RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 3 de março de 2015

BEM QUE O RESULTADO PODERIA SER OUTRO (Leça estreia Viafara)

DIVISÃO D´ELITE AFP JORNADA 25 
Estádio do Azevido Rebordosa – Paredes 
Árbitro, Vítor Ribeiro 
REBORDOSA 2 LEÇA 1 
Ao intervalo, 1-0, golos Filipe Carvalho (37), João Mesquita (72) Oliveira (80) 

REBORDOSA: Vasco Viana, Brandão, Batista, Paulo Monteiro (Tiago 85), Rui Alves, Fábio Jorge (Oliveira 46), Quim (Telmo 70), Filipe Carvalho, Cafú, Bock (Rui Miguel 46) e Dany. Treinador Pedro Monteiro. 

LEÇA FC: Tiago Oliveira, Fernandes, Moisés, Bruno, Hugo (Viafara 46), Marcos, Turé, João Mesquita, Bruno Vaz, Pablo e Guylherme (Pedras 46). Treinador Óscar Nogueira. 

Sem conhecer a vitória há 7 jornadas a equipa leceira apresentou-se em Rebordosa, um dos candidatos à subida, com o recente reforço, Viafara (começou no banco), vindo o vizinho Leixões. 

Encarando o adversário olhos nos olhos, a equipa de Óscar Nogueira, nunca em momento algum foi inferior ao adversário, mesmo a perder os verdes e brancos de Leça da Palmeira criaram bastantes dificuldades ao Rebordosa e realizaram um segunda metade do desafio, simplesmente notável, fazendo jus a outro resultado. 
 Com um futebol bem gizado e com grande consistência ofensiva, o Leça ainda chegou à igualdade por Mesquita, mas na parte final, recuou um pouco e permitiu que os locais fizessem um assalto à baliza à guarda de Tiago Oliveira (regressou à titularidade com um exibição convincente) e em cima do minuto 80 Oliveira deu os três pontos à sua equipa que persegue o líder São Martinho.

FRENTE AO CANDIDATO BAIÃO, LAVRENSE MERECIA MELHOR SORTE


Divisão de Honra AF Porto, jornada 22 
Complexo Desportivo de Lavra 
Árbitro, Sérgio Ferreira 
U D LAVRENSE 0 A D BAIÃO 1 
Ao intervalo, 0-1, golo, Luis Pedro (36) 

LAVRENSE: Toni, João Magalhaes (Ferreira 56) Fradinho, Grilo, Diogo (Dany 46), Couto, Amilcar, Wendel, Postiga, Botelho e Ivo (Káka 76). Treinador Leandro Cunha 

BAIÃO: Ernesto, Luis Pedro (Miguel Angelo 55), Seixas, Vítor (Ricardinho 55), Rui, Batata, Miranda (Pedro Almeida 90+2), Mica (Hugo 55), Pedro Vieira, Flávio, Márcio e Jorge. Treinador Carlos Monteiro. 

Grande jogo, aliada a uma excelente exibição que só não deu os seus frutos por manifesta falta de sorte da equipa comandada por Leandro Cunha, de facto os lavrenses poderiam ter vencido este jogo, pois criaram mais e melhores oportunidades para vencer do que o seu antagonista, que de uma forma eficaz aproveitou praticamente o único lance em que poderia ter marcado, através de um excelente cabeceamento de Luís Pedro que resultou no único golo da partida. Antes mesmo o avançado da equipa da casa (Ivo) na cara de Ernesto desperdiçou soberana oportunidade, o mesmo Ernesto na parte final do desafio, segurou os três pontos para o Baião, que persegue o líder Pedrouços, com três excelente intervenções.

   
NOTA: No intervalo do jogo da equipa sénior entre a UD Lavrense e o A.D. Baião, a entrega dos diplomas e medalhas aos atletas do mês de FEVEREIRO 2015 dos vários escalões da UD Lavrense.

D. LEÇA DO BALIO TEM CORAÇÃO DE CAMPEÃO

QUE GRANDE CORAÇÃO

1ª Divisão Associação de Futebol Do Porto, jornada 21. 
Complexo Desportivo de Leça Do Balio, em Matosinhos. 
Arbitro: Fábio Melo.
LEÇA DO BALIO 4 GULPILHARES 3 
Ao intervalo: 1-2. Golos. Batata (20), Pedro Gil (29), Cardigos (38, gp), Hugo (70), Alvarenga (72), Hélder (80) e Rafa (86, gp).

LEÇA DO BALIO: Miguel Mota; Hélder, Miguel Cunha, Carlitos e João Cardoso; Carlos Diogo, Soberano (Rafa, 46) e Edú; Hugo (Berto, 88), Gomes (Nandinho, 69) e Cardigos. Treinador: Mário Heitor. 

GULPILHARES: Faria; Fábio Duarte, Valente, Maté e Leandro; Cambiasso, Cláudio (Vitinha, 46) e Batata; Pedro Gil, Rooney, (Alvarenga, 63) e Nuno Veha (Tiago, 79). Treinador: Ernesto Faria. 

 O Desportivo Leça do Balio venceu este domingo, o líder Gulpilhares por 4-3, na partida referente à 21º jornada da 1º divisão da associação de futebol do Porto, no seu complexo desportivo, em Matosinhos, num grande jogo de futebol completamente improprio para cardíacos.
 Não faltou golos, emoção, bom futebol entre o primeiro e segundo classificado desta serie, com uma boa assistência onde ninguém deu o seu tempo como perdido. Logo no inicio da partida uma grande penalidade marcada a favor do Gulpilhares por mão de Miguel Cunha na área, mas penalidade essa falhada pelo líder do campeonato. 
O Leça do Balio reagiu, aproximou-se da área visitante, mas ia faltando encontrar o caminho para o golo. O Gulpilhares aos vinte minutos numa transição muito rápida, com um bom futebol faz o golo inaugural por Batata, após uma assistência do lado esquerdo do ataque, não dando hipótese de defesa a Miguel Mota. Passados nove minutos um erro da equipa da casa na primeira fase de construção de jogo, em que perde a bola, possibilita o remate de Pedro Gil, a fazer o segundo golo da equipa visitante. Quando o jogo já parecia decidido ainda no primeiro tempo, a equipa da casa não baixou os braços e continuou a desenvolver o seu bom futebol, sempre com o apoio fantástico do seu público. Aos 38 minutos na conversão de um penalti bem assinalado, o central Pedro Cardigos a ser mais uma vez decisivo e a fazer o golo Baliense no primeiro tempo. 

No segundo tempo o técnico Mário Heitor mexeu no onze mudando a estrutura da equipa, entrando Rafa para o lugar de Soberano, que veio a ser decisivo no jogo com uma exibição de classe. 
A equipa da casa em desvantagem no marcador, sempre com muita alma, muito esforço continuou na procura do golo e conseguiu através de um golpe de cabeça do avançado Hugo simplesmente fenomenal, que levou ao delírio os adeptos Balienses. Passados dois minutos o Gulpilhares que mostrou grande classe e ser sem dúvida a melhor equipa deste campeonato, faz o o seu terceiro golo por intermédio de Alvarenga, que tinha sido lançado no segundo tempo pelo estreante técnico Ernesto Faria. Uma transição ofensiva bem conseguida por parte da equipa visitante, que após um passe de Vitinha que isola Alvarenga, que à saída de Miguel Mota finalizou com êxito. 
Nova mudança de marcador no jogo e quando desta vez já parecia tudo decidido, os Balienses tornaram a não baixar os braços e aos 80 minutos numa confusão na área o defesa esquerdo Hélder faz novamente o empate e deixa tudo outra vez em aberto! Hélder que superou uma lesão no menisco do joelho esquerdo, regressou à equipa em Janeiro e marcou pelo segundo jogo consecutivo, pois na semana anterior tinha marcado no terreno do Senhora da Hora. 
Aos 86 minutos numa boa jogada colectiva Baliense é assinalado penalti a favor da equipa da casa e Rafa mostrou grande frieza e marcou o quarto tento que carimbou os três pontos e levou ao delírio os adeptos da equipa da casa. Destaque ainda para a entrada do central Berto no jogo, que após um ano de ausência por lesão, que o levou à sala das operações, voltou aos relvados. 

Uma vitória muita sofrida da equipa de Mário Heitor que ainda não perdeu no seu estádio esta temporada, tendo encontrado pela frente um Gulpilhares, líder do campeonato que mostrou argumentos que comprovam a liderança. O Desportivo de Leça do Balio colou-se novamente no segundo lugar da tabela classificativa com 39 pontos a seis pontos do líder Gulpilhares, o que é um feito notável para uma equipa que subiu da segunda distrital na temporada passada.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC