RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 15 de maio de 2011

ARBITRAGEM NÃO PERMITIU QUE O LEÇA GARANTISSE HOJE A MANUTENÇAÕ


CANDAL - 1 - LEÇA FC - 1
INTERVALO: 0-0
MARCADORES: RICARDO TEIXEIRA (75`) E ZÉ TIAGO (88` G.P)

ARBITRO IMPEDIU A VITÓRIA DA EFICÁCIA E DO QUERER

O LEÇA FC ESTÁ A UM PASSO DE GARANTIR A MANUTENÇÃO DEPOIS DO EMPATE OBTIDO FRENTE AO CANDAL. FOI NECESSÁRIO UM LEÇA FC UNIDO E SOFREDOR PARA GARANTIR MAIS UM PONTO PRECIOSO PARA A CAMINHADA DA MANUTENÇÃO. A EQUIPA DA CASA CEDO SE AFOITOU DA BALIZA LECEIRA MAS SEM GRANDE PERIGO. NA PRIMEIRA PARTE O LEÇA FC LIMITOU-SE A GERIR O ENCONTRO BENEFICIANDO TAMBÉM DA INEFICÁCIA OFENSIVA DO CANDAL. A SEGUNDA PARTE FOI INTENSA E COM MUITOS CASOS À MISTURA. APÓS TER VISTO CLÁUDIO A EFECTUAR DUAS EXCELENTES DEFESAS, QUE EVITARAM O GOLO DO CANDAL, A EQUIPA LECEIRA TEVE NO MINUTO 75


UMA EXCELENTE OPORTUNIDADE DE GOLO CRIADA POR SEQUEIRA QUE RICARDO TEIXEIRA NÃO DESPERDIÇOU. O GOLO OBTIDO, MUITO CONTESTADO PELOS LOCAIS QUE RECLAMARAM QUE A BOLA CONQUISTADA POR SEQUEIRA TINHA SAÍDO, RESULTOU DE UMA ARRANCADA DE 30 METROS DO MÉDIO SEQUEIRA ,QUE SERVIU RICARDO TEIXEIRA JÁ DENTRO DA PEQUENA ÁREA TENDO ESTE REMATADO PARA A BALIZA DESERTA, DE NADA VALENDO A ESTIRADA DO GUARDIÃO DANY. OS ADEPTOS E O BANCO DO CANDAL INSULTARAM DE FORMA VEEMENTE O ÁRBITRO ASSISTENTE DA BANCADA TENDO-SE GERADO UM ENORME BURBURINHO. CONTUDO OS LOCAIS VIRAM O ÁRBITRO ASSINALAR AOS 80 MINUTOS UMA GRANDE PENALIDADE, A PUNIR FALTA DE MAGANO SOBRE O AVANÇADO DO CANDAL. NO ENTANTO, ALEX PERMITIU A DEFESA DE CLÁUDIO. NO MINUTO 88 MAIS UM CASO DO JOGO, COM NOVA GRANDE PENALIDADE ASSINALADA A FAVOR DO CANDAL, A PUNIR UM MERGULHO DO AVANÇADO DO CANDAL DENTRO DA ÁREA, QUE RESULTOU NA EXPULSÃO DE MAGANO E ATÉ FEZ SORRIR OS ADEPTOS DO CANDAL COM TAMANHA DECISÃO. ATÉ FINAL DA PARTIDA MAIS UMA EXPULSÃO, O GUARDIÃO CLAÚDIO VIU O 2º AMARELO POR CONDUTA ANTIDESPORTIVA, OBRIGANDO O JOGADOR PAIVA TERMINAR O ENCONTRO NA BALIZA. ATÉ FINAL DA PARTIDA FOI NECESSÁRIO UNIÃO E MUITO SOFRIMENTO PARA GARANTIR O EMPATE. O ÁRBITRO DA PARTIDA TEVE UMA ACTUAÇÃO DESASTRADA NOS ÚLTIMOS 10 MINUTOS, SEMPRE EM PREJUÍZO DO LEÇA FC.

http://lecafccamadasjovens.blogspot.com/

INFESTA GANHA EM DIA DE FESTA


Muito publico no Parque de Jogos Manuel Ramos, com algumas pessoas equipadas a rigor com camisolas alusivas ao feito que o Infesta alcançou esta temporada, o titulo distrital. Tinham também bandeiras para embelezar a bancada onde o Presidente Manuel Ramos se encarregou de as oferecer ao publico.
José Manuel Ribeiro, colocou de inicio o único jogador que ainda não tinha jogado nesta temporada, Sabino, que jogou a lateral esquerdo. Os restantes elementos escolhidos foram Miguel, Tiago Dias, Rui Jorge, Vilas Boas, Sabino, Rui Franco (Corina, 44'), Cláudio, Vitinha I, Paulinho (Braga, 74'), Pedro Nuno e Armando (Tiago Carvalho, 62').

O jogo foi bastante disputado a meio campo. Não houve grandes oportunidades de golo de parte a parte pois só aos 10 minutos apareceu a primeira oportunidade, num excelente passe do capitão Vitinha para as costas da defesa do Pedras Rubras, Paulinho deixou bater a bola e parecia perder o lance, mas num toque subtil para a esquerda, colocou a bola a jeito para o remate, valendo Bura a defender.
O Infesta era a equipa com sinal mais e aos 25 minutos, num passe de Paulinho a desmarcar Cláudio pela direita, este avança para a linha de fundo, passando novamente para Paulinho que à entrada da área, atira por cima. Não demorou muito para o Infesta chegar ao golo. Na jogada seguinte, Paulinho aparece isolado a passe de Sabino e com toda a calma, inaugura o marcador. A equipa do Pedras Rubras respondeu bem com duas oportunidades, primeiro aos 31 minutos quando Biscoito apareceu isolado pela direita, mas valeu Miguel que adivinhou o lance, opondo-se bem ao avançado maiato. Depois aos 36', num pontapé de canto, Fernando de cabeça atira por cima. O Infesta esteve perto do 2-0 aos 41 minutos, quando Paulinho passou a bola para a direita a desmarcar Vitinha, que não se fez ao lance porque estava em fora-de-jogo, mas Pedro Nuno fez-se à bola e atirou para boa defesa de Bura. No pontapé de canto, Vitinha cruza para a área, a defesa do Pedras Rubras alivia para a entrada da área onde está Paulinho que remata à barra.
O Infesta chegava ao intervalo a vencer por 1-0.

Na segunda parte, o Infesta entrou melhor e aos 55 minutos, Tiago Dias pela direita passou para Paulinho, que vê o guarda-redes a sair-se à bola e cruzou para a área onde estava Pedro Nuno mas a bola foi cortada para canto por João Barros. Aos 68 minutos, o Pedras Rubras reagiu por Santa Cruz que numa jogada pela esquerda, flectiu para o meio e atirou ao lado da baliza de Miguel. O jogo arrefeceu e só houve oportunidades de golo nos últimos 10 minutos do encontro. A primeira foi do Infesta que culminou em golo quando a passe de Pedro Nuno, Braga passou bem por Bura e atirou para o fundo da baliza. Era o golo da tranquilidade. O Infesta ainda teve a hipótese de aumentar numa bonita jogada de ataque em que culmina com um remate de Tiago Carvalho por cima da baliza. Aos 91 minutos, o Pedras Rubras reduziu por Biscoito. Corina do meio campo atrasou mal a bola onde o atacante do Pedras Rubras ganha o lance a Tiago Dias e atira à baliza aproveitando de Miguel.
O Infesta despediu-se assim dos adeptos com uma vitoria que mantém distancia de 10 pontos para o Grijó que também venceu nesta jornada, garantindo o segundo lugar no campeonato e a consequente subida à 3ª Divisão.
O Infesta termina o campeonato na Senhora da Hora no próximo domingo às 17h00, onde irá defrontar o Salgueiros 08.

http://fc-infesta.blogspot.com/

PADROENSE CONSEGUE PONTO PRECIOSO PARA AS CONTAS FINAIS


2ª Jornada do playoff de subida à II Liga
Local: Estádio do Padroense F.C. Padrão da Légua – Matosinhos
Árbitro: Jorge Tavares
Assistentes: Bruno Silva e Hélder Pinto

EXCELENTE ESPECTÁCULO DE FUTEBOL



A equipa do Padroense recebeu o seu opositor em ambiente de festa e cordialidade, de que é apanágio das gentes que muito responsavelmente comandam os destinos desta excelente equipa de Matosinhos. Os atletas de formação e os mais novos da Academia de Futebol do Padroense, ofereceram bolas (1000) aos seus adeptos e público em geral, pontapeando-as para a bancada, reforçando mesmo o já existente ambiente de festa de um público que respondeu à chamada, enchendo por completo o Estádio do Padroense, no jogo que encerra a brilhante época dos Bravos de Matosinhos em casa.

As equipas alinharam



PADROENSE: Marco, Paulinho (cap) (Bosingwa), Vila, Armando e Vítor Lobo (Miguel); Daniel, André Simões, Mariano; Bruninho (Mário Costa), Marcão e Silva. Treinador, Augusto Mata.



UNIÃO DA MADEIRA: Adriano, Tiago, Fábio, Emerson, Alex, Toni, Ruben (cap), Gleibson, Steve, (Hernani), Hugo Santos (Narcisse)e Bertinho. Treinador, Daniel Ramos.

JOGO DIGNO DE II LIGA


A equipa do Padroense encontrou pela frente um adversário, forte fisicamente e bem posicionado no terreno, demonstrando-se conhecedor do seu antagonista e com a lição bem estudada, a equipa da União da Madeira, com um bloco baixo e com as linhas muito juntas, dando iniciativa do jogo à equipa do Padroense, apostando sempre no erro do adversário. A equipa do Padroense, que moralizada pela vitória alcançada na jornada anterior, não se fez rogada e começa o jogo com predominância ofensiva, sustentada por excelente posse de bola, fruto do seu tridente do meio campo, Daniel, André Simões e Mariano, logo no 1º minuto a equipa anfitriã beneficia de um livre, quase frontal em que Daniel atira por cima, iam decorridos 12 minutos quando numa transição rápida, Bruninho isola-se pela esquerda e o guarda-redes da União a derrubar o avançado matosinhense junto à lateral, evitando que Bruninho caminha-se em direcção à sua baliza, ficando-se o Árbitro, só pela amostragem do cartão amarelo, Mariano aponta o livre, ao primeiro poste e André Simões cabeceia para baliza, protagonizando uma grande defesa Adriano para canto. Aos 20 minutos e contra todas as previsões a equipa forasteira chega ao golo num aproveitamento de um erro defensivo, Paulinho, atrasa mal e coloca a bola nos pés de Ruben que isolado pelo lado direito, oferece o golo a Bertinho, que não enjeitou a possibilidade. Quando se esperava uma reação dos matosinhenses ao golo sofrido, foi a equipa do União que desperdiçou a melhor oportunidade para ampliar a vantagem aos 27 minutos, Bertinho isolado, dentro da pequena área remata fraco à figura de Marco, que esteve irrepreensível na partida. Ao intervalo, 0-1

EQUIPA DO PADROENSE SUPERIORIZA-SE


Na etapa complementar, a equipa do Padroense, aparece com a disposição de rapidamente mudar o rumo aos acontecimentos e logo aos 49 minutos Bruninho dá o mote às pretensões da equipa, rematando forte e colocado, com a bola a passar perto do poste direito da baliza d Adriano, 54 minutos, Silva, ganha um ressalto de bola à defensiva do União e parte isolado para a baliza, mas Adriano mais uma vez evita o que poderia ser o golo do Padroense, arrojando-se aos pés do avançado matosinhense. Aos 70 minutos, explosão de alegria no Padrão da Légua, André Simões remata certeiro de fora da área, sem hipóteses para Adriano, depois de receber um passe atrasado de Vítor Lobo na esquerda do ataque matosinhense, repondo a igualdade e trazendo justiça ao marcador. Motivada pelo golo alcançado, a equipa do Padroense, controla o jogo e o adversário, que aos poucos ia demonstrando satisfação com o resultado obtido. Aos 83 minutos excelente envolvimento ofensivo da equipa matosinhense, jogada ao primeiro toque, com variações de flanco, culminada com um remate de Mariano, dando sensação de golo, pois abola ficou presa na malha pelo lado de fora. Já muito perto do final, outra vez Silva, fazendo uso da sua velocidade, criou a melhor chance da remontada, com dizem os espanhóis, criando muito calafrio na equipa do União, aos 93 minutos, Miguel, excelente partida, remata rasteiro, forte e colocado, mas a bola teimava em não entrar na baliza dos madeirenses, pouco depois o Sr. Jorge Tavares, que diga-se com uma excelente arbitragem, dá por terminado o encontro, com o resultado de 1-1

O resultado acaba por se aceitar, mas a haver um vencedor, só poderia ser a equipa do Padroense, que fez uma segunda parte de grande classe, frente a um forte e personalizado adversário, com este resultado a equipa de Matosinhos, perfila-se como o mais sério candidato à subida à II Liga de futebol profissional.

Na próxima jornada, é a vez da equipa de Matosinhos, descansar neste campeonato a três, o próximo jogo do Padroense será dia 29 na Tapadinha em Lisboa frente ao Atlético.

RESULTADOS DESPORTIVOS DAS EQUIPAS DE MATOSINHOS

Resultados desportivos do fim de semana

LEIXÕES 3 FREAMUNDE 1

PADROENSE 1 U. MADEIRA 1

CANDAL 1 LEÇA FC 1

INFESTA 2 PEDRAS RUBRAS 1

PEDROUÇOS 1 CUSTÓIAS 2

MARCO 09 1 PERAFITA 1

PROGRESSO 5 LUSITANOS 2

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC