RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

PADROENSE NÃO FACILITA E DESPACHA LAVRENSE COM DOIS GOLOS SEM RESPOSTA


13ª Jornada da Divisão d´Elite AF Porto Série 1
Estádio do Padroense FC – Senhora da Hora - Matosinhos
Árbitro José Bessa (AF Porto)
PADROENSE FC 2 UD LAVRENSE 0
Ao intervalo, 1-0, golos Ricardo (5`) Lutchindo (85`)

PADROENSE FC: Moreira, Renato, Barny, Lindolfo, Taipa; Ivan (Lutchindo 82), Ricardo, Guilherme (Pedro Oliveira 62),  Leitão, Jardel (Juca 82) e André (Carneiro 62). Treinador João Costa

UD LAVRENSE: Ruben, Miguel, Palheira, Pessanha e Vasco; Nuno Costa (Mbesso 55), Ruizinho (Pereira 41), Rui Da Silva (Mika 64), Káka,  Berto (Benny 64), Tiago Carvalho. Treinador Leandro Cunha.

Cedo os Bravos de Matosinhos começaram a construir este triunfo, justo sobre um adversário que dificultou e muito e vendeu cara a derrota.
Leitão ao minuto 5 consegue entra na área com a bola controlada e de frente a Rúben permite defesa apertada do guardião, na recarga e quase em cima da linha de golo ricardo abre o ativo.
O jogo entra numa toada de equilíbrio e o intervalo chegou com os anfitriões  a vencerem por uma boal a zero com excelente resposta dos Lavrenses.

No segundo tempo a toada de jogo não se alterou equilíbrio total com a equipa Lavrense com mais posse e ataque organizado , jogando o Padroense em jogadas de transição. O perigo apareceu de novo na baliza à guarda de Ruben que parou com mestria um remate de meia distãncia. Ao minuto 85 o golpe fatal mas pretensões visitantes, Pedro Oliveira já dentro da área consegue arranjar espaço para rematar a bola sai ao poste mais distante e Lutchindo confirmou o segundo para a sua equipa.
Com este resultado a equipa dos Bravos de Matosinhos continuam isolados no segundo posto perseguindo o líder Canelas

Fotos Anabela Delgado 


FALTA DE SORTE E EFICÁCIA FORASTEIRA DITARAM RESULTADO FINAL


12ª JORNADA CAMPEONATO DE PORTUGAL SÉRIE B
Estádio do Leça Futebol Clube.
Árbitro: Bruno Costa (AF Braga)
LEÇA 1 SANJOANENSE 2
Ao intervalo 0-0 Golos de Caleb aos 65`m,  Max a igualar aos 68`m e Kay Kay aos 86`m a dar vantagem à Sanjoanense

LEÇA FC Bruno Monteiro, Joel, Max, Alex, Paulo Lopes, Jair (Areias, 88), Teles, Pedro Pinto (Bruno Simões, 58), Miguel Ângelo (Pedro Prazeres, 84), Zé Carlos e Isaac. Treinador Domingos Barros
AD SANJOANENSE: Nuno Dias, Ken, Almeida, Caue, Castro, Syzsi, João António (Mateus, 59), Gazela (Daniel Adjei, 83), Kay Kay, Caleb e Terrence (Coulibaly, 51). Treinador Nuno Costa

O Leça que vinha de duas vitórias consecutivas entrou melhor no encontro, pressionando o adversário e criando também boas situações de golo, como aconteceu aos 19 minutos quando Issac atira ao poste da baliza à guarda de Nuno Dias. A Resposta de Sanjoanense veio ao minuto 41, Caleb rematou forte com uma grande resposta dada pelo guardião Bruno Monteiro  
Para a segunda metade estava reservado o momento do jogo 65 minuto, grande golo de Caleb que fica para memória futura (pontapé de bicicleta com  a bola a descrever um arco fazendo um autêntico sombrero a Bruno monteiro).
O Leça não tremeu e Max repõe a igualdade 3 minutos depois ma sequência de um pontapé de canto atira a contar. Jogo entra e parada e resposta mas sempre com superioridade leceira, coube a sorte a equipa forasteira desfazer o empate, minuto 86 com alguma felicidade Kay Kay dá de novo vantagem à Sanjoanense (bola rematada bate num defensor leceiro e traí Bruno Monteiro .
 Em suma o Leça foi superior mas a falta de sorte aliada a eficácia da turma visitante valeram mais uma derrota leceira que se posiciona em penúltimo lugar na tabela com 10 pontos  

Foto Leça FC 

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

RESULTADOS


FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS 
   
9ª Jornada Ledman Ligapro 
AROUCA 2 LEIXÕES 0 
   
Campeonato de Portugal 11ª Jornada série B 
MEDA 1 LEÇA FC 2 
   
Divisão d´elite 12ª JORNADA série 1 
FC INFESTA 1 PADROENSE 2 
LAVRENSE 2 OLIVEIRA DO DOURO 3
   
DIVISÃO DE HONRA 9ª J -SÉRIE 1 AF Porto
CASTELO DA MAIA LEÇA DO BALIO 1
PERAFITA 2 CANDAL 2 
BALASAR 2 CUSTÓIAS 1
    
1ª DIVISÃO SÉRIE 1 A F PORTO Jª 8
LUSITANOS 0 D. PORTUGAL 1
ALDEIA NOVA 3 CD TORRÃO 3
PASTELEIRA 0 SENHORA DA HORA 0
    
FC PEDRAS RUBRAS 2 PERAFITA B 0

OS LUSITANOS CEDEM EM CASA FRENTE AO LÍDER


8ª JORNADA DA 1ª DIVISÃO Serie 1 AF Porto
Parque de Jogos Domingos Soares Lopes Em Santa Cruz do Bispo
Árbitro Vítor Costa.
OS LUSITANOS 0 DESPORTIVO  DE PORTUGAL  1
Ao intervalo. 0-1 Golo Coelho (41)

OS LUSITANOS: Ângelo, Cavadas, Teixeira, Manu e Mazola; Renato, Valente (Nélson 55) Ivo, Tiago (Freire 55) Zé Bina (Paulinho 85) Oliveira (Gandarela 85). Treinador Marco Aleixo.

D. PORTUGAL: Bruno, Bruninho, Oliveira, Castro e Nuninho; Caçoila, Bica (Alago 68) Coelho (Mamede 90), Ricardinho (Rui Carvalho 68) Márcio. Treinador Manuel Valente

A chuva não deu tréguas mas nem por isso se deixou de assistir a uma boa partida de futebol. Jogo sempre repartido muito disputado sobre o meio do terreno em que as oportunidades de golo rareeram nos primeiros 45 minutos. Aos 42 minutos numa desatenção defensiva, primeiro Cavadas e depois Sérgio Teixeira não foram lestos em afastar o perigo e Coelho livre de marcação já dentro da pequena área limitou-se a empurrar o esférico para lá da linha de golo, fazendo ú nico golos do encontro.
No segundo tempo foi ver os Lusitanos à procura do prejuízo, jogando mais insistente no ataque, com mais posse de bola, fruto da estratégia dos visitantes que exploravam o contragolpe com destaque para Márcio que lutava sozinho no eixo defensivo dos da casa.
Resultado injusto, pois pelo que fizeram os comandados de Marco Aleixo a divisão de pontos ficaria bem melhor.


Foto Anabela Delgado

BIS DE ISAC NA 2ª VITÓRIA CONSECUTIVA LECEIRA


Estádio Dr. Augusto Carvalho em Mêda
Jornada 11 Campeonato de Portugal Série B
Árbitro João Afonso (AF Bragança)
MÊDA 1 LEÇAFC 2
Ao intervalo. 1-0 Golos Filipe Gusmão (20) Isac (55 e 73)

MÊDA: Valter, Rafa, Matheus, Cristiano, Filipe, Flavinho (Alibacar, 61), Élvis Martínez, Rui Santos, Prata (Bryan, 74), Bruno Morgado (Rúben Reto, 86) e Pimenta. Treinador Rogério Afonso 

LEÇA FC: Bruno Monteiro, Joel, Alex, Max, Paulo Lopes, Teles, Pedro Pinto (Areias, 45), Jair, Zé Carlos, Miguel Ângelo (Medeiros, 70, (André Sousa, 75) e Isaac. Treinador Domingos Barros

Terceira vitória no campeonato, segunda consecutiva a dar sinais de recuperação em Leça Da Palmeira
Com um início de jogo que nem era carne nem era peixe, os da casa adiantaram-se no marcador à passagem do minuto 20 através de Filipe Gusmão tirando partido de uma desatenção defensiva da turma leceira.
Apesar das condições bastante adversas (a chuva não dava tréguas), o leça adaptou-se bem melhor ao estado do terreno e superioriza-se em realção ao adversário com Isac em destaque primeiro protagonizando uma grande defesa ao guardião da casa e depois ve um remate seu salvo em cima da linha de golo.
O intervalo chegou com uma grande injustiça no marcador.
Na segunda parte foi diferente, o Leça conseguiu materializar em golos a sua superioridade com Isac a bisar no encontro primeiro aos 55 minutos e depois aso 73, contribuindo de forma decisiva para a terceira, segunda vitória consecutiva no campeonato. Até ao final foi ver os homens da casa a bombear bolas para a área leceira com estes a controlar a dispor de mais duas ocasiões para dilatar a vantagem.    



DERROTA AMARGA EM AROUCA COM NUNO ALMEIDA A DAR UMA AJUDINHA


9ªjornada 2.ª Liga,
Estádio Municipal de Arouca.
Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve).
Arouca - Leixões, 2-0.
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores: Massaia,( 52  gp ) Bukia, (70)

Arouca: Rui Vieira, Thales, Massaia, Deyvison, Kiko, Ericson, Soares, Didi (Bruno Alves, 78), Bukia (Sanchez, 90), Adílio e Fábio Fortes (Malele, 86).Treinador: Quim Machado.

Leixões: Tony, Jorge Silva, Pedro Monteiro, Bura, Stéphane, Ceitil, Luís Silva (Kukula, 60), Ofori (Amine, 46), Erivaldo, Bernardo (Roniel, 68) e Evandro Brandão.Treinador: Filipe Gouveia.

O Leixões, que não perdia há oito encontros, desceu ao nono lugar mas de uma forma inglória pois os matosinhenses fizeram tudo trazer os três pontos de Arouca
Primeiro tempo de muito bom nível do Leixões, completamente por cima da partida, apesar da intempérie registada em Arouca. Bura dispôs de uma grande penalidade aos 25 minutos, mas Vieira defendeu, com Bernardo na recarga a enviar ao poste e Evandro a acabar por fazer golo, mas com o árbitro, para estupefacção de todos, anular o mesmo por pretenso fora-de jogo quando o avançado leixonense está uns bons 3 metros (!) antes do último defesa do Arouca, Erro de Nuno Almeida que teve influencia no desfecho desta partida
A turma do Mar continuou a lutar e viu novamente o poste negar o golo a Erivaldo, num cabeceamento após cruzamento de Jorge Silva., aos 42 minutos

Na segunda metade, Fábio Fortes foi derrubado na área por Pedro Monteiro, com Massaia a colocar o Arouca em vantagem da marca dos 11 metros.
Com o relvado cada vez menos praticável por força da constante chuva, Bukia aumentou a vantagem dos arouquenses (70') com um remate ainda de longe, mas que bateu no solo e surpreendeu o guarda-redes Tony.
A partir daí, a equipa de Filipe Gouveia arriscou cada vez mais, e Erivaldo, por duas vezes, teve o golo nos pés, enquanto, para os visitados, Deyvison e Adílio podiam bem ter dilatado a vantagem.

Mitchfoot

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

DIOGO PEDRAS DEZ ANOS DEPOIS DEIXA O LEÇA FUTEBOL CLUBE

ÚLTIMA HORA! 
Diogo Pedras abandona o Leça Futebol Clube 
QUEBRA DE CONFIANÇA NO PROJETO MOTIVA JOGADOR

Comunicado do departamento de futebol sénior do Leça FC
O departamento de futebol sénior do Leça Futebol Clube vem por este meio informar a desvinculação por parte do capitão Diogo Pedras.
Esta decisão foi comunicada de forma abrupta e inesperada para o departamento de futebol. Sendo um atleta, com uma ligação de 10 anos ao serviço do nosso emblema, o Leça Futebol Clube tudo fez no sentido de contrariar esta sua decisão todavia o atleta revelou intransigência e quebra de confiança no projecto do Leça Futebol Clube.
Leça Futebol Clube, 6/nov/2018

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

LEÇA COM GARRA VENCE COM MUITO CORAÇÃO



10ª  JORNADA Campeonato de Portugal Série B
Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira
Árbitro: José Rodrigues (A.F. Porto)
Cartão Vermelho por acumulação a Vítor Fonseca aos 26 minutos
LEÇA FC 2 AMARANTE FC 1
Golos Zé Carlos (10`) Miguelito (26 gp) Teles (80`)

LEÇA FC: Bruno Monteiro, Joel, Max, Vítor Fonseca, João Pedro, Jair, Pedro Pinto, Zé Carlos, Miguel Ângelo (Teles, 66), Diogo Pedras (Areias, 78) e Isaac (Alex, 90). Treinador Domingos Barros

AMARANTE: Nené, Armando, César, Diogo Vila (Diogo, 86), Andrezinho (Guilherme, 58), Tiago Silva (Maia, 89), Piquet, Alex Silva, Miguelito, Marquinhos e Muacir. Treinador Pedro Pinto

Debaixo de forte chuva que se fez sentir no concelho de Matosinhos e norte do país, as equipas defrontaram-se de uma forma aguerrida na disputa dos três pontos, com o terreno empapado coube ao Amarante a 1ª oportunidade de golo (4 minutos) nos pés de Miguelito. Aos dez minutos golo do Leça com Diogo Pedras a servir Zé Carlos e este a bater (mal batido) o guarda redes amarantino.  O Amarante reage ao golo sofrido e esteve perto de empatar a partida. Aos 26 minutos grande penalidade e consequente expulsão a Vítor Fonseca, em lance muito dúbio que provocou o descontentamento leceiro. O intervalo chegou com o empate verificado

No segundo e com um relvado muito pesado, previa-se muito chutão para frente e sem grande primores técnicos, 10 minutos decorridos, o jogo não era carne nem era peixe. A partir dos 60 minutos aparecem os desequilíbrios ofensivos (o Leça estava a jogar em inferioridade numérica) valeu as grandes defesas protagonizadas por ambos os guarda-redes. Com muita luta a meio campo o jogo podia pender para um lado ou para o outro. Aos 80 minutos Teles que entrara no decorrer da partida a substituir Miguel Ângelo, em jogada individual foi passando adversários e chutou forte e colocado sem hipótese para Nené provocando uma explosão de alegria nas hostes leceiras. Até ao fim a equipa de domingos Barros com o resultado a favor foi cerrar fileiras e gerir o tempo e o resultado, conseguindo uma vitória difícil mas justa, interrompendo assim uma série negra de 7 jogos  que terminaram em derrota.
Na próxima jornada, o Leça vai a Mêda defrontar o clube local que é ultimo classificado na tabela

Fotos Leça FC

PADROENSE NÃO VAI ALÉM DE UM EMPATE FRENTE AO FOZ


Estádio do Padroense FC – Senhora da Hora
11ª Jornada da Divisão D´Elite Série 1 AF Porto
Árbitro: Bruno Cunha   
PADROENSE FC 1 FC FOZ 1
Ao intervalo: 0-1 golos João Souto (40`gp) Ivan (88`)

PADROENSE FC : Moreira, Renato, Lindolfo, Barny (Pedro Oliveira 78), Taipa, Carneiro, Ivan, Ricardo, Leitão, Mesquita (André 90), Jardel (Lutchindo 78). Treinador João Costa

FC FOZ: Hélder Anunciação; Pedro Reis, João Alves e João Peixoto; Jorginho, João Souto, Pipoca (João Diogo 78), Renato (Zé Pedro 65m) e Francis; Nuno Leal (Gonçalo 45) e Tiago Martins (Kaka 78). Treinador: Álvaro Madureira

Tarde bastante chuvosa, foi aquela em que se jogou praticamente durante os 90 minutos, com um relvado que à medida que o jogo se foi desenrolando , cada vez mais dificultava os intervenientes para a pratica de bom futebol . Jogo mais musculado como se imponha, as oportunidades escasseavam no Padrão da Légua e foi mesmo um lance de bola parada a desatar um nó que se antevia bastante difícil de desatar. Ao minuto 40 grande penalidade apontada pelo árbitro Bruno Cunha num lance em que nos pareceu não existir falta para tal, um choque involuntário entre Renato e Francis levou o árbitro a apontar a marca de 11 metros. João Souto abriu o ativo sem hipóteses para moreira que é especialista em defender grandes penalidades.

O segundo tempo, começa logo com uma soberana oportunidade para os visitantes, quando Tiago Martins a dois metros da linha de golo não conseguiu bater Moreira com este arredado do lance. Longe de ser bem jogado foi a equipa do Padroense que teve mais iniciativa indo à procura do golo que lhe valeria pelo menos não perder este encontro o que vai a acontecer nem perto do final por Ivan na sequência de um pontapé de canto apontado por Lutchindo.
Nota ainda para o trabalho do árbitro, embora não seja muito costume nosso o fazer, não podemos deixar passar em claro uma péssima arbitragem desta equipa que veio a revelar-se muito desatenta fazendo juízo quase sempre em desfavor do espetáculo.

Fotos de Anabela Delgado

domingo, 4 de novembro de 2018

A CHUVA NÃO DEU TRÉGUAS NO MAR E LEIXÕES EMPATOU


8ª Jornada da Ledman Ligapro
Estádio do Mar, em Matosinhos.
Árbitro: João Bento (AF Santarém).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Pedro Monteiro (25), Luizão (35) e Oleg (88).
Leixões - FC Porto B, 0-0.

Leixões: Tony, Jorge Silva, Pedro Monteiro, Bura, Stephane, Ceitil, Bernardo, Luís Silva, Lawrence (Breitner, 69), Erivaldo (Zeka, 81) e Evandro Brandão (Kukula, 59). Treinador: Filipe Gouveia.

FC Porto B: Mouhamed, João Pedro, Diogo Queirós, Diogo Leite, Oleg, Luizão, Rui Pires, Bruno Costa (Moreto, 89), Gleison (Rúben Macedo, 67), Madi e Marius (Rui Costa, 46). Treinador: Rui Barros.

Num jogo marcado pela constante queda de chuva, nenhuma das equipas conseguiu encontrar o caminho do golo, não obstante o ascendente da equipa da casa.
Sem vencer há duas rondas, o Leixões começou por 'mandar' no jogo, tendo chegado ao golo quando Bernardo lançou Erivaldo, aos 23 minutos, mas o lance foi anulado por fora de jogo do avançado.
Muito ativo no lado direito do ataque da equipa de Matosinhos, o avançado voltou a alvejar a baliza portista segundos depois, acertando no poste esquerdo, naquele que foi, também, o último momento de perigo da equipa da casa até ao intervalo.
Acertando, finalmente, nas transições ofensivas, o FC Porto B criou perigo na primeira vez que rematou à baliza, numa tentativa de João Pedro, aos 40 minutos, que Tony defendeu com dificuldade, antes da intervenção de Marius ser punida com fora de jogo.
Em cima do intervalo, Madi tentou sua sorte num remate cruzado rasteiro, para nova defesa apertada do guardião da equipa da casa.

A segunda parte repetiu a tendência da primeira, pese embora ter sido a equipa visitante quem iniciou as 'hostilidades', com Bruno Costa, aos 56 minutos, de fora da área, a testar a atenção de Tony.
Em dia de pouco acerto, o Leixões ficou no minuto seguinte perto do golo, quando na esquerda Luís Silva assistiu Bernardo para um remate à meia volta, apenas travado pela barra da baliza do FC Porto B.
Com este resultado, o Leixões chega aos 12 pontos na II Liga, enquanto o FC Porto B tem agora cinco mas nove jogos realizados, mais um do que os matosinhenses, e está sem vencer há cinco jornadas.

Fotos de Duarte Rodrigues 
Lusa 

terça-feira, 30 de outubro de 2018

RESULTADOS



FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS 
   
7ª Jornada Ledman Ligapro 
AC VISEU 0 LEIXÕES 0
   
Campeonato de Portugal 9 ª Jornada série B 
LUSITANO FCV 3 LEÇA FC 0
   
Divisão d´elite 10ª JORNADA série 1 
FC INFESTA 1 AD GRIJÓ 0
VILA FC 0 PADROENSE FC 1
UD LAVRENSE 0 CANIDELO 0
   
DIVISÃO DE HONRA 7ª J -SÉRIE 1 AF Porto
FC PERAFITA 2 CUSTÓIAS 1
D. SANDINENSES 2 LEÇA DO BALIO 1
    
1ª DIVISÃO SÉRIE 1 A F PORTO Jª 4
ALDEIA NOVA 1 MOC SANGEMIL 1
OS LUSITANOS 1 RAMALDENSE 0
CRESTUMA 0 SENHORA DA HORA 2
    
PERAFITA B 3 ADR S PEDRO DE FINS 0

LEÇA VOLTA A PERDER... CRISE INSTALADA TEIMA EM NÃO SAIR


Estádio dos Trambelos (Viseu)
Árbitro: Xavier Gomes (Aveiro)
LUSITANO FC V 3 LEÇA FC 0
Ao intervalo. 0-0. Golos Tiago Gonçalves (46) Murilio (54 gp) e Uros (86)

LUSITANO: Ruca, Paulo Oliveira, Tiago Gonçalves, Márcio Rocha, Uros, Nuno Rodrigues (Marado 70) Murilo, Kiko, Hélder (Edgar 81), Digo Braz (Klysman 63), Assane. Treinador Rogério Sousa.

LEÇA: Bruno monteiro, Joel, Vítor Fonseca, Max, João Pedro , André Sousa, Jair (Medeiros 80), Teles, Diogo Pedras (Areias 70), Pedro Prazeres (Miguel Ângelo 60) e Isac. Treinador Domingo Barros

A jornada 9 do Campeonato Portugal terminou da pior maneira para o Leça FC que perdeu na deslocação ao Vildemoinhos (Viseu) por 3-0, agudizando a crise de maus resultados que atirou a formação leceira para a penúltima posição consumando a 8ª derrota consecutiva
O jogo teve início 30 minutos mais tarde, motivado por um furo na camioneta do Leça que fez com que os jogadores chegassem ao estádio com algum atraso.
Do jogo propriamente dito, pouco há a registar, apenas dizer que a vitoria é justa e poderia ter sido por números mais expressivos não fosse a grande exibição do guarda redes leceiro Bruno Monteiro.
Crise no Leça obriga a reunião de emergência e fala-se em nomes
António Pinho presidente leceiro já fez saber através da comunicação social que o grupo iria reunir esta segunda-feira à noite no sentido de «ver o que se pode fazer»para alterar o rumo dos acontecimentos. «O nosso objetivo é a manutenção porque sabemos que se descermos é difícil regressar a esta competição“, esclareceu o presidente do Leça.

foto DR 


EMPATE NO FONTELO...LEIXÕES LEVA 5 JOGOS SEM PERDER


Jogo disputado no Estádio Municipal do Fontelo, em Viseu.
7ª jornada da 2.ª Liga
Árbitro: Manuel Mota (AF Braga).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Stephane (51), Paná (82), Gabriel (85) e Fábio Santos (90+4).
Académico de Viseu - Leixões, 0-0.

Académico de Viseu: Jonas, Tiago Almeida, André Baumer, Fábio Santos, Kevin Medina, Lucas, Latyr Fall, Paná, João Mário (Gabriel, 65), Luisinho (Ryan, 75) e Nsor. Treinador: Manuel Cajuda.

Leixões: Tony, Jorge Silva, Pedro Monteiro, Bura, Stephane (Poloni, 69), Ceitil, Luís Silva, Bernardo, Evandro Brandão, Ofori (Oudrihiri, 76) e Kukula (Erivaldo, 65). Treinador: Filipe Gouveia

A metade inicial foi muito monótona e os primeiros lance de perigo só surgiram perto do intervalo, protagonizados pelo Leixões, com Bernardo, aos 39 minutos, a ganhar posição na área e a rematar para a defesa de Jonas e, no minuto seguinte, a aparecer responder a um cruzamento de Evandro Brandão, para nova intervenção de Jonas.

O Académico Viseu só ao minuto 44 chegou com perigo à área do Leixões, em contra-ataque, com João Mário, muito veloz na direita, a cruzar e Luisinho a rematar de primeira para a defesa de Tony.
O segundo tempo não foi muito diferente com a partida a arrastar-se até aos 64 minutos, altura em que Luisinho rematou cruzado junto ao poste da baliza do Leixões.
Filipe Gouveia mexeu depois na equipa, com as entradas de Erivaldo, Oudrhiri e Poloni, a tornarem o Leixões mais ofensivo e a criar mais lances perigosos junto da área do Académico.
Aos 71 minutos, na sua melhor oportunidade, Evandro Brandão, sobre a linha de golo, não conseguiu desviar para a baliza um cruzamento da direita. Logo depois, aos 74, novamente obrigou Jonas a uma defesa difícil.
Até final, o Leixões procurou mais a baliza adversária com o Académico mais em contra-ataque, mas as defesas foram sempre mais eficazes do que os avançados.
Sextos classificados, matosinhenses encadearam o segundo empate e perderam terreno para os lugares cimeiros, embora levem cinco jogos sem perder.

Lusa 


domingo, 21 de outubro de 2018

TRANQUILAMENTE O LEIXÕES APURA-SE PARA A 4ª ELIMINATORIA DA TAÇA



Estádio do Mar, em Matosinhos.
Árbitro: João Matos (AF Viana do Castelo).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Piquet (56) e Derick (90+3).
Leixões - Amarante, 3-1.
Ao intervalo: 1-0. Marcadores: Bura, (37 gp) Evandro Brandão,( 64). Pedro Monteiro,( 81)., Muacir, (84).

Leixões: Luís Ribeiro, Jorge Silva, Pedro Monteiro, Bura, Stephane, Ceitil, Lawrence (Breitner, 67), Luís Silva, Erivaldo (Zeka, 61), Evandro Brandão e Kukula (Derick, 72). Treinador: Filipe Gouveia

Amarante: Nené, Lamelas, César, Diogo Vila, Armando, Piquet (Alex Silva, 68), Romeu, Maia (Muacir, 58), Andrezinho, Miguelito e Marquinhos (Tiago Silva, 85). Treinador: Pedro Pinto.

O Leixões, da 2.ª Liga, apurou-se este domingo para a quarta eliminatória da Taça de Portugal, após derrotar o Amarante, do Campeonato de Portugal, por 3-1, em jogo disputado no Estádio do Mar, em Matosinhos.
A equipa de Matosinhos atingiu o intervalo a vencer já por 1-0, golo de Bura, aos 37, na conversão de uma grande penalidade, e chegou aos 3-0, com tentos de Evandro Brandão (64) e de Pedro Monteiro (81), tendo a equipa de Amarante reduzido aos 84, por intermédio de Muacir.
Apesar de ter começado melhor e de ter criado perigo aos 21, após cabeceamento de Piquet, o Amarante viu o Leixões chegar à vantagem aos 37, quando Bura converteu uma grande penalidade, a castigar uma mão dentro da grande área.

Embora a equipa visitante tenha reagido e tentado a igualdade, foi o Leixões a voltar a marcar, por Evandro Brandão, aos 64, e depois por Pedro Monteiro (81).
O momento da tarde estava, contudo, guardado para Muacir, que, aos 84 minutos, recebeu à entrada da área, levantou a bola e atirou forte à meia volta para o golo do Amarante, fixando o resultado final.

Fotos Leixões SAD
Lusa.


DIVISÃO DE PONTOS JUSTA ENTRE PADROENSE E SALGUEIROS


9ª J da Divisão d´elite AF Porto Série 1
Estádio do Padroense FC – Padrão da Légua
Árbitro João Pereira
PADROENSE FC 1 SC SALGUEIROS 1
Ao intervalo 1-1, golos Jardel (31`) Josemar (35`)

PADROENSE: Moreira, Estebaínha, Fábio, Lindolfo e Taipa; Ivan, Guilherme (Juca), Leitão, Mesquita (André), Jardel (João Pinto) e Ricardo (Gorito). Treinador João Costa

SLAGUEIROS: Rui Neves, Steven, Bouças, Monteiro, Raul; Pedro Nova (Jorginho), Rui Lima, Neves (Issouf), Ruben, Josemar e Dinis (Ibeh). Treinador Daniel Portel.  

Jogo bem disputado, mas nem sempre bem jogado em que o equilíbrio foi a nota dominante ao longo dos 90 minutos, com poucas oportunidades nos primeiros 45 minutos, uma para cala lado, primeiro para o Salgueiros em que Moreira guarda-redes dos Bravos de Matosinhos se opôs com classe ao dianteiro salgueirista Dinis. Depois para o Padroense em jogada coletiva que terminou no funda da baliza com um remate de Jardel. Não durou muito a vantagem dos matosinhenses, pois 4 minutos depois aos 35`Josemar de cabeça bateu moreira e restabeleceu a igualdade.

No segundo tempo o cariz do jogo não se alterou, muito disputado a meio campo, coube a vez a Ibeh ficar na cara de Moreira, mas o guarda redes do Padrão com uma tapinha na bola tirou o pão da boca ao avançado Salgueirista, na reposta os homens da casa levam muito perigo ao ultimo reduto de Paranhos defendido por Rui Neves. De destacar também um forte remate e bem colocado desferido por Gorito que levava o selo de golo mas Rui Neves fez a defesa da tarde, em voo e com aponta dos dedos envia a bola para canto evitando o golo do Padroense

O final chegou com a repartição de pontos resultado que se ajusta ao que se passou durante os 90 minutos de um jogo bem arbitrado por João Pereira . 

Fotos de Anabela Delgado 

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

TEMOS CANDIDATO? PADROENSE SAI A SORRIR DA CIDADE MAIA


8ªJ da Divisão d´Elite AF Porto
Estádio Municipal da Maia
Árbitro Hugo Pacheco
Cartão Vermelho (Ricardinho (39`) Renato (90+2`)
MAIA LIDADOR 2 PADROENSE FC 3
Ao intervalo, 1-2 Marcadores, Guilherme (5`), Leitão (42`) Igor (44`) Mesquita (59`), Pedro Neto (89`)

MAIA LIDADOR: Miguel Paiva, Pedro Neto, João Reis (Rui Carvalho 46), Vasco Nogueira, Renato Maia (Xu 46), Igor, Ricardinho e Zhang (João Carvalho 69), Henrique (Tomás Gomes 69) Diogo Teixeira (Diogo Guimarães 46) e Cafú. Treinador Nuno Teixeira

PADROENSE FC: Moreira, Pereira, Carneiro (Ivan 46), Ricardo (Renato 62), Mesquita (Geovani 72), Leitão (João Pinto 62), Jardel (Gorito 82), Barny, Taipa e Guilherme. Treinador João Costa

Grande jogo na Maia com duas equipas que ocupam os lugares cimeiros da tabela, os Bravos de Matosinhos saíram a sorrir da cidade Maia com três pontos na algibeira. Temos candidato?  
Padroense entra melhor e logo à passagem do minuto 5 Guilherme na origem de um livre bate Miguel Paiva pela primeira vez. Os Maiatos responderam em busca da igualdade e apos algumas tentativas falhadas, Leitão faz o segundo para o Padroense, sem que antes os maiatos ficassem reduzidos a 10 elementos. Em cima do intervalo Igor reduziu para o Maia através de uma grande penalidade

No segundo tempo e a jogar em superioridade numérica os Bravos de Matosinhos desperdiçaram várias oportunidades, mas ao minuto 58 Mesquita faz o 3 golo dos matosinhenses. Os Maiatos que sempre lutaram e acreditaram ser possível não perder esta partida o melhor que conseguiram fazer foi  reduzir a vantagem em cima do apito final

fotos Jorge Peixoto 


domingo, 14 de outubro de 2018

EM DIA DE ESTREIAS LEÇA BAQUEOU FRENTE AO LÍDER


Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira
Árbitro Duarte Oliveira
LEÇA FC 1 GONDOMAR SC 3
Ao intervalo, 1-1, marcadores, Marcos Medeiros (26 `) Vieirinha (38`) Diogo (49 e 60)

LEÇA FC: Bruno Monteiro, Joel, Alex, Max e João Pedro; André Sousa (Isaac Sissé 59) Pedro Pinto e Teles; Marcos Medeiros (Miguel Ângelo 71) , Pedro Prazeres (Areias 65) ; Diogo Pedras: Treinador Domingos Barros.

GONDOMAR SC: Yeczem, Mica, Zé Pedro, Pedro Meneses e Huguinho;  Rojas (Miccoli 75 ), Fabinho (V. Pinto 88)e Cai (Abdoulay 34) Diogo, Vieirinha, Andres . Treinador José Alberto.

O Líder entrou melhor na partida mas foi sol de pouca dura, pois a turma do Leça rapidamente equilibrou o jogo e aos 26 minutos abre o ativo com um golo de Marcos Medeiros assistido pela direita por Joel que cruzou com conta peso e medida. O jogo entra numa toada de parada e resposta com o perigo a rondar ambas as áreas, e foi o Gondomar a chegar à igualdade com um tenro de Vieirinha que finalizou de cabeça, já dentro da pequena área.
O intervalo chegou com uma igualdade que se ajustava

No segundo o tempo o cariz do jogo não se alterou, bola lá, bola cá, e depois de o Leça estar próximo do golo, Pedro Meneses salva em cima da linha de golo, foram os visitantes a consumar a reviravolta com um tento de Diogo. E quando o Leça estava perto do empate eis que o golpe fatal nas suas pretensões surge em jogada de contra golpe e finalizada mais uma vez por Diogo. Golo, o terceiro que acabaria com o jogo em termos de vencedor, pois daí até ao fim o Leça foi incapaz de incomodar muito por culpa dos gondomarenses que geriram o jogo até ao final
DESTAQUES : Max um ucraniano que veio para ficar no eixo defensivo leceiro e a estreia de Isaac Cissé ponta de lança marfinense que fez a sua estreia com a camisola verde e branca. Bruno Monteiro sem culpas nos golos sofridos exibiu-se a grande altura
Próxima jornada os leceiros vão até Vildemoinhos, Viseu para defrontar o Lusitano FCV.

Fotos de Anabela Delgado 

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

SURPREENDENTEMENTE PEDRAS E RAMALHO SAEM DO LEÇA


Anunciado em forma de comunicado pela direção do Leça FC na sua página oficial (facebook) .
A família leceira foi apanhada de surpresa com esta decisão, fazendo prever que algo se passa no seio do Leça e que outros jogadores poderão seguir os mesmos passos  

A Direção do Leça Futebol Clube informa que os atletas Sérgio Pedras e Hugo Ramalho terminam os seus vínculos desportivos com o clube.
Agradecemos aos atletas a dedicação e empenhamento colocados ao serviço do nosso clube desejando as maiores felicidades para o futuro.
A Direção,


Os jogadores confirmam também nas redes sociais que abandonam equipa que ajudaram a subir ao Campeonato de Portugal

PEDRAS «Venho por este meio comunicar a minha saída do Leça F.C.
Quero agradecer a todos os meus colegas de equipa pelo tempo maravilhoso que passamos. Aos adeptos um muito obrigado pela forma como fui recebido e acarinhado . Aos funcionários um muito obrigado por tudo...
Grande abraço»

RAMALHO « Muito bem meus amigos,aqui vai...
A partir de hoje deixo de ser jogador do Leça F.c.
Estou de consciência tranquila de que tudo fiz para que este clube conseguisse chegar a outros patamares. Agradeço a todos que tornaram isto possível.
É com baste tristeza que vos deixo neste momento.
Um grande abraço a todos.
No que precisarem estarei sempre disponível
Até sempre»  

foto DR 


terça-feira, 9 de outubro de 2018

MOREIRA EM GRANDE NÍVEL NA VITÓRIA FOLGADA DO PADROENSE


Estádio do Padroense. Padrão da Légua. Senhora da Hora
Árbitro: Miguel ribeiro
PADROENSE 3 VARZIM B 0
Ao intervalo, 1-0 Marcadores Fábio (22 e 55) Estebainha (84)

PADROENSE: Moreira, Renato, Fábio, Carneiro , Mesquita (Estebainha 65), Lutchindo (Barny 46), Jardel (Leitão 68), Lindolfo, Ivan, Juca (Ricardo 65) Taipa . Treinador João costa

VARZIM b: Ismael, Jota, António, Gonçalo e João Pedro (Moreira 67), Emanuel, Pablo, Kiko Vale (Barbosa 67), De Varga, Diegues (Rodrigo 67) e Marcos. Treinador André Carvalho

Jogo disputado entre duas equipas com posições diferentes na tabela classificativa .
Mas foi o Varzim o primeiro a criar perigo, logo  aos 9 minutos por Kiko ,mas Moreira guarda redes dos Bravos de Matosinhos opõe-se com grande defesa.
Aos 22 m um defensor do Varzim joga com a mão a entrada da área, Fábio foi chamado a converter a marcação do livre e faz o golo.
Ainda na primeira parte o avançado dos visitantes Mbarga isola-se o guarda redes Moreira opõe-se com muita classe.
Aos 45 m Lindolfo faz falta dentro da área de rigor e o árbitro Miguel ribeiro  aponta a marca de 11 metros (grande penalidade)  Moreira a grande altura, segura a vantagem da sua equipa defende para a frente e na recarga leva a melhor sobre o avançado poveiro  
Aos 55 m livre à entrada da área do Varzim e Fábio mais uma vez chamado para a cobrança, não perdoou e estava feito o segundo para o Padroense
Já na parte final do jogo Estebainha (84`) remata para a baliza e a bola toca num jogador (Moreira) do Varzim e trai o seu guarda redes fechando o jogo com o  terceiro para o Padroense.


Foto Júlio Moreira

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC