segunda-feira, 31 de outubro de 2016

PERAFITA SOFREDOR ALCANÇA PRIMEIRA VITÓRIA EM CASA

 
5ª Jornada da Divisão de Honra da AF Porto 
Estádio do FC Perafita – Perafita Matosinhos 
Árbitro: Miguel Ribeiro 
Cartão Vermelho Morgado (37) 
PERAFITA 1 ALFENENSE 0 
Ao intervalo 0-0 Golo Manel (56) 

PERAFITA: Bruno Monteiro, Pelé, Fradinho, Morgado e Queimado), Barbosa (Manel 46), Zé Augusto, Fábio Loureiro, João Paulo (Postiga 59) Wiliam (Dani 16) e Chico Treinador Paulo Gentil. 

ALFENENSE: Simão, Samuel, Diogo (Sousa 62), Ribeiro, Nuno (Belza 62), Luís, Dias, Fernando, Xani, Biscoito (Pelé 62), Nené (Vitinha 51). Treinador Rui Cunha. 

 Jogo bastante sofrido, até mal jogado em alguns momentos do jogo, mas a vitória assenta bem ao conjunto perafitense, que a jogar com dez desde os 37 minutos, viu o guarda redes Bruno Monteiro defender uma grande penalidade e o jovem avançado Manel a fazer o golo que valeu três preciosos pontos à turma de Paulo Gentil. 
 Próximo jornada a 6ª O Perafita vai até Vila Caiz.

CUSTÓIAS ASSUME LIDERANÇA DEPOIS DE GOLEAR O FOZ

 
David foi o herói do jogo 

1ª Divisão Serie 1 A F Porto Jornada 4 
Complexo Desportivo Fernando Pedrosa em Rio Tinto 
Árbitro: Hélio Soares 
Cartão Vermelho a Ferrer (88) 
FC FOZ 1 CUSTÓIAS 5 
Ao intervalo, 0-3, golos, David (18, 35 e 84) Flávio (42), Nuno (55 gp), Couto (88) 

FC FOZ: Orlando, Zé Maria (Peixoto 75), Pedro Reis, Stam (kaká 46) Zé Gabriel, Bessa, Pipoca, Nuno, Rascão (Viana 80), Diogo e Bruno. Treinador Álvaro Madureira. 

CUSTÓIAS: Tiago, Santa Cruz, Bruno Cruz (Rui 65), Flávio e Batista, Couto (Costa 85), Rebelo (Vilaça 85), Diogo (Gouveia 65)Tata, Alan e David (Ferrer 85). Treinador Mário Rui Ferreira.

   

Sob a batuta do inspirado David (hattrick) a equipa do Custóias fez uns primeiros 45 minutos de grande nível, sentenciando o jogo. No segundo tempo a equipa do Foz bem reagiu ao resultado bastante desfavorável, mas o mínimo que fez foi a obtenção do golo de honra, mas diga-se em abono da verdade que poderia ter marcado o segundo golo (teve chances para isso) que o relançaria na discussão do resultado. Mas como quem não marca sofre…David e Couto ampliaram a vantagem. O jogo não terminou sem que antes o avançado Ferrer fosse expulso, três minutos depois de ter entrado na partida. Com esta goleada a equipa comandada por Mário Rui Ferreira, assume a liderança de parceria com o Pasteleira e o Arcozelo que se vão encontra na próxima jornada. 
Na próxima Jornada também a turma do Custóias recebe no seu reduto a equipa do Gulpilhares.

domingo, 30 de outubro de 2016

RESULTADOS DOS JOGOS DO FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS

 
Ledman Liga Pro 13ª Jornada 
LEIXÕES SC 0 Académico de Viseu 1 

 Divisão D´ Elite AF Porto 8ª Jornada 
Gondim – Maia 0 PADREONSE 2 
LAVRENSE 2 Pedrouços 3 
LEÇA FC 1 S Rio tinto 1 

 Divisão d Honra da AF Porto 5ª Jornada 
Aparecida 1 FC INFESTA 2 
D LEÇA BALIO 1 Vila Fc 2 
FC PERAFITA 1 Alfenense 0 

1ª Divisão AF Porto Serie 1 - 4ª Jornada 
Pedroso 4 OS LUSITANOS 1 
FC Foz 1 CUSTÓIAS FC 5 

2ª Divisão AF Porto Serie 1 - 4ª Jornada
Gervide 0GD ALDEIA NOVA 1 
SENHORA DA HORA 9 Escola 115 2

4 JOGS 4 VITÓRIAS GDAN SOMA E SEGUE NO COMANDO

 
4ª jornada da serie 1-2ª Divisão AF Porto 
 Estádio Municipal da Lavandeira, Vila Nova de Gaia, 
Arbitro; Nuno Matos 
Gervide 0 GDAN 1 
Ao intervalo, 0-0, Golo; Joca (60) 

GD Aldeia Nova: Guilherme, Berna, Sérgio, Quintas, Xincas, P. Rosas, Ema, D. Rosas, Joca , Zé Paulo, Simão. Treinador: João Rosas Suplentes; Vitor, Simeão, Correia, P. Vieira, Alex, Gonçalo e Dani.. 

 AC Gervide, apresentou logo de início o seu tradicional futebol raçudo, aguerrido e nada hesitante em recorre a falta para travar os seus adversários, um futebol que lhes foi favorável até o intervalo, apesar do GDAN ser a equipa a criar mais situações de perigo com um futebol mais ofensivo. Aos 30 minutos o caso do jogo, Joca marca livre, o Gr do Gervide não segura a bola (fora da pequena área) e a mesma é pontapeado para a baliza, o arbitro marca golo e o juiz de linha anula o mesmo, por carga ao guarda redes, pela confusão criada em torno do guarda redes, fica para registo o beneficio da dúvida ao lance. 

Regresso para a 2ª parte, o GDAN apresenta o mesmo onze e começa a dar mostras que queria e poderia alterar o rumo dos acontecimentos, com uma defesa bastante segura, um guarda-redes “Gui” a dar confiança aos colegas e um meio campo muito forte e sólido, era de esperar que a linha avançada iria ter a sua oportunidade de fazer estragos na baliza adversário. Minuto 10 Ema arranca em grande jogada individual pela direita leva a bola á linha de fundo, tira dois adversários do caminho, e assiste Joca para o golo, estava inaugurado o marcador. Como seria de esperar a reação do Gervide não tardou, mas a entre ajuda do bloco defensivo do GDAN não permitiu e não deu qualquer hipnose de sucesso ao seu adversário. 

Resultado final 1 a 0 para o GDAN resultado justo pelo que fez nos 96 minutos. Hoje seria injusto realçar qualquer jogador individual do GDAN, simplesmente porque a equipa trabalhou e bem em conjunto, em união e dando mostras de um enorme companheirismo entre TODOS.

GOLO DE BURA ABRE A PORTA DE SAÍDA DO MAR DE FILIPE COELHO

 
Ledman Liga Pro 13ª Jornada 
Estádio do Mar em Matosinhos 
 Árbitro: Vítor Ferreira (AF Braga). 
Ação disciplinar: Cartão amarelo para André Teixeira (90+1) e Park (90+4). Cartão vermelho direto para Jorge Silva (52) e ordem de expulsão para Nuno Santos, treinador adjunto do Leixões (72). 
LEIXÕES SC 0 Académico de Viseu 1 
Ao intervalo: 0-0. Marcador, Bura, (53 gp) 

 Leixões: Ricardo Moura, Jorge Silva, André Teixeira, João Freitas, Belly, Bruno China, Rui Cardoso, Bruno Lamas (Fatai, 58), Manuel José (Chiquinho, 58), Ludovic (Wei Shihao, 80) e Gonçalo Gregório.Treinador: Filipe Coelho. 

Académico Viseu: Rodolfo, Tomé, Park, Bura, Ricardo Ferreira, Capela, Paná, Saná (Bruno Loureiro, 90), Luisinho (Carlos Eduardo, 36), Yuri e Zé Paulo (Tiago Gomes, 76). Treinador: André David. 

Académico de Viseu, venceu e ditou o oitavo jogo do Leixões sem conhecer o sabor da vitória. 
Bura, um matosinhense na marcação de uma grande penalidade no início da segunda parte, fez o golo da vitória da equipa beirã, enquanto o Leixões ficou reduzido a dez homens por expulsão de Jorge Silva, aos 52 minutos. 

Num embate entre equipas separadas por dois pontos na zona de despromoção, foi a equipa da casa que mostrou mais consistência, ficando a dever a si própria duas ocasiões para abrir o marcador. Com o futebol direto dos visitantes a fazer mossa apenas nos primeiros minutos, foi dos locais a gestão do jogo até ao intervalo, com Manuel José (22) e Gonçalo Gergório (44), de cabeça, a fazerem a bola passar perto do travessão. 

 O Académico adiantou-se no marcador num lance envolto em polémica, já que Yuri (52), antes de ser derrubado na área por Jorge Silva, que acabou expulso, ajeitou a bola com a mão esquerda. Na conversão do penalti, Bura (53) enganou Ricardo Moura e abriu o marcador. A resposta do Leixões surgiu em dose dupla, com o Rodolfo a ter de aplicar-se entre os postes para desviar os remates de Belly (66) e Freitas (67), segurando os três pontos e a subida da equipa beirã para fora da zona de despromoção.

No final do jogo, Filipe Coelho admitiu sair do Leixões 
O treinador do Leixões, Filipe Coelho, deixou aberta a porta para negociar com a SAD a rescisão de contrato, após a derrota este domingo frente ao Académico de Viseu, por 1-0, na 13.ª jornada da 2.ª Liga.

Em declarações no final da partida, disputada em Matosinhos, na qual abandonou o relvado sob forte contestação dos adeptos, Filipe Coelho afirmou que "uma reunião com a administração da SAD pode salvaguardar os interesses do Leixões".

SC SENHORA DA HORA CILINDRA ADVERSÁRIO

 
2ª Divisão AF Porto Serie 1 – 4ª Jornada 
Complexo Desportivo SC Senhora da Hora 
Árbitro Samuel Cunha 
S C S HORA 9 ESCOLA 115 2 
Ao intervalo, 3-1, golos. Estrela (9) David (11 gp) Cesário (20), Joel (48) Ruben (57) Branco (61) Tó (70) Crista (80) Serrão (84) Pedro (86)

   
S C SENHORA DA HORA: Rumenige, Narciso, Rocha, Patrick, Pedro Teixeira, Kennedy, Joel (Artur 63), Estrela (Ricardo 79), Branco (Edmilson 63), Cesário (Serrão 79) e Ruben (Crista 79) . Treinador Pedro Vinhas. 

 
ESCOLA DE FUTEBOL 115: João Lopes, Tó, Hugo Freitas (Marcano 46), Pena Roias (Roberto 26), Goularte, Rui Marques (Dibala 46), Firmino, Pedro (Daniel 70), Casanova, Freitas e David. Treinador Fernando Freitas Alexandrino

   
Jogo que se resume praticamente à cronologia dos golos, tal foi a supremacia sobre o adversário, da turma orientada por Pedro Vinhas. Escola de futebol 115, que é orientada pelo antigo internacional portista Freitas (115) daí a origem do nome desta escola de futebol, não apresentou argumentos para contrariar o favoritismo já anunciado da turma senhorense. Vitória esmagadora que poderia ter sido ainda mais dilatada, não fosse em alguns casos a falta de pontaria dos avançados do SCS Hora, e os postes que por duas evitaram mais golos senhorenses.

fotos Anabela Delgado

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

UMA BOMBA EM FORMA DE CIRCULAR NA SERIE 1 DIVISÃO D´ELITE AF PORTO



Mitchfoot teve acesso à Circular nº 180 de 26 de Outubro/16 enviada a todos os clubes interessados/visados e Comunicação Social 

Numa decisão surpreendente 12 clubes aceitaram perder por falta de comparência e pagar 750 euros de multa por jogo, para evitar a alegada violência do clube de Gaia 
Esta tomada de posição dos clubes era no mínimo espectável e temia-se que viesse a acontecer. 
 E Agora A F Porto? 
Urge fazer algo que inverte a situação rapidamente e não ficar apenas a assobiar para o lado…Sob o risco de ferir com extrema gravidade a tão apregoada verdade desportiva…ou então já está encontrado o vencedor da serie 1 da Divisão D´Elite 2016/2017.

foto JN

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

AGENDA DOS JOGOS DO FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS

 
Domingo Dia 30 de Outubro  

Ledman Liga Pro 13ª Jornada 
LEIXÕES SC vs Académico de Viseu 

Divisão D´ Elite AF Porto8ª Jornada 
Gondim – Maia vs PADREONSE 
LAVRENSE vs Pedrouços 
LEÇA FC vs S Rio Tinto 

Divisão de Honra da AF Porto 5ª Jornada 
Aparecida vs FC INFESTA 
D LEÇA BALIO vs Vila FC FC 
PERAFITA vs Alfenense 

1ª Divisão AF Porto Serie 1 - 4ª Jornada 
Pedroso vs OS LUSITANOS FC 
Foz vs CUSTÓIAS FC 

2ª Divisão AF Porto Serie 1 – 4ª Jornada 
Gervide vs GD ALDEIA NOVA 
 SENHORA DA HORA vs Escola 115

A F PORTO 1ª E 2ª - DIVISÃO OS LUSITANOS E SENHORA DA HORA PERDERAM

DERROTA TANGENCIAL EM SANTA CRUZ DO BISPO 
1ª Divisão Serie 1 A F Porto 3ª Jornada 
Parque de jogo Domingos Soares Lopes 
Árbitro: Tony Calvo 
OS LUSITANOS 0 GULPILHARES 1 
Ao intervalo, 0-0, golo Nuno Velha (75 gp) 

OS LUSITANOS: Luís, Sérgio Teixeira, Hugo Tarrelo, Saldanha, Valente, Suiço (Paulo 65), Oliveira, Ricky (Diogo Silva 65), Pedro Carvalho (Bernardo 78), Fabinho e Zé Bina, Treinado Albino Guerra 

GULPILHARES: Faria (Polvo 46), Reis, Valente, Gerson, Gonçalo, Miguel Dias (Joel Silva 58), Joel Sousa, Diogo, Jota (Amaral 82) Diego e Nuno Velha. Treinador Eduardo Paixão. 

Valeu o golo de grande penalidade apontada por Nuno Velha para dar os três pontos a turma que viajou de Gaia Próxima jornada a turma de Os Lusitanos vão até Pedroso – Gaia 
______________________________________________________________

 SENHORA DA HORA NÃO CONSEGUE SEGURAR VANTAGEM 
 2ª Divisão Serie 1 A F Porto 3ª Jornada 
Parque de jogos de Gondim – Maia 
Árbitro: Filipe Lima Silva 
RAMALDENSE 2 SENHORA DA HORA 1 
Ao intervalo, 0-1 golos Joel (10) Hélio (60 3 75) 

RAMALDENSE: Bruno, Paulo Cruz, Leite, Tó e Diogo (Miguel 57), Rafa, Hélio e Manu, Daniel, Júlio e Simão (Gil 67) Treinador: Rui Alhinho e Abílio sousa 

SC SENHORA DA HORA: Rumennigge, Tiago, Marco (Ricardo 70), Pedro e Neto; André, Artur (Miguel 70), Joel, Vítor, Franco (Rui 70) e Rúben. Treinador Pedro Vinhas. 

A vencer desde o primeiro tempo a turma de Pedro Vinhas não foi capaz de segurar a vantagem e deixou fugir os três pontos em disputa, permitindo que Hélio bisa-se na partida. Próximo confronto vai opor a turma senhorense frente a Escola 115 no terreno do SC Senhora da Hora

PERAFITA MELHOR PERFORMANCE FORA DO QUE EM CASA

 
Divisão de Honra A F Porto 4ª Jornada 
Complexo Desportivo de Valbom – Gondomar. 
Árbitro: Rui Fangueiro. 
ATAENSE 1 PERAFITA 1 
Ao intervalo, 0-0, golos Chico (58) Macarrone (65) 

ATAENSE: Rafa, Márcio, Fábio David, Filipe, Kiko, Jardel, Brandão, Marco (Luísinho 86), Macarrone (David 86), Cafu (Ricardinho 67) e Zazá. Treinador Sérgio Espirito Santo. 

PERAFITA: Bruno Monteiro, Pelé (João Paulo 82), Fradinho, Morgado e Quiemado (Manuel 62), Marco Fafiães, Barbosa, Zé Augusto, Fábio Loureiro (Dani 82), Wiliam e Chico (Postiga 82). Treinador Paulo Gentil. 

Jogo bastante equilibrado… só no segundo tempo aconteceram os golos, primeiro por Chico a dar vantagem à turma de Matosinhos e depois o empate a surgir por intermédio de Macarrone. Os perafitenses recebem na próxima jornada a turma do Alfenense.

DIVISÃO D ELITE- LEÇA E LAVRENSE PERDERAM

 
DERROTA EM PEDROUÇOS SEM APELO NEM AGRAVO 
Divisão d´Elite A F Porto 7ª Jornada 
Estádio Municipal de Pedrouços – Maia 
Árbitro: António Teixeira 
PEDROUÇOS 3 LEÇA FC 0 
Ao intervalo, 2-0 golos, Ramalho (2 e 51 gp) Andrade (17) 

PEDROUÇOS: Teixeira, Folha, Touré, Bessa, Bruno, Brian, Zé Pedro e Ramalho (Kuka 87) Andrade (Tiago 87), Pulga (Flávio 87) João Luís (Dani 72. Treinador Joca 

LEÇA: Diogo, Crista (Magalhães 46), André Rocha, Bruno Freitas, Pedras, David (Paulo Lopes 58), Marcos (Gonçalo Mendes 79), Joel, Areias (Álvaro 58), Tiago Borges (jota 58) e Daniel. Treinador Domingos Barros. 

Com uma entrada muito forte no jogo, a turma de Joca aproveitou bem a desconcentração dos leceiros e em pouco tempo sentenciaram o jogo. Próxima jornada o Leça recebe a equipa do SC Rio Tinto.
____________________________________________________________ 

GOLO MADRUGADOR DERROTA LAVRENSE 
Complexo Desportivo de Valadares. 
Árbitro Rui Ferreira 
VALADADRES 1 LAVRENSE 0 
Ao intervalo 1-0 Golo Fábio Rola (5) 

VALADARES: Armando, João Dias, Fábio Rola (Ricardinho 81), Johny, Mimba, Bruninho (Jorge 81), Vítor Lobo, Emerson, Paulo Campos (Daniel 67), Joãozinho e Banjai. Treinador Jorge Silva 

LAVRENSE: Tiago Oliveira, Pedro Gomes, Palheira, Couto (Letra 76), Zé Campos, Mesquita, Amílcar, JP (Wendel 60), Tiago Carvalho (Diogo 76), Hugo e Kaká (Paulinho 60). Treinador Leandro Cunha. 

Golo madrugador de Fábio Rola foi suficiente para levar de vencida a turma de Leandro Cunha. Próximo compromisso o Lavrense recebe a equipa do Pedrouços.

CUSTÓIAS CEDE EMPATE EM CASA

 
1ª Divisão Serie 1 A F Porto. 
Estádio do Custóias FC em Custóias Matosinhos 
Árbitro: João Martins 
CUSTÓIAS 2 BOUGADENSE 2 
Ao intervalo, 0-1, golos, Júlio (34 e 63) Santa Cruz (60) e Alan (67). 

CUSTÓIAS: Tiago, Santa Cruz, Bruno Cruz, Flávio e Batista (Cardoso 83), Couto, Rebelo (Gouveia 83), Diogo (Ruizinho 52), Tata, Alan e David. Treinador Mário Rui Ferreira. 

BOUGADENSE: Garcia, Resende, Lopes, Dani, Renato, Casimiro (Pauleta 72), Júlio (Assunção 75), Esquerda (Luís 89), Zézinho (Emanuel 89), Tó e Fortes. Treinador Agostinho Lima. 

 Com uma primeira parte em que o equilíbrio foi a nota dominante, e apesar de a grande oportunidade crida pertencer aos custóienses, foi a equipa visitante a fazer o gosto ao pé, à passagem do minuto 35. No segundo tempo, o jogo foi disputado com muito frenesim entrando num ritmo bastante alto… e três golos para ambos os lados em apenas sete minutos…Primeiro Santa Cruz a fazer a igualdade (60), que já se justificava, segue-se o segundo golo forasteiro ao minuto (63), para quatro minutos depois, o Brasileiro Alan repor a igualdade de novo a duas bolas. Com 25 minutos pela frente para se atingir o final do encontro, Mário Rui Ferreira, aposta tudo em busca do golo que lhe valeria três pontos, mas a turma trofense, soube defender e levar para casa um pontinho que lhe assenta muito bem. Próxima Jornada a turma do Custóias vai visitar o Ervilha para defrontar o FC Foz

DERBI MATOSINHENSE TERMINA EMPATADO

 
Divisão de Honra A F Porto 
Parque de Jogos Manuel Ramos – Arroteia - São Mamede Infesta 
Árbitro: João Teixeira. 
FC INFESTA 1 D LEÇA DO BALIO 1 
Ao intervalo, 0-0 Golos, Mário (55) Pedro Cardigos (56) 

INFESTA: João, Sousa, Teixeira, André Ribeiro, Estrela, Soares, Ricardo (Semedo 88), Mário, Paiva, Rui Ferreira e Varela. Treinador Jorge Pinto. 

LEÇA DO BALIO: Pedro, Guedes, Pedro Cardigos, Miguel Cunha, Tiago Costa (Pedro Reis 60), Carlos Diogo, Pedro Gomes (Davi 66), Malta, Miguel Grade (Sousa 66), Ricardo e Rafa. Treinador Manuel Gonçalves. 

Derbi de Matosinhos terminou empatado, empate que penaliza a formação da casa, pois revelou-se bastante perdulária na hora de rematar à baliza. Apesar do domínio constante exercido pela formação Infestista, só no segundo tempo é conseguiu materializar a sua superioridade ofensiva à passagem do minuto 55…mas foi sol de pouca dura, pois no minuto seguinte, o defesa central Pedro Cardigos, numa das poucas descidas no apoio ao ataque da sua equipa fez a igualdade . Próximos compromissos, o Infesta vai viajar até a Aparecida enquanto os Balienses recebem no seu reduto a formação do Vila FC.

domingo, 23 de outubro de 2016

LEIXÕES MAIS DO MESMO (8 JOGOS SEM VENCER…)


12.ª jornada da 2.ª Ledman Pro. 
Estádio Aurélio Pereira, em Alcochete. 
Árbitro: Carlos Macedo (AF Braga). 
Cartão vermelho direto para Malele (79). 
SPORTING B 2 LEIXÕES1 
Ao intervalo: 1-0.Marcadores: 1-0, Leonardo Ruiz, (02) Leonardo Ruiz, (47) Ludovic, (64) 

Sporting B: Pedro Silva, Mama Baldé (Ricardo Almeida, 89), Ivanildo Fernandes, Kiki, Pedro Empis, Edu Pinheiro (Budag, 46), Guima, Ricardo Esgaio, Bilel, Matheus Pereira e Leonardo Ruiz (Ronaldo Tavares, 73). Treinador: João de Deus. 

Leixões: Ricardo Moura, Jorge Silva, Silvério, André Teixeira, Vumbi, Rui Cardoso, Bruno China, Chiquinho (Shiao Wei, 56), Fatai (Manuel José, 56), Ludovic (Miguel Ângelo, 77) e Malele. Treinador: Filipe Coelho.

 
O Leixões, que tem apenas uma vitória na competição e não ganha há oito jogos, está no 20.º posto com nove pontos. 

Na Academia em Alcochete, o Sporting B, Leonardo Ruiz fez o primeiro golo de cabeça, na sequência de um cruzamento de Matheus Pereira da direita. Os 'leões', com Matheus Pereira a jogar nas costas do avançado e Esgaio na direita, dominavam a partida mas a partir de meio da primeira parte, o Leixões conseguiu equilibrou, mas tinha muitas dificuldades em criar lances de perigo para a baliza de Pedro Silva. Tal como tinha acontecido na primeira parte, o Sporting B entrou na segunda parte a marcar. Após um canto batido da esquerda, Leonardo Ruiz encolheu-se mas a bola tabelou nele e encaminhou-se para a baliza, num lance bastante confuso. Aos 60 minutos, o Leixões esteve perto de conseguir reduzir. Bola cruzada na direita, com Vumbi a surgir ao segundo poste a rematar de primeira, mas ao lado da baliza. Depois da ameaça, o Leixões conseguiu mesmo reduzir, com Manuel José a cruzar na direita e Ludovic a dominar e rematar para o golo, protestando os jogadores do Sporting B por pretensa mão na bola. O Sporting B, que jogou deste os 79 minutos em vantagem numérica por expulsão de Malele, ainda teve oportunidades para ampliar a diferença, mas o resultado não sofreu alterações.

Lusa - foto Sporting B 

ALDEIA NOVA SOMA E SEGUE…

 
3ª jornada da 2ª Divisão Serie 1 A F Porto  
Complexo Desportivo GD Aldeia Nova – Perafita-Matosinhos 
Árbitro Rita leite 
GD ALDEIA NOVA 5 AC MILHIERÓS 2 
Ao intervalo 1-2 Golos Pimenta, Zé Paulo, Simão (35) Ema (56 e 73), Rebelo (60) Joca (78) 

GD Aldeia Nova: Vitor, Alex, Sérgio, Quintas, Chincas , P. Rosas, Ema, D. Rosas, Zé Paulo, Simão, Simeão; Guilherme, João Paulo, Berna, Correia, Joca Vieira, Chico. Treinador João Rosas 

 AC Milheirós: Marco, Bruno, Martins, Rebelo, Doro, Daniel, Cerqueira, Berg, Pimenta, Galochas, Vitinha; Pedro, Luis, Teixeira, Miguel, Pataco, Filipe, N. Vilas. 

GDAN goleia AC Milheirós 
 Complexo desportivo do Aldeia Nova em Perafita, tempo de chuva mas com um sintético em bom estado. Um jogo que se aguardava com alguma expectativa, pelo bom início de campeonato efectuado pelas respectivas equipas. Após o apito inicial deu logo para perceber que ambas as equipas queriam resolver a questão de golo o mais rápido possível, a velha questão de estudar o adversário foi posta de lado e a bola começou a rondar sistematicamente as balizas, o esperado aconteceu a meio da 1ª parte com Pimenta a inaugurar o marcador para o AC Milheirós, com o ritmo e postura de jogo a manter-se junto às balizas não tardou que Zé Paulo estabelecesse a igualdade, em termos de resultado era visível e demonstrado em campo pelos jogadores que não agradava a ninguém, aos 35 minutos em jogada de insistência, Simão desfaz o empate e coloca o GDAN a ganhar por 2 bolas a 1. 

2ª Parte, a expectativa aumentava e aguardava-se uma 2ª parte, emotiva e incógnita em termos de marcadores. Aos 56 minutos após insistência da linha avançado do GDAN, Ema recebe a bola, e desfere um potente remate que apesar de tentativa de desvio por parte do defesa a mesma só parou dentro dás redes do ACM, estava feito o 3 a 1. Nada conformado com o resultado o ACM aposta tudo no ataque e Rebelo reduz para 3 a 2, com 30 minutos para jogar era logico a previsão de um jogo aberto e mais emotivo. Mister Rosas segue o velho ditado em que diz que a melhor defesa é o ataque, e refresca a linha avançada, com Joca praticamente nos primeiros toques de bola a fugir pela ala e em jogada individual faz uma perfeita assistência para Ema, que com calma e inteligência fazer o 4 a 2, se o ACM acusou o golo, pior ficou passados 5 minutos quando Joca isola-se e é travado em falta dentro da grande área, penalti que o mesmo transforma e estabelece o resultado final em 5 para o GDAN 2 para o ACM. De referi a grande defesa de Vitor, GR do GDAN nos minutos finais ao defender uma grande penalidade, por mão de João Paulo “Expulso” por acumulação de amarelos. 

Resume do jogo, duas boas equipas que proporcionaram um bom jogo de futebol e que seguramente irão ter uma palavra a dizer durante o respectivo campeonato que vai ser longo e bem equilibrado.

RESULTADOS DOS JOGOS DO FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS


 Ledman Liga Pro 12ª Jornada
Sporting B 2 LEIXÕES SC 1

 Divisão D´ Elite AF Porto7ª Jornada
PADREONSE 0 Canelas 2010 0
Valadares 1 LAVRENSE 0
Pedrouços 3 LEÇA FC 0

 Divisão d Honra da AF Porto 4ª Jornada
FC INFESTA 1 D LEÇA BALIO 1
Ataense 1 FC PERAFITA 1

 1ª Divisão AF Porto Serie 1 - 3ª Jornada
OS LUSITANOS 0 Gulpilhares 1
CUSTÓIAS FC 2 Bougadense 2

 2ª Divisão AF Porto Serie 1 – 3ª Jornada
GD ALDEIA NOVA 5 AC Milheirós 2
Ramaldense 2 SENHORA DA HORA 1

PADROENSE TRAVA CAMINHADA DO LÍDER CANELAS

 
Divisão D´Elite Serie 1 AF Porto 7ª jornada 
Estádio do Padroense FC – Padrão da Légua- Matosinhos 
Árbitro Marco Cruz 
PADROENSE 0 Canelas 2010 0 

PADROENSE: Matos, Leo, Miranda, Ricardo, Hugo (Pereira 67), Medeiros (Mateus 67) , João Pinto, André, Paulinho, Ivan (Fábio 85) e Barbosa. Treinador Augusto Mata 

CANELAS 2010: Chibante, Guil, Macaco (Kaká 84), Marco, Vítor (Márcio 27), Jorge Oliveira, Oliveira, Salvador, Filipe, Renato (Verrati 70), Ângelo (Tiago 27) Treinador: Milton Ribeiro 

Jogo disputa debaixo de um chuva intensa, que levou o árbitro da partida a interromper o jogo bem perto do fim. 
 Jogo sem grande motivos de interesse nos primeiro 45 minutos, tendo Macaco desperdiçado soberana oportunidade de marcar aos 39minutos, na cara de Matos que permite ao guarda redes do Padroense à defesa da tarde. O intervalo chegou com as equipas empatadas a zero, no regresso às cabines Chibante e Beleza foram protagonistas de um desentendimento, prontamente sanados pelos companheiros, facto que exaltou as hostes provocando algumas cenas lamentáveis nas bancadas que levou ao reforço policial. 

No segundo tempo a chuva intensa-se e jogo também. Logo ao abrir, a equipa do Canelas quase chega ao golo, primeiro por Macaco e mais uma vez Matos (O melhor em campo a levar a melhor) no seguimento da jogada a bola sobra para Guil, que remata mas encontra o capitão Paulinho quase em cima da linha de golo a substituir o seu guarda-redes aliviando o perigo. Ao minuto 53, o caso do jogo, Hugo ganha vantagem sobre a defesa do Canelas e quando se preparava para rematar, é derrubado com clareza em cima da linha da grande área, por trás, por Oliveira, o Sr. árbitro, nada assinala, ficando por marcar um livre perigoso e a consequente expulsão do defensor da equipa visitante. Aos 71 Macaco coloca à prova mais uma vez o atento e seguro Matos. Na jogada seguinte é a vez de André estar à beira do golo, bola salva em cima da linha por Oliveira. Antes mesmo de o árbitro interromper a partida, minuto 86, Pereia assiste André e este falha de cabeça escandalosamente o golo dos Bravos de Matosinhos. 

 Final do jogo com um resultado justo embora ficava melhor com golos, nos camarotes assistiu ao encontro o presidente da AF Porto Dr. Lourenço Pinto, e diga-se em abono da verdade que o jogo decorreu de uma forma intensa mas com o fair play exigido, neste particular, Macaco capitão do Canelas revelou ser grande, sendo mesmo aplaudido pelos adeptos contrários a quando da sua substituição

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

FILIPE COELHO RECEBE VOTO DE CONFIANÇA

 
O Leixões precisa urgentemente de fazer algo que lhe permita sair do lugar que ocupa na tabela, algo que agrade aos adeptos e que os faça acreditar na equipa e que os torne de volta ao Estádio do Mar 

Filipe Coelho está no fio da navalha, o técnico leixonense perdeu a oportunidade de reforçar a confiança dos responsáveis leixonenses, os adeptos inclusive perderam a paciência e já pedem a sua substituição. 

O certo é que se adivinha muito problemática a continuidade do treinador, apesar de receber um voto de confiança, Mitchfoot sabe que a sua continuidade depende muito do que a equipa orientada por si seja capaz de fazer em Alcochete, já no próximo domingo frente ao Sporting B. O técnico perdeu espaço e já não tem margem de manobra, estando por isso no fim da linha…a vitoria em Alcochete é imperativa. Com 11 jogos realizados e com apenas 1 vitória alcançada (Varzim 3-0), 6 empates e averbou 4 derrotas, 9 pontos conquistados ( na zona de descida), 8 golos marcados 9 golos sofridos. Fora da Taça Liga e na Taça de Portugal (ainda em prova) com bastante dificuldade frente a equipas de escalão inferior. Com exibições pobres que não justificam em alguns dos casos as arbitragens desastrosas em desfavor do Leixões. 

 Estes são os números de Filipe Coelho à frente da nau leixonense. Números que sofrem contestação e quem vêm subindo de tom domingo após domingo (as redes sociais são prova de isso mesmo) com os adeptos a manifestar o seu descontentamento.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

RECUPERAÇÃO PERMITE CONTINUIDADE DE FILIPE COELHO


O Leixões recuperou hoje de uma desvantagem de dois golos ao intervalo para conseguir um empate 2-2 ante o Sporting de Braga B, em jogo da 11.ª jornada da Segunda Liga. 

 A 12 minutos do final do Jogo, o Leixões perdia em casa frente ao Sp Braga B por duas bolas a zero, o desanimo era evidente nas hostes leixonenses, os adeptos já não acreditavam na recuperação, e pior do que isso, já pediam a cabeça do treinador (nas redes sociais era evidente o descontentamento) Filipe Coelho…muitos diziam até que em 11 jogos, só venceu um (Varzim 3-0), outros relembravam que o Leixões para a Taça de Portugal (ainda em prova), precisou de 240 minutos mais penaltis num dos jogos, frente a equipas de escalão inferior, inclusive existiu que contesta-se a convocatória do treinador, indo mais longe dizendo que “ o plantel está dividido e não está com o treinador”, mas futebol tem desta coisas, os golos…a paixão…e de repente tudo muda de figura pelo menos para já! 

Sob a arbitragem de Nuno Almeida (Algarve), O Leixões alinhou da seguinte forma: Leixões: Ricardo Moura, Jorge Silva, André Teixeira, Silvério, Belly, Bruno China, Kikas (Gonçalo Gregório,54), Chiquinho, Fatai, Miguel Ângelo (Ludovic, 65) e Bruno Henrique (Wei, 68). Treinador Filipe Coelho 

 Oti e Xadas marcaram dois golos em três minutos para os visitantes ainda na primeira parte (34 e 37) e Gonçalo Gregório e Belly fizeram o empate no último quarto de hora (78 e 85). Leixões continua abaixo da linha d´água, posicionado a antepenúltima posição. 

Próxima jornada o Leixões vai Alcochete defrontar o Sporting B

terça-feira, 18 de outubro de 2016

MATIAS É O TREINADOR DO ALMACILENSE (Algarve)


Manuel Matias treinador de 52 anos é o novo tecnico do Almancilense, clube algarvio que disputa actualmente o Campeonato de Portugal Prio Serie H 

Manuel Matias, treinador de larga experiencia, grande parte dela aquerida além fronteiras, nos paises Arábia Saudita e Irão. Tem também passagens por “O Elvas”, Académico de Viseu entre outros…curiosamente o ultimo clube que mister Matias treinou foi o FC Perafita, pegando na equipa na recta final do CNS 2013/14 e por inteiro na época seguinte 2014/14 já na Divisão D´Elite Pro-Nacional onde conseguiu a manutenção. 

O novo projeto será então assim, o Almacilense que se encontra posicionado no 4º posto da tabela da Serie H do Campeonato de Portugal Prio (serie com 10 clubes que tem como lider o Lusitano de Vila Real) Matias vai assim substiutir no comando Almacilense a dupla técnica constiutida por Marito e Daniel Kenedy 

 Mitchfoot deseja ao técnico e amigo Matias muito sucesso desportivo ao nivel colectivo e pessoal

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

VEM AÍ REFORÇOS PARA O ATAQUE DA EQUIPA DO PADROENSE

 
Padroense prepara-se para ir ao “mercado” para tentar inverter a situação actual no que diz respeito à falta de pontaria dos avançados do Padrão. 
A equipa de Augusto Mata tem sentido na “pele” tanto desacerto na hora de atirar à baliza, à semelhança do que aconteceu em Serzedo no último jogo do campeonato em que empatou a zero, depois de criar inúmeras oportunidades de fazer golo, algumas delas de baliza aberta.


Mitchfoot sabe que João Mesquita (22 anos), jogador com formação no Leixões SC e sénior do FC Pedras Rubras (2 épocas) e Leça FC (2 épocas) está muito perto de integrar o plantel dos Bravos de Matosinhos, comandado por Augusto Mata.
O mesmo acontece com Pedro Mateus, avançado também formado no Leixões e com uma pequena passagem pelo Rio Ave FC, está também em condições de fazer parte do plantel sénior do Padroense.

SENHORA DA HORA NO CAMINHO CERTO!

 
2ª Divisão Serie 1 AF Porto 2ª jornada 
Estádio do SC Senhora da Hora 
Árbitro Mário Viana 
SC S HORA 3 CANDAL B 1 
Ao intervalo, 1-0, golos de Cesário (4) Rola (61 gp), Joel (65) e Narciso (75) 

 SSENHORA DA HORA: Rumennigge, Marco, Tiago Costa, Narciso, Pedro Teixeira, Joel, Estrela (ricardo 46), Branco (Rui Filipe 46), Rúben (Serrão 84), Cesário e Artur (Luís 73). Treinador Pedro Vinhas 

 CANDAL B: Pinto, Gonçalo, Rola, Pacheco, Leitão, Flávio, Peixoto (Pedro 78), Figuinho, Faneca, Reco (Karas 60), Artur (Tiago 78). Treinador Nuno Sousa. 

A equipa senhorense fez jus à sua condição de equipa candidata, vencendo com relativa facilidade o Candal B, equipa que ainda não pontuou esta época. 
 O jogo foi quase sempre dominado pelo SC S Hora que abriram o marcador logo no início por Cesário que desferiu um forte cabeceamento, o intervalo chegou com a vantagem escassa para tanto domínio exercido. 
No segundo foram os visitantes a empatar a contenda através de um penalti muito discutido. Os senhorenses não se adormentaram e foram em busca do golo que os leva-se à vitoria. Golo que surgiu 4 minutos depois, e que golo, marcado com muita classe, golo de antologia (chapelada) de Joel reforço que veio do Pedrouços, a 15 minutos do fim do jogo, os senhorenses sentenciaram a partida com mais um golpe de cabeça desta vez apontado por Narciso. 

 Próxima jornada chega a vez de defrontar a equipa do Ramaldense na cidade do Porto

LUSITANOS VENDE CARO A DERROTA NA PASTELEIRA

 
1ª Divisão serie 1 AF Porto 2ª jornada 
 Estádio da Pasteleira, Porto 
Árbitro Sérgio Ferreira 
PASTELEIRA 2 OS LUSITANOS 0 
Ao intervalo, 1-0 Golos Diogo (30) Zé Teixeira (90) 

PASTELEIRA: Hugo Dias, Chumbinho, Paiva (Alves 62), Japa, Diogo, Beré, André Sacy, Telmo, Réus (Zé Teixeira 81) e Varela. Treinador César Pinho 

OS LUSITANOS: João, Fabinho, Renato (Bruno Carvalho 46), Saldanha, Tarrelo (Ricardinho 78), Diogo Silva (Suiço 60), Valente (Paulo 78), Meneses, Oliveira, Pedro Carvalho, Zé Bina. Treinador Albino Guerra. 

Os lusitanos deslocaram-se a um terreno particularmente difícil dada a categoria do adversário que assumidamente é um dos candidatos à subida. O resultado final, não traduz de uma forma precisa o que realmente se passou na Pasteleira. Apesar de a vitória assentar bem aos comandados de César Pinho, os homens de Santa Cruz do Bispo, nunca viraram a cara à Luta e venderam muito caro a derrota. 
Diga-se que a chave do êxito foi encontrada no banco, altura em que César Pinho coloca em campo Zé Teixeira, num período que pertencia quase por inteiro aos matosinhenses que quase chegavam a igualdade, mas em cima do minuto 90, sentencia-se o resultado final com um golo obtido por Zé Teixeira. 

Próximo compromisso dia 23 de outubro, na visita do Gulpilhares a Santa Cruz do Bispo.

PERAFITA NÃO CONSEGUE PONTUAR NO SEU HABITAT


Divisão Honra AF Porto 3ª Jornada Estádio do FC Perafita – Perafita Matosinhos
Árbitro: Nuno Lopes
PERAFITA 0 SC CANIDELO 1
Ao intervalo, 0-0, Golo André Azevedo (65)

PERAFITA: Bruno Monteiro, Pelé, Fradinho, Morgado, Dani (Queimado 62), Marco Fafiães, Barbosa e Fábio; Postiga (João Paulo 68), Wiliam e Chico. Treinador Paulo Gentil.

SC CANIDELO: Sérgio Lima, Pinto, Hélder, André, Nuno, Rúben, Maga (José Ferreira 70), Cristiano, Ivandro (Luís Pereira 80), André Azevedo, David Maia, Treinador Ricardo Jorge.

 A equipa de Paulo Gentil, não consegue encontrar o caminho que o leva à vitória nos jogos disputados no seu natural habitat.
Desta feita e depois de uma vitória alcançada fora do seu reduto (em Lever por uma bola azero), os perafitenses baquearam frente ao candidato assumido à subida à Elite.
 Num duelo de candidatos a sorte sorriu aos gaienses, que manifestamente foram felizes na obtenção do triunfo. Os Perafitenses que muito porfiaram no ataque, estiveram desinspirados na hora de rematar À baliza. Valeu o golo solitário de André Azevedo, mantendo o registo 100% vitorioso da sua equipa.

 Próxima jornada FC Perafita desloca-se ao reduto do Ataense (23/10)

PADROENSE PERDULÁRIO EMPATA EM CASA DO LANTERNA VERMELHA


Divisão Elite AF Porto serie 1 - 6ª Jornada 
Complexo Desportivo de Serzedo – Gaia 
Árbitro João Pereira 
SERZEDO 0 PADROENSE 0 

SERZEDO: Clemente, Pedro Silva, Luís (André 33), Diogo Costa, Nunes, Juliano, Arantes, Nando (Filipe 59), Sousa (Pedrinho 72), Ricky (Bruno 59) e João Pedro. Treinador Edgar Barros- 

PADROENSE: Beleza, Leo, Miranda, Ricardo, Medeiros (Rafael 81), João Pinto, André (Fábio 81), Paulinho, Taipa (Barbosa 81), Ivan, Pereira (Hugo 65). Treinador Augusto Mata. 

Os Bravos de Matosinhos, não fizeram melhor do que obter um empate a zero no reduto do último classificado. Num jogo de quase sentido único, a equipa de Augusto Mata pecou no capítulo da finalização esbanjando oportunidades atrás de oportunidades, inclusive também faltou a pontinha de sorte que definem os campeões (uma bola no poste e duas bolas salvas em cima do risco de baliza) foi o culminar de tanta superioridade sobre o adversário que está na elite após repescagem do play off de acesso à Elite 

Próximo encontro está marcado para dia 23 de Outubro, altura em que líder Canelas 2010 visita o padrão da Légua. 

 foto Jorge Peixoto

RESULTADOS JOGOS DO FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS

 
 3ª Eliminatória da Taça da Portugal 
Merelinense 2 LEIXÕES SC 2 (6-7 Penaltis) 

 Divisão D´Elite Serie 1 AF Porto 6ª jornada 

CF Serzedo 0 PADROENSE 0 
LEÇA FC 2 LAVRENSE 2 

 Divisão d Honra da AF Porto 3ª Jornada 

D LEÇA BALIO 0 UD Nogueirense 1 
FC PERAFITA 0 Canidelo 1 
Folgosa Maia 1 FC INFESTA 0 

 1ª Divisão AF Porto Serie 1 - 2ª Jornada 

ADR Pasteleira 2 OS LUSITANOS 0 
Perosinho 0 CUSTÓIAS FC 1 

 2ª Divisão AF Porto Serie 1 – 2ª Jornada 

Inter de Milheirós 1 GD ALDEIA NOVA 2 
SENHORA DA HORA 3 Candal B 1

domingo, 16 de outubro de 2016

LEIXÕES SEGUE EM FRENTE, FORAM PRECISOS PENALTIS APÓS 120 MINUTOS


RICARDO MOURA HERÓI DA TAÇA

Estádio João Soares Vieira, em Merelim S. Pedro, Braga. 
Árbitro: André Neto (Associação de Futebol de Vila Real). 
MERILINENSE 2 LEIXÕES 2 
 Ao intervalo: 1-2. Golos, Manuel José (26 gp) Tanela, (32 gp ) Gonçalo Gregório, (45) e Canetas, (85) 6-7 No desempate por grande penalidades (André Teixeira marcou o penalti da qualificação) 

Merelinense: Marcos, Miguel Ângelo (Davide, 73), Luiz Alberto, João Faria, Miguel, Beck, Vasco Braga, Crespo, Diogo Torres, Telmo (Bié, 57) e Tanela (Canetas, 78). Treinador: Micael Sequeira. 

Leixões: Ricardo Moura, Jorge Silva, André Teixeira, Wellington, João Lucas, Bruno China, Rui Cardoso, Wei (Lamas, 57), Ludovic (Fatai, 64), Manuel José e Gonçalo Gregório (Bruno Henrique, 80). Treinador: Filipe Coelho. 

O Leixões, da 2.ª Liga, venceu este domingo o Merelinense, do Campeonato de Portugal, por 7-6, no desempate por grandes penalidades, após 2-2 no prolongamento, e qualificou-se para a quarta eliminatória da Taça de Portugal. A fazer um mau campeonato (apenas uma vitória em dez jornadas), o Leixões sentiu muitas dificuldades em Merelim S. Pedro, na periferia de Braga, e só no desempate por grandes penalidades se superiorizou a uma equipa muito aguerrida e que esteve muito perto de vencer a partida. O guarda-redes Ricardo Moura foi o herói da equipa de Matosinhos ao defender duas grandes penalidades, tendo o defesa central André Teixeira marcado a 16.ª e decisiva, mas Canetas, que tinha empatado o jogo aos 85 minutos, desperdiçou uma grande oportunidade para o Merelinense vencer, em cima dos 120 minutos.

DERBI - EMPATE A 2-2 NUM JOGO BASTANTE EMOTIVO

Divisão D´Elite Serie 1 AF Porto 6ª jornada Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira 
Árbitro Tiago Loureiro 
LEÇA FC 2 UD LAVRENSE 2 
Ao intervalo 1-1, Golos, Kaká (16), Pedras (31), Álvaro (50) e Zé Campos (65 gp). 

LEÇA: Diogo, Crista (Tiago Borges 73), Noura, Bruno Freitas e Alex (Jota 73) ; Marcos, Paulo Lopes (David 46) e Pedras; Areias (Caldas 78), Álvaro e Joel. Treinador Domingos. 

LAVRENSE: Tiago Oliveira, Amílcar, Pedro Gomes, Ramos e Abílio; Huguinho, Wendel e Zé Campos (TiagoRibeiro 84); Tiago Cavalho, Paulinho (Letra 61) e Kaká (Couto 84). Treinador Leandro Cunha.
 

Grande jogo protagonizado por ambos os conjuntos em contraste com tempo que se fez sentir (cinzento e chuvoso) 
Golos e emoção até ao fim, expectante que prendeu os espectadores no que concerne ao vencedor do encontro. 

Começou melhor os visitantes e Paulinho quase faz golo quando de livre direto atira forte e colocado não passando muito longe do alvo. Golo que surgiu através de um lance rápido concluído por Kaká, que depois de passar por Diogo atirou vitorioso à baliza deserta. Responde o Leça á passagem do minuto 26, por Pedras, lançado de trás por Noura e já em dificuldade remata mas Tiago Oliveira nega o golo a goleador leceiro. Aos 30 minutos, Álvaro aparece com perigo dentro da pequena área, na confusão a bola sobra para Marcos que longe remata para Tiago corresponder com uma defesa vistosa. No lance praticamente a seguir, Pedras empata a partida com a frieza que lhe reconhecida quando na cara do guarda redes, remata rasteiro ao poste mais distante sem hipóteses para Tiago Oliveira. 

   

O Segundo tempo, o Leça aparece com David no Lugar de Paulo Lopes que ficou nas cabines, e à passagem do minuto 50, Álvaro obtém o golo da reviravolta, diga-se com justiça. O Leça empolgado, quase marca de novo pouco tempo depois, mas Tiago Oliveira, quanto a nós o melhor em campo, nega autenticamente o terceiro do Leça ao avançado reforço que veio do Os Lusitanos. À passagem do minuto 65 a equipa Lavrense chega ao empate através de uma grande penalidade, discutida (Bruno Freitas ao fazer o carrinho para cortar, desliza no terreno e toca? a bola com o braço) chamado a conversão, Zé Campos não perdoa. Insiste a turma orientada por Leandro Cunha e Wendel dispara de fora da área e Diogo responde com segurança. O Leça tenta o último forcing e a 4 minutos do fim vê o golo negado pelo poste esquerdo da baliza de Tiago Oliveira, corte defeituoso de Abílio para sua própria baliza. Tenta o Leça mas era dia de São Tiago (Oliveira) que mais uma vez evita o golo quase certo da turma local, em cima do minuto 90, é a vez de Tiago Carvalho atira com perigo à baliza mas Diogo responde com firmeza. 

 Em suma: Resultado justo embora o conjunto da casa estivesse mais perto dos três pontos, mas esbarraram numa tarde muito positiva do jovem guardião que outrora foi leceiro. 

 A destacar a bravura com que os lances forma disputados e a registar o facto do desenrolar da partida ser com bastante fair play entre os intervenientes.

sábado, 15 de outubro de 2016

DE NOVO A VENCER… GRANDE REGRESSO OFICAL DO GDAN

 
2ª JORNADA DA 2ª DIVISÃO SERIE 1 AF PORTO 
Municipal de Gondim – Maia 
INTER DE MILHEIRÓS 1 GD ALDEIA NOVA 2 

O Municipal de Gondim – Maia, foi palco do jogo Inter Milheirós Um jogo com uma 1ª parte que se poderia equiparar ao tempo, cinzento e frio, sem futebol prático e com pouca lucidez. De facto a 1 ª parte foi praticamente jogada com alma e coração, sobressaindo o golo de Paulo Duarte a inaugurar o marcador para o GD Aldeia Nova. 

2º parte, mais dinâmica e emotiva e mais futebol. A equipa da “ casa” reentrou com o claro objectivo de procurar marcar o seu golo, e que por diversas vezes esteve próximo de o fazer, tendo, o se não e esquecendo-se dos perigosos contra ataques dos avançados do GDAN que também poderiam fazer mossa por 2 ou 3 vezes, se não fosse a pouca convicção dos seus avançados e a excelente exibição do guarda-redes do Inter. Ao minuto 78 Chico faz os dois a zero para o GDAN, e quando poucos o esperavam o Inter, com raça e determinação lança-se determinadamente ao ataque e começa a empurrar o seu adversário para o seu ultimo reduto defensivo, resultado disso mesmo,marca o seu golo pelo seu Capitão e começa a acreditar que é possível chegar à igualdade, tendo em conta que estava a jogar conta 10, “Braga, central do GDAN é expulso com vermelho directo”. 

Um jogo entre duas equipas aguerridas mas a cometer demasiadas faltas. O Inter acabou os últimos minutos por cima, mas mais a penalizar o GDAN que sofreu por culpa própria, visto ter tido argumentos para que tal não acontecesse. 
Resultado final aceitável pelo que se passou em campo nos 90 minutos. Aspecto Positivo; As boas intervenções por parte dos dois guarda-redes. Aspecto Negativo; Demasiadas faltas o que originou bastante perca de tempo.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

MISTER GAITEIRO ESTÁ DE "OLHO" NO REGRESSO (tenho de facto algumas situações que me levam a crer que está para breve)


António Gaiterio, treinador de futebol, natural de Matosinhos, já com uma longa carreira no futebol distrital tendo inclusive o seu nome escrito no livro dos recordes mundiais “Guinnes Book”, tempos vão em que deixou o comando técnico do São Martinho (Sto tirso) e daí para cá não mais treinou. 
É o grande obreiro a par de António Santana, do caminho que levou o FC Perafita ao CNS agora Campeonato de Portugal, conhecedor profundo do futebol distrital, tem na bagagem a empatia de vários jogadores que outrora por ele passaram. 
Pessoa simples e de trato fácil…este é o Gaiteiro. 
Juventude de Matosinhos, Leões da Agra (Fut amador) Medense, Progresso, Custóias FC, Leça do Balio e Perafita, São Martinho, fazem parte do seu já longo percurso no futebol. 

 MITCHFOOT - Um treinador com o seu curriculum, ainda não está a treinar, disse-me antes de a época se iniciar, de que esta estaria a treinar de certeza, só não sabia onde…o porquê desta situação?
MISTER GAITEIRO: É verdade, tive conversas com um presidente ao telefone que me disse que eu seria o seu treinador e para não me comprometer com alguém sem que antes falasse com ele, eu como sou homem de palavra, cumpri e fui adiando decisões e com é óbvio fui perdendo algum espaço (…) depois e pouco antes da época começar constato que o mesmo já teria contratado um treinador para sua equipa. Digo te também que um dos principais motivos de não estar já a treinar, prende-se com o facto, não fazer como alguns que se vão mexendo nos bastidores, atropelando tudo e todos para conseguirem o comando das equipas (…) eu não o faço! Tenho provas dadas da minha competência e é por ela que assumo um projecto. Posso te dizer também que pelo meu curriculum e experiência, os clube julgam de que o Gaiteiro é um treinador caro (risos) inclusive têm receio de me contactarem, julgando que eu não aceitaria qualquer divisão…(risos) eu sou treinador de futebol, não sou treinador de divisão superior ou inferior, apenas faço o meu trabalho para qual sou contratado, seja ele na 2ª distrital, seja nos Campeonatos de Portugal, o que exijo é que seja um projecto credível e sustentado e que tenha objectivos bem definidos e quanto mais aliciantes melhor 

MITCHFOOT - Tem recebido convites para treinar? 
MISTER GAITEIRO - Posso dizer que já declinei alguns convites, alguns até muito aliciantes, equipas da Elite e uma do Campeonato de Portugal inclusive, só que fugiam muito em termos de localização ao que perspectivei. Curiosamente, recebo telefonemas, mensagens quase diárias do género que passo a citar “então mister sempre é desta? Ouvi falar de que vai para este ou para aquele clube (risos)…verdade! de que o seu nome está em cima da mesa e que é seguro que vai para lá” (risos)…Só que ainda nada aconteceu nesse sentido e também não estou muito preocupado, quando acontecer…então sim sentamo-nos e conversamos. 

MITCHFOOT- O que vai na cabeça de um treinador com uma longa carreira de sucesso e que deixou marca prestigiada pelos clubes por onde passou? 
MISTER GAITERIO - Sabes, estou muito surpreendido por tudo o que venho a constatar dentro do futebol, talvez pela minha sinceridade, digo te até que estou desiludido com algumas pessoas…pela falta de reconhecimento de um trajeto que fala por si. Muitos estão surpreendidos por este afastamento demasiado longo…eu também! Mas este motivo faz-me mais forte, faz-me perder alguma da ingenuidade que é própria numa pessoa humilde como eu. Mas como já referi, isto torna-me mais forte e com mais vontade de vencer 

MITCHFOOT - Sente falta do cheiro e da essência do futebol dentro das quatro linhas? 
MISTER GAITEIRO - É óbvio que sim, tenho necessidade disso, eu preciso do futebol quase para respirar…são muitos anos a tomar banho fora de casa (risos) são muitos anos a jantar tardiamente (risos) sinto falta de facto de tudo o que evolve o jogo propriamente dito. 

MITCHFOOT - Em breve vamos ter o regresso ao futebol do mister Gaiteiro? 
MISTER GAITEIRO - Por mim era já hoje! (risos) Vamos ver o acontece, tenho de facto algumas situações que me levam a crer que está para breve, mas o futuro a Deus pertence

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

REVIRAVOLTA COM GRANDE CORAÇÃO

 
 1ª Divisão Serie 1 A F Porto 
Parque de Jogos, Domingos Soares Lopes em Santa Cruz do Bispo 
Árbitro: Rúben Pinto. 
OS LUSITANOS 5 FC FOZ 4 
Ao intervalo, 2-2 Golos Meneses (4 e 68) Bruno (12 e 24) Pedro Carvalho (27) Teixeira (47 pb), Montenegro (65) Suiço (78), Oliveira 90+3). 

OS LUSITANOS: João, Fabinho, Renato, Saldanha, Hugo Terrelo, Ricardinho (Suiço 46), Valente (Teixeira 46/ Diogo 66), Meneses (Nogueira 79), Oliveira, Pedro Carvalho e Zé Bina. Treinador Albino Guerra. 

FC FOZ: Fabricio, Montenegro, Pedro Teixeira, Stam, Zézito, Herminio (Lobo 78), Nuno Madureira, Pipoca, Bruno (Pedro Reis 78), Edu (Kaká 68), Rascão (Gui 78). Treinador Álvaro Madureira.

Num jogo carregado de emoção do princípio ao fim, a equipa aurinegra de Santa Cruz alcançou uma vitória pouco comum, com felicidade mas com toda a justiça 

 Começando melhor o encontro e logo com um golo de Meneses logo nos minutos iniciais. A boa equipa do Foz, não se fez rogada e respondeu com dois golos de rajada. Pedro Carvalho empata de novo o jogo à passagem da meia hora de jogo, numa primeira parte de parada e resposta. 
No primeiro quarto de hora do segundo tempo, os visitantes marcam por duas vezes, dando a ideia que tinham sentenciado o jogo…mas Meneses reduziu logo a seguir, fazendo acreditar os homens comandados por Albino Guerra que um resultado positivo era possível. Suiço empata de novo o jogo à passagem do minuto 78" 4 – 4, oito golos num jogo espetacularmente ofensivo, que agarrava os espectadores à indecisão do desfecho final. Mas em período de descontos, Oliveira com o oportunismo que lhe é reconhecido, responde bem a um cruzamento de Pedro Carvalho e fecha o score a 5-4. 
No final a festa foi da equipa e dos adeptos da casa que exaltaram de alegria. 
Próxima jornada a equipa de Santa Cruz do Bispo vai ao Pasteleira.

LEÇA DO BALIO PERDE EM CASA EMPRESTADA DO ERMESINDE.

 
Divisão de Honra AF Porto Jornada 2 
Complexo Desportivo de Arcozelo 
Árbitro: Luís Rocha 
ERMESINDE 1936 2 D LEÇA DO BALIO 0 
Ao intervalo, 1-0. Golos Nuno Almeida Alex (27) Luís Coentrão (75). 

ERMESINDE 1936: Miguel Matos, Pacheco, Pararradas, Chico, Carlos, Gustavo (Quim 58), Fajó e Luís Coentrão (Diogo Loureiro 83), Nuno Almeida (Sousa 83), Poeira e Alex (Nando 58). Treinador Jorge Lopes. 

D LEÇA DO BALIO: Mota, Mourão (Tiago 83), Pedro Cardigos, Miguel Cunha, Guedes; Brandão (Gandra 83), Rafa (Ricardo 52) e Malta; Carlos Diogo (Pedro Reis 45), David Kistenmacker e Grade. Treinador Manuel Gonçalves. 

 O facto da equipa do Ermesinde ter jogado em casa emprestada, não o fez desacreditar nas suas potencialidades e jogando um futebol mais objectivo, conquistou os três pontos de uma forma justa. Inclusivamente os postes da baliza à guarda de Miguel Mota evitaram uma diferença maior de golos no primeiro tempo de jogo. 

 No segundo tempo, as coisas já se equilibraram mais, e os Balienses poderiam ter chegado ao empate, mas Lúis Coentrão, a quinze minutos do final do jogo fez o segundo para o Ermesinde, sentenciando o jogo. 
Próxima jornada o DLB recebe a equipa do Nogueirense

LEÇA PRAGMÁTICO ALCANÇA UM PONTO EM VALADARES

 
DIVISÃO D´ ELITE A F PORTO 
 Jornada 5 
 Complexo Desportivo de Valadares 
 Árbitro: João Martins 
 VALADARES GAIA 1 LEÇA FC 1 
 Ao intervalo, 0-0 golos Mimba (76) Jota (86) 

VALADARES GAIA: Hélder Costa (Guilherme 52) João Dias (Ricardinho 52), Bruninho (Johny 62), Jorge (Mimba 62), Mansilha, Vítor Lobo, Daniel, Emerson, Paulo Campos, Joãozinho e Banjai, Treinador Jorge Silva. 

LEÇA FC: Diogo, Joel ( Jota 77) Noura, André Rocha, Alex, Bruno Freitas ( David ) Miguel ( Álvaro 68) Marcos Silva, Paulo Lopes ( Tiago Borges 77 ) Areias ( Crista 77 ) e Pedras. Treinador Domingos

   
Encarando o jogo de uma forma mais pragmática, a equipa leceira consciente das dificuldades entrou no jogo mais comedida, jogando na expectativa, esperando pelo adversário, e de quando em vez, espreitando o contra ataque. Os da casa, mas insistentes no ataque chamaram a si o comando do Jogo, não conseguindo com tudo materializar a sua supremacia em golos. O intervalo chegou com as equipas empatadas a zero. 

 
No segundo tempo o, caris do jogo não se alterou. E à passagem do minuto 76, Mimba (um ex Leça) a passe de Vítor Lobo, dá vantagem ao Valadares de uma forma justa e espectável. Quando tudo indicava que os comandados de Jorge Silva conquistassem os três pontos, Jota faz um empate após excelente jogada de Álvaro pelo flanco direito. O Leça acabou com menos um jogador em campo, André Rocha expulso, por duplo Amarelo aos 90 minutos. 
Próxima Jornada a equipa do Leça recebe no seu reduto a equipa de Lavra num dérbi de Matosinhos.

Fotos Domingos Lobo 

domingo, 9 de outubro de 2016

RESULTADOS FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS



Divisão D´Elite Pro-Nacional AF Porto 
PADROENSE 1 Maia Lidador 2 
Valadares Gaia 1 LEÇA FC 1 
LAVRENSE 0 Varzim B 1 

Divisão d Honra da AF Porto 2ª Jornada 
Ermesinde 1936 2 D LEÇA BALIO 0 
Leverense 0 FC PERAFITA 1 
FC INFESTA 1 Nun`Álvares 1 

1ª Divisão AF Porto Serie 1 - 1ª Jornada 
OS LUSITANOS 5 FC Foz 4 
CUSTÓIAS FC 4 AD Balasar 1 

2ª Divisão AF Porto Serie 1 – 1ª Jornada 
GD ALDEIA NOVA 4 Desp. Portugal 1 
S.Félix da Marinha 1 SC SENHORA DA HORA 1

GDAN ABRE O CAMPEONATO IMPONDO UMA GOLEADA

GD Aldeia Nova entra com pé direito. 

Complexo Desportivo Aldeia Nova – Perafita 
 1ª Jornada da 2ª Divisão serie 1 AF Porto 
 GD ALDEIA NOVA 4 DESP. PORTUGAL 1 
Ao intervalo: 1-1 Golos: Simeão (23) João (45) Diogo Rosas (55) Correia (86) Quintas (89) 

GD ALDEIA NOVA: Vitor, Alex, Braga ”Cap”, Sérgio, Xincas, Quintas, Ema, Pedro Rosas, Diogo Rosas, Simeão, Zé Paulo Suplentes; Guilherme, João Paulo, Gonçalo, Correia, Berna, Vieira, Xico. Treinador João Rosas 

 Após vários anos ausentes da competição de seniores, o GDAN iniciou o seu campeonato de forma brilhante, ao receber e vencer o Desportivo de Portugal por 4 x 1. 

Uma 1ª parte em que o equilíbrio persistiu, mais pela culpa do fantasma da pré época e pelo nervosismo do 1º jogo, em que ambas as equipas jogaram mais com o coração do que com a cabeça, muita tentativa de futebol direto, muita luta mas também com alguma confusão, consequência disso foi o facto das duas equipas irem para o intervalo com um empate a 1 golo. 

2ª Parte, o Desp Portugal entrou aguerrido e a querer demonstrar que estava em Perafita para conquistar os 3 pontos, contudo encontrou uma equipa que veio do intervalo com a lição bem estudado e que neutralizou por completo as investidas dos avançados portuenses, instalando-se no meio campo adversário e utilizando a sua melhor arma “contra ataque” e a ser eficaz na finalização, foi construindo um resultado satisfatória para as suas pretensões. Engana-se quem pense que o GDAN teve um jogo fácil, o Desp. Portugal demonstrou que tem e vai ter uma palavra a dizer neste campeonato. 

Nota positiva; Vai para Diogo Rosas, este “miúdo” jogou e fez jogar toda a equipa, um verdadeiro quebra-cabeças no meio campo, com excelentes pormenores futebolísticos. 
 Nota Negativa; A exclusão da convocatória á ultima hora de Joca por problemas “Abcesso dentário“

PADROENSE PERMITE REVIRAVOLTA À EQUIPA MAIATA (Pedras abriu o caminho...)

 
DIVISÃO D´ ELITE A F PORTO Jornada 5 
Estadio do Padroense FC – Padrão da Légua - Senhora da Hora
Árbitro: Pedro Pereira 
Padroense F.C 1 Maia Lidador 2 
 Golos, Meneses ( 28) Pedras (73) e Dinando (81)

 
Pedras abriu o caminho... 

PADROENSE: Beleza, Leo, Meneses,(Fabio45 m ) Miranda, Hugo (Pereira (63 m), Alex,(Renato 70) João Pinto, André (Ricardo 63) Ivan (Medeiros (63 m)Barbosa e Taipa. Treinador Augusto Mata 

MAIA LIDADOR: Rui Costa, Dani (João 45), Ricardo, Dinando (Sérgio 86 m) Mateus, Luís Castro, Romário, Pedras, Lico ,Pedro Rocha, Hugo Teixeira. Treinador Pedro Ferreira

   
Jogo muito intenso com registos de bom futebol. começou melhor a equipa dos Bravos de Matosinhos que abriram o activo à passagem da meia hora de jogo, por Meneses, reforço que veio do Sousense. Resultado com que se atingiu o intervalo. 

No segundo tempo veio a remontada, conseguida pelos maiatos de uma forma bastante feliz, pois antes o avançado Hugo (Padroense) reforço que veio o D L Balio, teve duas chances de elevar para 2-0, primeiro de cabeça e segundo a atirar ao poste. Mas de livre direto apontado pelo goleador Pedras ex Leixões o Maia chega ao empate, abrindo prespectivas para o que veio a confirmar-se, o segundo golo dos forasteiros apontado por Dinando aos 83 minutos. 

 Próxima jornada a equipa do Padroense desloca-se a Serzedo- Gaia para defrontar a equipa local no dia 16/10. 

 Fotos c/ DR

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC