RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 21 de abril de 2013

SENHORA DA HORA EMPATA, NUM JOGO EM QUE FOI SEMPRE SUPERIOR.



AF Porto - 1ª Divisão Série 1 2012/13 | Jornada 30
Estádio do SCS Hora
Árbitro, Tiago Cabral
SENHORA DA HORA 1 VILA FC 1
Ao intervalo, 0-0, marcadores Pedro Gil (75`) Andrade (82`)
 
SCS HORA: Tiago Oliveira, Fabinho (Freire), Ramalho, Tiago Costa e Bruno Pereira; Kennedy, Jordan e Joel, Rafael Rezende (João Pinto), Andrade e Ivo. Treinador Joca
 
Numa tarde de sol brilhante, o jogo foi disputado de uma forma intensa, mas sempre com sinal mais da equipa do Senhora da Hora, que no primeiro tempo criou, através de Rafael Rezende e Jordan, as melhores oportunidades para abrir o marcador. A equipa visitante, trazia a lição bem estudada, que passava por não perder o jogo, para manter os senhorenses a quatro pontos de distancia, no primeiro tempo, quase não importunou o guarda-redes da casa.
 
No segundo tempo o cariz do jogo não se alterou, Senhora da Hora, sempre com sinal mais, desfrutou de duas excelentes e soberanas oportunidades para se adiantar no marcador, aos 48`Andrade consegue isolar-se pela esquerda e só com o guarda-redes forasteiro pela frente, permite que este desvia para canto. 53 minutos, Ivo pedre tempo de remate, quando tinha tudo para o fazer, gorando-se a oportunidade. O Vila, não conseguia jogar em todo o terreno, perdendo-se no meio campo senhorense. Porfiam no ataque os senhorenses, mas sem resultados práticos, até que aos 75`minutos, depois de uma falta, não assinalada contra os gaienses, a defensiva da casa para desconcentra-se e permite o golo forasteiro, depois de uma grande intervenção de Tiago Oliveira, a bola sobra para Pedro Gil, que de forma acrobática faz o golo. Duro golpe nas pretensões senhorenses, que não deixaram de acreditar num resultado positivo, e aos 82`empatam a partida por Andrade, à ponta de lança, mais forte no um para um, desfere um remate forte e colocado, não dando hipóteses ao guarda-redes. Até ao fim mister Joca tentou tudo, acabou o jogo com 4 avançados, mas a sorte nada quis neste jogo com os senhorenses, Resultado injusto, que serve as pretensões dos visitantes.
 
O árbitro do encontro, que até teve nota positiva na primeira parte, o descanso fez-lhe mal, pois no segundo tempo equivocou-se por várias vezes, com prejuizo senhorense

DECIDIDO! PADROENSE FICA COM A LANTERNA VERMELHA


 
Num jogo entre os dois últimos, e já despromovidos, classificados do campeonato, foi o Infesta que levou a melhor, garantindo com a vitoria por 2-1, o 15º lugar, entregando o último posto da tabela ao seu rival e vizinho Padroense.
 
INFESTA: Isac, Carlos Pinto, Rui Jorge, Tiago Jonas, Pedro Pereira, João Reis, Vitinha I, Tiago Veiga (André Maia, 75'), Vitinha II (Digas, 67'), Bruninho (Ricardinho, 81') e Magalhães.
 
O Infesta venceu, mas foi o Padroense que entrou melhor na partida. A equipa de Ferreirinha, teve mais posse de bola e chegou mais vezes ao ataque, porém, poucas foram as oportunidades de inaugurar o marcador. O primeiro remate com algum perigo, aconteceu aos 12 minutos, quando o ex-infestista Gonçalo deixou na direita em João Amaral e este, já dentro da área, rematou cruzado ao lado da baliza de Isac. O Infesta aos poucos encontrou-se e aos 25 minutos teve a primeira oportunidade por Rui Jorge que de cabeça, remata ao lado após canto marcado da direita por Vitinha I. No minuto seguinte, Chico desmarca Miguel que fica isolado perante Isac, mas a saída aos pés por parte do guarda-redes infestista, foi determinante para que Miguel dê-se um toque com muita força para o lado, na tentativa de desviar a bola do lance, acabando a mesma por sair pela linha de fundo. Aos 31 minutos, Paulinho de livre atira directo com a bola a passar ao lado da baliza de Isac. Oito minutos depois, Armando rasteira o avançado Magalhães dentro da área. O árbitro bem colocado, assinala grande penalidade a favor do Infesta que Vitinha I não desperdiçou, inaugurando o marcador. Aos 42 minutos, uma falha do central Armando, quase dá o segundo golo do Infesta, pois Bruninho acreditou que podia ganhar o lance e de costas para a baliza, remata mas a bola saiu ao lado. Ao intervalo, o Infesta vencia por 1-0.
 
Na segunda metade, o Padroense entrou novamente melhor e conseguiu chegar mesmo ao golo do empate aos 50 minutos. Num canto batido da esquerda, Gonçalo de cabeça consegue desfeitear o seu antigo companheiro de equipa e empatou a partida. Isac nada podia fazer. O guarda-redes do Infesta esteve em destaque dois minutos depois quando defende com uma palmada para canto, um remate de Dudu à entrada da área. Aos 65 minutos, contra-ataque rápido do Padroense, Miguel pela esquerda, cruza rasteiro para a entrada da área onde aparece Gonçalo que de primeira, atira para mais uma grande defesa de Isac. O Infesta responde pouco depois, Pedro Pereira cruza da esquerda atrasado para Bruninho que amortece com o peito para o recém-entrado Digas, atirar por cima da baliza de Marco. Aos 73 minutos, canto da direita de Vitinha I e Magalhães a aparecer ao segundo poste mas a cabecear ao lado da baliza. Jogada tirada a papel químico três minutos depois mas na baliza contrária, com Areias a cabecear ao lado. Aos 78 minutos, Bruninho cruza da direita, Magalhães falha a emenda de cabeça ao primeiro poste e Vitinha I sozinho, atira de primeira por cima da baliza. Aos 83 minutos, novo canto para o Infesta, a bola cruzada de Vitinha I vai muito chegada ao primeiro poste, o guarda-redes forasteiro, Marco, defende mas deixa cair a bola e Rui Jorge, na emenda, atira muito por cima. Adivinhava-se o golo para qualquer um dos lados e o Padroense esteve perto de o fazer em cima do minuto 90, quando Miguel ganha uma bola pela esquerda na linha de fundo, cruza para o primeiro poste onde está Gonçalo que remata mas Isac, mais uma vez, em grande plano ao fazer a defesa da tarde. O Infesta num rápido ataque, chega ao golo da vitoria. Pedro Pereira cruza da esquerda para a área onde está Vitinha I, este com todo o tempo do mundo, cruza rasteiro para o segundo poste onde aparece Magalhães à boca da baliza, fazendo o golo que dá a vitoria ao Infesta por 2-1. O Infesta com esta vitoria, soma mais três pontos passando a ter agora, 24, mais 3 que o Padroense.
 
 A equipa de José Manuel Ribeiro, vai agora disputar a última jornada em Mirandela, frente a uma equipa que já não tem hipótese matemáticas de subir de divisão pois empatou a três bolas em Fafe. O árbitro da partida, Pedro Campos da A.F.Porto, não esteve à altura do jogo, cometendo erros que prejudicaram ambas as equipas, embora nenhum deles tenha tido influência no resultado final.
 
in FC INFESTA

RESULTADOS DE 21 DE ABRIL DE 2013



Resultados dos clubes de Matosinhos

LEIXÕES 2 FC PORTO B 1

INFESTA 2 PADROENSE 1

SERZEDELO 2 LEÇA 1

PERAFITA 2 D.SANDINENSES 0

SENHORA DA HORA 1 VILA FC 1
CUSTÓIAS 3 LAVRENSE 1
AVINTES 1 LEÇA DO BALIO 0

ALDEIA NOVA 0 LUSITANOS 0

MAILO COLOCA LEIXÕES PROVISORIAMENTE NO 2º LUGAR


SEGUNDA LIGA 37ª JORNADA
Estádio do Mar em Matosinhos
Árbitro: Bruno Esteves (Setúbal).
Ao intervalo: 0-1.Marcadores: 0-1, Tozé, 38 minutos. 1-1, Malafaia, 52. 2-1, Mailo, 87.
 
LEIXÕES:Rui Sacramento, Gonçalo Graça, Nuno Silva, Zé Pedro (Kizito, 69), Sequeira, Fábio Santos, Hernâni, Malafaia (Cadinha, 57), Luís Silva, Tiago Borges (Moedas, 90) e Mailo. Treinador: Pedro Correia.
 
FC PORTO B:Stefanovic, David Bruno, Abdoulaye, Zé António, Quino, Mikel (Fábio Martins, 90), Kelvin (Sérgio Oliveira, 55), Michael, Tozé, Sebá e Caballero (Dellatorre, 79). Treinador: Rui Gomes
 
 
 
O cabo-verdiano Mailo marcou o golo que deu a vitória do Leixões por 2-1 na receção ao FC Porto B. Numa grande partida intensa e emocionante, os portistas marcaram primeiro por Tozé (38 minutos), mas o Leixões recuperou na segunda parte, empatando através de Malafaia (52) e fazendo o 2-1 final graças uma cabeçada certeira de Mailo (87).
 
Duas grandes equipas, que se bateram com dignidade, na luta pelos três pontos, num encontro mal dirigido pelo setubalense Bruno Esteves, que se equivocou por diversas vezes. Nem com os (reforços Abdoulaye, Quino e Kelvin) atletas que habitualmente trabalham com o plantel principal portista, os dragões conseguiram interromper a serie positiva dos homens do Mar.
 
No primeiro tempo os visitantes foram mais perigosos, mas encontraram pela frente um guarda-redes, em grande forma, que com exibições consistentes, tem-se revelado preponderante na equipa leixonense, mas o intervalo chegou com a vitória dos azuis por uma bola a zero, com o golo a ser apontado por Tóze de livre direto.
 
No segundo tempo, já deu mais Leixões, que tirou partido da expulsão de Michael, por acumulação de amarelos, por pertença falta sobre Hernâni (Michael que já não deveria estar em campo desde o minuto 35 primeira parte, altura em que teve uma entrada violenta que bem podia tira-lo do terreno de jogo, ao invés Pedro Correia recebeu ordem de expulsão). No minuto 52, surge o golo do empate, marcado por Malafaia, que se limitou a empurrar a bola para baliza, depois de um cabeceamento de Mailo que Stefanovic defendeu. Mesmo com os forasteiros reduzidos a dez elementos, o jogo entrou numa toada de equilíbrio e, foi já perto do fim que a equipa leixonense concretizou a remontada (87`) Mailo antecipa-se de cabeça a Abdoulaye, e faz balançar as redes criando uma forte explosão de alegria nas hostes leixonenses que à condição posicionam-se no segundo posto da tabela.
 
 

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC