segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

INFESTA, PONTO AMARGO NA CASA DO ÚLTIMO


10 JORNADA DA DIVISÃO DE HONRA
Estádio do Leverense em Gaia
Árbitro Luís Rocha
Cartão Vermelho a Telmo (79)
LEVERENSE 1 FC INFESTA 1
Ao intervalo, 1-0, golos: Ricardinho (8) Rui Ferreira (82)
LEVERENSE: Rúben, Zezinho, Tiago Filipe, Roberto, João Pereira, Diego, Bruno Lopes (Telmo 57), Miguel Ferreira ( Rafa 57), Jota, Ricardinho (Rui Pinho 64), Barbosa( Pedro Abel 40). Treinador Eduardo Paixão.
INFESTA: Miguel, Sousa, André Ribeiro, Teixeira e Estrela (André Fernandes 21/ Varela 81); Vitinha (Soares 63), Mário e Lúcio; Paiva, Braga (Neto 63) e Rui Ferreira. Treinador Jorginho
O Infesta visitou o último classificado Leverense, equipa que ainda não tinha pontuado nesta competição e saiu do encontro com um empate com sabor amargo. Ambas as equipas praticaram um futebol com pouco ritmo e a primeira parte foi completamente apática. O golo da equipa da casa, que surgiu logo aos 8 minutos por Ricardinho que aproveitou uma falha defensiva do Infesta para fuzilar o guarda-redes Miguel e inaugurar o marcador, foi a única oportunidade da equipa de Lever durante toda a partida, pois a partir daí, passou a jogar à defesa, usando anti-jogo como arma para as investidas da equipa de Jorginho. Só mesmo a terminar a primeira parte é que o Infesta conseguiu chegar perto do golo, Vitinha de livre, obrigou o guarda-redes de Leverense a uma defesa incompleta e na recarga, Teixeira atirou ao poste.
Na segunda parte o Infesta entrou a todo o gás, à procura da vitória e dominou por completo, Rui Ferreira aos 50 minutos tentou um chapéu ao guarda-redes Rúben, falhando por poucos centímetros e pouco depois Vitinha e Paiva desperdiçaram com remates desenquadrados com a baliza. O treinador do Infesta, Jorginho, foi mudando a equipa e tornou-a mais ofensiva e fruto disso mesmo, aos 82 minutos, Rui Ferreira, o mais inconformado em campo, em jogada individual, libertou-se dos centrais e rematou fora do alcance de Rúben para o empate. Até ao final e com a equipa da casa a jogar com menos uma unidade, o Infesta ainda teve duas oportunidades para chegar à vantagem por Paiva mas o guardião da casa, negou-lhe o golo.
A jornada foi pródiga em empates e o Infesta manteve o 8º lugar com 14 pontos mas agora a oito pontos do novo líder, o Avintes. Na próxima quinta-feira, joga-se a 3ª e última jornada da fase de grupos, o Infesta se vencer o Vila FC em casa, apura-se para a fase a eliminar.

IN FC Infesta, Foto Carla Ferreira


DESPORTIVO LEÇA DO BALIO É 6º NA TABELA DA DIVISÃO DE HONRA


Desportivo Leça do Balio, que empatou no reduto do Vila Caiz a uma bola, conquistando um ponto ao minuto 95 através de Pedro Gomes, num jogo em que estreou o regressado Hugo Ferreira, que estava no Padroense sem ser muito utilizado, viu somar-lhe mais 3 pontos na tabela ganhos na secretaria no jogo em que perdeu por uma bola a zero em casa frente ao Vila FC, referente à 5ª jornada.
Com este 4 pontos conquistados a turma baliense ocupa agora a 6ª posição com 17 pontos na tabela dando um salto bastante significativo.

Na próxima jornada os Balienses recebem no seu reduto a equipa do FC Perafita em mais dérbi de Matosinhos

domingo, 4 de dezembro de 2016

GDAN VENCE E CONTINUA LÍDER


ESCOLA FUTEBOL 115 0 GD ALDEIA NOVA 4
Golos  – D. Rosas – Correia - Zé Paulo (2)
Árbitro; Emanuel Neto

ADEF 115 Treinador; Fernando Freitas
João Lopes – Firmino – Casanova – David – Miguel Afonso – Tó – Pedro – Rui – Runinha – Robento – Nuno   Supl: Hugo – F. Teixeira – Fábio – Golant – J Alberto 

GD Aldeia Nova Treinador: João Rosas
Gui – Berna - Sérgio – João Paulo – Xincas – P. Rosas – Quintas – D. Rosas – Joca -  Zé Paulo (CP) – Simão;    Supl;   Vítor – Gonçalo – Correia – Dani – Ruben – André – P. Vieira

GDAN vence folgado o ADEF 115
Jornada nº 9 do campeonato do 2ª divisão serie 1 da AFPorto, campo do S. Pedro Fins-Maia.
AD EF 115, ultimo classificado da série 1, recebe um dos primeiros classificados da serie 1, o GD Aldeia Nova, pela lógica e sobretudo pelos resultados negativos que a ADEF 115 estava a realizar, o favoritismo caí-a naturalmente sobre a equipa do GDAN. Bastou 6 minutos de jogo para Diogo Rosas inaugurar o marcador, com o cariz do jogo e o controle do mesmo a ser favorável ao GDAN era previsível que o marcador iria sofrer nova alteração, aos 38 minutos Zé Paulo faz os 2 a 0 e acaba com qualquer réstia de esperança por parte da equipa do 115. Correia e Zé Paulo a bisar restabelecem o resultado final.
Seria injusto não mencionar o comportamento e a atitude da ADEF 115, uma equipa, uma escola de fitebol, que durante os 90 minutos simplesmente procurou sempre jogar futebol, nunca virou a cara a luta e deu vivas provas de como o fair-play pode e deve existir no futebol. Para quem desconhece o grande responsável por essa conduta digna de estar no futebol, chama-se Sr. Fernando Freitas e a sua família, um bem-haja.
GD Aldeia Nova, fez o que lhe competia, conquistar os 3 pontos, jogou bem, controlou o jogo e regressou a Perafita sabendo que como forasteiro da serie conquistou não só os 3 pontos mas acima de tudo o RESPEITO das restantes equipas.
Fica para registo a estreia na equipa sénior do GD Aldeia Nova do Ruben e André, dois jovens juniores que hoje demonstraram ao mister Rosas que podem contar com eles para futuros compromissos.

Manuel Sá




LEIXÕES PERDE EM CASA DO ÚLTIMO A FUNDA-SE NA TABELA

                                          Claque sempre presente

17.ª jornada – Ledman LigaPro
Estádio José Arcanjo em Olhão
Árbitro: Luís Máximo (Castelo Branco)
OLHANENSE 3 LEIXÕES 1
Ao intervalo 1-1 Golos - Rui Cardoso (11') Tiago Barros (35'), Doudou (46') e Jorman (56')
OLHANENSE: Evtimov, Coubronne, Gerevini, Tiago Duque, Kiki, Sori Mané, Tiago Barros, Galassi (Virga, 74), Doudou Mangni (Aldair, 64), Jorman Aguilar (Edgar Abreu, 74) e Salim Cissé. Treinador Bruno Baltazar
LEIXÕES:  Ricardo Moura, André Teixeira, João Freitas, Wellington, Vumbi, Bruno China, André Salvador (Bruno Lamas, 56), Rui Cardoso, Fatai (Chiquinho, 60), Malele (Gonçalo Gregório, 68) e Shihao Wei. Treinador Daniel Kenedy

Rui Cardoso abriu o ativo para os Matosinhenses, aos 11 minutos, mas a equipa de Olhão empatou ainda antes do intervalo, por Tiago Barros (36), e virou o jogo com golos de Doudou Mangni (47) e Jorman Aguilar (56), já no segundo tempo.
Com um relvado empapado devido à forte chuva que caiu no Algarve a impedir o bom futebol das duas equipas, foi o Leixões a sair por cima, aos 11 minutos, quando Rui Cardoso abriu a contagem, de pé esquerdo, após cruzamento de Vumbi. André Salvador desperdiçou duas boas oportunidades para aumentar a diferença (14 e 25) e, à passagem da meia hora, já o Olhanense pressionava mais em cima do meio-campo adversário: Jorman Aguilar falhou o empate aos 28 minutos, mas Tiago Barros não desperdiçou aos 36.

Motivado pela igualdade, a reentrada do Olhanense após o intervalo acabou por ser decisiva: primeiro, Jorman Aguilar ofereceu o 2-1 a Doudou Mangni, que só teve de encostar para a baliza aberta (47), e depois Aguilar concluiu de cabeça, ao segundo poste, após centro de Coubronne (56). O técnico do Leixões, Daniel Kenedy, rapidamente esgotou as substituições em busca de soluções, mas, até final, apesar de algumas jogadas de perigo da sua equipa, seria o Olhanense a desperdiçar as melhores ocasiões, por Galassi (65 e 66) e Aldair (79).

SENHORA DA HORA IMPEDIDO DE GANHAR OS TRÊS PONTOS


2ª Divisão serie 1 A F Porto 9ª Jornada
Complexo Desportivo do SC Senhora da Hora
Árbitro Pedro Pereira
SC S HORA 2 S PEDRO FINS 2
Ao intervalo, 1-1 Golos – Cesário (1`) Duarte (6`) João Branco (73`) e Ricardinho (90+4`gp)
Cartão vermelho a Cesário (95`)

SENHORA DA HORA: Correia, Marco, Tiago Rocha, Kenedy e Patrick; Ricardo, Estrela e Artur (Serrão 56); João Branco (Rui Filipe 76) , Cesário e Ruben (Reis 76). Treinador Pedro Vinhas.

S PEDRO DE FINS: Hugo Costa, André (Ricardinho 67), Guimarães (João 82), Maio, Ramalho, Gonçalo, Duarte, Bernardo, Neto, Robert (Paulo 82) e Afonso. Treinador Albino Guedes.

Jogo em que se cumpriu um minuto de silencio em memória da equipa Brasileira Chapecoense.
Inicio fervoroso com dois golos, um para cada lado, primeiro para os senhorenses logo no minuto inicial por intermédio de Cesário e pelo lado visitante Duarte a fazer um chapéu a Correia. Até ao fim do primeiro tempo, nem foi carne nem foi peixe, jogo fraquinho para ambos os lados.

Na segunda parte tudo foi diferente, a equipa comandada por Pedro Vinhas, a jogar no seu reduto fez o que lhe competia, assumindo o jogo e partindo em busca do golo, que podia ter surgido por várias vezes, umas por inoperância dos avançados senhorenses outras pelo exibição segura de Hugo Costa, e o poste também evitou golo certo de Estrela. Ao minuto 73 João Branco aparece isolado pelo corredor central e contorna o guarda redes antes de atirar para a baliza deserta. Esta feito o 2-1, a partir de aqui a equipa do Senhora da Hora colocou-se a jeito, e foi recuando no terreno, jogando em transições pelas faixas. A equipa de arbitragem, quanto nós não esteve bem na partida, demostrando alguma falta de classe e autoridade sobre os jogadores, fazendo cumprir as leis de jogo de uma forma muito benevolente, quase que empurrando os senhorenses para o seu último reduto…em cima do minuto 94, dos 5 minutos exagerados dados de desconto, marca uma grande penalidade que não existiu (avançado visitante ao sentir Ricardo nas costas deixa-se cair no vértice da grande área) e o S Pedro de fins fecha o resultado 2-2 com Ricardinho a bater o penalty. Não se jogou mais e Cesário foi expulso com cartão vermelho direto.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

O VERNIZ ESTALOU E KADINHA DEIXA O SC RIO TINTO

Na sua página (facebook) Kadinha deixou no ar que o que motivou esta saída precoce prende-se pelo facto de não se identificar com o treinador Manuel Pinheiro


KADINHA

"Venho informar todos os meus amigos que a minha passagem pelo Rio tinto terminou hoje...Acima de tudo quero agradecer ao presidente Jorge Pina aos meus colegas de equipa,ao chico,ao mesquita e ao Leo..Gostava muito de ter continuado mas tive um treinador muito evoluído ao qual não consegui adaptar-me mas reconheço que tem métodos de treino que está ao nível dos melhores,uma pessoa muito conhecedora do futebol tanto técnica e taticamente uma coisa impressionante,merece outros palcos sem dúvida aliás quem vê o Rio tinto a jogar nota-se que é uma equipa trabalhada e que dá gosto ver jogar...e sei do que falo porque eu fui treinado pelo um senhor chamado Vitor Oliveira(subiu só 9 vezes) e pelo Carlos Carvalhal(currículo fraquinho)...Boa sorte Sport clube de Rio tinto.."

CHEIA DE FERIDAS CAMINHA A DIVISÃO D´ ELITE A F PORTO


BALANÇO DA I VOLTA 
Com uma primeira volta concluída, e já com a segunda em andamento, o comportamento das equipas de Matosinhos, na divisão d´elite de uma forma geral tem sido pautado pela mediania…os representantes matosinhenses, com a primeira jornada da        segunda volta concluída,  estão posicionados no meio da tabela (9º,10º e 11º), separados por apenas 2 pontos, o Lavrense comandado por António Gaiterio desde a 9ªjornada, já amealhou 9 pontos (Leandro Cunha 5 pontos) e 2 pontos conquistados na secretaria. O Leça, sob o leme de Domingos Barros (antigo jogador e capitão) tem os mesmos 16 pontos. O Padroense, com melhor inicio que as suas congéneres, amealhou 14 pontos, tendo vindo a denotar alguma fragilidade que não se antevia.
SC Rio Tinto e Maia Lidador afiguram-se com os principais candidatos à subida ao Campeonato de Portugal, seguidos de perto pelo Oliveira do Douro e Valadares Gaia…no fundo da tabela Serzedo, Candal e Gondim, travam a luta pela permanência. 

"CASO CANELAS"

Este campeonato (principal prova da maior Associação do País) está assombrado pelo “Caso Canelas”, recordo que 12 equipas recusam-se a defrontar os Gaienses (só o Candal vai a jogo com a equipa de Macaco) temendo pela segurança e alegando coacção desportiva. Dos 40 pontos já albergados, 21 foram amealhados por falta de comparência dos adversários, preferindo estes pagar uma multa de 750 euros e penalizados com derrota por 3-0.
Com tudo isto… com a AF Porto “a assobiar para o lado” sem nada conseguir fazer para estancar esta situação, tendo inclusivamente diligenciado algumas reuniões com os clubes que revelaram um vazio total no sentido de se travar este caso.

Num distrito que detém a maior Associação de Futebol de País com larguíssimas tradições no futebol, que detém o título de Campeão Europeu, tem o melhor Jogador do Mundo, não tem e pelos factos ocorridos, dirigentes (FPF incluída) à altura destes pergaminhos.

PRÓXIMA JORNADA FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS


Dia 4 Dezembro
Ledman Liga Pró 17ª jornada
Olhanense vs Leixões SC

Divisão D´Elite Pro Nacional AF Porto 15ª Jornada
CD Candal vs Padroense FC
UD Lavrense vs Canelas 2010
Leça FC vs Gondim Maia

Divisão de Honra A F Porto 10ª Jornada
Leverense vs FC Infesta
Perafita vs Folgosa da Maia
Vila Caiz vs Leça do Balio

1ª Divisão Serie 1 A F Porto 9ª Jornada
Os Lusitanos vs Águas Santas
Crestuma vs Custóias

2ª Divisão Serie 1 A F Porto 9ª Jornada
Senhora da Hora vs S. Pedro de Fins

 Escola de Futebol 115vs GD Aldeia Nova.

PRIMEIRO TRIUNFO ALCANÇADO FORA PELOS LAVRENSES


Complexo Desportivo de Serzedo 
14ª Jornada da Divisão D´Elite
Árbitro: Fernando Montenegro
SERZEDO 1 UD LAVRENSE 2
Ao intervalo, 0-2, golos Kaká (35) Tiago Carvalho (45) e Arantes (51)

SERZEDO: Clemente, Filipe, Diogo,  Luís Nunes, Juliano, Arantes e Gustavo (André Silva), Maia (Dani 85), João Pedro (Pedrinho 65) e Nando (André Guedes 85). Treinador Edgar Ramos
UD LAVRENSE: Tiago Oliveira, João Magalhães, Pedro Gomes, Palheira, Abílio, Amílcar, Huguinho, Zé Campos (JP 70), Tiago Carvalho, Kaká (Sousa 70) e Cheta (Paulinho 53). Treinador António Gaiteiro.

A equipa do Serzedo, fruto de algumas entradas no plantel, revelou-se um osso muito duro de roer. Entrando melhor no jogo de que a equipa Lavrense, os gaienses encontraram pela frente um inspirado guarda-redes (Tiago Oliveira) que nos minutos iniciais protagonizou três excelentes defesas, segurando o nulo verificado. A parir dos 15 minutos, a equipa Lavrense acertou marcações e aos poucos foi assumindo as despesas do jogo, e ao minuto 35, Tiago Carvalho coloca a bola com classe no espaço de Kaká e este não perdoou abrindo o marcador. Em cima do apito do final do primeiro tempo, Tiago Carvalho, à entrada da área aproveita uma bola rechaçada e dispara para o segundo golo.

No segundo tempo a equipa da casa entra forte e agressiva na disputa dos lances, abusando até em algumas entradas, beneficiando de alguma apatia da equipa de Arbitragem, consegue encurtar o resultado à passagem do minuto 51. A equipa Lavrense bastante fustigada com os cartões amarelos, Cheta, Zé Campos, Palheira, Abilio, Kaká…amarelados, soube segurar a vantagem, encurtando os espaços, sendo bastante solidária entre os sectores, conseguiram mesmo a melhor chance de golo no segundo tempo, quando o defensor local salva o golo em cima da linha de baliza, apesar de  Tiago Oliveira que esteve em grande plano fazer também uma saída bastante arrojada, salvando também o perigo que pairava para a sua baliza.   

PADROENSE CEDE EM CASA FRENTE A UM CANDIDATO


Estádio do Padroense FC
Jornada 14 da Divisão D´Elite A F Porto
Árbitro: Marcos Cruz
PADROENSE 0 SC RIO TINTO 1
Ao intervalo, 0-0 Golos Bruno Teixeira (70)

PADROENSE: João Matos, João Pinto (Cacheira 73), Meneses, Paulinho (Ivan 86), Fábio, Alex, André (Pereira 73), Barbosa (Mateus 73), Marcos Medeiros (Leo 86) Ricardo, Pedro Mesquita. Treinador Augusto Mata.

SC RIO TINTO: Ivo, Simão, Jorge Pereira, Andrezinho, Carminé, Carlos Sousa, Paulo, Macieira (Maga 88), Boni, Bruno Teixeira (Ricardinho 88) e Careca. Treinador Manuel Pinheiro.

Num jogo pautado pelo equilíbrio valeu o oportunismo de Bruno Teixeira (a imitar o irmão Paulinho Teixeira a quando da visita do Oliveira do Douro) dando os três pontos ao SC Rio Tinto
Na primeira parte os postes das duas balizas impediram os golos por duas vezes, forçando o nulo até ao intervalo.
No segundo tempo o oportunismo de Bruno Teixeira, que surgiu no sitio certo para concluir com êxito na sequencia de livre assinando o único golo da partida. Na parte final do encontro o Padroense reagiu, foi mais forte, chegando mesmo ameaçar o empate que seria o resultado mais justo, mas a turma de Manuel Pinheiro bem organizada defensivamente segurou a magra vantagem alcançada, que lhe permite continuar a sonhar com o Campeonato de Portugal

Próximo Jogo a equipa do Padroense viaja até ao Candal.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

JOGO SOLIDÁRIO " VAMOS AJUDAR O PAI DO GUI" LEVOU EX ESTRELAS AO ALDEIA NOVA


“Vamos ajudar o pai do Gui”
Hoje no complexo desportivo do Aldeia Nova foi dia de festa, dia de solidariedade, dia de convívio, boa disposição e bom futebol. Um dia para os mais jovens ver de perto verdadeiros craques como o João Pinto, o Rui Barros,o Anunciação entre outros, se nos mais novos era meramente uma questão de curiosidade, já o mesmo não se reflectia nos mais velhos, era uma oportunidade de ver os seus ídolos de perto, de falar com eles, de tirar fotos e cumprimentar, era visível o brilho nos olhos dos mais velhos pelo recuo imaginário de alguns anos e recordar os aplausos, momentos vibrantes e felizes que aqueles craques proporcionaram aos amantes do futebol e ao futebol em si.
Além da equipa de veteranos do FC Porto, colaboraram e marcaram presença também diversas entidades da vida politica de Matosinhos, assim como o Rio Ave FC, que teve a amabilidade de marcar presença, João Novais e Pedro Moreira  foram os representantes da equipa Vilacondense que presentearam o pai do Gui com uma bola autografada pelos jogadores seniores do Rio Ave FC.
O jogo de futebol foi uma festa, um convívio, um cruzar de abraços, um dizer SIM á solidariedade.

Um bem-haja á família directiva do GD Aldeia Nova, pelo empenho e dedicação na realização deste evento.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

CALDAS TROCA O LEÇA PELO ALFENENSE

Fernando Luís Ribeiro Caldas, lateral/avançado esquerdino de 27 anos trocou o Leça FC pelo Alfenense clune da Divisão de Honra, o motivo desta troca prende-se com a sua situação profissional, Caldas exerce um horário por turnos e não é combatível com os compromissos leceiros. O jogador tem como clubes da formação, Leixões, FC Porto, Infesta e Padroense.  Ao nível snior Caldas já vestiu as camisolas, de: Leça, FC Pedras Rubras, Salgueiros, entre outros tendo uma passagem por Espanha ao serviço do Tomelloso. Segue-se agora o Alfenense, camisola que já envergou no jogo frente ao D Leça do Balio.  

PEDRO CARVALHO É REFORÇO DE INVERNO DO ALFENENSE

Pedro Carvalho acaba ligação com os Lusitanos e assina pelo Alfenense, o jogador formado no SC Senhora da Hora, depois da chegada do novo treinador (Jorge Teixeira) deixa assim o Os Lusitanos de Santa Cruz do Bispo para ingressar no Alfenense clube que milita na Divisão de Honra A F Porto. O avançado, já vestiu as camisolas do D Leça do Balio, Senhora da Hora e os Lusitanos, segue-se agora o Alfenense.   

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

VASCO NUNO É GUARDA REDES E ESTÁ LIVRE DE COMPROMISSO

Vasco Nuno Marques da Silva (21 anos) Natural de Gondomar
Com 1.95cm de altura é guarda-redes e está livre de compromisso. 

Formado no Clube Recreativo Ataense, tem como ídolos  o Belga Van Der Sar, o checo Peter Cech e o alemão Oliver Kahn

O seu percurso ao nível da Formação: Infantis 1° \2°ano clube recreativo Ataense com jogos feitos no campeonato de juvenis e juniores - Juvenil 1°\2° ano no Gondomar no campeonato nacional e jogos nos juniores do nacional com apuramento para a fase final - Junior 1°ano no Gondomar campeonato 2° divisão nacional- Junior 2°ano no Canidelo no campeonato da 2° divisão nacional. Está livre de compromisso e pronto para ingressar de imediato num plantel.

Contacto: 912865922

QUINTA FEIRA FERIADO DIA 1 DEZEMBRO HÁ FUTEBOL


PRÓXIMA JORNADA FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS

Dia 4 Dezembro
Ledman Liga Pró 17ª jornada
Olhanense vs Leixões SC

Divisão D´Elite Pro Nacional AF Porto 14ª Jornada
Dia 1 Dezembro.
Padroense vs Rio Tinto
Serzedo vs Lavrense
Canelas vs Leça.

Divisão de Honra A F Porto 10ª Jornada
Dia 4 Dezembro
Leverense vs FC Infesta
Perafita vs Folgosa da Maia
Vila Caiz vs Leça do Balio

1ª Divisão Serie 1 A F Porto 9ª Jornada
Dia 4 Dezembro
Os Lusitanos vs Águas Santas
Crestuma vs Custóias

2ª Divisão Serie 1 A F Porto 9ª Jornada
Dia 4 Dezembro
Senhora da Hora vs S. Pedro de Fins

 Escola de Futebol 115vs GD Aldeia Nova.

INFESTA VENCE COM UMA REMONTADA À ESPANHOLA


Divisão de Honra AF Porto jornada 9
Parque de jogos Manuel Ramos (Arroteia-São Mamede Infesta)
Árbitro Rui Fangueiro.
FC INFESTA 3 VILA FC 1
Ao intervalo, 0-0, golos, Jorginho (49), Lúcio (64), Paiva (74 e 78)

FC INFESTA: Miguel, Sousa, André Ribeiro, Teixeira, Estrela, Lúcio, Mário (Varela 85), Paiva, Braga (Neto 65), Rui Ferreira e Vitinha (Soares 58). Treinador Jorginho.

VILA FC: Fábio, Miguel Ferreira, Miguel Mendes, Pedro. Oliveira, Basílio, Nuno Costa, Kaká, Diogo, Jorginho, João (Gaspar 83), Rodri. Treinador António Remelgado.

No jogo em que marcou o regresso do avançado Braga aos Infestistas, Paiva chamou a si o protagonismo e bisou na partida.
A turma de Jorginho conseguiu assim o primeiro triunfo diante os seus associados.
O Infesta foi sempre o melhor conjunto durante os 90 minutos, no primeiro tempo criou e esbanjou oportunidades de sobra para ir para as cabines a vencer, mas falhou claramente na finalização. Rui Ferreira atirou ao poste, Braga também desperdiçou soberana oportunidade. O vila também ameaçou o último reduto Infestista, mas Miguel com uma boa parada a remate de Diogo e André Ribeiro com um corte providencial evitaram o golo dos forasteiros.
No segundo tempo, os visitantes deram um ar da sua graça fruto dessa supremacia, chegaram ao golo através de Jorginho. O Infesta em desvantagem intensifica mais no ataque e na sequência de um livre Sousa aponta à cabeça de Lúcio que fez a igualdade. Mas estava guardado para o ultimo quarto de hora, a confirmação da remontada, Paiva bisa e coloca o Infesta na frente do Marcador.

Na próxima ronda, o Infesta visita o terreno do último classificado Leverense. 

Foto Carla Ferreira 

A SOLUÇAO ENCONTRADA NO BANCO DE SUPLENTES


Divisão de Honra da A F Porto Jornada 9
Árbitro Carlos Silva
NUN`ÁLVARES 1 PERAFITA 2
Ao intervalo, 0-1, Pepe (41), Zeca (62) Postiga (90+2)

NUN`ÁLVARES: Postiga, Ruizinho, Pepe, Hélio (Pedrinho 80), Teixeira, André, André Soares (Miranda 80), Tozé, Guedes, João Pinto (Neves 68) Roma (Apolónio 46). Treinador José Antonio.

PERAFITA: Monteiro, Pele, Fradinho (Zeca 46), Morgado, Nélson, Zé Augusto, Barbosa (Postiga 56), Queimado, Fábio Loureiro, Chico (João Paulo 75) e Nogueira. Treinador Paulo Gentil.
Grande vitoria dos perafitenses em casa do líder até então. Reviravolta surpreendente com a solução a vir do banco de suplentes.
A perder ao intervalo, a equipa de Paulo Gentil, realizou um excelente segundo tempo, desferindo perigosos contra ataques que surpreenderam os visitados, Zeca fez a igualdade ao minuto 62 e Postiga selou a reviravolta no marcador em cima do apito final do encontro.

Próximo compromisso, o Perafita recebe no seu reduto a equipa do Folgosa da Maia.  

REVIRAVOLTA MAIATA EM TRÊS MINUTOS…



Estádio Municipal da Maia
Árbitro Paulo Moreira
MAIA LIDADOR 3 LAVRENSE 1
Ao intervalo, 0-1, golos de Ricardo (42 pb), Pedras (51 gp) Dinando (53), Diogo Preto (82).

MAIA LIDADOR: Hélder, Ricardo, Dinando (Tiago Martins 77), João, Mateus (Grilo 60), Castro (Sérgio 46), Romário, Pedras, Lico, Pedro, Hugo (Diogo Preto 46) Treinador Pedro Ferreira.

UD LAVRENSE: Tiago Oliveira, João Magalhães, Pedro Gomes, Palheira e Abílio, Amical, Wendel (Hugo 59), Zé Campos (Couto 78) Paulinho (Cheta 59) Tiago Carvalho e Kaká. Treinador Antonio Gaiteiro.

A viver em estado de graça com a entrada do novo técnico, a equipa Lavrense, motivada com os resultados obtidos, principalmente em casa, chegou ao intervalo no Municipal da
Maia a vencer por uma bola a zero a turma orientada por Pedro Ferreira que de uma vez por todas se assume como candidata à subida, ainda atirou uma bola à barra. Mas no segundo tempo e em três minutos os maiatos deram a volta ao marcador, primeiro por Pedras de grande penalidade e dois minutos depois por Dinando. Cheta que se estreou ao serviço dos lavrenses, não foi suficiente para a sua equipa chega à igualdade, criando algumas oportunidades para empate, ao invés sofreu o terceiro golo marcado por Diogo Preto de livre direto, que tinha entrado no inicio do segundo tempo.

Próximo confronto a equipa de Lavra volta a jogar fora, desta vez em casa do Serzedo.

COMEÇA A SER HABITUAL O PADROENSE CORRER ATRÁS DO PREJUÍZO


13ª JORNADA DA DIVISÃO D´ELITE A F PORTO
Estádio do Padroense FC
Árbitro Roberto Moura
PADROENSE 2 PEDROUÇOS 2
Ao intervalo, 0-2 Golos João Luís (3), Andrade (15), Mesquita (59) e Pereira (90).

PADROENSE: João Matos, Fábio, Ricardo, Mesquita, Medeiros (Ivan 77), Alex, João Pinto (Cacheira 46), André, Paulinho, Barbosa, Mateus (Pereira 46).Treinador Augusto Mata

PEDROUÇOS: Moreira, Folha, Paulo Turé, Bruno, Brian, Zé, Ramalho (Kuka 74), Andrade, Pulga (Dani 86), João Luís (Fábio 74). Treinador Joca

Começa a ser habitual a equipa de Augusto Mata ser surpreendida logo nos minutos iniciais do encontro, aconteceu em casa com o Oliveira do Douro, com o Leça, fora com o Lavrense e desta vez com o Pedrouços AC.
A equipa do Padroense, dada a sua juventude de alguma forma entra quase sempre desconcentrada nas partidas, e depois lá tem de correr atrás do prejuízo e conseguir de uma forma bem sofrida empatar o encontro à semelhança do que aconteceu no último jogo em casa frente ao Leça.
15` minutos bastaram para que a equipa de Joca se colocasse na posição de vencedor com uma margem que lhe permitisse  alguma folga. Logo aos 3 minutos João Luís jogador formado no SC Senhora da Hora abre o marcador, para Andrade (15`), jogador que passou pela formação do Padroense fazer o segundo, resultado com que se atingiu o intervalo.
No segundo tempo a equipa de Augusto Mata reduz o marcador através de Mesquita (3º golo), reforço de inverno que veio do FC Pedras Rubras. Em cima do minuto 90 e de uma forma sofrida e bastante feliz Pereira sela a igualdade. No final um desentendimento entre Moreira guarda-redes visitante e Pereira autor do golo dos da casa, gerou alguma confusão, prontamente sanada com a intervenção dos dirigentes.

Próxima jornada o Padroense volta a jogar no Padrão da Légua, frente ao SC Rio Tinto.

domingo, 27 de novembro de 2016

RESULTADOS FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS

Ledman Liga Pro (Segunda Liga) Jornada 16
Leixões 1 Santa Clara 1

Divisão D´Elite Pró – Nacional Serie 1 AF Porto Jornada 13
Serzedo 1 Leça FC 2
Maia Lidador 3 UD Lavrense 1
Padroense FC 2 Pedrouços AC 2
Divisão de Honra AF Porto Jornada 9
Infesta FC 3 Vila FC 1
Nun`Alvares 1 FC Perafita 2
D Leça do Balio 0 Alfenense 1
1ª Divisão serie 1 AF Porto Jornada 8
Custóias FC 1 Águas Santas 0
Arcozelo 2 OS Lusitanos 0
2ª Divisão serie 1 AF Porto Jornada 8
Gervide 1 Senhora da Hora 3
Gondim B 1 Aldeia Nova 2

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC