quarta-feira, 20 de setembro de 2017

NO MAR QUEM MANDA É O LEIXÕES!

1ª Jornada do Grupo D da Taça CTT (Liga)
Estádio do Mar, em Matosinhos
Árbitro: Hélder Malheiro (AF Lisboa).
LEIXÕES 1 PAÇOS DE FERREIRA 0
Ao intervalo 0-0 - Golo, Belima, (55)

LEIXÕES - YeerJeti, Jorge Silva, Wei, Ricardo Alves, Belly, Stephen, Amine, Bruno Lamas, Belima (Kukula, 73'), Derick (Youssouf, 10') e Okitokandjo (Saná, 87'). Treinador: João Henriques.

PAÇOS DE FERREIRA - Mário Felgueiras, Bruno Santos, Ricardo, Rui Correia, Francisco Afonso, André Leão (Mateus, 60'), André Leal (Welthon, 56'), Vasco Rocha, Mabil (Luiz Phellype, 70'), Xavier e Bruno Moreira.  Treinador: Vasco Seabra.

Um golo de Belima, no início da segunda parte, deu esta quarta-feira ao Leixões, da 2.ª Liga, a vitória por 1-0 sobre o primodivisionário Paços de Ferreira, na primeira jornada do Grupo D da Taça CTT.
Com as duas equipas a apresentarem muitas alterações em relação aos 'onzes' que alinharam no fim de semana, foram os 'castores' quem exibiu melhor futebol, dominando grande parte da primeira metade, período em que dispuseram de duas boas ocasiões para marcar.
Mabil (16') e Bruno Moreira (35') ficaram perto do golo, com ambos os remates a saírem muito perto dos postes, enquanto o Leixões, aos 34', dispôs de boa situação à entrada da área, quando Youssouf atirou cruzado ao lado do poste direito, após um raro contra-ataque.
Mais atento às perdas de bola da equipa visitante, o Leixões chegou à vantagem ao minuto 55, quando Stephen lançou na direita Okitokandjo, para um cruzamento em cima da linha de fundo, cuja emenda de Belima, no segundo poste, resultou em golo.
Por cima no jogo, o Leixões ficou perto do 2-0 quando Okitokandjo (68') saiu da marcação e atirou em arco de fora da área, levando a bola a embater no poste esquerdo. Cinco minutos volvidos, o mesmo jogador não aproveitou um deslize de Rui Correia, atirando para defesa de Mário Felgueiras.
Luiz Phellype (85') teve o empate nos pés num lance em que a defesa do Leixões deu espaço na área, mas o remate acabou por sair sobre o travessão, naquela que foi a fase de maior assédio dos pacenses. Um minuto depois, de livre direto, Welthon tirou tinta do poste esquerdo.

Foto Duarte Rodrigues

Lusa 

Conferencia de imprensa 
João Henriques treinador do Leixões 
"Ganhamos bem! Na segunda parte, criámos as únicas ocasiões de golo e penso que não há qualquer dúvida em relação à justiça deste resultado."

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

LAVRENSE SEGURA NULO ESTOICAMENTE



2ª jornada Da Divisão d´Elite Serie 1 AF Porto
Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro: Gustavo Correia
Cartão Vermelho a André Rocha e Organista Ambos do Lavrense (52`)
U DLAVRENSE 0 FC AVINTES 0
LAVRENSE: Mata, João Magalhães, Organista, André Rocha e Abilio; Ramos, Ruizinho, Trivelas (Rui Silva 85) e Nunes (Carlitos 53), Baiano (Grenha 53) e Tiago Carvalho. Treinador António Gaiteiro
FC AVINTES: Rui Martins, Dani (silva 60) Gomes, Renato, Bruno Duarte, oliveira (Luís 60) Freixo, Tiago (Eiras 69), Bruno Sousa, Mamadou (Pedro Sá 68) Ruben. Treinador José Manuel Ribeiro.
O Lavrense foi esta tarde uma equipa corajosa que jogando praticamente todo o segundo tempo com menos 2 jogadores aguentou a pressão dos Gaienses não permitindo que a sua baliza fosse violada.
Primeiro tempo com algum equilíbrio, com ligeiro ascendente da turma de Gaiteiro.
No segundo tempo a equipa de arbitragem, estragou por completo o desafio, ao minuto 52, marca penalti (muito duvidoso) e dá ordem de expulsão aos dois centrais Lavrenses (André Rocha e Organista).  O Lavrense a jogar com menos dois homens que o adversário, reajusta a sua equipa fazendo entrar Carlitos e Grenha, e solidifica mais o sector defensivo, explorando o contra ataque, dando por inteiro o domínio de jogo ao adversário. Numa jogada de contra resposta o guarda redes do Avintes saí da sua área jogando a bola com as mãos (fica por marcar livre à entrada da área e a consequente expulsão do redes) mas Gustavo correia manda jogar… Luís Mata não teve grande preocupação para segurar o nulo, dando instruções aos seu sector defensivo mais não fez do que segurar alguns cruzamento para a sua área.
Em sum um resultado que premeia a turma Lavrense que estoicamente jogou em inferioridade numérica quase 40 minutos de jogo se juntarmos o período de descontos dados pelo ´´arbitro do encontro

PERAFITA SOFRE GOLEADA À MODA ANTIGA


2ª jornada da Serie 1 Divisão de Honra AF Porto
Estádio Municipal  de Leça da Palmeira (Bataria)
Árbitro António Montenegro
PERAFITA 2 ARCOZELO 7
Ao intervalo, 0-2, golos, Moreira (35, 63 gp, 90+1) Rodrigo (45), Rafa (48) Fradinho (55) Nogueira (74) Mauro (76, 90)

PERAFITA: David, Rafa  (Costinha 46), Bambu (Paulo Santos 75),  Fradinho, Poças,  Cruz (Matos 46), JP, Barbosa, Negão (Jota 75),  Nogueira e Luís (Maravalhas 46). Treinador Tiago Ramos
ARCOZELO: Miguel Rodrigo (Fábio 70), Tiago Dias, Kaká, Pedrinha, Edu (Bruno 70), Henrique (Nico 46/ Rui Sousa 63), Lato, Moreira (Pedro Oliveira 83), Rafa e Mauro. Treinador Nuno Rangel

Jogo disputado fora do hatitat natural da equipa do FC Perafita (Obras no seu Estádio)
Pelo que podemos observar durante os primeiros 30 minutos, nada fazia prever o desfecho final do jogo que terminou com uma goleada à moda antiga. 30 minutos com algum equilíbrio , de parada e resposta mas nos 5 minutos finais o Arcozelo, dispôs de duas oportunidades e faturou ambas, indo para o intervalo com uma vantagem algo imerecida para o conjunto perafitense.
Os gaienses abriram o segundo tempo dando a machada final nas pretensões da turma de Tiago Ramos, Rafa faz o 0-3 e a partir daí tudo se complicou para turma da “casa”. Com a vitória praticamente sentenciada o Arcozelo viu ainda o Perafita reduzir e acalentar algum folgo para reentrar na discussão, só que Moreira que fez Hattrick faz o 4º da sua equipa aos 63`e “mata” definitivamente o jogo. Nogueira volta a reduzir para os perafitenses, mas Mauro tinha guardado um BIS e colocou o resultado final de 2-7, goleada à moda antiga.
Acontece! Nada saiu bem à equipa orientada pelo jovem treinador Tiago Ramos, do outro lado o Arcozelo que é uma boa equipa não tem um conjunto que justifique um resultado tão desnivelado frente ao Perafita.

 

EM LEÇA FATOR SORTE FOI DETERMINANTE



Estádio do Leça FC- em Leça da Palmeira
2ª jornada da Divisão d´elite AF Porto
Árbitro Armando Mendes
LEÇA 2 SC RIO TINTO 2
Ao intervalo, 0-0, golos Bruno Teixeira (65), Ramalho (77 e 83) e Boni (90+1)

LEÇA: Taha, Joel, Alex, Ramalho, Paulo Lopes, Jair, Miguel (Sérgio Pedras), Pedro Areias (Coutinho 88), João Castro (Pedro Pinto 69), Diogo Pedras, Jardel (Chico 89). Treinador Domingos Barros.

SC RITO TINTO: Matos , Simão, Jorge Pereira, Joel, Macieira, Andrezinho, Carlos Sousa (Diogo 58), Careca, Vitinha (Paulo 84), Bruno Teixeira (Boni 84), Maga (Ricardinho 58). Treinador Manuel Pinheiro.

Um jogo bem disputado com algum equilíbrio em que o fator sorte foi determinante para o desfecho do jogo.
O 1º lance de Perigo pertenceu a turma orientada por Manuel Pinheiro, Mas Vitinha não conseguiu bater o guardião Taha, Praticamente logo a seguir Diogo Pedras sofre falta para grande penalidade que Armando Mendes árbitro da Partida concedeu, Diogo Pedras na marca de 11 metros não aproveita e atira ao lado.
Os golos vieram no segundo tempo, primeiro Bruno Teixeira um jogador que já vestiu as cores leceiras dá vantagem aos visitantes…mas Ramalho em duas subidas ao ataque de igual modo bisa no encontro consumando a reviravolta no resultado…e quando tudo fazia prever que a turma leceira tinha na algibeira 3 pontos, eis que o recém entrado na partida Boni, marca superiormente um livre que culmina com o golo do empate.

domingo, 17 de setembro de 2017

RESULTADOS DO FUTEBOL DE MATOSINHOS


7ª jornada Ledman ligapro
U .MADEIRA 0 LEIXÕES 2
2º jornada Divisão d´Elite 
PADROENSE 2 MAIA LIDADOR 0
INFESTA 1 D SANDINENSES 1
LAVRENSE 0 AVINTES 0
LEÇA 2 SC RIO TINTO 2
2ª jornada Divisão de Honra 
PERAFITA 2 ARCOZELO 7
LEIXÕES B vs SC CANIDELO (ADIADO PARA DIA 1 DE NOVEMBRO )
CUSTÓIAS 3 BALASAR 1
GULPILHARES 4 LEÇA DO BALIO  0
2ª jornada 1ª Divisão 
SENHORA DA HORA 0 LUSITANOS 0
SC CAMPO 1 ALDEIA NOVA 0

ATÉ QUE EM FIM LEIXÕES VENCE FORA DO MAR (Evandro Brandão bisou)

7ª jornada da Ledman Ligapro
Estádio do Centro Desportivo da Madeira, na Ribeira Brava.
Árbitro: António Nobre (AF Leiria).
UNIÃO DA MADEIRA 0 LEIXÕES 2
Ao intervalo: 0-0.Evandro Brandão, (71 e 90+3)

U.MADEIRA: Tony, Tiago Moreira, Bosson Romaric, Laércio, Mica Pinto, Sérgio Marakis, Sidy Sagna (Pathé Ciss, 70) Mica, Rodrigo Henrique (Flávio Silva, 73), Júnior Sena e Luan Santos. Treinador: Paulo Alves.

LEIXÕES: André, Jorge Silva, Ricardo Alves, Jaime Simões, João Lucas, Bruno China, Amine (Bruno Lamas, 85), Luís Silva, Breitner (Stephen, 76), Kukula (Belima, 65) e Evandro Brandão. Treinador: João Henriques.

Num jogo entre duas equipas a viverem momento distintos, os golos surgiram apenas na segunda parte, ambos da autoria de Evandro Brandão, aos 71 e 90+3 minutos. O União da Madeira somou a sua segunda derrota consecutiva e não vence há quatro partidas. Por seu turno, o Leixões não perde desde que João Henriques assumiu o comando da equipa, fruto de três vitórias e um empate.
A primeira parte foi muito disputada e as duas equipas estiveram diversas vezes próximo do golo, mas as defesas e os guarda-redes conseguiram superiorizar-se aos ataques contrários.

A segunda metade foi de maior domínio do União da Madeira nos primeiros 25 minutos, contudo, foi o Leixões a adiantar-se no marcador, aos 71 minutos, num rápido contra-ataque conduzido por Breitner e finalizado por Evandro Brandão. A partir daí, a pressão exercida pelos madeirenses acentuou-se, mas sem efeitos práticos. Aos 83 minutos, após um livre de Mica, Laércio desviou de cabeça para defesa segura de André. Aos 86 minutos, foi Luan quem surgiu em óptima posição, mas disparou ao lado. Em período de compensação, Evandro Brandão sentenciou o encontro, num rápido contra-ataque, aproveitando da melhor forma o balanceamento ofensivo da equipa da casa, que tudo fazia para chegar à igualdade.


Lusa.

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

RESULTADOS DO FUTEBOL DE MATOSINHOS


Resultados
6ª Jornada Ledman ligapro
LEIXÕES 2 SP COVILHÂ 1
1ª jornada Divisão d´Elite
BOAVISTA B VS UD LAVRENSE
D SANDINENSES 1 PADROENSE FC 1
CD CANDAL 0 LEÇA FC 1
RIO AVE B 1 FC INFESTA 1
1ª Jornada Divisão de Honra
VILA FC VS 3 FC PERAFITA 1
CASTELO DA MAIA 2 CUSTÓIAS FC 3
LEÇA DO BALIO 2 VS FC PEDROSO 1
BALASAR 1 VS LEIXÕES B 1
1ª Jornada 1ª Divisão
OS LUSITANOS 1 V AC MILHEIRÓS 1
S. FINS 1 VS SC SENHORA DA HORA 2
GD ALDEIA NOVA 2 VS S. FÉLIX DA MARINHA 3

OS LUSITANOS CEDEM EMPATE EM CASA FRENTE AO MILHEIRÓS


1ª Divisão serie 1 A F Porto 1ª jornada
Parque de Jogos Domingos Soares Lopes em Santa Cruz do Bispo
Árbitro. Miguel Barbosa
Cartão vermelho a Paulo 74` (Os Lusitanos) e Rebelo 74`(Milheirós)
OS LUSITANOS 1 AC MILHEIRÓS 1
Ao intervalo: 1-0 Golos, Paulo (41)  Valkirio (77)

OS LUSITANOS: Zé Filipe, Sérgio Teixeira, Nélson, Miguel, Tarrelo, Jota (Berna 76), Ivo, Paulo, Ricky (Freire 84), Leitão (Tarik 76), Fabinho. Treinador Filipe Borges.

AC MILHEIRÓS: Diogo, Luís (Vitó 80), Rebelo, Martins, Nuno, Ferreira (Valkirio 60), Gabi (Chumbito 80), Tiaguinho, Galochas,  Bento e Wesley. Treinador João Almeida.


Jogo muito disputado mas nem sempre bem jogado, fruto do ainda inicio da temporada. A igualdade registada espelha bem o que se passou durante os 90 minutos. Paulo deu vantagem aos locais quase no termino do primeiro tempo, mas Valkirio saiu do banco para igualar a partida. O encontro não terminou sem que Miguel Barbosa árbitro do jogo não puxasse pelo cartão vermelho de um assentada a dois jogadores, Paulo dos da casa e Rebelo dos visitantes. 

Foto AC Milheirós (Facebook)

CUSTOIENSES ENTRARAM DE PÉ DIREITO

Divisão Honra AF Porto  
Estádio municipal do Castêlo da Maia
Árbitra Sandra Santos.
CASTÊLO DA MAIS 2 CUSTÓIAS 3
Ao intervalo: 1-0, golos, Mazola (18 gp) Ivo Passos (50) Tata (59), Tiago (61) Alan (71).

CASTÊLO DA MAIA: Hélder, Pedro Ferreira, Grilo, Mazola (André 46), Quinando, Pauleta (Gonçalo 69), Tiago, Renato, Alex (Ricardinho 31) Fábio e Mendes. Treinador Hugo Reis.

CUSTÓIAS: Bruno, Gil, Zé D´Angola, Cardoso (Nuno 66), Marco, Meneses, Rebelo (Pedro 66), Diogo, Tata, Alan (David 85), Ivo Passos (Buda 85). Treinador Mário Rui .


Jogo repartido, com oportunidades para ambos os lados. Depois de Mazola (um ex custóiense) ter aberto o activo de grande penalidade para os locais, aos 19 minutos, os visitantes em 9 minutos e já no segundo tempo deram a volta ao marcador por intermédio de primeiro Ivo Passos (50) e segundo por Tata (59). Tiago ainda empatou o jogo mas o Brasileiro Alan aproveita bem uma falha defensiva do conjunto maiato e fechou a contagem a favor dos Matosinhenses. Mesmo ao cair do pano o poste da Baliza à guarda de Bruno negou o empate a Renato.

LEÇA COMEÇA COM UMA VITÓRIA NO REI RAMIRO


Divisão d´Elite AF Porto 1ª Jornada
Estádio Rei Ramiro no Candal - Gaia
Árbitro João Teixeira
Cartão Vermelho a Fonseca aos 15 minutos
CANDAL 0 LEÇA 1
Ao intervalo 0-1 Golo Areias (19)

CANDAL: Artur, China (Tiago Russo 68), Peçanha, João Castro, Dany, Nuno Sousa (Manuel 88) Campota (Diogo 68), Teixeira, Imildon, Miguelito e Jorginho. Treinador Edmundo Duarte

LEÇA: Taha, Miguel (Pedro Pinto 82), Paulo Lopes (Coutinho 84), Jair, Pedras, Areias (Gonçalo 82), João Castro (Jardel 84) Joel , Alex, Ramalho e Fonseca. Treinador Domingos Barros.

Num jogo repartido, Areias desequilibrou a favor dos leceiros.

Jogo bem disputado, com as a lacunas técnicas e físicas, como é natural no início das temporadas, a equipa Leceira conseguiu de uma forma justa a conquista dos três pontos em disputa. Areia aos 19 traduziu o futebol bem jogado (já com um nível bastante aceitável). A jogar em superioridade numérica a equipa do Candal insistiu na procura  de um melhor resultado, mas a experiência da dupla Ramalho e Alex (adaptado a central), não vacilaram e os leceiros saíram com os três pontos na algibeira. 

Foto Leça FC 

LEIXÕES IMPARÁVEL NO MAR


Estádio do Mar, em Matosinhos
6ª jornada da Ledman Ligapro
Árbitro: Hugo Miguel (AF Lisboa).
LEIXÕES 2 SP COVILHÃ 1
Ao intervalo: 1-0 Golos Belima (6) Fatai (47) e Derick (83)

LEIXÕES SC: André Ferreira, Jorge Silva, Jaime, Ricardo Alves, João Lucas, Stephen, Breitner (Bruno China, 86), Luís Silva, Belima (Derick, 68), Evandro Brandão e Okitokandjo (Kukula, 79). Treinador: João Henriques.

SP COVILHÃ: Igor Rodrigues, Renato, Zarabi, Joel, Paulo Henrique, Makouta (Raul, 19), Djikine, Fatai, Indio (Adul Seidi, 46), Boubakary Diarra (Gilberto, 77) e Hudson.Treinador: Filipe Gouveia.

O Leixões regressou este domingo aos triunfos, derrotando o Sp. Covilhã, por 2-1, em jogo da sexta jornada da Segunda Liga disputado em Matosinhos, com Derick a fazer o golo da vitória perto do fim. Belima abriu cedo o marcador para os locais (6'), respondendo Fatai no início da segunda parte numa emenda à boca da baliza (47'), antes de Derick a garantir o triunfo ao Leixões nos instantes finais (83').

Depois do empate com o Sp. Braga B (1-1), a equipa da casa colocou-se a vencer na primeira ocasião de que dispôs, com a visão de Luís Silva a deixar Belima na cara do guarda-redes antes de atirar para a baliza deserta. Com uma equipa forte fisicamente, mas sem qualidade na circulação de bola, o conjunto serrano sentia dificuldades perante as investidas velozes dos locais, que, contudo, só de bola parada voltaram a alvejar a baliza visitante, com Breitner a testar a atenção de Igor Henriques (33'). Quatro minutos depois, Belima entrou na área e fez o passe para o desvio de Breitner, mas o guarda-redes, com uma palmada para canto, evitou o segundo golo do Leixões. Quase inofensivo na primeira parte, o Sporting da Covilhã apenas por uma vez, aos 17 minutos, alvejou a baliza local, num remate cruzado de Fatai.


A equipa serrana viu o extremo corrigir a pontaria ao minuto 47 e repor a igualdade, após uma combinação entre Raul e Adul Seidi, que fez a assistência de calcanhar para o golo de Fatai. O golo da vitória do Leixões aconteceu a sete minutos dos 90', com Kukula a tentar o primeiro remate, após cruzamento de Luís Silva, acabando Derick por aproveitar a sobra para fazer o segundo tento e impor a terceira derrota do campeonato os leões da serra.

João Rodrigues técnico do Leixões no final do jogo
"Em casa somos uma equipa muito forte e vamos continuar a ser, venha quem vier. Hoje o Leixões foi um justo vencedor, até porque a vantagem ao intervalo pecava por escassa."


sábado, 9 de setembro de 2017

SURPREENDENTEMENTE JOÃO ROSAS SAÍ DO GD ALDEIA NOVA

João Rosas coordenador de todo o futebol do GDAN, homem forte que liderava a estrutura envolvente ao futebol sénior e formação, sai de uma forma inesperada do clube perafitense

“ O PRESIDENTE ASSIM DECIDIU” Palavras de João Rosa
“RESPEITO AS DECISÃOES MAS SAIO DE CORPO E ALMA CHEIA” João Rosa

JOÃO ROSAS

“E com enorme tristeza que informo que terminou a minha parceria com o GDAN e que consequentemente deixarei de desempenhar quaisquer funções nesta colectividade.
Foi um ano de muita LUTA mas também de muitas CONQUISTAS e ambas farão sempre parte da história da minha vida.
Academia de futebol de formação com todos os escalões, futebol sénior e júnior, academia de G Redes com Silvino Morais, aldeia nova Tv com os resumos, a antevisão e o flash interview, aldeia nova solidário com campanhas solidárias importantíssimas, treinos individuais de manha, campos de férias e festas de aniversario e eventos, posto médico com profissionais de Excelência, a loja do Aldeia Nova e o Dep. Marketing e sponsorização,  tudo isto com um grupo de directores e treinadores fantásticos, que as vezes tendo opiniões diferentes das minhas sempre me ajudaram com elevado empenho e profissionalismo no crescimento e valorização do projecto.
Naturalmente que o projecto do futebol sénior ira ficar guardado num cantinho muito especial, pelas conquistas, pelos resultados, pela subida de divisão e por termos sido vice campeões distritais, mas fundamentalmente pelo apoio e respeito que conseguimos conquistar dos nossos sócios e simpatizantes, adversários e público em  geral.
Fomos uma verdadeira Família e Nunca, mas mesmo Nunca nos sentimos Sós.. ..
Saio de corpo e alma cheia, orgulhoso por mim e por todos os que  estiveram comigo mas com muita pena de não poder continuar, mas o presidente assim decidiu e contra isso nada posso fazer.
Respeito as decisões e saio de consciência tranquila de que tudo fiz para a valorização e crescimento do Projecto GD ALDEIA NOVA.
SINTO  que eu e a minha família seremos sempre respeitados pela família Alldeia Nova e que este ano que passou  preencherá a letras de ouro a longa e bonita historia do clube.
Sabem que pretendo exercer a minha actividade profissional nesta vertente do treino e da gestão de eventos e academias desportivas por isso vamos estando em contacto, esteja onde estiver, sempre que necessitarem da minha ajuda estarei disponivel e tudo farei para como sempre poder ajudar.

Muito obrigado a todos.”

domingo, 3 de setembro de 2017

TAÇA A F PORTO, PADROENSE GANHA VANTAGEM SOBRE O INFESTA


Estádio do Padroense FC- Padrão da Légua- Matosinhos
Árbitro Sandra Nogueira
Cartão vermelho Vitinha (78)
Ao intervalo, 1-0, golos Pedro oliveira (30), Medeiros (60) Rui Filipe (67) Pedro Freitas ( 86)

PADROENSE: Beleza, Renato (Meneses 46), Pereira, Barry e Taipa (Pedro Freitas 67), Xoura (Tiago 46), Medeiros e Lutchindo (Leitão 58), Caheira (Ivan 46), Pedro Oliveira e Mesquita. Treinador João Costa

FC INFESTA: Miguel, Lico, André Ribeiro, Amaral, Jonas (Leo 65), Couto, Mário e Lúcio (Vitinha 65), Rui Filipe, Ruca (Varela 65), João Rodrigues (Braga 84). Treinador Jorginho

Em jogo a contar para a 1ª Mão da 2ª Eliminatória da Taça A F Porto, a equipa do Padroense recebeu e venceu o vizinho FC Infesta por 3 bolas a 1 conseguindo uma boa margem para encara com algum otimismo o jogo da 2ª mão que se realiza dia 6 de Setembro, próxima quarta feira, no Complexo Desportivo Manuel Ramos
Os infestistas forma o primeiro a dar sinal de muito perigo quando João Rodrigues atirou com estrondo à baliza à guarda de Beleza, mas seria os visitados a abrirem o marcador por intermédio de Pedro Oliveira o goleador da turma do “Padruca”. Ante de se fechar o primeiro tempo Beleza esteve a grande altura quando negou o golo por duas vezes a Rui Filipe e André Ribeiro respectivamente

No segundo tempo, Medeiros (Melhor Jogador do futebol de Matosinhos) alargou a vantagem do “Padruca” aos 60 minutos, a concluir uma excelente jogada coletiva. A perder por dois golos, Jorginho mexeu no seu xadrez e de uma assentada tirou três jogadores e colocou três em sua substituição. Mexida que deu efeito positivo ao conjunto mamedense, Rui Filipe reduziu e abriu boas expectativas para reentrar na discussão, só que ao minuto 78`sofre duro golpe nas suas pretensões ao pedre Vitinha, jogador experiente, por expulsão

Com o infesta reduzido a dez elementos, Pedro Freitas que entrara no decorrer do segundo tempo, dá o golpe fatal nas pretensões infestistas fazendo o terceiro da sua equipa. 

terça-feira, 29 de agosto de 2017

1º PONTO CONQUISTADO FORA VEIO NO FIM DO JOGO

5ª jornada da Ledman Liga pro
Estádio 1º de Maio, em Braga.
Árbitro: André Narciso (Associação de Futebol de Setúbal)
Ação disciplinar: cartão amarelo para Belima (31), Lucas (34), Thales (41), Ricardo Alves (49), Tiago Sá (81), Inácio (89). O treinador de guarda-redes do Leixões, José Serrão, e o treinador adjunto do Sporting de Braga B, Custódio, foram expulsos (75 e 90+3, respetivamente).
SP.BRAGA B 2 LEIXÕES 2
Ao intervalo: 0-1.Ricardo Barros, (04) Crespo, (53)Luther Singh, (64 gp).Breitner,( 90 gp ).

BRAGA B: Tiago Sá, Thales, Inácio, Lucas, Simão, Loum (Crespo, 32), Didi, Trincão, Luther Singh (Bruno Wilson, 84), André Ribeiro (Edelino Ié, 32) e Manuel Namora.Treinador: João Aroso.

LEIXÕES: André Ferreira, Hendrickx (Yousouf, 71), Matheus Costa, Ricardo Alves, João Lucas, Bruno China, Stephen, Bruno Lamas (Breitner, 57), Belima (Kukula, 36), Evandro Brandão e Ricardo Barros. Treinador: João Henriques.

Numa partida muito emotiva, o Leixões adiantou-se no marcador bem cedo, por Ricardo Barros (4'), mas o Sporting de Braga B, que continua a ser a única equipa que ainda não venceu no campeonato, consumou a reviravolta com golos de Crespo (53') e Luther Singh (64', de penálti). Contudo, quando já ninguém o esperava, os matosinhenses lograram o empate, também de penálti, por Breitner (90'), resultado que se ajusta. O Sporting de Braga B continua em último lugar, com apenas dois pontos, enquanto o Leixões segue na primeira metade da tabela.
O Leixões foi melhor na primeira parte e inaugurou o marcador por Ricardo Barros, assistido por Bruno China, que aproveitou da melhor forma o adormecimento da defesa minhota.
Descontente com a exibição da equipa, João Aroso fez uma dupla substituição muito cedo, aos 32 minutos, apostando em Edelino Ié e Crespo para os lugares de Loum e André Ribeiro, mas só colheu os frutos da mudança na segunda parte.

Aos 53 minutos, Crespo correspondeu da melhor forma, ao segundo poste, a um cruzamento largo de Simão da esquerda e empatou a partida.
Dois minutos depois, o Leixões esteve muito perto do segundo, mas Evandro Brandão falhou de forma incrível e, no minuto seguinte, o Braga B marcou.
Hendrickx derrubou Crespo na área, grande penalidade que Luther Singh converteu, consumando a 'cambalhota' no marcador (64).
O Leixões foi em busca do empate, encostando o Braga B ao seu último reduto, e já nos minutos finais também beneficiou de um penálti, por falta de Inácio sobre Stephen, castigo máximo convertido por Breitner (90).

Conferência de imprensa

João Henriques (tr. Leixões): “Partida bem disputada, com duas equipas a praticar bom futebol e o resultado final reflete isso mesmo. O empate ajusta-se. Depois de uma primeira parte muito bem conseguida da nossa parte, em que a vantagem pecava por escassa, o Braga B reentrou bem e nós não conseguimos contrariar essa boa entrada. Com 1-1, falhámos uma grande oportunidade para fazer o 2-1 e, na sequência da jogada, o Braga marcou de penálti, conseguindo um resultado que me parecia injusto para o que tinha acontecido até então. Conseguimos retificar algumas coisas, reagimos bem ao 1-2, e partimos para uns bons 20 minutos finais que nos permitiram chegar ao 2-2 que, volto a dizer, se ajusta ao que se passou em campo. Este empate vai servir como um virar de página nos jogos fora do Leixões e vai permitir que olhemos para o futuro de uma forma positiva. A finalizar, quero salientar e agradecer, mais uma vez, o apoio fantástico dos adeptos do Leixões. Numa segunda-feira à tarde, vimos muitos adeptos do Leixões em Braga a apoiar a equipa do início ao fim. O nosso sucesso, ainda que curto perante o que queríamos levar daqui, também é deles. O meu futuro? É público que sou o treinador principal do Leixões. A SAD deu-me toda a confiança para continuar com o meu trabalho. Como já tive oportunidade de dizer, não olho para o futuro a longo prazo. Preocupo-me jogo a jogo e a minha obrigação é encontrar as melhores soluções para o Leixões e ser competente neste cargo.”

João Aroso (tr. Braga 'B'): “Até final tudo pode acontecer, mas acreditei que era hoje que ia vencer. Estivemos muito perto. Na primeira parte estivemos longe do nosso habitual, mas reagimos bem na segunda, com um pouco mais de alma do que com qualidade. Não gosto de falar de arbitragens, mas o resultado certo seria 4-2, porque marcámos dois golos que foram anulados com decisões incompetentes do árbitro. E tenho muitas dúvidas no penálti que dá o empate ao Leixões. Devia haver vídeo-árbitro na Segunda Liga. Se houvesse, hoje tínhamos ganho.”

sábado, 19 de agosto de 2017

KENEDY " SAIO DAQUI MUITO FELIZ POR TER REPRESENTADO O GRANDE LEIXÕES"


Após a derrota frente ao Académico (0-3), o treinador do Leixões, Kenedy, apresentou a demissão e a direção do clube aceitou. Terminando assim um período de 10 meses em que esteve como treinador principal da equipa matosinhense.

Daniel Kenedy “salvou” o que parecia inevitável (Descida ao campeonato de Portugal) a época passada…esta época o arranque não tem sido feliz, duas vitórias e duas derrotas em quatro jogos oficiais (Vitória sobre o AC Viseu para a taça da Liga, Vitória sobre o Varzim e duas derrotas pesadas frente ao Real Massamá e AC Viseu) 8 golos sofridos e 5 marcados ( recorde-se que a SAD Leixonense fez um grande investimento no reforço do plantel e os resultados obtidos não vinham a condizer) 
  
Treinador Leixonense de 43 anos serviu-se das redes sociais para se despedir da família leixonense
 “Sempre dei a cara em todos os momentos, fossem eles bons ou maus.
Hoje, decidi colocar o meu lugar à disposição da SAD e do Presidente, porque acho que é a altura certa para o fazer e a equipa precisa de uma mudança.
É uma decisão minha e acho que é o melhor para mim e para o Leixões.
Vou continuar a amar este clube e, a partir de agora, sou mais um adepto leixonense.
Agradeço a todos pela forma como me trataram, desde o Presidente a todos os adeptos. Agradeço a todo o universo leixonense pela forma como me acolheu e tratou durante estes dez meses.

Saio daqui muito feliz por ter representado o grande Leixões, mas a vida dá muitas voltas e o futebol é assim.”

LEIXÕES OUTRA VEZ GOLEADO E KENEDY SAÍ!

3ª jornada da Ledman Ligapro
Estádio Municipal do Fontelo, em Viseu
Árbitro: Vítor Ferreira (Braga
ACADÉMICO VISEU 3 LEIXÕES SC 0
Ao intervalo 0-0, Golos: Barry (50’), Sandro Lima (54’) e Zé Paulo (83’)

Ac. Viseu: Peçanha, Joel, bruno Sousa, Bura, Lucas, Capela, Fernando Ferreira (Bruno Loureiro, 81’), Rui Miguel (Zé Paulo, 60’), Paná, Sandro Lima e Barry (Yuri, 73’). Treinador: Francisco Chaló

Leixões SC: André Ferreira, Jorge Silva, Jaime, Ricardo Alves (Okitokandjo, 80’), Derick, Stephen, Luís Silva, Breitner (Bruno Lamas, 64’), Evando Brandão (Youssouf, 61’), Kukula e Ricardo Barros. Treinador: Daniel Kenedy

A equipa anfitriã entrou confiante em campo e, de imediato, mostrou que se queria manter na senda das vitórias. Nos primeiros minutos da partida, primeiro Lucas e depois Fernando Ferreira atiraram à baliza adversária, mas o guardião André estava atento. O Leixões tentava fazer um jogo organizado, mas o Académico mostrava ter mais iniciativa. Aos 11 minutos, Fernando Ferreira fez um cruzamento perigoso, mas Barry, bem posicionado, não conseguiu chegar à bola. O Académico de Viseu apanhou o primeiro susto aos 19 minutos, quando os visitantes se aproximaram com perigo da baliza de Peçanha. Jorge Silva passou o esférico a Ricardo Barros, mas este não aproveitou a oportunidade e cabeceou por cima da baliza.Numa fase do jogo em que as duas equipas se abeiravam alternadamente da área adversária, os adeptos do Académico chegaram mesmo a gritar golo, com a bola a parecer ter entrado na baliza. Bruno Miguel quase inaugurou o marcador, mas André estava lá para evitar.

A equipa da casa, que esta temporada se assume como candidata à subida à I Liga, viu os seus esforços recompensados pouco depois do regresso ao relvado. À semelhança das duas anteriores jornadas, os golos da vitória foram marcados na segunda parte da partida. Aos 49 minutos, Barry marcou o golo tão procurado, com um cabeceamento sem hipótese de defesa da parte do guarda-redes do Leixões. O segundo golo não tardou e, aos 54 minutos, numa jogada de insistência, após um ressalto num defesa do Leixões, Sandro Lima rematou forte à baliza com o pé direito, deixando o guardião André fora do lance. O Académico continuou a controlar o jogo, mas a equipa do Leixões mostrou-se mais aguerrida. No entanto, aos 82 minutos, Zé Paulo aumentou a vantagem, conseguindo enviar a bola para dentro da baliza mesmo à frente do guarda-redes.


No final da partida, Daniel Kenedy colocou o lugar à disposição da SAD, tendo a Administração aceite o pedido de demissão do treinador e anunciado que o professor João Henriques fica no comando da equipa.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

BIS DE BARROS FAZ SORRIR LEIXONENSES


Segunda jornada da Ledman pro Liga
Estádio do Mar, em Matosinhos.
Árbitro: Luís Godinho (AF Évora).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Pintassilgo (71). Cartão vermelho direto para Leonel Olímpio (78).
Leixões - Varzim, 2-1.
Ao intervalo: 1-0.Marcadores:
Ricardo Barros (03 e 50), Diogo Ramos, (90+5)

LEIXÕES: André Ferreira, Jorge Silva, Jaime, Ricardo Alves, Derick, Stephen, Luís Silva, Breitner (Bruno China, 73), Evandro Brandão (Youssouf, 81), Kukula (Bruno Lamas, 86) e Ricardo Barros.Treinador: Daniel Kenedy.

VARZIM: Paulo Vítor, Jean Filipe (Mário Sérgio, 73), Tiago Valente, Sandro, Rui Coentrão, Pintassilgo, Nélson Agra (Milhazes, 65), Leonel Olímpio, Nelsinho Diogo Ramos e Lukman (Ruan Telles, 65).Treinador: João Eusébio.

Dois golos de Ricardo Barros, um em cada parte, deram este domingo ao Leixões a vitória por 2-1 na segunda jornada da 2.ª Liga portuguesa, frente ao Varzim, que terminou reduzido a dez unidades.

O avançado do Leixões abriu o marcador aos 3 minutos, numa recarga a uma bola ao poste e repetiu a façanha num belo pontapé no início da segunda parte, acabando Diogo Ramos, no último lance, por fechar a contagem. A pressionar alto e produzindo transições rápidas, a equipa da casa chegou cedo à vantagem quando Evandro Brandão, pela direita, serviu na área Kukula para um remate ao poste, surgindo Ricardo Barros, na recarga, a chutar para o fundo das redes. Até ao intervalo foram as defesas a mandar no jogo, impedindo que o resultado voltasse a funcionar. André Pereira (34), com uma grande defesa, evitou que o livre direto apontado por Rui Coentrão empatasse a partida.
Barros voltou a estar em foco ao minuto 50, recebendo a bola de Luís Silva e rodando para desferir um tiro a cerca de 30 metros da baliza, que deu o segundo golo dos locais, com Paulo Vítor a não conseguir o desvio. Com o Leixões a continuar a ter mais posse de bola, o Varzim voltou a ficar perto do golo noutro lance de bola parada, com Sandro (69) a desviar de cabeça por cima da trave após pontapé de canto. Nove minutos depois Leonel Olímpio viu o cartão vermelho direto após agressão a Stephen, aumentando os problemas para José Eusébio, que já havia esgotado as substituições. Tal como começara, o Leixões terminou o jogo a acertar no poste da baliza do Varzim por duas vezes, através do recém-entrado Youssouf (89 e 90+4).

Na última jogada da partida, de calcanhar, Diogo Ramos ainda reduziu, após o que o árbitro apitou para o final do jogo.

Foto DR 

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

ENTRADA EM FALSO! LEIXÕES GOLEADO NA ESTREIA


1ª Jornada da Ledman Liga Pro (2.ª Liga)
Complexo desportivo do Real Massamá, no Monte Abraão.
Árbitro: Rui Costa (AF Porto).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Bruno Lamas (70) e Ricardo Alves (90+3).
Real Massamá - Leixões: 4-1.
Ao intervalo: 1-0. Carlos Vinícius, (13 gp, 76 e 78 ) Marcos Barbeiro, (52). Breitner,( 63)

Real Massamá: Tom Santos, Jorge Bernardo, João Basso, Dmytro Lytvyn, Diogo Coelho, Rúben Marques (Marlon Costa, 74), Sabry (Tiago Morgado, 77), Brash, Marcelo Lopes, Marcos Barbeiro (Zé Pedro, 85) e Carlos Vinícius. Treinador: Filipe Martins.

Leixões: André Ferreira, Hendrickx, Jaime, Ricardo Alves, João Lucas, Stephen (Bruno Lamas, 62), Breitner, Luís Silva, Kukula (Derick Poloni, 74), Ricardo Barros e Evandro Brandão (Okitokandjo, 56). Treinador: Daniel Kenedy.

Leixões estreia-se na 2ª Liga 2017/2018 com uma derrota pesada, 4-1 frente aos estreantes na Competição Real Massamá (Sintra)
Cerca de 10 minutos após a primeira ameaça à baliza dos visitantes, os estreantes na II Liga portuguesa marcaram mesmo e de grande penalidade. Uma falta de Evandro Brandão sobre Diogo Coelho dentro da grande área foi transformada em golo da marca dos 11 metros, por intermédio Carlos Vinícius. Em vantagem, o Real controlou o primeiro tempo como quis, gerindo a posse de bola no seu meio-campo e com o médio Sabry em evidência nas jogadas perigosas, enquanto a equipa orientada por Daniel Kenedy mostrou-se tímida nos poucos ataques que fez, sem sequer testar o guardião da casa.
O segundo tempo começou de forma idêntica ao primeiro, com Marcos Barbeiro a cabecear e a dilatar a vantagem do Real, apesar de entrada aguerrida do Leixões na tentativa de inverter a desvantagem. Kenedy mexeu na equipa ao colocar Bruno Lamas e Okitokandjo, com o conjunto de Matosinhos a conseguir reduzir para a margem mínima, mas através de Breitner, quando cobrou de forma irrepreensível um livre direto à entrada da área. A partida ganhou outro ânimo, mas o jogou 'partiu-se' a meio-campo e o Real deixou de controlar a partida.
No entanto, foi o Real que, num espaço de dois minutos (76 e 77), chegou à goleada com dois golos de Carlos Vinícius, deixando o Leixões sem argumentos para lutar pelo resultado.

Declarações no final do jogo
Luís Silva capitão Leixonense “ Não começamos a guerra da melhor forma, perdemos de uma maneira que não espelha a qualidade da nossa equipa e a História do Leixões..
Agora há que não esquecer este jogo , pois certamente será importante para percebermos o que não podemos voltar a fazer no futuro.. Tenho a certeza que vamos orgulhar os nossos adeptos e alcançar os objectivos propostos..”

Fotos Real Clube Massamá (facebook)



terça-feira, 1 de agosto de 2017

JÁ ABRIU A "OFICINA" LAVRENSE 2017/2018


A “oficina” da  UD Lavrense já reabriu com vista a preparação do seu plantel sénior para a época que se avizinha
Com os treinos agendados para início de agosto, o plantel comandado por ANTÓNIO GAITEIRO, coadjuvado por FLÁVIO SILVA e FERNANDO FERREIRA (Nandinho) conta já com 18 atletas inscritos.
Transitam da época passada, o Guarda Redes TIAGO OLIVEIRA, os Defesas, ABÍLIO, JOÃO MAGALHAES, LEANDRO, os médios, AMILCAR, RAMOS, RUIZINHO, os avançados TIAGO CARVALHO, CARLITOS, CHETA, VASQUINHO.
Aquisições para esta época: o guarda redes LUÍS MATA, os defesas ANDRÉ ROCHA, ORGANISTA, JOÃO GRENHA, os médios, BAIANO, TRIVELAS, o avançado RUI SILVA
A Equipa técnica conta ainda com mais 4 atletas que irão ser recrutados através de captações a realizar nos próximos dias.

O primeiro jogo amigável que serve para analisar o comportamento dos atletas em competição está agendado para dia 5 de Agosto (próximo sábado) frente a equipa dos Dragões Sandinenses.
O primeiro jogo oficial está marcado para dia 19 de Agosto frente ao Maia Lidador no estádio Municipal da Maia para a Taça A F Porto 
A apresentação oficial aos sócios e simpatizantes do clube de Lavra está marcada para dia 27 de Agosto frente à equipa do Leixões SC (B) num dia que vai servir também para apresentar todos os atletas dos escalões de formação atletas dos veteranos também , tendo também um momento musical a cargo da cantora matosinhense Anabela Delgado com apresentação de Mário Mitch 


sexta-feira, 28 de julho de 2017

FILHO DE JARDEL É REFORÇO DO LEÇA FC

O Leça FC na véspera da sua apresentação aos sócios da sua equipa sénior (29 de Julho nas Festas da Santana), acaba de assegurar o contributo de Mário Jardel ex Universidade de Ohio.

Jogador de 21 anos é filho do ex internacional brasileiro Mário Jardel avançado que fez furor no FC Porto e no Sporting, e que década de 90 ficou conhecido pela sua veia goleadora, ganhando a alcunha de "SuperMário"

George Jardel tio do agora reforço do Leça também teve oportunidade de representar o emblema Leceiro, quando este competia nos campeonatos profissionais,


LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC