domingo, 26 de março de 2017

GDAN COM GRANDE CORAÇÃO NÃO PERMITE FUGA DO SÃO FÉLIX


GDAN trava festa do S. Félix da Marinha 
Jornada nº 23, do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. 
Complexo desportivo S. Félix da Marinha-Gaia

S. Félix da Marinha, 2º classificado, GD Aldeia Nova, 3º classificado, separados por 2 pontos, ingredientes mais que justiçáveis para um bom jogo de futebol que até começou bem com o Presidente do S. Félix a ceder parte da bancada coberta aos apoiantes da GDAN, pelo facto de estar a chover e haver crianças no meio da referida “Claque” que geralmente é constituída pelos familiares dos atletas, um ato de desportivismo e louvável. 

 Bastou 5 minutos para o caldo se entornar, Ema inaugura o marcador para o GDAN e naturalmente houve uma explosão de alegria e manifestação de contentamento por parte da claque do GDAN, para espanto geral e por ordem de 2 diretores do S. Félix foi pedida a presença da GNR para que fossem retiradas da bancada o pessoal do GDAN, motivo é que tinham cedido os lugares mas que não poderia haver manifestação nem alaridos na bancada, por momentos julguei que estava num recinto errado, num cinema, Igreja ou coisa parecida e não num campo de futebol. 
O bom senso das forças de segurança prevaleceu e o pessoal afeto ao GDAN manteve-se no lugar abrigado na bancada. 
É de lamentar a continuidade provocadora por parte dos 2 diretores e de sua insistência para a retirada do pessoal da Aldeia Nova da bancada, quando a sua conduta deveria ser o contrário, é que a grande maioria do pessoal do S. Félix não se sentia incomodado e estavam borrifando para o assunto. 

Quanto ao jogo, pode se dizer que o GDAN entrou em campo não com o equipamento desportivo mas sim com fato de trabalho, sabendo que não poderia perder e jogando em casa de um adversário fortíssimo, a única arma possível de sucesso seria UNIÃO e SACRIFICIO COLECTIVO e isso sim foi demonstrado e conseguido. 
Ema aos 5 minutos inaugura o marcador, contudo mal os festejos tinha terminado o S. Félix na marcação de uma grande penalidade empata o jogo. 
Caso do jogo aconteceu ao minuto 20 com uma entrada há Kung Fu por parte do guarda-redes do S. Félix (desnecessária) sobre o avançado GDAN Zé Paulo, resulta na expulsão do mesmo. 
A jogar com 10 elementos e em contra ataque, na marcação de um livre o S. Félix faz o 2 a 1 e sai para o intervalo como vencedor. 
Ao minuto 25, o momento infeliz do jogo com Pedro Rosas a sair lesionado e ter que ser transportado para o hospital. (Aguarda-se boas noticias). 

2ª parte começou com um GDAN a jogar dentro do meio campo adversário e a mostrar que o resultado não interessava para os seus objetivos e nem era o pretendido, apoiado por uma claque entusiasmada que sempre acreditou e puxou pela equipa, viu o seu momento de Explosão de alegria quando Simão empata o jogo. 
Até a final da partida viu-se um GDAN a procura do golo da vitória e um S. Félix a defender e a utilizar excessivamente o anti jogo, justificação para os 10 minutos de compensação dada pelo árbitro. 
Um empate que soube a muito pouco ao GD Aldeia Nova, uma equipa e uma claque que DIGNIFICARAM o emblema que representam, TODOS FORAM ENORMES E UNIDOS. 

Arbitragem; Arbitro principal a fazer uma arbitragem aceitável mas mal auxiliado pelos fiscais de linha. 
Golos do GDAN; Ema e Simão T
reinador GDAN: João Rosas 
GDAN; Guilherme – Alex – Sérgio - Braga – Gonçalo – Quintas - Alessandro – P. Rosas – D. Rosas – Ema - Zé Paulo Supl; Vitor – Yan – Simão – Simeão – Chico - Xincas – J. Paulo

Manuel Sá 

RESULTADOS E PONTO DA SITUAÇÃO

PROVAS DA A F PORTO 
Resultados
LEÇA 2 VALADARES 1
GONDIM 0 LAVRENSE 3
PERAFITA 1 NUN´ÁLVARES 1
ALFENENSE 1 LEÇA DO BALIO 0
ÁGUAS SANTAS 2 CUSTÓIAS 0
OS LUSITANOS 1 ARCOZELO 2
SÃO FÉLIX 2 ALDEIA NOVA 2
SENHORA HORA 2 S CRUZ 0

 APÓS ESTA JORNADA CONCLUÍDA
As ilações a tirar são as seguintes:

Leça e Lavrense vão dando continuidade ao bom trabalho produzido durante a 1ª fase e vão vencendo os seus adversários na fase de manutenção. Padroense que folgou esta tarde, continua focado na fugida a uma eventual descida, mantendo-se no lugar do paly off de manutenção/despromoção 

O Infesta que goleou o Vila FC em casa deste está bem posicionado para discutir a subida direta , sendo que tem ainda outra hipótese, ou seja os lugares de play off de subida à Elite. O Perafita que empatou com um golo de Tiago Loureiro em casa frente a outro candidato, está tranquilamente instalado não descurando a eventual subida através do play off. Leça do Balio ao perder esta tarde em Alfena por uma bola zero continua na luta desesperada para fugir da zona de despromoção 

 Custóias ao perder com dois golos sem resposta em Águas Santas hipotecou as hipóteses de subida à Honra, os Lusitanos que perderam esta tarde no seu reduto frente ao Arcozelo, está na iminência de baixar à 2º divisão, só um milagre pode salvar a turma de Santa Cruz do Bispo . 

Aldeia Nova que empatou a dois golos no terreno do São Félix da Marinha, e mantem o foco n a passagem à fase seguinte que lhe poderá dar direito a subir à 1ª Divisão, o Senhora da Hora venceu em casa o SP da Cruz e aproximou-se do vizinho de Perafita mas está longe dos lugares de acesso a fase seguinte

segunda-feira, 20 de março de 2017

RESULTADOS E PRÓXIMA JORNADA


Resultados
LEIXÕES 1 SPORTING B 2
LAVRENSE 1 PADROENSE 0
AVINTES 2 INFESTA 2
LEÇA DO BALIO 1 ATAENSE 1
D SANDINENSES 1 PERAFITA 1
CUSTÓIAS 2 OS LUSITANOS 0
ALDEIA NOVA 9 ESCOLA 115 0
S PEDRO FINS 3 SENHORA DA HORA 1

Próxima jornada
34 ª Jornada da Ledman Ligapro
AC VISEU X LEIXÕES
Divisão d´Elite serie 1 jornada 2 fase de Manutenção
LEÇA X VALADARES
GONDIM X LAVRENSE
PADROENSE (Folga)
Divisão de Honra Jornada 24
ALFENENSE X LEÇA DO BALIO
PERAFITA X NUN´ÁLVARES
VILA FC X INFESTA

1ª Divisão Serie 1 Jornada 23
OS LUSITANOS X ARCOZELO
ÁGUAS SANTAS X CUSTÓIAS

2ª Divisão Serie 1 Jornada 23
S. FÉLIX DA MARINHA X GD ALDEIA NOVA
SENHORA DA HORA X SPORTING CRUZ

Balanço: As equipas de Matosinhos, à entrada da recta final das competições, estão de uma forma global entre as variadas situações (subida, manutenção, descida)
Leixões, Leça do Balio e Lusitanos de Santa Cruz, encontram-se de uma forma pouco confortável para atingir a manutenção, correndo sérios riscos de despromoção.
Padroense FC está instalado num lugar preocupante (play off de manutenção).
Confortavelmente instalados encontra-se Leça, Lavrense, Custóias, Perafita e Senhora da Hora, sendo que os senhorenses estão fora do objectivo que passava pela promoção.
Perafita e Custóias, ainda sonham com a promoção direta ou através do play off de acesso.

Aldeia Nova, FC Infesta, podem e devem manter a chama bem viva, pois tem tudo para continuar focados na tão almejada promoção.  

PERAFITA COM DEZ CEDE NO CAIR DO PANO


Divisão de Honra A F Porto Jornada 23
Estádio dos Dragões Sandinenses – Sandim – Gaia
Árbitro: Miguel Fonseca
Cartão vermelho a Fradinho (40)
D. SANDINENSES 1 FC PERAFITA 0
Ao intervalo, 0-0 Golos Carlitos (84)

D SANDINENSES: Xavier, Preto (Rafa 60), Rui Sousa, Dani, Gomes (Quinzinho 76), Estrela, João, Martins, Hélder (Henrique 76), Carlitos e Rúben. Treinador Ricardo Jorge

FC PERAFITA: B. Monteiro, Pelé (Nogueira 85), Fradinho, Morgado, Rui Barros, Queimado (Ivo 35) Marco Fafiães, Barbosa, Fábio Loureiro, Gabi (João 20), Chico (Zuca 82). Treinador Paulo Gentil.

Jogo entre duas equipas separadas apenas por um ponto, bem posicionadas na tabela classificativa.
Previa-se um jogo de grau de dificuldade elevado para os perafitenses, que mais elevado se tornou a partir do minuto 40 altura da expulsão do centra perafitense, Miguel Fradinho.
Numa primeira parte bem disputada com oportunidades repartidas, pertenço mesmo a mais flagrantes a turma de Paulo Gentil.
No segundo tempo e reduzido a dez a turma de Matosinhos encurtou espaços, reduzindo a distancia entre linhas com o intuito de conseguir pelo menos não perder o jogo. Mas a 4 minutos do fim, Carlitos não o permitiu, acabando com a resistência perafitense dando os três pontos à sua equipa.

Próxima jornada o conjunto de Matosinhos, recebe no seu reduto outro candidato à subida (Nun`Álvares)

Foto D. Sandinenses 

domingo, 19 de março de 2017

DURO CASTIGO E IMERECIDO PARA O LEIXÕES


33.ª Jornada da Ledman Ligapro
Estádio do Mar, em Matosinhos.
Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto).
Leixões 1 Sporting B 2
Ao intervalo: 0-0. Golos Rafael Barbosa,(59) Bruno Lamas, (81).Jovane,(84).

 Leixões: Ricardo Moura, André Teixeira, Silvério, Bruno China, Lucas, Salvador (Tino, 61), Abalo, Fati (Miguel Ângelo, 74), Fatai, Ludovic (Bruno Lamas, 46) e Porcelis. Treinador: Daniel Kenedy. 

Sporting B: Pedro Silva, André Geraldes, Kiki, Ivanildo Fernandes, Ricardo Esgaio, Bubacar, Delgado (Jovane, 78), Aouacheria (Edu, 87), Ryan Gauld, Rafael Barbosa e Leonardo Ruiz (Ronaldo, 70). Treinador: Luís Martins.

 Rafael Barbosa inaugurou o marcador perto da hora de jogo, respondendo Bruno Lamas ao minuto 81, antes de, na cobrança de um livre direto, Jovane dar a vitória aos leões. O Leixões que nos últimos três jogos não foi além de empates, perdeu em casa o que torna as coisas da manutenção mais difici de conseguir.
 Jogando de pé para pé, os leões quase chegaram ao golo ao minuto 10, quando Ryan Gauld, após uma assistência de Leonardo Ruiz, rematou por duas vezes para outras tantas defesas de Ricardo Moura. Com um futebol por vezes trapalhão, nem por isso o Leixões deixou de criar perigo, tendo Ludovic (19') surgido na área a assistir Fatai para uma emenda para o ar. Numa fase de maior pressão, a equipa da Matosinhos ficou outra vez perto de marcar, num lance em que Fatai (32') da esquerda colocou a bola em Bruno China, que assistiu para a emenda de Silvério, novamente sobre a barra.
 O Sporting B adiantou-se no marcador contra a corrente do jogo, ao minuto 59, com Rafael Barbosa a 'encher o pé' na área, correspondendo a um cruzamento da direita de Ruiz. A reação do Leixões produziu efeitos ao minuto 81, quando Bruno Lamas aproveitou um ressalto e rematou de pé esquerdo, fazendo a bola entrar no ângulo superior direito da baliza de Pedro Silva.A resposta surgiu num livre direto de Jovane (84'), a cerca de 30 metros da baliza, sem hipóteses para Ricardo Moura. 

Foto Marco Fragateiro

 Lusa

LAVRENSE VENCE DÉRBI DE MATOSINHOS COM JUSTIÇA


Jornada 1 Divisão D´Elite serie 1 fase de Manutenção/Despromoção
Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro Rui Fangueiro
LAVRENSE 1 PADROENSE 0
Ao intervalo 0-0 Golo Ramos (77`)

LAVRENSE: Zé Pedro, Ramos, Palheira, João Magalhães e Abílio; Ruizinho, Wendel e Zé Campos; Tiago Carvalho (Carlitos 71) , Cheta (Couto 80) e Kaká. Treinador António Gaiteiro

PADROENSE: João Matos, João Pinto, Fábio, Meneses e Taipa; Ivan, Medeiros , Mesquita, Pedro Oliveira, Lutchindo (Alex 75)  e Cacheira (Ricardo 75`). Treinador Prof.  João Costa

Bonita tarde de sol mas com muito vento à mistura, o que dificultou ambas as equipas na apresentação de futebol mais bem jogado. No entanto foi um dérbi muito disputado em que o fair play foi a nota dominante.
No primeiro tempo o equilíbrio foi patente, onde destacamos aos  6 e 7 minutos dois remates muito perigosos do conjunto Lavrense, 1º Tiago Carvalho e 2º Zé Campos. À passagem do quarto de hora, Medeiros faz tudo bem, só que em boa posição tira mal as medidas à baliza de Zé Pedro e bola sai por cima. Aos 18 minutos Cheta cai na área, na sequência de uma lance imprudente dos defensores do Padrão, mas Rui Fangueiro árbitro do encontro bem colocado nada assinala. Jogo de parada e resposta sem grandes lances de perigo e o intervalo chegou.

No segundo tempo e com o vento a favor, a equipa da casa tem uma entrada bem superior ao conjunto visitante. 50 minutos a equipa do Padroense pede grande penalidade, num lance quanto a nós furtuito (bola ressalta para a mão de Cheta depois de cortada por Palheira). 57 minutos Meneses faz falta dentro da área de rigor sobre Tiago Carvalho mas o árbitro transforma em livre fora da área que Zé Campos cobrou magistralmente mas João Matos responde com a defesa da tarde. Aos 63 Kaká isolado pelo pontapé de Zé Pedro a favor do vento atira fraco ao lado. Praticamente na resposta Mesquita quase faz golo, mas encontra bem posicionado Zé Pedro. 70 minutos em joga de insistência Cacheira fica perto do golo. Aos 77 minutos e despois da insistência no ataque do conjunto Lavrense Ramos em posição duvidosa e na sequencia de um pontapé de canto recebe a assistencia de Palheira e de cabeça faz o único golo da partida. Até ao fim a equipa do Padroense tentou o pressing sobre a defensiva Lavrense, mas esbarrou na defensiva da turma da casa que em contra ataque também ia ameaçando.

Resultado justo com uma arbitragem com alguns erros de apreciação. 

sábado, 18 de março de 2017

GDAN “ESMAGA “ ESCOLA FUTEBOL 115


GDAN dá goleada de 9 a 0 a AEF 115
Jornada nº 22, do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. Complexo desportivo do GD Aldeia Nova-Perafita
Num dia magnifico para a pratica de futebol a equipa do GDAN apresentou-se em campo com um único objetivo, conquistar 3 pontos. O fator casa e diferença classificativa eram argumentos  mais que suficiente para que a equipa da casa fosse classificada como favorita do jogo. Salvaguardando erros do passado o GDAN entrou forte e não dando qualquer hipótese ao seu adversário cedo começou a construir o que seria a goleada da tarde. O resultado final de 9 a 0 não deixa qualquer dúvida e espelha bem a diferença futebolística entre as duas equipas, um GDAN ainda com uma palavra a dizer quanto á luta pelo apuramento para a subida de divisão e a AEF 115, uma equipa que sempre procurou praticar o seu futebol com enorme fair-Play, aliás uma característica do seu treinador mister Freitas.
Golos do GDAN;  Chico (2) – Zé Paulo (2) – Simeão (2) - Ema – Sérgio - Joca
Treinador GDAN: João Rosas
GDAN; Vítor – Alex – Sérgio - Braga – Gonçalo – Chico - Alessandro – P. Rosas – D. Rosas – Ema - Zé Paulo

Supl; Guilherme – Quintas – Yan – Simão – Simeão – Joca  - Filipe

Manuel Sá 

PRÉMIOS MITCHFOOT 2017 CONHEÇA TODOS OS NOMEADOS

À semelhança do vem acontecendo desde há 6 anos consecutivos a esta parte, este ano não foge à regra. O Blogue Mitchfoot Futebol de Matosinhos (BMFM) vai dar início à eleição para as diversas categorias do futebol sénior de Matosinhos no dia 1 De Abril  e vai decorrer até ao dia 30 de Abril 2017

Prémios 2016/2017
Vão a eleição pelos seguidores do BMFM


MELHOR JOGADOR
João Rodrigues, André Ribeiro e Mário Campo Grande FC Infesta
Diogo Pedras Leça FC
Bruno Lamas, André Teixeira Leixões SC
Pedro Gomes Leça do Balio
Marcos Medeiros Padroense FC
Tiago Carvalho, Zé Campos UD Lavrense
João Branco SC Senhora da Hora
Marco Fafiães FCPerafita


MELHOR GUARDA-REDES
Miguel Ângelo FC Infesta
João Matos Padroense FC
Bruno Monteiro FC Perafita
Diogo Silva Leça FC 
Tiago Moniz Custóias FC


JOGADOR REVELAÇÃO
David Custóias FC
Queimado, Chico FC Perafita
João Lucas Leixões SC
Fabinho OS Lusitanos
Diogo Sousa FC Infesta


JOGADOR MATOSINHENSE
Miguel Granja (Bura) AC Viseu
Hugo Moedas, Vítor Andrade Pedrouços AC
Ricardo Rocha Sport Comércio Salgueiros
Ricardo Pinto SC Esmoriz
Luis Silva Belenenses/Cova da Piedade
Hélder Sousa CD Trofense
Pedras Maia Lidador
Humberto Silva, Viana FC Avintes

Serão atribuídos automaticamente pelo responsável do BMFM os prémios:
GALARDÃO DE HONRA AO MÉRITO DESPORTIVO
Augusto Mata (Treinador de futebol)
PERSONALIDADE DO ANO
Joaquim Ventura (presidente da ACCM)
TREINADOR DO ANO
EQUIPA DO ANO
FIM DE CARREIRA 

segunda-feira, 13 de março de 2017

BALANÇO QUANDO ENTRAMOS NA FASE DECISIVA.


Quando já cumpridos três terços dos diversos campeonatos da AF Porto em que estão inseridos os clubes de Matosinhos, o balanço é mais ou menos positivo verificando-se o posicionamento dentro de todas as  situações e objectivos.

Divisão D´Elite, Leça FC, UD Lavrense e Padroense FC, não conseguiram atingir a fase de promoção, partindo agora para um campeonato (fase de permanência/despromoção 10 jogos) com a metade dos pontos alcançados na primeira fase. Sendo que partem com uma almofada de pontos que lhe permitem encarar esta fase com bastante optimismo.

Quando caminhamos para entrar nas decisões, da Divisão de Honra (faltam 8 jogos para o final) Infesta, Perafita mantem-se na luta pela promoção à Elite.
 Os azuis e brancos de São Mamede, tem pautado o seu campeonato pela consistência de resultados e com exibições a condizer, é uma equipa com bastante equilíbrio entre os seus sectores como provam os números alcançados até à 22 ª Jornada (35 marcados e 19 golos sofridos, sendo o 2º melhor ataque da prova, só superado pelo Ermesinde e a 3ª melhor defesa) 10 vitórias e 9 empates e apenas 3 derrotas. Jorginho o técnico tem mostrado capacidade de liderança e conseguiu incutir no seio do grupo uma cultura de vitória que deixa a antever e apesar da forte concorrência que a divisão d´Elite pode ser o próximo passo.
Os azuis e branco de Perafita, que depois de um inicio ameio gás, talvez por ter sentido um forte abalo, ao desperdiçar duas chances de repescagem para ficar na divisão maior da AF Porto, tem semana a semana tem vindo a subir os níveis de confiança, e degrau a degrau tem subido ligares na tabela classificativa. Encontrando-se no 7º posto a apenas três pontos do lugar de acesso ao play.off de promoção.
Ao contrário da turma de Perafita, o D Leça do Balio, tem vindo a descer até ao ponto de ocupar um lugar bastante perigoso no que à despromoção diz respeito, os baliense que são estreantes na prova,  já mudaram de comando técnico, prometeram bastante no inicio, mas tem vindo a cair principalmente quando passaram a jogar em casa emprestada por motivos de colocação de novo piso sintético no complexo desportivo de Leça do Balio.

Na 1ª Divisão e quando já realizadas 21 jornadas, Custóias e os Lusitanos de Santa Cruz lutam por objectivos diferentes. 
A equipa do Custóias que chegou a ser uma cliente habitual do pódio, tem vindo nos últimos jogos a perder algum fulgor, e vê cada vez mais difícil voltar a ocupar os lugares que lhe permitam ascender à Divisão de Honra (9 pontos separam os custóienses do 2º cl. Balasar)
Em Santa Cruz do Bispo, mora a preocupação, a equipa que já mudou de comando técnico por duas vezes, não consegue encontrar o caminho da tranquilidade e está posicionada no cauda da tabela tendo atras de si só a equipa do Torrão, 5 pontos separam os aurinegros do Perosinho, clube gaiense que ocupa o ultimo lugar de permanência.


Na 2ª divisão Serie 1 GD Aldeia Nova e SC Senhora da Hora, tem vindo a fazer um campeonato nivelado por cima, alternando constantemente a posição nos lugares cimeiros (objectivo fase de promoção) Os Perafitenses mais confortáveis estão apenas a 2 pontos do 2º cl. São Feliz da Marinha, os senhorenses complicaram as contas (6 pontos separam o SCSH do objectivo) no passado domingo, ao ceder 3 pontos em casa frente ao Gervide uma equipa sem grande ambições nesta divisão. Quando Faltam 5 jogos para terminar a 1ª fase, ambos os clubes matosinhenses mantem as legitimas as suas aspirações.

PERAFITA CEDE EM CASA MAS CONTINUA FOCADO


Divisão de Honra Jornada 22
Estádio do Perafita – Matosinhos
Árbitro, Rui Fangueiro
Cartão Vermelho Zé Augusto (90+7)
PERAFITA 0 AVINTES 1
Ao intervalo, 0-0, golo Jonas (90+6)

FC PERAFITA: Bruno Monteiro, Pelé, Zé Augusto, Fradinho, Morgado Queimado (Ivo Miguel 90+4), Marco e Gabi, Barbosa (João Paulo 74), Chico e Tiago Loureiro. Treinador Paulo Gentil

AVINTES: Humberto, Bruno, Paulo Freixo, Viana, Serginho (Hugo Figueiredo 72) Vitinha, Avelino (Jonas 72), Djaló, Oliveira, Renato e Gomes. Treinador Paulo Alexandre.

A equipa do FC Perafita, que teve um inicio da competição algo frouxa, a denotar algum desanimo afectada talvez por não ter aproveitado as sucessivas hipóteses para se manter na Elite, tem vindo  a fazer um recuperação simplesmente notável, fruto das exibições bastantes consistentes, dando clara evidencia que a equipa está viva assumindo-se uma das candidatas à subida de divisão, seja ela directamente ou através do play.off

No encontro deste Domingo, a nota mais dominante foi o equilíbrio patenteado. Tanto a turma de Paulo Gentil, como a orientada por Paulo Alexandre, criaram chances para marcar. O jogo que nem sempre bem jogado, fruto talvez pelo forte vento que se fez sentir, Tanto poderia ditar um vencedor para um lado como para o outro, sendo que o brinde saiu para aos forasteiros no período de descontos Com o golo apontado por Jonas ao cair do pano, e tirando partido da derrota do Ermesinde em Gaia, o Avintes assume a liderança da prova.  

domingo, 12 de março de 2017

COM ARBITRAGEM POLÉMICA LEIXÕES CEDE EMPATE NO MAR



31.ª jornada da Ledman Ligapro 
Estádio do Mar 
Árbitro Nuno Almeida (AF Algarve) 
Cartão vermelho a Quim por acumulação (81) 
LEIXÕES 1 DESPORTIVO DAS AVES 1 
Ao intervalo, 0-1 Golos Erivaldo (9) Porcellis (83 gp) 

 Leixões: Ricardo Moura, André Teixeira, Silvério, Wellington (Miguel Ângelo, 52), Lucas, Abalo, Bruno Lamas (Leonel Enguene, 74), Bruno China, Fatai (Tino, 52), Fati e Porcelis. Treinador: Daniel Kenedy. 

Desportivo das Aves: Quim, João Amorim, Tiago Valente, Romaric, Nélson Pedroso, Luís Alberto, Tarcísio (Bruno Alves, 80), Erivaldo (Zé Tiago, 60), Pedró, Guedes e Femi (Marco Pinto, 83). Treinador: José Mota. 

 Erivaldo colocou os visitantes a vencer, aos 9 minutos, respondendo Porcelis, na segunda parte, aos 84', de penálti, do qual resultou a expulsão de Quim, que deixou o Aves com dez jogadores em campo. 
 A equipa da Vila das Aves, cedo se colocou a vencer, chegando ao golo na sequência de um pontapé de canto que fez a bola chegar ao segundo poste, de onde Luís Alberto assistiu Erivaldo para o 1-0, lance muito consentido pela defesa leixonense, Welington encostado a Ricrado Moura coloca o avançado avense em posição regular. Assentando o seu jogo ofensivo na velocidade de Femi, a equipa visitante perturbava o Leixões sempre que este tentava a resposta e, também por isso, apenas ao minuto 20 Quim foi incomodado. Na cobrança de um livre direto, Bruno Lamas obrigou o guarda-redes avense a defesa apertada para fora, com Quim a ter de voltar a aplicar-se no minuto seguinte, quando Abalo tentou a sorte de fora da área. 

Há cinco jogos sem vencer, mas, em caso de vitória, com a possibilidade de sair da zona de despromoção, o Leixões surgiu mais ousado na segunda parte mercê da alterações proferias por Daniel Kenedy, que diga-se “ meteu a carne toda no assador. Aos 59 minutos, Porcelis viu o empate ser anulado por alegada mão na bola, após um livre de Bruno Lamas, e a polémica aumentou quando, aos 75 minutos, na pequena área, Quim agarrou uma bola atrasada com o pé por Nélson Pedroso, sem que o árbitro assinalasse algo. Aos 81 minutos, Quim derrubou Tino na área, viu o segundo cartão amarelo e acabou expulso. Na conversão do penálti, Porcelis fez o empate, resultado que mantém o Leixões no 21.º e penúltimo lugar da classificação. 

 Arbitragem foi a pior equipa sobre o relvado do Mar “casos “com prejuízo claro para a turma de Matosinhos, inclusive o tempo dado de descontos (3) foi escasso para o tempo que se perdeu, sobretudo na expulsão do guarda redes avense. No golo anulado a Porcellis por mão na bola (?) o brasileiro no final do jogo incrédulo disse "não estou em fora de jogo" quando o que foi marcado foi mão na bola ( não aconteceu) a ser verdade ficaria aqui um amarelo por mostrar, mas o juiz que acompanhou o ataque leixonense no segundo tempo, só teve a preocupação de anular um golo (limpo) à turma de Matosinhos

GDAN 3 GONDIM MAIA B 1 PERAFITENSES CONTINUAM FOCADOS

GDAN continua na luta.
Jornada nº 21, do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. Complexo desportivo do GD Aldeia Nova-Perafita
GD Aldeia Nova e Gondim Maia entraram em campo com um inimigo em comum, o VENTO, um de dia sol mas com nortada característica da zona.
O jogo até começou bem para o Gondim-Maia que tinha o jogo equilibrado e que a meio da 1ª parte inaugurou o marcador, contudo passados poucos minutos viu um seu jogador a ser expulso, o que seria o retrocesso de um bom começo. Como seria de esperar o GDAN aproveitando o facto de estar a jogar contra 10 e tirando partido do fator casa começou a empurrar o seu adversário para o seu meio campo e o perigo praticamente só rondava a baliza do Gondim-Maia, que consegui-o resistir até o intervalo na condição de vencedor.
A 2ª parte seria a continuação dos minutos finais da 1ª, GDAN a pressionar e o Gondim-Maia a defender até que surgiu o momento do jogo e a revirar volta do mesmo Ema dispara do meio da rua e faz um golo de magnifico, seria o começo da derrocada defensiva do Gondim, Zé Paulo, artilheiro principal do GADN ao fazer o 2 a 1 retira qualquer esperança ao GM e Quintas mata o jogo e restabelece o resultado final em 3 a 1.
Um jogo em que a vitória do GDAN não deixa quaisquer dúvidas.
Aproveito para desejar rápidas melhoras ao GR do Gondim-Maia, que em choque casual saiu lesionado do recinto de jogo e saúdo o regresso do capitão do GDAN “Braga” após longa paragem por lesão.
Golos do GDAN;  Ema, Zé Paulo e Quintas 
Treinador GDAN: João Rosas
GDAN; Guilherme – Berna – Sérgio - Braga – Xincas – Quintas - Alessandro – P. Rosas – D. Rosas – Ema - Zé Paulo
Supl;  Vítor – Alex – Yan – Simão – Simeão – Joca  - Chico


Manuel Sá 

segunda-feira, 6 de março de 2017

BIS DE PORCELLIS SÓ DEU EMPATE


Jornada 30 da Ledman Liga pro
Estádio Cidade de Barcelos 
Árbitro - Tiago Martins (Lisboa)
Cartão vermelho ao treinador Álvaro Magalhães (59).
GIL VICENTE 2 LEIXÕES 2
Ao intervalo, 2-1. Golos: Porcellis (8 e 82) Paulinho (23) Alphonse (33)

GIL VICENTE: Júlio, Sandro, Yan Victor, Luiz Eduardo, Henrique, Reko, Alphonse /Dybal 73), Aguinaldo (Pedro Marques 14), Paulinho, Avto (Touré 76) e Hugo Firmino. Treinador Álvaro Magalhães.
LEIXÕES: Assis, André Ferreira, Welington, Silvério e Lucas; Salvador, Abalo (Tino 67), Miguel Ângelo (Bruno Lamas 46), Porcellis, Fatai (Cadú 88) Fati. Treinador Daniel Kenedy.

A equipa de Matosinhos, empatou a dois um jogo em que poderia e deveria vencer tal foi a sua superioridade no segundo tempo.
Sedentos de pontos, os Matosinhense começar melhor e chegaram ao golo (e que golo) do ponta de lança brasileiro, Porcellis. A vantagem matosinhense durou pouco, pois ainda perto da meia hora de jogo, já os gilistas tinham dado a volta ao marcador, primeiro por Paulinho e depois por Alphonse.
No segundo tempo e já com Bruno Lamas em campo, a equipa orientada por Daniel Kenedy foi mais audaz e com futebol muito ofensivo encostando praticamente os gilistas às cordas, justificando o empate e bem que poderia e merecia trazer os três pontos.

Conferência de imprensa
Álvaro Magalhães: Estivemos muito bem no primeiro tempo, e poderíamos fazer o terceiro golo. Estamos no bom caminho!

Daniel Kenedy: O resultado está longe de ser justo. A única equipa que jogou para ganhar fomos nós, a equipa que conseguiu mais ocasiões para marcar fomos nós. Aliás o segundo golo do Gil parece-me procedido de falta. Tudo fizemos para alcançar os três pontos, acabamos o jogo com três pontas de lança.  

EMPATE QUE SERVIU PRETENSÕES MAIATAS

Jornada 26 da Divisão d´Elite AF Porto
Complexo Desportivo Municipal de Lavra
Árbitro João Lamares.
UD LAVRENSE 0 MAIA LIDADOR 0

UDL: Zé Pedro, Ramos, João Magalhães, Ferreira e Abilio; Ruizinho, Wendel e Zé Campos, Tiago Carvalho, Kaká e Carlitos (Mesquita 72). Treinador António Gaiteiro

MAIA LIDADOR: Rui Costa, Vasco Nogueira, Ricardo Correia, Lico, Dinando (Leandro 90+2), Romário (Marmelo 90+2) Mateus (Sérgio Pereira 90+2) Pedras (João Almeida 12), Pedro Rocha, Hugo Teixeira e Jorge (Diogo Preto 66). Treinador Pedro Ferreira.

A equipa Lavrense cedeu um empate em casa frente ao Maia Lidador que com este empate garantiu a presença na fase de subida.

Num encontro em que a turma de Matosinhos, fez mais por merecer os três pontos, tendo Kaká e Tiago Carvalho desperdiçado soberanas oportunidades para marcar. A equipa de António Gaiteiro lutou sempre pelos três pontos ao contrário da equipa de Pedro Ferreira, que montou a equipa com uma boa organização defensiva a pensar no ponto que lhe levaria à disputa na fase de subida, pois em caso de igualdade pontual levava vantagem no confronto direto com a equipa do Valadares. O Lavrense vai disputar a faze de manutenção/despromoção vendo a sua pontuação obtida nesta fase reduzida para metade dos pontos, ou seja dos 34 pontos alcançados o Lavrense parte com 17 pontos, num modelo que beneficia claramente quem menos pontos conseguiu na primeira fase deste controverso campeonato da divisão maior da A F Porto.

sábado, 4 de março de 2017

GDAN GOLEIA À MODA ANTIGA


MARCHAL GOMES DA COSTA 2 GD ALDEIA NOVA 6
Goleada á moda antiga
Jornada nº 20, do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. Campo do Srª da Hora, casa emprestada ao Marechal Gomes da Costa.
Se o favoritismo do jogo MGC x GDAN recaia no visitante, o mesmo não dececionou os seus apoiantes e simpatizantes praticando uma boa e segura exibição, bastou 10 minutos para começar o que acabaria em goleada á moda antiga.
Com uma entrada forte, com um futebol atrativo e bem delineado o GD Aldeia Nova entrou e tomou conta das rédeas do jogo não dando qualquer hipótese de reação ao seu adversário. Com os sector defensiva a controlar o jogo, o meio campo a servirem bem a linha avançada, que contou com uma tarde inspirada de Zé Paulo que em 45 minutos faz um Hat-trick  o GDAN chega ao intervalo a vencer por 4 bolas a 1. Com a postura exibicional das duas equipas, verificado na 1ª parte, pode-se dizer que a 2ª parte do jogo iria decorrer com uma questão, o numero de golos relativa ao resultado final, é que seria a grande incógnita.
Resultado final 6 para o GDAN, 2 para o MGC, resultado sem qualquer duvida de justiça pelo bom futebol praticado pelos vencedores. Uma palavra para o MGC que nunca abdicou da luta e jogando sempre o seu futebol com enorme Fair-play.

Golos do GDAN  Zé Paulo (3), Quintas (1), Ema (1) Alessandro (1)
Treinador GDAN: João Rosas
GDAN; Guilherme – Berna – J. Paulo – Quintas– Gonçalo – Alessandro – J. Rosas -  D: Rosas – Ema - Zé Paulo – Simeão

Supl;  Vítor – Alex – Xincas – Sérgio – Simão – Ian – Joca

Manuel Sá 

sexta-feira, 3 de março de 2017

JORGE TEIXEIRA DEIXA O COMANDO DA EQUIPA SENIOR DO SANTA CRUZ


Jorge Teixeira já não é treinador de Os Lusitanos FC Santa Cruz, 12 jogos = a 12 pontos não convenceram os dirigentes auri/negros Recordo que Jorge Teixeira entrou à 7ª jornada (derrota em casa por uma bola zero frente ao Custóias) substituindo Albino Guerra e saiu à 19ª jornada também com uma derrota (2-5) frente ao líder Pedroso, num jogo em que a equipa de Santa Cruz, terminou reduzida a 8 elementos. 
A pedido dos dirigentes, Jorge Teixeira ainda aceitou estar sentado no banco dos suplentes frente ao Canelas 2010 (derrota 5-2), num jogo em que a equipa de Santa Cruz teve de recorrer ao adjunto (Rui Dias) para se equipar como jogador 
 Acompanham a saída do treinador o adjunto e treinador de guarda-redes Alex. No entretanto a direcção do clube de Santa Cruz do Bispo, já encontrou o substituto e a escolha recaiu em Filipe Borges. Em breve mais detalhes...

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

NO DUELO DECISIVO VALEU EFICÁCIA MAIATA


Divisão D´Elite Serie 1 – 25ª Jornada
Estádio Municipal Da Maia
Árbitro Gustavo Correia
MAIA LIDADOR 3 LEÇA FC 0
Ao intervalo, 1-0, golos Pedras (24 e 85) Romário (50)

MAIA LIDADOR: Rui Costa, Vasco Nogueira, Ricardo (Marmelo 86), Dinando, Mateus (João Almeida) Romário (Sérgio 86), Pedras (Diogo Preto 86), Lico, Pedro Rocha, Hugo Teixeira e Jorge Dias. Treinador Pedro Ferreira

LEÇA FC: Diogo, Joel (Jota 56), Noura, André Rocha (Borges 69), Paulo Lopes, Bruno Freitas, Marcos, Jair, Pedras, Pedro Areias, David (Álvaro 56). Treinador Domingos Barros.

Num jogo decisivo para ambas as equipas, o foco era a passagem à fase seguinte (subida) os Maiatos levaram a melhor, comandados por Pedras ex atacante leixonense, que abriu e fechou a contagem.
Num jogo muito calculista e equilibrado, foi Pedras que encontrou o caminho do golo, não perdoando uma falha da defensiva leceira.
A equipa do Leça, que só a vitória lhe interessava para poder aspirar à fase de subida, arriscou tudo no ataque, desperdiçando algumas boas chances para golo, e como quem não marca sofre, Romário dá duro golpe nas pretensões leceiras acabando praticamente com o jogo. Pedras a cinco minutos do fim sentencia o resultado, que diga-se muito pesado para o futebol produzido pelos leceiros.

Próxima jornada e última da primeira fase, os Leceiros recebem no seu reduto a equipa do Serzedo 

Foto FC Maia Lidador

domingo, 26 de fevereiro de 2017

GDAN DE VOLTA OS TRIUNFOS


GD Aldeia Nova volta às vitórias 
 Jornada nº 19, do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. Complexo desportivo do Aldeia Nova. 
Após 4 jornadas consecutivas sem conhecer o sabor da vitória e recebendo um candidato á subida era previsível que o jogo de hoje seria de extrema dificuldade para ambas as equipas. Com um começo equilibrado, sem grandes oportunidades de golo, em que o jogo era praticamente jogado a meio campo, seria o começo de um jogo monótono se Zé Paulo aos 25 minutos não desse um alerta de despertar ao inaugurar o marcador para o GDAN. Golo que serviu de tónica para as duas equipas e para o jogo em si, tornou-se mais agressivo, mais dinâmico e o perigo começou a rondar as duas balizar, praticamente em cima do intervalo o Sp Cruz empata a partida e deixa tudo em aberto para a 2ª parte. 

2ª parte começa com Zé Paula a bisar e a colocar novamente o GDAN na frente do marcador, logicamente a reação do Sp Cruz não se fez esperar e deu mostras da sua insatisfação quanto ao resultado subindo no terreno e tentando ocupar o meio campo do adversário, contudo seria mera tentativa, porque encontrou um Aldeia Nova que inteligentemente soube contrariar qualquer tentativa de reação, dominando e que por sua vez empurrou o Sp cruz para o seu meio campo, deixando a única alternativa ao seu adversário o contra ataque que também deu mostras de não funcionamento devido á atenção e bom desempenho por parte da defensiva do Aldeia Nova. Pelo futebol praticado, pela união e pelo querer o GDAN sai do seu terreno com um resultado justo e merecedor.

Resultado final GDAN 2 – Sp Cruz 1. 
Treinador GDAN: João Rosas 
GDAN; Guilherme – Berna – J. Paulo – Sérgio – Gonçalo – Alessandro – J. Rosas - D: Rosas – Ema - Zé Paulo – Simeão
Supl; Vítor – Alex – Xincas – Chico – Simão – Ian – Dani

Manuel Sá 

LEIXÕES PERDE EM CASA E COMPLICAM-SE AS CONTAS

Estádio do Mar, em Matosinhos.
29ª JORNADA DA Ledman Liga Pro
Árbitro: João Bento (AF Santarém).
Cartão vermelho direto para Buta (39)
Leixões 1 Benfica B 2.
Ao intervalo: 0-0.Marcadores: Heri, (48) minutos. Diogo Gonçalves (60) Miguel Ângelo (72) 

LEIXÕES Assis, André Teixeira, Silvério, Wellington (Tino, 71), João Lucas, Salvador, Bruno China (Miguel Ângelo, 61), Bruno Lamas, Ludovic (Fatai, 61), Fati e Porcellis. Treinador: António Carvalho por impedimento de Daniel Kenedy 

 BENFICA B: André Ferreira, Rodrigo Escoval (Pedro Amaral, 46), Rúben Dias, Ferro, Yuri Ribeiro, Pêpê, Florentino Luís, Buta, Heri, Diogo Gonçalves (Jota, 71) e Zé Gomes (Gedson, 57). Treinador: Hélder Cristóvão. 

 A primeira parte foi marcada pelo domínio dos locais, que dispuseram de oportunidades suficientes para construir um resultado volumoso ante um Benfica B que não soube ter bola, que jogou quase sempre longe de baliza e que viu Buta ser expulso. 
O ascendente da equipa da casa quase deu frutos aos 28 minutos, mas o árbitro anulou um golo “limpinho” a Porcellis (28), na sequência de um canto batido por Bruno Lamas, por fora de jogo de Bruno China, sem que este tocasse na bola antes desta entrar na baliza de André Ferreira 
Dominando no seu meio-campo defensivo, o Leixões foi crescendo no jogo e explorando a inexperiência do 'onze' dos visitantes, com o árbitro a entrar na senda de erros quando expulsou Buta (39), num lance em que atingiu com alguma violência Porcellis. 
A primeira parte não terminou sem nova polémica, quando Porcellis (42) reclamou falta cometida por 
Yuri Ribeiro na grande área. Heri, que protagonizara aos 33 minutos o único lance de golo das 'águias' na primeira arte, abriu o marcador para o Benfica B aos 48 minutos em lance de contra-ataque, lançado por Diogo Gonçalves. O contra-ataque do Benfica B foi letal e, numa inversão de papéis, Heri lançou Diogo Gonçalves para o 0-2, sobre a hora de jogo. A resposta do Leixões surgiu através de Miguel Ângelo (72), após canto, com o Benfica B a reclamar falta sobre o guarda-redes que não existe.

HATTRICK DE PEDRO OLIVEIRA E LOGO NA ESTREIA


25ª Jornada da Divisão d´Elite
Estádio do Padroense Futebol Clube
Árbitro Ricardo Carriço
PADROENSE 4 LAVRENSE 0
Ao intervalo, 2-0 Golos Pedro Oliveira (39, 40, 75) Lutchindo (50)

PADROENSE: Matos, João Pinto (Mateus 76), Fábio, Meneses e Taipa (Renato 66); Ivan, Medeiros e Lutchindo (Ricardo 66), Mesquita, Pedro Oliveira e Cacheira (Alex 76). Treinador João Costa

LAVRENSE: Tiago Oliveira, João Magalhães, Ferreira, Ramos e Abílio (Sousa 46); Wendel, Zé Campos e Couto (JP 76); Tiago Carvalho, Cheta (Kaká 46) e Carlitos (Ruizinho 46) . Treinador António Gaiteiro.

Com uma vitória justa e sem contestação a equipa orientada pelo prof. João Costa, cilindrou a equipa lavrense com uma goleada expressa pelo recente reforço Pedro Oliveira que fez um hattrick
Os homens da casa cientes que tinham que amealhar pontos para encararem a segunda fase de uma forma mais confortável, partiram para uma exibição categórica e cilindraram  a turma de Lavra  sem apelo nem agravo, tendo como protagonista o novo reforço pradoensista. Pedro Oliveira
A equipa de Lavra pareceu-nos claramente que não foi a jogo, em campo tiveram apenas as camisolas do clube de Lavra, tal foi a apatia e falta de discernimento, contrapondo claramente com que tem vindo a produzir desde a entrada de Gaiteiro ao leme.
O jogo resume-se aos golos, ficando-se a dever  maior expressão no resultado, muito por culpa do jovem guarda redes Tiago Oliveira  que se revelou muito à frente dos companheiros. 

Próxima jornada a equipa do Padrão vai viajar até Pedrouços e a equipa de Lavra recebe o Maia lidador fechando assim a primeira fase da competição .

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC