RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

PEIXE VAI SER JOGADOR DA UD VALONGUENSE


Peixe com a camisola do FC Ionikos na época de 2001/2002

Com 36 anos, João (Carlos Borda de Água) Peixe, natural da Nazaré, aumentou para 27 o número de clubes onde alinhou, tornando-se nesse aspecto o recordista português: esta época transferiu-se do Vila FC para a UD Valonguense, no “mercado” de inverno. E já efectuou o primeiro treino, precisamente hoje, ao serviço do clube de Valongo, esperando pela sua inscrição na AF Porto.

Na selecção, foi campeão europeu sub-18, em 1994 ,numa equipa com Quim, Beto, Dani, Nuno Gomes, só para citar os que prosseguiram a carreira na selecção AA, no Benfica, jogou com, Mário Stanic, o Caniggia, o Clóvis, o Edílson, o Isaías, o Preud''homme, o Rui Águas, no Estrela da Amadora, o Fernando Santos era o treinador, na Académica de Coimbra, no Ionikos da Grécia o treinador era o Oleg Blokhin. Aos 36 anos, o avançado sente-se como peixe na água nos campos de futebol. Valonguense é o 27º clube na carreira do jogador

Em anos anteriores, por ordem decrescente, passou pelo Vila FC, Perafita, Custóias, Tondela, Sp Pombal, U. Micaelense, Penamacorense, Torreense,Rio Maior, UD Serra, Benfica Castelo Branco, Pedras Rubras, Estarreja, Académico de Viseu, Ionikos (Grécia), Marco, Sanjoanense, Sporting da Covilhã, Oriental, Desportivo de Beja, Desportivo das Aves, Académica, Alverca, Estrela da Amadora, Benfica e Nazarenos.

VASCO PINHO TERMINA LIGAÇÃO DE ONZE ANOS (DIRIGENTE) COM O PADROENSE

DR. VASCO PINHO CESSA FUNÇÕES NO PADROENSE F.C.

Nos últimos anos o rosto do departamento de futebol do Padroense F.C. tem sido o Dr. Vasco Pinho, que nos onze anos que esteve presente como dirigente deste clube marcou presença na linha da frente dos maiores sucessos desportivos da história do Padroense F.C.

Mais recentemente o mesmo liderava também o Departamento de andebol , onde, em 1996, iniciou a sua relação ao clube enquanto atleta sénior dessa modalidade.

Em virtude de motivos de ordem pessoal e profissional o Dr. Vasco Pinho irá deixar de poder continuar a exercer funções enquanto Presidente Adjunto desta instituição, situação que a Direcção do Padroense F.C. compreende, apesar de lamentar.


A Direcção do Padroense F.C. agradece ao Presidente Ajunto que cessa agora funções toda a dedicação e empenho que demonstrou ao serviço do nosso emblema, esperando que um dia o mesmo possa a voltar a disponibilizar o seu contributo ao Clube.

VASCO PINHO
"A todos aqueles com quem tive o prazer de trabalhar no Padroense F.C. agradeço sinceramente o vosso contributo para os sucessos que juntos conseguimos alcançar nos ultimos 11 anos. A todos os associados e simpatizantes o meu carinho pela dedicação ao Clube. Foi um prazer crescer com este clube! "

SITE OFICIAL DO PADROENSE FC

O MELHOR JOGADOR DO FUTEBOL DE MATOSINHOS 2011 - SAIBA QUEM VAI À FRENTE


A título de curiosidade, aqui fica o desenrolar das votações, quando faltam oito dias para terminar as mesmas.

Em cada quadro respectivo para as votações, estão visíveis o numero total de votantes e a respectiva percentagem dos votos em cada nomeado.

Hoje dia 12 de Dezembro, às 22:30.

1º quadro – 392 votantes
2º quadro – 355 votantes
3º quadro – 146 votantes

A classificação por número de votos é a seguinte.

1º ARMANDO com 217 votos num total de 355 votantes

2º CUCA com 208 votos num total de 392 votantes

3º PAULINHO Infesta, com 36 votos num total 355 votantes

4º MENESES com 35 votos num total de 146 votantes

5º JOEL com 28 votos num total de 392 votantes

6º RUI RAMOS com 27 votos num total de 392 votantes

7º PAULINHO Perafita, com 23 votos num total de 392 votantes

8º SEABRA com 23 votos num total de 355 votantes

9º RICARDO LOPES com 17 votos num total de 146 votantes

10º MADALENA com 15 votos num total de 355 votantes

11º MOURA com 15 votos num total de 355 votantes

A oito dias do termino das votações (fim dia 20 de Dezembro) ainda vai muito a tempo de votar no seu preferido.

D LEÇA BALIO TRAVA CANDIDATO!

I DIVISÃO A F PORTO SERIE 2
Complexo Desportivo Leça do Balio
Árbitro, António Alves
Ao intervalo, 1-1, marcadores, Ricardo (7) Pedro (36)

DL BALIO: Dinis, Ruca, Virgílio, Pedro e Ruben; João, Pimentel e Feliciano (Carlitos), Ismael (Tiago), Barros (káká) e Vítor Carneiro. Treinador António Freitas.

PEROSINHO: Hélder, João (Oliveira), Pereira, Nuno e Teixeira; João Alves (Ferreira), Ricardo, Luís; Ivo, Pedro Pinto, e Marco. Treinador, Allen.

A equipa do Leça do Balio, bateu-se de igual para igual com um forte candidato à Subida de divisão (Perosinho).

O conjunto matosinhense, dispôs de várias oportunidades de golo, e só não venceu este encontro, porque se revelou muito perdulário na finalização.
Com uma exibição consistente os balienses podem queixar-se de uma grande penalidade não assinalada aos 44`minutos.
Com este empate o conjunto matosinhense, somam 14 pontos na tabela, ocupando o 13º posto, que diga-se nada condizente com o valor da equipa baliense

PERAFITA NÃO GANHOU PORQUE ÁRBITRO NÃO DEIXOU!


I DIVISÃO A F PORTO SERIE 1
Cidade Desportiva de Paredes
Árbitro. Luís Moreira
Aliança da Gandra 0 Perafita 0


AL. GANDRA: Vitor, Poeira (Verde) Rui, Tomé e Sá; João (Vítor II), TC e Pilhas, Rummenigge, Nando (Leal) e André. Treinador Mário Rocha.

PERAFITA: Artur, Marco, Trajano, Hélder Maia e Alex; Marco Moreira, Soberano (Carinhas), Tinaia, Cheta, Lutchindo e Paulinho. Treinador António Gaiteiro.

DUAS GRANDES PENALIDADES POR MARCAR


O jogo iniciou-se logo com uma iniciativa muito clara dos visitantes que demonstraram logo ai qual era o seu único objectivo para este jogo, com um futebol muito fluido com constantes mudanças de flancos os visitantes deixaram o Aliança da Gandra sem saber o que fazer e como faze-lo. Durante toda a primeira parte nunca o guarda redes do FC Perafita foi chamado a intervir, mas por outro lado o seu homologo, teve uma tarde muito interventiva e muito inspirada, pois pode-se considerar que foi o homem do jogo. Os lances de perigo surgiam com muito naturalidade na área dos visitados, cantos sucessivos que eram afastados com muita preocupação e por vezes com muita sorte por parte de toda a equipa do Aliança, pois defendiam, nas bolas paradas com todos os seus elementos dentro da área, mas nem isso parecia ser suficiente pois na marcação de um canto à maneira curta Sérgio Soberano no local certo não conseguiu dar o toque final. No entanto, a meio da primeira parte num lance muito bem delineado pelo ataque do FC Perafita, a bola é endossada para Lutchindo que dentro da área é autenticamente atropelado pelo defensor dos visitados, sem que o árbitro assinalasse a respectiva marcação de grande penalidade. O encontro decorria de feição para os visitantes que conseguiram desorientar toda a equipa dos visitados, num dos muito cantos conseguidos, a bola é cruzada para o interior da área onde saltam um “cacho” de jogadores das duas equipas, e quando Hélder Maia se preparava para cabecear o esférico para a baliza, vê-se um braço a cortar o lance, foi nitidamente o do seu marcador directo que atrasado no lance teve este impulso, desvirtuando o lance, mais uma vez a equipa de arbitragem fez vista grossa. Mesmo antes do intervalo, na única falta assinalada sobre o avançado Cheta do FC Perafita, mas diga-se que sofreu muitas mais, mas não foram sancionadas, na marcação do livre o inevitável Paulinho, desfere um remate ao qual o guarda redes local só teve tempo de defender com o pé, defesa pouco ortodoxa, pela dificuldade imposta na cobrança do livre, mas que serviu para manter a baliza visitada sem golo algum.



Mais uma vez o FC Perafita entrou muito forte, procurando resolver o encontro a seu favor, com um futebol muito acutilante, onde os laterais marco Pereira e Alex eram autênticos municiadores de jogadas de perigo para o seus atacantes, mais uma vez o guarda redes do FC Perafita nada foi chamado a intervir limitando-se a colocar a bola em jogo. Jogando com um autentico líbero. As jogadas de perigo acentuavam-se, mais cantos, remates aos ferros da baliza visitante, quer nos postes quer na barra, entre as quais de salientar um remate fortíssimo do meio da rua por parte de Tinaia, que foi esbarrar com estrondo no poste esquerdo como atacava o FC Perafita, passados alguns minutos numa jogada iniciada por Alex, com um cruzamento ao segundo poste, Paulinho serve Cheta no interior da área, este cabeceia como mandam as regras, para baixo, proporcionando um bela defesa ao guarda redes local que ainda teve tempo para na mesma jogada negar a recarga a Lutchindo. Nesta fase do encontro o Aliança da Gandra defendia-se como podia, mas adivinhava-se o golo dos visitantes, no entanto tal golo nunca veio a surgir.

Uma palavra desta vez negativa para o trio de arbitragem, pois dificultou sempre o trabalho dos elementos da equipa do FC Perafita e tecnicamente deixou por assinalar duas grandes penalidades.

PADROENSE ARRANCA A FERROS VITÓRIA FORA DE CASA

II DIVISÃO ZONA CENTRO
Estádio Municipal de Oliveira do Bairro
Árbitro. Ricardo Lourenço (Portalegre)
Ao intervalo. 0-1, marcadores, Marcão (45), Hugo Paulo (84) e Nuno Paulo (90+3)

OL. BAIRRO: Renato, Hugo Paulo, Ruben, Rui Castro e Leandro; Tó Miguel, Dany, Miguel Tomás (Nelson Rato), Joel Pires (André Aranha), Luís Barreto e Alexis. Treinador, Acácio Figueiredo.

PADROENSE: Marco, Tonel, Bruno, Ricardo e Miguel; Paulinho, Seabra e Mariano (Nuno Paulo) Bruninho, Penantes e Marcão (Benvindo). Treinador Augusto Mata

Jogo em que a mais valia técnica e táctica da equipa do Padroense, lhe valeu, controlar até bem perto do fim do encontro. Marcão abriu o marcador em cima do intervalo.

A equipa de Matosinhos, bem podia trazer de volta um resultado bem mais tranquilizador, pois foi manifestamente superior ao seu adversário. Mas a cinco minutos do fim permitiu o empate. Mas num final bastante emotivo, os BRAVOS tiveram que suar as estopinhas para no pouco tempo que lhes restava, para vencer o encontro, conseguindo-o em cima do apito final, através de um excelente golo de Nuno Paulo, jovem da cantera do Padroense, que aos poucos se vem afirmando na equipa matosinhense.

LEÇA ENTRA BEM. MAS É ULTRAPASSADO!


III DIVISÃO SERIE B
Campo do Monte da Forca em Vila Real
Árbitro, Pedro Sá
Ao intervalo; 2-1, marcadores, Ricardinho (3), Abreu (33), André Azevedo (37) e Kobe (90+3)

VILA REAL: Cabreca, Filipe, Abreu, Fred e Francis; Castanha, Shuster (Kobe), Meira (Diogo), André Azevedo, Ivo Luís Carlos ( Rudy) Treinador Abel Ferreira.

LEÇA: Cláudio, Zé d`Angola, Madalena, Zé soares e Ernesto (Paiva), Rui Ramos, André Moreira, Moura (Hélder) e Ricardinho (Magno); Cerejo e Vitor Hugo. Treinador Armindo Machado

A equipa leceira, deslocou-se a Trás-os-Montes, ao campo do Monte da Forca e de lá trouxe uma pesada derrota, que virou desilusão nos adeptos que acompanharam a equipa.

Apesar de a equipa do Leça ter entrado melhor na partida, conseguindo marcar muito cedo, logo aos 3 minutos por Ricardinho, nunca conseguiu impor o seu futebol , fruto de alguma intranquilidade nas hostes leceiras. Apesar de tudo a equipa da casa, só criou perigo à passagem do minuto 30`, tendo enviado uma bola à trave da baliza de Cláudio. Lance que fez acordar os da casa, que pressionaram fortemente a turma leceira nos últimos 15 minutos da primeira parte, tendo obtido os golos da viragem no marcador aos 33`e 37`minutos.

Na segunda metade, e fruto da melhor qualidade de posse de bola da turma leceira, o Leça dominou o encontro, sem com tudo criar oportunidades de golo. Armindo faz machado faz três alterações no onze leceiro, mas sem grandes resultados. E já coma a equipa do Leça reduzida a dez unidades a equipa da casa faz o terceiro golo, à passagem do minuto 90+3`por Kobe, dando justiça ao marcador, numa exibição FRACA dos leceiros.

Arbitragem, sem influência no desfecho do resultado, mas com critérios gritantes ao nível disciplinar.

JUMISSE AINDA POS OS ADÉPTOS EM DELÍRIO

LIGA ORANGINA
Estádio do Mar em Matosinhos
Árbitro: Artur Soares Dias
Ao intervalo: 0-1, marcadores: Pedro Araújo (35 gp), Edu (65), Jumisse (80 e 82), Pedro santos (88)

LEIXÕES: Fonseca, Paulinho, Joel (Feliciano) Marcelo e Florent; Paulo Tavares, Jumisse e Luís Silva (Hernani), Fausto, Moisés e Wesllem (Diego Mourão). Treinador Litos.

TROFENSE: Trigueira, João Viana, Elvis, Santos e Pedro Araújo; Tiago, Edu (Janderson), Pedro Santos (André Viana), André Carvalhas, Crivellaro e Feliz (João Pereira). Treinador João Eusébio.

LEIXÕES PERDE COM LANTERNA VERMELHA

A turma do mar, apesar de ter mais bola ao longo dos 90`minutos, não foi capaz de levar de vencida a equipa do Trofense que estreava novo treinador, que por ainda não estar inscrito, assistiu ao jogo na bancada e comandou a sua equipa recorrendo-se do telemóvel.

Tarde muito feliz para João Eusébio
Com uma exibição consistente a equipa que visitou o estádio do mar, com boa organização defensiva e saídas rápidas para o ataque, chegou ao intervalo a vencer por uma bola a zero, com o golo a ser apontado aos 35`minutos de grande penalidade. A equipa leixonense com mais posse de bola, conseguiu criar boas situações de golo através de; primeiro Luís Silva aos 8`minutos e de Fausto aos 41`minutos.

A segunda metade o cariz do jogo não se alterou, leixonenses com mais posse de bola e o Trofense a jogar em contra-ataque, e seria numas das descidas rápidas que a turma da Trofa, faz o segundo golo (balde de água fria) para as hostes leixonenses, que nunca baixaram os braços e foram à procura de minimizar os estragos. Jumisse, fez acreditar os adeptos da equipa da casa, ao bisar no encontro, 80`e 82`minuots repondo a igualdade. Moisés ainda teve um golo anulado, e já numa altura em que o vencedor poderia cair para qualquer dos lados, eis que a equipa visitante foi mais feliz e selou a vitória aos 88`minutos por Pedro Santos de cabeça., num final de jogo louco.

Declarações
Acusámos cansaço dos 120' contra a Académica e jogar frente uma equipa muito fechada não facilitou. Fico triste pela forma como perdemos.
Litos, treinador do Leixões

A nossa equipa tem valor e sabíamos que mais cedo ou mais tarde viria ao de cima. O terceiro golo nasce porque o grupo é forte mentalmente.
Zé Tó, treinador-adjunto do Trofense

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC