RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

sábado, 21 de março de 2020

LEÇA SÓ HASTEOU A BANDEIRA NA CELEBRAÇÃO DOS 108 ANOS DO CLUBE

O Leça na celebração dos 108 anos devido ao estado de emergência com o surto de COVID-19 só hasteou a sua bandeira, revelou o presidente José António Pinho ao jornal O Jogo.

"Normalmente não fazemos grandes festas e deixamos isso para o final da época, mas costumamos sempre hastear a bandeira e celebrar uma missa pelos sócios e antigos dirigentes, jogadores e treinadores que já partiram. Este ano pedi a um dirigente, que tinha a bandeira consigo, para hasteá-la. Fê-lo sozinho para evitar aglomerações de pessoas", explica o presidente António Pinho.

António Pinho frisou que devido à paragem do campeonato, não permite que o clube renda dinheiro, tornando-se difícil resolver os problemas atuais que o clube vive.

O atual presidente do clube lembrou que no final da temporada vai ser realizado o ato eleitoral do clube e ainda não assumiu a sua recandidatura. 

"Posso recandidatar-me desde que consiga ter o suporte financeiro necessário. O Leça vai continuar quer seja comigo ou com outra pessoa que goste tanto do clube como eu", concluiu.

O Leça celebrou este sábado, dia 20 de março os seus 108 anos de existência, tendo realizado o seu primeiro encontro oficial em 1913.


Fonte da Foto: Leça FC


Diogo Bernardino

EXCLUSIVO: INFESTA CORRE SÉRIO RISCO DE NÃO TER CAMPO PARA JOGAR NA PRÓXIMA ÉPOCA

O Infesta corre o risco de não ter campo para jogar na próxima época, pois o Mitchfoot sabe que a Câmara Municipal adiou uma reunião com a Comissão Administrativa do clube.

O arrendamento do campo da Arroteia terminou em fevereiro, com o proprietário do espaço a deixar a equipa realizar a época por inteiro nesse estádio.

Após o final da temporada, o Infesta tem de procurar uma solução que vai sendo adiada há muitos anos. 

O Parque de Jogos Manuel Ramos - Arroteia está inserido na Quinta da Arroteia, que era propriedade do antigo presidente Manuel Ramos, o Mitchfoot sabe que o novo proprietário não quer prolongar o contrato.

O estádio Moreira Marques não tem as medidas necessárias para se efetuar os encontros, sendo que faltam quarto metros de largura ao relvado para que este possa ser oficializado pela AF Porto.

O Infesta desde o dia 30 de junho de 2018 tem um projecto para a construção de um novo estádio, perto do antigo "a ser construído na Quinta de Santo António (terreno que fica entre a Rua das Laranjeiras e a Rua da Igreja Velha)".

O Mitchfoot sabe que o estádio antigo, vai ser demolido e os terrenos entregues à Câmara, pois há a possibilidade de ser criada uma ligação entre a Rua José Gaspar Lino e a outra que vai ter ao lar CATI.

Este é um dos casos mais problemáticos da Câmara Municipal de Matosinhos pois o clube tem visto ser adiado a construção de um novo estádio, já desde os tempos em que Narciso Miranda era presidente.

O campeonato da AF Porto só deve regressar em junho, isto se proporcionar um regresso à competição, devido ao surto do novo coronavírus.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

"EM ABRIL OS JOGOS DEVIAM VOLTAR À PORTA FECHADA"

O presidente da SAD do Leixões salientou que os jogos de futebol deveriam regressar em abril "mas à porta fechada" como forma de valorizar os jogadores, em declarações ao Jornal Record.

"Agora não devíamos voltar por uma questão de saúde pública. Mas em abril os jogos deviam voltar à porta fechada e com controlo da nossa parte. Se os jogadores forem monitorizados de x em x tempo, tendo as preocupações normais é igual fazer um jogo de futebol ou fazer outra coisa qualquer. Nós temos controlos sobre os nossos atletas. Temos de pensar num futuro próximo para que em abril por exemplo possamos voltar a jogar e a treinar", apresentou.

Paulo Lopo frisa que o governo "não está preocupado com o futebol" e que na sua opinião que os jogos de futebol num curto espaço de tempo é um pouco diferente "das situações que ocorrem no dia a dia" 

"A minha opinião é que, num certo espaço de tempo, 22 jogadores em campo, completamente monitorizados, que têm uma saúde totalmente robusta, é um pouco diferente das situações que ocorrem no dia a dia. Comparativamente a outros problemas que existem, é diferente ter 22 jogadores em campo e ter 200 pessoas a viajar de avião. E os aviões continuam a andar", afirmou. 

"Digo o porque neste momento já deu para ver que o governo não está preocupado com o futebol. E face a isso nós agentes desportivos temos de estar. Naturalmente, isto porque não havendo jogos não há televisão mas há compromissos e responsabilidades que nós temos de manter e respeitar com jogadores e restantes funcionários", realçou.

O presidente da SAD leixonense refere que esta paragem vai trazer "problemas à indústria do futebol" e particularmente ao Leixões devido "às transações".

"Esta paragem vai trazer problemas à indústria do futebol. Nós clubes mais pequenos vivemos de transações. Não é de bilhética, nem de televisão. Sem futebol não há valorização nem vendas. Há clubes que interessaria terminar o campeonato, uns não descem e outros não sobem. Acho um contrassenso não se jogar futebol e andar-se de avião e transportes. De uma forma controlada, podia-se equacionar o regresso do futebol", mencionou.

"Bem ou mal somos o produto que mais exporta, que mais mexe com a economia, ultimamente as pessoas ganharam uma tendência de falar mal do futebol e de tentar transformar o futebol na podridão do sistema, mas a verdade é que se o país estivesse como o futebol, estaríamos todos bem melhor", concluiu.

O campeonato da II Liga está parado por tempo indeterminado até que o surto do coronavírus reduza em Portugal e seja mais estabilizado, sendo que o governo prevê o regresso à normalidade em junho.

Depois do adiamento do Europeu para 2021, a Liga Portugal tem mais 45 dias para realizar o campeonato.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

JOÃO PAULO IA SER CONVOCADO PARA A SELEÇÃO NACIONAL

O médio do Leça João Paulo ia ser convocado pelo seleccionador nacional Pedro Brito para representar o seu país, Cabo Verde, para jogos de apuramento para a CAN'2021, assinalou o Jogo.

O médio de 21 anos ia fazer parte dos eleitos para os encontros com o Ruanda entre 25 e 29 de março. Esta seria a primeira chamada à seleção nacional.

Cabo Verde está inserido no Grupo F onde o Moçambique lidera a prova com quarto pontos em dois jogos, mais dois pontos do que os caboverdianos.


Fonte da Foto: Leça FC 


Diogo Bernardino

COVID-19: LIGA E FEDERAÇÃO SUSPENDEM PROCESSOS E MULTAS DESTA TEMPORADA

A direção da Liga Portugal e da Federação Portuguesa de Futebol anunciaram que vão suspender os processos e as multas desta temporada sendo que estes vão ser apenas aplicados na época 2020/2021, anunciou a FPF em comunicado.

"Esta decisão alivia a tesouraria dos clubes que estavam sujeitos ao cumprimento dos prazos estabelecidos pelo regulamento disciplinar da FPF referente às competições por si organizadas. Os clubes viram as suas receitas serem afetadas pela interrupção das provas pelo que esta medida extraordinária contribui para atenuar os efeitos do estado de emergência que o país atravessa como resultado da pandemia do coronavírus", descreve o comunicado.

A medida extraordinária alivia assim a tesouraria dos clubes para esta temporada, como a SAD do Leixões, o Leça e o Freixieiro no que toca a multas ou a sanções, sendo estas aplicadas a partir da próxima época 2020/2021.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

COVID-19: LIGA E SINDICATO CRIAM COMISSÃO PARA TENTAR RESOLUÇÃO DA TEMPORADA

A Liga Portugal e Sindicato dos Jogadores criaram uma comissão para tentar resolver a temporada 2019/2020, estendendo os contratos dos jogadores que acabam esta época além de 30 de junho, anunciou a Liga.

"A Liga Portugal e o Sindicato de Jogadores vão constituir uma Comissão de Acompanhamento do COVID-19, não só para monitorização da atual situação, mas também para que os dois organismos, em consonância, e sempre em sintonia com o trabalho que está a ser desenvolvido pela European Leagues e pela FIFPRO, consigam criar condições para a resolução da temporada 2019-20", descreve a Liga.

O Leixões tem vários jogadores ao qual o contrato termina a 30 de junho deste ano, sendo que podem ser estendidos para o decurso desta temporada.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

TRADIÇÃO, RAÇA, AMOR E PAIXÃO: LEÇA FC FAZ HOJE 108 ANOS

O Leça FC faz hoje 108 anos de história recheado de conquistas, títulos e presenças no escalão máximo do futebol português.

Constantino, José da Rocha, Diogo Pedras, Cao, Serifo, Alfaia, Vladan Stojkovic, Fran, Paulo Lopes entre outros jogadores fazem parte da história do clube leceiro.

De acordo com relatos da imprensa, o Leça realizou o primeiro jogo oficial a 03 de setembro de 1913 frente ao 1.º Portugal de Matosinhos.

O Leça esteve quatro temporadas na Primeira Divisão, sendo que três nos anos 90 entre as épocas 95/96 a 97/98.

O Leça venceu o campeonato nacional da II Liga em 94/95 liderado por Joaquim Teixeira e um plantel recheado de talento para dar e vender.
Com um orçamento limitado, a formação do Leça teve muitas dificuldades para na época 95/96 se manter na primeira divisão, mas a perseverança e o espírito guerreiro dos leceiros ao longo do campeonato e no encontro em casa com o Sporting de Octávio Machado num estádio cheio que nem um ovo, na última jornada o Leça conseguiu ser uma das sensações do campeonato e manter-se por mais duas temporadas no top do futebol português.

Em 1998/99 devido a um caso bem conhecido, o clube teve de descer à segunda divisão, mas mesmo assim com muito sacrifício e luta apesar dos problemas conseguiu mostrar o excelente futebol que é praticado em Leça da Palmeira.

De recordar que outrora o relvado do Leça foi considerado o melhor do país, num estádio que perdurou durante anos e anos, cheio de histórias para se contar.

No início dos anos 40, a formação do Leça que subiu à primeira divisão, era formada maioritariamente por homens da terra, todos eles amadores.

Numa participação que teve um motivo de enorme orgulho para as gentes leceiras, a formação de Leça da Palmeira honrou a camisola como é costume em jogadores que fazem a formação no clube e fazem parte do plantel sénior como Paulo Lopes, capitão e Domingos Barros, treinador.

A equipa inscreveu-se na Associação de Futebol do Porto em 06 de maio de 1922, ao qual o extinto Primeiro de Janeiro descrevia a festa realizada no antigo campo Hintze Ribeiro.

«Leça F.C. - Programa de festas realizado no campo Hintze Ribeiro, para comemorar a inauguração da sua bandeira associativa: 8 h - hasteamento da bandeira, tocando nessa altura a banda da Carris, em que se seguirá a marcha pelas ruas de Leça; 10 h - jogo entre o 3.º team do Leça F.C. e um misto do Porto; 12 h - Jogo entre o 2.º team do Leça F.C. e o 2.º team do Ramaldense F.C.; 15,40 h - corridas de velocidade e de 3 pernas (inter-sócios); 16 h - desafio de futebol entre o 1.º team do Leça F.C. e o 1.º team do Ramaldense F.C.; 17,40 h - corridas de velocidade entre crianças e corridas de sacos. No dia seguinte foram entregues os prémios aos vencedores», descreveu o jornal.

Atualmente o Leça faz parte do Campeonato de Portugal mas para voltar ao topo dos campeonatos nacionais, teve de suar muitos anos e foi na época 2017/18 com um plantel bem constituído de jogadores da casa em conjunto com a experiência de Ramalho, Pedras, Vítor Fonseca conseguiram surpreender os concorrentes diretos à luta pelo título. 

A subida ao Campeonato de Portugal demorou a ser efetiva, pois o Leça perdia em Paredes por 2-0 um jogo importantíssimo depois de ter ganho o título da série 1, era num jogo que ia decidir toda uma época mas foi a desistência do Sporting B que levou o Leça a subir de divisão e a regressar anos depois aos campeonatos nacionais.

O Leça em 2018/19 teve muitas dificuldades para se manter na divisão, mas conseguiu manter-se à última e nesta época está a surpreender todos os envolventes e está a quarto pontos do sonho de poder regressar à II Liga.

Tem sido muito duro a vida do histórico clube, que ainda tem de resolver os problemas financeiros dos erros do passado, mas em dia de festa, os dias em Leça da Palmeira são de enorme felicidade, pela capacidade do clube reerguer-se dos problemas e apresentar um excelente plantel misto de juventude e de experiência.   

https://www.youtube.com/watch?v=LvgUqf1qTBg - Vitória do Leça sobre o Sporting por 1-0 em 97/98.

https://www.youtube.com/watch?v=Eo5mwO3R_Ys&t=36s - Último jogo da época 95/96 frente ao Sporting no estádio do Leça (1-1).

https://www.youtube.com/watch?v=SQkmv-knnZk - Vitória em Felgueiras na época 95/96 por 2-1.


Diogo Bernardino

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC