RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 29 de novembro de 2011

JOGOS PARA O FERIADO DE 1 DE DEZEMBRO

Dia 1 de Dezembro feriado, há futebol em Matosinhos na 1ª Divisão AF Porto





AF Porto 1ª Divisão Série 1 2011/12 Jornada 13
Águias de Eiriz vs Perafita
Balasar vs Lavrense

AF Porto 1ª Divisão Série 2 2011/12 Jornada 13
Ataense vs Senhora da Hora
Leça do Balio vs AD Marco 09

FERIADO DE 1 DE DEZEMBRO (QUINTA-FEIRA)
JOGOS ÁS 15:00

INFORMAÇÃO DA ACADEMIA DE FUTEBOL DO PADROENSE

Feriados de Dezembro

Informamos que na próxima 5ª feira, dia 1 de Dezembro (feriado) irá realizar-se, no horário habitual, o treino da Academia. Porém, TODOS os Atletas da Academia deverão equipar-se, excepcionalmente, no Balneário do Estádio do Padroense F.C. e não nos habituais balneários do Campo Sintético, devido à realização de jogos oficiais de futebol no nosso Campo Sintético, no período que antecede o treino da Academia.

Informamos igualmente que nos dias 8 (feriado), 24 e 31 de Dezembro NÃO HAVERÁ TREINO da Academia de Futebol do Padroense F.C.

LUÍS SILVA NO ESTÁGIO DOS SUB 20


Eis Luís Silva (na foto à direita) na Selecção de Sub-20 no seu primeiro dia de estágio ao serviço da selecção das quinas. O nosso 11 chegou ontem a Rio Maior para cumprir 3 dias de estágio com os restantes 23 companheiros da selecção de esperanças de Portugal.
Recorde-se que os pupilos comandados por Ilídio Vale já realizaram o primeiro treino ontem de tarde sendo que para hoje estão previstos mais 2 treinos, um previsto para as 10h e outro para as 15h45.

BLOG LEIXÕES

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

PERAFITA SEGUE FIRME NA LIDERÂNÇA


O encontro de futebol realizado no complexo desportivo do FC Perafita, opôs o líder isolado da Serie 1 e o segundo classificado, S. Martinho, em igualdade pontual com o Ermesinde.

Foi mais uma prova à liderança incontestada dos visitados, um adversário que se adivinhava muito forte e com uma aposta definida na subida de divisão.



O encontro iniciou-se com uma toada muito ofensiva por parte dos visitados, que desta vez entraram, como se diz na gíria futebolística, “com tudo”, para resolver bem cedo a partida e arrecadar os três pontos em disputa. Logo nos primeiros minutos de jogo, o perigo acercou-se da baliza dos visitantes, que defendiam as suas redes como podiam, muitas vezes sem saber como e de onde surgia o perigo dos atacantes do FC Perafita, com jogadas de recorte técnico acima da média, que por sua vez proporcionavam cantos a favor dos locais, as oportunidades de abrir o marcador começaram a surgir de forma muito preocupante para as cores do S. Martinho, no entanto o esférico nunca chegou a entrar na baliza dos forasteiros. Depois de grande pressing, os visitantes conseguiram afastar o perigo para zonas mais intermediárias, mas com os visitados sempre a tentar retomar o fulgor do inicio do encontro. Num canto apontado na direita do ataque dos locais, cobrado muito tenso e ao primeiro poste, surgiu um desvio intencional por parte de um atacante do FC Perafita, fazendo a bola chegar ao segundo poste onde apareceu Nandinho livre de marcação, no local certo para encostar o esférico para o golo inaugural (e único) da partida.



Com o inicio da segunda parte, verificou-se uma atitude diferente por parte da equipa do S. Martinho, surgiu mais subida no terreno, com uma atitude mais afoita e a tentar ir em busca do prejuízo sofrido. Foi com naturalidade que o FC Perafita fechou o espaço entre linhas e começou a tirar dividendos desse facto com perigosos contra ataques que ponham em sentido toda a defensiva dos visitantes, o S. Martinho fez finalmente jus à segunda posição da tabela classificativa, apresentou um futebol mais trabalhado, começou a subir no terreno e o encontro ficou muito equilibrado, contudo, salienta-se que o perigo não chagava ás redes dos visitados, com o evoluir do encontro o S. Martinho apostou tudo fez as substituições devidas, subiu um lateral para avançado, fazendo com que o seu jogo ficasse mais directo, mas sem grandes sufocos para a defensiva da casa. O encontro encaminhava-se rapidamente para o final, com um futebol cada vez mais directo, o S. Martinho, deixava espaços atrás que podiam ter sido melhor aproveitados pelos médios e avançados do FC Perafita, que por mais de uma vez tiveram a hipótese de fechar o resultado a seu favor, Paulinho; Alex e Carinhas, foram exemplo de perdidas inexplicáveis. Por outro lado, mais com o coração do que com a cabeça o S. Martinho, criou duas situações de possível golo, ambas em desatenções de toda a equipa do FC Perafita que já se preocupava em defender o triunfo desejado e importante para as contas que se possam vir a fazer, lá mais para a frente.

A equipa de arbitragem liderada pelo Sr. Manuel Oliveira, executou uma excelente arbitragem, sempre com o controlo da partida, mas uma presença sem se fazer notar em demasia.

FC PERAFITA: ARTUR; MARCO PEREIRA; TRAJANO; TIAGO SILVA e ALEX; MARCO MOREIRA; IVO (CARINHAS) e TINAIA; NANDINHO (LUTCHINDO); PAULINHO e CHETA (HELDER MAIA).

MISTER GAITEIRO EM ENTREVISTA “ cheguei ao clube com a certeza de que vamos ser campeões ”

APRESENTAÇÃO

António Gaiteiro é um técnico com experiência com quatro títulos de campeão da 1ª Divisão de Amadores, representou vários emblemas entre eles, o GD Café Lisbonense 1988/89 como treinador adjunto do Mister Pinhal, assumindo como treinador principal o Juventude de Matosinhos 1990/94, consegue o 3º lugar no AC Rechousa, regressa às “terras do mar” para treinar o G.D. Leões da Agra, até 2001/02, época onde atingiu o recorde de 27 vitórias em 27 jogos, que lhe valeu o nome inscrito no Guiness, depois de se consagrar campeão e vice-campeão em cinco anos, 2002/2003 e 2003/2004. Impulsivo, mestre da táctica, soube aproveitar os conhecimentos adquiridos, para mais tarde treinar o Sport Progresso nas épocas 2002/04 ficando no 4º lugar. Mister gaiteiro tira três anos de “férias” para seu descanso. O convite, do Custóias FC em Dezembro de 2006, mister Gaiteiro tem como missão a manutenção do clube. Mas na época seguinte 2007/08 consegue a tão desejada subida á divisão de honra da Associação de Futebol do Porto. Em 2010 passa pelo desportivo de Leça do Balio. Hoje está de corpo e alma no FC Perafita.

Durante a apresentação oficial como treinador do FC Perafita, mostrou-se bastante confiante no seu trabalho ao dizer que chegava ao clube com a certeza de que irá ser campeão.

ENTREVISTA

Mister considera que está a ser um início de campeonato mais difícil do que esperava?
A. GAITEIRO: Está dentro do que eu esperava.

Como você avalia o nível da Série 1?
A. GAITEIRO: É uma série difícil. Mas torna-se mais complicado devido aos pelados.

O que deu para tirar de lição dos pontos perdidos do Perafita?
A. GAITEIRO: Deu para ponderar, e ver onde erramos e onde podemos melhorar.

Marco P., Marco M., e Cheta, chegam com seu aval. São jogadores que acha úteis a jogar a titular?
A. GAITEIRO: São 3 jogadores que vieram acrescentar qualidade ao plantel do FC PERAFITA.Quanto a jogarem a titulares, são tão úteis como todo o plantel.

Qual sector da equipa que mais precisa de ajustes?
A. GAITEIRO: Agora que regressaram ao plantel os jogadores que estavam lesionados. Neste momento não há nenhum sector que precise de ajuste.

Vejo uma grande cumplicidade entre o Mister e os seus treinadores adjuntos. Eles são a sua”força”?
A. GAITEIRO: Eles são um grande elo de ligação, pois somos uma equipa. «Além de sermos bons amigos».

Para si, quem são os candidatos ao acesso à divisão de honra?
A. GAITEIRO: Pelas equipas que eu via até há data de hoje são: Castelo da Maia, Lavrense, S. Martinho e o Ermesinde. E nós FC PERAFITA como é óbvio.

Fala-se que o mister Gaiteiro utiliza um modelo de jogo nada igual ao que o FC Perafita estava habituado. Pode-nos dizer qual o segredo!?
A. GAITEIRO: Não há segredo. O segredo é o trabalho, o rigor, a organização, a disciplina, a frontalidade e o respeito com os jogadores, isto tudo que está a acontecer no FC PERAFITA só é possível, pela qualidade dos jogadores, pelo apoio que a direcção nos dá principalmente (o presidente) e o apoio dos sócios, e espero que continuem a apoiar a equipa e a acreditarem em nós.

Feliciano Lima e Mário Barbosa

LAVRENSE CONSEGUE TRIUNFO DIFICIL


I DIVISÃO SERIE 1 A F PORTO
Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro, Nuno soares
LAVRENSE 1 LABRUGE 0
Ao intervalo,0-1.Marcador Ribeiro (7)

LAVRENSE: Miguel mota, Ribeiro, Filipe, Cuca e André; André Grilo, Wilson e João Diogo; Diego (Marcos), Gonçalo (Ivo) e Heldinho. Treinador Hugo Reis

LABRUGE: Zé Pedro, Fontes (Xota), Toni, Miguel e Ricardo Azevedo (Stephen) Ricardo Santos, Edgar e Rui Miguel; Marino (Kenedy), Amilcar e Cardoso. Treinador Artur Gomes.

CENTRAL RIBEIRO FOI O MARCADOR DO GOLO SOLITÁRIO

Jogo com a equipa vizinha do Labruge em que a disputa dos três pontos decorreu até aos momentos finais. Nem sempre bem jogado mas com muita garra a equipa Lavrense, conseguiu chegar ao triunfo, sem com tudo passar por muitos calafrios na parte final.
O Lavrense entrou muito bem no jogo, inaugurando o marcador nos minutos iniciais por Ribeiro na sequência de um pontapé de canto, contrapondo com o azar de Heldinho que acabara de sair lesionado . Com o decorrer do jogo a equipa Lavrense jogou fácil e prático com a bola a passar por todos os sectores. Mas à medida que o tempo ia avançando para o final da partida, a equipa intranquilizou-se, recuando bastante no terreno, permitindo que os forasteiros se acercassem do seu último reduto. A equipa Lavrense segurando a vitória, cometeu alguns erros, que lhe poderiam custar muito caro, talvez devido à equipa pouco experiente nestas andanças, mas lá conseguiu uma vitória preciosa frente a uma das boas equipas deste campeonato. Na próxima 5ª Feira, dia 1 de Dezembro (feriado) deslocação ao campo do Balasar para defrontar a equipa local.

LEÇA VENCE COM JUSTIÇA


III DIVISÃO SERIE B
Estádio do Leça FC
Árbitro. Hélder Lamas (Aveiro)
LEÇA 1 AD GRIJÓ 0
Ao intervalo, 0-0. Marcador André Moreira (75)

LEÇA FC: Cláudio, Zé d` Angola, Tiago Madalena e Zé Soares; André Moreira, Hélder, Rui Ramos, Moura (Magno) e Ricardinho; Vítor Hugo (Sérgio Vasconcelos), Cerejo (Tiago). Treinador Armindo Machado.

AD GRIJÓ: Isac, Maté. Ricardo Viana, Boita e Artur (Pedro Gabriel), Dani, Chaves (Napoleão) Bruno, João (Vando), Loureiro e Faria. Treinador, Óscar Nogueira.

TRIUNFO LECEIRO DIFICIL QUANTO JUSTO

A equipa leceira, que vinha de 6 jogos consecutivos sem conhecer a vitória, regressou ás mesmas com um triunfo bastante difícil.
A equipa do Leça entra melhor na partida, dominando os primeiros 15`minutos do jogo. A equipa do Grijó, equilibra a contenda. Com uma táctica bastante arrojado do técnico leceiro (jogou com três defesas), o destaque da primeira parte, vai direitinho pata um remate a cerca de trinta metros da baliza á guarda de Isac, que embateu estrondosamente na trave.

ANDRÉ MOREIA DESEQUILIBRA A FAVOR DOS DA CASA
A segunda parte, o jogo foi muito intenso, jogado até com bastante agressividade por parte dos homens que viajaram de Grijó. As oportunidades de golo, foram se repartindo, até que ao minuto 75`, na cobrança de um livre direto, André Moreira, teve mais um momento de inspiração e volta a marcar de emblema leceiro ao peito, deixando Isac, pregado ao terreno, sem hipóteses de defesa. Até ao fim a equipa forasteira, bem tentou chegar à igualdade, tendo Bruno, desperdiçado soberana oportunidade para fazer a igualdade. O Leça, regressa assim às vitórias, encontrando-se agora na sexta posição da tabela com 14 pontos, a cinco do líder Infesta. Arbitragem Regular.

COM BIS DE BRUNINHO PADROENSE EMPATA NOS AÇORES


II DIVISÃO ZONA CENTRO
Campo municipal do bom Jesus – Pico -Açores
Árbitro, Fábio Veríssimo (Leiria)
MADALENA 2 PADROENSE 2
Ao intervalo, 0-1. Marcadores Bruninho (21 e 57), Demba (47) e João Frazão (90+4)

MADALENA: Hugo Cardoso, Rui Alberto, Wilson, Kiki e João costa; Beto, Demba e Márcio (Orlando), João Frazão, Lucas (Braime) e David Nunes. Treinador, João Pereira.

PADROENSE: Marco, Paulinho, Armando, Ricardo e Miguel, Mário Jorge, Nuno Paulo (Bruno) e Daniel, Seabra, Penantes (Marcão) e Bruninho. Treinador Augusto Mata

POR DUAS VEZES PADROENSE CONSENTE O EMPATE

Com o mar como cenário de fundo a equipa do Padroense, deslocou-se ao Açores para defrontar a equipa da Madalena 14º na tabela classificativa com apenas 5 pontos.
A equipa do Padroense deu um passo atrás na perseguição aos lugares cimeiros, pois tinha tudo para conseguir os três pontos, mas aos 90+4`minutos da partida consentiu que João Frazão empata-se o jogo evitando a derrota dos açorianos.

BRUNINHO BISA!
Entrou melhor a equipa de Matosinhos e Bruninho faz o golo (21) da sua equipa, dando justiça ao marcador, resultado com que se chegaria ao intervalo.
Na segunda parte a equipa do Madalena, logo no inicio (47) repõe a igualdade, momento crucial da partida, o Padroense não desarma em busca da vitória e Bruninho, a bisar na partida (57), mas de nada valeu o bis do jogador gaiense, pois com muita felicidade e quando tudo fazia crer que a equipa de Matosinhos, regressa-se ao continente com os três pontos na bagagem, diga-se, mais que merecido, pois os matosinhenses foram superiores em todos os capítulos do jogo, eis que o Madalena chega à igualdade, lisonjeira, para as suas hostes.

LEIXÕES VENCE E APROXIMA-SE DO TOPO


LIGA ORANGINA
Jogo no Estádio do Desportivo das Aves
Árbitro: Paulo Baptista, de Portalegre.
D. Aves - Leixões, 1-3
Ao intervalo: 1-1. Marcadores: 0-1, Paulo Fonseca (9' g.p.), 1-1, Pires (28'), 1-2, Pedro Santos (80'), 1-3, Hernâni (90+4')

D. Aves: Marafona, Geraldes, Tiago Valente, João Pedro, Mamadu (Renato, 66), Tito, Romeu (Amaury Bischoff, 22), Pedro Cervantes (Fonseca, 79), Pedro Pereira, Vasco Matos e Pires.

Leixões: Fonseca, Paulinho, Nuno Silva, Joel, Florent, Paulo Tavares, Luís Silva (Pedro Santos, 46), Tiago Costa (Hernâni, 46), Fausto, Moisés (André Carvalho, 66), Jumisse.

O Leixões foi este domingo vencer à Vila das Aves o Desportivo local, por 3-1, na 11.ª jornada da Liga Orangina, e aproximou-se dos lugares cimeiros da tabela. O triunfo da equipa de Matosinhos justifica-se inteiramente porque, apesar de algum equilíbrio sobretudo na primeira parte, foi a que dispôs de mais e melhores oportunidades de golo
Logo aos 8’, por intermédio de uma grande penalidade, a equipa leixonense colocou-se em vantagem no marcador. Uma grande penalidade assinalada na sequência de uma falta de João Pedro sobre Fausto que, Paulo Tavares, quando chamado a converter não falhou. Aos 28`minutos a equipa leixonense viria a sofrer o único golo da tarde depois de um mau corte da defesa que Pires, na sequência de um canto, conseguiu fazer o empate.

Após o intervalo o Leixões voltou ao ataque, já sem Luís Silva, e Pedro Santos aos 52’ viu um golo a não entrar graças a um corte em cima da linha. André Carvalho aos 69’ e Fausto aos 74’ encontraram sempre pela frente o guardião Marafona que impediu um resultado mais dilatado. No entanto, e depois de insistência, Pedro Santos desfez o empate com um remate que permitiu ao Leixões colocar-se novamente em vantagem no marcador. No entanto, já na compensação, Hernâni haveria de concluir um contra-ataque conduzido por Fausto que fechou o resultado em 3-1.
Para a semana o Leixões volta a jogar em casa, desta feita para a Taça de Portugal, diante da Académica de Coimbra em jogo a contar para os oitavos de final.

Litos enigmático devido a ordenados em atraso
O técnico leixonense, Litos (na foto) compareceu na sala de Imprensa começando por dizer que "não queria muito falar sobre o jogo" mas disse que "O Leixões foi superior em todos os capítulos do jogo" e saiu dizendo que "os leixonenses devem estar orgulhosos do grupo de trabalho".

GRANDE CORAÇÃO NA VITÓRIA DO CUSTÓIAS


DIVISÃO DE HONRA 12ª JORNADA
Estádio do Custóias FC
Árbitro André Neto
CUSTÓIAS 2 PEDROUÇOS 1
Ao intervalo, 0-1. Marcadores Postiga (7) Caramalho (74) Gandarela (77)


CUSTÓIAS: Meneses, Pessoa, Noura, Nuno Ribeiro e Adérito; Eduardo, Magalhães e João Dias; Danny, Nuno Santos e Gandarela. Treinador, Paulo Silva

PEDROUÇOS: Zé António, Sampaio, Nuno e Folha; Neves, Pedrosa, Postiga e César; Ricardo e Fabu. Treinador adj. Zé Carlos

CUSTÓIAS COM CORAÇÃO CHEGOU À VITÓRIA


A primeira parte foi jogada com um nível medíocre, pautado pelo equilibriu, em que as oportunidades foram repartidas, tendo a equipa forasteira conseguido o golo que abriu o marcador, através de uma jogada de transição, seguida de um cruzamento do lado esquerdo ao segundo poste e Postiga sem marcação a encostar de cabeça.
Na etapa complementar, tudo foi diferente. O Custóias regressa com Paulo Lopes (grande jogo, a fazer lembrar o Paulinho de outros tempos) no lugar de Danny. A equipa do Pedrouços, aposta decididamente em jogar com lançamentos longos para os seus dianteiros, explorando a velocidade de Fabu e Ricardo, que iam criando perigo junto à área custóiense. A equipa da casa, já com David em campo no lugar de Magalhães, começa a tomar conta do jogo, com um futebol mais fluido e consistente a equipa desinibe-se e vai à procura do prejuízo, tomando conta da bola e insistindo no ataque. Paulo Silva, arrisca tudo no ataque e faz entrar o avançado Caramalho, tirando do jogo Adérito lateral esquerdo. No primeiro momento em que Caramalho, intervêm, faz o golo da igualdade, de cabeça, respondendo a um cruzamento de Paulo Lopes na esquerda. A equipa do Custóias acreditou que era possível voltar as vitórias e com muito querer e coração chega ao golo da vitória, por Gandarela de cabeça ao segundo poste, dizendo sim! A um livre marcado por Paulo Lopes do lado direito do ataque custóiense. A vencer a treze minutos do fim do encontro a equipa do Custóias, baixa as suas linhas e com muito coração, aguentou que o resultado não se alterasse, conseguindo voltar as vitórias, a primeira em casa, frente a um dos diretos adversários. A equipa do Pedrouços que não esperava a reacção do adversário, julgando que este já estava vencido, viu Meneses negar a igualdade ao minuto 90. Resultado justo, quanto difícil de obter.



Destaque deste encontro: Paulo Lopes com duas assistências, a fazer recordar o Paulinho de há duas épocas, Gandarela pelo golo que valeu os três pontos e Noura defesa central, que se está a impor nesta equipa, apesar da sua juventude.

INFESTA GOLEADO EM SERZEDELO


O Infesta foi derrotado esta tarde em Serzedelo por 4-1, num jogo em que a equipa de José Manuel Ribeiro até entrou bem na partida pois logo aos dois minutos de jogo, já vencia por 0-1 com um golo do capitão Vitinha I de grande penalidade. Pedro Nuno ainda fez o segundo golo pouco depois, mas o arbitro invalidou o lance por pretensa falta do atacante do Infesta. A partir dos 30 minutos, a equipa do Infesta esteve irreconhecível, perdendo completamente o "norte" e o Serzedelo aproveitou chegando ao 3-1 com alguma naturalidade. Numa segunda parte sem história, o Serzedelo ainda teve tempo de fazer mais um golo.

Vitoria justa do Serzedelo, embora por números exagerados, mas que ainda assim, mantém o Infesta na liderança isolada do campeonato pois os mais directos adversários, Sousense e Grijó, também perderam os seus encontros. No próximo fim-de-semana, o campeonato volta a parar devido à Taça de Portugal, voltando os jogos do campeonato apenas no fim-de-semana de 10 e 11 de Dezembro, quando o Infesta receber o Cesarense, num jogo que em principio deverá ser disputado no sábado dia 10.

FC INFESTA

RESULTADOS

Resultados das equipas de Matosinhos

D.AVES 1 LEIXÕES 3

MADALENA 2 PADROENSE 2

SERZEDELO 4 INFESTA 1
LEÇA 1 GRIJÓ 1

CUSTÓIAS 2 PEDROUÇOS 1

PERAFITA 1 S. MARTINHO 0
LAVRENSE 1 LABRUGE O

SCS HORA 1 SOBRADO 1
CERCO PORTO 1 D L BALIO 1

CRISTELO 0 LUSITANOS 5
GONDIM 8 ALDEIA NOVA 0

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

ZÉ PEDRO - LEIXÕES " tenho aprendido muito com o Nuno Silva e o Joel "


O defesa-central Zé Pedro está confiante num bom resultado do Leixões Sport Club na deslocação à Vila das Aves. Frequentemente utilizado por Litos esta temporada, o jovem atleta diz ao leixoessc.pt que tem aprendido muito com os experientes Nuno Silva e Joel e que o seu objectivo passa por ajudar o Leixões a conseguir os seus objectivos e que pretende efectuar o maior número de jogos possível.

LSC – Como tem sido esta segunda época como sénior?

Zé Pedro – Está a correr bem. Tenho sido utilizado com bastante frequência e penso que tenho correspondido àquilo que o mister Litos pretende. Mas sei que tenho um longo caminho para percorrer. Tenho apenas 20 anos e, como se costuma dizer, estou a dar os primeiros passos numa carreira que espero que seja longa. Nesse sentido, tenho aprendido muito com o Nuno Silva e com o Joel, meus companheiros de sector, que têm uma grande experiência acumulada. Posso dizer mesmo que têm sido uns excelentes “professores”.

Começou a época da melhor maneira, intervindo directamente no primeiro triunfo Leixonense na Liga Orangina. Recorde lá esse momento.

Nunca mais me vou esquecer desse jogo com a Naval, na Figueira. Como sou um defesa, não é habitual fazer muitos golos, pelo que o facto de ter marcado e de o golo ter sido decisivo para a nossa vitória deixou-me naturalmente muito satisfeito. Ainda para mais, foi a primeira jornada do campeonato, o que permitiu que entrássemos com o pé direito, e estávamos a jogar no terreno de um candidato assumido à subida de divisão.

Domingo, o Leixões tem uma difícil deslocação à Vila das Aves. O que espera do jogo?

Espero as dificuldades naturais de um jogo da Liga Orangina. Porque todos os jogos deste campeonato são muito difíceis, tanto em casa como fora. As equipas são muito iguais e lutam muito pelos resultados. Mas o Leixões já deu provas de ser um clube que luta pela vitória em todos os campos e no domingo vamos manter essa estratégia. Quem defende um clube como o Leixões sabe que está obrigado a jogar sempre para ganhar. E este grupo de trabalho é muito unido. Bate-se até à exaustão, com muita garra, pelos resultados.

Acha que os adeptos Leixonenses vão estar em força nas Aves?

Disso não tenho a menor dúvida. Os nossos adeptos estão com a Equipa em todo o lado e domingo não vão fugir à regra. Uma das coisas que confirma o Leixões como um grande clube de Portugal é a sua massa adepta. Os nossos sócios sofrem muito com o dia-a-dia do Clube e marcam presença em todos os jogos, apoiando de uma forma muito intensa. E isso ajuda muito os jogadores dentro do campo. Ainda na última jornada, no jogo com o Penafiel, isso foi visível. Ficámos a jogar em inferioridade numérica e os adeptos, com o seu apoio, ajudaram-nos a ultrapassar essa dificuldade.

Site LSC

ALDEIA NOVA – TROCA DE TREINADOR (Eduardo Silva deixa comando técnico)

Após o empate caseiro, frente ao CCD Sobrosa a uma bola, o dirigente que tutela o futebol (Coutinho) comunicou ao técnico, que o melhor seria sair, pois os resultados não apareciam.
Incrédulo com o que acabava de ouvir, pelo responsável pelo futebol do GD Aldeia Nova, Eduardo Silva, disse que iria pensar, para tomar a decisão na terça-feira seguinte, comunicando ao plante que tinha cessado funções.
A direcção não perdeu tempo e para o seu lugar, contratou, Luís Magalhães ex técnico do Vila Chã, que também orientou o At. Vilar. A sua apresentação foi na quinta feira, orientando o treino agendado.

Contactado pelo blog –mitchfoot futebol de Matosinhos, Eduardo Silva disse;

“ Foi uma atitude completamente descabida, no meu entendimento. A direcção do GD Aldeia Nova, nunca me pediu resultados, exigindo-me como objectivo, que honrasse-mos o clube e tivesse-mos prestações dignas do emblema que ostentava-mos. Para meu espanto, num jogo que empatamos, embora tenha-mos sido superiores ao adversário, num jogo em que tive bastante dificuldade para fazer a convocatória (8 jogadores lesionados), tive de convocar os três guarda-redes, e um deles mesmo teve que intervir no jogo, inesperadamente sou confrontado pelo Sr. Coutinho, que me pediu para sair do comando técnico. Os atletas tem tido atitude nos treinos e nos jogos, o que é de realçar, pois estes atletas não são renumerados, estão meramente de graça e por isso é difícil pedir-lhes mais. A direcção na pessoa do seu presidente, ficou solidária comigo, não percebo esta situação, sinto-me enganado por esse senhor (Coutinho). Desejo as maiores felicidades desportivas ao G D Aldeia Nova, foi um clube que gostei bastante de representar. “

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

PEDRO GOMES (Cinfães) É REFORÇO LECEIRO

Pedro Castro Nogueira Gomes, nascido em 1990-02-08 (21 anos)
Natural de Vila Franca de Xira - Posição Avançado, Pé preferencial Direito/Esquerdo Altura 180 cm, Peso 71 kg.

Pedro Gomes é reforço leceiro, oriundo do Grupo Desportivo de Cinfães, onde não foi muito utilizado, no campeonato da II Divisão Zona Centro.
Bons apontamentos físicos e técnicos, convenceram o técnico Armindo Machado
No passado sábado, Pedro Gomes, foi autor de dois golos frente à equipa do Padroense, no apronto de preparação em virtude da paragem no campeonato

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

JOGOS DO FIM DE SEMANA


AGENDA DE JOGOS DE FIM DE SEMANA

Liga Orangina 2011/2012 Jornada 10
Desp. Aves vs Leixões

II Divisão Zona Centro 2011/12 Jornada 10
Madalena vs Padroense
Domingo 27 Novembro 2011 - 16h00

III Divisão Série B 2011/2012 Jornada 10
Serzedelo vs Infesta
Leça vs AD Grijó

AF Porto Divisão Honra 2011/12 Jornada 12
Custóias FC vs Pedrouços

AF Porto 1ª Divisão Série 1 2011/12 Jornada 12
Perafita vs S. Martinho
Lavrense vs Labruge
AF Porto 1ª Divisão Série 2 2011/12 Jornada 12
Senhora da Hora vs Sobrado
Cerco do Porto vs Leça do Balio

AF Porto 2ª Divisão Série 1 2011/12 Jornada 11
FC Cristelo vs Os Lusitanos
Gondim-Maia vs Aldeia Nova

À excepção da equipa do Padroense, que estará nos Açores para defrontar o Madalena às 16:00, todos os jogos se realizam às 15:00 nos estádios dos clubes visitados

LUÍS SILVA - NA SELECÇÃO NACIONAL SUB 20


O futebolista do Leixões Sport Club Luís Silva foi convocado para um estágio de observação da selecção nacional de sub20, a realizar na próxima semana em Rio Maior.
Esta convocatória vem premiar a excelente temporada que o médio Leixonense, de 19 anos, está a realizar na primeira época como sénior. Recorde-se que Luís Silva é um verdadeiro bebé do Mar, pois, desde as escolinhas, nunca defendeu outro emblema que não o do nosso Clube.
Luís Silva tem de se apresentar no Centro de Estágio de Rio Maior na próxima segunda-feira para efectuar três dias de treino às ordens do seleccionador nacional, Ilídio Vale. O técnico nacional tem marcado presença ao Estádio do Mar (assistiu, por exemplo, ao jogo da Taça de Portugal, como Santa Maria) para observar as actuações do jovem esquerdino, que recebeu com agrado a primeira convocatória da carreira para uma selecção nacional

LUÍS SILVA
"Estou felicíssimo com esta convocatória, que é um grande estímulo para continuar a trabalhar e não desiludir quem está a apostar em mim. Esta é a semana mais marcante da minha curta carreira, pois marquei o meu primeiro golo como sénior e fui chamado para representar a selecção nacional. Depois de ter concretizado o sonho de jogar pelos seniores do meu clube de sempre, o Leixões, agora cumpro outro que é poder trabalhar com a camisola de Portugal", confessou Luís Silva ao site oficial do clube.

BLOG LEIXÕES

terça-feira, 22 de novembro de 2011

ELEIÇÃO PARA O MELHOR 2011. JÁ PODE VOTAR NO SEU PREFERIDO (agora com sistema mais fiável)


Como é de conhecimento geral, e na qualidade de administrador do blog- mitchfoot futebol de Matosinhos, fui forçado a anular as votações para a eleição do MELHOR 2011, em abono da verdade e transparência, pois as mesmas estavam feridas de legalidade.
Em virtude de muitos pedidos, através de várias formas de contacto, email, msg, e telefonemas etc.., sinto-me na obrigação de atender aqueles que se pactuam com a verdade e que gostam deste género de entretenimento.
Principalmente por todos aqueles que se empenharam nas nomeações, e os nomeados que não tiveram, nada a haver com o sucedido .

COLABORADORES E AMIGOS DO BLOG
Filipe Dias, Jorge Cordeiro, Pedro Silva, Feliciano Lima, Manuel Oliveira, Carlos Coelho, Jovanovic Milic, Eduardo Silva, Jorge Monteiro (Nelito).

Assim vou dar inicio às votações, julgando que desta vez o sistema é mais fiável. As mesmas terminam dia 20 de Dezembro e tem início no preciso momento.
VOTE NO SEU PREFERIDO, VOTE COM FAIR-PLAY

SORTEIO DITOU - LEIXÕES vs ACADEMICA - ESTÁDIO DO MAR


O Leixões conheceu hoje ao início da tarde o adversário da Taça de Portugal. O sorteio para os oitavos de final da prova maior do futebol português - que culmina com a festa no Jamor - ditou um Leixões X Académica que se realizará,conforme estipulado pela FPF no próximo dia 4 de Dezembro.
Para chegar aos oitavos de final, o conjunto orientado por Litos teve que ultrapassar o Arouca, os alentejanos do Aljustrelense e o Santa Maria de Barcelos.
Recorde-se que na última eliminatória a Académica afastou o FC Porto.
Se o Leixões passar aos quartos de final irá voltar a jogar em casa desta feita com o vencedor do jogo Aves X Ribeira Brava

BLOG LEIXÕES

LUIS SILVA - GOLO EM MEMÓRIA DO PAI

Primeiro golo em memória do pai

Luís Silva cumpriu no passado domingo um sonho de criança: marcar pela equipa profissional do Leixões. Um momento já de si inesquecível, mas cujo significado aumenta significativamente se se atender ao destinatário: o pai, falecido no mês de Outubro. "É uma pessoa muito especial. Tudo o que sou hoje, a ele o devo", afirmou o médio. "A oportunidade apareceu, senti que a bola ia sobrar para mim e, felizmente, ela bateu num adversário", assim descreve o lance, que nasceu após um canto.

O golo, que derrotou o Santa Maria e carimbou a passagem do Leixões aos oitavos-de-final da Taça de Portugal, não foi, por si só, o momento mais feliz da sua ainda curta carreira. "Foi o cumprir de um objectivo pessoal, mas não quer dizer que seja o mais especial. O melhor momento foi mesmo a estreia", responde. E não é de estranhar. Luís Silva não conheceu outro clube que não o de Matosinhos, do qual sempre foi adepto. Foi subindo de escalão em escalão com o objectivo de um dia alinhar nos seniores, meta que atingiu com naturalidade logo no primeiro ano enquanto profissional. "O objectivo para esta época era conquistar o meu espaço. Confesso que não estava à espera de jogar tanto até este momento", admite o habitual titular do meio-campo leixonense.

Adversário acessível

Luís Silva acompanhou, como adepto, a presença do Leixões na final da Taça de 2001/02, quando o clube estava na II Divisão B. Um episódio que recorda e que sonha reeditar, agora como jogador. "Uma equipa grande na próxima eliminatória era melhor, por um lado, mas mais complicado. Prefiro uma equipa mais pequena e chegar mais longe", diz.

O JOGO

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Pirataria no blog mitchfoot - BURLA NO SISTEMA DE VOTAÇÕES PARA A ELEIÇÃO DO MELHOR 2011



É com profunda desilusão que vos relato o sucedido.
Para meu espanto, verifiquei que na noite de 19 para 20 Novembro, alguns votos foram retirados das aplicações de sondagem postadas no blog, com particular prejuízo do Armando Padroense FC. 129 votos foram retirados, mas também foram prejudicados, Os jogadores, Gandarela Custóias FC 23 votos, Nuno Ribeiro Custóias 19 votos, Joel Custóias FC 18 votos e Seabra Padroense FC 15 votos Marco Padroense FC 9 votos.

No mínimo é muito estranho, quanto curioso, se não reparem: Padroense FC e Custóias FC foram os visados, Armando é líder nas votações, Custóias é o clube que acompanho mais de perto, como toda gente sabe, por razões óvbias. ESTRANHO/CURIOSO mesmo!

Já conversei por email com os prejudicados, manifestando-lhes o meu desagrado e a minha preocupação. Tentando reparar o erro que detectamos nas votações. Erro que declino qualquer responsabilidade, mas no entanto recorri onde me era possível

Aqui fica na integra a msg que enviei para Blogger Service para expor o problema com a seguinte questão:
Endereço do blog afectado: http://mtsfootbal.blogspot.com
__________________________________________________________________________
Descrição do Problema:
Apliquei várias sondagens no blog, votação para o melhor jogador de futebol de Matosinhos, com inicio dia 15 de Novembro e fim a 20 de Dezembro.
A votação estava a correr em conformidade e de repente na noite de 19 de Novembro para dia 20 de Novembro, reparei que vários votos foram retirados. É possivel acontecer, porquê? Pode alguém retirar votos? Estou a ficar com um embaraço e não sei como por tudo no normal...obrigado!
_____________________________________________________________________________
A resposta que obtive, foi de que:
_________________________________________________________________________
Ricardo Saraceni postou uma resposta para a pergunta "apliquei no meu blog, sondagens, estava em conformidade e de repente foram retirados votos , como é possível?":
Isso não é normal, possivelmente alguém estava tentando burlar o sistema e ele corrigiu, sem os votos dessa pessoa.
____________________________________________________________________________

Um prémio meramente simbólico, à semelhança da época passada, deu no que deu
Não há condições para continuar com as votações, está em causa a credibilidade das mesmas.
Está em causa a credibilidade do blog, que se destina única e exclusivamente a relatar os acontecimentos dos clubes de futebol de Matosinhos.
Faço este trabalho gratuitamente, perco muitas horas em frente ao computador, pesquisando informação para posteriormente postar no blog. Felizmente o feedback tem sido o melhor por parte de quem visita assiduamente o blog. E não é por causa de alguns inermes que vou parar de fazer com que a informação dos acontecimentos desportivos cheguem ao seu destinatário, os matosinhenses.

Falta de fair-play, falta de respeito pelo trabalho árduo desenvolvido, por mim e pelos meus amigos e colaboradores. Deixo uma palavra de grande apreço e consideração a todos eles, aos visados peço humildemente desculpa, aos causadores desta situação, pergunto – VALE APENA CONTINUAR, VALE A PENA A MINHA DEDICÇÃO AO FUTEBOL DE MATOSINHOS?
Apesar de não ter responsabilidade no sucedido e de não poder rectificar o erro “ burla no sistema”, o que muito me entristece venho publicamente pedir humildemente desculpa aos visados.
PADROENSE FC, CUSTÓIAS FC, ARMANDO, MARCO, SEABRA, NUNO RIBEIRO, JOEL E GANDARELA
E A TODOS OS NOMEADOS E COLABORADORES E AMIGOS DO BLOG que de alguma forma foram desrespeitados.

Mário Branco Barbosa “mitch”

BEBÉ LUIS SILVA CARIMBA PASSAPORTE


TAÇA DE PORTUGAL
Estádio do Mar – Matosinhos
Árbitro: Rui Silva
Ao intervalo. 1-0. Marcador Luís Silva (44)

LEIXÕES: Degré, Tiago Costa, Zé Pedro (Nuno Silva) Joel, Florent, Paulo Tavares, Capela (André Carvalho), Luís Silva, Wesllem, Diogo Mourão (Moisés) e Pedro Santos. Treinador Litos

STª MARIA: Fábio, David, Tiago Costa, Zé Pedro e Tico, Tiago Gomes (Cristophe), Celso (Paulinho), Lamosa, Rui Filipe, Telmo, Joel (Diogo). Treinador Nuno Santos.

O SONHO MANTEM-SE NO HORIZONTE


O Leixões está nos oitavos de final da Taça de Portugal. A equipa de Litos bateu esta tarde o Santa Maria Futebol Clube na 4.ª eliminatória da Taça de Portugal com um golo do recém promovido Luís Silva.
A cumprir a primeira época de sénior, Luís Silva carimbou o passaporte para a 5ª eliminatória.

Mas Pedro Santos logo no primeiro minuto de jogo já havia dado o aviso com a bola a sair um pouco ao lado da baliza defendida por Fábio. Aos 6 minutos, Luís Silva e Wesllem também tentaram as suas sortes mas Fábio estava em tarde sim no Estádio do Mar. O guardião de 20 anos esteve à altura quando foi chamado a intervir. Na sequência de um canto apontado por Capela, Joel também encontrou Fábio pela frente. Pedro Santos tentava e aos 18’ fez com que Fábio brilhasse uma vez mais na equipa de Barcelos. Na sequência de uma falta de Zé Pedro sobre Joel, o Santa Maria podia ter chegado ao golo ao minuto 23 com Lamosa a ter a sua oportunidade de violar as redes defendidas esta tarde por Degré. Depois de 10 minutos com a bola dividida a meio campo, e na sequência de um canto apontado por Capela, a bola cai em Luís Silva que, de cabeça, aponta o primeiro do encontro e para o Leixões. Um golo dedicado ao pai falecido recentemente.

O intervalo chegou e Zé Pedro já não regressou ao relvado do Estádio do Mar. Litos fez entrar Nuno Silva por forma a refrescar a zona defensiva. Na segunda metade, o conjunto orientado por Nuno Sousa teve a oportunidade de reduzir a desvantagem, mas Degré defendeu com os punhos passando o perigo na área do Leixões. Capela, que saiu de maca depois de um choque, também lutava e tentava ter o seu momento mas Fábio brilhou sempre que foi chamado a intervir em jogo. A partir do minuto 75’ o Santa Maria ficou a jogar com 10 depois da expulsão de Tico. O 17 do clube de Barcelos já havia visto um amarelo no decorrer da 1.ª parte. Já na recta final do jogo, aos 86’, Pedro Santos quase que marcava o segundo depois de um cruzamento traiçoeiro a sair a poucos centímetros da baliza do topo norte do Estádio do Mar. No final dos 90 o Leixões podia respirar de alívio com a vitória pela margem mínima diante do clube da III Divisão Nacional.

JOÃO FONSECA " DEVER CUMPRIDO, ESPERAMOS O PRÓXIMO ADVERSÁRIO "

Tal como na antevisão, coube a João Fonseca, treinador de guarda-redes do Leixões, fazer as declarações no final do encontro. O técnico começou que “o que gostei foi da vitória. Todos temos a consciência de que o jogo não foi assim tão bom em parte também pelo adversário que também não deixou dificultando ao máximo a nossa vitória. Quando assim é as coisas tornam-se complicadas embora tivéssemos tido a oportunidade de fazer mais que um golo. Encontramos um obstáculo que foi o guarda-redes do Santa Maria com 4 intervenções espectaculares que evitou o dilatar do resultado”.
O técnico considera que o “dever foi cumprido e esperamos o próximo adversário”. “Um qualquer” serve para João Fonseca.


BLOG LEIXÕES

LAVRENSE - CONQUISTA PONTO PRECIOSO


AF Porto 1ªD Série 1
Complexo Desportivo Leões Da Citânia - Sanfins de Ferreira - Paços de Ferreira
Leões de Citânia 2 UD Lavrense 2
Marcadores, Hugo Almeida e Marcos

Mais um dos vários campos, pelados, encontrado nos campeonatos da AF Porto, este com uma novidade em termos de mal receber, pois quem quisesse ir para a bancada teria que desembolsar mais um euro.

Acerca do jogo, a equipa Lavrense, teve uma primeira parte que não correu muito bem, pois, embora não pretendendo particularizar, sofreram dois golos devido a alguma passividade e inoperância do sector mais recuado.
Na segunda parte com a devida correcção efectuada no sector defensivo, a equipa Lavrense foi à procura de minimizar o prejuízo, e mais consistente no ataque, com jogadas bem gizadas, o perigo era constante na área da equipa da casa, fruto disso mesmo, Tiago, entrou na área com um adversário pela frente, rodopiou, foi à linha de fundo e como mandam as regras centrou para o cabeceamento com êxito de Hugo Almeida. Pouco depois foi a vez de Marcos, que tinha entrado pouco antes, restabelecer a igualdade e fixar o resultado final.
Daí até final a equipa de Lavra, mais afoita no ataque, bem tentou chegar á vitória e quase o conseguia, por mais que uma vez, mas o resultado não se alteraria. Antes do apito final do jogo, por lesão, Tiago, teve de abandonar o pelado, ficando a equipa de Lavra em inferioridade numérica.

Notas finais: É justo realçar a forte união do grupo e abnegação para não deixar fugir um ponto tão difícil de conquistar. Justo também realçar a enorme defesa efectuada por Miguel Mota nos minutos finais, defesa que garantiu um precioso ponto.

No próximo Domingo (27/11) às 15 horas, no Complexo Desportivo de Lavra, jogo com o Labruge a contar para a 12ªjornada.

UDL

PERAFITA SOMA MAIS UM PONTO FORA DE PORTAS


I DIVISÃO SERIE 1 AF PORTO
Campo da Serôa – Paços de Ferreira
Árbitro – Bruno Linhares
Leões de Serôa 1 Perafita 1
Ao intervalo, 0-0. Marcadores Paulinho (62 gp) e Joel (67)



LEÕES DE SERÔA: Jorge Campos, Vitor Gato (Toni) Leão, Guerra e Barriga; Joel, Macedo e João Paulo; Mauro, Pinto e Emanuel (Rafa/Valter). Treinador José Manuel.

PERAFITA: Artur, Marco, Tiago Silva, Trajano e Alex; Joel, Soberano (Ivo) e Tinaia, Nandinho (Lutchindo), Paulinho, Cheta. Treinador António Gaiteiro.



O jogo realizado ontem no complexo desportivo do Leões de Seroa, diga-se um excelente complexo desportivo, com amplas áreas desportivas e administrativas, faltando somente o sintético no rectângulo de jogo, com as medidas máximas, opunha os locais, a equipa com mais empates a par do Maia Lidador e do Caíde Rei, e o líder isolado FC Perafita, na sua segunda saída consecutiva.
O encontro iniciou-se com muita luta, repito, luta, no meio campo com muito futebol para o ar e pouco esclarecimento, os locais com as marcações muito directas e sem dar o mínimo espaço aos executantes do FC Perafita, por sua vez os visitantes não conseguiam colocar no pelado o seu bom futebol e entraram no jogo do adversário. Nesta fase o futebol empregue pelas duas equipas não era o mais bonito, mas por parte do FC Perafita era o possível. O encontro decorria numa toada de meio campo, onde os locais praticavam um futebol mais musculado e os visitantes tentavam incutir o seu futebol mais apoiado. Com este tipo de futebol adivinhavam-se poucas oportunidades de golo, o que viria a acontecer, ambas para a equipa do FC Perafita, primeiro num lançamento para as costas da defensiva local onde surgiu Nandinho a rematar para uma defesa apertada do guarda redes local e mais tarde em outra jogada onde ficou vincada a qualidade técnica dos visitantes, Tinaia remata de ângulo difícil para mais uma defesa do guarda redes da casa. De salientar que a equipa local usou, como já foi dito um futebol mais musculado, onde aconteceram algumas faltas viris e até numa ocasião a roçar a violência, tudo com o objectivo de não deixar jogar as peças mais influentes dos visitantes.

LOCAIS ABUSAM DO JOGO FALTOSO A ROÇAR A VIOLÊNCIA

A segunda parte começou da mesma forma como a primeira, com os locais a entrarem com tudo e num lance precedido de falta, pois o avançado dos Leões de Seroa dominou a bola com o braço e rematou para a baliza do FC Perafita, mas o lance foi prontamente anulado pelo Juiz da partida. O FC Perafita entrou um pouco melhor nesta segunda parte, e logo após aquele lance anulado na sua área, começou a imprimir um ritmo mais alto, a forma como disputavam os lances era agora muito mais decidida e o seu futebol começou a aparecer, o jogo pendia mais para os visitantes que jogavam mais no meio campo defensivo dos locais. Há passagem do minuto 60, numa jogada a toda a largura do terreno, iniciada na esquerda, foi após um lançamento para a direita que Paulinho vendo Tinaia no interior da área, faz um cruzamento para este que quando se preparava para cabecear, foi empurrado pelas costas por um defensor da casa, de imediato e sem duvidas o juiz da partida apontou a marca de grande penalidade, chamado a converter Paulinho não deu a mínima hipótese aos guarda redes da casa, estava assim inaugurado o marcador. O FC Perafita, conseguiu o mais importante, marcar primeiro e para mais fora de portas, tentou controlar a partida longe da sua área, mas a forma de jogar dos locais, agora mais directa começou de imediato a criar algumas dificuldades as hostes perafitenses, num desses lances surge uma falta na intermediaria, descaída para a esquerda como defendia o FC Perafita, a bola é cruzada para o interior da área do FC Perafita onde surge com alguma liberdade um jogador dos locais a cabecear para o fundo das redes dos visitantes, estava assim reposta a igualdade, este cabeceamento e o lance prontamente anulado, no inicio da segunda parte, foram os únicos lances, não de registo, mas sim efectivos de toda uma partida de futebol por parte da equipa da casaJá no cair do pano e com mais uma jogada de belo efeito Paulinho é servido na perfeição, cabeceia ao ângulo superior direito, mas como se encontrava muito perto do poste o guarda redes locais desvia para canto num lance muito vistoso Pelo facto evidenciado e em resumo, o líder FC Perafita, não conseguiu segurar os três pontos, num recinto, onde os locais ainda não perderam, denotando por isso um recinto difícil para quem o visita, mas, como se viu, com mais concentração em momentos capitais, poderia e deveria ter conseguido trazer os três pontos em disputa. Uma palavra para a equipa de arbitragem, que deixou os locais abusarem no jogo faltoso, por vezes a roçar a violência, numa actuação onde os critérios nunca foram iguais, prejudicando sempre os visitantes.

domingo, 20 de novembro de 2011

SCS HORA - DERROTA INJUSTA


"Injustiça"

U D Valonguense 1-0 S.C. Senhora da Hora

Grande jogo que deu moral á equipa do Senhora da Hora, mas não pontos.
A equipa de Matosinhos apresentou-se com:
Dourado, Diogo (45 Dani), Carneiro, Leandro, Ramalho, Vilas (45 Kaka), Borges (60 Sérgio), Ricardo, Serrão, Ferrer e Alvaro.
Incido de jogo com o Senhora da Hora a demonstar que quer dar a volta aos últimos resultados, com muita atitude ofensiva encostando o Valonguense para linhas mais recuadas.Com o decorrer de jogo o Valonguense a jogar em contra-ataque consegue ir até á linha de fundo, tira cruzamento e á falta de marcação consegue fazer golo. O Senhora da Hora reage ao golo criando muitas dificuldades ao Valonguense, mas não consegue finalizar, jogadas muito bem elaborados, numa "horta". O jogo praticado pelo Senhora da Hora, merecia pelo menos a divisão de pontos, era o resultado mais justo, mas como se sabe no futebol não existe "justiça".Esta equipa, tendo a atitude que teve hoje, vai dar muitas alegrias a muita gente.

Pedro Silva

COM SINAIS POSITIVOS CUSTÓIAS RESISTE 76 MINUTOS

DIVISÃO DE HONRA DA AF PORTO
Estádio do Padroense FC

Salgueiros 3 Custóias 1
Marcadores, Bezu (16) Noura (43) Pinheiro (76 e 87)

SALGUEIROS: Ivo, Joel, Vitor Fróis, Monteiro e Cambey; Zé Augusto, Pinheiro (Alcino)e Pedrinho, Bezu (Orriça), Agi e Quim Simões (Luís). Treinador José Manuel Teixeira

CUSTÓIAS: Meneses, Pessoa, Noura, Nuno Ribeiro e Magalhães; Eduardo, Mário Rui (David)e Dias; Gandarela, Nuno Santos (Paulo Lopes) e Danny (Silveira). Treinador Paulo silva

Quem se deslocou ao Padrão da Légua para assistir a esta partida, por certo não deu como perdido o tempo que por lá passou, pois assistiu a partida bem disputada e com um vencedor incerto até ao minuto 76`.
A equipa do Custóias, que vinha de um ciclo de derrotas (5 consecutivas) nas últimas jornadas, teve uma prestação excelente. Encarando o adversário sem receio algum, olhos nos olhos, chegou mesmo a fazer acreditar que poderia vencer o encontro.


ERRO DE ARBITRAGEM NO GOLO DO SALGUEIROS


O jogo começa com toada morna, sem grandes desequilíbrios ofensivos. A equipa do Salgueiros, candidata à subida, aos 9´minutos cria uma excelente situação de golo, quando Joel atira ao poste, numa jogada de insistência, e no que concerne a oportunidades de golo para os da casa (emprestada) nos primeiros 45`minutos, fica-se por aqui. Ao minuto 16` o caso do jogo, Meneses não é lesto a efectuar a defesa e quando tem a bola nas mãos, rente ao solo, é pontapeado nas mãos e larga o esférico, ficando Bezu com a baliza escancarada para fazer o golo, sem que o árbitro que ainda olhou para o fiscal de linha, marcasse a respectiva falta atacante. A partir deste momento, assistiu-se a uma excelente reacção da equipa custóiense, unida em esforços, denotando bom entendimento entre os sectores, aos poucos foi tomando conta das operações e teve boas oportunidades para chegar à igualdade, instalando-se definitivamente no meio campo do Salgueiros. Aos 29 minutos, Danny, na pequena área quase empata, aos 39`Mário Rui cede o seu lugar ao estreante David (bons apontamentos), aos 41`minutos, Gandarela quase marca de canto direto e aos 43` o mesmo jogador, depois de passar por dois defensores do Salgueiros, assiste para o golo da igualdade com um cruzamento com conta, peso e medida para a cabeça de Noura (excelente exibição), que desviou para o fundo da baliza à guarda de Ivo. A seguir o intervalo com uma igualdade lisonjeira para a equipa da casa.


ALCINO (Salgueiros)DETERMINANTE - NOURA (Custóias)IMPECÁVEL


Para o segundo tempo, a equipa do Salgueiros regressa com Alcino no lugar de Pedrinho que ficou nas cabines e logo aos 53`cria uma boa chance de se adiantar no marcador, mas Pessoa em cima da linha afasta o esférico, evitando um golo evidente. No entretanto o Salgueiros faz nova substituição, Orriça para o lugar de Bezu, o jogo entra numa fase de claro equilibriu, com a bola a rondar as duas áreas, no Custóias, sai Danny e entra Silveira, minutos depois outra alteração custóiense, sai Nuno Santos e para o seu lugar entra Paulo Lopes. A equipa do Salgueiros, diga-se em abono da verdade, que esteve melhor no segundo tempo, facto que não é alheio a entrada de Alcino, pois imprimiu mais velocidade ao jogo da sua equipa. Mas todas as investidas atacantes da equipa de Vidal Pinheiro, esbarravam na boa organização defensiva da equipa do Custóias, com destaque para o jovem central, Noura, simplesmente impecável e o médio Dias que trabalhou imenso em prol do conjunto forasteiro. Ao minuto 76`e quando já poucos vaticinavam o vencedor do encontro, eis que o Salgueiros, bafejado pela sorte, chega ao golo, num lance em que Eduardo, muito passivo permite que a bola chegue Pinheiro e o experiente jogador a atirar cruzado ao poste mais distante da baliza de Menezes. A equipa do Custóias ainda ameaçou chegar à igualdade, quando Nuno Ribeiro de cabeça atira muito perto do alvo. Ao minuto 42 o golo que sentenciou o desfecho no marcador, lance de contra ataque, que apanha a equipa do Custóias descompensada, e a segunda Pinheiro marca, depois de uma excelente intervenção de Meneses. Final do jogo 3-1 favorável aos candidatos, justo mas a diferença mínima assentava bem ao que se passou nos 90` minutos. Não há derrotas que dêem pontos, mas há derrotas morais, e esta serviu de alento à equipa custóiense, pois em 76`minutos jamais foi inferior ao seu adversário, que tem outros objectivos.

RESULTADOS

Resultados das equipas de Matosinhos

LEIXÕES 1 STA MARIA 0

SALGUEIROS 3 CUSTÓIAS 1

LEÕES DE SEROA 1 PARAFITA 1

LEÕES DE CITANIA 2 LAVRENSE 2

VALONGUENSE 1 S C Sª DA HORA 0

DL BALIO O VLA FC 1

LUSITANOS 3 SALVADORENSE 0

ALDEIA NOVA 1 SOBROSA 1

RENATO (Padroense) DÁ NOVO RUMO Á SUA CARREIRA

Renato que jogou na equipa do Sousense, equipa que milita na 3.ª Divisão Nacional, onde realizou o seu primeiro ano de sénior, com 19 anos de idade. Atleta que fez a sua formação no Leixões S.C., onde foi capitão dos escalões por onde passou, tendo também alinhado na formação do S.C. Salgueiros. Foi contratado em Janeiro último pela equipa do Padroense.

Defesa central de formação, adaptado a lateral direito, que também desempenha a posição seis com bastante regularidade.
Renato, como esperava, não foi opção para o técnico Augusto Mata, desde a época passada, que raras foram as vezes que o jogador apareceu na equipa do Padroense, e por isso mesmo Renato decidiu dar novo rumo à sua carreira. Com 20 anos e o seu segundo ano como sénior, o atleta achou por bem sair, com o propósito de jogar com mais regularidade.

Para já o atleta, está sem clube, e para não descurar a sua preparação, o Custóias FC, tem sido sua “oficina” desde quita-feira dia 17 de Novenbro.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC