RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 19 de dezembro de 2010

LAVRENSE COM VITÓRIA MORALIZADORA, ANTES DO EMBATE EM PERAFITA NA PRÓXIMA JORNADA.

A equipa de Matosinhos( Lavrense ) brindou a sua congénere da Póvoa de Varzim ( SP Rates) com uma goleada de (4-0)
O jogo foi realizado no complexo desportivo da União Desportiva Lavrense.
Começa bem a equipa Lavrense a segunda volta do campeonato, ao impor uma derrota por 4-0 ao S P Rates, equipa que também derrotou no jogo da 1ª volta por 2-3. A equipa matosinhense deu um show de bola em grande parte do desafio, onde teve como timoneiro desta vitória o avançado Pisco que com 2 golos e duas assistências foi a figura do jogo. A equipa matosinhense foi sempre superior em todos os capítulos do jogo, ao adversário e justificou amplamente a vitória no jogo. É de realçar o regresso de Cassáma á competição oficial, pois já não competia desde a época passada, altura em que se lesionou com bastante gravidade, de destacar também o avançado Nuno Santos que facturou dois golos( o regresso do matador de Lavra ). Uma vitória importante quanto motivadora, no ataque à subida de divisão, que está no horizonte da equipa de Lavra.


SENHORA DA HORA DEIXA FUGIR A VITÓRIA MESMO NO FIM!


A equipa do Senhora da hora viajou até Balasar( Póvoa de Varzim ) para defrontar o clube local. 18ª jornada do campeonato da 1ª divisão da AF Porto.
Cedo se apercebeu que a equipa de Matosinhos era melhor que o adversário, como justifica a classificação das duas equipas. A equipa do Senhora da Hora que realizou uma primeira parte de grande fulgor ofensivo,chegou ao golo logo aos 3 minutos por Pereira, mas deve a si própria um goleada das antigas, tantas foram as oportunidades desperdiçadas pelo conjunto senhorense, e ao cair do pano sobre a 1ª parte, deixa-se surpreender pelo Balasar consentindo o empate aos 45m. Na segunda parte, quando se esperava que o cariz do jogo fosse o mesmo da primeira, não! o jogo foi mais equilibrado, mas foi o Senhora da Hora que chegou ao golo por Leandro aos 85m. para já depois dos descontos dados pelo arbitro voltar a ser surpreendida, consentido de novo a igualdade. De referir que a equipa de Matosinhos, terminou o desafio reduzida a 9 elementos por expulsão por duplo amarelo dos jogadores; Leonel e Rezende.

SENHORA DA HORA: Dourado, Carneiro, Paulão, Leandro e Leonel; Rezende, Pimentel e Cristiano; Areias ( Dani ), Cheta ( Estrela ) e Pereira.TREINADOR Joca. Golos do SCSHora Pereira aos 3m. Leandro aos 85m.

PERAFITA GANHA FORA E SOBE AO 3º LUGAR A TRÊS PONTOS DO 2º


A equipa do F.C. Perafita, deslocou-se esta tarde à Arcozelo-Gaia para defrontar o Valadadres
para a 18ª jornada da e (1ª da segunda volta) da 1ª divisão da A F Porto. A equipa do Valadares, que não deixava boas recordações aos matosinhnses, pois na 1ª jornada foi vencer a Perafita por um bola a zero, apresentou-se melhor no início do desafio, conseguindo mesmo uma boa chance para marcar logo aos 3 minutos que o guarda-redes Artur negou autênticamente, fazendo a mancha atirando para canto, que em nada resultou, aos 19 minutos, Tinaia só com o guarda-redes do Valadares pela frente, falha escandalosamente, colocou em demasia o esférico que passou rente ao poste, aos 21 minutos, Jorginho de cabeça na sequência de um pontapé de canto atira à barra e o arbitro estranhamente anula o lance, como que a dar sinal do que viria a acontecer na segunda parte. Ao intervalo 0-0


Na segunda parte a equipa perafitense assume as despesas do jogo e rapidamente se instala no meio campo defensivo do Valadares, depois de algumas boas oportunidades de abrir o marcador, conseguindo mesmo facturar por Nandinho aos 60m num bonito lance de cabeça, que a equipa de arbitragem, anulou sem ter existido qualquer irregularidade, e aos 70 m. um defensor do Valadares jogar a bola com a mão dentro da área e o arbitro nada marcar, a equipa de Matosinhos é surpreendida pelo adversário que chega ao golo aos 71 m.

Entrada de Gandarela coincide com a reviravolta.
Rapidamente o técnico perafitense Paulo Gentil, mexe no seu xadrês e faz entra Gandarela( estreia absoluta) aos 73 m. e o Perafita chega ao golo através de Nandinho aos 76, finalizando bem uma boa jogada colectiva, o Técnico Gentil, faz entra Chaves na equipa para o forcing final, e aos 86 m. chega ao golo na sequência de um pontapé de canto, por Jorginho que finaliza de cabeça. Resultado justo com excelente réplica da equipa do Valadares
PERAFITA: Artur, Nuno Miguel, Tiago, Jorginho e Serrão ( Chaves ); Ivo ( Gandarela ), Tinaia e Paulinho; Fábio, Nandinho ( Miguel ) e Peixe. TREINADOR Paulo Gentil. Golos do Perafita.: Nandinho aos 76m. e Jorginho aos 86m.

PADROENSE EM QUADRA NATALICIA, BRINDA OS SEUS ADEPTOS COM UMA EXCELENTE VITÓRIA


A equipa do Padroense recebeu esta tarde no Padrão da Légua a equipa do Sp Pombal. Jogo referente à 13 jornada do campeonato da 2ª divisão Zona centro.
Arbitro deste encontro, Sr Luís Ferreira (A F Braga )
A equipa do Padroense, fortemente motivada pelo excelente resultado, alcançado na jornada anterior no estádio do Bessa XXI por 1-3, engalanou-se toda para receber o adversário, brindando os seus adeptos com um espectáculo digno de ser visto em época natalícia, pois minutos antes de começar o jogo o PADROENSE NO ASFALTO-GRUPO MOTARD fez um magnifico desfile, com os seus elementos vestidos de PAI NATAL.

Augusto Mata, técnico da equipa matosinhense teve que fazer algumas alterações na equipa que tão boa conta deu de si na jornada anterior, saindo da equipa Sérgio e Mariano entrando para os seus lugares, Mário Costa e Vila, passando Daniel a actuar no meio campo Padroense.
Melhor começo, não podia ter a equipa de Matosinhos, que se adiantou no marcador aos 3 minutos de jogo por intermédio de Marcão a finalizar de cabeça um bom cruzamento de Alcino na direita. Ainda duravam os festejos matosinhenses e já o adversário chegava à igualdade através de Alex aos 6 minutos depois de uma desatenção da defensiva do Padroense. Não tremeu a equipa de Matosinhos com o golo inesperado da equipa visitante e Silva, marca de novo aos 10 minutos, dando vantagem ao Padroense com um golasso! digno de figurar nos arquivos televisivos. A equipa de Matosinhos muito perssonalizada, concentrada e ciente dos seus propósitos, junta as suas linhas e com rápidas transições, chega ao terceiro golo através de Alcino, depois de uma excelente jogada colectiva aos 38 minutos, para praticamente a seguir consentir o segundo golo do Sp Pombal outra vez por Alex, resultado com que se chegou ao intervalo (3-2)

Na segunda metade, foi a equipa do Padroense a impor o ritmo de jogo, toada lenta em que a equipa matosinhense controlou sempre o jogo e o adversário, controlo esse que definem as grandes equipas, quando em vantagem no marcador, espreitando sempre o golpe fatal nas aspirações do adversário, e depois de algumas oportunidades de golo desperdiçadas, eis que Bruninho sentenciou a partida, para lá dos 90 minutos dando justiça ao placard!( 4-2). Em suma uma vitória muito importante da equipa de Matosinhos que encontrou pela frente um adversário, que lhe é manifestamente inferior. Com esta vitória a equipa do Padroense, aproxima-se perigosamente do 1º lugar, continuando em 3º lugar, mas agora a apenas três pontos.

PADROENSE: Marco, Paulinho, Ramalho, Vila e Vítor Lobo; Daniel, André Simões e Alcino (Bosingwa 64); Silva, Marcão e Mário Costa( Bruninho 56). TREINADOR Augusto Mata. Golos; Marcão aos 3m. Silva aos 10m. Alcino aos 38m. e Bruninho aos 90+2.

RESULTADOS FUTEBOL DE MATOSINHOS



Resultados das equipas de futebol de Matosinhos

AVES 2 LEIXÕES 2

PADROENSE 4 SP POMBAL 2

LEÇA FC 0 REBORDOSA O

INFESTA 1 CUSTÓIAS 0

LAVRENSE 4 SP RATES 0

VALADARES 1 FC PERAFITA 2

BALASAR 2 SCS HORA 2

LEÇA DO BALIO 1 D. PORTUGAL 1

VILA FC 6 OS LUSITANOS 1

Aves-Leixões, 2-2: Reviravolta não consumada

Jogo no Estádio do Clube Desportivo das Aves, na Vila das Aves.
D. AVES 2 LEIXÕES SC 2
Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa).
O D. Aves e o Leixões empataram este domingo a 2 golos na Vila das Aves, num jogo de futebol bem disputado e emotivo, a contar para a 11.ª jornada da Liga Orangina. A equipa orientada por Vítor Oliveira, antigo treinador e diretor desportivo do clube de Matosinhos, esteve a perder, deu a volta ao marcador com o forte contributo de Tozé Marreco, avançado que entrou na 2.ª parte, e deixou-se empatar, num resultado que a penaliza mais, porque teve mais e melhores oportunidades de golo, mas acaba por ajustar-se. A toada da primeira parte foi de equilíbrio, mas o Leixões foi mais eficaz e aproveitou a sua oportunidade , aos 31 minutos, Oliveira apareceu nas costas de Marco Airosa, após centro da direita, e rematou de pronto, enquanto o Desportivo das Aves viu Ricardo fazer uma grande defesa e impedir o golo a Rabiola (20’). Vítor Oliveira mexeu na equipa logo no início do segundo tempo, colocando Tozé Marreco e retirando o defesa central Tiago Valente e a ação do avançado foi fundamental. Nos segundos iniciais, arrancou um centro da esquerda, Rabiola desviou ao primeiro poste para defesa incompleta de Ricardo e Vasco Matos surgiu a empurrar facilmente para o fundo da baliza. Cinco minutos depois, novamente os dois avançados em evidência, agora com Rabiola a cruzar e Tozé Marreco, no coração da área, a cabecear de cima para baixo, consumando a cambalhota no marcador. O Leixões passou a pressionar mais o último reduto avense e obrigou Hélder Godinho a duas boas defesas, a remates de Laranjeiro (55’) e Oliveira (58’). Aos 60 minutos, Rabiola falhou o que parecia fácil, a emenda a poucos metros da baliza após centro de Marco Airosa, e, aos 72’, o Leixões chegaria mesmo ao empate: a defesa avense esqueceu-se de Feliciano no meio da área e este fuzilou as redes defendidas por Hélder Godinho. Num último fôlego do Aves, Tozé Marreco ainda cabeceou à barra (88’), após centro de Marco Cláudio, mas o resultado não mais se alteraria.

D. Aves: Hélder Godinho, Marco Airosa, Tiago Valente (Tozé Marreco 46’), João Pedro, Vítor Vinha, Gonçalo, Lourenço, Júlio César, Vasco Matos (Marco Cláudio 76’), Luisinho (Pedro Cervantes 85’) e Rabiola. Suplentes: Rui Faria, Grosso, Nelson Pedroso, der Diego, Marco Cláudio, Pedro Cervantes e Tozé Marreco

Leixões: Ricardo, Jean Sony, Nuno Silva, Danilo, Laranjeiro, Cauê, Ruben (Feliciano 54’), Oliveira, Fábio Espinho (Tales 77’), Rui Pedro e Tiago Cintra. Suplentes: Paulo Ribeiro, Tininho, Tales, Zé Pedro, Pedro Santos, Feliciano e Seabra
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Danilo (22’), Tiago Valente (27’), Tiago Cintra (45’) e Oliveira (90’+2).
http://www.record.xl.pt/

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC