RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 7 de maio de 2012

FAZENDO O BALANÇO DESPORTIVO, FLÁVIO SILVA JOVEM TREINADOR DESPEDE-SE DA ÉPOCA 2011/2012

Fim de mais uma época desportiva.

LEÇA FC (JUVENIS)

Esta que começou com uma equipa de formação no escalão de juvenis na 1ª divisão ( Leça F.C.) . Tinha muita coisa para falar acerca destes miudos que a grande parte deles foram os “meus meninos “ durante dois anos e meio, mas vou só agradecer tudo aquilo que fizeram e por sempre acreditarem em tudo aquilo que lhes disse e foi assim que tivemos tanto sucesso. Após uma decisão do responsavel da formação deste clube fui afastado deste escalão e por achar que não havia condições para continuar deixei de representar o clube.


G.D. ALDEIA NOVA (SÉNIORES)

Após algumas propostas que felizmente foram aparecendo de alguns clubes surgiu novamente uma proposta do G.D. Aldeia Nova que claro não podia recusar pois este foi um clube que representei enquanto jogador por muitas temporadas. Um novo defafio, estava cansado de estar a ver jogos da parte de fora.
Não podia ser melhor , encontrei um grupo que embora desmotivado tinha vontade de mostrar que estava ali para trabalhar sério e foi aí que nós conseguimos mostrar que mesmo com as dificuldades que haviam das limitaçoes do plantel conseguimos fazer do futebol do Aldeia um espetaculo bonito de se ver onde nos batemos de igual para igual com todos os adversários. Quero agradecer a todos os jogadores que acreditaram nas nossas ideias de jogo e as puseram em prática pois eu sei o quanto é dificil chegar a 13 jornadas do fim e conhecer o terceiro treinador na mesma temporada e começar tudo de novo mas com jogadores inteligentes como vocês as coisas ficam mais faceis. Quero agradecer tambem a todos os responsáveis pelo G.D. Aldeia Nova por acreditarem em mim para esta reta final da época. Quero tambem louvar o empenho e dedicação destes dois senhores que foram fundamentais em todo este processo o meu muito obrigado ao Fernando e ao Carlos que são os adjuntos que qualquer treinador gostava de ter a seu lado. O meu muito obrigado ao Bruno o nosso fisioterapeuta que foi incansável tanto nos treinos como nos jogos. Fica aqui o meu balanço desta época que foi das mais enriquecedoras que tive, agora vamos esperar o que nos revela o futuro. Um abraço a todos e mais uma vez um grande obrigado pelo balneário que temos e isso ninguem nos tira, somos uma familia.

Flávio Silva

TÉCNICO HORÁCIO GONÇALVES VAI SAIR?


Horácio gonçalves faz discurso de despedida

Após o jogo com o Estoril, o treinador do Leixões, Horácio Gonçalves, surgiu na sala de Imprensa acompanhado pelo capitão de equipa, Nuno Silva, e fez um discurso que cheirou a adeus no fim da época. "Estes são daqueles jogadores com os quais vamos até ao fim do mundo", afirmou, face aos quatro meses de salários em atraso que se completam amanhã. "Despedida? Possivelmente. Temos conversado, mas as coisas não estão fáceis", afirmou o técnico.

O JOGO

LEÇA NÃO FACILITA E ESTÁ A DOIS PONTOS DE GARANTIR A MANUTENÇÃO

III Divisão serie B Fase de manutenção 7ª jornada
Estádio do Leça FC
Árbitro- Pedro Costa (AF Braga)
LEÇA 2 VILA MEÃ 0
Ao intervalo 0-0, golos, Zé Soares (67) e Nuno Martins (84)

LEÇA: Cláudio, Tiago André, Madalena, Zé Soares e Daniel; André Moreira, Hélder e Moura (Ricardinho); Cerejo (Amaral), João Alves (Nuno Martins) e Tiago Paiva. Treinador Caneco

VILA MEÃ: Nélson, Miguel, Pinheiro, Daniel e Couto (Artur), Hélder Calvino, André Santos (Mica) e Mauro, Mesquita, Lemos e Mário Alves (Jonas). Treinador Paulo César

Com a vitória conseguida na tarde de domingo, a equipa leceira está mais perto de conseguir a manutenção na III Divisão Nacional
Vitória justa quanto importante frente ao Vila Meã.

A equipa leceira teve um início bastante melhor que o seu adversário, e logo aos 10`minutos, Moura podia abrir o marcador, finalizando de cabeça, remate que passou muito perto do poste direito da baliza dos homens que viajaram de Amarante. O Vila Meã que adotou nitidamente um jogo mais defensivo, com o propósito de não perder em Leça da Palmeira, de quando em vez ameaçava com tímidos contra-ataques. O tempo avançava e a equipa leceira ameaçava cada vez mais a baliza do Vila Meã, fruto de um jogo mais organizado e insistente no ataque, poderia mesmo chegar ao intervalo a vencer por margem folgada, pois André Moreira e Tiago Paiva tiveram soberanas oportunidades de marcar. O zero-zero com que atingiu o intervalo, era demasiado penalizador para a equipa da casa, pois foram manifestamente superiores ao seu antagonista.

Fruto de alguma felicidade conseguida no primeiro tempo, a equipa forasteira, entrou melhor na segunda parte do desafio, criando duas boas chances para marcar, e aos 58`minutos chegou mesmo a introduzir a bola na baliza de Cláudio, mas o seu autor encontrava-se em fora de jogo. Momento que acordou os jogadores leceiros, que voltaram a comandar as operações, criando sucessivas oportunidades de golo, mas foi preciso o central JOSÉ SOARES, aos 67`minutos e na sequencia de um pontapé de canto e ao primeiro poste emendar de cabeça. Estava feito o mais difícil, o Leça adiantava-se no marcador e a tranquilidade veio alojar-se na equipa da casa. O Vila Meã com o golo sofrido, tornou-se mais astuto e foi em busca da igualdade, mas foi a equipa de Leça da Palmeira a dar a estucada final por NUNO MARTINS, que tinha entrado aos 60`minutos, o avançado aproveitou um desconcentração defensiva e ampliou a vantagem.

Uma palavra de apreço para a atitude demonstrada pelos atletas leceiros, onde destacamos CEREJO, talvez o melhor em campo.
Arbitragem em bom plano.
Próxima jornada a equipa do Leça vai até Lamego para defrontar o Sporting local

HERÓIS DO MAR CAIRAM DE PÉ!


Liga Orangina 31ª Jornada
Jogo no estádio do Mar em Matosinhos Assistência: Cerca de 3.800 espectadores.
Árbitro: Jorge Sousa (Porto).
LEIXÕES 0 ESTORIL 1
Ao intervalo, 0-0, marcador Marcelo (80`pb)

Leixões: Fonseca, Paulinho, Marcelo, Joel, Florent, Hernâni, Paulo Tavares, Pedro Santos, Tiago Costa (Beirão, 78), Fausto (Moisés, 61) e Wesllem (Feliciano, 75).

Estoril: Vagner, Anderson Luís, Lameirão, Steven Vitória, Tiago Gomes, Gonçalo Santos, João Coimbra, Diogo Amado (Luís Tinoco, 81), Tony Taylor (Carlos Eduardo, 69), Adilson (Nuno Monteiro, 90+1) e Licá.

O sonho chegou ao fim na penúltima jornada da Liga Orangina. Ao perder em Matosinhos com o Estoril, por um único golo, o Leixões Sport Club deixou de ter possibilidade de lutar pelo quarto lugar da tabela, que poderá dar acesso a uma liguilha de promoção à Primeira Liga.

Na primeira parte, pertenceu ao Leixões a ter as melhores oportunidades de golo, com o Estoril mais na expectativa, a não incomodar muito a baliza à guarda de Fonseca.
Florent, aos 14’, com uma boa iniciativa a ir à linha e a cruzar para Wesllem que de primeira rematou para uma defesa do guardião forasteiro Vágner. O primeiro aviso do Estoril acabaria por surgir aos 30’. Adilson cabeceou ao lado após um cruzamento de Anderson Luis. Sete minutos depois Paulinho retirou um golo certo ao Estoril ao tirar uma bola após um cabeceamento em cima da linha de golo.

A segunda parte trouxe um Estoril renovado e a querer dar outro rumo ao jogo. Licá, aos 54’, no entanto não aproveitou uma jogada individual com Fonseca a estar em grande destaque ao agarrar a bola. Pedro Santos, de livre, a penalizar uma falta poderia mesmo ter chegado ao golo com Vágner a defender a dois tempos uma bola que entraria perto da trave da baliza. Aos 79’ o momento do jogo. Hernâni perdeu a bola e João Coimbra aproveita para subir pelo flanco e cruza para Marcelo a introduzir a bola na sua própria baliza.
No final, os adeptos do Leixões presentes nas bancadas do estádio aplaudiam a turma do mar, o Leixões caiu de pé e lutou até ao limite das suas capacidades por um objectivo que não fora traçado no início da temporada.
Para a derradeira jornada o Leixões viaja até Belém onde vai defrontar o Belenenses onde fechará o campeonato da Liga Orangina e a época desportiva do futebol sénior.

O que eles disseram!

Horácio Gonçalves
"Em nome da equipa técnica gostaria de agradecer aos jogadores a forma como diariamente trabalhamos. É uma lição de como se pode honrar um emblema no seu dia a dia. Quando cheguei, estávamos com dificuldades e os meus jogadores nunca se negaram a trabalhar. Ainda conseguimos, a duas jornadas do fim, lutar por um lugar numa possível liguilha. E hoje, se fizermos uma análise de todo o jogo, o Estoril nunca foi superior a nós. Queria dar também um grande abraço a todos os leixonenses, em especial à nossa claque, e, por último, enviar um muito obrigado à Administração do Leixões. Estou convicto que os seus esforços vão dar frutos. O Leixões nunca deixará de existir no nosso meio futebolístico. Se vou ficar? As coisas não estão fáceis. Ainda temos mais uma semana de trabalho. Iremos conversar com mais calma e vamos até ao fim com a mesma honra com que chegámos aqui no primeiro dia."

Marco Silva
"Foi um jogo complicado. Soubemos sofrer e fomos felizes na altura em que obtivemos o golo. Mesmo com a vantagem que sempre tivemos, sabíamos que ia ser complicado, porque existe muita competitividade nesta Liga. É um título justíssimo para nós. Disse durante a semana que o Leixões é uma equipa com excelentes profissionais, é um clube especial, tem muita massa humana e muita força. Hoje, isso ficou provado. Mesmo com todas as dificuldades que são conhecidas, lutaram até ao fim por objectivos. Poderiam mesmo estar a disputar outros lugares."

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC