RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

PEDRO KINHAS DE SAÍDA DO LEÇA FC


Pedro Lourenço (Kinhas) está fora do Leça.
 
É o 14º jogador a sair desde o inicio de época, recorde-se que o jogador teve algumas prestações dignas de registo na equipa leceira, como por exemplo, Rebordosa na 1ª volta, no empate a duas bolas em que Pedro Kinhas deu o empate em cima do minuto 90.
 
O jogador não faz parte dos planos de Vítor Leal, e o facto foi-lhe comunicado por um diretor, o que entristeceu bastante o jogador é facto de o treinador não ter a coragem de ser ele a comunicar-lhe a decisão.
 
Pedro Lourenço (Kinhas) é esquerdino, tanto lateral como médio, e foi formado no Boavista, tendo também tido uma passagem pelo FC Infesta como junior. O Jogador está recetivo a dar continuidade à sua carreira de futebolista, dando preferência a clubes da cidade da Maia ou Matosinhos.

Contacto: 913508077

PERAFITA INJUSTIÇADO CEDE EMPATE EM RIO TINTO


Divisão de Honra da AF Porto – 18ª Jornada
Estádio do Sport Rio Tinto – Gondomar
Árbitro, Joaquim Pinto
SP RIO TINTO 1 PERAFITA 1
Ao intervalo, 0-0, golos cheta ( 66`) e Fábio (80`)
 
SP. RIO TINTO: Freitas, Duarte (Fábio), Joel, Marco, Macieira, Tino, Hugo (Cristiano), João Pereira, Tóze, Miguel e Rui Miguel (Samuel). Treinador Filipe Alves.
 
PERAFITA: Artur, Bruno Magalhães, Madalena, Raimundo e Nuno Ribeiro; Hélder, Viana e Tinaia (Pedrinha), Lutchindo, Cheta e Paulinho. António Gaiteiro.
O Perafita cedeu um empate na difícil deslocação a Rio Tinto (1-1), acabando por ver aumentado para quatro pontos o fosso que o separa do líder Lixa, na Divisão de Honra da A F do Porto. À semelhança de outros campos do país, o jogo foi disputado num relvado encharcado, o que o tornou muito pesado, dificultando o futebol praticado por ambas as equipas. O jogo esteve em risco de se iniciar, começando com um atraso de 20` minutos. Na primeira parte, equipa da casa foi quem mais atacou, mas nem sempre com o melhor discernimento. O empate a zero golos que se registava ao intervalo não premiava a entrega dos dois conjuntos, que lutaram muito num campo pesado e que oferecia muita resistência à melhor circulação da bola.
 
Na segunda metade do encontro, os matosinhenses, conseguiram chegar à vantagem, através de um cabeceamento certeiro do avançado Cheta, quando iam decorridos 66`minutos de jogo, mas a dez minutos do final da partida, o Sr. Joaquim Santos resolveu aparecer no jogo, ao não marcar um falta clara que antecede o golo do empate, Fábio recebeu a bola à entrada da área e, com um remate cruzado, não deu hipóteses ao guarda-redes Artur. O resultado não mais se alterou, o empate acaba por se aceitar, mas por linhas tortas os visitados chegaram à igualdade.

MARCHA ATRÁS NAS PRETENSÕES LECEIRAS.


III Divisão Serie B – Jornada 15
Campo de Ribes – Oliveira (Sta Maria)
Árbitro, Daniel Santos
OLIVEIRENSE 2 LEÇA FC 0
Ao intervalo, 1-0, golos, Correia (28`e 67`)
 
OLIVEIRENSE: Danny, Tiago, China, Sampaio, Fifas (Ricardo Rocha), Gonçalves, Ni, Nuno Fonseca, Pedro fontes (Cafú), Cadete, correia (Fininho). Treinador Paulo Rafael.
 
LEÇA FC: Castro, César, Serginho, Cláudio e João Santos, Mário, Domingos e Pisco (Rafael Brandão), Pilé (Cerqueira), Bruno João e Júnior (João Pires). Treinador Vítor Leal.
 
O Leça FC visitou o líder da prova e revelou-se impotente para contrariar o favoritismo dos visitados. Apesar das condições do estado do terreno (muito pesado) a equipa da casa fez jus à condição de líder da prova e apresentou um futebol mais consistente e, cedo tomou conta do desafio, que foi jogado praticamente com sentido único. O primeiro golo surge apenas ao minuto 28` depois de algumas chances de marcar desperdiçadas pelos locais. A equipa do Leça, nunca conseguiu responder ao maior domínio local e o intervalo chegou com o resultado fixado à passagem da meia hora de jogo.
 
Na segunda parte, assistiu-se a mais do mesmo, mais Oliveirense ou menos Leça? A equipa da casa continuou a comandar as operações e a esbanjar oportunidades, mas perto do minuto 70`Correia, fecha a contagem selando a vitória da sua equipa com um bis no encontro.
 
Os responsáveis leceiros, em virtude do momento muito crítico ao nível financeiro vivido no clube, ponderam mesmo criar um “ filho” da coletividade centenária, ou seja mudar de nome, para fazer face às dificuldades, à semelhança de vários clubes nacionais, como são os Casos de Salgueiros, Marco, e Felgueiras, entre outros… A ser tomada esta medida, pressupõe-se, que a classificação final da equipa sénior do Leça FC, não é muito importante…aguarde-mos por novos desenvolvimentos.

PADROENSE COMEÇA BEM A SEGUNDA VOLTA


II Divisão Zona Norte- 16 jornada
Estádio do Varzim SC- Póvoa de Varzim
Árbitro, José rodrigues (Porto)
VARZIM SC 1 PADROENSE FC 1 Ao intervalo, 1-0, golos Rui Figueiredo (36`) e Paulinho (88`gp)
VARZIM: Miguel, Tiago Lopes, Hugo Bastos, Hugo Lopes, Telmo, Nelson Agra, Rui Figueiredo, Nelson Campos (Nani), Tó Barbosa, João Carvalho (Zé Diogo), Rui Coentrão. Treinador José Augusto.
 
PADROENSE FC: Marco, Paulinho, Lobo, Armando (Ricardo)e Miguel, Chico, Davi (João Amaral), Manel Cordeiro, Fabú, Gazela, Gonçalo (Mário Jorge). Treinador Augusto Mata.
 
A equipa do Padroense foi à Póvoa arrancar um empate com um golo de Paulinho bem perto do fim.
 
 
Num relvado completamente encharcado, facto de exigiu dos jogadores, esforço complementar, a equipa do Padroense, com muito coração debateu-se com um adversário tradicionalmente difícil. As duas equipas esforçaram-se por praticar o futebol que lhes era possível, face às péssimas condições do terreno e, na primeira parte, o Varzim conseguiu evidenciar-se em alguns momentos, de tal forma que, aos 36 minutos, Rui Figueiredo, na marcação de um livre direto, colocou os alvinegros em vantagem e assim se manteve até ao intervalo.
 
 
Na segunda parte, a formação varzinista voltou a entrar bem no jogo, mas rapidamente os Bravos de Matosinhos equilibram a partida e, conseguiram estar muito perto do empate. Carregam os poveiros e à passagem do minuto 76, o guarda-redes Marco evitou novo golo num remate, a poucos metros da baliza, de Telmo. Na recarga e em excelente posição para marcar, João Carvalho enviou por cima. O Padroense, com excelente atitude recupera bem a posse e pressiona o seu adversário na busca do golo do empate, que surge aos 88 minutos, o árbitro José Rodrigues entendeu que Rui Figueiredo colocou a mão na bola em zona proibida e assinalou grande penalidade. O capitão de equipa do Padroense, Paulinho, foi chamado a converter e não desperdiçou a oportunidade de fazer o empate para a sua equipa. Começar bem a segunda volta do campeonato com um empate fora de portas, revela-se importante para as aspirações da equipa de Matosinhos, que na proxima jornada recebem o Amarante no Padrão da Légua
 
fotos Domingos Lobo

LAVRENSE VENCE DÉRBI MATOSINHENSE


Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro, Fernando Montenegro
LAVRENSE 2 SCS HORA 1
Ao intervalo, 1-0, golos Amaral (10`) Couto (52`) e Juninho (79`)
 
LAVRENSE: Telmo, Dani, Jesus, Leandro e Tiago Pinto; Ricardo, Grilo e Joe (Diego)l, Tiago Carvalho, Couto (Cardoso) e Amaral (Ferrer). Treinador Eduardo Paixão.
 
SCS HORA: Tiago Oliveira, Fábinho, Bruno Silva, Ramalho (Juninho) e Bruno Pereira; Kennedy, Jordan e Ivo; Alecs (Ribeiro), João V. Pinto (Martins) e Cruz (Tiago Costa). Treinador Jorge Marinho (Joca).
 
 
Jogo intenso, que começa com a equipa do Lavrense, com a corda toda e logo no primeiro minuto, Amaral tenta de longe um remate forte que sai por cima da baliza de Tiago Oliveira. Sinal mais dos homens da casa que pressionam o último reduto senhorense, e aos 10`minutos de novo Amaral, desta vez a acertar na baliza, fazendo remate certeiro para o golo que nasce de um tiro de meia distancia, Tiago Oliveira a defender, a bola sobra para Amaral que encostou para o golo. Com os lavrenses apostados em vencer a partida, instalando-se no meio campo verde e branco, aos 24`minutos, Couto testa de longe a atenção do guarda-redes senhorense. A partir dos 30`minutos os visitantes equilibram a partida e começam a cercar-se da baliza contrária com mais perigo. O intervalo chegou com a vitória parcial de 1-0 para os visitados.
 
 
Na segunda parte e com um relvado encharcado fruto da forte chuva que se tem feito sentir, em todo o país, os lavrenses continuam por cima do jogo e aos 52` minutos por intermédio de Couto, que aproveita um deslize defensivo dos senhorenses, remata rasteiro e colocado sem hipótese para o guardião, fazendo o 2-0. A equipa senhorense, fica como que atordoada e demora muito a responder e vê os avançados lavrenses a desperdiçar o terceiro golo por duas vezes, 1º Tiago Carvalho de cabeça, na sequencia de um pontapé de canto e depois Jesus, também de cabeça a desperdiçar a oportunidade. Fim da linha para a equipa da casa no que consiste ao ataque da baliza senhorense. Aos 79 minutos os visitantes reduzem por Juninho que tinha entrado um minuto antes na partida, e mal toca na bola, faz um golo de bandeira, remate de fora da área em volei que bateu o adiantado Telmo. A partir deste momento, só deu SCS Hora, com Kennedy a recuperar e a lançar rapidamente os avançados senhorenses, que aproveitando a embalagem do golo obtido, acreditaram que podiam chegar à igualdade, que só não aconteceu porque apanharam pela frente um guarda-redes em dia sim, negando consecutivamente o golo aos senhorenses, 1º Ivo remata já dentro da pequena área e Telmo defende, 2º Martins remata em boa posição e Telmo nega o golo, 3º é a vez de Jordan estar perto do golo, mas Telmo nega mais uma vez.
 
 
Em suma, foi uma excelente partida de futebol, com o resultado e vencedor justo, em que o empate assentava bem a excelente atitude da jovem equipa senhorense, que recorde-se iniciou esta partida privada de alguns jogadores importantes no seu xadrez, Rafael Rezende, ainda no Brasil, Serrão, Gandarela e Joel, a cumprirem castigo federativo e Marcos lesionado, pelo lado lavrense, o capitão, Filipe Sousa também se encontra lesionado. Arbitragem, regular liderada por Fernando Montenegro

RESULTADOS DE 20 DE JANEIRO 2012


Clubes da Matosinhos

LEIXÕES 2 ATLÉTICO 0

VARZIM 1 PADROENSE 1
INFESTA 1 LIMIANOS 4

OLIVEIRENSE 2 LEÇA 0

SP RIO TINTO 1 PERAFITA 1

LEÇA DO BALIO 7 VILA CHÃ 2
LAVRENSE 2 SCS HORA 1
BOUGADENSE 1 CUSTÓIAS 0

D. PORTUGAL 2 OS LUSITANOS 2

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC