornada a equipa baliense vai até Labruge.

LAVRENSE JÁ PREPARA A PRÓXIMA ÉPOCA

A direcção da U.D. Lavrense, logo após a derrota de domingo passado frente ao Labruge, por 0-1, decidiu dispensar as prestações dos Atletas; Pisco, Laranjeira e Postiga, assim como a do treinador João Paulo.


A pensar já na próxima época desportiva, a direcção decidiu contratar o jovem técnico, Hugo Reis, que se encontrava sem clube, depois de esta época ter começado no Maia-Lidador.
Hugo Reis, filho do também treinador, Mário Reis, têm no seu curto passado como treinador, experiencia vivida ao serviço do clube maiato, 1º como técnico da formação do F.C.Maia (Juniores e juvenis) e depois como técnico da equipa sénior, do Maia-lidador, clube que subiu à 1ª divisão da AF Porto, a época passada.

EM INFERIORIDADE NÚMÉRICA, OS LUSITANOS DEITARAM TUDO A PERDER.


JOGÃO DE BOLA.

25ª jornada da 2ª divisão AF Porto
Local: Campo do Gatões. Guifões-Matosinhos
Árbitro do encontro: Nélson Oliveira

Grande jogo, grande atitude, grande entrega de uma equipa que se viu em inferioridade numérica aos 17 minutos, por culpa própria e teve assim que lutar com argumentos diferentes para a obtenção do melhor resultado. O jogo começou com o Lusitanos a assumir o controlo do mesmo, procurando a obtenção do golo, através de jogadas bem delineadas, mas aconteceu o fatídico minuto 17, em que o jogador Meneses, resolveu protestar com o árbitro uma jogada em que interveio e foi assinalada falta a favor do Lusitanos. Depois de avisado pelo árbitro e como insistiu com os protestos, viu o 1º cartão amarelo, mesmo assim continuou e após novo aviso, viu o 2º amarelo e consequente vermelho. Logo após o reatamento do jogo, depois deste incidente acontece o golo do Boavista, ao minuto 25, na sequência da marcação de um livre. Seria de esperar a quebra de rendimento do Lusitanos, mas a equipa uniu-se e com grande entrega e esforço, conseguiu partir para uma exibição de grande nível, controlando completamente adversário, conseguindo criar duas oportunidades flagrantes de golo, a primeira uma grande penalidade defendida pelo G.R. do Boavista a punir uma mão dentro da área, a segunda um remate à queima-roupa de Ricardo Lopes, após uma grande jogada individual e tabela com um colega, à qual se opôs novamente o G.R. do Boavista com outra grande defesa.


A segunda parte começa praticamente com o lance do 2º golo do Boavista, no minuto 52, obtido em lance de puro contra-ataque, mais uma vês contra a corrente do jogo, já que era o Lusitanos que continuava e continuou à procura de marcar um golo, o que veio a acontecer logo de seguida no minuto 57, marcado por Paulo de cabeça. Com este golo a equipa do Lusitanos, ainda acreditou mais na recuperação e assistimos a uma constante procura do golo do empate, que não veio a acontecer, umas vezes por ineficácia, outras por falta de sorte, outras ainda pela exibição do G.R. do Boavista, que foi de longe o melhor jogador do encontro. Já na parte final o Boavista, conseguiu o 3º golo através de mais uma jogada de contra-ataque, num lance em que o G.R. do Lusitanos é um pouco extemporâneo, já que o lance ocorreu na lateral direita do limite da grande área, derrubando o avançado e provocando a consequente grande penalidade, fica apenas a dúvida de ser dentro ou fora da grande área.
Vitória do Boavista que se aceita, mas que por tudo o que a equipa do Lusitanos, apresentou, lutou e se sacrificou, era merecedora de outro resultado.

LUSITANOS: Ricardo Sousa, Cordeiro, Carlos Manuel (kIKo aos 75), Guerra, Rui (Xuxa aos 60), Carlos Miguel, Meneses, Ricardo Silva, Ricardo Lopes, Fábio (Marco aos 54) e Paulo. Treinador: Marco Aleixo

Cartão Vermelho. Meneses (17) Evanildo (68)
Próxima jornada os Lusitanos vão entrar de folga.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

CANDIDATURAS PARA COORDENADOR TÉCNICO OPERACIONAL (ACADEMIA DE FUTEBOL DO PADROENSE)

A Academia de Futebol do Padroense F.C. continua em franco crescimento contando actualmente com mais de 400 jovens atletas e uma vasta e qualificada equipa técnica.

Este crescimento originou a criação de um novo cargo, Coordenador Técnico Operacional.

Serão factores preferenciais no processo de selecção, a experiência prévia em escolas de futebol e/ou organização de eventos desportivos.

Envio de Candidaturas até dia 28 de Fevereiro, com Curriculum Vitae para o seguinte mail : geral@padroensefc.pt Para mais informações, por favor consulte o site: www.padroensefc.pt

ESTREIA FELIZ DA EQUIPA TÉCNICA DO CUSTÓIAS

22ª Jornada da Divisão Honra AF Porto
Local: Complexo Desportivo de Arcozelo. Arcozelo-Gaia
Árbitro do encontro: Luciano Silva

EQUIPA CUSTÓIENSE RENASCE DAS CINZAS!

Numa semana, que correu algo atribulada nas hostes custóienses, com casos que poderiam abalar a estrutura da equipa, a mesma respondeu com classe as vicissitudes antagónicas ocorridas. 1º: saída inesperada do técnico , Manuel Pinheiro, 2º o director desportivo, Pinhal, também bateu com a porta, 3º abandono de alguns atletas, em fim tudo parecia correr mal ao clube de Matosinhos. Mas, eis que a equipa respondeu muito bem ao toque de reunir as forças e deu uma excelente imagem, na defesa dos interesses do clube de Matosinhos.

O jogo começa praticamente com o Custóias a abrir o marcador, por Penantes, quando bem posicionado, recarga uma bola que vinha da trave da baliza do Arcozelo, enviada por Márcio aos 4 minutos de jogo, a este contra-tempo, responde o Arcozelo aos 10 minutos, repondo a igualdade, até ao intervalo o jogo decorreu numa toada de algum equilibriu, muito disputado a meio campo, em que as organizações defensivas, superiorizavam-se as acções ofensivas das equipas. Ao intervalo 1-1

A segunda parte, dá inicio com as equipas algo adormecidas, até que o técnico Mário Ferreira, resolve dar um abanão no jogo, fazendo entrar, Cerejo, para o lugar de Félix, aos 50 minutos, cinco minutos volvidos, entra Vasconcelos, para o lugar de Magalhães (55), momento oportuno, do técnico do Custóias, pois cinco minutos decorridos a equipa de Matosinhos, chega a vantagem, através de Cerejo (60), dez minutos depois de entrar em campo. Aos 70 minutos o golpe fatal às pretensões da equipa do Arcozelo, quando Penantes, faz o 3º golo custóiense, bisando na partida, até ao fim do jogo assistiu-se a uma excelente posse de bola da equipa de Matosinhos, dominando o jogo e o adversário. Em suma, após uma semana extremamente difícil da equipa do Custóias, a equipa respondeu bem e conseguiu uma excelente vitória, que volta a animar as hostes custóienses. Resultado final: 1-3. Arbitragem regular.

CUSTÓIAS: Menezes, Bruno Pacheco, Bruno Cruz, Luisão, Jorginho; Bruno Mendes, Pacheco (Tino 85), Márcio; Penantes, Magalhães (Vasconcelos 55) e Félix ( Cerejo 50).Treinador: Mário Ferreira.
Ao intervalo: 1-1. Golos; Penantes(4 e 70) Cerejo (60).

domingo, 20 de fevereiro de 2011

ARRANCADA A FERROS A JUSTA VITÓRIA LEÇEIRA


LEÇA FC - 2 - CANDAL - 1
INTERVALO: 0-0
MARCADORES: Paiva (73`); Zé Augusto (86`) e Bi Jinhao (90+6`)

Da China veio o golo da esperança

Os corações leceiros bateram bem forte quando o jogador chinês, Bi Jinhao, marcou o golo da vitória do Leça FC na última jogada do encontro. As duas equipas proporcionaram um encontro intenso mas só o Leça FC demonstrou vontade em obter os 3 pontos. Na primeira parte assistiu-se a um jogo disputado essencialmente no meio campo com as oportunidades de golo a rarearem. Na segunda parte o Leça FC apostou numa toada mais ofensiva e as oportunidades de golo foram sucedendo em catadupa mas o guardião Danny defendeu com mestria. Contudo, contra a corrente de jogo o Candal marcou por intermédio de Hugo Paiva, após excelente jogada de Ansumane que ultrapassou 4 jogadores leceiros. Aos 78 minutos da partida o treinador Srdjan Slagalo lançou no jogo o chinês Bi Jinhao, apostando tudo no ataque. O Leça FC massacrou a defensiva do Candal que apenas se limitava a aliviar a bola da sua zona defensiva e sem surpresa, aos 82 minutos, surge um penalti indiscutível a punir mão do defensor candalense. O defesa Zé Augusto bateu o penalti com sucesso aos 86 minutos, após demorada assistência ao capitão do Candal e tentativa de agressão ao árbitro deste atleta. O momento do jogo teve cunho asiático, com o golo da vitória a ser marcado de cabeça por Bi Jinhão, após cruzamento de Ricardo Tiexeira que colocou os adeptos leceiros em completa euforia. Vitória justa que mantém a esperança leceira em alcançar um lugar nos 6 primeiros.

http://lecafccamadasjovens.blogspot.com/

LAVRENSE SEM CHAMA PERDE EM CASA.


25ª Jornada da 1ª Divisão AF Porto
Local: Complexo Desportivo da UD Lavrense. Lavra-Matosinhos
Árbitro do encontro: Vitorino Oliveira

EQUIPA LAVRENSE, DESMOTIVADA E SEM GARRA!

Foi um jogo muito pobre e sem chama, aquele a que se assistiu em Lavra
Competia a equipa anfitriã, até porque a classificação assim o obrigava, comandar o jogo e controlar o adversário, mas não! Ainda assim foi a equipa Lavrense que melhor entrou no jogo e rapidamente criou três oportunidades de golo, uma das quais na sequência de um pontapé de canto, Paulo Alberto rematou a rasar o poste, o Labruge sempre que podia saia em contra ataque mas sem criar grande perigo junto à baliza dos matosinhenses. A equipa de Matosinhos dominou por completo a primeira parte em termos de posse, mas sem criar oportunidades de fazer balançar as redes contrárias. Ao intervalo 0-0.

Na segunda parte mais do mesmo, domínio da equipa da casa em que a velocidade e o fio de jogo, não demonstrava argumentos para perturbar a boa organização defensiva da equipa de Vila do Conde, ainda assim, Hugo Almeida, de cabeça, enviou uma bola ao poste, depois a equipa do Labruge com muito querer e muita raça demonstrada pelos seus jogadores nos lances disputados a meio campo, onde de facto, demonstraram mais vontade que a equipa de Lavra, num mero lance de contra-ataque e da única vez que chegaram à baliza matosinhense com perigo, fizeram golo!!, através de um cruzamento vindo da direita, atrasado, junto ao relvado, em que o avançado do Labruge limitou-se a encostar para a baliza do desamparado Beleza. O Lavrense foi à procura do prejuízo, mas de todo sem grande discernimento, pois nunca conseguiu ameaçar as redes da equipa forasteira.

PERAFITA REGRESSA ÀS VITÓRIAS


25ª Jornada da 1ª Divisão AF Porto
Local: Estádio Futebol Clube Perafita, Perafita-Matosinhos
Árbitro do encontro: Pedro Ribeiro

MUITO PERDULÁRIOS, OS PERAFITENSES PODIAM TER GOLEADO.

A equipa do Perafita recebeu em sua casa um adversário, que à partida era de grau de dificuldade superior, O Maia Lidadador, que é orientada pelo ex campeão europeu, Eduardo Luís (F. C. Porto), encontra-se nos lugares a cima do meio da tabela (7º)
O jogo começa com algum equilibriu, mas à medida que o tempo vai avançando, a equipa do Perafita, toma conta do jogo e em contra-ataques rápidos, ora pela esquerda, ora pela direita e com Peixe a ganhar os duelos, nas alturas, vai se aproximando com bastante perigo à baliza do Maia, mas com tudo, se tornava muito macia na abordagem dos lances ofensivos, até que aos 22 minutos, Nandinho, foge pela direita, centra para a área, e abola é cortada por um defensor do Maia com a mão na área de rigor, penalti, que Paulinho se encarregava de transformar no 1º golo da partida. A equipa forasteira, com um futebol mais tecnicista, jogado de pé pra pé, não conseguia criar perigo junto à baliza perafitense, enquanto os da casa em jogadas de transições rápidas iam pondo em sentido as hostes maiatas. Ao intervalo 1-0

Na segunda parte, e logo no primeiro minuto, Peixe, dentro da pequena área, desvia para as redes maiatas, na sequência de um pontapé de canto, fazendo balançar as redes maiatas pela 2ª vez. Aos 59 minutos, Peixe, avançado perafitense, que começa a aparecer a qualidade do seu futebol, atira com estrondo à barra da baliza forasteira, e na sequência do lance, Paulinho é derrubado dentro da área, quando tentava recargar, penalti que o mesmo jogador cobra , permitindo a defesa do guarda-redes maiato, aos 61 minutos a equipa do maia fica reduzida a dez elementos, por expulsão por acumulação de um seu defensor. A partir deste momento, foi um assistir de muitas oportunidades desperdiçadas pelos atacantes perafitenses, que ficaram a dever a eles próprios uma goleada das antigas, culminando com uma oportunidade falhada por Gandarela, que entretanto tinha entrado para o lugar do esgotado Nandinho, em cima dos 90 minutos. Resultado final de 2-0. É bastante lisonjeiro para os maiatos.

A figura do jogo
Carinhas, o equilibriu da equipa, muito bem nas acções defensivas e muito eficaz nos passes que lançavam rápidos contra-ataques.

Com este resultado a equipa de Matosinhos, reentra na corrida pela subida de divisão, pois tirou partido da derrota do Serzedo frente ao Canidelo
Na próxima jornada a equipa de Matosinhos desloca-se a S. Félix-Gaia

PERAFITA: Artur, Nuno Miguel, Tiago, Hélder Maia e Serrão; Carinhas ( Ivo 80), Jorginho e Paulinho; Fábio, Peixe ( Lutchindo 86)e Nandinho ( Gandarela 80). Treinador Paulo Gentil
Ao intervalo: 1-0, Golos , Paulinho (23 gp) e Peixe (46)

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC