RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

PERAFITA SEGUE FIRME NA LIDERÂNÇA


O encontro de futebol realizado no complexo desportivo do FC Perafita, opôs o líder isolado da Serie 1 e o segundo classificado, S. Martinho, em igualdade pontual com o Ermesinde.

Foi mais uma prova à liderança incontestada dos visitados, um adversário que se adivinhava muito forte e com uma aposta definida na subida de divisão.



O encontro iniciou-se com uma toada muito ofensiva por parte dos visitados, que desta vez entraram, como se diz na gíria futebolística, “com tudo”, para resolver bem cedo a partida e arrecadar os três pontos em disputa. Logo nos primeiros minutos de jogo, o perigo acercou-se da baliza dos visitantes, que defendiam as suas redes como podiam, muitas vezes sem saber como e de onde surgia o perigo dos atacantes do FC Perafita, com jogadas de recorte técnico acima da média, que por sua vez proporcionavam cantos a favor dos locais, as oportunidades de abrir o marcador começaram a surgir de forma muito preocupante para as cores do S. Martinho, no entanto o esférico nunca chegou a entrar na baliza dos forasteiros. Depois de grande pressing, os visitantes conseguiram afastar o perigo para zonas mais intermediárias, mas com os visitados sempre a tentar retomar o fulgor do inicio do encontro. Num canto apontado na direita do ataque dos locais, cobrado muito tenso e ao primeiro poste, surgiu um desvio intencional por parte de um atacante do FC Perafita, fazendo a bola chegar ao segundo poste onde apareceu Nandinho livre de marcação, no local certo para encostar o esférico para o golo inaugural (e único) da partida.



Com o inicio da segunda parte, verificou-se uma atitude diferente por parte da equipa do S. Martinho, surgiu mais subida no terreno, com uma atitude mais afoita e a tentar ir em busca do prejuízo sofrido. Foi com naturalidade que o FC Perafita fechou o espaço entre linhas e começou a tirar dividendos desse facto com perigosos contra ataques que ponham em sentido toda a defensiva dos visitantes, o S. Martinho fez finalmente jus à segunda posição da tabela classificativa, apresentou um futebol mais trabalhado, começou a subir no terreno e o encontro ficou muito equilibrado, contudo, salienta-se que o perigo não chagava ás redes dos visitados, com o evoluir do encontro o S. Martinho apostou tudo fez as substituições devidas, subiu um lateral para avançado, fazendo com que o seu jogo ficasse mais directo, mas sem grandes sufocos para a defensiva da casa. O encontro encaminhava-se rapidamente para o final, com um futebol cada vez mais directo, o S. Martinho, deixava espaços atrás que podiam ter sido melhor aproveitados pelos médios e avançados do FC Perafita, que por mais de uma vez tiveram a hipótese de fechar o resultado a seu favor, Paulinho; Alex e Carinhas, foram exemplo de perdidas inexplicáveis. Por outro lado, mais com o coração do que com a cabeça o S. Martinho, criou duas situações de possível golo, ambas em desatenções de toda a equipa do FC Perafita que já se preocupava em defender o triunfo desejado e importante para as contas que se possam vir a fazer, lá mais para a frente.

A equipa de arbitragem liderada pelo Sr. Manuel Oliveira, executou uma excelente arbitragem, sempre com o controlo da partida, mas uma presença sem se fazer notar em demasia.

FC PERAFITA: ARTUR; MARCO PEREIRA; TRAJANO; TIAGO SILVA e ALEX; MARCO MOREIRA; IVO (CARINHAS) e TINAIA; NANDINHO (LUTCHINDO); PAULINHO e CHETA (HELDER MAIA).

MISTER GAITEIRO EM ENTREVISTA “ cheguei ao clube com a certeza de que vamos ser campeões ”

APRESENTAÇÃO

António Gaiteiro é um técnico com experiência com quatro títulos de campeão da 1ª Divisão de Amadores, representou vários emblemas entre eles, o GD Café Lisbonense 1988/89 como treinador adjunto do Mister Pinhal, assumindo como treinador principal o Juventude de Matosinhos 1990/94, consegue o 3º lugar no AC Rechousa, regressa às “terras do mar” para treinar o G.D. Leões da Agra, até 2001/02, época onde atingiu o recorde de 27 vitórias em 27 jogos, que lhe valeu o nome inscrito no Guiness, depois de se consagrar campeão e vice-campeão em cinco anos, 2002/2003 e 2003/2004. Impulsivo, mestre da táctica, soube aproveitar os conhecimentos adquiridos, para mais tarde treinar o Sport Progresso nas épocas 2002/04 ficando no 4º lugar. Mister gaiteiro tira três anos de “férias” para seu descanso. O convite, do Custóias FC em Dezembro de 2006, mister Gaiteiro tem como missão a manutenção do clube. Mas na época seguinte 2007/08 consegue a tão desejada subida á divisão de honra da Associação de Futebol do Porto. Em 2010 passa pelo desportivo de Leça do Balio. Hoje está de corpo e alma no FC Perafita.

Durante a apresentação oficial como treinador do FC Perafita, mostrou-se bastante confiante no seu trabalho ao dizer que chegava ao clube com a certeza de que irá ser campeão.

ENTREVISTA

Mister considera que está a ser um início de campeonato mais difícil do que esperava?
A. GAITEIRO: Está dentro do que eu esperava.

Como você avalia o nível da Série 1?
A. GAITEIRO: É uma série difícil. Mas torna-se mais complicado devido aos pelados.

O que deu para tirar de lição dos pontos perdidos do Perafita?
A. GAITEIRO: Deu para ponderar, e ver onde erramos e onde podemos melhorar.

Marco P., Marco M., e Cheta, chegam com seu aval. São jogadores que acha úteis a jogar a titular?
A. GAITEIRO: São 3 jogadores que vieram acrescentar qualidade ao plantel do FC PERAFITA.Quanto a jogarem a titulares, são tão úteis como todo o plantel.

Qual sector da equipa que mais precisa de ajustes?
A. GAITEIRO: Agora que regressaram ao plantel os jogadores que estavam lesionados. Neste momento não há nenhum sector que precise de ajuste.

Vejo uma grande cumplicidade entre o Mister e os seus treinadores adjuntos. Eles são a sua”força”?
A. GAITEIRO: Eles são um grande elo de ligação, pois somos uma equipa. «Além de sermos bons amigos».

Para si, quem são os candidatos ao acesso à divisão de honra?
A. GAITEIRO: Pelas equipas que eu via até há data de hoje são: Castelo da Maia, Lavrense, S. Martinho e o Ermesinde. E nós FC PERAFITA como é óbvio.

Fala-se que o mister Gaiteiro utiliza um modelo de jogo nada igual ao que o FC Perafita estava habituado. Pode-nos dizer qual o segredo!?
A. GAITEIRO: Não há segredo. O segredo é o trabalho, o rigor, a organização, a disciplina, a frontalidade e o respeito com os jogadores, isto tudo que está a acontecer no FC PERAFITA só é possível, pela qualidade dos jogadores, pelo apoio que a direcção nos dá principalmente (o presidente) e o apoio dos sócios, e espero que continuem a apoiar a equipa e a acreditarem em nós.

Feliciano Lima e Mário Barbosa

LAVRENSE CONSEGUE TRIUNFO DIFICIL


I DIVISÃO SERIE 1 A F PORTO
Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro, Nuno soares
LAVRENSE 1 LABRUGE 0
Ao intervalo,0-1.Marcador Ribeiro (7)

LAVRENSE: Miguel mota, Ribeiro, Filipe, Cuca e André; André Grilo, Wilson e João Diogo; Diego (Marcos), Gonçalo (Ivo) e Heldinho. Treinador Hugo Reis

LABRUGE: Zé Pedro, Fontes (Xota), Toni, Miguel e Ricardo Azevedo (Stephen) Ricardo Santos, Edgar e Rui Miguel; Marino (Kenedy), Amilcar e Cardoso. Treinador Artur Gomes.

CENTRAL RIBEIRO FOI O MARCADOR DO GOLO SOLITÁRIO

Jogo com a equipa vizinha do Labruge em que a disputa dos três pontos decorreu até aos momentos finais. Nem sempre bem jogado mas com muita garra a equipa Lavrense, conseguiu chegar ao triunfo, sem com tudo passar por muitos calafrios na parte final.
O Lavrense entrou muito bem no jogo, inaugurando o marcador nos minutos iniciais por Ribeiro na sequência de um pontapé de canto, contrapondo com o azar de Heldinho que acabara de sair lesionado . Com o decorrer do jogo a equipa Lavrense jogou fácil e prático com a bola a passar por todos os sectores. Mas à medida que o tempo ia avançando para o final da partida, a equipa intranquilizou-se, recuando bastante no terreno, permitindo que os forasteiros se acercassem do seu último reduto. A equipa Lavrense segurando a vitória, cometeu alguns erros, que lhe poderiam custar muito caro, talvez devido à equipa pouco experiente nestas andanças, mas lá conseguiu uma vitória preciosa frente a uma das boas equipas deste campeonato. Na próxima 5ª Feira, dia 1 de Dezembro (feriado) deslocação ao campo do Balasar para defrontar a equipa local.

LEÇA VENCE COM JUSTIÇA


III DIVISÃO SERIE B
Estádio do Leça FC
Árbitro. Hélder Lamas (Aveiro)
LEÇA 1 AD GRIJÓ 0
Ao intervalo, 0-0. Marcador André Moreira (75)

LEÇA FC: Cláudio, Zé d` Angola, Tiago Madalena e Zé Soares; André Moreira, Hélder, Rui Ramos, Moura (Magno) e Ricardinho; Vítor Hugo (Sérgio Vasconcelos), Cerejo (Tiago). Treinador Armindo Machado.

AD GRIJÓ: Isac, Maté. Ricardo Viana, Boita e Artur (Pedro Gabriel), Dani, Chaves (Napoleão) Bruno, João (Vando), Loureiro e Faria. Treinador, Óscar Nogueira.

TRIUNFO LECEIRO DIFICIL QUANTO JUSTO

A equipa leceira, que vinha de 6 jogos consecutivos sem conhecer a vitória, regressou ás mesmas com um triunfo bastante difícil.
A equipa do Leça entra melhor na partida, dominando os primeiros 15`minutos do jogo. A equipa do Grijó, equilibra a contenda. Com uma táctica bastante arrojado do técnico leceiro (jogou com três defesas), o destaque da primeira parte, vai direitinho pata um remate a cerca de trinta metros da baliza á guarda de Isac, que embateu estrondosamente na trave.

ANDRÉ MOREIA DESEQUILIBRA A FAVOR DOS DA CASA
A segunda parte, o jogo foi muito intenso, jogado até com bastante agressividade por parte dos homens que viajaram de Grijó. As oportunidades de golo, foram se repartindo, até que ao minuto 75`, na cobrança de um livre direto, André Moreira, teve mais um momento de inspiração e volta a marcar de emblema leceiro ao peito, deixando Isac, pregado ao terreno, sem hipóteses de defesa. Até ao fim a equipa forasteira, bem tentou chegar à igualdade, tendo Bruno, desperdiçado soberana oportunidade para fazer a igualdade. O Leça, regressa assim às vitórias, encontrando-se agora na sexta posição da tabela com 14 pontos, a cinco do líder Infesta. Arbitragem Regular.

COM BIS DE BRUNINHO PADROENSE EMPATA NOS AÇORES


II DIVISÃO ZONA CENTRO
Campo municipal do bom Jesus – Pico -Açores
Árbitro, Fábio Veríssimo (Leiria)
MADALENA 2 PADROENSE 2
Ao intervalo, 0-1. Marcadores Bruninho (21 e 57), Demba (47) e João Frazão (90+4)

MADALENA: Hugo Cardoso, Rui Alberto, Wilson, Kiki e João costa; Beto, Demba e Márcio (Orlando), João Frazão, Lucas (Braime) e David Nunes. Treinador, João Pereira.

PADROENSE: Marco, Paulinho, Armando, Ricardo e Miguel, Mário Jorge, Nuno Paulo (Bruno) e Daniel, Seabra, Penantes (Marcão) e Bruninho. Treinador Augusto Mata

POR DUAS VEZES PADROENSE CONSENTE O EMPATE

Com o mar como cenário de fundo a equipa do Padroense, deslocou-se ao Açores para defrontar a equipa da Madalena 14º na tabela classificativa com apenas 5 pontos.
A equipa do Padroense deu um passo atrás na perseguição aos lugares cimeiros, pois tinha tudo para conseguir os três pontos, mas aos 90+4`minutos da partida consentiu que João Frazão empata-se o jogo evitando a derrota dos açorianos.

BRUNINHO BISA!
Entrou melhor a equipa de Matosinhos e Bruninho faz o golo (21) da sua equipa, dando justiça ao marcador, resultado com que se chegaria ao intervalo.
Na segunda parte a equipa do Madalena, logo no inicio (47) repõe a igualdade, momento crucial da partida, o Padroense não desarma em busca da vitória e Bruninho, a bisar na partida (57), mas de nada valeu o bis do jogador gaiense, pois com muita felicidade e quando tudo fazia crer que a equipa de Matosinhos, regressa-se ao continente com os três pontos na bagagem, diga-se, mais que merecido, pois os matosinhenses foram superiores em todos os capítulos do jogo, eis que o Madalena chega à igualdade, lisonjeira, para as suas hostes.

LEIXÕES VENCE E APROXIMA-SE DO TOPO


LIGA ORANGINA
Jogo no Estádio do Desportivo das Aves
Árbitro: Paulo Baptista, de Portalegre.
D. Aves - Leixões, 1-3
Ao intervalo: 1-1. Marcadores: 0-1, Paulo Fonseca (9' g.p.), 1-1, Pires (28'), 1-2, Pedro Santos (80'), 1-3, Hernâni (90+4')

D. Aves: Marafona, Geraldes, Tiago Valente, João Pedro, Mamadu (Renato, 66), Tito, Romeu (Amaury Bischoff, 22), Pedro Cervantes (Fonseca, 79), Pedro Pereira, Vasco Matos e Pires.

Leixões: Fonseca, Paulinho, Nuno Silva, Joel, Florent, Paulo Tavares, Luís Silva (Pedro Santos, 46), Tiago Costa (Hernâni, 46), Fausto, Moisés (André Carvalho, 66), Jumisse.

O Leixões foi este domingo vencer à Vila das Aves o Desportivo local, por 3-1, na 11.ª jornada da Liga Orangina, e aproximou-se dos lugares cimeiros da tabela. O triunfo da equipa de Matosinhos justifica-se inteiramente porque, apesar de algum equilíbrio sobretudo na primeira parte, foi a que dispôs de mais e melhores oportunidades de golo
Logo aos 8’, por intermédio de uma grande penalidade, a equipa leixonense colocou-se em vantagem no marcador. Uma grande penalidade assinalada na sequência de uma falta de João Pedro sobre Fausto que, Paulo Tavares, quando chamado a converter não falhou. Aos 28`minutos a equipa leixonense viria a sofrer o único golo da tarde depois de um mau corte da defesa que Pires, na sequência de um canto, conseguiu fazer o empate.

Após o intervalo o Leixões voltou ao ataque, já sem Luís Silva, e Pedro Santos aos 52’ viu um golo a não entrar graças a um corte em cima da linha. André Carvalho aos 69’ e Fausto aos 74’ encontraram sempre pela frente o guardião Marafona que impediu um resultado mais dilatado. No entanto, e depois de insistência, Pedro Santos desfez o empate com um remate que permitiu ao Leixões colocar-se novamente em vantagem no marcador. No entanto, já na compensação, Hernâni haveria de concluir um contra-ataque conduzido por Fausto que fechou o resultado em 3-1.
Para a semana o Leixões volta a jogar em casa, desta feita para a Taça de Portugal, diante da Académica de Coimbra em jogo a contar para os oitavos de final.

Litos enigmático devido a ordenados em atraso
O técnico leixonense, Litos (na foto) compareceu na sala de Imprensa começando por dizer que "não queria muito falar sobre o jogo" mas disse que "O Leixões foi superior em todos os capítulos do jogo" e saiu dizendo que "os leixonenses devem estar orgulhosos do grupo de trabalho".

GRANDE CORAÇÃO NA VITÓRIA DO CUSTÓIAS


DIVISÃO DE HONRA 12ª JORNADA
Estádio do Custóias FC
Árbitro André Neto
CUSTÓIAS 2 PEDROUÇOS 1
Ao intervalo, 0-1. Marcadores Postiga (7) Caramalho (74) Gandarela (77)


CUSTÓIAS: Meneses, Pessoa, Noura, Nuno Ribeiro e Adérito; Eduardo, Magalhães e João Dias; Danny, Nuno Santos e Gandarela. Treinador, Paulo Silva

PEDROUÇOS: Zé António, Sampaio, Nuno e Folha; Neves, Pedrosa, Postiga e César; Ricardo e Fabu. Treinador adj. Zé Carlos

CUSTÓIAS COM CORAÇÃO CHEGOU À VITÓRIA


A primeira parte foi jogada com um nível medíocre, pautado pelo equilibriu, em que as oportunidades foram repartidas, tendo a equipa forasteira conseguido o golo que abriu o marcador, através de uma jogada de transição, seguida de um cruzamento do lado esquerdo ao segundo poste e Postiga sem marcação a encostar de cabeça.
Na etapa complementar, tudo foi diferente. O Custóias regressa com Paulo Lopes (grande jogo, a fazer lembrar o Paulinho de outros tempos) no lugar de Danny. A equipa do Pedrouços, aposta decididamente em jogar com lançamentos longos para os seus dianteiros, explorando a velocidade de Fabu e Ricardo, que iam criando perigo junto à área custóiense. A equipa da casa, já com David em campo no lugar de Magalhães, começa a tomar conta do jogo, com um futebol mais fluido e consistente a equipa desinibe-se e vai à procura do prejuízo, tomando conta da bola e insistindo no ataque. Paulo Silva, arrisca tudo no ataque e faz entrar o avançado Caramalho, tirando do jogo Adérito lateral esquerdo. No primeiro momento em que Caramalho, intervêm, faz o golo da igualdade, de cabeça, respondendo a um cruzamento de Paulo Lopes na esquerda. A equipa do Custóias acreditou que era possível voltar as vitórias e com muito querer e coração chega ao golo da vitória, por Gandarela de cabeça ao segundo poste, dizendo sim! A um livre marcado por Paulo Lopes do lado direito do ataque custóiense. A vencer a treze minutos do fim do encontro a equipa do Custóias, baixa as suas linhas e com muito coração, aguentou que o resultado não se alterasse, conseguindo voltar as vitórias, a primeira em casa, frente a um dos diretos adversários. A equipa do Pedrouços que não esperava a reacção do adversário, julgando que este já estava vencido, viu Meneses negar a igualdade ao minuto 90. Resultado justo, quanto difícil de obter.



Destaque deste encontro: Paulo Lopes com duas assistências, a fazer recordar o Paulinho de há duas épocas, Gandarela pelo golo que valeu os três pontos e Noura defesa central, que se está a impor nesta equipa, apesar da sua juventude.

INFESTA GOLEADO EM SERZEDELO


O Infesta foi derrotado esta tarde em Serzedelo por 4-1, num jogo em que a equipa de José Manuel Ribeiro até entrou bem na partida pois logo aos dois minutos de jogo, já vencia por 0-1 com um golo do capitão Vitinha I de grande penalidade. Pedro Nuno ainda fez o segundo golo pouco depois, mas o arbitro invalidou o lance por pretensa falta do atacante do Infesta. A partir dos 30 minutos, a equipa do Infesta esteve irreconhecível, perdendo completamente o "norte" e o Serzedelo aproveitou chegando ao 3-1 com alguma naturalidade. Numa segunda parte sem história, o Serzedelo ainda teve tempo de fazer mais um golo.

Vitoria justa do Serzedelo, embora por números exagerados, mas que ainda assim, mantém o Infesta na liderança isolada do campeonato pois os mais directos adversários, Sousense e Grijó, também perderam os seus encontros. No próximo fim-de-semana, o campeonato volta a parar devido à Taça de Portugal, voltando os jogos do campeonato apenas no fim-de-semana de 10 e 11 de Dezembro, quando o Infesta receber o Cesarense, num jogo que em principio deverá ser disputado no sábado dia 10.

FC INFESTA

RESULTADOS

Resultados das equipas de Matosinhos

D.AVES 1 LEIXÕES 3

MADALENA 2 PADROENSE 2

SERZEDELO 4 INFESTA 1
LEÇA 1 GRIJÓ 1

CUSTÓIAS 2 PEDROUÇOS 1

PERAFITA 1 S. MARTINHO 0
LAVRENSE 1 LABRUGE O

SCS HORA 1 SOBRADO 1
CERCO PORTO 1 D L BALIO 1

CRISTELO 0 LUSITANOS 5
GONDIM 8 ALDEIA NOVA 0

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC