RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

AMINE SUSPENSO PARA JOGO COM PENAFIEL

O médio francês Amine está suspenso para o jogo com o Penafiel, após ter visto um cartão amarelo no jogo com o Cova da Piedade.

Amine falha assim o seu primeiro jogo no campeonato, pelo facto de ser uma peça fundamental no xadrez leixonense, no meio-campo, que deve ter Luís Silva e Paná a realizar o primeiro encontro em conjunto a titulares.

Os defesas Vítor Bruno e o brasileiro Derick Poloni estão á 'baila' pois tem quatro cartões amarelos e se receber um cartão dessa cor, está de fora para o jogo em Chaves.


Fonte da Foto: Leixões SAD


Diogo Bernardino

SUB 19 FEMININOS DO LEIXÕES MANTÉM SE NA LIDERANÇA DO CAMPEONATO

Os sub 19 femininos do futsal leixonense mantém-se na liderança isolada do campeonato, apesar do empate em casa frente ao Alfenense num jogo sem golos.

Na próxima jornada, o líder com 28 pontos vai ao terreno do Juventude de Gaia, sábado, às 18:00.


Fonte da Foto: Leixões SC


Diogo Bernardino

LEIXÕES SAI DA MAIA COM UM PONTO

Os séniores femininos do futsal do Leixões saíram da Maia com um empate a uma bola, conquistando assim um ponto.

Nádia Montoia apontou o golo da formação leixonense.

O Leixões está em quinto lugar com sete pontos e a cinco de poder ser campeão e a três de ir para a Taça Nacional.


Fonte da Foto: Leixões SC


Diogo Bernardino

BARRANHA SEGUE EM FRENTE NA TAÇA AF PORTO

O Barranha segue em frente na Taça AF Porto depois de ter vencido o União Fanzerense por 3-0.

Os golos foram apontados por: Adriano, Totas e Miguel Coelho.

Na próxima ronda, o Barranha vai ao terreno do GD Magrelos.


Fonte da Foto: Barranha


Diogo Bernardino

ALFA SEGUE EM FRENTE NA TAÇA AF PORTO

O Alfa segue em frente na Taça AF Porto, depois de ter feito uma das surpresas da prova, ao eliminar o Estrelas Susanenses de uma divisão acima por 8-3.

Os golos foram apontados por: Rúben (4), Cláudio, Ricardo, Corte Real e Sottomayor.

Na próxima ronda, o Alfa vai ao terreno do Leais e Videirinhos.


Fonte da Foto: Alfa AC


Diogo Bernardino

GRANDES PENALIDADES FORAM CRUÉIS PARA O LEIXÕES

A turma leixonense acabou por ser eliminada da Taça da AF Porto, frente ao Leais e Videirinhos nas grandes penalidades (4-3) após no tempo regulamentar (1-1). 

Num jogo de sentido único que só deu Leixões, a equipa de José Oliveira teve várias oportunidades falhadas, com o guarda-redes adversário em grande, anulando todas as investidas, com os postes a darem uma preciosa ajuda.

Faísca inauguraria o marcador para o Leixões, mas o tento da formação da casa foi apontado por um jogador leixonense que colocou a bola na própria baliza.

No final, nas grandes penalidades o triunfo sorriu para o Leais e Videirinhos.

José Oliveira disse o seguinte no final: "Hoje realizou-se mais um jogo de taça, em que alguém  tinha que sair vencedor. Infelizmente a sorte não teve do nosso lado e fomos derrotados na marcação de grandes penalidades. Foi um jogo de sentido único em que só deu Leixões. 

"Parabéns ao adversário pela vitória alcançada. Quanto a nós continuar com o nosso trabalho e focar-mo-nos no campeonato que é esse o nosso objectivo. Não posso de deixar de dar os parabéns aos nossos jogadores, pois durante os cinquenta minutos demonstraram a superioridade que tiveram na partida, falhando só no capítulo da finalização. Agradecer aos adeptos pela presença e apoio, mais uma vez disseram sim, demonstrando que estão com a equipa, obrigado, bem hajam"


Fonte da Foto: Leixões SC


Diogo Bernardino

VETERANOS DO LEIXÕES SEGUEM EM FRENTE NA TAÇA

Os veteranos do Leixões triunfaram por 3-1, no terreno do Águas Santas, o que permite continuar na Taça da AF Porto.

A primeira parte foi dominada pela equipa do Leixões, com várias oportunidades desperdiçadas, chegando ao golo apenas à meia hora de jogo, por intermédio de Moreira.

No segundo tempo, entrada forte da equipa leixonense que chegou ao segundo, num golo de levantar o estádio de Pedras.

O Águas Santas reduziu o marcador mas logo de seguida, Pedras voltou a fazer o gosto ao pé, aumentando o resultado para o 3-1 final.


Diogo Bernardino

ÚLTIMA HORA: FIM DE LINHA PARA VÍTOR ANDRADE

Vítor Andrade rescindiu de forma amigável com o clube, que dita assim o fim de linha para o treinador após em 13 encontros, não ter conhecido o sabor da vitória.

Vítor Andrade não conseguiu mudar os destinos do Perafita, que tem o pior ataque e a pior defesa do campeonato.

O Perafita deve apresentar já no encontro com o Crestuma um novo treinador.


Fonte da Foto: Facebook de Vítor Andrade


Diogo Bernardino

LUSITANOS SEGUE TRAVESSIA NO DESERTO

Parque Domingos Soares Lopes, em Santa Cruz do Bispo
AF Porto Primeira Divisão Série 1 (Jornada 13)
Árbitro: Fernando Montenegro
Os Lusitanos 0-2 Ramaldense

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Diogo (9 p.b) e Hermínio (58)

Os Lusitanos: Gabriel, Paulo Gonçalves, Diogo (Leitão, 46), Mazola (Marcelo, 68), Rúben (Joi, 68), Tiago, Paulo, Ivo, Cavadas (Simeão, 46), Kevin e Pina (Bruno, 80)


Treinador: Albino Guerra


Ramaldense: Paulo Teixeira (Dida, 24), Chumbinho, Pipi, Tó, Flávio, Júlio, Hermínio (Mamede, 60), Rodrigo, Hugo, Paulo Soares (Rocha, 75) e Melo (Paulinho, 75)


Treinador: Tó


A formação do Ramaldense venceu o Lusitanos por 2-0, num encontro em que Diogo aos nove minutos na própria baliza colocou a equipa de Ramalde em vantagem e Hermínio aos 58 fez o segundo.

Hugo aos 32 e Simeão aos 90+3 receberam cartão vermelho.  

Na próxima jornada o Lusitanos recebe o Senhora da Hora, em jogo da 14.ª jornada do campeonato.


Fonte da Foto: Lusitanos


Diogo Bernardino

SENHORA DA HORA VOLTA A CONHECER SABOR DA DERROTA TRÊS ENCONTROS DEPOIS

Complexo desportivo de Campo
AF Porto Primeira Divisão Série 1 (Jornada 13)
Árbitro: Rui Moreira
SC Campo 3-1 Senhora da Hora

Ao intervalo: 1-1
Marcadores: Cancelas (3), Ivan (16), Rui Lamas (53) e Rúben (70)

SC Campo: Pisco, Tiago, Campos, Pedro, Fabinho, Futi, João Silva (Mário Rui, 73), Daniel, Rui Lamas (Penida, 82), Cancelas (Serginho, 73) e Rúben


Treinador: António Mendes


Senhora da Hora: Pedro, Bemani (Rafa, 62), Miguel, Jocão, Joilson (Artur, 62), Guerra, Kiko (Bouças, 82), Frank, Diogo, Ivan e Gamardo


Treinador: Ricardo Ferreira


O Senhora da Hora voltou a conhecer o sabor da derrota três meses depois, após a formação da casa ter tido uma segunda parte com eficácia acima da média.

Logo aos três minutos Cancela inaugurou o marcador, Ivan aos 16 empatou para a formação matosinhense.

Na segunda parte Rui Lamas aos 53 e Rúben aos 70 fizeram os golos da formação do Campo.

O Senhora da Hora é 13.º classificado com 13 pontos e na próxima jornada vai ao terreno do Lusitanos, 14.º para o segundo dérbi matosinhense.



Fonte da Foto: SC Senhora da Hora


Diogo Bernardino

MAU MOMENTO DO PERAFITA CONTINUA

Estádio do Perafita
AF Porto Primeira Divisão Série 1 (Jornada 13)
Árbitro: José Meireles
Perafita 0-3 Sobreirense

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Hélio (32), Miguel (52) e João Oliveira (74)

Perafita: Miguel, Bernardo (Hélder, 75), Pedro Cruz (Faustino, 71), Lopes (Sobrado, 71), Rafa, Pedrailson, Tuta, Bezerra (João Pinto, 75), Carlos Costa (Alex, 71), Francisco e Zé Miguel

Treinador: Vítor Andrade


Sobreirense: Guga, Guimarães, Poças, Sérgio Sousa, Tiaguinho, Fábio Lopes (Bruno, 83), Mendes (Gugu, 83), Paulo Manaus, Hélio (Carlitos, 60), Miguel (Rodolfo, 83) e João Oliveira (Iuri, 83)


Treinador: Eduardo Mota


O Perafita continua o seu mau momento no campeonato, não conhecendo o sabor da vitória, com o Sobreirense a impor mais uma derrota, a 12.ª da época, apesar da boa exibição dos matosinhenses na primeira meia hora do encontro.

Aos 32 minutos Hélio, inaugurou o marcador. Na segunda parte, aos 52 Miguel e aos 74 João Oliveira fizeram os outros golos, que permitiram ao penúltimo classificado subir pontos e afastar-se do Perafita na linha de água do campeonato.

O ponta de lança do Perafita Zé Miguel aos 65 foi expulso.

Na próxima jornada, o Perafita, último com apenas um ponto vai ao terreno do Crestuma.


Fonte da Foto: Perafita


Diogo Bernardino

CUSTÓIAS PENALIZADO PELA EFICÁCIA DO PEROSINHO

Complexo Desportivo de Custóias, em Matosinhos.
AF Porto Divisão de Honra Série 1 (Jornada 14)
Árbitro: Bruno Cunha
Custóias 0-3 Perosinho

Ao intervalo: 0-2
Marcadores: Tiago (34), Vitinha (40) e Ruizinho (52)

Custóias: Beleza, Artur, Zé D Angola, Alan, Gabriel, Duarte (Gonçalo, 62), Diogo, Meneses, Pedro (Igor, 62), Paulo (Madureira, 62) e Tata.


Treinador: Mário Rui


Perosinho: Humberto, Oliveira, João, Pedro, Joel, Djaló (Mário, 76), Ruizinho, Vitinha (Nélson, 64), Silva, Tiago (Avelino, 64) e Bruninho.

Treinador: Paulo Alexandre


O Custóias entrou muito bem no jogo onde tiveram algumas oportunidades mas quando tudo previa que íam para o intervalo com o empate, pode-se dizer na primeira vez que o Perosinho vai à baliza numa transição rápida faz 1-0 por Tiago aos 34 e logo a seguir vem a primeira oferta do Custóias com Vitinha aos 40 a aproveitar para fazer o 2-0.

Na segunda parte iniciam fortes à procura do golo mas voltam a falhar, mais um erro que penalizou com o terceiro golo por Ruizinho aos 52 e aí sim o jogo ficou sentenciado.

O Perosinho com uma excelente equipa e muito experiente soube aproveitar bem as falhas dos matosinhenses.

O Custóias é 11.º classificado com 15 pontos e na próxima jornada vai ao terreno do Leça do Balio penúltimo com 10 pontos


Fonte da Foto: Custóias FC


Diogo Bernardino

INEFICÁCIA DO ALDEIA NOVA LEVA A DESAIRE PENALIZADOR

Estádio Municipal da Lavandeira
AF Porto 1.ª Divisão Série 1 (Jornada 13)
Árbitro: Rui Sousa
Torrão 2-1 Aldeia Nova

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Rui Pinheiro (60), Armando (80) e Freitas (90)

Torrão: Joca, Guedes, Bruno Miguel, Rui Pinheiro (Marco, 90), Leal, Gonçalo, Luisinho (Henrique, 90), Tomás (Ferraz, 46), PT, Armando e Sitro


Treinador: Jorge Lemos


Aldeia Nova: Pinheiro, Rosas, Gonçalo, Martins, Filipe (Santos, 46), João, Pepo, Vieira, Peneda (Nélson, 41), Simão (João, 64) e Danilo (Freitas, 64) 


Treinador: Augusto Leão


O Aldeia nova entrou em campo apenas a pensar na vitória e esteve praticamente o jogo todo no meio campo do adversário. Com mais bola mas praticamente não conseguiram criar perigo pois o Torrão defendeu sempre muito bem.

O empate ao intervalo penalizava a equipa do Aldeia Nova. Na segunda parte os matosinhenses apostam mais no ataque e contra nada prever, o Torrão chega a vantagem no marcador através de canto por Rui Pinheiro aos 60 minutos. A perder por um a zero tiram um central e colocam mais gente na frente e começou o festival de oportunidades falhadas.

5 ocasiões de golo em que a trave e o guarda redes adversário conseguiram parar o que parecia inevitável. Já quase a terminar, um alivio do Torrão deu o dois a zero por Armando aos 80 com uma falha do lateral matosinhense que ao nao acertar bem na bola colocou a nos pés do avançado.

Com dois a zero no marcador ainda conseguiram chegar ao 2-1 por Freitas aos 90 minutos. E depois o trio de arbitragem não deixou fazer mais ao expulsar 2 jogadores na mesma jogada, Freitas e Nelson. Já com o jogo terminado, o Aldeia Nova ainda viram mais três vermelhos, Simão, o treinador Leão e o adjunto Filipe.

Com este resultado, o Aldeia Nova fica em quinto lugar com 25 pontos e na próxima jornada recebe o São Félix.


Fonte da Foto: Aldeia Nova


Diogo Bernardino

GATÕES COM TRIUNFO TRANQUILO

Campo do Custóias FC em Custóias.
AF Porto 2.ª Divisão Série 1 (Jornada 14):
Gatões 5-1 Baltar

Ao intervalo: 3-0
Marcadores: Marinho (19), Ricardo Santos 832), Própria baliza (40), Baltar (52), Ademar (72) e Vítor (85)

Gatões: Marcos, Magalhães, Miguel, Lages e Nando. Márcio, Salazar, João Nuno e Ricardo Santos, Marinho e Pedro Botelho.


Num encontro tranquilo para a formação do Gatões, a formação matosinhense já vencia ao intervalo por 3-0. 


Marinho aos 19 minutos, Ricardo Santos aos 32 e na própria baliza aos 40. 

Aos 52 minutos o Baltar reduziu, mas o poderio da formação matosinhense era por demais evidente, quando Ademar aos 72 e Vítor aos 85 fizeram os outros golos.

Esta foi a segunda vitória seguida da formação matosinhense que segue em 14.º lugar com 13 pontos e na próxima jornada vai ao terreno do Campo do Lírio.


Fonte da Foto: Gatões

Diogo Bernardino 

OUTROS RESULTADOS DO FIM DE SEMANA

Futebol:

AF Porto Campeonato de Esperanças Sub 23: Jornada 12:

Lusos DB - Futebol SAD 4-0 Perafita
Oliv. Douro 0-0 Senhora da Hora

Futsal:

Segunda eliminatória da Taça de Futsal da AF Porto:

UD Cruzeiro Santana (I) 2-5 GD Cem Paus (H)
CF União Fanzerense (I) 0-3 Barranha SC (H)
Leais Videirinhos (I) 1-1 (4-3 GP) Leixões SC (H)
Alfa AC (I) 8-3 FC Estrelas Susanenses (H)
GD Juventude Matosinhos (I) 2-3 Jaca FC (H)
Matosinhos Futsal (I) Vs CA Sangemil (E) - 08/01/2020 - 22h30

OITAVOS-DE-FINAL - 25 FEVEREIRO 2020
Maia Futsal Clube (H) Vs Matosinhos Futsal (I) / CA Sangemil (E)
GD Magrelos (I) Vs Barranha SC (H)
Leais Videirinhos (I) Vs Alfa AC (I)


Sub 19:

Divisão de Elite (Jornada 15): Matosinhos Futsal Clube 0-2 CD Aves

Divisão de Honra (Jornada 14) (Série 1): Juventude Matosinhos 1-4 AD Polenenses, Leça FC 1-4 Junqueira, Ac. Pedras Rubras 1-3 Freixieiro e AA Leça 5-0 Mindelo

(Série 2): Alfa AC 1-4 Arcozelo, Leixões 2-6 Fonte Moura e FC Prelada 3-2 Barranha SC


Sub 15:


Divisão de Elite (Jornada 15): Arcozelo 0-7 AA Leça


Femininos:

Divisão de Elite Apuramento de Campeão (Jornada 5): Maia Futsal 1-1 Leixões
Campeonato de Promoção (Jornada 10): Barranha SC 1-6 Valmesio


Sub 19 Femininos:


1.ª Divisão Série A (Jornada 12): Leixões 0-0 Alfenense


Diogo Bernardino

PADROENSE SAI A SORRIR NUM DÉRBI EMOTIVO

Parque de Jogos Manuel Ramos
Divisão de Elite Série 1 (Jornada 16)
Árbitro: António Alves
Infesta 1-2 Padroense

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Ricardo (60), Cacheira (67) e João Rodrigues (71)

Infesta: Rui Pereira, Malícia, João Silva, André Ribeiro, Rafael Pinho (Morais, 46), João Morgado, Mário (Maia, 79), Bessa (Lúcio, 46), Luís Carlos (Baptista, 63), João Rodrigues e Dani (Filipe Carvalho, 63).


Treinador: Bruno Costa


Padroense: Moreira, Fábio Andrade, Weikang Gu, Balito, Jungfeng Li, Xoura, Juca (João Mesquita, 63), Ricardo Diogo (Jinho, 79), Jardel (Estebainha, 79), Pedro Oliveira (Nico, 63) e Luís Cacheira (Nuno Nora, 79).


Treinador: João Costa


O Padroense saiu a sorrir num dérbi emotivo e equilibrado, num encontro em que os comandos de João Costa foram letais e apesar da reação dos de Bruno Costa, a expulsão de Morgado, travou as aspirações do Infesta.

Curiosamente num mesmo resultado que nos jogos anteriores desta temporada, o Padroense começou melhor impondo um futebol direto para os avançados possantes, tentando variar os flancos de jogo e procurando colocar a bola nas costas dos defesas.

Jardel foi o primeiro a criar perigo á baliza de Rui Pereira, mas foi o Infesta que aos 22 minutos após uma excelente jogada de Morgado remata com estrondo à barra de Moreira. Aos 36, na sequência de um pontapé de canto, João Silva, isolado ao segundo poste, cabeceou por cima.

O Padroense só em lances de bola parada ia chegando à baliza do Infesta e perto do intervalo, uma falta sobre Dani que ia isolado, tendo sido derrubado por Fábio, motivou muitos protestos por parte dos adeptos, sócios e direção técnica do Infesta, que pediram a expulsão ao defesa central.

Como já diz o ditado quem não marca, acaba por sofrer e na segunda parte, o Padroense foi letal em dois momentos que deram golos.

Primeiro aos 60, Cacheira pela direita, vai à linha de fundo, cruza para a área onde estava Ricardo que desviou para inaugurar o marcador.

Sete minutos depois, jogada idêntica só que do lado esquerdo, com Ricardo a cruzar e Cacheira a aumentar a vantagem para a equipa visitante.

O Infesta “acordou” e aos 70 João Rodrigues foi mais expedito que todos e na sequência de um canto, reduziu o marcador.

Só que no minuto seguinte, as ambições do Infesta foram dissipadas com o segundo cartão amarelo de Morgado, acabando por ser expulso, reduzindo assim a equipa a dez unidades.

O Padroense bem perto do final, esteve para aumentar a vantagem quando um remate de Ricardo embateu na trave da baliza de Rui Pereira.

O Infesta continua assim a partilhar o 17.º lugar com o Pedroso, somando 9 pontos. Na próxima jornada, o Infesta desloca-se ao terreno do Ermesinde.

O Padroense, nono classificado com 23 pontos, recebe o Nogueirense em casa na próxima ronda.


Fonte da Foto: FC Infesta


Diogo Bernardino

domingo, 29 de dezembro de 2019

LEÇA DO BALIO TRAÍDO PELOS LANCES DE BOLA PARADA

Complexo Municipal de Pedrouços
AF Porto Divisão de Elite Série 1 (Jornada 14)
Árbitro: José Oliveira
Pedrouços 3-1 Leça do Balio

Ao intervalo: 2-0
Marcadores: Rafa (20), Iago (40 e 79) e Félix (90+3 gp)

Pedrouços: Mata, Folha, Machado, Musa (Leo, 85),  Nascimento, Ramalho, Hugo, Rafa (Fabinho, 85) Pulga (Paquete, 85), Medeiros (Pedrinha, 72) e Iago

Treinador: Joca

Leça do Balio: Tiago Moniz, Fábio Castro (Queimado, 46), Saldanha, Hugo, Tiago Vieira, Salgado (Ramalho, 46), Carlos Diogo, José Henrique, Rafael Brandão (Félix, 62), Ivan e Nelson Batista (Martin, 46)

Treinador: Flávio Silva


O Leça do Balio conseguiu tirar o ponto mais forte ao Pedrouços, mas mesmo assim foi traído por lances de bola parada, numa derrota por 3-1.

Num jogo muito difícil como seria previsto, a formação baliense soube gerir muito bem aquilo que era o jogo da equipa adversária, ao serem capazes de tirar a profundidade do jogo da equipa adversária. 

Sem terem um caudal ofensivo muito extenso conseguiram de alguma forma incomodar a equipa do Pedrouços, mas em dois lances de bola parada a favor dos matosinhenses aos 20 e 40 minutos facilitaram e sofreram.

O equilíbrio defensivo do Leça do Balio não esteve em dia sim nesses lances. 

Na segunda parte com um maior controlo de jogo com mais bola e a jogar muito mais perto da área da equipa adversária, acabam mesmo assim por sofrer o 3-0 num grande golo de fora da área. 

Mesmo no fim do jogo após recarga de uma grande penalidade o Leça do Balio faz o golo que tanto procurou por intermédio de Félix.

No próximo encontro, o Leça do Balio, último com oito pontos recebe o Custóias, 12.º classificado com 15 pontos no dérbi matosinhense, domingo às 15:00.


Fonte da Foto: Leça do Balio


Diogo Bernardino

TRIVELAS MANTÉM LAVRENSE NO COMANDO DO CAMPEONATO

Estádio do Lavrense em Lavra
Divisão de Honra Série 1 (Jornada 14)
Árbitro: Tiago Barbosa
Lavrense 1-0 Balasar

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Trivelas (60)


Lavrense: Padrão, Miguel Fradinho, Pedro Mesquita (Leandro, 73), Luís André, João Baptista (Leonardo, 61), Zidane, Barreira, Rui Pinheiro, Ruizinho (Fábio, 61), Noverça (Anunciação, 73) e  Trivelas.  

Treinador: Nuno Gonçalves

Balasar: Leandro, Luciano, Aguiar, Tiago, Postiga, Marco (Nelson, 46), Lucho, Rui Moreira (Fonseca, 71), Robinho, Diogo (Paulino, 62) e Fonseca

Treinador: Hugo Reis


Cartões Amarelos: Trivelas, Mesquita para o Lavrense e Luciano, Aguiar, Rui Moreira e Lucho para o Balasar.


O Lavrense venceu o Balasar por 1-0, em jogo da 14.ª jornada da Série 1 da Divisão de Honra, num encontro em que apesar de ser pouco intenso, a formação matosinhense mantém-se colado com o Candal na liderança. 

Num encontro com muita posse de bola para a formação do Lavrense, a formação de Lavra falhou um penalti a começar o encontro por Trivelas depois de duas oportunidades na cara do guarda-redes.  

Um jogo nem sempre jogado com intensidade, mas, pautado por uma excelente entrega de ambas as equipas, depois de um período de paragem do campeonato e com as festividades a ter alguma influência.

Na segunda parte o Lavrense apresentou a mesma entrega com que habituou os adeptos e sócios, frente a um adversário com qualidade que dificultou bastante o processo de criação de jogo da formação de Matosinhos. Após várias oportunidades criadas numa arrancada Zidane é derrubado no coração da área.

Na conversão da grande penalidade, Trivelas aos 60 minutos a não tremer perante a oportunidade e a colocar a equipa de Matosinhos mais uma jornada na liderança do campeonato.

O Lavrense termina o ano de 2019 no comando partilhado deste campeonato, com o Candal com 31 pontos. Na próxima jornada, o Lavrense vai ao terreno do Gulpilhares, décimo classificado da prova.


Fonte da Foto: UD Lavrense


Diogo Bernardino

LEIXÕES MANTÉM-SE NO TERCEIRO LUGAR NO FINAL DA JORNADA

A formação leixonense pode suspirar de alívio, pois os rivais diretos nesta jornada foram incapazes de conseguirem ultrapassar os 'bebés do mar' e isolarem-se no terceiro lugar da II Liga.

Após ter empatado frente ao Cova da Piedade em casa por 0-0, os matosinhenses precisavam que o Mafra, o Covilhã e o Estoril não vencessem os seus jogos, o que acabou por se suceder.

O Mafra e o Covilhã empataram hoje com o Académico de Viseu e com o Benfica B por 1-1 e 2-2 respetivamente.

Já o Estoril perdeu frente ao Penafiel fora por 1-0, precisamente o próximo adversário do Leixões no primeiro jogo de 2020.

O Leixões partilha o terceiro lugar com o Varzim e o Mafra, com 23 pontos, mas é o terceiro classificado devido ao facto de ter menos golos sofridos do que o Mafra e ter ganho no confronto direto com o Varzim.


Fonte da Foto: Duarte Rodrigues


Diogo Bernardino

ALBINO GUERRA ESTÁ DE REGRESSO AO COMANDO DO LUSITANOS

O treinador Albino Guerra está de regresso ao comando do Lusitanos, tendo como adjunto Fernando Guerra, anunciou o clube no Facebook oficial.

A nova equipa técnica já vai tomar conta do clube no último jogo de 2019 em casa frente ao Ramaldense.

O ex-treinador do Lusitanos Marco Aleixo deixou o clube por "decisão mútua que cessam funções para com a nossa instituição".









Fonte da Foto: Lusitanos


Diogo Bernardino

"É UM SACRIFÍCIO SEM SENTIDO"

O presidente da SAD do Leixões, Paulo Lopo, destacou no Jornal Record que as paragens de duas a três semanas no campeonato "é um sacrifício sem sentido", mencionando que existem "alternativas".

"Não faz sentido nenhum quando há tempo vago para se fazerem os jogos. São muito poucos os jogadores do nosso campeonato que vão às seleções, por isso há tempo para realizar estas jornadas. É um sacrifício sem sentido, tanto que nós até antecipamos o nosso jogo, para os jogadores passarem esta época com quem mais gostam e em paz", mencionou.

"Esta é uma época de família e estamos a privar os jogadores disso. Tendo que existem alternativas para esta situação, não há explicação. Quem joga está logo limitado e não pode viver ao máximo esta época tão especial. Não pode haver paragens alargadas. Perde-se o ritmo e não traz qualquer benefício"

Paulo Lopo descreve que o calendário está mal organizado e que os clubes aproveitam mal esta forma da prova.


Fonte da Foto: Leixões SAD


Diogo Bernardino

RUI SILVA ESTÁ APTO PARA ENCONTRO COM PENAFIEL

O defesa lateral do Leixões Rui Silva está de novo de regresso aos treinos e está apto para Carlos Pinto para o encontro com o Penafiel, anunciou o Jornal Record na edição impressa de hoje.

Todos os exames foram devidamente realizados e o defesa felizmente encontra-se bem de saúde depois dos acontecimentos em Rio Maior a 14 de dezembro.

Rui Silva não participou no último encontro frente ao Cova da Piedade por precaução.







Fonte da Foto: Rui Silva

Diogo Bernardino


sábado, 28 de dezembro de 2019

PEDRO PINTO FOI HOMEM DO JOGO FRENTE AO COVA DA PIEDADE

O defesa central Pedro Pinto foi considerado pelos adeptos e sócios do Leixões nas redes sociais como o melhor jogador em campo dos matosinhenses frente ao Cova da Piedade, anunciou a SAD no Facebook.

Pedro Pinto venceu com 22 votos dos 44 apresentados. Em segundo lugar ficou André Claro com 13 e em terceiro Vítor Bruno com nove.

Pedro Pinto foi adaptado neste encontro no lugar de Rui Silva que não estava a 100% para esse encontro, devido aos acontecimentos em Rio Maior.





Fonte da Foto: Duarte Rodrigues


Diogo Bernardino

DERICK POLONI FOI O MAIS UTILIZADO EM 2019

O lateral brasileiro do Leixões, Derick Poloni foi o jogador mais utilizado dos 'bebés do mar' no ano civil de 2019, participado em 39 encontros oficiais.

Derick foi titular por 26 vezes e por oito como suplente utilizado ao longo desses mesmos encontros.

Derick apontou um golo durante esses encontros, frente à Académica, em casa com um pontapé canhão.

No top 3 do Leixões, o médio francês Amine é o segundo classificado com 37 encontros, 18 realizados esta época e em terceiro, o médio e capitão dos matosinhenses Luís Silva com 36 encontros, 17 nesta temporada.

Em 2019, o Leixões realizou 40 encontros oficiais, divididos entre LigaPro, Taça de Portugal e Allianz Cup, resultando em 16 vitórias, 12 empates e 12 derrotas, em suma com 53 golos marcados e 46 sofridos.


Fonte da Foto: Duarte Rodrigues


Diogo Bernardino

LEIXÕES SAD APOIA RECANDIDATURA DE FERNANDO GOMES À FPF

O Leixões SAD na pessoa do seu presidente Paulo Lopo, manifestou total apoio à recandidatura de Fernando Gomes para um terceiro mandato ao leme da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), anunciou o facebook da Sociedade em comunicado.

De acordo com Paulo Lopo, este refere que tomou esta decisão, devido ao facto de acreditar que Fernando Gomes no próximo mandato "vai ter especial atenção aos clubes da 2.ª Liga"

"1 - Defesa do princípio da manutenção da 2.ª Liga como competição profissional; 2 - Defesa da manutenção da chave de repartição igualitária, por TODOS os clubes das competições profissionais (1.ª e 2.ª Ligas) das verbas provenientes da UEFA; 3 - Defesa do princípio da inclusão dos clubes da 2.ª Liga na discussão e reflexão do "Estudo da Sustentabilidade do Futebol Português", descreve Paulo Lopo.

Fernando Gomes foi dirigente do FC Porto entre 1994 a 2010, além de ter liderado a liga de clubes de basquetebol e a Liga Portuguesa de Futebol Profissional na época 2010/11.


Fonte da Foto: Leixões SAD


Diogo Bernardino




segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

NULO EM AUTÊNTICO LAMAÇAL


Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira  
Campeonato De Portugal Serie B Jornada 14
Árbitro: Fábio Nunes (Viana do Castelo)
LEÇA FC 0 SANJOANENSE 0

LEÇA FC: Cristiano, Zé Carlos, Pecks, Manuel Né, Paulo Lopes, João Paulo (Jair 76), Teles, Van Zeller (Adilson 58), João Paulino, Nélsinho e Isaac (Vieira 82). Treinador Domingos Barros.

SANJOANENSE: Diogo, Daniel, Godinho, Rúben, Gil Barros, Barbosa, George, Juninho (De Jesus 79) Hélder, Belkheir, Marcilio (Bilú). Treinador Sérgio Machado.

Em condições atmosféricas muito desfavoráveis, Leça e Sanjoanense mediram forças sem poupar esforços. O nulo verificado no final do encontro muito se deve às boas prestações dos guardiões, Cristiano e Diogo.

Apesar do estado do relvado, praticamente sem condições para um bom espectáculol (Relvado leceiro que já foi um dos melhores do país) foi a equipa do Leça melhor se adaptou, criando mesmo a melhor e única oportunidade do primeiro tempo (Livre de João Paulino que rematou bem mas teve resposta a preceito do guardião Diogo.
Segundo tempo sempre com o Leça a dominar assumindo o comando do jogo mas pertenceu aos forasteiros as melhores ocasiões de marcar, primeiro Godinho atira ao poste e depois Bilú obriga Cristiano a grande defesa, bem perto do final do jogo foi Diogo a segurar o nulo respondendo bem a dois remates, primeiro de João Paulino e depois Vieira.

com este empate as equipas continuam postadas na mesma posição na tabela 3º Sanjoanense e 4º Leça com 27 e 26 pontos respectivamente. 
Próxima Jornada os Leceiros viajam até à Figueira de Castelo Rodrigo para defrontar o Ginásio Figueirense.  

Fotos Leça FC 

GDAN DESPACHA RAMALDENSE COM GOLEADA


Complexo Desportivo Aldeia Nova – Perafita
12ª Jornada da 1ª D. Serie 1 AF Porto
Árbitro: André Esteves
ALDEIA NOVA 4 RAMALDENSE 1
Ao intervalo 1-0 golos Nélson (35), Gonçalo F (48). Herminio (66)  Peneda (80) e Freitas (87)

GD ALDEIA NOVA: Pinheiro, Rosas (Factor 62), Gonçalo, Martins, Filipe Campos (Freitas 82), Fusão, Pepo (Vieira 82), Gonçalo Vieira, Peneda (Ribeiro 82), Danilo e Nélson. Treinador Leão

RAMALDENSE: Paulo Teixiera, Pedro, Bruno, Paulo Ferreira (Rodrigo 46), Ricardo, Gaspar (Diogo 46), Herminio, Francisco, Hugo, João Rocha (Julinho 60) e Paulo Soares. Treinador Ricardo Baltasar 

Numa tarde muito chuvosa e com um relvado muito pesado, a força dominou perante a técnica. O Aldeia Nova comandou sempre o jogo, tentado fazer um jogo mais direto, e jogando nas costas do adversário. Os lances de perigo eram quase todos de bolas paradas ou remates fora da área. Nesses lances, o GDAN foi sempre mais objectivo e certeiro. A vantagem mínima ao intervalo era justa.

Na segunda parte, a equipa da casa entrou mais dominante e chegou ao 2-0 naturalmente. O Ramaldense viria a marcar na partida já reduzida a 10 elementos através de lance de bola parada, no entanto não deu para assustar a equipa de Matosinhos que naturalmente fez o 3-1 e quase no final o 4-1. 
Vitória justa e uma boa arbitragem.



À PORTA FECHADA LEIXÕES EMPATA


Estádio Municipal de Rio Maior.
13.ª jornada da 2.ª liga
 Árbitro: Cláudio Pereira (AF Aveiro).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Derick Poloni (30), Filipe Oliveira (41) e Alan Bidi (64).
VILAFRANQUENSE 1 LEIXÕES 1
Ao intervalo: 1-0. Denis Martins, (45). Harramiz, (84).

Vilafranquense: Maringá, Marco Grilo, Denis, Diogo Izata, Kassio Fernandes, China, Ulisses, Pepo, Filipe Oliveira (Alan Bidi, 60), Korzun (Tarcisio, 90) e João Vieira (Gustavo Tocantins, 87). Treinador: Filipe Moreira.

Leixões: Ivo Gonçalves, Rui Silva (Braga, 66), Pedro Monteiro, Bura, Derick Poloni, Amine, Pana, Júnior Sena (Vítor Bruno, 55), João Graça (Lewis Enoh, 55), Harramiz e André Claro. Treinador: Carlos Pinto.

Encontro disputado à porta fechada, em Rio Maior, que atrasou a formação de Matosinhos na classificação e que começou pouco depois da hora marcada, devido a uma indisposição de Rui Silva, que viria a recuperar mas sairia mais tarde de maca
Terceiro jogo consecutivo sem vencer o Leixões parece marcar passo em relação à subida
No segundo jogo disputado à porta fechada, devido a castigo dos ribatejanos, o equilíbrio só foi quebrado no último minuto da primeira parte, quando, na sequência de uma bola parada, o defesa central Denis Martins inaugurou o marcador, depois de um cruzamento de Filipe Oliveira, após um passe curto de Pepo.
Os ribatejanos voltaram a entrar melhor na segunda parte. Aos 51, Marco Grilo obrigou à intervenção do guarda-redes Ivo Gonçalves, após um cruzamento de João Vieira da direita.
O treinador do Leixões, Carlos Pinto, apostou em Vítor Bruno e Lewis Enoh e a formação de Matosinhos viria a chegar ao empate aos 84, com um cabeceamento do são-tomense Harramiz, correspondendo a um cruzamento de Vítor Bruno.
Até ao final, as duas equipas dispuseram de ocasiões para vencer o encontro, mas Lewis Enoh, sozinho frente a Maringá, não conseguiu bater o guarda-redes brasileiro e Pepo acertou na trave da baliza do Leixões.

Foto DR 

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

DÉRBI CONCELHIO TERMINA EMPATADO


Parque de jogos Domingos Soares Lopes em Santa Cruz do Bispo
11ª Jornada 1ª Divisão AF porto Série 1
Árbitro: Diogo Araújo
OS LUSITANOS 2 ALDEIA NOVA 2
Ao intervalo, 1-2, golos: Pepo (30` gp.) Fusão (36) Paulo (41`) e Mazola (77 gp)

OS LUSITANOS: Mourão, Nando (Marcelo 85), Paulo Gonçalves, Diogo, Rúben, Paulo, Ivo (Mazola 46), Cavadas (Hugo 67), Leitão (Tiago 46), Jota (Jói 46) e Pena. Treinador Marco Aleixo

ALDEIA NOVA: Pinheiro, Rosas (Freitas 78) Gonçalo I, Martins, Filipe Campos, Fusão, Pepo, Penela (Factore 78), Simão (Nelson 60), Artur e Gonçalo II. Treinador Leão.

Jogo bem disputado com muito equilíbrio, tendo os forasteiros bem posicionados na tabela classificativa, aproveitando os erros defensivos cometidos pelos Aurinegos de Santa Cruz do bispo.
Os da casa entram encolhidos permitindo que os vizinhos de Perafita chegassem ao golo tirando partido de uma infantilidade defensiva que resultou em grande penalidade, Pepo chamado a converter não vacilou e fez o primeiro da tarde. Volvidos 6 minutos apos o primeiro golo , mais um erro, um passe mal direcionado de um defensor dos Lusitanos permite a Fusão que disparar colocado e dilatar a vantagem para os homens do Aldeia Nova .
Os Lusitanos só reagiram perto do final da primeira etapa por Paulo que reduziu aso 41 minutos  concluindo de cabeça um excelente cruzamento de Rúben.

Marco Aleixo ao intervalo deixa ficar 3 dos seus jogadores nas cabines e reentra com outros tantos, modificação que veio a revelar-se decisiva para o desfecho do encontro.
Os Lusitanos apareceram com maior pendor ofensivo, pelo outro lado o Aldeia Nova ia explorando as costas da defensiva lusitana, mas sem criar perigo, incomodando o último reduto defensivo dos da casa apenas em lances de bola parada.
Ao minuto 77 e pelo corredor direito Hugo e Rúben desenvolvem um ataque perigoso que culmina com um cruzamento para a área direcionado para Jói que remata forte com a bola a embater no braço de um defensor do Aldeia Nova, penalti para os Lusitanos que Mazola não desperdiça fazendo o empate.  
  




LEÇA CONQUISTA 1 PONTO EM PEDRAS RUBRAS


Estádio Municipal de Pedras Rubras – Maia
Campeonato de Portugal Série B Jornada 13 
Árbitro: Albano Correia (Braga)
PEDRAS RUBRAS 1 LEÇA FC 1
Ao intervalo 1-0 Golo Rui Lima (27) e Pedro Prazeres (59)

PEDRAS RUBRAS: Sacramento, Pimenta, Relvas, Carlos Mendes, Portilho; Rui Jorge, César (Nelson 90+1), Cardoso (Dany 46), Tiago Silva, Rui Lima e Erick (Dibola 60) Treinador Fernando Ferreira.

LEÇA FC: Cristiano, Zé Carlos, Pecks, Cláudio, Paulo Lopes; Jair, Manuel Lopes, Nelsinho, Pedro Prazeres (Bruno Simões 86), Van Zeller (Rafa 70) e Isaac. Treinador Domingos Barros. 

Parida bem disputada e com muito equilíbrio…no primeiro tempo os locais foram mais consistentes no ataque e a quinze minutos do final da primeira etapa chegaram com justiça ao golo, indo para as cabines na condição de vencedores.
No segundo tempo o Leça chega à igualdade numa transição, por intermédio de Pedro Prazeres à passagem da hora de jogo. Até ao fim o jogo esteve sempre equilibrado, muito disputado e com ritmo de parada e resposta, no entanto a turma da casa esteve mais perto de conseguir os três pontos.   

No final do jogo

Fernando Ferreira técnico da casa «Pedras Rubras fez um grande jogo, com varias oportunidades de golo mas não foi eficaz na finalização.»

Domingos Barros técnico leceiro «Jogo fantástico de uma equipa composta por 24 homens de H enorme! São uns verdadeiros heróis!» 

Foto FC Pedras Rubras 

LEIXÕES PERDE PELA PRIMEIRA VEZ NO MAR


Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos.
12ª Jornada da Segunda Liga
Árbitro: David Silva (AF Porto).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para João Mário (49), Pedrinho (53), Pica (67), Zimbabwe (72), Amine (78) e Jorge Miguel (87). Cartão vermelho direto para Luís Silva (66), André Castro, diretor desportivo do Leixões (69) e Paulo Lopo, delegado ao jogo da SAD do Leixões (70).
Leixões - Académico de Viseu, 0-1.
Ao intervalo: 0-0. Golo Jorge Miguel, 63 minutos.

LEIXÕES: Ivo, Pedrinho (Paná, 72), Pedro Pinto, Bura, Vítor Bruno, Amine, Luís Silva, Júnior Sena (Enoh, 59), João Graça (Derick, 46), André Claro e Harramiz. Treinador: Carlos Pinto.

ACADÉMICO VISEU: Ricardo Fernandes, Yang (Tiago Amaral, 84), Steven, Mathaus, Jorge Miguel, Jorge Oliveira, Zimbabwe, Luisinho, Jean Patric, João Mário (Carter, 90) e Latyr (Diogo Santos, 73). Treinador: Paulo Monteiro.

O Leixões desperdiçou este domingo a oportunidade de se isolar no terceiro lugar da Segunda Liga de futebol, ao sofrer a primeira derrota em casa, por 1-0, frente ao Académico de Viseu, em jogo da 12.ª jornada da prova.
Numa primeira parte em que o Leixões mostrou lentidão nas transições ( A família leixonense que foi ao circo no dia anterior, parece que os atletas também foram e se esqueceram de jogar a primeira parte) e o Académico de Viseu tentou, sem sucesso, chegar ao golo, Jean Patric acabou por ser o mais inconformado entre os visitantes, obrigando por duas vezes (22 e 37 minutos) Ivo a defender para canto.

Quase inofensivo até ao intervalo, o Leixões mostrou vontade de vencer no recomeço, com André Claro, aos 58 e 61 minutos, a ficar perto do golo, respondendo a equipa beirã, precisamente, com o tento de Jorge Miguel, aos 63, após cruzamento da direita de Luisinho.
O capitão do Leixões, Luís Silva, foi expulso logo depois, mas a reação da equipa da casa continuou, com Ricardo Fernandes, aos 68 minutos, num lance polémico, a evitar o golo de André Claro, com um desvio sobre a linha de baliza (FICA A DUVIDA).
O guarda-redes viseense voltou a estar em foco ao minuto 86, detendo, no solo, a derradeira oportunidade do avançado da equipa de Matosinhos, desta vez solicitado da direita por Enoh.

Fotos Duarte Rodrigues 

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

LEÇA VENCE E SEGUE FIRME NO PÓDIO


Estádio do Leça FC. Em Leça da Palmeira
12ª Jornada série B Campeonato de Portugal
Árbitro: Pedro Campos (Porto)
LEÇA 2 FELGUEIRAS 1
Ao intervalo, 1-1 Golos Rabiola (11) Isaac (34 gp) João Paulino (83)

LEÇA: Cristiano, Zé Carlos, Pecks, Cláudio, Paulo Lopes; Teles, Nelsinho, João Paulo (Kevin 85)  Pedro Prazeres (Van Zeller 79), Isaac e Viera (João Paulino 68). Treinador Domingos Barros.

FELGUEIRAS: Kuspioz, Mário Sérgio, Tó Jó, Marques, Tinoco, Sidney, Rúben Alves (Pintassilgo 56), Carlos Eduardo (Maurício 86), Duarte (Correia 66), André Rodrigues e Rabiola. Treinador Luís Pinto.

Em encontro que teve honras de televisão (Canal 11) a equipa de Domingos Barros venceu com justiça.
Primeira parte em que o equilíbrio foi a nota dominante com o Felgueiras a abrir o marcador à passagem do minuto 11 por Rabilola na sequencia de um pontapé de canto , antes do intervalo o Leça chega à igualdade por Isaac através de uma grande penalidade.
No segundo tempo os Leceiros foram mais fortes, pegando definitivamente no jogo a equipa da casa teve boas oportunidades de bater o guardião Kuspioz que se apresentou a grande altura, neste capitulo Pedro Prazers e Isaac eram os mais inconformados. A chave da solução estava no banco…pouco tempo depois de ter entrado João Paulino dá os três pontos à equipa Leceira.
Domingos Barros «Jogo muito bem conseguido da nossa parte, perante um adversário com qualidade. Entrámos praticamente a perder. Primeira parte de grande equilíbrio com o jogo repartido, na segunda parte foi um jogo de sentido único, onde demonstramos muita qualidade num relvado difícil com várias oportunidades de golo»

Foto Leça FC
Mitchfoot

LEIXÕES EMPATA EM CONFRONTO DE CANDIDATOS


11.ª Jornada da Segunda Liga
Estádio António Coimbra da Mota – Estoril
Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)
ESTORIL 1 LEIXÕES 1
Ao intervalo, 1-1. Golos Harramiz (2`) Tembeng (26) 

ESTORIL: Daniel Figueira, Rúben Belima, Lucas Áfrico, Marcos Valente, Hugo Firmino, Tembeng, Gonçalo Santos (Duarte Valente, 76), Rafael Barbosa (Careca, 85), André Franco (Kady, 80), Juninho e Roberto.   (Tiago Fernandes)

LEIXÕES: Ivo Gonçalves, Vítor Bruno, Bura, Pedro Monteiro, Pedrinho, Amine Oudhiri, Luís Silva, Braga (Derick Poloni, 68), João Graça (Junior Sena, 73), André Claro e Harramiz (João Rodrigues, 83).  (Carlos Pinto)

O Leixões empatou a uma bola em casa do Estoril Praia, em jogo da 11ª jornada da LigaPro. 
Um resultado que reflete o equilíbrio de forças entre dois candidatos à subida.
O jogo começou da melhor forma para o Leixões. Com apenas dois minutos de jogo, Harramiz respondeu da melhor forma a uma assistência de João Graça e inaugurou o marcador. 
Um início de jogo perfeito para a Armada do Mar, que viria a ter oportunidades para dilatar a vantagem.
Porém, foi o Estoril que marcou. Num lance muito feliz, Tenbemg beneficiou de um ressalto para assinar a igualdade, que perduraria até a fim. 
As duas equipas ameaçaram por várias vezes o golo, mas sem sucesso. 
No final, um ponto para cada lado. Justo.
O Leixões é quarto classificado com 21 pontos e na próxima jornada recebe o Académico de Viseu, domingo no Estádio do Mar em Matosinhos às 15:00. 

Foto DR. 

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC