RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

sexta-feira, 27 de março de 2020

PRÉMIOS: QUALIDADE TÉCNICA DE HÉLDER SOUSA NOMEADO A MELHOR JOGADOR FORA DO CONCELHO

Com uma qualidade técnica impressionante aos 42 anos Hélder Sousa do Trofense continua a ser um jogador acima da média e isso dá lhe um lugar entre os 10 nomeados para melhor jogador matosinhense fora do concelho.

As virtudes do médio passa pela qualidade na colocação dos cantos, as fintas, os livres tendo inclusive apontando um golo de antologia esta temporada, a qualidade do passe, a técnica, a compostura, a concentração, a determinação, a visão de jogo e a imprevisibilidade em campo devido ao seu olho de falcão em encontrar os jogadores e colocar a bola com precisão aonde quer.

Hélder Sousa fez parte da seleção de jogadores do Mitchfoot e também foi nomeado por várias vezes para esta categoria.

Hélder Sousa é considerado um dos casos mais bem sucedidos de Matosinhos, que apresenta uma carreira invejável, sendo que foi fora do país que atingiu o alto nível, quando pelo APOEL, jogou frente ao FC Porto para a Liga dos Campeões além de ter defrontando o Real Madrid na altura com Cristiano Ronaldo.

Esta época ao serviço do Trofense realizou 15 encontros e apontou dois golos, sendo um jogador de extrema preponderância no meio-campo da equipa da Trofa

"Quando fazemos este percurso, olhamos para trás e pensamos onde é que podíamos ter mudado. Comecei o meu percurso vindo do regional e cheguei à I Liga em quatro ou cinco anos. Se calhar não estava tão bem sustentado como pensava que estaria. Também não vou dizer que não merecia outras oportunidades, mas não foi só culpa dos treinadores. Eu tive mais culpa que eles, era rebelde e tinha atitudes que não eram as mais corretas. Não culpo ninguém, aliás se tivesse que culpar se calhar seria mais a mim que aos treinadores, mas sempre achei que merecia outras oportunidades. É como tudo na vida, nunca temos as oportunidades que achamos que merecemos", descreveu ao Mais Futebol.

O jogador representa o modelo a seguir por qualquer jovem que pretenda seguir a carreira de futebolista.

Hélder Sousa fez toda a sua formação no Senhora da Hora, começando a sua carreira pelo Sobreirense, passou pelo Padroense e depois pelo Trofense e em 2000 chegou ao Braga e só em 2002/03 realizou um jogo na Primeira Liga, antes de ter sido contratado pela Ovarense.

Depois pelo Gondomar numa das suas melhores épocas em 2003/04, Feirense e quatro temporadas no Vizela, a melhor realizada em 2007/08. Em 2009/10 regressava ao Trofense e em 2010/11 estreia uma nova cruzada pelo estrangeiro mais principalmente pelo Chipre.

Realizou uma excelente temporada pelo Olympiakos Nicosia em 2010/11 e na segunda metade da temporada 2011/12 reforçou o APOEL.

Em 2012/13 na segunda metade da temporada regressou ao Trofense onde atualmente realiza a sua oitava época, com duas meias temporadas.

Na época 2014/15 realiza a sua melhor temporada com 10 golos em 46 jogos.

Depois na segunda metade da temporada 2015/16 reforça o Pedras Rubras, em 2017/18 vai para o Merelinense onde continua a dar cartas e muito recentemente esteve no Rio Ave B ao lado de jovens.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: PATRÃO RAMALHO NOMEADO A MELHOR JOGADOR MATOSINHENSE FORA DO CONCELHO

O patrão da defesa aonde quer que jogue, Hugo Ramalho actualmente no Pedrouços mantém aos 37 anos a sua qualidade em campo e isso leva-lhe a estar entre os 10 nomeados para melhor jogador matosinhense fora do concelho.

O defesa central de 37 anos tem as virtudes do cabeceamento, a agressividade, a impulsão, a recuperação de bolas e o aspeto físico a seu lado.

Considerado um dos melhores centrais dos distritais da AF Porto, esta temporada foi contratado pelo São Pedro da Cova para a subida aos campeonatos nacionais, na segunda metade da época foi para o Pedrouços e manteve o seu esteio de jogador fundamental com 11 jogos.

Nesta época nos 16 jogos que realizou, apontou um golo e foi fundamental na conquista de 25 pontos, 24 deles ao serviço da equipa maiata, onde não deixou entrar golos em seis partidas.

Hugo Ramalho fez toda a formação no Leixões onde realizou o primeiro jogo como professional em 2001/02 na Taça de Portugal.

Depois passou pelo Avanca, Lusitânia de Lourosa e voltou a Matosinhos para representar o Padroense durante época e meia. Em quatro épocas esteve no Mirandela e em 2009/10 voltou ao Padroense onde foi importante.

Na segunda metade da época 2010/11 regressou ao Mirandela e em 2012/13 reforçou o Chaves e depois o Gondomar. Depois por duas épocas o Juventude de Pedras Salgadas, depois o Oliveira do Hospital, Rebordosa e Sobrado.

Na época 2017/18 reforçou o Leça e ia realizar a sua melhor época enquanto sénior, ajudando o clube a subir aos campeonatos nacionais, onde fez 37 jogos e apontou quatro golos.

Na época 2018/19 realizou os primeiros encontros com a camisola do Leça no Campeonato de Portugal (oito), mas a sua saída surpreendente chocou a equipa leceira. Na mesma época reforçou o Oliveira do Douro onde fez 28 jogos.

Ao longo de 19 épocas como sénior, Ramalho realizou mais de 323 jogos.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.


Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

PRÉMIOS: ÁGIL BRUNO PEREIRA NOMEADO A MELHOR GUARDA-REDES EM MATOSINHOS

O guarda-redes ágil do Lusitanos Bruno Pereira que esta época trocou o Custóias pela equipa de Santa Cruz de Bispo está entre os cinco nomeados para melhor guardião em Matosinhos.

As virtudes do guardião passa pelo contacto físico, a qualidade da sua agilidade e a atenção aos vários detalhes que ocorrem em campo.

Esta época Bruno Pereira fazia a sua quarta temporada seguida pelo Custóias, mas durante o mercado de inverno a troca pelo rival Lusitanos provou ser muito importante depois da saída de Mourão para o Perafita.

Até á suspensão do campeonato, era o guarda-redes mais utilizado desde que Albino Guerra tomou conta da equipa do Lusitanos.

Bruno Pereira fez a formação ao serviço do Pedras Rubras, aonde realizou as primeiras duas temporadas como sénior, com 24 jogos realizados.

Na época seguinte ingressava no Lavrense e depois de uma época sem jogar, foi para o Custóias onde esteve três épocas e meia e onde era uma das peças fundamentais da formação do Custóias.

Entre 23 a 31 de março, o Mitchfoot vai descrever cada um dos nomeados das quarto categorias que vão a eleição no mês de abril com a sua biografia e características.



Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino 

COVID-19: FPF DECIDE CANCELAR CAMPEONATOS DA FORMAÇÃO DESTA ÉPOCA

A FPF decidiu cancelar todos os campeonatos da formação de futebol e futsal em todos os escalões e sexos, o que inclui os organizados pela AF Porto, onde estão os clubes matosinhenses, anunciou o organismo em comunicado.

"Devem dar-se por concluídas as competições nacionais de todos os escalões de formação de futebol e futsal, masculinas e femininas, não resultando das mesmas qualquer efeito desportivo imediato. Deste modo, não serão atribuídos títulos nas referidas competições nem aplicado o regime de subidas e descidas", revela em comunicado a FPF.

A decisão estende-se também às 22 associações de futebol e futsal pelo país, onde está a AF Porto, com os clubes matosinhenses como o Leixões, Leça, Padroense, Infesta, Lavrense, Aldeia Nova, Custóias, Leça do Balio, Senhora da Hora, Benfica Matosinhos, AA Leça, Freixieiro, Alfa, Barranha, Ascensão, Matosinhos Futsal, Polenenses, São Sebastião, Cohaemato, Junqueira, Juventude de Matosinhos, Santa Cruz e Cruzeiro Santana.

Com esta decisão qualquer hipótese que havia de conquista de título por parte de uma equipa matosinhense, ou qualquer subida ou descida de divisão, como por exemplo os sub-19 do Leixões que até ao momento da suspensão lutavam pela manutenção na principal divisão nacional.

"Persiste uma ligação indissociável entre a Escola e o Desporto, entendeu a Federação Portuguesa de Futebol que a prioridade de pais, avós, filhos e netos deve ser, obviamente, a de se dedicarem à proteção uns dos outros e às exigências escolares, em nome do direito à proteção da saúde", menciona.

"A decisão agora tomada visa proteger a população, especialmente os jovens e as crianças que amam o futebol, salvaguardando-os e a todos os seus familiares de perigos bem presentes. Desta forma, assegurar-se-á o valor primordial da saúde e o desenvolvimento desses jovens e crianças, em segurança e estabilidade possíveis", salienta.

As competições a partir dos sub-23 e dos séniores organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol e pela Liga Portugal permanecem suspensas.

"A situação provocada pela pandemia do Covid-19 continuará a ser monitorizada pelo grupo de emergência criado pelo Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, que poderá rever - ampliando ou reduzindo - as medidas agora implementadas", conclui o comunicado.

Com esta decisão os jogos a partir dos sub-19 até aos sub-7 desta época deixam de ter efeito e ficam todas as equipas na mesma divisão onde estão desde o início desta temporada.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino 

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC