RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 30 de junho de 2013

A. F. PORTO - COM VAI SER? (Artigo de opinião)


Email enviado pelo leitor, João Manuel

Li um artigo publicado recentemente sobre os campeonatos distritais da A.F.Porto para 2013/14. Devo dizer que jamais me passaria pela cabeça que só houvessem cerca de 20 equipas para a 2ª distrital. Gostava de deixar uma opinião baseada numa reflexão mais ou menos cuidada sobre estes campeonatos.
O campeonato da Elite foi um exagero ter sido aprovado para 22 equipas e terem ficado todos os outros para 16.
 Desde logo há uma grande diferença de jogos para as equipas, que dentro de uma Associação não devia ser feito, pela desigualdade.
Mas a Direcção da Associação tinha de ter estudado todo o panorama e ter visto que equipas poderiam sobrar (isto porque pode sempre haver mais entradas ou desistências até 20 de Julho - data limite de inscrições das equipas). Mas se desistências são normais - e este ano será Ermesinde, o Atl.Vilar, o Aldeia Nova, o Marco B, entradas não se afiguram, pela crise que atravessamos e pelos elevados custos que a A.F.Porto pratica.
Aliás não se percebe como equipas que andam sistematicamente na 2ª distrital continuam na A.F.Porto, em vez de se dedicarem ao INATEL ou jogos concelhios.
Reparar que a Elite ficava com 20 equipas, a Honra e as 2 séries da 1ª distrital com 16 cada, restariam para a 2ª distrital muito poucas equipas para serem divididas por 2 séries, mas muitas equipas para 1 só.
 
 
A opinião já publicada que corre nas redes sociais sobre o possível alargamento da Honra e o fim da 2ª distrital parece-me uma óptima ideia.
 
Passo a expor:
 
Ter uma 2ª distrital com 1 séries de 10 ou 11 equipas? Erro tremendo. Fazerem 18 ou 20 jogos é demasiado pouco. A competitividade desaparece. As pessoas não sentem motivação. O campeonato acaba num abrir e fechar de olhos. Ter uma 2ª distrital com 23 equipas? Impossível. A Elite terá 22 e será um tremendo desgaste. Uma coisa demasiado pesada e vai aumentar e muito os custos. Imaginem deslocações das equipas do Marco/Baião a Gaia........ Numa 2ª distrital e a acontecer com regularidade seriam despesas que poderiam levar ao fim de muitas equipas. Uma desvantagem importante para as equipas da 2ª distrital que nunca vi se discutir. O facto de estarem tão longe da Elite...O que torna desmotivante acreditarem que podem chegar ao topo. Haver apenas 3 divisões era mais ajustado, mais sensato e promovia competitividade. HAVER 4 DIVISÕES NA A.F.PORTO torna as coisas mais desmotivantes para quem está no fundo, para eventuais equipas que possam entrar e para aquelas que lá estão neste momento. Quando se criam divisões, e séries dentro de divisões, é a pensar nas despesas. haver séries geográficas será para os clubes reduzirem custos. E as maiores dificuldades estão para os clubes que estiverem nas divisões mais inferiores. Quanto mais a baixo, mais difícil gerar receitas. Outra incongruência da AF Porto: Haver 2 séries na 1ª distrital e correr-se o risco de haver 1 só na 2ª distrital se entretanto houverem mais desistências e o nº de clubes se fixe em 17, 18 ou 19... E se o nº se fixar em 17, 18 ou 19, a AF Porto vai criar a 2ª distrital com este nº? E será que faz sentido uma divisão (2ª) abaixo da outra (1ª) ter mais equipas logo mais deslocações, logo mais jogos, logo mais despesas? Não faz sentido a 2ª distrital ter mais jogos e mais equipas que a 1ª distrital? Ou faz? Claro que não. Então o fim da 2ª distrital podia vir ao encontro das expectativas de todos os clubes. Porquê? menos divisões, mais fácil se subir, mais motivação. 1ª distrital a 3 séries, equipas mais próximas, mais derbis, mais gente, mais receitas. E se assim fosse a Honra teria de ser aumentada. Porque tal como explicado atrás não faria sentido a Honra ficar com 16, e as 3 séries da 1ª distrital com 18 ou 19 cada. Não faz sentido que uma divisão inferior tenha mais equipas que a superior. Por isso a Honra tinha de aumentar para 20 ou 22, para 18 nunca seria suficiente e o problema atrás explicado mantinha-se. Além disso ter a Honra nos moldes mais idênticos à Elite mostrava que se estava a ter um alinha de pensamento comum a todo o futebol distrital. Neste cenário, a Elite e a Honra com 22 equipas (total de 44), sobravam cerca de 48 ou 50 equipas que seriam divididas em 3 séries na 1ª distrital de 16 ou 17 ou 18 equipas. Isto dava coerência, à medida que se iam descendo na pirâmide havia menos equipas. Além disso, na 1ª distrital havia muito mais jogos das equipas próximas. reparem numa série onde podiam estar quase todas as equipas do Marco e Amarante, e noutra, por exemplo, com todas de Gaia, Porto e Matosinhos. Outro factor preponderante para o aumento da Honra e aproximá-la à Elite. Já que a Elite ficou tão grande, que se veja pelo lado positivo. Os campeonatos têm começo sempre na 2ª / 3ª semana de Setembro e acabam a meio de Maio. o Que dá cerca de 4 meses sem campeonato. Isto torna-se prejudicial para jogadores e para adeptos. Com um campeonato mais bem mais longo, as equipas jogam quase desde meio de Agosto a final de Maio. O que dá de férias quase só Junho. E parece ajustado e que vai ao encontro de todos. Será que estas alterações teriam de ir a Assembleia dos clubes? Será que há tempo para esta mudança? Tendo em vista que por exemplo o sorteio da Elite é já a 23 de Julho, não seria de fazerem chegar isto à A.F.Porto? Não seria de sensibilizar todos os intervenientes? Não deviam ser rápidos a tentar mudar isto? Será que alguém se opunha? Não ha ninguém interessado no futebol distrital que tente ouvir a opinião dos clubes sobre uma proposta destas? Já agora fica um desafio, já que eu não encontrei: há desvantagens destas alterações? Para quem? Quais?
 
JOÃO MANUEL

DEFESA MARQUINHOS EX AK KOUKLION (CHIPRE) É REFORÇO DO LEIXÕES

Marquinhos no Leixões
 
A Leixões Sport Club – Futebol, SAD garantiu a contratação do defesa Marquinhos (ex-AE Kouklion, Chipre) para a próxima temporada. Natural de Amarante, Marcos André Durães Macedo Sousa, Marquinhos no mundo do futebol (27 anos, 1,77 metros, 65 kg), é um defesa direito formado no Amarante FC, que a época passada emigrou para o Chipre, inicialmente para representar o Ayia Napa, da 1.ª Divisão.
 
Em Janeiro deste ano, Marquinhos mudou-se para o AE Kouklion, da 2.ª Divisão, e destacou-se bastante ajudando a equipa a subir à 1.ª Divisão cipriota - agora regressa a Portugal para representar o Leixões.
 
Depois de Ruben Saldanha (ex-FC Shauffausen, Suíça), de Jorge Baptista e Moreira (ambos ex-Covilhã), de Tiago Lenho (ex-Tirsense), de João Viana (ex-Trofense), de Materazzi (ex-Tondela) e de João Pedro (ex-AVes), Marquinhos é a oitava contratação do Leixões para a época 2013/14.
 
A Leixões SAD informa ainda que, para além dos jogadores que transitaram da época anterior ou que entretanto renovaram contratos, os seguintes cinco atletas vão ser promovidos dos sub19 para o plantel sénior: Pedro Pinto (defesa), Bruno Vaz (defesa), Anderson (médio), Pedro Tavares (médio) e Rui Cardoso (médio).
 
in leixoessc.pt

TRÊS EX BALIENSES NA ROTA DO SC SENHORA DA HORA


O presidente Vasco Carvalho, em pleno defeso, não descura a preparação da próxima época desportiva, que diga-se, ainda não se sabe muito bem, pelo menos não é liquido, onde vai jogar na próxima época, 1ª Distrital ou Honra da AF Porto.
 
Apesar de alguns avanços e recuos, é muito provável que JOCA continue à frente da equipa sénior.
 No entanto alguns reforços estão na rota dos senhorenses, com são os casos de;
 
Sérgio Dinis, (37 anos) Natural de Custóias Matosinhos, guarda-redes DINIS, começou precisamente no Senhora da Hora e vai regressar aos senhorenses para aí acabar a carreira desportiva. O guarda-redes representou também o, FC Perafita, Custóias FC, e D Leça do Balio.
 
Ricardo Bessa (24 anos) Natural de Matosinhos, ponta de lança BESSA, jogador formado no Boavista FC, representou o Nogueirense (1 época) FC Foz (3 épocas) e encontrava-se no Leça do Balio há 2 temporadas.
 
Virgílio Moreiras, (26 anos) Natural de Chaves, defesa central VIRGÍLIO, jogador formado no clube da sua terra natal, GD Chaves, representou também, Vidago (1 época) Custóias FC (3 épocas e meia) e estava nos balienses há (3 épocas e meia).

ZÉ AUGUSTO FORA DOS PLANOS DO LEIXÕES 2013/2014



Mensagem de despedida na sua página facebook oficial
 
ZÉ AUGUSTO
 
"É oficial...queria desde ja informar a família leixonense e os meus amigos em particular que termino a minha ligação ao Leixões SC!!! Após tantos anos de travessia do deserto...em apostas loucas que deram em nada...em que as pessoas se usavam deste símbolo e deste clube para afins...anos mesmo que afectam ainda hoje a vida deste clube com dividas astronómicas...este ano o caminho foi encontrado mas os SABIOS E LEIXONENSES DE OCASIÃO NÃO QUISERAM...um ano que ficará na minha memoria e de todos aqueles que sentem de VERDADE este clube...e é para todos esses "doentes" que vai a minha palavra de agradecimento...ver as vossas lágrimas na bancada...ver o vosso apoio incondicional ao longo do ano...por todo o pais fora...jogos como Feirense...Tondela...Freamunde...viagem a Guimarães...são coisas que so de transcrever para o computador da arrepio na espinha...MUITO OBRIGADO A TODOS!!! À minha tão apregoada família...vocês sabem quem são...e a seu tempo cada um de vocês terá a minha palavra a saber o que penso de voces...no entanto nao posso esquecer que ate judas traiu Jesus Cristo!!! Sou como sou...e nunca poderei ser como outros...OU PRETO OU BRANCO NUNCA CINZENTO...tenho 2 filhos que quando crescerem vao ouvir de certeza...o teu pai tem um carácter do caralho e isso sim enche-me a alma!!! Falsidade...oportunismo...egoísmo...isto não se compactua com um clube de gente humilde trabalhadora que é a força desta cidade...O LEIXÕES É VOSSO...NOSSO E NUNCA ABDIQUEM DESSE DIREITO POR NADA...muito mais poderia ser dito no entanto..sempre igual...com a minha personalidade...com a certeza que Deus não dorme...que é testemunha de tudo...e que todas as noites me deito com o sentimento de dever cumprido e consciência tranquila (será que todos podem fazer o mesmo?!)!!!A vida continua e todos fica a certeza...nada acaba tudo se transforma!!! Tudo de bom para todos ate mesmo aqueles que me querem mal...é o vossas atitudes que me fazem ter força para lutar..na RAÇA!!! ORGULHO 1907"

VITOR BARROS ex Leça do Balio, FÁBIO VASCONCELOS ex Leça FC VÃO JOGAR NO PEDROUÇOS


Vitor Manuel Ferreira Barros 1988-07-08 (24 anos), natural de Matosinhos, defesa/médio esquerdo, ex Desportivo Leça do Balio. Jogou também no Custóias e Lusitanos de Santa Cruz
Mitchfoot sabe que VITOR BARROS assinou compromisso com o Pedrouços

Fábio Emanuel Vasconcelos Silva 1986-05-31 (27 anos), natural de Matosinhos, guarda-redes, ex Leça FC
FÁBIO VASCONCELOS, formado no SC Salgueiros, guarda-redes já com alguma experiencia, teve um passagem além fronteiras, para representar o Ellinismos Akakiou Chipre, jogou também nos Açores, Martimo Graciosa e Prainha. O seu último emblema foi o do Leça FC, na temporada de 2011/2012. Mitchfoot sabe que o guarda-redes matosinhense, assinou pelo Pedrouços
 
Pedrouços que vai ser orientado por Séninho, que terminou a carreira de jogador, e tem como seu adjunto Gualter ex Custóias que também pôs termo à carreira de jogador

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC