RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 27 de abril de 2014

GAZELA ABRE CAMINHO PARA PAULINHO DECIDIR!

 
Divisão Elite Pró nacional AF Porto Jornada 31 
Estádio do Padroense – Padrão da Légua – Matosinhos 
Árbitro André Silva 
PADROENSE 1 NOGUEIRENSE O 
Ao intervalo 0-0, golo Paulinho (92 gp) 

PADROENSE: Stephane, João Pedro, Armando, Tiago Sousa, Pedro Rodrigues, Paulinho, Ibrahima Faye, Joel (Chico), Diogo Preto (Pedrinha), Joca (João Pinto) e Gazela T José Manuel Ferreira. 

 
A equipa do Padroense desde cedo impôs o seu futebol, com uma grande posse de bola e variações de flanco à procura de espaços vazios para atacar a baliza do Nogueirense. 
Primeiro lance de perigo construído pelo flanco esquerdo do Padroense, mas Joca não conseguiu responder da melhor forma ao cruzamento de Pedro e rematou à figura. O domínio do Padroense continuava e numa das suas trocas de bola, surge um cruzamento de João Pedro para o remate enrolado de Joel. O Nogueirense tentou procurar as costas da defesa do Padroense, mas Fabinho não conseguia melhor que lançamentos laterais ou cruzamentos para a área deserta do Padroense. Mas mesmo antes de acabar a segunda parte, boa jogada de Rody que se isola e faz mesmo golo, mas invalidado por fora-de-jogo do avançado que tinha entrado aos 32' para o lugar de Álvaro. 
A segunda parte foi mais do mesmo e logo ao começar o Padroense podia ter aberto o marcador, mas Gazela não conseguiu cabecear depois de um grande cruzamento de Joel. O jogo baixou um pouco de ritmo e a posse de bola era repartida pelas duas equipas, mas o perigo rondou mais uma vez a baliza do Nogueirense quando Joca com um pontapé de bicicleta obriga o guardião do Nogueirense a uma defesa apertada. O que ia resolver o jogo surgiu no tão famoso minuto 92, depois de um grande passe de João Pinto, Gazela consegue isolar-se e sofrer penalty que Paulinho não desperdiçou e que valeu os 3 pontos à equipa do Padrão da Légua.

LEÇA VENCE E CONVENCE EQUIPA CANDIDATA

 
AF Porto Divisão de Elite - Pro-nacional | Jornada 31 
Estádio do Leça FC – Leça da Palmeira – Matosinhos Árbitro, 
Nuno Lopes 
LEÇA 2 OLIVEIRA DO DOURO 1 
Ao intervalo, 1-0, golos Mimba (29 e 53) Rooney (93) 

LEÇA: Diogo, César, Cuca, Bruno Freitas e Alex; João Miguel Santos, Jair (Pedras 65), Miguel Pinto (Marcos 85) e Ruca (Cerqueira 85) Paulo Lopes (Wendel 85) e Mimba (Fabrice 65). T Nuno Costa 

OL. DOURO: Faria, Pinto, Rómulo (Rooney 57), Pereira e Dani; Daniel, Gui e Bruninho (João Alve 57); Sérgio (Correia 69), kaká e Ricardinho. T Augusto Mata

   

Com excelente jogo de futebol, foram presenteados os poucos espectadores presentes no estádio. De facto esta equipa verde e branca, muito bem comandada, respira saúde (atrevendo-me a dizer, que se o campeonato começasse agora…), até onde ia, este Leça?

O Oliveira do Douro, até que começou melhor o encontro e praticamente no minuto inicial, Daniel ex Padroense, em boa posição atira para fora. Na resposta e de bola parada, Bruno Freitas assusta Faria guarda-redes forasteiro. Estava melhor a equipa comandada por Augusto Mata, que via Kaká, por duas vezes estar perto do golo, uma delas atira ao poste minuto 12. Lance que acordou os leceiros que a partir deste momento conseguiram superiorizar-se tomando conta da partida e viram Ruca já dentro da pequena área desperdiçar um golo quase certo, não tendo o melhor discernimento, atranzando a bola para sitio de ninguém. 20 minutos passados e as equipas pareciam ter pilhas que jamais acabavam, porfiando na busca do golo. Ao minuto 29, Paulo Lopes foge pela esquerda e no momento certo oferece de bandeja o golo a Mimba que com frieza abriu o marcador. 


 

No segundo tempo, o Leça entra com tudo para ampliar a vantagem e outra vez os mesmos protagonistas, Paulo Lopes volta a assistir Mimba que encosta para o 2-0. Augusto Mata, mexe na sua equipa fazendo entrar o avançado Rooney e o médio João Alves, para os lugares de Bruninho e Rómulo. Os visitantes começam a aproximar-se do último reduto dos da casa. Mas sem demoras Nuno Costa responde em termos tácticos, metendo em jogo Pedras um avançado felino e eficaz, e o possante Fabrice…baixa as linhas e joga em transições, explorando a velocidade de Paulo Lopes e Pedras que conduz o esférico como poucos. O Oliveira do Douro, só de bola parada incomodava Diogo que respondia e de que maneira para manter as suas redes invioláveis. Diogo evita golo certo com uma defesa milagrosa, a remate de Daniel de bola parada, depois é a vez de Rooney de cabeça testar mais uma vez o jovem guarda-redes leceiro. Nas transições e seguramente o Leça perdeu oportunidade de golear esta bem organizada equipa. Pedras por trêz vezes e na cara de Faria não consegue bater o guarda-redes visitante. Os gaienses bem tentavam chegar ao golo, conseguiram nos últimos minutos, vários cantos embora sem grandes resultados. Marcos brasileiro entrado na partida aos 85`minutos, ainda teve tempo para marcar e ampliar a vantagem. E já em período de descontos dados pelo Sr. Nuno Lopes (que dirigiu o encontro com grande tranquilidade e segurança, sem comprometer para ambos os lados), Rooney com um toque subtil de cabeça sela o resultado final de 2-1. Vitória justa da equipa da casa. 
A arbitragem foi muito bem conseguida e conduzida pelo Sr. Nuno Lopes

ZOLA MARCOU O GOLO QUE VALEU A MANUTENÇÃO

 
40.ª jornada Liga Cabovisão 
Estádio do Mar, em Matosinhos. 
Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa). 
LEIXÕES 1 TONDELA 0 Ao intervalo: 1-0.Golo, Zola( 31) 
 Ação disciplinar: Cartão amarelo para Xavier (61'), Boubacar (67' e 80'), Nélson Agra (77'), Materazzi (82'), Deyvison (89'), Armando (89') e Márcio Sousa (94'). Cartão vermelho por acumulação de cartões amarelos para Boubacar (80'). 

LEIXÕES: Chastre, Oto'o, Materazzi, Zé Pedro, João Pedro, Anderson, Novais, Xavier (Nélson Agra, 75'), Cadinha (Moedas, 62'), Moreira e Zola (Rui Coentrão, 64'). Treinador: Jorge Casquilha. 

TONDELA: Armando, Palmeira, Pica (Márcio Sousa, 67'), Deyvison, João Vicente, Fábio Pacheco, Boubacar, Tiago Barros, Jo (Lucas Romano, 55'), Rafael Batatinha e Dally (Rúben Silvestre, 89'). Treinador: Álvaro Magalhães.
   
Um golo apontado por Fábio Zola à passagem da meia hora de jogo permitiu ao Leixões obter a terceira vitória caseira na era Jorge Casquilha e acima de tudo a permanência na Liga2 Cabovisão. 
O Leixões entrou determinado em dar uma alegria aos seus adeptos e esteve por cima da equipa visitante que pouco mostrou ao longo da partida, exceção feita a lances de contra ataque. Novais inspirado merecia o golo mas tal não se verificou estando, no entanto, no lance do único golo validado. 
Moreira, já na segunda metade, também marcou de cabeça mas o lance foi invalidado por fora de jogo numa jogada saída dos pés de Hugo Guedes. Os leixonenses ainda protestaram por uma bola enviada ao poste da baliza dos visitantes mas a equipa de arbitragem chefiada por Hugo Miguel decidiu continuar o jogo. 
Vitória importantíssima do Leixões antes da visita à Covilhã no próximo domingo. 

 Jorge Casquilha anunciou este domingo que não será treinador do Leixões na próxima época, o que aconteceu após a vitória sobre o Tondela que garantiu a permanência do clube matosinhense. No entanto, a verdade é que Jorge Casquilha só tinha contrato até ao final da época em curso, não tendo sido convidado a renovar.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC