RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

NO DUELO DECISIVO VALEU EFICÁCIA MAIATA


Divisão D´Elite Serie 1 – 25ª Jornada
Estádio Municipal Da Maia
Árbitro Gustavo Correia
MAIA LIDADOR 3 LEÇA FC 0
Ao intervalo, 1-0, golos Pedras (24 e 85) Romário (50)

MAIA LIDADOR: Rui Costa, Vasco Nogueira, Ricardo (Marmelo 86), Dinando, Mateus (João Almeida) Romário (Sérgio 86), Pedras (Diogo Preto 86), Lico, Pedro Rocha, Hugo Teixeira e Jorge Dias. Treinador Pedro Ferreira

LEÇA FC: Diogo, Joel (Jota 56), Noura, André Rocha (Borges 69), Paulo Lopes, Bruno Freitas, Marcos, Jair, Pedras, Pedro Areias, David (Álvaro 56). Treinador Domingos Barros.

Num jogo decisivo para ambas as equipas, o foco era a passagem à fase seguinte (subida) os Maiatos levaram a melhor, comandados por Pedras ex atacante leixonense, que abriu e fechou a contagem.
Num jogo muito calculista e equilibrado, foi Pedras que encontrou o caminho do golo, não perdoando uma falha da defensiva leceira.
A equipa do Leça, que só a vitória lhe interessava para poder aspirar à fase de subida, arriscou tudo no ataque, desperdiçando algumas boas chances para golo, e como quem não marca sofre, Romário dá duro golpe nas pretensões leceiras acabando praticamente com o jogo. Pedras a cinco minutos do fim sentencia o resultado, que diga-se muito pesado para o futebol produzido pelos leceiros.

Próxima jornada e última da primeira fase, os Leceiros recebem no seu reduto a equipa do Serzedo 

Foto FC Maia Lidador

domingo, 26 de fevereiro de 2017

GDAN DE VOLTA OS TRIUNFOS


GD Aldeia Nova volta às vitórias 
 Jornada nº 19, do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. Complexo desportivo do Aldeia Nova. 
Após 4 jornadas consecutivas sem conhecer o sabor da vitória e recebendo um candidato á subida era previsível que o jogo de hoje seria de extrema dificuldade para ambas as equipas. Com um começo equilibrado, sem grandes oportunidades de golo, em que o jogo era praticamente jogado a meio campo, seria o começo de um jogo monótono se Zé Paulo aos 25 minutos não desse um alerta de despertar ao inaugurar o marcador para o GDAN. Golo que serviu de tónica para as duas equipas e para o jogo em si, tornou-se mais agressivo, mais dinâmico e o perigo começou a rondar as duas balizar, praticamente em cima do intervalo o Sp Cruz empata a partida e deixa tudo em aberto para a 2ª parte. 

2ª parte começa com Zé Paula a bisar e a colocar novamente o GDAN na frente do marcador, logicamente a reação do Sp Cruz não se fez esperar e deu mostras da sua insatisfação quanto ao resultado subindo no terreno e tentando ocupar o meio campo do adversário, contudo seria mera tentativa, porque encontrou um Aldeia Nova que inteligentemente soube contrariar qualquer tentativa de reação, dominando e que por sua vez empurrou o Sp cruz para o seu meio campo, deixando a única alternativa ao seu adversário o contra ataque que também deu mostras de não funcionamento devido á atenção e bom desempenho por parte da defensiva do Aldeia Nova. Pelo futebol praticado, pela união e pelo querer o GDAN sai do seu terreno com um resultado justo e merecedor.

Resultado final GDAN 2 – Sp Cruz 1. 
Treinador GDAN: João Rosas 
GDAN; Guilherme – Berna – J. Paulo – Sérgio – Gonçalo – Alessandro – J. Rosas - D: Rosas – Ema - Zé Paulo – Simeão
Supl; Vítor – Alex – Xincas – Chico – Simão – Ian – Dani

Manuel Sá 

LEIXÕES PERDE EM CASA E COMPLICAM-SE AS CONTAS

Estádio do Mar, em Matosinhos.
29ª JORNADA DA Ledman Liga Pro
Árbitro: João Bento (AF Santarém).
Cartão vermelho direto para Buta (39)
Leixões 1 Benfica B 2.
Ao intervalo: 0-0.Marcadores: Heri, (48) minutos. Diogo Gonçalves (60) Miguel Ângelo (72) 

LEIXÕES Assis, André Teixeira, Silvério, Wellington (Tino, 71), João Lucas, Salvador, Bruno China (Miguel Ângelo, 61), Bruno Lamas, Ludovic (Fatai, 61), Fati e Porcellis. Treinador: António Carvalho por impedimento de Daniel Kenedy 

 BENFICA B: André Ferreira, Rodrigo Escoval (Pedro Amaral, 46), Rúben Dias, Ferro, Yuri Ribeiro, Pêpê, Florentino Luís, Buta, Heri, Diogo Gonçalves (Jota, 71) e Zé Gomes (Gedson, 57). Treinador: Hélder Cristóvão. 

 A primeira parte foi marcada pelo domínio dos locais, que dispuseram de oportunidades suficientes para construir um resultado volumoso ante um Benfica B que não soube ter bola, que jogou quase sempre longe de baliza e que viu Buta ser expulso. 
O ascendente da equipa da casa quase deu frutos aos 28 minutos, mas o árbitro anulou um golo “limpinho” a Porcellis (28), na sequência de um canto batido por Bruno Lamas, por fora de jogo de Bruno China, sem que este tocasse na bola antes desta entrar na baliza de André Ferreira 
Dominando no seu meio-campo defensivo, o Leixões foi crescendo no jogo e explorando a inexperiência do 'onze' dos visitantes, com o árbitro a entrar na senda de erros quando expulsou Buta (39), num lance em que atingiu com alguma violência Porcellis. 
A primeira parte não terminou sem nova polémica, quando Porcellis (42) reclamou falta cometida por 
Yuri Ribeiro na grande área. Heri, que protagonizara aos 33 minutos o único lance de golo das 'águias' na primeira arte, abriu o marcador para o Benfica B aos 48 minutos em lance de contra-ataque, lançado por Diogo Gonçalves. O contra-ataque do Benfica B foi letal e, numa inversão de papéis, Heri lançou Diogo Gonçalves para o 0-2, sobre a hora de jogo. A resposta do Leixões surgiu através de Miguel Ângelo (72), após canto, com o Benfica B a reclamar falta sobre o guarda-redes que não existe.

HATTRICK DE PEDRO OLIVEIRA E LOGO NA ESTREIA


25ª Jornada da Divisão d´Elite
Estádio do Padroense Futebol Clube
Árbitro Ricardo Carriço
PADROENSE 4 LAVRENSE 0
Ao intervalo, 2-0 Golos Pedro Oliveira (39, 40, 75) Lutchindo (50)

PADROENSE: Matos, João Pinto (Mateus 76), Fábio, Meneses e Taipa (Renato 66); Ivan, Medeiros e Lutchindo (Ricardo 66), Mesquita, Pedro Oliveira e Cacheira (Alex 76). Treinador João Costa

LAVRENSE: Tiago Oliveira, João Magalhães, Ferreira, Ramos e Abílio (Sousa 46); Wendel, Zé Campos e Couto (JP 76); Tiago Carvalho, Cheta (Kaká 46) e Carlitos (Ruizinho 46) . Treinador António Gaiteiro.

Com uma vitória justa e sem contestação a equipa orientada pelo prof. João Costa, cilindrou a equipa lavrense com uma goleada expressa pelo recente reforço Pedro Oliveira que fez um hattrick
Os homens da casa cientes que tinham que amealhar pontos para encararem a segunda fase de uma forma mais confortável, partiram para uma exibição categórica e cilindraram  a turma de Lavra  sem apelo nem agravo, tendo como protagonista o novo reforço pradoensista. Pedro Oliveira
A equipa de Lavra pareceu-nos claramente que não foi a jogo, em campo tiveram apenas as camisolas do clube de Lavra, tal foi a apatia e falta de discernimento, contrapondo claramente com que tem vindo a produzir desde a entrada de Gaiteiro ao leme.
O jogo resume-se aos golos, ficando-se a dever  maior expressão no resultado, muito por culpa do jovem guarda redes Tiago Oliveira  que se revelou muito à frente dos companheiros. 

Próxima jornada a equipa do Padrão vai viajar até Pedrouços e a equipa de Lavra recebe o Maia lidador fechando assim a primeira fase da competição .

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

PEDRO OLIVEIRA É REFORÇO DO FC PADROENSE


Pedro Oliveira, avançado, 35 anos, é o mais recente reforço da equipa do Padroense,
Jogador experiente que atuava na equipa do Gondomar B, Pedro Oliveira tem um percurso profissional de qualidade, com passagens pelo F.C. Porto, Leixões, Académica, Setúbal, Cluj da Roménia, Modena de Itália entre outros.

Aos 35 anos o avançado que tem ligação familiar (cunhado) de Ricardo Costa defesa central internacional, agora na Suiça, vem acrescentar mais experiencia e quiçá mais eficácia à turma a gora orientada pelo porfessor João Costa 

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

RESULTADOS E PROXIMA JORNADA

Resultados.

28 ª Jornada da Ledman liga pro
VIZELA 1 LEIXÕES 1
Divisão d´Elite Serie 1 Jornada 24
LAVRENSE 1 GRIJÓ 4
LEÇA 1 PADROENSE 0
Divisão de Honra jornada 19
LEÇA DO BALIO 1 FC INFESTA 1
PERAFITA 3 ATAENSE 1
1ª Divisão Serie 1 jornada 18
GULPILHARES 3 OS LUSITANOS 1
BOUGADENSE 0 CUSTÓIAS 4
2ª Divisão Serie 1 jornada 18
DESPORTIVO DE PORTUGAL 4 SENHORA DA HORA 3
S. PEDRO DE FINS 2 GD ALDEIA NOVA 2

Próxima Jornada

29 ª Jornada da Ledman Liga Pro
LEIXÕES X BENFICA B
Divisão D´Elite Jornada 25
MAIA LIDADOR X LEÇA FC
PADROENSE X LAVRENSE
Divisão de Honra Jornada 25
ALFENENSE X FC PERAFITA
FC INFESTA X APARECIDA
VILA FC X D LEÇA DO BALIO
1ª Divisão Serie 1 AF Porto Jornada 19
OS LUSITANOS X PEDROSO
CUSTÓIAS X FC FOZ
2ª Divisão Serie 1 AF Porto 19
SENHORA DA HORA X INTER DE MILHEIRÓS

G D ALDEIA NOVA X SPORTING DA CRUZ

NO DÉRBI DA HONRA NINGUÉM DESATOU O NÓ


Estádio do Custóias Futebol Clube – Custóias, Matosinhos
Árbitro: Nuno Lopes
D. LEÇA DO BALIO 0 FC INFESTA 0

D L BALIO: Miguel Mota, Guedes, Tiago, Pedro Cardigos e Hélder, Brandão, Platini, Pedro Gomes (Malta 81), Carlos Diogo, Pedro Reis (Miguel Grade 46) Davi (Ricardo Alves 76). Treinador Manuel Gonçalves.

FC INFESTA: Miguel, Sousa, Lúcio, Teixeira, Estrela (Varela 75), Soares, Vitinha, Mário, Paiva, Rui Ferreira e João Rodrigues. Treinador Jorginho.

No dérbi matosinhense, da divisão de Honra, ninguém desatou o nó, o encontro terminou tal como começou, sem golos.
Leça do Balio, estreante na Divisão de Honra, e com o objectivo focado na permanência, recebeu em casa emprestada o FC Infesta com objectivos bem diferentes e que passam pela subida à Elite.
O encontro foi disputado com grande equilíbrio e as oportunidades foram repartidas, tendo o resultado final espelhado o que se passou terreno de jogo. Arbitragem bem conduzida por Nuno Lopes e sem problemas foi à altura do que se imponha para o dérbi de Matosinhos.

Próximos confrontos, Desportivo de Leça do Balio visita o Vila FC, por sua vez o FC Infesta recebe na Arroteia a equipa do Aparecida.

Foto Carla Ferreira

LEÇA VENCE DERBI E SÓ DEPENDE DE SI PARA ALCANÇAR A FASE DE SUBIDA


Divisão D´Elite Jornada 24
Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira
Árbitro Vítor Costa
LEÇA 1 PADROENSE 0
Ao intervalo, 0-0 golos Jair (80 gp)

LEÇA: Diogo, Joel (Crista 85), Noura, André Rocha, Paulo Lopes (Jota 65), Bruno Freitas, Marcos, Jair, Pedras David (Álvaro 65) e Areias (Alex 85). Treinador Domingos Barros.

PADROENSE: Matos, João Pinto, Fábio, Meneses, Paulinho (Leo 46) Taipa (André 46) Ricardo (Lutchindo 65), Mesquita, Medeiros, Cacheira, Ivan. Treinador João Costa

Com este resultado obtido no dérbi de Matosinhos, a equipa orientada por Domingos Barros, está focada em fazer história, pois a duas jornadas do final da primeira fase a equipa Leceira só depende de si para disputar a fase de subida.
Com o domínio do jogo repartido pelas duas equipas, pertenceram aos visitantes as melhores chances de golos, 24`minutos Meneses cabeceia com a bola a sair muito perto da baliza leceira, 26 minutos cruzamento da direita e Mesquita perto de alvejar a baliza de Diogo.
No segundo tempo, aos 51 minutos, Pedro Areias, avançado leceiro fica a centímetros de abrir o marcador, volvido um quarto d`hora é a vez de Cacheira isolado não conseguir bater Diogo, inclusive o reforço do Padroense, Lutchindo formado no Leça FC, atirou ao poste da baliza à guarda de Diogo aos 78 minutos, na sequência da jogada os leceiros saíram em contra ataque e alcançaram o golo da vitória através de uma grande penalidade cometida pelo guarda-redes Matos e convertida pelo médio brasileiro Jair
Estava selado o resultado final, vitória importantíssima do conjunto leceiro que só depende de si para passar à fase de subida.
Próxima jornada afigura-se decisiva para o objectivo leceiro na deslocação à Maia, do outro lado a equipa do Padroense recebe no seu reduto a equipa do Lavrense em mais um dérbi de Matosinhos

Foto Jorge Peixoto

LEIXÕES REJEITA CHANCE DE SALTAR FORA DA LINHA D`ÁGUA

Jornada 28 da Ledman Liga Pro
Estádio do Vizela
Árbitro Jorge Ferreira (Braga)
VIZELA 1 LEIXÕES 1
Ao intervalo, 1-1 Golos João Sousa (11), Ludovic (21)

VIZELA: Pedro Alberagaria, João Pedro, Manuel Oliveira, João Sousa, Elísio, Luís Ferraz, Dani (Alex Porto 68), Helinho (Tiago Martins 77), Kukula (Fortes 90+2) Felipe Augusto e Lamelas. Treinador Rui Quinta.

LEIXÕES SC: Assis, Rui Cardoso (Fatay 74), André Teixeira Welington, Lucas, Bruno China, Salvador (Lionel Enguense 62), Miguel Ângelo (Tino 69), Fati, Porcellis e Ludovic. Treinador Daniel Kenedy.
O Leixões perdeu uma excelente oportunidade de vencer o Vizela e igualar este na tabela classificativa.
O resultado verificado satisfaz mais os anfitriões que seguraram o empate em inferioridade numérica durante os segundos 45 minutos por expulsão (duplo amarelo) de Felipe Augusto
Com uma boa dinâmica de jogo, os Leixõnenses dominaram o jogo e dispuseram de um conjunto de oportunidades de golo que poderiam ter resolvido o jogo ainda no primeiro tempo, neste capitulo Pedro Albergaria exibiu-se a um grande nível tendo realizado grandes paradas tendo sido um dos responsáveis do empate verificado.
A reacção ao golo sofrido, marcado por João Sousa logo aos 11 minutos surgiu logo a seguir na sequencia de um pontapé de canto, a bola e rechaçada para fora de área e Fati dispara com êxito, mas Jorge Ferreira arbitro do encontro anula por pretenso fora de jogo a Porcellis que vem em sentido contrario sem qualquer interferência no lance, na sequencia do mesmo, o treinador do Leixões recebe ordem de expulsão.
A resposta positiva não se fez esperar, volvidos 5 minutos, ao minuto 21, apos uma triangulação, a bola sobra para Ludovic que de primeira atirou a contar repondo a igualdade. Antes do intervalo surge a expulsão de Felipe Augusto por duplo amarelo em cima do minuto 44.
A jogar em superioridade numérica a equipa do Leixões, contra todas as espectativas baixou muito de produção ofensiva, apesar da esmagadora maioria da posse de bola, a melhor oportunidade foi criada pelo Vizela com Kukula a enviar a bola à trave.
Positivo o facto de Pedro Albergaria ter sido decisivo no empate registado, causando desespero nas hostes leixonenses com várias defesa importantes.
Negativo, o facto do Leixões em superioridade numérica e depois de um primeiro tempo de grande nível, ter desiludido no nos segundos 45 minutos.

Próxima jornada Leixões vs Benfica B no estádio do Mar, com transmissão televisiva (Spot tv às 11:15 dia 26 de Fevereiro)

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

FINAL DE LOUCOS EM SANTA CRUZ DO BISPO

Parque de Jogos Domingos Soares Lopes – Sta Cruz do Bispo
Árbitro Rui Fangueiro.
OS LUSITANOS 3 PASTELEIRA 3
Ao intervalo, 1-1, Diogo (26, 90+9) Oliveira (31), Zé Bina (89) Melo (90) Berna (90+3)

OS LUSITANOS: Luís, Sérgio Teixeira, Valente, Paulo, Oliveira, Berna, Fabinho (Zé Bina 70), Diogo Duarte (Saldanha 40), Carlos Miguel, Sandro e Ricki. Treinador Jorge Teixeira.

PASTELEIRA: Costa, Paiva, Diogo Leandro (Hugo Teixeira 80), Sacy, Zé Teixeira (Melo 70), Xoura, Telmo, Reuss (Alves 10), Renato e Beré. Treinador Augusto Patronilho.

Depois de na última jornada a equipa dos Lusitanos estar muito irreconhecível, no passado domingo e depois de algumas contrariedades durante a semana por causa de algumas lesões o que levou o técnico Jorge Teixeira a ter que se fazer algumas mexidas no onze, a equipa respondeu positivamente fez uma óptima exibição perante um adversário de reconhecido valor e com outras aspirações nomeadamente a subida de divisão. 
Mesmo depois de começar muito cedo a perder a equipa virou o resultado para dois a um e mesmo quando o Pasteleira consegui empatar a equipa novamente passou para a frente fazendo o três a dois. A equipa do Pasteleira só consegui empatar aos 90+ 9, quando o árbitro só tinha dado mais cinco minutos de desconto. Em resumo grande jogo no campo do Lusitanos com uma bela exibição da equipa da casa.
Gulpilhares vs Os Lusitanos

LUTCHINDO REFORÇA O PADROENSE

Mitchfoot sabe que Lutchindo Dwayne Junior Barrai, está muito perto de ser jogador do Padroense FC
Lucthindo encontrava-se no Oliveira do Douro.
Jogador formado no Leça FC, onde chegou a prometer uma carreia auspiciosa, mas o facto é que nunca conseguiu impor-se com sénior, tendo inclusive sido emprestado ao D Leça do Balio.
Lutchindo ingressou depois no FC Perafita, aqui sim, o avançado foi feliz, fazendo parte dos anos de ouro dos perafitenses, tendo inclusive marcado o 1º golo dos perafitenses no CNS Campeonato Nacional de Seniores, agora denominado Campeonato de Portugal.
Germano Pinho (presidente do Padroense) prepara-se para inscrever o jogador já esta terça-feira, consumando assim um namoro antigo.
Por certo João Costa (Treinador que substitui Augusto Mata) esfregará as mãos de contente, pois fica com ótimas soluções atacantes a juntar ao reforço de Dezembro Mesquita, que tem justificado a contratação.


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

RESULTADOS E PROXIMA JORNADA

Resultados
VARZIM 1 LEIXÕES O
GRIJÓ 0 LEÇA FC 1
CANDAL 0 LAVRENSE 1
INFESTA 4 FOLGOSA 1
CANIDELO 3 PERAFITA 1
NOGUEIRENSE 3 LEÇA DO BALIO 1
CUSTÓIAS 2 PEROSINHO 1
OS LUSITANOS 3 PASTELEIRA 3
ALDEIA NOVA 1 GERVIDE 1
ESCOLA FUT 115 0 SENHORA HORA 3

Próxima jornada
27 ª Jornada da Ledman liga pro
Quarta-feira dia 15 de Fevereiro
LEIXÕES X AD FAFE
28 Jornada domingo dia 19 Fevereiro
Divisão d´Elite Serie 1 Jornada 24
LAVRENSE X GRIJÓ
LEÇA X PADROENSE
Divisão de Honra jornada 19
LEÇA DO BALIO X FC INFESTA
PERAFITA X ATAENSE
1ª Divisão Serie 1 jornada 18
GULPILHARES X OS LUSITANOS
BOUGADENSE X CUSTÓIAS
2ª Divisão Serie 1 jornada 18
DESPORTIVO DE PORTUGAL X SENHORA DA HORA

S. PEDRO DE FINS X GD ALDEIA NOVA

INFESTA VENCE DUELO DE CANDIDATOS

Parque de Jogos Manuel Ramos – Arroteia S. Mamede infesta
Árbitro Luís Rocha
INFESTA 4 FOLGOSA 1
Ao intervalo, 1-0, golos, Mário (15), Paiva (50 e 72), Marco 55 pb e 87).

INFESTA: Miguel, Sousa, Lucio, Teixeira, Estrela (André Fernandes 81), Soares, Vitinha, (Varela 71) Mário (Ricardo 81), Paiva, Rui Ferreira (Neto 81) e João Rodrigues. Treinador Jorginho.

FOLGOSA MAIA: Fábio, Azevedo, Marco, Zé Pedro, Joel (Tiago 76), Pedro Costa (Jorginho 76), Dinis, Bruno Carneiro (Serginho 76), Ribada (Rolando 56), Ricardo e Pedro Almeida (Coelho 76). Treinador Pedro Fontes.

O Infesta bateu o Folgosa da Maia, adversário directo na luta pelos lugares cimeiros do campeonato, por expressivos 4-1. A equipa de Jorginho, que mantém o sonho de terminar o campeonato nos quatro primeiros lugares, deu um passo muito importante ao bater o seu adversário e ficou com vantagem no confronto directo, em caso de igualdade pontual no final da temporada.
A primeira parte foi equilibrada e bem disputada entre duas boas equipas que demonstraram bem o porquê dos lugares que ocupam na tabela classificativa. A equipa da casa chegou à vantagem aos 15 minutos por Mário que na cobrança de um livre, descortinou uma brecha na barreira e atirou junto ao poste esquerdo do guarda-redes Fábio, inaugurando o marcador. Aos 28 minutos, o Infesta esteve perto de aumentar a vantagem por Estrela que em boa posição e após uma defesa incompleta do guarda-redes forasteiro, atirou por cima. O Folgosa aos 38 minutos criou perigo num centro-remate de Zé Pedro, com o guarda-redes do Infesta, Miguel, atento e a intervir com segurança.

A segunda parte praticamente iniciou com o segundo golo do Infesta, após uma boa jogada de Rui Ferreira, Paiva em zona de ponta-de-lança aumentou a vantagem para dois golos, aos 50 minutos. O ataque do Infesta criava várias jogadas de perigo, João Rodrigues de cabeça, atirou ao lado e na jogada seguinte, num contra-ataque rápido, Estrela cruzou para a área onde estava novamente João Rodrigues, mas o defesa Marco, ao aliviar, introduziu a bola na sua própria baliza, fazendo o 3-0 a favor do Infesta. A equipa forasteira espevitou com o terceiro golo do Infesta e por três vezes, criou perigo ao guarda-redes Miguel, primeiro foi Serginho que rematou à trave após um pontapé de canto e depois Ribada e novamente Serginho, colocaram à prova Miguel que teve de se aplicar para evitar que o Folgosa da Maia reduzi-se. Aos 72 minutos, o Infesta chegou ao quarto golo, Sousa pela direita fez um espectacular cruzamento ao segundo poste onde apareceu Paiva que emendou e fez o seu segundo golo no jogo. Marco, era o jogador mais inconformado dos visitantes e aos 87 minutos, numa jogada confusa na área do Infesta, redimiu-se do auto-golo e conseguiu desfeitear Miguel, marcando o tento de honra para o Folgosa da Maia.

A vitória é incontestável e mais que merecida do Infesta que ultrapassa o seu adversário na tabela, somando 31 pontos e subindo ao quarto lugar com os mesmos pontos do Nun’Alvares (3º) e Dragões Sandinenses (5º). Na próxima jornada, o Infesta defronta o Leça do Balio em Santa Cruz do Bispo.

Foto Carla Ferreira
FC Infesta

LAVRENSE VENCE FORA E CONTINUA FOCADO…

Estádio Rei Ramiro, Candal-Gaia
Árbitro Samuel Cunha
CD CANDAL 0 UD LAVRENSE 1
Ao intervalo 1-0, Golo Zé Campos (42 gp)

CANDAL: Colaço, China, Organista, Baresi (Dani 67), Pedro Sá, Hélder Duarte, Candé e Renato (Lusinho 75), Barros (Pedro Cunha 46), Bem, Garva (serafim 37). Treinador Rui Conceição.

UD LAVRENSE: Tiago Oliveira, João Magalhães, João Palheira, Ferreira, Abílio,  Ramos, Wendel, Zé Campos, Carlitos (Paulinho 64) Tiago Carvalho e Cheta (Mesquita 82). Treinador António Gaiteiro. 

A equipa orientada por António Gaiteiro, deslocou-se ao terreno do Candal (Estádio Rei Ramiro) e impôs uma derrota aos azuis que já não perdiam em casa há cinco jogos

Apesar de sintético novo, o terreno de jogo estava quase impraticável nos corredores (muito encharcado). A equipa visitante cedo chamou a si o comando do jogo, inclusive fez um golo por Ramos na sequência de um livre que o árbitro anulou de pronto, marcando falta atacante (que não nos pareceu). Em cima do minuto 41, Cheta é derrubado dentro da área de rigor (penalti) Zé Campos chamado a converter não vacilou e afez o único golo da partida. O Candal reagiu muito forte nos últimos minutos do primeiro tempo, tendo inclusive conquistado vários cantos, mas com tudo as equipas foram para intervalo com o golo solitário de zé Campos

Logo a abrir a o segundo tempo, Tiago Carvalho falha o 0-2, de uma forma que não é habitual ao avançado Lavrense. A partir daqui o jogo equilibrou, jogado a bom ritmo, prejudicado por vezes pela estado do terreno, mas o resultado trazido do primeiro tempo foi o que prevaleceu.
Nota  de destaque: A estreia absoluta de Ferreira (jogador oriundo do Inter Freguesias de Vila do conde) que fez uma exibição notável, destaque também para o jovem Ramos que no lugar do lesionado Amílcar, deu bem conta do recado.
Próxima jornada Lavrense vs Grijó

LEÇA FIRME NA PERSEGUIÇÃO AO PÓDIO

Estádio Municipal de Grijó – Gaia
Árbitro, Tiago Sá
AD GRIJÓ 0 LEÇA FC 1
Ao intervalo, 0-0, golo João Paulo Noura (88)

GRIJÓ: Tiago Pinto, Filipe (Ricardo Reis 79), Pedro, Machado, César, Jorge, Pedro Ferreira, Tiago Carvalho, Diogo Cunha (Emanuel 79), Lapa, Pedro Coelho (Bruno Silva 63). Treinador Óscar Nogueira.

LEÇA: Diogo, João Paulo Noura, André Rocha, Bruno, Paulo Lopes (João Pereira 65), Jair, Pedras (Tiago Borges 79), David (Alexandre 79), Álvaro (Areis 85), Marcos Silva e Joel. Treinador Domingos Barros.

Jogo se pautou pelo equilíbrio,  com a equipa da casa a conseguir duas jogadas de bastante perigo anuladas prontamente por João Paulo Noura e Diogo respectivamente. Passado o susto, o Leça tomou conta do jogo, apesar do estado insuficiente do relvado e do mau tempo que se fez sentir, os leceiros estiveram à beira de marcar uma ou outra vez, tendo inclusive enviado uma bola a barra.

Segunda parte foi praticamente de sentido único, os leceiros com as alterações efetuadas pelo Mister Domingos Barros foram sempre superiores ao Grijó. E foi já bem perto do fim que João Paulo Noura, na sequência de um ponta pé de canto apontado por Alex, atirou a contar para as suas cores fazendo justiça a persistência leceira em busca dos três pontos.  
Nota a de destaque: O grande apoio prestado pelos adeptos leceiros que responderam a massa nesta deslocção.

Próxima jornada: Leça FC v Padroense FC

AO FIM DE 4 VITÓRIAS CONSECUTIVAS LEIXÕES CONHECE A DERROTA


26.ª jornada da Ledman Liga Pro
Estádio do Varzim SC, na Póvoa de Varzim.
Árbitro: Pedro Vilaça (AF Viana do Castelo)
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Nelsinho (53'), Leonel Olímpio (79'), Villagrán (86'), André Teixeira (87') e Tino (90+1').
Varzim - Leixões, 1-0.
Ao intervalo 1-0.Marcadore:Rui Costa, (6)

Varzim: Paulo Vítor, Jean, Sandro, Jeferson, Delmiro, Leonel Olímpio, Estrela (Nélson Agra), Nélsinho, Diego Barcelos (Villagrán, 16'), Rui Costa e Mailó (Chikhaoui, 77').Treinador: João Eusébio.

Leixões: Assis, André Teixeira, Silvério (Jorge Silva, 38'), Wellington, Lucas, Bruno China (Tino, 65'), Salvador, Bruno Lamas, Ludovic (Fatai, 62'), Procelis e Fati. Treinador: Daniel Kenedy.

A partida acabou marcada por uma interrupção, já em cima do minuto 90, depois de desacatos nas bancadas entre os adeptos das duas equipas, iniciados após o arremesso de uma tocha dos adeptos visitantes para bancada onde estavam os apoiantes dos poveiros. O incidente, que acicatou os ânimos entre ambas as falanges, forçou à intervenção das forças policiais, já depois de algumas cadeiras terem sido arremessadas para o terreno de jogo, obrigando o árbitro da partida a interromper a partida, durante cerca de 6 minutos, para que os ânimos serenassem.
Antes deste acontecimento, os presentes no estádio poveiro assistiram a um desafio emocionante, disputado a um ritmo intenso e com uma grande entrega dos jogadores de ambas as equipas, que manteve o resultado em aberto até ao final. Os poveiros acabaram por ter uma entrada mais eficaz, com Rui Costa, logo aos seis minutos, a aproveitar um passe de Jean para irromper na área leixonense e, com um remate cruzado, inaugurar o marcador. Apesar do inicial revês, a formação de Matosinhos não atirou a 'toalha ao chão' e de imediato foi em busca da recuperação, com Fati em destaque, num par de ocasiões, a que o guardião do Varzim, Paulo Vítor, se opôs com atenção. Os poveiros, que apostavam no contra-ataque, tiveram, perto dos 20 minutos, num remate de Mailó, oportunidade para ampliar o resultado, valendo a intervenção do guarda-redes leixonense Assis. Na reposta a este lance, foi o guardião da casa a voltar a mostrar reflexos, travando um remate de Fati e cobrindo o ângulo à recarga de Porcelis, que atirou ao lado, mantendo o 1-0 com que se chegou ao intervalo.


No segundo tempo, o Leixões mostrou-se bem mais acutilante, e, quase sempre, dominador, embora sem traduzir em eficácia as oportunidades criadas. Entre esses lances, destaque para um remate de Bruno China, perto da hora de jogo, que o defesa dos poveiros Delmiro 'limpou' em cima da linha de golo. Apesar da insistência dos forasteiros, a equipa da Póvoa de Varzim conseguiu manter a sua consistência, segurando, até ao final, o 'magro' pecúlio e a vitória.

Foto Máfia Vermelha 
Lusa

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

FOZ GOLEIA LUSITANOS À MODA ANTIGA


16 ª Jornada da 1ª divisão Serie 1 A F Porto
Campo da Ervilha na Foz do Douro – Porto
Árbitro Miguel Fonseca
FC FOZ 6 OS LUSITANOS 1
Ao intervalo: 4-0
Marcadores: João Diogo, Kaka (2), Bruno, Gui Carrington e Nuno Madureira

FC Foz: Fabricio; João Peixoto,Hugo Bessa, Pedro Reis e Zé Gabriel; João Diogo, Pipoca (Montenegro), Nuno Madureira (cap); Bruno (João Rodrigues), Gui Carrington (Edu) e Kaka (João Souto) Treinador: Álvaro Madureira

Os Lusitanos: Luís; Fabinho; Saldanha; Ricardinho (Valente);Diogo Duarte; Ricky; Sá Pereira; Piasca (Zé Bina);Pedro Oliveira (Oliveira);Paulo e Meneses (Alex). Treinador Jorge Teixeira

Os Lusitanos sofreram uma pesada derrota na deslocação ao Campo da Ervilha Foz do Douro, 6-1 foi o score final.
Entrada apática da equipa dos Lusitanos, valeu uma pesada derrota na visita ao FC Foz. A lesão de Ricardinho levou o técnico auri/negro, a mexer no conjunto lusitano. A equipa de Santa Cruz do bispo, nunca soube se adaptar às reduzidas dimensões do terreno de jogo e foi para intervalo a perder por 4-0.
No segundo tempo, e já com a impossibilidade de discutir o resultado, a equipa lusitana já apareceu diferente e mais capaz de discutir o jogo com mais equilíbrio, mas mais uma vez o técnico Jorge Teixeira teve de recorrer ao banco por motivo da lesão de Pedro Oliveira. Os Lusitanos neste segundo tempo foi mais igual a si próprio tendo inclusive alcançado com êxito a baliza do Foz, mas encontrou pela frente uma equipa motivada e com a vitoria no bolso desde o final do primeiro tempo 

foto- FC Foz

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Resultados e próxima jornada


RESULTADOS
LEIXÕES 2 GUIMARÃES B 1
OLIVEIRA DO DOURO 1 PADROENSE 1
LAVRENSE 2 S C RIO TINTO 2
LEÇA 2 CANDAL 0
NUN`ÁLVARES 3 INFESTA 1
PERAFITA 3 LEVERENSE 1
LEÇA DO BALIO 1 ERMESINDE 5
BALASAR 2 CUSTÓIAS 1
FOZ 6 OS LUSITANOS 1
AC MILHEIRÓS 3 ALDEIA NOVA 0
SENHORA DA HORA 4 RAMALDENSE 2

PRÓXIMA JORNADA.
Ledman liga pro 26ª jornada
Sábado Dia 11 de fevereiro
VARZIM X LEIXÕES
Divisão D´Elite Jornada 23
CANDAL X LAVRENSE
PADROENSE X VARZIM
GRIJÓ X LEÇA
Divisão de Honra Jornada 18
NOGUEIRENSE X LEÇA DO BALIO
CANIDELO X PERAFITA
INFESTA X FOLGOSA DA MAIA
1ª Divisão Serie 1 Jornada 17
CUSTÓIAS X PEROSINHO
OS LUSITANOS X PASTELEIRA
2ª Divisão Serie 1 Jornada 17
ALDEIA NOVA X GERVIDE
ESCOLA FUT 115 X SENHORA DA HORA

CUSTÓIAS CEDE FRENTE AO LÍDER


1ª Divisão A F porto serie 1 jornada 16
Campo do Balasar, Póvoa de Varzim
Árbitro Edgar Batista
BALASAR 2 CUSTÓIAS 1
Ao intervalo, 1-o, golos Gavina (15), Tiago Silva (60) e Bruno Cruz (85).

BALASAR: Zé Ferreira, Luciano, Pedro Alexandre, Tita (Gia 81), Miguel, Rafa (Paulinho 70), Gavina, Vitó, Rui Moreira (Vilça 81), Tiago Silva  e Barreto. Treinador Tiago Velho

CUSTÓIAS: Tiago Moniz, Santa Cruz, Bruno Cruz, Flávio Elivelton, Tata, Celso (Luísinho 46), Diogo, Ferrer, David (Vilaça 80) e Ivo. Treinador Mário Rui

Um golo de Gavina aos 15 minutos embalou o líder para uma vitória conseguida a ferros, pois a turma do Custóias vendeu cara a derrota e poderia alcançar um resultado positivo bem perto do fim quando encostou o Balasar às cordas.
Com uma hora de jogo concluída e a vencer por duas bolas a zero os líderes do campeonato pensaram mal, julgando terem resolvida a questão, os custóienses sem nada a perder embarcaram par um meia hora final, de grande nível criando muitas dificuldades ao ultimo reduto anfitrião, mas o melhor que conseguiram foi reduzir com um golo de Bruno Cruz

LEÇA DO BALIO SAI GOLEADO FRENTE AO LÍDER


Divisão de Honra AF Porto jornada 17
Parque de jogos Domingos Soares Lopes em Sta Cruz do Bispo
Árbitro; Bruno Linhares.
LEÇA DO BALIO, 1 ERMESINDE 1936, 5
Ao intervalo, 0-2, golos, Carlos (15 gp e 68), Almeida (21), Cardigos (55 gp) Loureiro (83) Dani (88).

LEÇA DO BALIO: Miguel Mota, Guedes, Cardigos, Tiago, Hélder (Ricardo 46), Platini, Diogo (Malta 80), Lago, Pedro Gomes (Casaca 80), Hugo Ferreira e Miguel Grade (Sousa 69). Treinador Manuel Gonçalves.

ERMESINDE 1936: Miguel, Pacheco (TT 80) Chico, Cláudio, Fajó (Paparradas 69), Zé, Igor, Carlos, Quim, Daniel, Almeida (Loureiro 80). Treinador Jorge Lopes.  


O líder Ermesinde, revelou-se muito concentrado e eficaz na visita à casa emprestada do Leça do Balio. A história do jogo fica-se pelo avolumar do marcador. Cardigos ainda reduziu no reinicio do encontro, mas fruto do melhor futebol praticado, pragmático e eficaz, o Ermesinde sentenciou e confirmou a goleada no segundo tempo. Um aplauso para equipa comanda por Manuel Gonçalves que nunca virou o cara à luta, mas não apresentou argumentos para contrariar o favoritismo da equipa comandada por Jorge Lopes.

foto- Ermesinde 1932

CHETA BISOU NUM JOGO EM QUE O ÁRBITRO FOI O PROTAGONISTA

Divisão de Elite AF Porto Jornada 22
Complexo Desportivo de Lavra.
Árbitro Sérgio Soares
Ao intervalo, 0-0 Golos, Maga (49) Cheta (52 e 79), Bruno Teixeira (90+4)

LAVRENSE: Tiago Oliveira, João Magalhaes, Palheira, Ramos e Abilio; Amílcar, Wendel,  Zé Campos (JP 90+3); Tiago Carvalho, Cheta e Carlitos (Sousa 90+3).  Treinador António Gaiteiro

SC RIO TINTO: Ivo, Rui, Jorge Pereira, Boni, Macieira; Andrezinho, Carlos Sousa (Paulo 70), Careca, Ricardinho (Carminé 70), Maga e Bruno Teixeira. Treinador Manuel Pinheiro.

A equipa de arbitragem, revelou-se a figura central de um jogo com casos que prejudicaram o conjunto Lavrense, com destaque para uma grande penalidade perdoada ao S C Rio Tinto e um golo ao cair do pano obtido em falta sobre Tiago Oliveira
O Bis de Cheta, serviu apenas para a conquista de um ponto ganho frente ao mais sério candidato à subida de divisão.
A equipa Lavrense, consciente das dificuldades que tinha que contornar, cedo percebeu que só impondo um ritmo bastante alto e jogando sobre a área do SC Rio Tino, poderia vencer a partida. O primeiro tempo, foi dominado pelo conjunto orientado por Gaiteiro, criando sucessivos lances de perigo junto à baliza à guarda de Ivo, Macieira salva em cima da linha de golo e outros lances que só não ressoltaram em golo por culpa da desinspiração dos avançados Lavrenses.

No segundo tempo o jogo já foi mais equilibrado, sendo mesmo o conjunto forasteiro a abrir o marcador com um golo obtido por Maga aos 49 minutos. Num jogo agora de parada e resposta, não levou mais de três minutos para Cheta empatar o jogo antes mesmo Tiago Carvalho atira à barra. A té se consumar a reviravolta com Cheta a bisar aos (79), pelo meio fica uma grande penalidade (Falta sobre Cheta) por marcar a favor da equipa da casa, muita dureza dos jogadores do gondomarenses, quase que valia tudo para se chegar ao golo (que o digam Amílcar que jogou com o braço fracturado durante os 2ºs 45 minutos) Carlitos com os pitons cravados num braço, tudo isto aos olhos de um árbitro de categoria nacional .Dos três minutos de descontos dados pelo árbitro do encontro, Bruno Teixeira empata o jogo ao minuto 94 (descontos sobre descontos) mas pior do que isso é que o golo foi obtido de uma forma irregular, Sérgio Soares nada assinala (ficando Tiago oliveira a protestar) terminando o jogo logo de seguida. 

domingo, 5 de fevereiro de 2017

MILHEIRÓS É TERRA PROIBIDA GDAN SOFRE 2ª DERROTA CONSECUTIVA


AC Milheirós vence por 3 bolas a 0 o GD Aldeia Nova
Jornada nº 16, do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. Campo de treinos do estádio municipal da Maia.
AC Milheirós vence por 3 bolas a 0 o GD Aldeia Nova, com duas derrotas consecutivas o GD Aldeia Nova começa a dar mostras de alguma inquietação organizativa em campo, não pela qualidade dos seus jogadores porque essa continua a existir, mas sim pelos erros cometidos em lances cruciais, que para mal dos seus pecados geralmente resultam em golo por parte do seu adversário, como se verificou hoje, porque em termos de jogo jogado o equilíbrio ficou bem patente durante toda a partida, o que desequilibrou foi sim a eficácia e maturidade do AC Milheirós em esperar e aproveitar os erros do seu adversário.

AC Milheirós ao vencer e beneficiando da derrota do S. Félix da Marinha, passa a ser o comandante de série, enquanto o GD Aldeia Nova cai para o 4º lugar a 5 potos do 1º classificado.
Fica para registo que este é o 3º jogo da 2ª volta, o que significa que ainda há muito campeonato para disputar e seguramente iremos ver por diversas vezes alterações significativas em termo de classificação.
Nota para Alessandro, jovem médio do GD Aldeia Nova que hoje fez a sua estreia com nota positiva, dando mostras que pode ser uma mais valia para o jovem plantel do GD Aldeia Nova.

Treinador GDAN: João Rosas
GDAN; Guilherme – Alex – Quintas – Sérgio – Gonçalo – Alessandro – J. Rosas -  D: Rosas – Ema - Zé Paulo – Simeão
Supl;  Vítor – Berna – J. Paulo – Joca – Xincas – Chico - Simão

Manuel Sá 


4º TRIUNFO CONSECUTIVO = FORA DA ZONA DE DESPROMOÇÃO


25ª JORNADA DA LEDMAN LIGA PRO
Estádio do Mar, em Matosinhos.
Árbitro: Vítor Ferreira (AF Braga).
Leixões 2 Vitória Guimarães 1
Ao intervalo: 0-1. Marcadores: Haashim Domingo, (06) Bruno China, (76). Tino, (89).

Leixões: Assis, Jorge Silva, Silvério, Wellington (Shiao Wei, 73), João Lucas, Salvador (Tino, 62), Bruno Lamas, Chiquinho, Ludovic (Bruno China, 62), Fati e Porcellis. Treinador: Daniel Kenedy.

Vitória de Guimarães B: Miguel Oliveira, Falaye Sacko, Denis, Marcos Valente, Vigário, Mbemba, Hélder (Xande Silva, 68), Kiko, Boyd (João Correia, 88), Haashim Domingo e Bruno Mendes (Haman, 82). Treinador: Vítor Campelos.

Há três jogos consecutivos a somar triunfos, a equipa da casa viu-se a perder logo ao sexto minuto depois de o guarda-redes Assis, acorrendo a cruzamento da esquerda de Boyd, ter deixado fugir a bola para o posterior remate de Domingo abrir o marcador. Até então melhor no jogo, a formação visitante passou a estar sob pressão de um Leixões que, pese embora as muitas recuperações de bola no meio-campo ofensivo, não conseguiu evitar ir para o intervalo a perder.Bruno Lamas (33 e 42) e Fati (38) dispuseram de boas ocasiões para marcar, mas os remates não levaram a direção da baliza.


A segunda parte foi uma cópia da primeira, com o Leixões sempre à procura do empate, mas com a pontaria a continuar desafinada, como sucedeu ao minuto 55, em que Ludovic, na pequena área, desviou para as nuvens.E com o Vitória a não aproveitar a tarde de desacerto de Assis fora dos postes, a equipa de Matosinhos chegou ao empate num cabeceamento de Bruno China (76), após cruzamento da esquerda de Fati. A reviravolta deu-se no minuto 89, numa iniciativa de Tino culminada com um remate rasteiro que passou fora do alcance do guardião vimaranense.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC