RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

sexta-feira, 12 de abril de 2013

ULTIMA HORA! LEIXÕES vs AVES É À PORTA ABERTA


A receção do Leixões ao D. Aves, domingo, às 16 horas, a contar para a 35.ª jornada da Segunda Liga, afinal vai ser realizado à porta aberta.
O CJ puniu o Leixões com um jogo à porta fechada, alegando que alguns adeptos do clube tiveram comportamentos racistas face a um jogador do Belenenses, quando esta equipa visitou o Estádio do Mar, a 27 de outubro de 2012.
No entanto, uma providência cautelar apresentada pela SAD Leixões SC, obriga a que o jogo seja realizado à porta aberta.
 
CORDÃO HUMANO: Iniciativa anunciada durante a semana é crucial!!! De tal forma, vai ser feito um churrasco nas imediações do Estádio, por volta das 13h, onde se seguirá o CORDAO HUMANO, às 14!! Vamos dar um enorme apoio a estes bravos do mar que tudo merecessem!! JUNTOS VENCEREMOS!!!!

BANCADA AMOVÍVEL FICA SEM EFEITO! RESTA PARTICIPAR NO "CORDÃO VERMELHO"


Bancada no exterior do Mar não avança e resta aos leixonenses apoiar a equipa fora do estádio A bancada exterior ao Estádio do Mar, pensada por um grupo de sócios do Leixões para fintar a decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol de realizar o jogo de domingo (16 horas) Leixões-Aves, à porta fechada, devido a comportamentos considerados racistas, já não vai ser montada.
Confirmam-se, assim e em absoluto, as informações avançadas na noite desta quinta-feira pelo ‘Somos Leixões’, no sentido de que dificilmente a ideia de um grupo de sócios do clube teria pernas para andar.
Apesar de fonte oficial da Câmara Municipal de Matosinhos ter considerado à agência Lusa que se tratava de um “protesto criativo”, a autarquia decidiu não conceder a necessária licença para a instalação da bancada amovível, pensada para ser instalada numa zona entre o pavilhão do Centro de Congressos e o sector visitante do recinto do Leixões, espaço fora da alçada do estádio e do próprio clube e, como tal, aparentemente, a salvo do conhecido apetite da Liga e da Federação em carregar com mais castigos as hostes rubro-brancas.
 Fontes ligadas ao processo garantem que foi mesmo a decisão da Câmara a travar a instalação da bancada, procedimento que se devia concretizar esta sexta-feira.
Para tal, estava contratada uma empresa especializada de Paredes, habituada a instalar este tipo de bancadas e que já o fizera, por exemplo no ano passado, no Mundialito realizado na praia da Rocha, em Portimão. Segundo o ‘Somos Leixões’ apurou, a autarquia de Matosinhos teme que a colocação da bancada seja o rastilho para a verificação de incidentes cuja responsabilidade lhe seria atribuída, dado que a licença para o efeito partiria da sua parte, por o terreno em causa lhe pertencer.
O alarido em volta da instalação e a euforia que tal gerou entre a massa associativa também não terão ajudado, levando a que a Liga já tivesse conhecimento da situação, com implicações desconhecidas. De resto, o grupo de sócios que contratara a bancada já adiantara um sinal, pelo que o prejuízo é certo. A bancada custaria cerca de 2500 euros e cada pessoa teria de largar seis euros, para ajudar a pagar as despesas, sendo que a estrutura provisória teria capacidade para 328 pessoas.
 O apoio de alguns empresários complementaria a ‘receita’, dado que a mesma não deveria chegar aos 2000 euros, mesmo com ‘casa cheia’. O ‘Somos Leixões’ sabe ainda que a autarquia deve emitir esta sexta-feira uma nota a esclarecer a sua posição, isto enquanto o Leixões e a Liga ainda não falaram publicamente sobre o assunto.
Aliás, a Liga nem sequer informou no seu site oficial que o jogo de domingo tem de ser realizado à porta fechada, embora a SAD leixonense tenha sido notificada disso no início desta semana. Sem relato na rádio e sem transmissões televisivas (direto ou diferido), resta aos leixonenses apoiar a equipa de fora do estádio e participar no “Cordão Vermelho” que está a ser organizado entre o Restaurante “Onda do Mar”, na Cruz de Pau, e a entrada principal do Estádio do Mar, evento agendado para as 14 horas de domingo, conforme o ‘Somos Leixões’ tem amplamente divulgado.
 
João Pedro Faria IN SOMOS LEIXÕES

MÉDIO OLIVEIRA ESTÁ SER OBSERVADO PELO BEIRA-MAR



RICARDO OLIVEIRA, médio que tem estado em destaque na equipa do SC Espinho esta época, vem sendo observado pelo Beira-Mar, que poderá avançar para a sua contratação no final da época, segundo noticia hoje o jornal “A Bola” A Bola.
 
O atleta, fez toda a sua formação no Leixões com uma breve passagem pelo FC Porto, tendo jogado a nível sénior no Leça, Salgueiros 08 e Infesta antes de ingressar nos «Tigres».

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC