RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 2 de abril de 2012

FELIZ PÁSCOA A TODOS!


DOMINGO DE PÁSCOA

Só há jogos para as competições profissionais e competições da Federação Portuguesa de Futebol. Leixões SC, Padroense FC, FC Infesta, e Leça FC, vão realizar os seu jogos dia 7 Abril Sábado ás 16:00 h, as competições da AF Porto param uma semana

A TODOS OS MATOSINHENSES E DESPORTISTAS EM GERAL

VOTOS DE UMA SANTA PÁSCOA

MENSAGEM DE AGRADECIMENTO DO PRESIDENTE GERMANO PINHO


GERMANO PINHO presidente do PADROENSE FC

Decorreu na passada sexta-feira, o jantar de gala do Padroense F.C. Como sempre um sucesso. 350 pessoas, porque não cabiam mais. Alegria, cor, sentimento, beleza, magia e paixão. Na impossibilidade de agradecer individualmente faço, aqui, neste espaço, esse agradecimento, sincero. A todos os que tornaram possivel e a todos os que participaram, um bem haja e até para o ano. Não sei quanto tempo mais a minha participação será efectiva, mas estes momentos ficarão, para sempre nas minhas memórias, como momentos de exaltação, carinho e ternura, num percurso de que me orgulho. Guardo de cada um de vós a imagem e a lembrança da partilha e do carinho. Nunca vos esquecerei

IN FACEBOOK
FOTO DOMINGOS LOBO

LEÇA DE PASSO FIRME NO TRILHO DA MANUTENÇÃO

III DIVISÃO SERIE B FASE / MANUTENÇÃO 2 JORNADA
Estádio Municipal de vila Meã
Árbitro- Pedro Cabral
VILA MEÃ 1 LEÇA FC 1
Ao intervalo, 1-0, marcadores, Mesquita (41) Telmo (60)

VILA MEÃ: Nélson, Mário Alves, Dani, André Santos, Pinheiro, mica (Mauro) Lemos, Artur, Mesquita, Moura (Jonas), Areias (Calvino) Treinador Paulo César

LEÇA FC: Cláudio, Telmo (Pedro Gomes) Madalena, Zé Soares, Zé d`Angola, André Moreira (Amaral), Rui Ramos, Hélder, Cerejo, Nuno Martins (Paiva) Moura. Treinador Caneco

A equipa leceira entrou melhor no jogo, sendo a primeira equipa a criar perigo, mas o guardião Nélson evitou o pior para a sua equipa. Mas aos poucos a equipa da casa equilibra a contenda ameaçando o último reduto leceiro. À passagem do minuto 41, Mesquita abre o ativo a favor dos da casa. O intervalo chegou com um resultado de 1-0 favorável aos anfitriões.

Na segunda parte do desafio a equipa do Leça, teve de correr atrás do prejuízo, assumindo as despesas do jogo, e como consequência disso mesmo, chega ao empate, através de PEDRO GOMES que entrara parao lugar de TELMO produto da formação leceira, e que pela segunda vez consecutiva, é dono da lateral direita da equipa do Leça. Até ao final a equipa de Leça da Palmeira bem tentou chegar ao golo que lhe valeria trazer para casa os três pontos em disputa, mas o resultado não mais se alterou. Empate a uma bola, que permite ao Leça manter-se a cima da linha d` água.

JOGÃO DE BOLA NO ESTADIO DO MAR (FARY supera bis de BRUNINHO)


II DIVISÃO ZONA CENTRO 26 JORNADA
Estádio do Mar em Matosinhos
Árbitro-Augusto Costa (Aveiro)
BOAVISTA 4 PADROENSE 2
Ao intervalo, 1-1, marcadores, Bruninho (15 e 54) Fary (38, 80 e 90+4) Leandro (65)

BOAVISTA: Cavadas, Hugo, Babo, Léo, Paulo (Leandro), Kadinha, Joel, Nuno (Gi) emerson, Nélson (Wilsinho), Fary. Treinador Ferreirinha

PADROENSE: Marco, Paulinho, Vítor Lobo (Marcão), Armando, Miguel, Daniel, Mariano e Seabra, Sérginho (Penantes) Bruninho, Benvindo (Gazela) Treinador Augusto Mata



Num jogo eletrizante que valeu essencialmente pelos golos. FARY superou o bis de BRUNINHO, com um Hattrick.

A equipa axadrezada entra melhor na partida, mas aos poucos a equipa do Padroense consegue equilibrar e chega a vantagem à passagem do minuto 15`com um golo do artilheiro do campeonato, BRUNINHO. Com os dois conjuntos determinados em conseguir os três pontos, cabe a vez do Boavista chegar ao empate, chegando ao golo já perto do intervalo por Fary que isolado, bateu com frieza o guarda-redes Marco. 1-1 era o resultado ao intervalo.



No segundo tempo, assistiu-se a mais do mesmo, bola lá e bola cá, 9`minutos depois do reinício da partida, BRUNINHO volta a marcar dando novamente vantagem aos BRAVOS DE MATOSINHOS, num lance infeliz do guarda-redes axadrezado Cavadas, que num remate de fora da grande área não teve o melhor discernimento para atacar a bola. A equipa do Boavista não se dá por vencida, e minutos depois volata a empatar por Leandro, num lance em que a defensiva do Padroense foi muito permissiva. Com uma igualdade a dois, o jogo fica partido, lances de perigo numa e outra baliza, dando indicações de que as duas formações procuravam a vitória. A equipa do Boavista, neste período, está melhor, comandada por Kadinha e a jogar apenas com três defesas, aposta nas transições com muito perigo. O terceiro golo aparece a dez minutos do final, outra vez pelo experiente FARY. Tenta responder a equipa de Matosinhos, e teve chance para empatar, mas aos 90+4, em período de descontos FARY consuma a vitória doa panteras, fazendo um hattrick.



FOTOS DOMINGOS LOBO

FOI DE MAIS! MUITOS ERROS DE ARBITRAGEM NUM EMPATE A DOIS


AF Porto Divisão Honra Jornada 28
Estádio Custóias Futebol Clube
Árbitro - Filipe Reis
CUSTÓIAS 2 SALGUEIROS 08 2
Ao intervalo, 0-1, marcadores, Pinheiro (37 gp) Magalhães (47 gp) Tiago Carvalho (51) Pinheiro (73 gp)

CUSTÓIAS: Meneses, Renato, Nuno Ribeiro, Luizão e Magalhães; Eduardo, João Dias e Mário Rui, Nuno Santos (Gandarela), Tiago Carvalho (Caramalho) e David (Carvalhosa). Treinador Paulo Silva.

SALGUEIROS 08: Ivo, Joel, Albertino, Vitor Fróis (Agi) e Moreira; Fábio (Paulo Gomes), Alcino (Zé Augusto) e Pinheiro; Pedrinho, Quim Ferraz e Rui João. Treinador Carlos Secretário

FOI DE MAIS! Com duas expulsões para os da casa e duas grandes penalidades muito duvidosas, e uma que não há dúvida nenhuma de que não é penalti! Chamou a si o protagonismo do jogo, o árbitro Filipe Reis.


Uma primeira parte bastante equilibrada, com oportunidades repartidas, o Salgueiros 08 foi mais feliz, pois disfrutou de uma grande penalidade (muito duvidosa) para se adiantar no marcador. Os primeiros 15`minutos os custóienses foram mais perigosos e por duas vezes estiveram à beira de marcar, primeiro por Nuno Santos de cabeça atira rente ao poste, na sequencia de um pontapé de canto, e depois Tiago Carvalho em boa posição, cabeceia à figura de Ivo. Ao minuto 12, lance caricato, Fábio do meio da rua atrasa o esférico para o seu guarda-redes, e este a furar, criando muito perigo para sua baliza. Eduardo ainda consegue arranjar espaço pela direita e remata forte ao primeiro poste, com Ivo a desviar para canto. 17`minutos, Canto marcado pelo lado direito, a bola a sobrevoar a área custóiense e Pinheiro quase marca, tendo Magalhães salvado o golo em cima da linha. Lance que despertou a equipa forasteira, passando a jogar com mais insistência no ataque, com tudo sem criar muito perigo. 26`minutos Alcino em boa posição depois de ganhar um ressalto da defensiva custóiense, remata fraquinho e à figura de Meneses, três minutos depois, João Rui, recebe amarelo por simular grande penalidade. Ao minuto 37`golo do Salgueiros, de penalti (duvidoso) Luizão na dividida com Quim Ferraz, quem toca na bola c/ a mão? Pinheiro não enjeitou e marca para os forasteiros. Em cima do minuto 40, Rui João, coloca mão na bola, junto à lateral, é marcada a falta, mas fica o amarelo por mostrar, seria o segundo e a consequente expulsão. Bem perto do final do primeiro tempo, David, falha escandalosamente o empate, atirando por cima, dentro da pequena área, respondendo a um bom cruzamento de Tiago Carvalho.


Na etapa complementar, o Custóias entra com tudo, e rapidamente anula a vantagem salgueirista, através de Magalhães, na transformação de uma grande penalidade, também ela duvidosa. Cinco minutos decorridos na segunda parte, já o Custóias comandava o score, Tiago Carvalho na sequência de um pontapé de canto, depois de vários ressaltos, empurra a bola para a baliza fazendo a remontada. A partir deste momento, a equipa Salgueirista vai à procura de minimizar os estragos, e aproveitando muito bem a inclinação do terreno do jogo, acerca-se com bastante frequência da balida dos custóienses. João Dias recebe amarelo aos 56`minutos num lance precisamente igual ao existido no minuto 40`pelo avançado Rui João em que o árbitro poupou o amarelo, e que seria o segundo. O terreno cada vez mais estava inclinado, e ao minuto 73`penalti (que só o árbitro viu) para o Salgueiros, Pinheiro outra vez chamado a converter não vacilou e empata a partida a dois. Em cima do minuto 86, Caramalho tem boa chance de marcar, mas escorrega quando já se encontrava em posição de visar a baliza à guarda de Ivo. 4 minutos foram dados pelo árbitro, para descontos. He! He! Transformados em 7 minutos e aos 90+6 Luizão recebe ordem de expulsão por acumulação num lance dividido a meio campo, em que o próprio sai magoado, na sequência e por palavras, Magalhães também é expulso com cartão vermelho direto.


Em suma; um jogo bem disputado e com muita emoção do principio até ao fim, mas foi completamente estragado por um árbitro, que não deveria ter saído de casa.

Nota: Luís Silva, internacional sub 20 português, esteve a assistir ao encontro, recorda-se de que a equipa custóiense, é composta por vários jogadores que a época passada, jogavam ao lado do jovem leixonense.

SC SHORA PERDE FORA E ACABA COM 7 JOGADORES


SOBRADO 3 SENHOR DA HORA 0

Senhora da Hora acabou jogo com 7 jogadores

Um jogo que prometia pois o Senhora da Hora tinha feito uma boa semana de treinos, e estava preparado para fazer um bom jogo em SOBRADO, as duas equipas entraram bem no jogo com bastante intensidade, quando aconteceu o primeiro caso do jogo o ARBITRO Sr. Ricardo Vigário assinalou logo uma grande penalidade contra o senhora da hora, a uma metro da linha de entrada da grande área começando logo a distribuir cartões aos atletas do senhora da hora logo a seguir uma bola que está fora da linha de fundo o arbitro perto mandou continuar, originando o 2º golo do sobrado os jogadores do senhora da hora protestaram mais amarelos, perante isto o senhora da hora faz três substituições de seguida dos três bons jogadores para evitar que o arbitro destrui-se a equipa com expulsões, por parte do arbitro este jogo o senhora da hora perderia de qualquer maneira, e os jogadores fazem falta para os próximos jogos, mas o pior estava para vir, mal entrou o atleta Bruninho sofreu carga violenta permitida pelo arbitro e teve que sair pois o Senhora da Hora ainda havia pouco tempo de jogo fez as três substituições ficou a jogar com 10 , mais outra entrada forte outro jogador fora, ficou a jogar com 9, outro jogador fora do Senhora da Hora poucos minutos depois, ficou com 8, ainda poucos minutos de jogo, inicio da segunda parte o senhora da hora apesar de estar a jogar com 8 bateu-se com grande empenho e brio pelo emblema, mesmo depois de só ter 7 jogadores contra onze, conseguiu não sofrer golos, enfim tarde infeliz do senhor Ricardo Vigário que matou logo o jogo no principio , felizmente pelo que temos visto o Senhora da Hora tem tido boas arbitragens , mas este inicio de jogo com penalti , golo com a bola fora do campo e logo festival de cartões 3 zero, foi um bom resultado para o Senhora da Hora e os jogadores e treinadores mostraram a garra e capacidade de luta do senhora da hora.

TV SENHORA DA HORA

FC INFESTA VENCE FORA- TEMOS CANDIDATO!

O Infesta arrancou uma preciosa vitoria em Vila Real por 0-2 e aumentou a vantagem para seis pontos para o terceiro classificado. Num jogo bem disputado em que foi melhor jogado na primeira parte do que na segunda, o Infesta esteve muito bem em todo o encontro justificando inteiramente a vitoria. O primeiro sinal de perigo pertenceu ao Vila Real por Maissá que após cruzamento da esquerda, responde com um cabeceamento para excelente defesa de Duarte para canto. O encontro continuava equilibrado, com o Infesta, mais em contra-ataque, a procurar surpreender a defensiva do Vila Real onde aos 14 minutos, Vitinha I abre para Magalhães que deixa à entrada da área para Pedro Nuno e este remata para boa defesa de Cabreca. O Infesta estava em cima nesta fase do jogo e aos 20 minutos, ganha um livre pela direita onde Vitinha I cruza para a área, Pedro Nuno foge à desmarcação e cabeceia com perigo por cima da baliza do guardião da casa. O Infesta continuava com a bola e no minuto seguinte, reclama uma grande penalidade devido a uma entrada impetuosa de Peixoto sobre Braga que o árbitro manda seguir. Na jogada seguinte, o Vila Real chega ao golo mas o lance foi invalidado por falta de Abreu sobre Vilas Boas. O jogo estava vivo e aos 28 minutos Maissá pela esquerda, finta Carlos Pinto, cruza rasteiro para a área onde aparece Ivo que atira por cima da baliza de Duarte. Aos 32 minutos, o Infesta chega ao golo, canto da esquerda apontado por Vitinha I, a bola passa por toda a gente na área e chega a Guedes que com um toque subtil inaugura o marcador. O Infesta continuava a mandar no encontro e a criar perigo, principalmente de bola parada. Três minutos depois, Vitinha I de livre, atira directo à baliza de Cabreca que faz uma excelente defesa para canto. Até ao final da primeira parte, o encontro foi completamente controlado pelo Infesta, chegando ao intervalo a vencer por 0-1.



A etapa complementar, iniciou com menos um elemento no banco da equipa do Vila Real pois o seu treinador Abel Ferreira foi expulso devido a desacatos no túnel de acesso aos balneários. O Vila Real, à procura do empate, entrou a todo o gás com Maissá a criar o primeiro lance de perigo aos 53 minutos quando deixa em André Azevedo que chegou atrasado à bola. A equipa do Infesta, muito bem, soube controlar o encontro e criou alguns lances de perigo com uma excelente oportunidade de Vitinha I aos 60 minutos, que aparece pela direita isolado fazendo um remate para grande defesa de Cabreca para canto. O encontro, embora dividido, com o Vila Real a arriscar com tudo e o Infesta, em contra-ataque a criar alguns lances de perigo, entrou numa toada morna onde pouco se jogou. Aos 80 minutos, Pedro Nuno faz o segundo golo do Infesta onde, mais uma vez em jogada de contra-ataque de Vitinha I que deixa em Pedro Nuno e este, dentro da área consegue segurar bem a bola e faz um golo de belo efeito. O Vila Real baixou os braços e até ao final, pouco ou nada fez para reduzir o marcador. A vitoria do Infesta assenta bem, perante a melhor organização da equipa.

O árbitro Ricardo Coimbra da AF Braga, esteve bem, embora na primeira parte, ficou a duvida se houve ou não penalti a favor do Infesta aos 21 minutos e se no minuto seguinte, foi ou não bem invalidado o golo ao Vila Real.

O Infesta consegue uma importantíssima vitoria em Vila Real e na próxima jornada, recebe o lider Cesarense que esta tarde, venceu no terreno do Sousense por 0-2. O jogo está marcado para sábado às 16h00.

FC INFESTA

EMPATE A ZERO NO MAR.


LIGA ORANGINA

Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos.
Leixões - Aves, 0-0.
Árbitro: Vasco Santos (Porto).

Leixões: Fonseca, Marcelo, Joel, Nuno Silva, Florent (Rafinha, 85'), Paulo Tavares, Luís Silva (Fausto, 73'), Jumisse, Feliciano (Wesllem, 61'), Diego Mourão e Pedro Santos.

Aves: Marafona, Geraldes, Tiago Valente, João Pedro, Nélson Pedroso, Romeu, Ricardo Chaves (Tito, 90'), Pedro Cervantes, Quinaz (Vasco Matos, 70'), Pires e Pedro Pereira (Bischoff, 79').



Leixões e Desportivo das Aves empataram este sábado a zero, em jogo da 25.ª jornada da Liga Orangina, que ficou marcado por uma grande penalidade por assinalar a favor da formação da casa já a fechar o encontro. Encontro este com o Leixões a conseguir controlar, perante um Aves motivado pelo 2.º lugar, as oportunidades mais flagrantes, durante a primeira parte, acabaram por pertencer aos anfitriões que, por intermédio de Feliciano e Diego Mourão, fizeram tremer a defesa adversária.

Na segunda parte, o principal destaque vai para uma grande penalidade que ficou por assinalar a favor da equipa da casa, quase a terminar o encontro. Num lance confuso, Vasco Matos segura a bola com a mão mas o árbitro não conseguiu ver, deixando passar uma grande penalidade a favor do Leixões e a oportunidade de inaugurar o marcador.
Na próxima jornada a equipa do Leixões viaja até a Trofa para defrontar o clube local.

O que eles disseram!

Horácio Gonçalves
"Seríamos um justo vencedor por aquilo que produzimos durante os noventa minutos. O Leixões esteve um bocadinho melhor do que o Aves. Foi um jogo digno, corrido, rápido, com as equipas a tentarem vencer. Bem melhor do que alguns da Primeira Liga Tivemos duas boas oportunidades na primeira parte e na segunda houve dois lances de que prefiro não falar para corresponder ao pedido do presidente do Conselho de Arbitragem. Acho que as imagens falam por mim. Tenho pena de não ter chegado mais cedo ao Leixões. Se tivesse chegado um mês antes, poderíamos ter sido uma equipa para lutar pela subida. Nestes sete jogos sob o meu comando, temos uma média igual àqueles que querem ser campeões. Infelizmente já é tarde."

Paulo Fonseca
"Houve algum pragmatismo da nossa parte neste jogo. Este é um campo tradicionalmente difícil e a nossa última derrota, há quinze jornadas, foi precisamente com o Leixões. Antevíamos muitas dificuldades, daí o pragmatismo na nossa postura. O jogo foi aberto e teve oportunidades para as duas equipas. Acho que foi um ponto ganho, fora, contra uma equipa difícil. Não é relevante, nesta altura, assumirmos o que quer que seja, está aos olhos de toda a gente. O nosso objectivo passa por manter, pelo menos, a posição que ocupamos na classificação."

FOTO DUARTE RODRIGUES

RESULTADOS DE 1 DE ABRIL

Clubes de Matosinhos

LEIXÕES 0 D. AVES 0

BOAVISTA 4 PADROENSE 2

VILA REAL 0 INFESTA 2
VILA MEÃ 1 LEÇA FC 1

CUSTÓIAS 2 SALGUEIROS 2

S. MARTINHO 1 PERAFITA 1
LABRUGE 1 LAVRENSE 0

LEÇA DO BALIO 3 CERCO DO PORTO 1
SOBRADO 3 SENHORA DA HORA 0

VILA CHÃ 5 ALDEIA NOVA 2

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC