RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

LAVRENSE CARIMBA PASSAPORTE DA ELITE

 
Estádio do FC Perafita – Perafita Matosinhos 
Play-off de acesso à Divisão d Élite 2016/17 - 2ª Mão 
 Árbitro Manuel Silva 
Ao intervalo, 0-0, Marcador: Paulinho (82) 
3-4 nas grandes penalidades 

FC Perafita: Bruno Monteiro, Pelé, Zé Augusto, Morgado e Dany (Postiga 65`); Gui, Marco Fafiães, Barbosa (Queimado 59); Fábio loureiro (Manel 65), Chico e Williams. Treinador Paulo Gentil. UD 

Lavrense: Zé Pedro, João Magalhães, Palheira, Cuca e Abilio, Hugo (Tiago Ribeiro70), Zé Campos e Wendel; Tiago Carvalho, Kaká 34 e Amilcar (Paulinho 78). Treinador Leandro Cunha.

 
Os Perafitenses receberam no seu reduto o vizinho de Lavra com uma vantagem de um golo, trazido da primeira mão. Conscientes das dificuldades e daquilo que tinham de fazer, os homens comandados por Leandro Cunha, dominaram por inteiro o segundo tempo deste desafio, fazendo jus à vitoria final, que não foi mais gorda porque encontraram pela frente um Bruno Monteiro ao seu melhor nível evitando males maiores para a sua equipa. Paulinho foi o herói da tarde ele que cometeu a proeza de marcar o golo que levaria o encontro para as grande penalidades. Aí Wendel marcou o penalti decisivo e que apurou o Lavrense

   

Coube em sorte, o melhor final para os visitantes que venceram por 3-4 carimbando o passaporte (que lhe tinha fugido inextremis a época passada) da Divisão d´Elite. Depois foi…bem foi o festejar com entusiasmo até altas horas da madrugada…jamais a UD Lavrense esteve neste patamar, ou seja na principal divisão da AF Porto 
Ao Perafita resta a esperança de defrontar o Canidelo (Vencido também) na próxima eliminatória a duas mãos (1 e 7 de Setembro) para tentar não sair da Divisão D´Elite caindo para a Divisão de Honra. 

Fotos Sofia Costa (Radio Memória)

domingo, 28 de agosto de 2016

TRÊS PRIMEIROS PONTOS VALEM FUGA À ZONA DE DESPROMOÇÃO

 
5ª jornada da II Liga 
Estádio do Mar, em Matosinhos. 
Leixões - Varzim, 3-0. 
Árbitro: Fábio Veríssimo (Leiria). 
Ao intervalo: 1-0. Marcadores:Miguel Ângelo, (44) Jeferson, (51 pb) Bruno China, (54). 

Leixões: Assis, André Teixeira, Wellington, Silvério (Freitas, 68), Belly, Bruno China, Chiquinho (Kikas, 61), Bruno Lamas, Miguel Ângelo (Shiao Wei, 76), Fatai, Bruno Henrique Treinador: Filipe Coelho. 

 Varzim: Paulo Vitor, Nélson Agra, Sandro, Jeferson, Delmiro, Leonel Olímpio, Tiago Alves, Nelsinho (Diego Barcelos, 59), Organista Villagrán, 46), Rui Coentrão e Romário (Rui Costa, 69).Treinador: Armando Evangelista. 

Em busca da primeira vitória na prova, a equipa da casa enfrentou um adversário que usou o seu poder físico para tentar condicionar as ações dos locais, que só no minuto 11, num remate ao lado de Chiquinho, esteve perto de marcar. 
 Os poveiros apostaram em lances de bola parada e, num deles, aos 27 minutos, na sequência de um livre indireto, Romário antecipou-se à defesa do Leixões e desviou de cabeça, mas a bola acabou por falhar o alvo. 
 Do lado direito do ataque dos locais, Fatai começava a mostrar serviço e, depois de servir Bruno Henrique (37), que saiu para as mãos do guarda-redes, esteve no lance decisivo da primeira parte. Aos 44 minutos, o extremo surgiu na área a rematar para defesa para a frente de Paulo Vitor, a que Bruno Henrique não chegou, surgindo na sobra Miguel Ângelo a 'encher o pé' e a abrir o marcador. 
 E se o Leixões foi para o intervalo contente, a satisfação redobrou quando entre os 51 e 54 minutos, quando apontou mais dois golos e prenunciou a primeira vitória da época na II Liga. 
 O primeiro surgiu de um autogolo de Jeferson, aos 51 minutos, após livre de Bruno Lamas, e o segundo quando Bruno China se viu sem marcação à entrada da área a atirou forte para o fundo das redes, aos 54. 
 O Varzim procurou meter velocidade no seu jogo e Rui Costa (72), na área, obrigou Assis a defesa apertada para canto, resolvendo com facilidade, até final, as outras investidas poveiras.

IN LUSA

domingo, 21 de agosto de 2016

PEDRINHO ENCONTRA-SE DISPONÍVEL PARA RUMAR A OUTRO CLUBE

Pedrinho, 20 anos 1m75, 67kgs, formado nos escalões de formação de Salgueiros e Oliveira Douro. 
Fez o seu primeiro ano de sénior ao serviço do Leça FC, sendo várias vezes utilizado. 
O lateral direito, esta livre de compromisso depois de ver os seus serviços dispensados pelos responsáveis técnicos do Leça. 
 A caminho do seu 2º ano de sénior Pedrinho procura clube que lhe ofereça as melhores condições necessárias para desenvolver o seu trabalho, forte ofensivamente faz da sua grande humildade e vontade de trabalhar as suas grandes armas para vingar no mundo do futebol

LEIXÕES CONSENTE REVIRAVOLTA PORTISTA

 
Estádio do Mar, em Matosinhos. 
Terceira jornada da 2.ª Liga 
Leixões-FC Porto B, 1-2. 
Árbitro: Luís Godinho (Évora). 
Ao intervalo: 1-1.Marcadores:, Chiquinho (24) Rui Pedro(40; e 81) 

 Leixões: Assis, André Teixeira, Cadu (Wellington, 52), Silvério, Belly, Bruno China, Chiquinho (Bruno Henrique, 82) Bruno Lamas, Manuel José, Ludovic (Fatai, 60) e Gonçalo Gregório. Treinador: Filipe Coelho. 

 FC Porto B: João Costa, Rodrigo, Verdasca, Chidozie, Luís Mata, Tomás Podstawski, Fede Varela (Sérgio Ribeiro, 69), Graça (Rui Pires, 83), Galeno, Rúben Macedo (Cláudio, 65) e Rui Pedro. Treinador: Luís Castro. 

O jogo decorreu sem público devido ao castigo (dois jogos à porta fechada) aplicado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol por comportamentos racistas por parte dos seus adeptos, pena confirmada depois pelo Conselho de Justiça. 

Depois de terem cumprido um deles na época passada, este foi o segundo jogo em que o Leixões teve de encerrar as portas. Chiquinho abriu o marcador aos 24 minutos, com um remate de fora da área, respondendo Rui Pedro, aos 40, numa finalização na área leixonense, a fixar o resultado ao intervalo. O mesmo jogador consumou a reviravolta para os portistas, aos 81 minutos. 
Ainda sem marcar golos na 2.ª Liga, o Leixões chegou à vantagem após uma boa combinação de Chiquinho com Bruno Lamas, que deixou o primeiro na cara do guarda-redes, para uma finalização para o poste mais afastado. 

Rui Pedro, que aos 14 minutos, de cabeça, perdera o golo inaugural, redimiu-se ao minuto 40, quando recebeu na área, rodou e atirou pelo meio de uma 'floresta de pernas' para lograr o empate. 
Numa primeira parte muito animada, destaque ainda para as tentativas de Tomás Podstwaski (29), Manuel José (42) e Rui Pedro (45), que levaram perigo às balizas contrárias. 

Na segunda, e sem que nenhuma das equipas conseguisse impor o seu jogo, valeu o golo de Rui Pedro (81), que, após receber de Cláudio, driblou na área um defesa antes de 'picar' a bola sobre Assis, acabando por fazer a diferença e definir o resultado.

LUSA

ACESSO À ELITE, PERAFITA LEVA VANTAGEM.

 
Complexo Desportivo de Lavra 
 Liguilha acesso à Divisão d Élite 2016/17 - 1ª Mão 
 Árbitro Rui Eiras
UD LAVRENSE1 FC PERAFITA 2
Ao intervalo, 1-1, Marcadores: Gui (10`) Hugo (46`) Fábio loureiro (79`) 

 UD Lavrense: Zé Pedro, Amilcar, Pedro Gomes, Cuca e Abilio (Mesquita 68`); Hugo (Letra 80`), Zé Campos e Couto; Tiago Carvalho, Tiago Ribeiro (Kaká 34) e Paulinho (Wenndel 68`) . Treinador Leandro Cunha. 

FC Perafita: Bruno Monteiro, Pelé, Zé Augusto, Morgado e Dany (Manel 78`); Gui, Marco Fafiães, Barbosa (Queimado 58); Fábio loureiro, Chico (Postiga 78`) e Williams. Treinador Paulo Gentil. 

Grande tarde desportiva em Lavra onde o publico aderiu com se esperava, dado a importância do derbi de Matosinhos. 
Bancada central completamente cheia com bastantes caras conhecidas do mundo do futebol e da politica também… 
Começa melhor os visitantes com mais pressão sobre o portador da bola, desferindo perigosos contra ataques…, aos dez minutos o FC Perafita fez o primeiro por intermédio de Gui. A equipa da casa reage ao golo sofrido,assumindo as despesas do jogo, mas só em cima do intervalo é que chegou à igualdade por Hugo que contou com a preciosa ajuda do guarda-redes Bruno Monteiro que ficou bastante mal na fotografia (remate à flor da relva, fraco que Bruno Monteiro deixou passar por de baixo do corpo, dando um frango monumental)

   

No segundo tempo, o equilíbrio, foi a nota dominante, com o Lavrense, com mais posse de bola sem com tudo criar perigo junto à baliza do Perafita. E seria o FC Perafita a marcar o segundo golo que lhe valeu uma vitoria preciosa, Postiga que entrara um minuto antes assiste Fábio Loureiro que mais não fez de encostar para o fundo das redes. Kaká ainda mostrou o inconformismo da equipa da casa, mas foi a turma azul e branca que esteve perto de ampliar a vantagem por Marco Fafiães que tabela com Postiga e atira a malha lateral. Até ao fim o resultado não sofreu alteração terminando com uma vitoria justa para o conjunto perafitense. 
2ª mão é já no próximo domingo dia 28 em Perafita.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

GUARDA REDES JOÃO SILVA DISPONÍVEL PARA NOVO PROJECTO!

João Silva, 20 anos de idade, guarda redes, 1,85metros, formado nos escalões de formação do Padroense, Pedras Rubras e Leça do Balio, está neste momento à procura de novo clube. Esteve nos últimos três anos na equipa sénior do Desportivo Leça do Balio, sob as ordens do técnico Mário Heitor, tendo alcançado duas subidas de divisão e na última época o título de campeão distrital da 1º divisão de associação de futebol do Porto. Embora suplente do experiente Miguel Mota foi um elemento importante no grupo de trabalho Baliense no alcance dos êxitos nas últimas três épocas.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

MATOSINHOS E LEIXÕES CHORAM A PARTIDA DO MESTRE FANECO


O Leixões está de luto pelo desaparecimento de uma das principais figuras da sua história centenária: 

João Faneco, mestre do futebol juvenil do clube, faleceu na última madrugada no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, onde se encontrava internado há alguns dias na sequência do agravamento do seu estado de saúde, depois de ter sofrido um AVC em outubro. 
João Faneco dedicou toda a sua vida ao Leixões, onde foi várias épocas jogador da equipa principal. Depois de terminar a carreira, colocou-se totalmente ao serviço da formação, constituindo uma referência para centenas de crianças e jovens que ali se iniciaram no futebol. 
Nas últimas décadas, descobriu talentos nas ruas, potenciou as suas qualidades nas diversas etapas e foi responsável pela chegada de muitos atletas ao mais alto patamar do futebol português, até ser travado pela doença no ano passado. 
A paixão pelo clube e a dedicação aos seus meninos eram as suas imagens de marca. 
 Aos 83 anos, a sua partida constitui uma grande perda para o Leixões, onde dá o nome à escola de formação. 
À família e aos amigos, A BOLA apresenta as mais sentidas condolências. 

 A BOLA

Mestre João Faneco, resolveu ir sem avisar...
Hoje partiu um dos mais emblemáticos leixonenses...hoje foi embora o mestre...
MATOSINHOS CHORA, FUTEBOL JOVEM CHORA.
PAZ À SUA ALMA!
Os meus sinceros pêsames a toda a sua familia e familia leixonense a qual me incluo.
MÁRIO MITCH

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC