RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

NULO EM AUTÊNTICO LAMAÇAL


Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira  
Campeonato De Portugal Serie B Jornada 14
Árbitro: Fábio Nunes (Viana do Castelo)
LEÇA FC 0 SANJOANENSE 0

LEÇA FC: Cristiano, Zé Carlos, Pecks, Manuel Né, Paulo Lopes, João Paulo (Jair 76), Teles, Van Zeller (Adilson 58), João Paulino, Nélsinho e Isaac (Vieira 82). Treinador Domingos Barros.

SANJOANENSE: Diogo, Daniel, Godinho, Rúben, Gil Barros, Barbosa, George, Juninho (De Jesus 79) Hélder, Belkheir, Marcilio (Bilú). Treinador Sérgio Machado.

Em condições atmosféricas muito desfavoráveis, Leça e Sanjoanense mediram forças sem poupar esforços. O nulo verificado no final do encontro muito se deve às boas prestações dos guardiões, Cristiano e Diogo.

Apesar do estado do relvado, praticamente sem condições para um bom espectáculol (Relvado leceiro que já foi um dos melhores do país) foi a equipa do Leça melhor se adaptou, criando mesmo a melhor e única oportunidade do primeiro tempo (Livre de João Paulino que rematou bem mas teve resposta a preceito do guardião Diogo.
Segundo tempo sempre com o Leça a dominar assumindo o comando do jogo mas pertenceu aos forasteiros as melhores ocasiões de marcar, primeiro Godinho atira ao poste e depois Bilú obriga Cristiano a grande defesa, bem perto do final do jogo foi Diogo a segurar o nulo respondendo bem a dois remates, primeiro de João Paulino e depois Vieira.

com este empate as equipas continuam postadas na mesma posição na tabela 3º Sanjoanense e 4º Leça com 27 e 26 pontos respectivamente. 
Próxima Jornada os Leceiros viajam até à Figueira de Castelo Rodrigo para defrontar o Ginásio Figueirense.  

Fotos Leça FC 

GDAN DESPACHA RAMALDENSE COM GOLEADA


Complexo Desportivo Aldeia Nova – Perafita
12ª Jornada da 1ª D. Serie 1 AF Porto
Árbitro: André Esteves
ALDEIA NOVA 4 RAMALDENSE 1
Ao intervalo 1-0 golos Nélson (35), Gonçalo F (48). Herminio (66)  Peneda (80) e Freitas (87)

GD ALDEIA NOVA: Pinheiro, Rosas (Factor 62), Gonçalo, Martins, Filipe Campos (Freitas 82), Fusão, Pepo (Vieira 82), Gonçalo Vieira, Peneda (Ribeiro 82), Danilo e Nélson. Treinador Leão

RAMALDENSE: Paulo Teixiera, Pedro, Bruno, Paulo Ferreira (Rodrigo 46), Ricardo, Gaspar (Diogo 46), Herminio, Francisco, Hugo, João Rocha (Julinho 60) e Paulo Soares. Treinador Ricardo Baltasar 

Numa tarde muito chuvosa e com um relvado muito pesado, a força dominou perante a técnica. O Aldeia Nova comandou sempre o jogo, tentado fazer um jogo mais direto, e jogando nas costas do adversário. Os lances de perigo eram quase todos de bolas paradas ou remates fora da área. Nesses lances, o GDAN foi sempre mais objectivo e certeiro. A vantagem mínima ao intervalo era justa.

Na segunda parte, a equipa da casa entrou mais dominante e chegou ao 2-0 naturalmente. O Ramaldense viria a marcar na partida já reduzida a 10 elementos através de lance de bola parada, no entanto não deu para assustar a equipa de Matosinhos que naturalmente fez o 3-1 e quase no final o 4-1. 
Vitória justa e uma boa arbitragem.



À PORTA FECHADA LEIXÕES EMPATA


Estádio Municipal de Rio Maior.
13.ª jornada da 2.ª liga
 Árbitro: Cláudio Pereira (AF Aveiro).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Derick Poloni (30), Filipe Oliveira (41) e Alan Bidi (64).
VILAFRANQUENSE 1 LEIXÕES 1
Ao intervalo: 1-0. Denis Martins, (45). Harramiz, (84).

Vilafranquense: Maringá, Marco Grilo, Denis, Diogo Izata, Kassio Fernandes, China, Ulisses, Pepo, Filipe Oliveira (Alan Bidi, 60), Korzun (Tarcisio, 90) e João Vieira (Gustavo Tocantins, 87). Treinador: Filipe Moreira.

Leixões: Ivo Gonçalves, Rui Silva (Braga, 66), Pedro Monteiro, Bura, Derick Poloni, Amine, Pana, Júnior Sena (Vítor Bruno, 55), João Graça (Lewis Enoh, 55), Harramiz e André Claro. Treinador: Carlos Pinto.

Encontro disputado à porta fechada, em Rio Maior, que atrasou a formação de Matosinhos na classificação e que começou pouco depois da hora marcada, devido a uma indisposição de Rui Silva, que viria a recuperar mas sairia mais tarde de maca
Terceiro jogo consecutivo sem vencer o Leixões parece marcar passo em relação à subida
No segundo jogo disputado à porta fechada, devido a castigo dos ribatejanos, o equilíbrio só foi quebrado no último minuto da primeira parte, quando, na sequência de uma bola parada, o defesa central Denis Martins inaugurou o marcador, depois de um cruzamento de Filipe Oliveira, após um passe curto de Pepo.
Os ribatejanos voltaram a entrar melhor na segunda parte. Aos 51, Marco Grilo obrigou à intervenção do guarda-redes Ivo Gonçalves, após um cruzamento de João Vieira da direita.
O treinador do Leixões, Carlos Pinto, apostou em Vítor Bruno e Lewis Enoh e a formação de Matosinhos viria a chegar ao empate aos 84, com um cabeceamento do são-tomense Harramiz, correspondendo a um cruzamento de Vítor Bruno.
Até ao final, as duas equipas dispuseram de ocasiões para vencer o encontro, mas Lewis Enoh, sozinho frente a Maringá, não conseguiu bater o guarda-redes brasileiro e Pepo acertou na trave da baliza do Leixões.

Foto DR 

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC