RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

ÚLTIMA HORA: MATÍAS PACHECO É REFORÇO DO LEIXÕES

O médio centro peruano de 18 anos Matías Pacheco (ex-Torre Levante CF, Espanha) firmou hoje um contrato profissional com o Leixões por uma época e meia, avançou o próprio nas redes sociais.

“Hoje, depois de muito tempo e esforço pude firmar o meu primeiro contrato profissional, sem dúvida alguma um dos melhores momentos da minha vida”, escreveu.

“A minha chegada foi através do meu representante, que soube que o clube estava procurando um médio e a verdade que fui favorecido pela mudança, porque na Espanha não estava jogando muito. No mês de dezembro, fui treinar por uma semana e fiquei interessado”, disse Pacheco.

Este formou-se na Universidad San Martín e há alguns meses fez parte da Divisão de Honra de Espanha.

Em maio de 2019 foi seleccionado para um micro ciclo com a selecção nacional, mas não pude ir por problemas brônquicos



Fonte da Foto: Instagram do jogador


Diogo Bernardino

"A QUALIDADE DO COIMBRÕES VALORIZOU AINDA MAIS A NOSSA VITÓRIA"

Declarações do treinador do Leça ao facebook oficial do clube, após o final do encontro frente ao Coimbrões:

"Entramos bem no jogo, fomos superiores durante os primeiros 35 minutos, nos últimos minutos da primeira parte foi o momento do jogo que tivemos mais dificuldade. Na segunda metade penso que fomos sempre superiores, marcamos o golo e penso que somos uns justos vencedores", descreveu.

"A qualidade do Coimbrões, valorizou ainda mais a nossa vitória. Jogamos com uma equipa muito competente, no seu estádio com um ambiente fantástico. Jogo vivo e competitivo. Fomos uma equipa muito solidária a defender e com qualidade atacar", salientou.

"Houve transições em que podíamos ser mais esclarecidos. Obrigado aos Leceiros que estiveram presentes, e nos ajudaram a vencer. No próximo domingo no lugar de sempre", concluiu.

O Leça venceu este encontro por 1-0 e subiu ao terceiro lugar da classificação com 32 pontos.


Fonte da Foto: Leça FC


Diogo Bernardino

LECEIROS AJUDAM COM CERCA DE 100 EUROS PARA INICIATIVA "ESTÁDIO SOLIDÁRIO"

A presença de cerca de 100 adeptos do Leça no encontro com o Coimbrões permitiram angariar cerca de 100 euros dos 24.890 que a Federação e a Santa Casa vão doar a instituições.

Cada pessoa contribuiu com um euro cada uma para as instituições «Comunidade Vida e Paz», «Associação Médicos do Mundo» e «CASA – Centro de Apoio de aos Sem-Abrigo», numa iniciativa que tem o Alto Patrocínio do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa.

"Julgamos que o futebol tem a responsabilidade e o poder de mudar a vida das pessoas, tendo esta causa uma urgência que todos compreendem e assumem", descreve a Federação através de um comunicado.

A iniciativa que já tinha sido decorrida no último fim de semana de jogos de 2019, o Leça contribuiu com 132 euros dos cerca de 38.000 euros doados às três instituições.


Fonte da Foto: SC Braga


Diogo Bernardino  

ADILSON FOI O PORTA ESTANDARTE DO LEÇA EM GAIA

Parque Silva Matos em Gaia
Campeonato de Portugal Série B (Jornada 16)
Árbitro: Joel Vale (AF Braga)
Coimbrões 0-1 Leça

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Adilson (83)

Coimbrões: Fábio, Pedrosa, Pedro Caeiro, Sunday, Raul Martins, Miguel Angelo (Batistuta, 85), Mário Pereira, Cléver (Guilherme, 68), Diogo Portela (Pedro Tavares, 58), Ivo Lucas e Alex Tanque


Treinador: Pedro Alves


Leça: Jorge Cristiano, Pedro Prazeres, Pecks, Manuel Né, Zé Carlos, Nelsinho, Samuel Teles, Bruno Simões (João Paulo, 59), Isaac Boakye (Vieira, 79), João Van Zeller (Paulino, 73) e Adilson.


Treinador: Domingos Barros


O Leça conquistou uma importante vitória num terreno complicado, sendo que por vezes teve de baixar as linhas para não permitir os contra ataques letais da formação de Gaia, que aparenta ter um melhor estilo de jogo do que a classificação assim o diz.

A formação de Domingos Barros com várias mudanças no onze, devido ao sintoma gripal que decorreu nessa semana, com o defesa e capitão Paulo Lopes, o médio e avançado caboverdiano João Paulo e João Paulino, a ficarem no banco.

Com isso, Domingos Barros adaptou Pedro Prazeres para a defesa, conseguindo mesmo assim criar o seu perfume em campo, com as subidas pelas laterais para a procura dos homens chave como Adilson ou Boakye.

A formação do Leça começou muito melhor o encontro, com Adilson aos dois minutos e Pecks aos cinco a terem oportunidades claras para golo, apresentando assim um maior domínio no encontro com e sem bola.

João Van Zeller semeava o pânico na área, criando com muita facilidade as dinâmicas ofensivas da formação de Leça da Palmeira. O Leça apresentou uma defesa solidária e um ataque letal, mas em certas transições ofensivas, não foi tão esclarecido como deveria ser.

Aos 14 Adilson teve uma oportunidade de ouro, após Fábio Mesquita apontar um erro infantil ao dar a bola de bandeja ao avançado e à boca da baliza falhar, devido à excelente intervenção do guardião. 

O Coimbrões conseguiu criar oportunidades a partir dos 30 minutos, com a meia distância de Ivo Lucas a criar perigo à baliza de Jorge Cristiano e com Alex Tanque a causar muitas dores de cabeça pela sua capacidade polivalente de aparecer muitas vezes no flanco esquerdo para conseguir flanquear para o centro do terreno.

Na segunda parte, o Leça entrou forte e a dominar a toda a linha, com mais posse de bola, mas com dificuldades em criar as oportunidades necessárias devido à competência do Coimbrões. Aos 53 Pecks tinha criado a única jogada de realce nos segundos 45 minutos.

Aos 68 minutos, o Coimbrões teve uma enorme chance para inaugurar o marcador com Jorge Cristiano a travar o remate à queima de Raul Martins.

João Paulo (70), Ivo Lucas (75) e Adilson (78) tiveram a oportunidade de marcar, mas a mais flagrante foi aos 79 minutos com Adilson no coração da área a não conseguir desviar para o fundo das redes isolado e sem o guarda-redes pela frente após um cruzamento de Zé Carlos.

Com a entrada de Vieira para o lugar de Boakye o Leça mudava para 4x4x2 e essa substituição foi determinante para o desfecho final do encontro, com o golo da vitória.

Teles, galgou 50 metros do terreno do jogo, passou por quatro adversários e serviu Paulino para a intervenção e numa segunda bola Adilson a não perdoar ao segundo poste a encostar para o fundo das redes. 

O Coimbrões tentou de todas as formas e feitios remediar os estragos e aos 90+3 Sunday com um pontapé de bicicleta esteve perto de colocar a bola no fundo das redes.

Com este triunfo, o Leça sobe ao terceiro lugar com 32 pontos, reduzindo para um a diferença para os lugares que dão o acesso aos quartos de final do play-off de acesso à II Liga.

Na próxima jornada, o Leça recebe o Vila Real, penúltimo classificado da Série.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC