RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 5 de maio de 2020

EXCLUSIVO: DANIEL RODRIGUEZ É REFORÇO DO VENTURA SC

O avançado colombiano Daniel Rodriguez (ex-AD Poiares), é reforço do Ventura SC, trata-se de um regresso ao clube meia época depois, soube o Mitchfoot em exclusivo.

Daniel Rodriguez de 25 anos representou o Poiares em oito encontros, vai voltar ao clube aonde começou a temporada na época passada.

Daniel Rodriguez é o quarto jogador oficializado pelo clube para a época 2020/2021 depois de Pedro Maia, Vítor Vieira e Gerson terem renovado o encontro.

É o primeiro reforço da equipa que vai continuar a ser treinada por Adalto Silva.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

DIOGO DUARTE RENOVA POR MAIS UMA TEMPORADA PELO LUSITANOS

O defesa central Diogo Duarte renovou por mais uma temporada pelo Os Lusitanos, fazendo assim a quinta temporada consecutiva ao serviço do clube, revelou no seu Facebook.

"Jogador disciplinado e empenhado foi um dos esteios da nossa defesa na época passada", descreveu o clube.

Diogo Duarte chegou ao Lusitanos em 2016 proveniente do Lavrense.

Diogo Duarte fez toda a sua formação no Leça antes de ter chegado ao Lavrense.

Diogo junta-se a Ivo como os jogadores oficializados para o plantel comandado por Albino Guerra.


Fonte da Foto: Os Lusitanos


Diogo Bernardino


NUNO MAZOLA RENOVA POR MAIS UMA TEMPORADA PELO ALDEIA NOVA

O médio Nuno Mazola renova por mais uma temporada pelo Aldeia Nova, revelou o clube no seu Facebook.

"Mazola é um jogador muito talentoso, experiente e com uma facilidade na leitura do jogo acima da média", descreveu o clube.

Mazola foi um dos reforços do Aldeia Nova no mercado de inverno na época 2019/2020, onde participou em quatro jogos proveniente do Lusitanos.

O experiente médio faz assim a sua terceira temporada na carreira ao serviço do Aldeia Nova.

Nuno Mazola é o 13.º jogador oficializado pelo Aldeia Nova para a temporada 2020/2021 ao leme de Leão.


Fonte da Foto: Aldeia Nova


Diogo Bernardino

EXCLUSIVO: "O NOSSO PRINCIPAL INIMIGO FOI A FALTA DE MATERIALIZAÇÃO DOS NOSSOS PROCESSOS"

O guarda-redes que representa o Infesta Pedro Duarte Marques revelou que "o prinicpal inimigo" da época não ter corrido bem "foi a falta de materialização dos nossos processos", em exclusivo ao Mitchfoot.


MF - O que achas da decisão da AF Porto? 
PM - Aproveito em primeiro lugar para agradecer-te por este convite, pela qual me sinto profundamente agradecido. Tentarei nesta nossa conversa o mais breve possível, respondendo às questões que me colocaste.

Sobre, a qual, consideramos a maior decisão por parte da AF Porto, quanto ao fim dos campeonatos, digo desde já que concordo, na totalidade, com a decisão da associação uma vez que não haveria nem condições seguras e totalmente dignas para que conseguíssemos prosseguir na boa prática desportiva, tanto a nível competitivo como  a nível técnico, já para não falar do risco que seria tomar uma decisão irreflectida para a segurança individual, pois por detrás nós existem famílias e empregos. 

As equipas iriam ter medo dos contatos, do choque, mas sobretudo seria estranho jogar num ambiente completamente anímico. (SEM ADEPTOS) É algo que não estamos habituados, e o futebol como desporto coletivo é feito para as pessoas como um modo de entretenimento. O futebol é viver e sentir as emoções durante o jogo, de forma livre e espontânea, sem pensar em redor, é algo apaixonante. 

Seria muito triste, para mim, estar a jogar e olhar em redor e não ver ninguém. Seria apenas os jogadores mais a equipa de arbitragem e técnicos. O restante era longínquo, e não podemos comparar o nosso cenário com aquele, onde ainda será possível transmitir por via digital os jogos.


MF -  Como descreves a tua temporada a nível de equipa e pessoal? 
PM - Quanto à temporada em si, as principais palavras são: aprendizagem e consolidação. Foi uma época muito difícil, foi uma temporada anímica com diversas adversidades, desde lesões, expulsões a troca de treinadores. Foram diversos entraves quer a nível coletivo, quer a nível de resultados. Resultados esses que não espelhavam em nada as nossas exibições. Contudo, após toda esta mesma turbulência, conseguimos começar a levar o barco a bom-porto. 

A vinda de um novo treinador é sempre um fator extra motivacional, e com algumas mexidas/escolhas, o grupo ficou mais unido e coeso, de onde se começou a verificar um ascendente. As ideias de um futebol mais objetivo com o mister Bruninho, e a junção do trabalho desenvolvido pelo Mister Miguel Fernandes, fizeram com que as equipas começassem a sentir que jogar contra o Infesta nunca seria tarefa fácil. 

O nosso principal inimigo foi a falta de materialização dos nossos processos, pois, por jogo dispúnhamos de várias oportunidades/ocasiões de golo... e nada. Regra geral, quem não marca, sofre, e éramos vítimas das transições do adversário. 

Até à 2.ª volta tinha completado apenas 90 minutos na Taça Brali frente ao Padroense. Foi mais uma época de experiência e onde, na segunda metade do campeonato consegui consolidar a minha posição e assumir aquilo que tanto desejava.  Terminei no 11 inicial, sendo que o momento mais feliz nesta época foi o alcançar do meu maior objetivo. 

Ao fim de 2 anos de futebol sênior, pelo Infesta (6 na totalidade – formação 3 anos + 2 sênior) completei os meus primeiros 90 minutos em casa, já que todos os jogos que tinha realizado até então, foram sempre na condição de visitante. A juntar a isso, nada melhor do que ser o jogo em que conseguimos triunfar pela primeira vez em casa, com uma vitória por 1-0 frente ao Gondomar. 

Sem dúvidas que foi um jogo muito especial para todo o plantel, já que contamos com um apoio sensacional nas bancadas, desde familiares a amigos. Foi uma esfera bonita, a fazer lembrar os velhos tempos do Moreira Marques. Sem dúvida que o fator motivacional ganha jogos, e a nossa equipa correspondeu a todas as exigências. 

Tenho a certeza se o campeonato fosse até ao fim, que íamos garantir a manutenção, e espelho disso foi o facto de que embora tenhamos perdido o último jogo no último lance de jogo com um golo de uma recarga, fomos mais uma vez coesos e solidários.


MF - Como é que tens lidado com a situação? 
PM - Quanto ao novo panorama, em teletrabalho, tem sido uma boa experiência, já que é dessa forma que estou a concluir a minha licenciatura em Direito na FDUP, já que sou estudante finalista. Para além disso, a atividade profissional que desempenho no mercado imobiliário é uma realidade um pouco desajustada, mas, mesmo assim a nossa Empresa tem conseguido aguentar-se e desenvolver bons negócios ainda. 

É claro que a taxa de produtividade é mais baixa do que as minhas capacidades, mas o tempo exige adaptação. Quanto ao estudo tem sido difícil acompanhar os professores, mas tenho conseguido, embora seja mais desgastante e onde se perde mais tempo a analisar as aulas. Os meus exames vão ser online, vai ser uma experiência nova, mas a vida é mesmo assim. 


MF - Como é que fazes o plano de treinos? 
Nesta quarentena, tenho tentado estar o mais ativo possível, de onde continuo a praticar exercício, onde tenho um plano de treinos feito por um amigo da área e onde tenho obedecido a um regime alimentar “mais ou menos” cuidado, uma vez que a minha fisionomia é de tendência para aumentar peso. Tenho corrido e andado de bicicleta, tenho feito bastantes exercícios para me manter ativo, embora na minha posição esse trabalho seja difícil, pois é bastante e não consigo sozinho complementar tudo, em que por exemplo será necessário trabalhar voos, saídas e velocidade reação. 


MF - Já deves ter saudades do relvado? 
Isto só vem comprovar que sem futebol é difícil viver, é doloroso olhar e dizer que a época terminou mais cedo, por culpa de um inimigo que é invisível. Porém, primeiro está a saúde, como forma de tutelar o bem fundamental que é a vida. O nosso direito à saúde tem que ser primordial. 


MF - Gostarias de continuar no clube e porque? 
Relativamente à próxima época, tenho alguns convites em cima da mesa, quer a nível de renovação quer outras realidades, mas ainda estou a ponderar tudo isso. Mas, toda esta minha ponderação depende do meu futuro a nível académico, pois pretendo seguir Mestrado em Direito Criminal, e isso poderá levar a ter que optar. 

Porém vamos ser positivos, pois tenho desde os meus 5/6 anos conseguido compatibilizar os estudos e o futebol e seria ótimo ficar no Infesta (onde já recebi proposta de renovação). Tudo depende da minha escolha, pois o mestrado está como prioridade no meu meu currículo e objetivo para futuro. 


MF - Que mensagem queres deixar aos adeptos do futebol de Matosinhos e em particular ao do teu clube?
PM  -Mensagem para os infestistas: é, sabido de todos, que nós na próxima época vamos enfrentar o maior dos desafios: não vamos poder jogar naquela que é a nossa casa (desde à 10 anos). Porém vamos voltar a treinar no nosso velhinho estádio, sendo que iremos sempre andar com a casa às costas quando jogarmos em casa. Sinceramente não vejo isso como uma primeira desvantagem, até será um fator motivacional extra. 

Deixo assim a seguinte mensagem, em que desejo que na próxima época continue a apoiar o clube, em que embora esta época não fosse tão positiva como as anteriores é primordial apoiar um clube com uma história sem igual, de onde tem um grande palmarés. Este tempo levou a reforçar os laços e a refletir em valores como a família e a amizade, onde conseguimos agora passar mais amor junto daqueles que nos são mais queridos. 

Foi uma “pausa-reflexão” que veio dar um novo ânimo à Terra. Reforço assim a ideia que para isto passar, basta pensar em obedecer às recomendações das entidades competentes, pois ao sermos civilizados e organizados no mínimo tempo possível, embora isto não passe do dia para a noite, conseguiremos escrever uma palavra com um final feliz na história da humanidade. 



Fonte da Foto: FC Infesta


Diogo Bernardino

ANDRÉ RIBEIRO E LÚCIO RENOVAM POR MAIS UM ANO PELO INFESTA

O defesa André Ribeiro e o médio Lúcio renovam por mais um ano pelo Infesta, revelou o clube no seu Facebook.

O defesa central André Ribeiro na época passada realizou 23 jogos e apontou um golo na equipa do Infesta.

Esta vai ser a nona época consecutiva no clube para o central.

O médio Lúcio Fernandes faz a sua nona temporada no clube, a sétima consecutiva, depois de ter feito toda a formação no clube como o capitão André Ribeiro.

Na época passada fez 24 jogos e apontou um golo na equipa do Infesta.

André Ribeiro e Lúcio são as primeiras de muitas renovações que o Infesta efetuou, com Bruno Costa a continuar no comando do clube.


Fonte das Fotos: FC Infesta


Diogo Bernardino

OFICIAL: LEIXÕES TERMINA ÉPOCA 2019/2020

O Leixões termina a época 2019/2020 de forma oficial e definitiva com a confirmação da subida do Nacional e Farense à Primeira Liga e do Cova da Piedade e Casa Pia no Campeonato de Portugal, revelou a Liga em comunicado.

"No seguimento da decisão do Governo, que determinou a autorização para que as competições da Liga NOS e da Taça de Portugal fossem as únicas a serem retomadas na época 2019-20, a Direção da Liga Portugal, nos termos da alínea a), do n.º 2, do artigo 48.º dos Estatutos da Liga Portugal, viu-se constrangida a decidir sobre a suspensão definitiva da LigaPro, tendo estabilizado a classificação final da competição segundo os critérios de mérito desportivo recomendados pela FIFA, pela UEFA e pela FPF", revelou o comunicado.

A Direção da Liga Portugal criou um fundo de mecanismo solidário no valor de 1,52 milhões de euros para os 14 clubes que se mantém na II Liga o que inclui o Leixões (excluindo equipas B e aquelas que sobem de divisão).

"Fundo de Solidariedade 2019-20 – 550 mil euros – este valor resulta da cedência da taxa de televisão paga pelos clubes da Liga NOS; Custos relativos à operação dos 90 jogos da LigaPro que não vão realizar-se – 500 mil euros; Ativação do Fundo de infraestruturas: 2018-19 – 256 mil euros e 2019-20 – 214 mil euros, no total de 470 mil euros", revelou a Liga.

"Desta reunião resultou ainda outra medida de apoio negociada pela Liga Portugal com a SABSEG e que prevê a suspensão de pagamento dos seguros de acidentes de trabalho dos jogadores dos clubes da LigaPro, a partir de 18 de março", mencionou.

A primeira metade do valor cedido às Sociedades Desportivas vai estar disponível a 15 de maio.

Este fundo junta-se ao criado de um milhão de euros pela FPF, o que perfaz com que o Leixões tenha direito a 180 mil euros do fundo criado em conjunto pela Liga e Federação de 2,52 milhões de euros. 

A Direção da Liga Portugal realizou uma reunião de caráter extraordinário, na manhã de 05 de maio.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

DIOGO LOPES, LEANDRO E TUCHA RENOVAM POR MAIS UMA TEMPORADA COM O LAVRENSE

Os defesas Diogo Lopes e Tucha e o médio Leandro renovam por mais uma temporada com o Lavrense, revelou o clube no seu Facebook, perfazendo assim sete jogadores oficializados para o plantel de Nuno Gonçalves.

O primeiro a ser oficializado foi o central Diogo Lopes que na época passada foi reforço proveniente do Maia Lidador no mercado de inverno e esta época mantém-se no plantel.

"Desde já quero agradecer a confiança de todas as pessoas pertencentes a este grande clube, especialmente ao mister Nuno que sempre me apoiou, mesmo antes de estar a 100% para competir. Também quero salientar que irei dar o meu máximo em cada treino e em cada jogo para honrar e dignificar os valores incutidos pelo União Desportiva Lavrense", descreveu o jogador.

Em segundo foi o médio Leandro que na época passada foi utilizado pelo Leça e a meio da temporada reforçou o Lavrense, na sua segunda temporada como sénior. Na época passada fez 11 encontros com a camisola do Lavrense.

"Começo por agradecer a confiança depositada em mim, é um prazer representar este clube e fazer parte desta família. Ao clube e a todos os simpatizantes prometo muito trabalho e dedicação de modo a alcançar os objetivos propostos", comentou.

Em terceiro foi o defesa Tucha que na época passada fez quatro jogos pelos séniores e que na temporada 2020/2021 vai fazer a sua segunda época consecutiva no clube.

"Será um orgulho para mim, representar por mais uma época este incrível clube que sempre me apoiou", pode ler-se na publicação.

Tucha, Leandro e Diogo Teixeira juntam-se a Trivelas, Mesquita, João Baptista e Diogo Barreira.



Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino


ANDRÉ BATISTA RENOVA POR MAIS UMA TEMPORADA PELO ALDEIA NOVA

O defesa esquerdo André Batista renova por mais uma temporada pelo Aldeia Nova, perfazendo a sua segunda época consecutiva no clube, revelou o clube no seu Facebook.

"O nosso lateral esquerdo irá fazer a segunda época pela nossa equipa. Batista é um jogador bastante trabalhador, muito regular e tira cruzamentos teleguiados para os nossos avançados com muita facilidade", descreveu o clube.

Na época passada o jogador participou em 21 encontros e apontou dois golos e foi o melhor da equipa em termos de assistências.

André Batista chegou ao clube proveniente do Lusitanos na época passada.

André Batista só esteve em duas épocas e duas meias épocas fora de Matosinhos. Este representou o Lusitanos, Leça do Balio, Pasteleira, Custóias, Pasteleira e Nogueirense. Já na formação no Senhora da Hora, Gatões, Leixões.

André Batista é o 12.º jogador oficializado para o plantel de Leão para a época 2020/2021.


Fonte da Foto: Aldeia Nova


Diogo Bernardino

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC