RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

PERAFITA SEGUE FIRME NO COMANDO


O encontro realizado ontem em Alfena era mais uma etapa na “maratona” que é este campeonato da 1ª Divisão Serie 1.
Um terreno onde os principais candidatos deixaram pontos, tornava este jogo no mais importante para a consolidação dos objectivos do líder, e também porque o próprio Alfenense ainda não se pode dizer que está descansado na tabela classificativa, necessitará de mais uma vitória para garantir a manutenção.

O encontro iniciou-se com os visitantes a impor o seu futebol característico, de muita posse de bola, alternando com transições rápidas, que deixavam a defensiva local muito debilitada.O Alfenense, percebeu, que deixando a posse de bola para o adversário, poderia num erro cometido pelos locais aproveitar para fazer estragos no último reduto do FC Perafita, apostou assim numa contenda de contra ataque, defendia as bolas paradas com todas as suas unidades e quando lhe era permitido tentava, muito debilmente incomodar a defensiva do FC Perafita, comandada por Artur, que denota um excelente momento de forma.O perigo aproximava-se da baliza dos locais, mas, ás vezes por falta de eficácia dos avançados dos visitantes, ou por intervenções valorosas de toda a linha defensiva dos locais o golo teimava em não entrar, o encontro decorria sempre com maior pendor atacante dos visitantes e adivinhava-se o golo inaugural.Assim aconteceu, à passagem do minuto 31, após um lançamento lateral da direita, a bola é, contrariamente ao sucedido até então, colocada para trás, onde Tinaia cruza para a área, onde Álvaro, surge a cabecear à trave, a bola é devolvida indo ter com Paulinho, que sem deixar a bola cair faz um remate cruzado fazendo a bola entrar no canto inferior mais distante da baliza defendida pelo Alfenense, golo de belo efeito e pela hora, já merecido.A jovem equipa do Alfenense acusou o golo e demorou a encontrar-se, nesse período que demorou mais ou menos 10 minutos, os visitantes dispuseram de alguma oportunidades para dilatar o resultado, sendo a mais flagrante aos 34 minutos libre pela direita, Paulinho crua para o interior da área, onde Lutchindo, primeiro e Álvaro depois não conseguem, na mesma jogada fazer mexer o marcador. A toada do encontro manteve-se até ao apito para o intervalo.

Na segunda parte, voltou-se a assistir a mais do mesmo, um Alfenense a defender como podia, tentando, sem conseguir, incomodar o último reduto do FC Perafita, com estes a mandar, O FC Perafita era dono e senhor do jogo, mas como não conseguia dar o toque final no encontro, fez com que o Alfenense fosse sempre acreditando, que poderia num erro defensivo, pudesse ir buscar um ponto que seria muito benéfico da forma como o encontro decorria. Praticando agora um futebol mais directo, o Alfenense conseguia a maiores espaços ficar no meio campo ofensivo e foi ganhando alguns livres que potencializou em algum perigo, de ressalvar, neste período, um livre executado na direita, junto ao angulo exterior da grande área, que foi magistralmente marcado pelo avançado local, ao qual respondeu Artur com uma magnifica defesa a mostrar toda a sua classe e toda a capacidade e empenho de toda uma equipa, aqui espelhado na actuação do seu guarda redes, que quando foi chamado, diga-se, pela única vez, disso presente, não deixando desvirtuado o resultado que pecou por escasso, pois as oportunidades criadas e não concretizadas foram em numero suficiente para o resultado ser muito diferente. Fica para a história o 0 – 1 final, mais uma vitória, com muito querer, acompanhada de muita classe de todos os sectores de uma equipa que funcionou como uma verdadeira equipa, uma última palavra para o capitulo da finalização, sendo este o único reparo a fazer deste desempenho. Uma palavra para a equipa de arbitragem que, não tendo influência no resultado, teve sim que se preocupar com as constantes criticas quer dos atletas do Alfenense, quer do público afecto que embalado pelos seus atletas criaram um efeito pouco digno para aquilo que verdadeiramente se passou no rectângulo de jogo.

O Perafita alinhou da seguinte forma
ARTUR; MARCO PEREIRA; TRAJANO; HELDER MAIA e ALEX; MARCO MOREIRA; SERGIO SOBERANO(CARINHAS) e TINAIA; ALVARO(CHETA); PAULINHO( IVO) e LUTCHINDO

ENTREVISTA DE JORGE CORDEIRO MASSAGISTA DE OS LUSITANOS FCSC.


Jorge Cordeiro, em ENTREVISTA ao blog de OS LUSITANOS FCSC
Fala sobre as matreirices dos jogadores, da época desportiva em curso, e do milagroso Spray, do qual diz não ser muito do seu agrado.
Jorge Cordeiro é massagista do Lusitanos há ano e meio e diz, que quando o convidaram para ser massagista do clube a resposta foi simples; “Não podia dizer que não a um grupo de amigos “.

Sr Cordeiro como veio para Os Lusitanos?

J.C. - Vim para o Lusitanos, numa altura em que o Clube foi obrigado a prescindir dos serviços do Sr. Artur, por ser obrigatório ter curso de massagista para estar na ficha de jogo, A direcção falou comigo e não podia dizer que não a um grupo de amigos que precisavam de ajuda

Os jogadores queixam se muito nos tratamentos?

J.C. - Não são todos bons pacientes, uns mais corajosos que outros, uns mais queixosos que outros, mas no cômputo geral, todos sabem que o que fazemos naquele gabinete é para melhorar a sua condição física.

Muito se fala do spray milagroso, explique um pouco como funciona.

J.C. - É simples, o spray é frio e numa situação dolorosa, provocada por pancada ou entorse devemos sempre controlar a dor e o hematoma com coisas frias para aliviar a dor e anestesiar o local dorido, eu pessoalmente prefiro coisas naturais para essa função, o gelo sempre, não só na altura em que as coisas acontecem, como nas 72 horas seguintes, insisto muito com todos para cumprirem esta regra, porque é para o seu bem, costumo até brincar com a situação e aconselhar gelo por dentro e por fora, mas nem todos cumprem.

Durante o jogo você entra em campo imensas vezes, consegue perceber quando se trata de matreirice ou lesão complicada?

J.C. - Sim normalmente apercebo-me, mas felizmente a nossa equipa é pouco dada a matreirices, antes pelo contrário, temos sido mais vítimas dessas matreirices, em muitos jogos os nossos adversários procuram cortar o ritmo com essas situações.

Qual a lesão mais complicada que já teve de tratar ate hoje no Lusitanos?

Felizmente neste ano e meio que levo de Lusitanos, ainda não aconteceu nenhuma lesão que se possa considerar muito grave, já aconteceram algumas graves e outras menos graves, o normal em um departamento de futebol. As lesões sejam elas quais forem, constituem momentos de debilidade física mas também psicológica e esse é muitas vezes o mais complicado de tratar

Como esta a ver esta época do Lusitanos?

J.C. - Com muita naturalidade as coisas estão a acontecer, o grupo é muito bom, tem muita qualidade, a grande maioria dos jogadores já está junta de outras épocas, os que chegaram este ano vieram acrescentar ainda mais qualidade, a Direcção tem apoiado sempre, dentro das suas possibilidades, a equipa técnica mudou recentemente, pelos motivos que todos sabemos, mas a qualidade de jogo e resultados continuam a ser os melhores, sinal de que o grupo continua unido e forte, no objectivo de conseguir uma das melhores classificações de sempre do Lusitanos. Aliás penso que com uma retaguarda mais forte, esta equipa poderia estar neste momento a lutar pelo 1º lugar da classificação, em todos os jogos até hoje disputados, não vi nenhuma equipa ser superior à nossa em termos de jogo jogado, outros pormenores pesam e muito para se atingir determinados objectivos

CORTESIA DO BLOG OS LUSITANOS FCSC

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC