RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

ÁRBITRO COM DECISÃO ERRADA DERROTA PERAFITENSES



O início da segunda volta do campeonato da Série 1 da 1ª Divisão da AFP, não correu de feição ao líder FC Perafita, na deslocação ao terreno do lanterna vermelha, o Balasar, esperava-se um resultado diferente aquele que veio a registar-se, muito por culpa própria do líder, ressalvando o último lance de registo da partida, o penalti que ditou a vitória dos locais, grande penalidade que foi mal assinalada, por erro de visão do arbitro da partida.

FC PERAFITA: MATA; MARCO MOREIRA(RAIMUNDO); TIAGO SILVA; HELDER MAIA; e ALEX(ÁLVARO); MARCO MOREIRA; IVO e TINAIA; CHETA; PAULINHO e LUTCHINDO.

O líder entrou em campo com a vontade de trazer para Perafita os três pontos, mas, logo nos minutos iniciais, verificou-se que o embate com o último classificado não iria ser fácil, pois os mesmos entraram com mais atitude e com mais garra de tentar incomodar o FC Perafita.

PERAFITENSES COM ENTRADA DESCONCENTRADA
O jogo do FC Perafita não sai, como era habitual, muitas perdas de bola na sua intermediaria, marcações mal feitas e o seu meio campo não conseguia municiar o seu ataque. Os locais por sua vez começaram a criar dificuldades com rápidos contra ataques que viriam a originar no golo inaugural, depois da defensiva do FC Perafita ter concedido um canto perfeitamente evitável, na cobrança do referido pontapé de canto, marcado ao primeiro poste surgiu um desvio que colocou o esférico no segundo poste onde, em vantagem numérica, o avançado local inaugura o marcador com uma cabeçada sem hipóteses de defesa. Continuaram nervosos os jogadores do FC Perafita, sem conseguir colocar no pelado o seu futebol tão característico. Numa das muitas recuperações de bola feitas pelo meio campo do Balasar, o esférico chegou à meia esquerda, onde com um toque de habilidade, o centro campista dos locais coloca na estrema, onde em plena desmarcação surge um avançado a cruzar muito tenso para o interior da área onde surge o atacante do Balasar, antecipando-se ao defesa do FC Perafita, fazendo assim o 2 a 0. Irreconhecível em campo, o líder começou, somente ai, por volta do minuto 25 a conseguir importunar a defensiva local, o encontro começou a ficar mais equilibrado, dando uma imagem mais positiva do valor do Líder. A partir daqui o jogo mudou de aspecto ficando mais complicado para os locais, os visitantes começaram a praticar o seu futebol e as ocasiões começaram a surgir junto da baliza do Balasar. Numa jogada de insistência, FC Perafita ganha um dos muitos lançamentos laterais que usufruiu durante todo o encontro, nesse lançamento lateral efectuado com muito força e para o interior da área, surgiu alguma confusão junto ao primeiro poste da baliza do Balasar, sobrando o esférico para Paulinho que no meio da confusão foi o mais racional, empurrando a bola para o fundo das redes do Balasar. Não esperando muito mais por volta do minuto 40, o Técnico, António Gaiteiro, altera radicalmente a postura dos seus homens no terreno, fazendo sair um lateral e colocando um médio, de imediato todo o ascendente territorial, que já vinha a diminuir, por parte do Balasar ficou diluído na maior força, agora do meio campo dos visitantes e na maior acutilância com que disputavam todos os lances, chegando-se assim ao intervalo.

LANÇE INEXISTENTE PENALISA PERAFITA
No reatar do encontro, logo se viu que não iria acontecer o que aconteceu nos primeiro minutos da primeira parte, aliás, nem nos primeiro nem em algum momento de toda a segunda parte, que foi totalmente dominada pelas cores do FC Perafita, assistiu-se então a um autentico festival de oportunidades de golo perdidas, pelos jogadores do FC Perafita, quer em sequência de bolas paradas, quer na sequência de jogadas, mais executadas com o coração do que com a cabeça, no entanto fica a nota de uma atitude completamente diferente, para melhor, de todos os jogadores do FC Perafita. O golo do empate veio a surgir de uma jogada de insistência do ataque dos visitantes, que depois de terem mudado o flanco de jogo a bola surge no interior da área onde é cruzada para o segundo poste surgindo Álvaro a cabecear sem oposição para o 2 – 2, que nesta fase do encontro já se justificava. Continuou o FC Perafita a procurar o golo da vitória, criando algumas situações possíveis de concretizar, mas infelizmente isso não aconteceu. No final do tempo regulamentar, depois de um canto que favoreceu o FC Perafita, o Balasar repôs o esférico muito rapidamente no ataque, o avançado da equipa da casa consegue fugir ao primeiro jogador dos visitantes, entra dentro da área e cruza tenso, indo a bola ao encontro do tronco do defesa dos visitantes, prontamente, mas diga-se erradamente o Árbitro da partida assinalou a grande penalidade que veio a sentenciar o encontro. Em resumo, o FC Perafita pode-se queixar de si próprio, pelos primeiros 25 minutos onde parece que nem esteve em campo, após isso correu atrás do prejuízo, recuperou, mas sofreu um rude golpe quando merecia a vitória. No entanto estes jogos mostram que é preciso ter muita concentração durante todo o encontro, não permitindo veleidades aos adversários, pois não existem jogos fáceis nem jogos que se ganham antes de entrar em campo. Uma última palavra para o árbitro da partida que cometeu um erro com interferência no resultado final, desvirtuando assim um resultado, não querendo com isto dizer que o referido erro foi propositado mas sim reflexo de uma atitude humana de que ninguém está livre.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC