RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 8 de outubro de 2013

AINDA SOBRE O ALFENENSE 2 CUSTÓIAS 1 DO PASSADO DOMINGO


Assim ninguém passa em Alfena…(Frase que se usa bastante nos meandros do futebol) 
 Para que não haja interpretações erradas, passo a explicar: 

Uma frase infeliz da qual eu me penitencio, pois as pessoas de Alfena, dirigentes, treinadores e jogadores, não o merecem… 

 De facto e apenas constatei uma realidade, pois foi mau de mais para ser verdade a forma como a equipa do Custóias saiu derrotada de Alfena, mas que fique bem claro que os anfitriões que recebem os visitantes com toda a cordialidade, não tiveram nada a haver com uma arbitragem desastrosa e infeliz como veio a verificar-se no desfecho do encontro. 

 A equipa do At. C. de Alfenense, é inclusive o clube com mais anos consecutivos neste campeonato (mais de 20 anos), mas foi esta época colocada na série 1, quando durante muitos dos últimos anos competiu na Série 2 da mesma 1ª Divisão, merece da minha parte todo o respeito, vai daí achar por bem, ter necessidade deste esclarecimento.

Mário Barbosa " Mitch"

LEÇA DEU UMA HORA DE AVANÇO AO CANDAL

 
4ª jornada da Divisão Elite pró nacional 2013/2014 
 Estádio do Leça FC, Leça da Palmeira 
Árbitro Sr. João Guimarães, 
LEÇA 0 CANDAL 0 

 LEÇA FC: Marco, Cuca, João Miguel, Meneses, Hélder Borges (Ruca 60), Pedras (Huguinho 60), Wendel (Rafael 30), César, domingos (Bruno Freitas 80), Cláudio (Tiago Maia 80) e Mimba. Treinador Vítor Leal 

CD CANDAL: Luís, Pedro China (Hugo Almeida 75), João Castro, Nuno, Tiago, Dominguez (Káká 46), Campota (Avelino 75), Monteiro, Vasco Paraty (Hugo Reis 46), Russo (Ricardinho 85) e Ferraz. Treinador Edmundo Duarte. 

 Numa primeira parte, muito froxa, sem grandes motivos de interesse, jogado a um ritmo muito baixo, as equipas mais pareciam não querer nada com aquilo que os levou a subir ao palco leceiro. O intervalo impunha-se para ambas. 

 No segundo tempo tudo foi diferente, e muito por culpa da acção do mister Vítor Leal, que resolveu mexer e bem. Ruca e Huguinho vieram trazer mais volume ofensivo á equipa do Leça. Os últimos 30 minutos, os de verde e branco vestido, manifestaram vontade de vencer a partida, tiveram mais jogo e, criaram mais lances de perigo frente á baliza á guarda de Luís, no entanto sem resultados práticos, pois o resultado fechou, como começou, zerinho para cada lado. 

 Na próxima jornada os leceiros voltam a jogar no seu reduto, desta feita frente ao líder Sport C Rio Tinto

VETERANOS-GDR JUVENTUDE DAS RIBEIRAS 4 FC PORTO 4 (jogo de apresentação da equipa perafitense)


O jogo de apresentação com o F.C. Porto foi uma festa do desporto rei e o jogo em si um autentico hino ao futebol veterano, duas excelentes equipas de um lado, o F. C. Porto com muitas figuras Portistas de ainda a muito poucos anos, Rui Barros, o capitão João Pinto, Moreira de Sá, Pacheco, Etc., do outro um Juventude das Ribeiras também este ano recheada de grandes jogadores, proporcionaram uma tarde de grande espectáculo de futebol. 

O encontro iniciou-se com algumas indecisões algum nervosinho miudinho á mistura como de uma final se tratasse, começou melhor o F. C. Porto, com a sua qualidade na troca de bola ao meio campo mas logo a equipa da casa a partir dos 15 minutos começou a tomar conta do jogo e a criar diversas jogadas de golo, adiantou-se primeiro o Juventude das Ribeiras, igualando a partida passados 5 minutos o F. C. Porto, depois e até ao intervalo pervaleceu o maior ascendente da equipa da casa terminando a primeira parte com um rotundo 4-2 a favor do Juventude das Ribeiras. 

No inicio da segunda parte a equipa da casa colocou em campo mais onze novos elementos (ficando mesmo assim mais tres de fora que haviam de entrar mais á frente) e foram essas muitas mexidas que fizeram com que o F. C. Porto que apenas mexeu por 3 vezes, viesse a fazer neste tempo complementar mais dois golos, teminando o resultado final com uma igualdade que atendendo á festa se justifica no entanto e tal como foi reconhecido no final por João Pinto Capitão da equipa do F.C. Porto, deu os parabéns ás Ribeiras e disse desconhecer que o campeonato da Associação Veteranos Porto tivesse equipas com tão grande qualidade como a que vio neste jogo.

 De salientar ainda a excelente forma de Rui Barros que parecia, que a idade não lhe pesava nas pernas, marcando inclusive dois dos quatro golos do F.C. Porto. 

 Em nome da Direcção deste clube vimos agradecer a presença de tão ilustre equipa no jogo de apresentação aos sócios o que so´por si vem demosnstrar a qualidade e a ambição deste grupo para a época que se avizinha.

LUSITANOS TROPEÇA NO REI RAMIRO


 Estádio Rei Ramiro- Candal Árbitro – João Martins 
OS LUSITANOS 0 ARCOZELO 2 
Ao intervalo, 0-2golos, Miguel (3), Jorginho (25) 

 OS LUSITANOS: Filipe Pereira, Miguel, Carvéli, Sérgio Teixeira e Tarrelo (Leandro 46), Edu, Rui dias (Carvalho 41), Ricardo Silva (Sandro 78), Lourenço (Ricardinho 78), Meneses e Suíço. Treinador Albino Guerra. 

 ARCOZELO: Moita, Guedes, Tiago Lopes (Pedrinho 75), Marcos, Tiago Silva, Rodrigues (Elói 75), Bruno e Nando; Nico ( Carlos 75), Miguel (Gula 58) e Jorginho (Estrela 58). Treinador Pedro Dominguez. 

Tarde negra para o Lusitanos F.C. A equipa da casa que jogou em campo emprestado, Campo do Candal, entrou no jogo a perder, pois logo ao minuto 3 o Lusitanos já se encontrava em desvantagem com um golo fortuito, cruzamento da direita com Teixeira a cortar de cabeça, fazendo a bola embater no corpo do adversário e sem querer estava feito o 0-1. A turma da casa não conseguia acertar os passes e parecia que tudo corria mal, prova disso foi logo ao minuto 25 o Arcozelo a fazer o 0-2 com uma bola bombeada para as costas de Tarrelo, deixando o adversário só com Ze Filipe pela frente e este a colocar a bola no fundo da baliza. A equipa do Lusitanos precisava urgentemente do descanso. Na segunda parte a equipa de Santa Cruz entrou decidida a fazer melhor, conseguindo pegar no jogo e fazer o adversário tremer um pouco, no entanto não conseguiu finalizar nas poucas oportunidades que teve. Já a finalizar o encontro a equipa do Lusitanos ficou reduzida a 10 elementos com a expulsão de Miguel, por acumulação. Jogo sem brilho dos santacruzenses, mas certamente julgamos, foi apenas um tropeção. 

 Próxima jornada os Lusitanos visitam o SCS Hora no terreno deste, onde se perspectiva um grande derbi matosinhense.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC