RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

ÓSCAR NOGUEIRA SAI DO COMANDO TÉCNICO DO PERAFITA


Já na II fase( manutenção) do Campeonato Nacional de Seniores grupo C. e com duas jornadas realizadas e consequentemente duas derrotas, Óscar Nogueira saí do comando técnico perafitense.

 O próprio anuncia na sua página (facebook) 
“Finalizei mais uma etapa da minha vida (rescindi com o F.C.Perafita), foi mais uma experiencia com coisas boas e más, guardei as positivas e fortaleci com as negativas, conheci gente boa e outros nem por isso, mas quero agradecer a quem foi sério, dedicado e disponível por um projecto difícil mas alcançável ! Agradeço também ao clube por me ter dado oportunidade de conhecer outra realidade e fazer-me crescer ainda mais nesta área que tanto gosto mas que encontramos gente prepotente, egocentrista, egoísta e pouco humilde! Mas como disse....acabou, é passado! Desejo tudo de bom ao grupo que trabalhou seriamente e também ao clube em atingir os seus futuros objectivos! Eu irei descansar até o "futebol" me querer novamente num projecto sério e ambicioso, em que toda a gente lute pelo mesmo e colectivamente! Até breve!”

HÁ DIAS (NOITES) ASSIM! A BOLA NÃO QUER ENTRAR (LEÇA 0 S P DA COVA 1) ATÉ DIOGO QUASE MARCAVA!

Jogo em atraso da AF Porto Divisão de Elite - Pro-nacional - Jornada 19 
Estádio do Leça FC 
Árbitro, José Santos 
LEÇA 0 S PEDRO DA COVA 1 
Ao intervalo, 0-1 golo Paulo Silva (45 gp) 

LEÇA: Diogo, César, Cuca, Meneses (Cerqueira 83) e Alex, João M Santos, Miguel Pinto (Tiago Maia 62), Paulo Lopes ( Wendel 62)e Ruca (Bruno Freitas 83), Pedras e Mimba. T Nuno Costa 

SP DA COVA: Bruno, Castro, André (Bruno Alves 53), Nuno (César Melo 75), Diogo Santos, Samuel (Djair 53), Paulo Silva (Zé Miguel 75), Zé d´Angola, Magano, Amado (Fred 75) e Carlos. T Joaquim Canário 

O futebol é fértil nestas coisas e também apaixonante por isto, a equipa do Leça, que esmagou o seu adversário completamente, mas não conseguiu vencer, desperdiçando oportunidades de sobra para vencer por goleada. Apresentando um futebol com boa circulação de bola, com a mesma a passar por todos os sectores, a equipa de Nuno Costa, manteve-se coesa e sempre por cima do jogo. Aos 36 minutos Mimba isola Pedras pela esquerda e este já dentro da área atira ao lado, no minuto seguinte Pedras (esteve muito bem na partida, mas não foi bafejado pela sorte) em jogada individual atira ao poste (ia conseguindo um golo de bandeira). Em cima do intervalo, penalti para o S. P. da Cova, praticamente no único lance de perigo que criou, Cuca em cima da linha evita o golo com as mãos e recebe ordem de expulsão. Paulo silva na cobrança da grande penalidade não desperdiça e vai assim os mineiros para o intervalo a vencer, injustamente 

No segundo tempo, e com menos uma unidade, o Leça deu banho de bola, ao contrário do que era espectável e desperdiçou inúmeras oportunidades para marcar e vencer por goleada, mas o futebol é assim, nem sempre quem joga melhor e é superior em todos os capítulos do jogo, vence! Minuto 47, João M Santos é agarrado dentro da área, lance para grande penalidade que o árbitro deixa passar.49`, Pedras remata com perigo, 59` Pedras dentro da área remata e Bruno defende com os pés, 62` Pedras remata de novo e Bruno defende com mestria, 65`minutos segundo remate na partida para os forasteiro, e primeiro e único no segundo tempo, 80`Mimba trabalha bem mas remata ao lado, 91` Pedras cruza dentro da área, e Magano corta a bola com a mão e é expulso por acumulação, penalti para o Leça que Bruno Freitas desperdiça. 93` minuto Djair do S P da cova é expulso, para no minuto seguinte Diogo guarda-redes leceiro atira de bicicleta para a baliza e a bola caprichosamente bate no poste direito de Bruno. Ainda antes do apito final, César é expulso juntamente com Bruno Alves. Apito final suou com uma injustiça tamanha no resultado

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

COM MUITA DETERMINAÇÃO LAVRENSE DESPACHA MAIA LIDADOR


21 JORNADA DA DIVISÃO DE HONRA 
Complexo desportivo de Lavra 
Árbitro – Fernando Ferreira 
LAVRENSE 1 MAIA LIDADOR 0 
Ao intervalo, 0-0, golo Edu (51) 

LAVRENSE: Bruno, João Magalhães. João Oliveira, Fradinho e Vítor, Ricardo (Gonçalo 81), Edu, Couto (Cardoso 90), Grilo, João Luís (Káka 81) Tiago Carvalho (Dani 90). T. José Pacheco 

MAIA LIDADOR: Rúben, Cláudio, Grilo, Marmelo, Moutinho, Vitinha, Tiago Martins (Zé Pedro 64), Fredy (João Santos 81), Ramalho (Diogo Maia 81), Romário e Pauleta (Rui Carvalho 64). T Manuel Mota 

Uma tarde de soalheira e bancada muito composta. Com duas equipas a precisarem rapidamente de pontos, entraram no jogo com muitas cautelas e com receio de assumir o mesmo. Na primeira parte o Maia Lidador teve mais posse de bola mas sem criar perigo junto da baliza Lavrense. Na segunda parte o Lavrense vestiu “Fato Macaco” juntou as linhas, e foi-se a cercando da baliza adversaria com mias perigo e, numa das boas triangulações que o conjunto Lavrense protagonizou, João Luís chega á linha de fundo e num cruzamento açucarado assiste Edu que de cabeça faz o golo que Justamente daria a Vitoria. Edu ainda tentou o segundo, num remate fora da área que Rúben defendeu. Nos últimos minutos os maiatos reforçaram o ataque e tentaram tudo para chegar à igualdade, mas a determinação do conjunto Lavrense foi determinante em segurar preciosa vitória.
Arbitragem muito bem conduzida pelo Sr. Fernando Ferreira

LEÇA PERDE NO REI RAMIRO (jogo teve quatro expulsões)


Divisão d´elite pró nacional AF Porto Jornada 23 
Estádio do Rei Ramiro Candal 
Árbitro – Nuno Lopes 
CANDAL 2 LEÇA 1 
 Ao intervalo, 1-1, golos Jair (22) Monteiro (33) Bessa (65) 

CANDAL: Luís (Costa 39), Ferraz (Djaló 53), Monteiro, China, Bolatti, Vasco Oliveira, Hugo Almeida, Cambota (Cláudio 46), Hugo Reis, Russo e Bessa (Paraty 82). T Mário Barros 

LEÇA FC: Diogo, César, Cuca, Menezes (Pinto 69), Alex, João Miguel, Jair, Paulo Lopes, Ruca (Marcos 59), Mimba e Pedras (Wendel 69). T Nuno Costa 

Jogo bem disputado, com algum equilíbrio em que a equipa leceira encarou de peito aberto a difícil equipa do Candal. Talvez os anfitriões não contassem com boa postura técnica e física da jovem equipa de Leça da Palmeira, que aos 22 através de um livre direto cobrado pelo médio brasileiro Jair(segundo na competição de livre em três jogos disputados). Com um futebol mais musculado, a equipa comanda por Mário Barros, técnico que substituiu a bem pouco tempo Rogério Teixeira, chegou ao empate aos 33 minutos por Monteiro. 

 No segundo tempo, os homens casa apresentaram-se mais agressivos na disputa dos lances, roçando em alguns a violência, partindo inclusive para os insultos aos jogadores visitantes, coma tanta pressão…chegaram ao golo que valeria os três pontos, apontado por Bessa um ex SC Senhora da Hora. O jogo não terminou sem que existissem expulsões do mesmo, o Candal acabou o jogo a jogar sem menos três jogadores, pelo lado do Leça, Jair também recebeu ordem de expulsão.

 Próximo compromisso leceiro é já na próxima quarta feira dia 26, às 20:00, em jogo de atraso frente ao S Pedro da Cova, no reduto leceiro

GAZELA MARCA NO TRIUNFO JUSTO DO PADROENSE


Divisão d´elite pró nacional AF Porto Jornada 23 
Estádio do Padroense FC 
Árbitro – Paulo Pinto 
PADROENSE 1 VALONGUENSE 0 
Ao intervalo, 0-0, golo Gazela (83) 

PADROENSE: Stephen, João Pedro, Armando, Lobo e Pedrinha, Joca, Tiago e Paulinho (Joel 52), Ibrahima (Quim 72), Postiga (Gazela 52), Marco (Preto 72). T António Remelgado 

VALONGUENSE: Beleza, Choquinhas, Vital, Moreira, Meneses, Igor, Vítor, Sérgio (Nito 77), Paiva (Ferreira 73), Baba (Couto 73), Zé Martins. T Luís Sabença 

 
Água mole em pedra dura tanto bate até que fura…
Jogo bem disputado com a equipa do Padroense a assumir as despesas do jogo, desde o inico do mesmo. Com um futebol de posse a equipa do Padrão controlou todas as operações e de quando em vez criava perigo junto à baliza defendida por Beleza, que adiava sempre a propósito o golo para os homens da casa. Mas Gazela, que entrara na partida aos 52 substituindo Postiga, não se fez pelos ajustes e marcou o golo que selou os três pontos para a sua equipa. Próxima ronda a 24ª a equipa do Padroense vai até a Vila Meã defronta o clube local que se encontra em ligar aflitivo na tabela.

FOTOS DOMINGOS LOBO

SERGINHO BISA E MANTÉM BALIO FIRME NA LIDERANÇA

 
2ª DIVISÃO SÉRIE1 A F PORTO JORNADA 20
 Campo de Jogos do Medense, em Gondomar. 
 Arbitro: Vasco Sousa. 
 Medense 1 - 3 LEÇA DO BALIO 
Ao intervalo: 1-0, Marcadores: Grade (70´), Serginho (82´e 85´) 

LEÇA DO BALIO: Miguel Mota, Seixas, Cardigos, Hélder e Ricardo, Carlos Diogo, Quaresma, João Machado e Futy, Grade e Caramalho. Jogaram ainda: Ivo, Shev, Diogo e Serginho. Treinador: Mário Heitor. 

A formação do Leça do Balio continua nos bons resultados e arrancou mais uma vitória muito difícil no terreno do Medense, com Serginho que saiu do banco ainda no primeiro tempo a ser a figura do jogo apontado dois golos. Entrou melhor no jogo a formação de Matosinhos, impondo os seus processos bem definidos de jogo mesmo sendo num terreno pelado, instalando-se no meio campo da formação Gondomarense à procura da vantagem do marcador. Logo nestes instantes iniciais da partida Grade que esteve em bom plano isolou-se numa grande arrancada e só com o guarda redes adversário pela frente foi derrubado pelo defesa do Medense sendo este expulso pelo arbitro da partida. Após este lance a equipa do Medense ficou algo descontrolada e o arbitro da partida que esteve em bom plano, acabou-se por expulsar bem mais um elemento da formação de Gondomar. Quando se pensava que pudesse ficar tudo mais fácil para os comandados de Mário Heitor visto estar a jogar contra nove unidades, puro engano, pois o Medense com o apoio dos seus adeptos aproveitando alguma apatia dos jogadores do Leça do Balio conseguiu equilibrar o jogo e aproximar-se da baliza de Miguel Mota, especialmente em lances de bola parada. Perto do intervalo, aos 40 minutos num destes lances de bola parada, numa falha de marcação Baliense a esforçada formação Gondomarense abriu o activo, chegando ao intervalo em vantagem. 

No segundo tempo a equipa Baliense em desvantagem do marcador, mostrou o porquê de ser líder, e com uma grande atitude e um bom futebol encostou o Medense ao seu ultimo reduto. Após sucessivas oportunidades de golo falhadas, numa boa jogada colectiva aos setenta minutos Grade empatou o jogo e embalou a equipa para a reviravolta no marcador. Serginho isolou-se duas vezes bem servido pelo meio campo baliense e com grande classe e frieza só com o guarda redes do Medense pela frente fez dois grandes golos, aos 82 e 85 minutos, tirando todas as esperanças à equipa de Gondomar em poder pontuar. Vitória inteiramente justa da formação Baliense, que foi a melhor na maior parte do tempo de jogo, valorizada pela formação das Medas, que lutou muito durante todo o jogo e até com algum excesso de agressividade. Nesta partida apenas a lamentar as lesões do avançado Caramalho que se estreou a titular, e de Serginho já quase no final do encontro e a expulsão de Carlos Diogo que assim não vai poder dar o contributo à equipa na próxima jornada. 

A formação aurinegra continua assim firme na liderança da prova da segunda divisão da associação de futebol do Porto, série 1, com 48 pontos.

domingo, 23 de fevereiro de 2014

CORDEIRO DE REPENTE VESTE A PELE DE LOBO, NUM JOGO AOS QUADRADINHOS


4 euros para se ver futebol com esta excelente visão

DEVERIA TER SIDO APENAS UM JOGO DE FUTEBOL...
 Estádio do Custóias FC, em Custóias 
Árbitro – Vítor Ribeiro
CUSTÓIAS 3 SENHORA DA HORA 1
Ao intervalo, 0-0, golos Cesário (70), Medeiros (73 gp ) Oliveira (83) e Estrela (95)

CUSTÓIAS: Figueiras, Rochinha, Flávio, Zé Augusto e Batista (Estrela 73), Renato (Ricardo 73), Mazola e Medeiros, Oliveira, Ferrer (Alan 57) e Santa Cruz (Cerejo 57). T Mário Rui 

SENHORA DA HORA: Moreira, Fabinho (Gandarela 46), Virgilio, Bruno Carvalho, André, Isaias, Dias (Lucas 46/ kayen 83)), Walmor H., Serrão e Cesário (Candido 72), T Nuno Gonçalves.

Cartão Vermelho por acumulação a Walmor H., Moreia (direto) e Bruno Carvalho. Jogo terminou por insuficiência de número de jogadores da equipa do Senhora da Hora.

Quando se previa que existissem condições para se assistir a um bom jogo de futebol, entre duas equipas do mesmo concelho. O mesmo não aconteceu, culpa por parte dos responsáveis custoienses, que não tiveram a dignidade de saber receber bem quem os visita (Caso raro para não dizer, inédito nas hostes custóienses que sempre receberam os seus adversários com bastante cordialidade). Com uma bancada que noutros jogos se destina aos adeptos visitantes, completamente vazia, e com mais de 200 adeptos senhorenses postados atrás de uma baliza, vendo o jogo aos quadradinhos , se deu inicio ao jogo. 

Na primeira parte foi um jogo bem disputado, com muito equilíbrio a espaços, mas com sinal mais da equipa do SC Senhora da Hora, tirando partido de um futebol muito desgarrado praticado polos comandados de Mário Rui (falta nervo e confiança a esta equipa que é de facto um dos melhores, se não mesmo o melhor plantel desta serie) No segundo tempo, Medeiros de livre direto poe a prova Moreira que faz uma espantosa defesa, negando o golo ao Custóias. Não demorou muito a resposta dos visitantes, Bruno Perira, isolado pela esquerda, fica a centímetros do golo que já se gritava no estádio. Golo que apareceu e com toda a naturalidade para o lado senhorenses pelo suspeito do costume (Cesário), fruto de maior consistência no futebol apresentado. 

 

A partir deste momento, cordeiro veste a pele de lobo e vai daí devorou a equipa senhorense…Walmor Henrique é a primeira vítima deste lobo, expulso por acumulação nos festejos do golo visitante (como é que conseguiu descortinar Walmor Henrique numa molhada de jogadores senhorenses que junto à rede festejavam com o seus adeptos). Aos 70 minutos, penalti (indiscutível) para os custóienses, Moreira derruba Oliveira quando este ainda tinha pela frente um defensor senhorense, o Lobo bem tecnicamente, mal, muito mal disciplinarmente expulsando o jovem guardião. Reduzida a nove elementos a equipa do Senhora da Hora, nunca baixou os braços lutando sempre por um resultado positivo, do outro lado, o Custóias não sabia tirar partido da vantagem numérica, praticando um futebol, lento e deserto de ideias…e foi já bem perto do minuto 90, que Oliveira dá vantagem aos custóienses, do lance e mais uma vez, um jogador expulso, Bruno Carvalho, protestando uma pertença bola fora antes do cruzamento de Mazola que resulta no golo custóiense. O terceiro golo surgiu aos 95 minutos num livre superiormente marcado por Estrela, que pôs a bola no “sete” sobrevoando o guarda-redes Cândido, o jogo terminou, 5 minutos depois com a equipa senhorenses sentada no relvado…à espera que o mesmo terminasse. 

Obs: Para que fique bem claro, e para que não haja interpretações desvirtuadas…As fotos apresentadas aos quadradinhos, prende-se com facto demonstrado e por solidariedade com os adeptos senhorenses, termo-nos posicionado atrás da baliza.

LEIXÕES CEDE NO MAR FRENTE AO PENAFIEL

 
31ª jornada da Liga Cabovisão 
Estádio do Mar, em Matosinhos 
Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco). 
Leixões-Penafiel, 0-2 
Ao intervalo: 0-0 Marcadores: 0-1, por Guedes, 52' (g.p.). 0-2, Gabi, 80'. Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Zé Pedro (51'). 

Leixões: Chastre, Oto'o, Nuno Silva, Zé Pedro, Huguinho, Anderson, Moedas (Nelson Agra, 83'), Moreira, Ruben Saldanha (Materazzi'), Xavier e Pedras (Mailo, 46'). Treinador: Pedro Correia. 

Penafiel: Coelho, Dani, Fábio Ervões, Pedro Ribeiro, Vítor Bruno, Ferreira, Aldair, André Fontes (Caballero, 70'), Gabi, Mbala (José Coelho, 73') e Guedes (Elísio, 83'). Treinador: Miguel Leal. 

 

Está fechada mais uma jornada da Liga2 Cabovisão o Leixões recebeu este domingo o FC Penafiel no Estádio do Mar.A equipa de Pedro Correia começou com sinal mais com Xavier a enviar a bola ao poste (6') e Moreira a colocar a bola dentro da baliza (7') mas a não contar pelo fora-de-jogo apontado ao avançado leixonense. O Penafiel só de bola parada chegava com perigo à área leixonense e prova disso foi o livre de Vítor Bruno a levar Chastre a voar para evitar o pior.Zé Pedro, aos 33, respondeu da mesma forma a levar Coelho a enviar a bola para canto. O intervalo chegava e nenhuma das equipas justificava um resultado diferente daquele que se estava a verificar.

   

No inicio da segunda metade Pedro Correia fez entrar Mailo para o lugar de Pedras mas foi o Penafiel que se adiantou no marcador através da marcação de uma grande penalidade que levaria à expulsão de Zé Pedro. Guedes não falhou e colocou a equipa penafidelense na frente do marcador.A perder e a jogar com menos um, o Leixões dispôs de duas oportunidades: aos 61' Xavier cruza e Moreira cabeceia por cima e aos 64' Moreira obriga Coelho a ir ao chão.Aos 80' o Penafiel ampliou a vantagem no marcador para 0-2 através de uma jogada de contra ataque que Gabi finalizou da melhor forma para os adversários.Aos 83' regista-se a estreia de Nelson Agra com a camisola leixonense, ele que substituiu Hugo Guedes em campo. 

Na próxima jornada marcada para domingo o Leixões defronta no Algarve o Portimonense num jogo com início às 16h.

BLOG LEIXÕES

sábado, 22 de fevereiro de 2014

CEREJO DE VOLTA AO CUSTÓIAS (convocado para o jogo com o SC Senhora da Hora)

Hélder Luís Carvalho Araújo, 30 anos natural de Vila do Conde, avançado ambidestro, jogador de baixa estatura (1, 72) mas com profunda experiencia, que faz da velocidade a sua maior característica. 

CEREJO está de volta ao Custóias FC. Cerejo dividiu a sua formação, entre Rio Ave FC e SC Braga, o ex Nogueirense teve também passagem por clubes matosinhenses, como: Padroense FC, Custóias FC e Leça FC, donde saiu a época passada já com a mesma em andamento, para a AD Grijó. 

Mitchfoot sabe que o jogador treinou com os custóienses toda a semana, e foi convocado para o jogo de amanha frente ao rival de sempre SC Senhora da Hora, sendo mais uma opção para Mário Rui.

JOÃO DIAS OPERADO COM SUCESSO AO JOELHO ESQUERDO

João Dias Prata da Silva, (21 anos), médio de grande classe (posição 6), produto das escolas de formação do Leixões SC. 
Como sénior já vai na terceira época, 2011/2012 Custóias FC na divisão de honra, 2012/2013 Leça FC na terceira divisão, e 2013/2014 Custóias FC 1ª distrital. 

Jogador que ocupa muito bem os espaços, senhor de uma visão de jogo notável, colocando a bola à distância como poucos, JOÃO DIAS é de facto um magnífico atleta. 

Porém está época não esta a correr bem ao jovem jogador, pois uma arreliadora lesão, levou o médio a semana passada, para a sala de operações, do Hospital Santa Maia, para ser operado aos ligamentos cruzados do joelho esquerdo. A operação, correu muito bem, agora venha a recuperação…o que se tornou preocupante na vida do jogador, é que o mesmo está no terceiro ano de Engenharia Ambiental e nesta fase é bastante complicado conseguir ir as aulas...

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

JOEL O MÁGICO VAI DE NOVO À FACA!

O mágico! 

Joel Silva, médio da UD Lavrense, vai de novo ser operado, desta vez ao menisco. 

Este jovem jogador é um predestinado para o futebol, dos seus pés sai lances repletos de magia…a bola sai sempre redondinha e é entregue cheiinha de açúcar aos seus companheiros. 

A sorte mais uma vez ficou à porta! Despois de há dois anos sensivelmente, ter sido operado ao joelho (rotura de ligamento), quando ao serviço do Custóias FC, surge no momento outra lesão que o leva à sala de operações, que será realizada no próximo dia 25 de Fevereiro. Estima-se que esta paragem será de dois meses, a tempo ainda do regresso antes da época terminar 

Mitchfoot deseja e torce para que tudo corra bem ao magnífico jogador, o futebol não pode dar-se ao luxo de ter de fora um dos seus melhores protagonistas

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

JOÃO PINTO JOGADOR DO MITCHFOOT É REFORÇO DO PADROENSE

João Ferreira Rodrigues Pinto (22 anos) avançado natural de Leça da Palmeira, é reforço do Padroense FC. 

 JOÃO PINTO é avançado que joga nas alas (extremo direito desde a formação), rápido e forte no um pra um. Em 2003/04 começou a sua carreira desportiva na Acad. de Futebol Domingos e Rui Barros, dois anos volvidos, despertou interesse por parte do FC Porto e representou o clube no escalão de Iniciados, mas foi no Padroense FC, que amadureceu representando o clube do Padrão da Légua (2 épocas de juvenil e 2 épocas de junior). No futebol Sénior, JOÃO PINTO representou o SC Rio tinto (2010/11 e 2011/12). Tem como principal titulo conquistado: Campeões Distritais da 1ªdivisão de Juniores e subida à 2ª Divisão Nacional pelo Padroense Futebol Clube (2009/2010). No verão de 2010, de 27 de Junho a 31 de Agosto, JOÃO PINTO participou no IX Estágio do Jogador do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol. 
Sem clube tentou mostrar-se na equipa MITCHFOOT, no início desta época e chega ao Padroense agora sob o comando do técnico António Remelgado.

HUGUINHO ESTÁ AUTORIZADO PARA SE DESLOCAR À SUIÇA (ainda é jogador do Leça)

O seu a seu dono... Sobre a saída do avançado Huguinho, ainda não dado como certo, devemos esclarecer de que o mesmo ainda é jogador do Leça, e está devidamente autorizado pelos responsáveis leceiros para se deslocar à Suiça para procurar emprego, se de facto o conseguir, aí sim…Huguinho estará fora do plantel leceiro, que comandado por Nuno Costa, acredita e aposta na manutenção na divisão d`elite pró nacional.

CARAMALHO PARA O ATAQUE BALIENSE


Miguel Guerra Caramalho (21 anos) avançado, natural do Amial-Porto é reforço do Leça do Balio. Jogador formado no Leixões ( teve também passagem pelo Progresso e Candal) esteve na época de 2011/2012 ao serviço do Custóias na divisão de honra sob o comando do mister Paulo Silva. Caramalho para além de reforçar o ataque dos balienses, acumula funções de treinador dos Infantis do Desportivo Leça do Balio

QUASE UM ANO DEPOIS AMARAL ESTÁ DE VOLTA AOS RELVADOS


 Rui  Amaral, natural de Matosinhos (22 anos), médio esquerdo, dos escalões de formação do Leça FC, depois de representar os leceiros no escalão sénior, saiu a época passada para a UD Lavrense, onde estava a ser muito feliz…jogador de grande influência na equipa verde e branca, de Lavra, de repente tudo se esmoronou e uma arreliadora lesão (grave), tirou-o fora dos relvados… 
Passado quase um ano e depois de duas operações ao joelho AMARAL, está de volta, o jogador entrou aos 77 minutos da partida do domingo passado, que opôs a equipa Lavrense ao FC Foz, que terminou com uma derrota pesada (4-1) para o conjunto Lavrense. AMARAL um regresso que se saúda!

LEÇA ARRUMA A CASA A PENSAR NA MANUTENÇÃO! (Huguinho também saiu!)


Entradas confirmadas, no plantel comandado por Nuno Costa: 
 Paulo Lopes, avançado que joga nas alas, residente em Leça da Palmeira, de onde é natural, ex Lavrense, passou pela formação do Leça e já vestiu também a camisola do Celoricense, Custóias e Castelo da Maia. 
Jair médio centro é Brasileiro e atua pela primeira vez em Portugal. 
 A promoção de Tiago Moura, jovem da formação leceira que jogou domingo último pela primeira vez no escalão sénior. 
Para além das saídas de Cláudio, que rumou ao Serzedo, de Rafa que também já vestiu a camisola do Padroense (dispensados), segue-se agora a vez de Huguinho ex Ermesinde, este por motivos profissionais, o avançado vai procurar emprego na Suiça. 

Contactado por Mitchfoot, o director desportivo da turma leceira, Domingos Barros, disse: e passo a citar “ A equipa esta a crescer...a reestruturação feita serviu para equipa adquirir mais competitividade. ..tamos no bom caminho!!!”

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

TÉCNICO DO SENHORA DA HORA CASTIGADO COM 45 DIAS FORA DO BANCO


Nuno Gonçalves, técnico do SC Senhora da Hora, está de fora durante 45 dias, é o castigo aplicado pelo conselho de disciplina da AF Porto, que reporta à expulsão do técnico em Santa Cruz do Bispo a quando o embate frente ao Lusitanos FC SC. 
Duro golpe nas pretensões senhorenses, e logo quando a poucos dias da visita ao rival Custóias FC. Recorde-se que Nuno Gonçalves, tem feito um trabalho meritório à frente dos senhorenses, que tem vindo a realizar exibições consistentes e de qualidade que os aproximou do topo da tabela classificativa do campeonato da 1ª- divisão serie 1 AF Porto

SEIXAS ESTÁ EM GRANDE NA FORMAÇÃO BALIENSE

Ricardo Seixas, lateral direito do Desportivo Leça do Balio tem estado em grande destaque, vindo a protagonizar exibições de um nível muito alto para estes campeonatos. 
Neste fim de semana mais uma exibição de gala deste jovem de 19 anos, estudante de desporto no Instituto Superior da Maia, frente ao Inter de Milheirós, com duas assistências para dois golos de Ivo que foram determinantes na vitória dos Balienses no jogo. 

 Formado nas camadas jovens do Salgueiros, Seixas chegou ao Leça do Balio pela mão do técnico Mário Heitor, que tem sido decisivo na grande evolução deste jovem promessa. 
Muito rápido, consistente a defender, conseguindo dar muita profundidade ao ataque e com uma entrega total ao jogo, do primeiro ao último minuto, características que fazem deste jogador uma peça muito importante na equipa Baliense e uma aposta ganha do técnico Mário Heitor. 

o Leça do Balio, após dezoito jornadas decorridas, lidera isoladamente a segunda divisão da associação do futebol do Porto, série 1, com 45 pontos, mais quatro pontos que o segundo classificado Ermesinde 1936.

CLÁUDIO É REFORÇO DO CF SERZEDO-GAIA

Cláudio ex Leça Futebol Clube, vai jogar no C F Serzedo-Gaia, da divisão d´elite pró nacional da AF Porto. 
Não demorou muito que o central/lateral ficasse sem clube, isto depois de um pouco inesperadamente ter sido dispensado da turma leceira. 
O jogador vai encontrar no Serzedo um técnico bem conhecido dos matosinhenses, Filipe Ribeiro, que ainda há bem pouco tempo treinou os leceiros, quem também se encontra nos gaienses é o avançado Cristiano Rocha, matosinhense, que foi companheiro de Cláudio nos juniores do SP. Espinho

ESTADO DO RELVADO ATRAPALHOU E MUITO!


DIVISÃO D`ELITE A F PORTO JORNADA 22
Estádio da cidade de Rio Tinto-Gondomar 
Árbitro – André Dias 
S C RIO TINTO 3 PADROENSE 0 
Ao intervalo, 2-0, golos Rui (29, 42 e 57) 

RIO TINTO: Freitas, João Pereira, Joel, Bruno Araújo, Machado, Hugo (Marco Araújo 74), Piscinas, Hemery (Kika 85), Maciel(Duarte 85), Rui (Batista 85), João Paulo (Maga 74). T Paulo Gomes. 

PADROENSES: Stephen, Paulinho, Armando, Lobo e Pedro, Pedrinha, Preto (João Pedro 45), Joel (Ibrahima 45), Postiga (Marco 45), Joca, Gazela (Quim 74). T. António Remelgado. 

 

Vitória incontestável da equipa da casa, de facto os gondomarenses estiveram bem melhor, sobre um relvado em muito mau estado que desequilibrou a favor dos casa, que contou com a inspiração do avançado Rui, que fez um Hattrick! A equipa do Padroense, apesar de ter trabalhado bastante, nunca conseguiu encontrar o caminho da baliza contrária. Vitória justa da equipa do SC Rio Tinto, que sem deslumbrar, adaptou-se bem melhor do que a sua congénere ao estado do relvado.

FOTOS DOMINGOS LOBO

domingo, 16 de fevereiro de 2014

LEÇA VENCE E JÁ RESPIRA MELHOR

DIVISÃO D`ELITE PRÓ-NACIONAL A F PORTO 
Estádio do Leça Futebol Clube
LEÇA FC 2 BARROSAS 0 
Golos de Cuca e Menezes na sequência de cantos apontados por Paulo Lopes e Jair, dois reforços recentes

LEÇA FC: Diogo, César, Cuca, Menezes, Alex, João Miguel, Jair, Ruca, Paulo Lopes, Pedras e Mimba, JOGARAM AINDA: Wendell, Miguel Pinto, Borges, Cerqueira e Tiago Moura. T. Nuno Costa. 

A equipa do Leça já respira melhor, com esta vitória troca de posição com o adversário de hoje, tem 22 pontos, os mesmos que o S. Pedro da Cova, que se encontra na 16.ª posição, precisamente o adversário que tem de visitar Leça da Palmeira em jogo em atraso. Promete esta luta pela manutenção.

Em actualização….

SENHORA DA HORA VENCE E CONVENCE


Complexo Desportivo SC Senhora da Hora
 Arbitro - Mónica Melo, auxiliada por : Sofia Macedo e Inês Alves
SENHORA DA HORA 3 CA RIO TINTO 0 Ao intervalo 1-0 golos Dias (35´), Cesário ( aos 72 e 85´ )

SENHORA DA HORA: Moreira, Fabinho, Bruno Carvalho, Virgílio, André, Dias (Kayaen) Isaias e Bruno Pereira (Gandarela), Serrão (Joãozinho), Cesário e Lucas (Tiago). T Nuno Gonçalves

Excelente jogo produzido pelos senhorenses que dominaram praticamente os 90 minutos. No primeiro tempo, os senhorenses marcaram por três vezes, só contou uma (dois golos anulados por fora de jogo em que ficamos com duvidas no segundo), tempo ainda para Vítor Cesário enviar uma bola à trave, Lucas também desperdiçou um golo certo, enquanto o Rio Tinto, encolhido quase não incomodava o guarda redes Moreira. 
No segundo tempo o pendor ofensivo continuou e mais se acentuou com a entrada de Gandarela para o lugar de Bruno Pereira, Cesário numa tarde feliz, não deu descanso a defensiva gondomarense e bisou no encontro…então o segundo golo, minha nossa, é monumental, a trinta metros da baliza, com um remate forte e muito colocado, não deu hipótese de defesa. 
 Vitória justa e por números que se pode considerar lisonjeiro para o AC Rio Tinto. Importante este triunfo, os senhorenses tinham perdido em Rio Tinto, na 1ª volta por duas bolas a zero.Melhor do que isso é o facto de os senhorenses, estarem a apenas dois pontos dos lugares do pódio.
Arbitragem bem conduzida por Mónica Melo.

BALIENSES SEGUEM FIRMES NA LIDERANÇA (IVO BISOU NA PARTIDA)

 
2ª DIVISÃO SÉRIE1 A F PORTO JORNADA 19 
Complexo Desportivo de Leça do Balio, em Matosinhos. 
Arbitro: Pedro Paula.  
LEÇA DO BALIO 2 INTER MILHEIRÓS 1 
Ao intervalo: 0-0, Marcadores: Ivo(79´e 86´) 

LEÇA DO BALIO: Miguel Mota, Seixas, Diogo, Hélder e Carlitos, Carlos Diogo, Quaresma, João Machado e Edú, Grade e Serginho. Jogaram ainda: Ivo, Miguel Caramalho e Shev. Treinador: Mário Heitor. 

 A formação do Desportivo de Leça do Balio, recebeu e venceu a formação do Inter de Milheirós, numa vitória justa dos comandados de Mário Heitor mas muito suada. Triunfo muito importante dos Balienses pois beneficiaram do empate cedido pelo segundo classificado, Ermesinde 1936 no Monte Córdova, estando agora os homens de Matosinhos, mais líderes com quatro pontos de vantagem sobre o Ermesinde 1936. Está um campeonato muito competitivo na luta pela subida de divisão com o Mocidade de Sangemil também a vencer nesta jornada ficando apenas a dois pontos do Emesinde 1936, não dando margem para perda de pontos dos primeiros classificados.

   

Entrou forte no jogo a equipa Baliense com uma óptima circulação de bola, com os seus processos de jogo bem definidos e com um meio campo a funcionar em pleno com um grande entendimento, chegou facilmente ao ultimo reduto do Inter de Milheirós. Podia ter marcado cedo a equipa de Matosinhos, mas encontrou um guarda redes adversário bastante inspirado. A equipa maiata tentou sempre discutir o jogo, lutando muito e extremamente motivada por defrontar o líder do campeonato conseguindo chegar com perigo ao ultimo reduto Baliense. Num livre direto podia ter aberto o marcador mas Miguel Mota estava atento e fez a defesa da tarde. O Inter de Milheirós ao abrir se mais no ataque em busca de abrir o marcador, abriu espaços na sua defensiva, com a equipa do Leça do Balio em transições ofensivas rápidas, tendo sucessivas oportunidades de golo, mas mostrou dificuldades na finalização. Miguel Grade que tem estado em bom destaque nesta equipa Baliense, mas numa tarde de pouca inspiração foi um exemplo claro do desperdício Baliense com sucessivas oportunidades de golo falhadas.

   

No segundo tempo a equipa aurinegra não tirou o pé do acelerador e continuou em busca do golo para garantir a vitória. Continuava a apresentar um bom futebol como bem sendo habitual nos comandados de Mário Heitor, mas o golo tardava em surgir. Como diz o velho ditado no futebol "quem não marca sofre" numa das únicas vezes que a equipa maiata rematou à baliza de Miguel Mota no segundo tempo fez o golo inaugural da partida. Um livre fora da área aos 58 minutos, muito bem executado não deu a mínima hipótese de defesa ao guardião da equipa da casa. Em desvantagem no marcador o técnico Mário Heitor que possuí um plantel de excelente qualidade com várias opções para o onze, socorreu-se do banco de suplentes para dar a volta ao resultado. Lançou no jogo Miguel Caramalho, Shev e Ivo, que vieram dinamizar o ataque aurinegro. Mário Heitor mais uma vez com muito mérito nesta vitória, em desvantagem no marcador e faltando descobrir o caminho para o golo mudou a estratégia da equipa com as alterações efectuadas, resultando em pleno. Aos 79 minutos o lateral direito Seixas que tem estado em grande destaque nesta equipa Baliense, apoiando sempre muito o ataque e criando desequilíbrios ganhou a linha de fundo e fez um cruzamento milimétrico para Ivo que tinha sáido do banco fazer o golo do empate. Como só a vitória interessava o Leça do Balio com o apoio dos seus adeptos continuou a não deixar o Inter de Milheirós sair do seu ultimo reduto e aos 86 minutos num lance fotocópia do primeiro tento, com mais um cruzamento fantástico de Seixas e com Ivo a faturar de cabeça o segundo golo, dando os três pontos à equipa Baliense. Ivo lançado pelo técnico Mário Heitor no segundo tempo acabou por ser a figura do jogo com dois golos de belo efeito para grande contentamento dos adeptos aurinegros. 

 Vitória justa mas escassa do Desportivo de Leça do Balio devido ás muitas oportunidades de golo falhadas, que sofreu muito até ao fim sem necessidade. Na próxima jornada o Leça do Balio desloca-se até Gondomar para defrontar o Medense Futebol Clube.

LEIXÕES PROMETEU MAS DEIXOU-SE SURPREENDER

30.ª jornada da Liga 2 Cabovisão 
Jogo no Estádio Municipal Jorge Sampaio, em Vila Nova de Gaia. 
Árbitro: João Capela (Lisboa). 
FC Porto B-Leixões, 2-1. Ao intervalo: 0-1. Marcador: 0-1, por Mailó, 21 minutos. 1-1, Reyes, 63'. 2-1, Leandro, 83'. 

 FC Porto B: Kadu, David Bruno, Reyes, Tiago Ferreira, Rafa, Tomás Podstawski (Leandro, 61'), Kayembe (André Silva, 79'), Tozé, Pedro Moreira, Ivo (Frederic, 90'+1) e Gonçalo. Treinador: Luís Castro. 

 Leixões: Chastre, Oto'o, Nuno Silva, Materazzi (Pedras, 87'), Huguinho, Anderson, Moedas (Ruben Saldanha, 65'), Cadinha, Rui Coentrão, Xavier (Moreira, 80') e Mailo. Treinador: Pedro Correia.

 

O Leixões perdeu por 1-2 com o FC Porto B, depois de ter estado a vencer, fruto de numa excelente primeira parte. Só que, no segundo tempo, os portistas, líderes da classificação a par do Moreirense, reagiram e conseguiram dar a volta ao resultado com alguma sorte à mistura, pois o remate do segundo golo, já na recta final da partida, desviou em Nuno Silva e traiu Chastre. 

 

A produção da turma Leixonense no primeiro tempo devia de ter originado mais golos, porque foram várias as ocasiões criadas junto da baliza azul-e-branca. O golo de Mailo (sexto no campeonato, oitavo da época), a passe de Oto’o bem lançado por Nuno Silva, foi curto pecúlio para tanto domínio, uma vez que já antes de o marcador ter funcionado a bola podia ter entrado mais vezes. Xavier, titular pela primeira vez, assinou um belo remate que saiu a milímetros do alvo (14’), Oto’o quase surpreendia o guarda-redes (20’) e, depois do golo, Coentrão quase chegava a um centro perfeito de Huguinho. O FC Porto apenas de bola parada criava perigo (Gonçalo por duas vezes cabeceou com intenção) e só em cima do intervalo gizou uma jogada que colocou Chastre em sobressalto, mas o remate de Tozé saiu sem direcção. 

 

No segundo tempo tudo mudou, com os portistas a terem mais bola e a jogarem mais perto da área dos homens do Mar, actuando o Leixões na contra-ofensiva. Mas isso não significou jogadas de grande perigo para os donos do terreno, embora o empate tenha surgido após uma sucessão de remates em que a bola caprichosamente foi sempre parar a pés azuis até que Reyes bateu Chastre. Já o empate, que seria o desfecho mais justo, se adivinhava quando Leandro arrancou o tal pontapé feliz que decidiu o jogo.
 No próximo domingo o Leixões recebe o Penafiel, no Estádio do Mar, com o objectivo de regressar aos triunfos.

fotos Global Imagens

sábado, 15 de fevereiro de 2014

ALAN É O CRAKE NO CUSTÓIAS

Vítor Alan, nascido a 22 de Dezembro de 1992, (21 anos) em Maceió, Alagoas, Brasil. 

ALAN, avançado/ala esquerdo, é um regalo ver jogar este menino que se encontra no Custóias desde Dezembro de 2012. 
 O seu futebol, técnico e veloz, deu nas vistas a época passada e clubes de maior nomeada, acenaram-lhe com propostas mais vantajosas, mas a estabilidade financeira fez com que não aceitasse qualquer uma delas, Alan arranjou emprego em Matosinhos e disso não abdicou. 

Como jogador, é um regalo para as vistas, como atrás foi referido, é um malabarista com a bola nos pés, muito forte no um pra um, e de quando em vez faz golos espantosos, ao melhor nível de qualquer profissional de futebol, Alan tem a particularidade de resolver muitos problemas, no ataque custóiense, no momento encontra-se com um arreliadora lesão que o impede de estar ao mais alto nível, e muito se tem ressentido o conjunto custóiense. 
Alan quase já não precisa de apresentações, tamanho é o seu valor, já demonstrado. Jogador para outros campeonatos sem duvida nenhuma.

SANTA CRUZ É SINÓNIMO DE GOLOS NOS COIVEIROS

Nuno Miguel dos Santos Ferreira, natural de Matosinhos, nasceu em 1991-07-05 (22 anos), SANTA CRUZ é nome de guerra do médio/avançado do Custóias FC. 

Nasceu para o futebol, na modalidade de futsal, com a camisola do Santa Cruz Futebol Clube, daí a existência do nome que hoje adoptou, cresceu para o futebol no FC Pedras Rubras, onde fez toda a sua formação, jogando também os seus primeiros anos de sénior (2 épocas), dai saltando para o Custóias há duas épocas atras, sendo hoje um dos capitães coiveiros e um dos jogadores mais influentes da turma orientada por Mário Rui. 

Jogador fino tecnicamente é capaz de fazer coisas fantásticas, assiste para o golo como poucos e tem uma boa média (10) de golos obtidos por época, para além disso é muito disciplinado tacticamente pondo sempre à frente os valores da equipa, actuando inclusivamente em várias posições no terreno, em prol do colectivo. Santa Cruz, o Nuninho para quem convive mais de perto com ele, é um jogador que gostaria de ver em campeonatos de maior projecção, pois valor confirmado e comprovado não lhe falta.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

RAMALHO ESTÁ DE REGRESSO AO SENHORA DA HORA


Ricardo Ramalho, defesa central, jogador formado no SC Senhora da Hora, que esta época deixou os senhorenses para ingressar na União Desportiva Lavrense, acaba de fazer o inverso, ou seja regressar ao SC Senhora da Hora 
Ramalho que fez toda a 1ª volta do campeonato da divisão de honra como titular do Lavrense, com a chegada de Fradinho, jogador que se encontrava no Pedrouços, foi relegado para o banco de suplentes. Posto isto Ramalho decidiu por bem pedir que o libertassem do conjunto Lavrense e o regresso ao Senhora da Hora falou mais alto na mente do jogador. 
Ramalho que já tinha em seu poder a carta de desvinculação, prontamente entregue nos serviços de secretaria dos senhorenses, pode muito bem ser inscrito em qualquer altura. 

LEÇA REESTRUTURA-SE A PENSAR NA MANUTENÇÃO


Numa altura da época em que turma do Leça, tem completamente em aberto a possibilidade da manutenção da Divisão Elite, os seus responsáveis fazem algumas alterações que visam criar melhores condições para atacarem o objectivo.

 Kazzeem e Rafa, deixam o plantel leceiro, o primeiro por inerência da distancia que o separa de Leça da Palmeira, o jogador habita em Braga e o transporte para a deslocação é bastante complicado. Rafa e segundo informação obtida por Mitchfoot, prende-se com a redução, que é bastante extenso, do plantel Leceiro. Domingos em principio não jogará mais, o jogador tem a seu cargo a pasta do futebol e pensa tirar o curso de treinador.

ISAÍAS É O "POLVO" DO SC SENHORA DA HORA

Isaías, atleta de CRISTO é o pulmão da equipa do SC Senhora da Hora 
O brasileiro é nos senhorenses o pêndulo o equilíbrio da formação, joga e faz jogar, nunca dando um lance como perdido, o médio dá nas vista pelo futebol praticado. 

Lima Isaías, natural do Brasil, foi recrutado ao Sport Progresso, ingressando em boa hora nos senhorenses, cedo se percebeu que estávamos na presença de um excelente jogador. 
Para o Mitchfoot, era um atleta praticamente desconhecido, mas as suas exibições despertaram bastante interesse nas observações e, podemos afirmar com segurança de que ISAÍAS merece pelos menos que o observem, pois com outras condições de trabalho, poderá estar encontrada a solução para o meio campo de muitas equipas. 
De carácter bastante humilde, ISAÍAS não falha! Marca sempre presença nos trabalhos agendados pelo técnico, para terem uma ideia do quem estamos a falar, arrisco a dizer que o “POLVO” (Fernando FCP). Está no Senhora da Hora.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

CLÁUDIO DISPENSADO DO LEÇA

Cláudio, dispensado do Leça Futebol Clube.
 O jogador que ingressou no Leça em Dezembro de 2012, pela mão do técnico Vítor Leal e, oriundo do Custóias FC, um ano depois e quase sempre como titular dos leceiros e com os diversos treinadores, que entretanto passaram pelo clube, um pouco surpreendentemente é dispensado! Curiosamente dispensado três semanas depois de o mesmo ter anunciado a sua saída e de voltar atras com a decisão depois de uma conversa com os responsáveis leceiros. 

Cláudio na sua página Facebook. “Por alegadas questões "técnicas" (dizem eles), fui dado como dispensado três semanas depois de quase me virem buscar a casa para eu não sair de lá quando quis... Nunca tinha visto um jogador que foi 90% das vezes titular e que jogou 90 minutos na maioria dos jogos durante um ano inteiro, passar em uma semana e meia de titular, a dispensado... Realmente estamos sempre a aprender... É por isso que às vezes há gente que já andou lá em cima e caiu cá para baixo, é porque não sabem mais... Como a amizade que tenho pela maioria das pessoas daquele clube é maior do que a indiferença que tenho pelo indivíduo que os lidera desejo que, por eles, o Leca FC consiga os seus objetivos e que se livre da despromoção. Um abraço para os meus meninos (eles sabem quem são!!)”

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

JOVEM FORMADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA , BRILHA NO LEÇA DO BALIO


Pedro Cardigos, 23 anos de idade, defesa central, tem sido um dos elementos em grande destaque no Desportivo Leça do Balio. 

 Viveu em Leiria até aos 18 anos, jogando nas camadas jovens do Portomosense até aos juniores, altura que entrou na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto e mudou-se para a cidade invicta. Depois de dois anos fora do futebol dedicando-se apenas aos estudos, regressou na época 2011/2012 ao futebol representando o Leça do Balio onde actua até hoje, cumprindo assim a terceira época ao serviço do clube de Matosinhos, sendo um dos capitães de equipa. 

 Muito forte fisicamente com 1.92m, fantástico no jogo aéreo, com bom posicionamento no terreno e tecnicamente bem dotado tem sido uma mais valia, transmitindo muita segurança a todo a equipa baliense, tendo vindo a mostrar argumentos para jogar noutros patamares bem mais elevados. Este jovem já com o mestrado concluído em Ensino da Educação Física tem sido uma aposta ganha do técnico Mário Heitor, no conjunto Baliense que está a realizar uma grande época, sendo o actual líder da segunda divisão da associação de futebol do Porto, com 42 pontos.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

MARCO BRANCO MUDA-SE PARA O OUTRO LADO DO RIO DOURO


Marco Branco está de volta aos relvados… 
Foi por pouco tempo a ausência de Marco dos campos de futebol, Mitchfoot assegura que o categorizado e experiente guarda-redes vai jogar no SC Coimbrões ate ao final da época. 
 Recorde-se que Marco, muito recentemente terminou um ciclo de 12 épocas ao serviço do Padroense, e teve como ponto mais alto a época de 2010/2011 em que venceu a Zona Centro da II Divisão e garantiu a passagem ao play-off de acesso às competições profissionais da liga. 
Marco Branco aos 32 anos muda-se para o outro lado do Rio Douro, Mitchfoot deseja ao atleta muitas felicidades e muito êxitos desportivos

COM MOREIRA NA BALIZA SÃO PONTOS GARANTIDOS

Manuel Magalhães Moreira, nascido em 1993-03-02 (20 anos) natural do Porto. 1, 87 de altura 75kg de peso um guarda-redes de futuro bastante promissor 
Moreira, fez a sua formação, com inicio no Leixões SC (2003/04 a 2006/07), Salgueiros (2007/08 e 2008/09) SC Senhora da Hora (2009/10 e 2010/2011) Rio Ave (2011/2012) 
Como sénior foi aposta de Augusto Mata no Padroense FC, a época passada, tapado que estava pelo experiente guarda-redes, Marco Branco , saiu para o GD Joane, onde chegou a iniciar a época corrente, ingressando de seguida no SC Senhora da Hora (um regresso), onde no inicio foi suplente do também experiente Sérgio Dinis, com saída deste para o Castelo da Maia, Moreira agarrou com unhas e dentes a oportunidade e assumiu-se como pedra influente no conjunto orientado por Nuno Gonçalves. 

Felino entre os postes, muito seguro fora deles, estamos na presença de um guarda-redes que vale pontos, muitos pontos. Inclusivamente é um atleta que apesar da idade revela muita maturidade, é sério e gosta bastante de trabalhar, com o propósito de ser no futuro um guarda-redes de eleição

FABINHO MERECE UM CAMPEONATO DE MAIOR PROJEÇÃO

Fábio Miguel Sousa Carvalho (Fabinho)
Nasceu em 1992-04-25 (21 anos), natural de Matosinhos, desde 2003/04, que veste a camisola do SC Senhora da Hora, deu nas vista na formação, com médio centro, mas é nos seniores senhorenses e como lateral direito, um jogador de eleição, em nada fica a perder a outros na sua posição, Fabinho no seu terceiro ano de sénior (dois anos com Joca, onde aprendeu e ganhou consistência e maturidade), esta ( com Nuno Gonçalves a sua afirmação) é podemos dizer, sem qualquer duvida e com segurança, o seu ano, aquele em que de facto mais tem dado nas vistas, sendo inclusive um dos mais influentes da jovem turma senhorense que tão boa conta tem dado esta época. 

Fabinho é um lateral muito técnico, que sobe muito bem no corredor direito, integrando com bastante frequência as acções ofensivas, em termos defensivos é bastante equilibrado, posicionando-se muito bem e bastante raçudo na discussão dos lances. Fixem este nome, agentes do futebol de Matosinhos, este jovem merece sem dúvida nenhuma dar o salto para outros campeonatos mais competitivos, e maior projecção.

NINGUÉM SAIU A SORRIR DO DERBI DO PADRÃO


AF Porto Divisão de Elite - Pro-nacional - Jornada 21 
Estádio do Padroense FC – Padrão da Légua – Matosinhos 
Árbitro – Sérgio Ferreira 
PADROENSE 1 LEÇA FC 1 
Ao intervalo, 0-0, golos Joca (52) Jair (63) 

PADROENSE: Stephen, Armando, Lobo, Pedrinha, Preto, Joca, Pedro (Quim 66), Paulinho, Postiga, (Rafa 80), Gazela. T António Remelgado. 

LEÇA FC: Diogo, Ruca, Cuca, João Miguel Santos, Meneses, Jair, Paulo Lopes (Wendel 78) Alex, Miguel Pinto (Huguinho 78), César (Pedras 54), Tiago (Mimba 54). T Nuno Costa 

 

O dérbi concelhio da divisão d´elite, confirmou o que dele se esperava, disputado de baixo de forte chuvadas e com muito vento à mistura, as equipas não defraudaram as espectativas. Jogo muito disputado em que o empate traduz o equilíbrio patenteado por ambas as formações. Joca o goleador do Padrão respondeu positivamente a um bom cruzamento de Preto e abriu a contenda a favor dos da casa. Nuno Costa treinador leceiro aposta tudo no empate e de uma assentada faz duas substituições, que surtiram efeito nas suas pretensões. Os leceiros viriam a alcançar o tento da igualdade, através de um livre superiormente marcado por Jair. Até final as equipas dispuseram de excelentes oportunidades de marcar, mas o resultado teimou em não se alterar, fechado o jogo com uma igualdade que se considera justa. 

FOTOS DOMINGOS LOBO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC