RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 13 de maio de 2013

LEÇA QUASE TRINTA ANOS DEPOIS BAIXA AOS DISTRITAIS


Estádio do Leça – Leça da Palmeira
Árbitro – João Costa
LEÇA 2 REBORDOSA 2
Ao intervalo, 0-1, golos, Edu (18), Wendel (62) Stevens (90) e Sérginho (92) Vermelho a Marco (16`)
 
LEÇA: Marco, Serginho, João Miguel, Cláudio, Mário, João Rodrigues (Diogo 17`), Mustafá, Ruben (Rafa 86`), Pisco, Wendel, domingos (Bruno João 85`). Treinador Vítor Leal.
 
REBORDOSA: Ruben, Hélder, Pinto, Bruninho (Stevens 80), Carlão, huguinho, roberto (André Moreira 64), Xavica, Bessa, Edu (Ricardo Barros 64) e Alex. Treinador Caneco.
 
 
Num jogo em que não começou muito bem para a equipa leceira, estavam decorridos 18`minutos de jogo e já o Leça perdia frente ao Rebordosa e com um jogador a menos por expulsão do seu guarda-redes Marco. Resultado com que se atingiu o intervalo.
 
 
No segundo tempo, a equipa comandada por Vítor Leal, chegou ao tento da igualdade, à passagem do minuto 62, por intermédio de Wendel. O marcador só viria a ser alterado bem perto do fim do jogo, primeiro marcaram os forasteiros, comandados por Caneco, um ex técnico leceiro, e já em período de descontos foi a vez do central Sérginho, repor de novo a igualdade, que nada vale para a turma da casa, que com este resultado confirma a descida aos distritais.
 
 
Numa época completamente envolvida em grandes turbulências, o resultado final, era espectável, com mudanças sucessivas nos órgãos directivos, com três treinadores, Slagalo, Pedro Franco e Vítor Leal, com cerca de trinta jogadores inscritos, muitos deles de abalada, no mês de Dezembro último. Leça FC, é um clube centenário, merece por direito próprio voltar rapidamente ao convívio dos grandes.
 
Uma palavra de apreço ao plantel leceiro que apesar de todas as dificuldades, manteve-se integro e unido na perspectiva de conseguir melhores resultados desportivos…vocês foram uns GUERREIROS!

VÍTOR OLIVEIRA OUTRA VEZ A SUBIR.


Vítor Manuel Oliveira, 59 anos natural de Matosinhos, leixonense de coração, estava “do lado da barricada” conseguiu ontem outra subida para o seu vasto palmarés.
 
É difícil encontrar uma equipa que Vítor Oliveira não tenha já treinado. Depois de deixar a carreira de jogador, há quase 30 anos, no Portimonense, foi precisamente no clube algarvio que deu início à carreira de treinador. Maia, P. Ferreira, Gil Vicente, Académica, V. Guimarães, U. Leiria, Sp. Braga, Belenenses, Rio Ave, Moreirense, Leixões, Trofense, Desp. Aves,
 
3 TITULOS DA II DIVISÃO - 1990/91, 1997/98, 2006/07 6 SUBIDAS DE DIVISÃO - Paços de Ferreira, Académica, Leixões, U. Leiria, Belenenses e Arouca.
 
Aos 59 anos, o técnico matosinhense há muito que se pode dar ao luxo de fazer aquilo que lhe apetece, sem se sujeitar a fretes. Talvez seja por isso que, depois de subir uma equipa, tem tendência para abandoná-la, com o sentido de missão cumprida. No ano seguinte, não raras vezes, é vê-lo de novo a apostar num bom projeto na II Liga. Será assim outra vez?

LAVRENSE GOLEIA E GARANTE 5º LUGAR


Jornada 33 da 1ª Divisão Serie 1 AF Porto
Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro Diogo Cancela
LAVRENSE 5 BALASAR 0
Ao intervalo, 1-0, Nandinho (2) Tiago Carvalho, Cardoso e Joel (este de gp)
 
  LAVRENSE: Telmo, João Magalhães, João Jesus, Grilo e Tiago Pinto, Ricardo, Joel, Couto e Jota, Nandinho e Tiago Carvalho, jogaram ainda, Postiga, Cardoso, Ramos, Diego e Diogo (guarda-redes júnior) Treinador José Pacheco.
 
Jogo algo atípico, este que se realizou em Lavra, em abono da verdade a equipa do Balasar, não merecia um resultado tão desnivelado.
O Lavrense entrou melhor na partida, fruto da sua forte motivação em garantir o 5º posto da classificação, consciente das dificuldades a equipa de Matosinhos cedo partiu para cima do adversário em busca do golo, que surgiu muto cedo, por Nandinho, de cabeça dentro da pequena área, na sequencia de um pontapé de canto. Após o golo, os visitantes equilibram a contenda, fruto do bom controlo de bola, e ajuda preciosa do vento que se fez sentir. Pela frente encontraram o jovem guarda-redes Telmo (um dos melhores reforços lavrenses para esta época sem duvida).
 
No segundo tempo, Nandinho bisa logo a abrir fazendo o 2-0. o Balasar responde com um penalti desperdiçado, Telmo segura a vantagem. A vencer por duas bolas a equipa lavrense gere o resultado de forma pragmática, ameaçando o terceiro pelo endiabrado Jota, mas foi o suspeito do costume a dar a machadada final no adversário, Tiago Carvalho (17golos). Cardoso que entrara na partida também fez o gosto ao pé, para Joel de grande penalidade fechar a contagem.
O Lavrense, despede-se assim, frente aos seus associados, brindando-os com um goleada, que diga-se foi castigo demasiado duro para os visitantes.
Com esta vitória o objectivo definido a determinada altura pelos Lavrenses foi alcançado, ou seja garantiram o 5º lugar que lhes poderá dar algo no final da época desportiva.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC