RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 7 de agosto de 2012

BRUNO JOÃO, NELAS, PISCO E DIAS SÃO REFOÇOS DO LEÇA FC

BRUNO JOÃO ex BEIRA-MAR É REFORÇO DO LEÇA FC
Bruno Miguel Martins João, Nascido em 1993-08-07 (19 anos)
Bruno João é fruto das captações realizadas no estádio do Leça FC, as sua prestações convenceram o técnico leceiro, o médio já mostrou serviço, tendo mesmo marcado o 2º golo no jogo/treino frente ao SC Vianense em que os leceiros venceram por 2-0.
Atleta formado nos escalões de formação do Boavista FC (desde os sub-13 aos sub-19) sendo que a ultima época representou os SC Beira-Mar sub 19 desde Dezembro último. O médio ofensivo vai realizar a sua primeira época de sénior.

JUNIOR ex SÃO JOÃO DE VER REFORÇA O LEÇA FC
Afonso Jardim Ornelas , Nascido em 1980-09-20 (31 anos) Brasileiro
Avançado que já passou pelo futebol de Matosinhos, quando em 2010/2011 representou o SCS Hora. Teve passagem também pelo Vilafranquense (2005/06), Aliados de Lordelo (2007/2008) na época passada Junior esteve ao serviço do S. João de Ver.
Junior também já mostrou serviço no clube leceiro, foi o autor do 1º golo frente ao SC Vianense no primeiro apronto da época.

RICARDO SOUSA (PISCO) ex VALENCIANO ASSINA PELO LEÇA
PISCO avançado de 27 anos, natural de Matosinhos, produto dos escalões de formação do Leixões, jogador com um vasto curriculum, teve passagens por; Padroense, FC Pedras Rubras, Lourosa, Cinfães, UD Lavrense e por último o Valenciano.
Pisco é um avançado que joga preferencialmente nas alas, direita/esquerda, faz da velocidade a sua grande arma.

DIAS ex CUSTÓIAS FC CHEGA PARA O LEÇA
João Dias Prata da Silva, natural de Matosinhos, nascido em1992-05-26 (20 anos)
Médio da formação leixonense, vai fazer a sua segunda época de sénior, depois de na época passada ter representado o Custóias FC na Divisão de Honra
DIAS é um médio defensivo (posição 6) de estatura média, jogador com muito bom sentido posicional, excelente no passe curto/longo, com boa capacidade de impulsão, sendo muito bom no jogo aéreo.

ZÉ AUGUSTO EM EXCLUSIVO AO MITCHFOOT(Quem me conhece sabe que sempre estive disponível para ajudar o Leixões)

José Augusto Gonçalves Pinto de Almeida Faria, natural de Matosinhos, 26 anos, vive o Leixões como um adepto comum, vibra e sente o clube com paixão. Este não engana! É leixonense desde pequenino.
ZÉ AUGUSTO, passou a sua infância no clube da Cruz de Pau, jogador formado no Leixões SC, Depois de Representar o FC Infesta (1 época) Leça FC (3 épocas) Salgueiros (1 época), o jogador está de regresso ao clube do coração.

MITCHFOOT - Zé como surgiu a oportunidade de ires treinar à experiencia no Leixões, volvidos este cinco anos?

JOSÉ AUGUSTO – Quem me conhece sabe que sempre estive disponível para ajudar o Leixões fosse de que forma fosse. Souberam que estava disponível, mediante as lacunas da equipa convidaram-me e eu vim com todo o prazer.

M- O que sentiste depois de te ter sido comunicado que farias parte do plantel?

JA – Para um leixonense do coração como eu, como é fácil de adivinhar, senti uma alegria enorme. Era algo com que sempre sonhei, pois, quando saí daqui, com 18 anos, fiquei com um gostinho amargo por não me ter sido dada uma oportunidade. Prometi a mim mesmo que tudo iria fazer para um dia voltar, isso agora tornou-se realidade e vou dar o melhor de mim para não desiludir quem me apostou em mim.

M - Todos sabemos o momento difícil que o Leixões atravessa, é nestes momentos que o clube mais precisa de ajuda. É verdade que aceitarias jogar no Leixões a custo zero?

JA – Este é o ponto fulcral da questão: o Leixões precisa de toda a ajuda e todos somos poucos para ajudar. É preciso que toda a gente reme para o mesmo lado para que seja possível atingir os objectivos. A nível pessoal, já o meu pai me dizia: medo e dinheiro é coisa que nunca tive. Com isto, acho que respondi à tua pergunta.

M - Zé, tens tatuado o emblema do Leixões no braço, o porquê da tatuagem, é para ficar ligado perpetuamente ao clube, ou existe outra razão?

JA – A tatuagem do braço é a mais conhecida, porque é a mais visível. No entanto, desde os 14 anos que tenho as iniciais do meu clube gravadas nas costas. Normalmente, as pessoas são adeptas de um dos três grandes, mas eu só tenho um clube que é o Leixões. Quanto à tatuagem em si, apesar de não ser grande adepto de tatuagens, quando as faço é algo que tem de ter grande significado, como é o caso. As tatuagens que tenho são referentes aos meus filhos e ao Leixões, os grandes amores da minha vida.



M - Zé, na difícil e exigente II Liga, os requisitos em todos os capítulos, são muito próximos da I Liga, achas que o Leixões apesar das dificuldades conhecidas, está preparado para tão competitivo campeonato?

JA – Está. Um clube como o Leixões está sempre pronto para lutar pelas vitórias e para atingir os seus objectivos. A única coisa de que os adeptos podem estar seguros é que esta equipa não tem medo de nada nem de ninguém. Este ano, vai ser na raça, vai ser à Leixões.

M - O que perspetivas para futuro do clube em termos desportivos?

JA – Espero que o clube consiga estabilizar, pois um clube com esta grandeza tem de conseguir ultrapassar os momentos difíceis. Temos uma equipa jovem e é normal que as pessoas olhem com alguma desconfiança. Mas esta equipa, com muito apoio, vai conseguir bons resultados. Só com muita união será possível. O que tem de ser tem muita força. Se for pela vontade, acreditem que entramos em campo sempre a ganhar por 1-0. Cá estamos nós para lutar durante a tempestade e a bonança virá, certamente, mais tarde.

M - Tenho conhecimento in loco, de que fizeste parte da claque do Leixões, agora dentro do campo apoiado pelos teus amigos leixonenses, presumo será uma sensação estranha, que julgo muito emocionante. Queres deixar uma mensagem aos adeptos?

JA – Estar na bancada ou dentro do campo são coisas incomparáveis. Cá fora reina a emoção, lá dentro temos de ser racionais. No entanto, no meu caso em particular, é um prazer enorme jogar perante a minha família leixonense. É sempre bom poder entrar em campo e sentirmo-nos resguardado pelos teus irmãos de armas. Saberes que está ali alguém disposto a dar a vida por ti e pelo clube. Muitas vezes as pessoas não fazem ideias das dificuldades por que passa o adepto para poder acompanhar a equipa e defender o seu clube. Tenho bem noção dessa realidade e partilho da opinião de que os adeptos são a alma de um clube. Neste momento, quero que esqueçam o Zé Augusto e que olhem para mim como mais um neste grupo. E que saibam que somos apenas a ponta da espada. Porque sem os adeptos nada é possível.

MITCHFOOT - Obrigado Zé por me teres concedido esta entrevista

JOSÉ AUGUSTO - Eu é que agradeço e parabéns pelo o teu trabalho, e já sabes, estou sempre disponível

PEDRO SANTOS VAI RESCINDIR COM O LEIXÕES

NOTICIA DO DIA

Segundo a edição de hoje do jornal RECORD, Pedro Santos jogador leixonense vai rescindir com o clube do Mar, alegando seis (6) meses de salários em atraso. Com o caso nas mãos do Sindicato de Jogadores Profissionais de futebol, a instituição vai tentar chegar a cordo como a Leixões SC SAD e entre hoje e amanha haverá novidades nesse sentido
A confirmar-se, esta rescisão, a mesma não dificulta o processo de inscrição da turma leixonense, o que não aconteceria se fosse antes da inscrição do clube de Matosinhos na II Liga Profissional de Futebol.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC