RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 22 de maio de 2018

VIII GALA MITCHFOOT FOI DO AGRADO DE TODOS


No passado dia 20 de Maio de 2018, pelas 15 horas, realizou-se a VIII GALA MITCHFOOT Futebol de Matosinhos, no Estádio do Leça FC.

O evento contou com a presença de varias individualidades, jogadores, músicos familiares amigos e público em geral. Foram realizados dois jogos: Leixões SC vs Leça FC (vintage), o resultado é o que menos importa, valeu a boa disposição entre todos os intervenientes.

Após a intervenção do Rancho Folclórico Infantil Vareirinhos de Matosinhos, seguiu-se o 2º confronto da tarde (prato forte do dia) Jogo de estrelas, entre a seleção de Matosinhos e Leça FC. Seguiu-se depois um apontamento musical de Anabela Delgado e Daniel Miranda (som a cargo da Banda Olhos D Água)

Estava reservado para o final, a entrega dos prémios Mitchfoot aqueles que melhor prestação evidencia ao serviço dos seus clubes.

O evento não terminou sem um magnífico churrasco que fez a delícia dos presentes.
Ficou a promessa perante os presentes de que a Gala IX a realizar em 2019, será efetuada no Estádio do Custóias FC (Matosinhos tem 10 Clubes de Futebol, já percorremos 8 desses Clubes, e por uma questão de critério chegou a vez do Custóias FC)

Anabela Delgado

COM MOREIRA DE AÇO PADROENSE CHEGA À FINAL


Estádio municipal do Marco de Canaveses
Árbitro Edgar Batista
2ª Mão meia final da Taça AF Porto
MARCO 09 1 PADROENSE 0 (2-4 Apos Grandes penalidades)
Ao intervalo 0-0 golo Diogo Luís (50)

MARCO 09: Rui Queirós, Hugo, Sérgio Lola, Gaído, Marcelo (Miguel Matos 85), Tiago Sousa, Cristiano (Rúben Carvalho 59), Vasco (Chico 85), Serrinha (Jota 58), Mirandinha, Diogo Luís (Tiago 85) Treinador

PADROENSE: Moreira, Renato (Pedro Freitas 78), Meneses, Fábio, Taipa, Carneiro (Ivan 78), Xoura, Lutchindo (André 20), Caixeira (Medeiros 57), Pedro Oliveira e Mesquita (Bruno 78) Treinador João Costa

Levando de Matosinhos a vantagem mínima, os Bravos de Matosinhos conseguiram carimbar o passaporte para a final através das grande penalidades.
Frente a um adversário que apesar de competir em divisão inferior, o Padroense sentiu grande dificuldades para conseguir o passaporte para a final. Num jogo em que o equilíbrio foi a nota dominante um golo de Diogo Luís levou o jogo para as grande penalidades e aí brilhou Moreira guarda redes do Padroense que defendeu a última grande penalidade apontada por Jota
A final vai ser disputada no Estádio das Lavandeiras em Oliveira do Douro dia 2 junho frente ao SC Rio tinto  


LEÇA VENCE EM VALADARES E RECUPERA DO DESAIRE CASEIRO


Complexo  Desportivo de Valadares – Gaia
2ª jornada do play off subida ao CP
ÁRBITRO. Filipe Alves
VALADARES 1 LEÇA 2
Ao intervalo, 1-1 Golos Sérgio Pedras (4) , Fábio Rola (35) Diogo Pedras (57)

VALADARES: Fábio Carvalho, Hugo, Álvaro (Rato 65), Bruno Silva (Rafa 65), Jonathan, Vitor Lobo (Carlos Pinto 60), Jorge Gonçalves, Fabinho, Fábio Rola, João Beirão (Ruisinho 65), Osório (Paulinho 60) Treinador Paulo Campos .

LEÇA: Gabi, Joel, Ramalho, Vitor Fonseca, Paulo Lopes, Caio (João Castro 80), Pedro Pinto, Zé Carlos (Marcos 73) , Areias (Benvindo 80), Sérgio Pedras, Diogo Pedras . Treinador Domingos Barros

Depois de uma entrada em falso no play off, a turma do Leça depressa corrigiu o mau resultado da 1ª jornada impondo uma derrota ao Valadares em Gaia.
 A firma Pedras & Pedras voltou a ser decisiva para os leceiros surpreendendo os locais com dois remates certeiros.
Um golo de Sérgio Pedras logo no início surpreendeu os locais que depois reequilibraram a partida e chegar à igualdade através de Fábio Rola aos 35 minutos.

No segundo tempo o Leça foi bem melhor que a Equipa do Valadares, e mais perigosos no ataque, desferindo golpes através de velocidade de processo ofensivo, Diogo Pedras com naturalidade deu de novo a vantagem ao Leça e desperdiçou logo a seguir uma grande penalidade. Que poderia dar um resultado mais expressivo.
Próxima Jornada no Estádio do Leça, os leceiros vão medir forças com a turma do Paredes .  

Fotos Domingos Lobo 

sábado, 19 de maio de 2018

EQUIPA TÉCNICA LIDERADA POR FILIPE BORGES DEIXA OS AURI-NEGROS DE SANTA CRUZ


A direção de Os Lusitanos de F C Santa Cruz e o técnico Filipe Borges acordaram a não continuidade deste no clube para a próxima época desportiva. 

No entanto os responsáveis de OS Lusitanos agradece a colaboração da equipa técnica liderada por Filipe Borges e coadjuvada por João Pinto e Rui Silva, en quanto responsáveis técnicos do clube «obrigado pela objetividade, sinceridade e saber estar no futebol »,  desejando que a sorte os acompanhe no novo projeto.

No entanto os responsáveis do clube  Santa Cruz, já encontraram a equipa técnica substituta e os seus nomes serão oportunamente revelados. 

segunda-feira, 14 de maio de 2018

LEIXÕES FECHA A ÉPOCA COM UM EMPATE NA DESPEDIDA DE BRUNO CHINA

Estádio Municipal de Vila Nova de Famalicão. 
 Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal). 
 Famalicão - Leixões, 1-1 Ao intervalo: 1-1. Lamas, 14 minutos. José Pedro, 27. 

 Famalicão: Leonardo, Joel, José Pedro, João Faria, Jorge Miguel, Vítor Lima, Hocko, William, Feliz (Fabinho, 86), Mendes (Vasco Costa, 74) e Jaime Poulson Treinador: Vasco Seabra. 

 Leixões: André, Derick, Jaime, Matheus Costa, Clayton, Lamas, Amine, Bruno China (Lawrence, 64), Sancidino, Rodi (Evandro, 75) e Jacques Haman (Ricardo Barros, 87). Treinador: Francisco Chaló. 

 Famalicão e Leixões empataram este sábado a um golo, em jogo da 38.ª e última jornada da Segunda Liga, que praticamente só serviu para cumprir calendário. Os matosinhenses marcaram primeiro por Lamas, estava decorrido quase um quatro de hora de jogo, mas José Pedro fez o empate ainda antes da meia hora. Com este resultado, o Leixões acabou a época em oitavo lugar com 56 pontos, enquanto o Famalicão é 14.º com 48. 

Este jogo serviu também para assistir-mos a despedida da carreira de futebolista do capitão leixonense Bruno China que aos 35 anos e depois de 281 jogos com a camisola do Leixões pendura as botas, passando a integrar a SAD Leixonense como adjunto residente . No final Bruno China ofereceu a sua camisola ao seu Pai e recebeu também a camisola de Bruno Paixão árbitro do encontro

PADROENSE GANHA VANTAGEM NA MEIA FINAL DA TAÇA

Estádio do Padroense Futebol Clube na Senhora da Hora
1ª Mão da Meia Final da Taça AF Porto
Árbitro Ricardo Carriço
PADROENSE FC 1 AD MARCO 09 0   
Ao intervalo 0-0 golo Mesquita (74 gp)

PADROENSE: Moreira, Renato, Meneses, Rúben, Freitas (Lutchindo 57), Barny, Carneiro, André (Cacheira 57), Pedro Oliveira (Ivan 64), Xoura e Mesquita Treinador João Costa.

AD MARCO 09: Rui Queirós, Serrinha, Cristiano (Jota 66), Diogo Luís (Tiago Ribeiro 83) Vasquinho (Chico 83)  Diogo Batista (Miguel Marques 83) Fábio Ferreira, Sérgio Pereira,  Sousa Hugo Pereira e Mirandinha. Treinador José Oliveira.
    
O Padroense entrou melhor no jogo e logo no início podia ter feito o golo por André (3`m) que falhou na cara do guardião do Rui Queirós
Foi a equipa que compete duas divisões a baixo que teve a melhor oportunidade no primeiro tempo, mas Moreira defendeu com segurança o penalti apontado por Mirandinha

No segundo tempo em que as equipas se bateram de igual para igual, foi o Padroense que levou vantagem, na marca de 11 metros Mesquita (74`m ) não vacilou e apontou o único golo do encontro dando o triunfo à turma de João Costa que leva vantagem para a 2ª mão a disputar no próximo sábado no Marco de Canavezes  


fotos Jorge Peixoto 

PLAYOFF - ALIADOS VINGA DERROTA DO PASSADO DOMINGO


Estádio do Leça Futebol Clube em Leça da Palmeira
1ª Jornada do Playoff de acesso ao Campeonato de Portugal
Árbitro Fábio Melo
LEÇA 0 ALIADOS DE LORDELO 1
Ao intervalo, 0-1 golo Maurício aos 30 minutos

LEÇA: Gabi, Joel (Zé Carlos 65), Ramalho, Vitor Fonseca, Paulo Lopes, Noura, Pedro Pinto (Marcos Silva 82), Caio (Benvindo 65)  Areias (Cheta 82), Sérgio Pedras e Diogo Pedras. Treinador Domingos Barros.

ALIADOS DE LORDELO: Nico, Vitor Mendes, Pinto, Hugo Silva, Paulo Monteiro,  Preto, Carlão e Fábio Fonseca (Rui Alves 90) Brandão (Diogo Preto 70) Pedrinho (Silvério 70) Maurício (Gilmar 90) Treinador Pedro Barroso.

Num mini campeonato (4 equipas, 6 jogos) a turma do Leça campeã da Divisão Elite, entrou a com o pé esquerdo. Reeditado o confronto da semana passada em que os leceiros foram mais felizes em que arrecadaram o titulo, desta vez a sorte sorriu ao Aliados, Maurício voltou a marcar o golo que deu vantagem à turma de Pedro Barroso .
O Aliados vingou a derrota sofrida no passado domingo e venceu a turma de Domingos Barros por 0-1.  O Leça foi o primeiro a ameaçar o golo por Vítor Fonseca, mas Nico negou o golo ao central Leceiro. Maurício dentro da área rematou a contar aos 30 minutos (único golo do encontro) Diogo Pedras esteve perto do empate mas o dianteiro atirou por cima. Jogando em transições, cunho bastante forte dos visitantes, o Aliados ia ameaçando com bastante perigo, mas Gabi esteve sempre bem na baliza do Leça evitando o golo por duas vezes, primeiro a Maurício e segundo a Diogo Preto.  Sem se dar em momento algum por vencida a turma do Leça arriscou tudo e esteve perto de igualar o marcador, mas Areias de pontaria demasiado afinada atirou com estrondo à Trave da Baliza de Nico.
Próxima Jornada a realizar no próximo sábado com os leceiros a visitarem Valadares

AOS 35 ANOS BRUNO CHINA “ PENDURA AS BOTAS”


Bruno China,  capitão do Leixões anunciou ter terminado a sua carreira profissional de futebolista. Para sempre ficarão os dotes técnicos, os passes perfeitos, os remates notáveis e, claro, a liderança única de um verdadeiro senhor do desporto rei.
Aos 35 anos diz adeus a uma carreira exemplar enquanto futebolista profissional. Foram quase 2 décadas a perfumar as 4 linhas de talento e fair-play, mas ficará para a eternidade a imagem única e o profissionalismo incomum nos dias que correm.
No entanto foi já anunciado pelo presidente da SAD Leixões, Paulo Lopo, que Bruno China  integrará a estrutura da SAD, como adjunto residente.
Bruno China terá no próximo domingos dia 20 de Maio, uma pequena homenagem do Futebol de Matosinhos pelos 281 jogos com o emblema do Leixões ao peito, homenagem essa integrada na VIII Gala Mitchfoot.

domingo, 13 de maio de 2018

CÉSAR CRISTA ESTÁ A CAMINHO DO MARÍTIMO DA MADEIRA

César Tiago Sousa Crista, 22 anos , defesa central, medio defensivo tem as portas abertas para sair e dar o salto e deixar para trás o futebol distrital 

 O jogador Natural de Massarelos (Porto) fez a sua formação em clubes como Leça, Padroense, Boavista, tendo vestido também a camisola verde e branca do Leça no escalão sénior por 2 temporadas ( 15/16 e 16/17) a época que agora termina começo o PAC (Pedrouços) mas seria no Leixões (B) a partir do meio da temporada que atingiu maior notoriedade. 

 Mitchfoot está em condições de assegura que o jovem jogador vai prestar provas no Marítimo da Madeira, para onde partirá na próxima segunda feira dia 14 de maio às 16 horas do aeroporto do Porto com destino ao aeroporto Cristiano Ronaldo (Funchal) . Mitchfoot sabe também que CRISTA pode ficar no Marítimo B ou no plantel de sub 23 madeirense.

segunda-feira, 7 de maio de 2018

BRAVOS DE MATOSINHOS SEGUEM EM FRENTE NA TAÇA


Complexo Desportivo de Avintes, em Gaia
Árbitro: Luís Moreira
AVINTES 0 PADROENSE 0 

AVINTES: Humberto, Rafa, Hélder Duarte (Bruno Duarte 90), Renato, Ricardo Oliveira, Paulo Freixo, Bruno Sousa (Rui Silva 46) Silva (Ruben Pedrosa 65), Djaló, Pedro Sousa, André (Gomes 90). Treinador João Ferreira.

PADROENSE: Moreira, Renato, Meneses, Fábio, Taipa  Cacheira (André 61), Tiago, Pedro Oliveira (Ivan 61), Xoura (Bruno Vieira 85) Lutchindo (Freitas 61) e Mesquita. Treinador João costa

Jogo bastante equilibrado que poderia ter resultado num desfecho com um vencedor nos 90 minutos.
Não houve golos em 180 minutos (90+90) eliminatória muito equilibrada, por isso necessidade de se recorrer às grandes penalidade e aí os Bravos de Matosinhos forma mais capazes e carimbaram o passaporte para as meias finais da Taça com um score de 5-6 nos penaltis, Tiago chamado a converter a última penalidade não vacilou na frente de Humberto e acabou com a eliminatória.

RESULTADO SERVIU FORASTEIROS


Estádio do Mar, em Matosinhos.
37.ª e penúltima jornada da 2.ª Liga.
Árbitro: Humberto Teixeira (AF Porto).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Wei (32 e 87), Vá (42), Alemão (46), Mathaus (62), André Ferreira (63), Luís Silva (65) e Ricardo Barros (82).
Cartão vermelho por acumulação para Wei (87).
Leixões - Oliveirense, 0-1.
Ao intervalo: 0-0.Marcadores: António Oliveira, 64 minutos (penálti)

Leixões: André Ferreira, Rodi, Wei, Matheus (Haman, 70), João Lucas, Amine, Luís Silva, Bruno Lamas, Sancidino (Kukula, 80), Vá (Evandro Brandão, 69) e Ricardo Barros. Treinador: Francisco Chaló.

Oliveirense: Júlio Coelho, Alemão, Mathaus, Sérgio Silva, Diogo Sousa, Filipe Gonçalves, António Oliveira, João Mendes (Sérgio Ribeiro, 75), Serginho (Fati, 46), Diogo Valente (Boukassi, 87) e Brayan Riascos. Treinador: Carlos Condeço.

O Leixões despediu-se esta época do Mar com uma derrota, frente a um adversário que tinha necessidade de levar os três pontos para casa e assim aconteceu!
Com apenas três dos habituais titulares Amine, Luís Silva e Ricardo Barros a jogar de início, nem por isso o Leixões deixou de assumir o jogo frente a um adversário a precisar de pontos para evitar a despromoção.
Numa primeira parte quase de sentido único Bruno Lamas (6') abriu as hostilidades, obrigando Júlio Coelho a defesa apertada, para dois minutos volvidos, Vá encheu o pé à entrada da área e fez a bola passar sobre a trave da baliza da formação de Oliveira de Azeméis.
O estreante Rodi mostrou também serviço aos 11 minutos, quando, da direita, assistiu Ricardo Barros para um desvio sobre a barra, surgindo novamente a finalizar três minutos depois, desta feita para uma defesa 'felina' de Júlio Coelho junto ao poste direito.
A segunda parte trouxe uma Oliveirense mais atrevida, a sair com maior acutilância para o contra-ataque e, depois de lançar 'avisos', através de Brayan Riascos (51' e 58') e Diogo Valente (53'), chegou ao golo, numa grande penalidade a castigar derrube de André Ferreira a Diogo Valente (62').
Na conversão, António Oliveira fez o golo que deu a vitória dedicada depois ao treinador Pedro Miguel, ausente do banco devido ao falecimento no sábado do seu irmão, enquanto o Leixões terminou reduzido a dez homens por expulsão de Wei, por acumulação de cartões (87').

Mitchfoot/Lusa

E O LEÇA É CAMPEÃO!


Apuramento do Campeão da Divisão d´Elite A F Porto
Estádio São Miguel (SC Gondomar)
Árbitro João Gonçalves
ALIADOS LORDELO 1 LEÇA FC 2
Ao intervalo 1-0 Marcadores, Maurício (14 minutos) Vítor Fonseca (76) Diogo Pedras (90+ 1)

ALIADOS LORDELO: Nico, Vítor Mendes (Rui Alves 88), Pinto, Hugo Silva e Paulo Monteiro. Ricardo Preto, Carlão e Diogo Brandão (Diogo Preto 58), Maurício (Carlão Júnior 88), Pedrinho (Hugo Costa 58)e Fábio Fonseca(Gilmar 88).  Treinador Pedro Barroso

LEÇA FC: Ângelo, Zé Carlos, Vítor Fonseca, Ramalho, Paulo Lopes, Marcos Silva, Caio (Pedro Pinto 68), João Castro (Areias 68), Sérgio Pedras, Diogo Pedras, Benvindo (Cheta 68). Treinador Domingos Barros

O São Miguel em Gondomar encheu para presenciar uma grande partida de futebol
Foi de facto um belo espectáculo com oportunidades e emoção quase em êxtase…
A vitoria do Leça é justa, foi mais feliz é certo mas também fez por isso.
A turma do Aliados entrou melhor na partida e Maurício numa rápida desmarcação atirou a contar logo aos 14 minutos. Depois, acusando o golpe a equipa do Leça equilibrou e esteve perto de empatar por duas vezes, primeiro Sérgio Pedras e a seguir Diogo Pedras. O Aliados antes de fechar o primeiro tempo ameaçou também o 2-0 por Carlão.

A etapa complementar, o Aliados bem que podia ter acabado com o jogo, jogando em transições, desferia golpes quase letais na defensiva leçeira, mas revelou-se muito perdulário…como quem não marca sofre, o Leça sempre acreditou que seria possível dar a volta ao resultado (Sérgio Pedras deu o mote com uma remate à barra) e conseguiu com alguma justiça diga-se, primeiro aproveita uma um pontapé de canto marcado por Sérgio Pedras  e Vítor Fonseca iguala a partida aos 76 minutos. Já com Pedro Pinto, Cheta e Areias em campo e com melhor frescura física a turma do Leça vai em busca do tento da reviravolta…e aconteceu já em perído de descontos, pelo suspeito do costume…Cheta assiste em profundidade o Capitão que à saída de Nico, com um toque subtil atira para a baliza deserta…dado inicio à festa leceira, que durou até às tantas.
Próximo domingo as equipa voltam a medir forças desta vez em Leça da Palmeira, e já a contar para a primeira jornada do palyoff de subida (um mini campeonato entre 4 equipas, LEÇA, ALIADOS, VALADRES E PAREDES).    

Fotos de Anabela Delgado 

quarta-feira, 2 de maio de 2018

ANTÓNIO GAITEIRO É O TREINADOR DO CF OLIVEIRA DO DOURO 2018/2019


O Clube gaiense contratou António (Gaiteiro), treinador Matosinhense de 66 anos, um namoro já antigo que teve o desfecho feliz de um casamento há muito anunciado.
Antigo técnico da UD Lavrense, começa assim um projeto ambicioso na Divisão D´Elite 2018/2019, de azul e branco vestido, cores em que o técnico se tem dado bem, basta recordarmos as épocas 2011/2012 e 2012/13, quando ao serviço do FC Perafita, levou este da 1ª distrital ao Campeonato Nacional de Seniores (hoje campeonato de Portugal).
Acompanham o treinador  toda a equipa técnica formada e escolhida por si na UD Lavrense, os treinadores Adjuntos Flávio Silva, Fernando Ferreira (Nandinho) e o técnico de guarda redes, Hélder. Bom ventos sopram em Oliveira do Douro e os responsáveis gaienses acreditam e confiam num trabalho ao nível que nos tem habituado o técnico por onde passa.

terça-feira, 1 de maio de 2018

E OS PREMIADOS/MELHORES DO FUTEBOL DE MATOSINHOS 2017/2018 SÃO:

Terminaram as votações para os Melhores do futebol de Matosinhos e os resultados foram os seguintes: ATRIBUIÇÕES DIRETAS: 

HONRA E MÉRITO DESPORTIVO - GERMANO FERNANDES PINHO 

PERSONALIDADE DO ANO – DUARTE ANASTÁCIO 

TREINADOR DO ANO - DOMINGOS BARROS LEÇA FC 

EQUIPA DO ANO - LEÇA F C

PRÉMIO CARREIRA DESPORTIVA - BRUNO CHINA - LEIXÕES 

PRÉMIO CARREIRA DESPORTIVA – PAULINHO OLIVEIRA – FC PERAFITA 

PRÉMIOS POR ELEIÇÃO: 

 JOGADOR DO ANO – PEDRO MENESES – PADROENSE FC 

GUARDA REDES DO ANO – LUÍS MATA – UD LAVRENSE 

REVELAÇÃO DO ANO – RUCA FC INFESTA 

JOGADOR MATOSINHENSE – DIOGO NUNES – BOAVISTA 

FC Prémios irão ser entregues em Maio (dia a 20) no Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira na VIII Gala Mitchfoot ( Dois jogos , 1 de Veteranos e outro de seniores, mais apontamento musical com a participação de vário artistas da música portuguesa e no final uma churrascada, com o apoio de Fernando Monteiro (Junta de freguesia e Leça FC ) 

Parabéns a todos, mérito aos vencedores e honra aos vencidos, congratulo-me pelo facto de as votações terem corrido dentro de um clima de muito fair Play…foram as mais concorridas de sempre. 

Obrigado Matosinhos 
Mário Mitch

segunda-feira, 30 de abril de 2018

JÁ ESTÁ! O LEÇA VENCEU EM PEDROUÇOS (0-2) E CONFIRMA A PRESENÇA NO PLAYOFF


30ª. Jornada da Divisão d´ Elite série 1 
Complexo Desportivo de Pedrouços- Maia 
Árbitro: Pedro Campos 
PEDROUÇOS AC 0 LEÇA FC 2  
Ao intervalo, 0-0, golos Ramalho (58) e Diogo Pedras (72)

PEDROUÇOS AC: Manu, Folha, Beça (Platini 83) Mina, Brian, Zé Pedro e Rainho (Bem 68) Davi (Igor 83) Fábio (Cadinha 46) Gandarela (Tiago 66). Treinador Joca 

 LEÇAFC: Gabi, joel, Ramalho e Vitor Fonseca, Paulo Lopes, Pedro Pinto, Noura e Areias (Caio 90) , Sérgio Pedras (Marcos 90), Diogo Pedras (Benvindo 90) e Cheta (Zé Carlos 60). Treinador Domingos Barros

Já está! O Leça FC ganhou em Pedrouços (2-0) e garantiu a presença no playoff de subida ao Campeonato Nacional de Seniores. 

A equipa de Leça da Palmeira arrastou meio milhar de adeptos a Pedrouços e demorou a marcar a sua supremacia. 

Numa primeira parte em que o equilíbrio foi a nota dominante mas com o perigo longe de ambas as balizas, o Leça embalou para a vitória e consequente passagem ao Play-off, já na etapa complementar quando Ramalho abre o marcador (Ramalho fez saltar em rolha em Pedrouços. Não estava fácil para o Leça, que tinha que vencer, mas o veterano central foi lá à frente e desbloqueou tudo)...consolidado por Diogo Pedras que não vacilou na cara de Manu. 

Depois foi esperar pelo apito final do Sr. Pedro Campos e festejar com os adeptos (Os bilhetes custavam 7 euros para os leceiros mas nem por isso os adeptos do Leça FC deixaram de marcar presença no peão do Complexo Desportivo de Pedrouços, na Maia), ate às tantas, porque o Leça é Campeão de Série (1) Divisão d´Elite 2017/2018. 

Os jogadores comemoraram com os adeptos e o regresso a Leça da Palmeira, no autocarro cedido pela união de freguesias e nas viaturas particulares, foi feito em festa.

fotos BOLA NA ÀREA 

quinta-feira, 26 de abril de 2018

25 DE ABRIL NO FUTEBOL DE MATOSINHOS É ASSIM!


Integrado nas comemorações DIA DA LIBERDADE 25 de Abril, da Junta de Freguesia de Matosinhos Leça da Palmeira o IV Jogo da Amizade entre os clubes mais representativos do concelho Leixões SC e Leça FC
Complexo Desportivo Municipal (Bataria) de Leça da Palmeira .
Árbitrografo; Mário Mitch (Futebol de Matosinhos)
Ao intervalo, 0-0, resultado final (mas o que é que isso importa agora) 2 para o Leça 1 para o Leixões, golos apontados pelos leceiros, Constantino e Álvaro para o Leixões apontou Hugo Moreira

LEÇA: Fernando, David Ferreira, Tiago Madalena, Couto, José Soares, Jorge Leça, Mesquita, Domingos Barros, Constantino, Álvaro, Carlos Linhas.

LEIXÕES: Meneses, Guedes, Vítor Fróis, Nuno Silva, Leandro; João Pinhal, Castanheira, Ricardo Mota, Queiroz, Bessa, Hugo Moreira, Moreira de Sá

Jogo bastante equilibrado com duas partes bem distintas, no primeiro tempo (30`minutos) golos foi coisa que não se viu, muito por culpa das barriguinhas e diga-se em abono da verdade o campo era mesmo muito comprido e largo!

No período de descanso, a água esgotou rapidamente, tal foi o esforço despendido pelas duas equipas e chegou a pensar-se em chamar o INEM, mas tal não foi preciso, porque a amizade e a boa disposição entre todos os intervenientes foi um excelente tónico para os segundo 30`minutos.
Na etapa complementar, o Leça entrou melhor e cedo se distanciou no marcador, o Leixões responde com um forcing final que resultou numa excelente recuperação, que quase dava para vencer não fosse 2 grandes penalidades desperdiçadas por quem já o soube e bem fazer.  
Posto isto o resultado acaba por se aceitar…tá bem pronto! O Árbitrografo deu uma ajudinha mas mesmo assim…
Depois, bem…veio o terceira parte, sim porque este jogo teve prolongamento, e este o mais apetecido por todos…a febra foge pela direita e cruza para um bom copo de vinho (geladinho…hui que verde nem é bom!), este de primeira pumba, bota a baixo, tira da brasa que o sol promete…
Parabéns a todos…foi uma bonita forma de comemorar o 25 de Abril em Matosinhos  

quarta-feira, 25 de abril de 2018

1ª MÃO 4/S FINAL DA TAÇA, PADROENSE MERECIA MAIS...


Estádio do Padroense FC
1ª Mão dos Quartos de Final da Taça AF Porto
Árbitro: João Rodrigues
PADROENSE FC 0 FC AVINTES 0

PADROENSE: Moreira, Renato (Bruno 80), Fábio, Meneses e Taipa; Xoura, Tiago, Medeiros (Ivan 80); Pedro Oliveira (Pedro Freitas 80), Lutchindo (Cacheira 60) e Leitão (Leitão 60). Treinador João Costa.

FC AVINTES: Humberto (Rui Tavares 61), Freixo, Silva (Alex 84), Rafa , Rui Silva (Bruno Sousa 60), Tiago (Pedro Sá 84), Djálo (Ruben Pedrosa 60), Eiras, Renato, Gomes e Bruno Duarte. Treinador João Ferreira.

Tarde de muito sol bastante amena, talvez por isso se assistiu a uma primeira parte fraquinha e sem grandes motivos de interesse. Muito pouco produziram as equipas, quando olhamos para a época e repararmos na classificação de ambas na Divisão D´Elite. Destaque só para um remate forte colocado desferido de fora da área, executado por Lutchindo que saiu muito perto do poste direito da baliza de Humberto.

O segundo tempo, foi diferente, mais Padroense, mais jogadas ofensivas e mais perigo e mais oportunidades de golo, isto tudo a pertencer à equipa do Padrão. 48 minutos Medeiros dá o mote quase obtendo um golo olímpico (Canto direto) mas Humberto começa aí o recital de grande intervenções. 51 minutos outra vez os mesmos protagonistas, Medeiros remata e Humberto responde com grande defesa. Carrega o Padroense e Pedro Oliveira remata ao poste direito da baliza de Humberto com este completamente batido. Sempre a comandar as operações e em posse de bola, o Padroense instala-se no meio campo do Avintes sempre focado no ataque, consegue alguns cantos que quase terminavam com êxito, Meneses e Pedro Oliveira estiveram bem perto.   Já em período de descontos Ruben Pedrosa remata com algum perigo à Baliza do espectador Moreira. E já no final dos 8 minutos dados de compensação Meneses de Cabeça faz brilhar Rui Tavares que a meio do segundo tempo ocupou o lugar de Humberto por lesão deste. Evitando o golo certo da equipa do Padroense.   

segunda-feira, 23 de abril de 2018

LEÇA DESPERDIÇA 1ª OPORTUNIDADE DE CARIMBAR O PASSAPORTE PARA O PLAY-OFF


Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira
29ª. Jornada da Série 1 Divisão d´Elite AF Porto
Árbitro: David Silva
LEÇA FC 0 AVINTES 3
Ao intervalo, 0-0. Golos André (68 e 90+5) Ruben Pedrosa (76)

LEÇA: Gabi, Joel, Vítor Fonseca, Ramalho e Paulo Lopes, Pedro Pinto, Noura, Sérgio Pedras, Benvindo (Zé Carlos 66), Diogo Pedras (Caio 66) e Areias. Treinador Domingos Barros

AVINTES: Humberto, Rafael, Hélder Duarte, Renato, Oliveira, Bruno Sousa, Pedro Sá (André 59), Paulo Freixo, Rui Silva (Eiras 59), Ruben Pedrosa (Silva 83), Djaló (Tiago Ribeiro 83). Treinador João Ferreira.

A equipa do Leça desperdiçou a 1ª oportunidade de carimbar o passaporte para o Play- off de subida ao Campeonato de Portugal.
De facto contra as espectativas a turma do Leça, baqueou frente a um adversário direto e fica com a obrigação de vencer o próximo jogo em Pedrouços para atingir a fase de subida.
Em duelo de candidatos, a primeira parte foi jogada com algum equilíbrio como espelha bem o resultado ao intervalo. De registar apenas uma oportunidade para ambos lados, 1º. Servido por Sérgio Pedras, o Diogo Pedras fica perto do golo, depois é Paulo Freixo também que fica perto de inaugurar o marcador mas sem sucesso.

No segundo tempo a equipa orientada por Domingos Barros, foi superior mas não conseguiu materializar a sua superioridade em golos. Diogo Pedras na cara de Humberto acerta na barra. Mais eficaz a turma visitante pelo recém entrado André, atinge com êxito as redes à guarda de Gabi fazendo o 1º da tarde. A perder a equipa do Leça arrisca tudo continuando a carregar no acelerador, mas Humberto exibe-se a grande altura evitando o golo mais uma vez para os leceiros, na resposta e em contra ataque Ruben Pedrosa (ele que já vestiu as corres do Leça) triando partido de uma desatenção defensiva da turma do Leça, faz o 2º para os gaienses. Mesmo ao fechar do encontro André bisa no encontro e faz o 3º para sua equipa
Um vitoria feliz do Avintes que tem feito uma recuperação na tabela simplesmente notável, recordo que a meio da competição os gaienses lutavam para não descer de divisão e agora estão na corrida, acesa ao play-off.   
A turma do Leça tem tudo ainda para conseguir a passagem ao play-off, dependendo só si para atingir o objectivo, vencendo o próximo e ultimo encontro da 1ª fase ou fazendo igual resultado do Avintes. Leça desloca-se a Pedrouços e o Avintes joga no seu reduto do o Grijó    

Fotos Leça Geração 208

domingo, 22 de abril de 2018

LEIXÕES FOI IMPEDIDO DE CONTINUAR A SONHAR

Estádio do Mar, em Matosinhos. 
35 ª Jornada da II Liga 
Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto). 
LEIXÕES 2 AROUCA 2 Ao intervalo: 1-2. Bukia, 08 minutos. Breitner, 32. Roberto, 34.Evandro Brandão, 71. 

LEIXÕES : Tony, Jorge Silva, Bruno China, Ricardo Alves, Derick, Amine (Chico Banza, 83), Luís Silva, Breitner (Bruno Lamas, 67), Kukula (Haman, 46), Evandro Brandão e Ricardo Barros. Treinador: Francisco Chaló. 

AROUCA: Rafael Bracalli, João Amorim, Deyvison, Nuno Coelho, Vítor Costa, Ericson, Bruno Alves, Palocevic (Nuno Valente, 68), Jefre Vargas, Bukia (Adilio, 60) e Roberto (Areias, 90). Treinador: Miguel Leal. 

Bukia abriu o marcador nos instantes iniciais, surgindo o empate depois da meia hora por Breitner, após o que Roberto voltou a desequilibrar para o Arouca. Na segunda parte Evandro Brandão empatou e fixou o resultado final. 

No 1º tempo ainda se jogou futebol com o Leixões mais dominante e o Arouca a jogar em transições, fruto das quais abriu o marcador na primeira vez que desceu com perigo à baliza leixonense o Arouca aproveitou um erro de Tony para chegar à vantagem. O guarda-redes deixou escapar a bola num cruzamento de Palocevic, e Roberto recolheu, fazendo a assistência para o tento de Bukia, aos 08 minutos. Com muita vontade demonstrada dentro do campo a equipa do Leixões arregaçou mangas e foi em busca da igualdade, que surgiu aos 33 minutos, Luís Silva galgou metros pelo corredor esquerdo, cruza para a área e Ricardo Barros amorteceu para Breitner disparar com êxito . Praticamente no lance a seguir o Arouca recoloca-se na condição de vencedor fruto de uma desatenção defensiva da turma do MAR, Roberto livre de marcação dentro da área mais não fez de que confirmar a assistência pela direta de Jefre Vargas.

No 2º tempo é que foram elas, a equipa do Leixões entrou a todo o gás e só foi parada por um antijogo irritante da turma de Aveiro e com benevolência de Jorge Sousa que tudo permitiu aos jogadores forasteiros. Ao minuto 49 lance claríssimo para grande penalidade falta de Vítor Costa sobre o lateral direito Jorge Silva (escandalosa) que só Jorge Sousa não viu. A segunda parte pertenceu ao Leixões por inteiro , que, após ameaças Bruno China (46), Ricardo Barros (53 e 66), Breitner (58) chegou à igualdade por Evandro Brandão, aos 71 minutos. 

 O final do jogo ficou marcado pela forte contestação nas bancadas, registando-se incidentes entre elementos da direção do Leixões e do Arouca. mas EM ABONO DA VERDADE é bom que se diga que quem provocou tudo isto (para além da arbitragem péssima de Jorge sousa com prejuízo claro do Leixões) foi o presidente do Arouca e seus seguranças, que partiram para os insultos insurjindo-se contra a Direção do Leixões chegando à agressão...e no estádio do Mar quem manda são os leixonenses...e levaram bem que contar, e se não fosse a rápida intervenção policial que resolveu a questão, seria bastante mais grave... Carlos Pinho é herdeiro e vezeiro em arranjar confusão...aconteceu em Alvalade aconteceu em Braga...hoje aconteceu em Matosinhos... 

 Mário Mitch 
 Fotos de Anabela Delgado

domingo, 15 de abril de 2018

GRANDE CORAÇÃO NOS MINUTOS FINAIS JUSTIFICAM VITÓRIA


Estádio do Mar, em Matosinhos.
2ª Liga, 34.ª jornada.
Árbitro: Hugo Miguel (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Romeu Ribeiro (10), Ricardo Alves (31), Ricardo Barros (55), Vasco Braga (68), Kalindi (75), Medarious (83), Hélio Cruz (87), João Paulo (90+1). Cartão vermelho direto para Medarious (85).
LEIXÕES 1 PENAFIEL 0
Ao intervalo: 1-0. Golo Breitner, 44 minutos (grande penalidade).

LEIXÕES: Tony, Jorge Silva, Bruno China, Ricardo Alves, Derick, Amine, Luís Silva, Breitner (Semedo, 74), Medarious, Evandro Brandão (Kukula, 64) e Ricardo Barros (Haman, 80). Treinador: Francisco Chaló

PENAFIEL: Ivo, Kalindi, João Paulo, Luís Pedro, Daniel Martins (Fábio Fortes, 60), Romeu Ribeiro (Hélio Cruz, 74), Gustavo, Vasco Braga, Ludovic, (Diouf, 88), Gleison e Fábio Abreu.  Treinador: Armando Evangelista

O Leixões, que somou a terceira vitória consecutiva na 2ª Liga, à passagem da 34.ª jornada.

Um golo de Breitner, de grande penalidade, aos 44 minutos, valeu o triunfo à equipa de Matosinhos, que ainda continua na corrida, a quatro jornadas do final do campeonato.

O Penafiel adotou uma estratégia de risco, pressionando alto e tentando jogar no erro do Leixões. Com isso recuperou muitas bolas, fez vários contra-ataques, mas a finalização ficou sempre aquém do pretendido, nunca conseguindo, sequer, incomodar Tony.


A equipa da casa, por seu lado, soube ser paciente e mesmo com um reduzido número de ocasiões não só causou as mais perigosas, aos 33 minutos, quando Ricardo Barros atirou de fora da área para Ivo defender para a frente, surgindo Evandro Brandão, na recarga, a acertar no guarda-redes contrário.



Com o Leixões mais pressionante na fase final da primeira parte, Ricardo Barros (43) lançou na direita Medarious que na grande área foi empurrado por João Paulo, acabando o árbitro a assinalar penálti. Na conversão Breitner abriu o marcador.



Na segunda parte e já depois de Fábio Fortes ter entrado para aumentar as opções ofensivas do Penafiel na cobrança de um livre, Breitner (63) fez golo, mas o lance acabou invalidado por pretenso fora de jogo de Evandro Brandão.


Os  minutos finais foram de muito nervosismo no Estádio do Mar.A expulsão de Medarious, a cinco minutos dos 90, ainda gerou mais ansiedade entre os leixonenses, mas o resultado não se alterou, porque o a equipa de Francisco Chaló soube sofrer e de uma forma guerreira e muito unida segurou os três pontos que atrás de volta à corrida à 1ª Liga

Fotos de Anabela Delgado 


LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC