RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 26 de março de 2012

INESPERIÊNCIA TRAMA SENHORENSES


1ª Divisão AF Porto Serie 2 28ª Jornada
Complexo Desportivo do SC Senhora da Hora
Árbitro João Pereira
SCS HORA 0 VALONGUENSE 2
Ao intervalo, 0-0, marcadores Palheira (65) e Igor (78)

S C S HORA: Gamito, Moreira (Kaka), Ramalho, Leandro, Diogo; Fábio, Ricardo, Serrão; João Luís, Ferrer e Luís (Bruninho) Treinador Joca

VALONGUENSE: Dida, Nuno, Barbosa, Baresi e Vital; Gil, Queirós e Custódio (Marcelo), Pedro Mendes (Mendes) Igor e Vitinha (Palheira) Treinador José Cunha

Jogo sem muito para contar, devido à fraca qualidade de futebol praticado. A mais experiencia da equipa visitante, que luta com o objetivo de subida, sendo até esta altura líder, com três pontos de vantagem sobre o segundo classificado, foi determinante no desfecho a seu favor.
As duas equipas durante a primeira parte fizeram um jogo pouco agradável de seguir, com poucas possibilidades de golo para ambas as partes.
O Senhora da Hora entrou bem na segunda parte e sofreu um golo contra a corrente de jogo, desde aí o árbitro poucas possibilidades deu ao SCSH de jogar, assinalando muitas faltas beneficiando nitidamente o Valonguense. Numa dessas faltas frontais à baliza, aconteceu o segundo golo com algumas culpas para o guarda-redes Gamito.
A equipa senhorense, apesar de sair derrotada, não merecia perder este encontro.

Má arbitragem prejudicando o Senhora da Hora, marcando faltas sempre para o mesmo lado parecendo que o Valonguense não fazia faltas.

A F PORTO - DERBI MATOSINHENSE NO ESCALÃO DE INICIADOS

Leça F.C. VS Padroense F.C.

Domingo, 1 de Abril às 11:00 em Complexo Desportivo Leça Da Palmeira (Bateria)
Duas equipas do Concelho de Matosinhos que se encontram a disputar os lugares de acesso à fase final da 1ª Divisão AFP que permitirá a uma delas lutar pela subida ao Nacional.

Leça é 2º com 71 pontos e o Padroense 3º com 69, é a última jornada e o 2º lugar dá acesso à fase final de subida ao nacional.


Leça Futebol clube - Iniciados


Padroense Futebol Clube - Iniciados

COMPAREÇAM EM MASSA PARA APOIAR OS JOVENS JOGADORES DO FUTEBOL DE MATOSINHOS

Matosinhos não foge à regra, o futuro dos clubes, passa pela formação de jovens atletas

FUTEBOL DE FORMAÇÃO TEM DE VINGAR!

CUSTÓIAS COM DIFICULDADE NA LUTA PELA PREMANÊNCIA


AF Porto Divisão Honra 2011/12 Jornada 27
Estádio Do Tourão – Sandim – Gaia
Árbitro – Luís Machado
D. SANDINENSES 4 CUSTÓIAS FC 2
Ao intervalo, 2-0, marcadores, Nuno velha (25`) Bruno Gomes (28`) Edu (71 gp) Márcio (77`) Luizão (84`) e Tiago (85`).

D SANDINENSES: Paredes, Preto, Wilson, Bruno Gomes e Rui Sousa; Miguel (Jesus), Pedro Abel e Pedrito (Ivo), Bruno Rocha, Nuno Velha e Márcio (Tiago). Treinador Ricardo Jorge

CUSTÓIAS: Márcio, Pessoa, Luizão, Edu e Nuno Ribeiro; João Dias, Renato (Caramalho) e Magalhães (Mário Rui); Gandarela (Nuno Santos), Tiago Carvalho e David. Treinador Paulo Silva

Num jogo em que estava em disputa a luta pela permanência, a equipa da casa foi mais feliz e venceu a partida, precisando apenas de 3`minutos na primeira parte para sentenciar o jogo no que diz respeito ao vencedor.


Jogo emotivo e bem disputado, a vitória assenta bem ao conjunto da casa, embora o empate não destoa-se, pois a equipa do Custóias, vendeu cara a derrota e por diversas vezes, este a beira de empatar a contenda. A equipa de Matosinhos, pode queixar-se de duas grandes penalidades, não sancionadas pelo árbitro em seu favor, uma sobre o médio Mário Rui, e outra sobre o avançado Nuno Santos, este autenticamente atropelado pelo defensor gaiense, quando resultado se encontrava em 3-2.

Próxima jornada o conjunto custóiense, recebe no seu habitat a equipa do Salgueiros 08, para a 28ª jornada da Divisão de Honra da AF Porto.

PADROENSE VENCE EQUIPA DOS AÇORES


II Divisão Zona Centro 2011/12 Jornada 25
Estádio do Padroense FC - Padrão da Légua
Árbitro Rui Fernandes (V. Castelo)
PADROENSE 1 MADALENA 0
Ao intervalo, 0-0, marcador Bruninho (63`)

PADROENSE. Marco, Tonel (Batista), Armando, Vítor Lobo e Miguel; Daniel (Paulinho), Mariano e Seabra; Bruninho, Sérginho (Penantes) e Benvindo. Treinador Augusto Mata

MADALENA: Higo, Maruca, Kiki, Samir, Lino, Beto, João Batista, Orlando (João Frazão), Demba, Lucas e David Nunes. Treinador Manuel Matias.


A equipa do Padroense, sentiu algumas dificuldades para levar de vencida a equipa que viajou da cidade da Madalena - Pico – Açores.
A primeira parte decorreu com ritmo baixo e com poucas oportunidades de se abrir o marcador, o espectáculo foi fraco perante uma bancada despida de público. O perigo junto às balizas foi um raridade, mesmo assim existiu uma oportunidade para cada lado. Ao intervalo o nulo espelhava bem o que passava no relvado.

No segundo tempo o jogo melhorou de qualidade, a equipa do Padroense, chama a si os cordelinhos do jogo, e vai em busca do golo, mas todas as investidas atacantes dos Bravos de Matosinhos, esbarravam na bem organizada defesa da equipa dos Açores. Augusto Mata, ao minuto 60`, mexe na sua equipa, alterando a sua forma de jogar com a entrada do avançado Penantes, que só precisou de 3`minutos em campo para criar um desequilíbrio ofensivo, e cruza direitinho para a cabeça de Bruninho que executa um grande golo. A equipa do Madalena, ainda respondeu com um remate ao poste da baliza de Marco. A equipa de Matosinhos, muito concentrada, procurando congelar o jogo, não permitiu mais veleidades ao adversário, segurando os três pontos em disputa. Com este resultado os Bravos de Matosinhos sobem para o 9º lugar da tabela classificativa, mantendo os 5 pontos de avanço do Anadia, que é 12º.

Próxima jornada a equipa de Matosinhos, tem uma deslocação curta, ao estádio do Bessa XI para defrontar a equipa do Boavista FC.

FOTOS DOMINGOS LOBO

INFESTA COM A SUBIDA NO HORIZONTE - VENCE EM CASA UM DOS CANDIDATOS

Infesta começou a fase de promoção com uma vitória, e logo frente a um dos candidatos à subida de divisão.

A equipa se São Mamede infesta, comfirmou o que o seu técnico disse; " A meta desta equipa é a subida de divisão"

Num jogo bastante disputado entre duas das melhores equipas deste campeonato, a vitoria acabou por sorrir ao Infesta por 2-1 frente ao Sousense, num jogo em que o empate seria o resultado mais justo. O Infesta entrou praticamente a vencer pois logo aos 7 minutos, Paulinho remata a 20 metros da baliza de Ricardo e este, a ficar mal na fotografia, sofrendo um golo numa altura em que as equipas ainda se estavam a estudar uma à outra. O Sousense com o golo sofrido, tomou conta do jogo e teve varias oportunidades para empatar. Aos 16 minutos, canto da esquerda da equipa forasteira e Salvador a rematar de cabeça para a baliza, valeu Rui Jorge que cortou o lance em cima da linha de golo. Foi o primeiro sinal de um Sousense que teve melhores oportunidades a partir dos 25 minutos, altura em que Paulo Freixo remata rasteiro à entrada da área onde a bola passa por todos e Vitinha I corta o lance junto ao poste mais distante. Dois minutos depois, Marcos remata em arco para uma grande defesa de Duarte para canto. Canto esse que deu outro pontapé de canto ao Sousense e onde aos 28 minutos, à semelhança de lances anteriores, bola rasteira para Paulo Freixo que à entrada da área remata rasteiro, Norinho ganha a bola no meio dos centrais do Infesta e este, perante a mancha de Duarte, passa a bola para Bruno Ansiães que introduz a bola na baliza, mas estava em posição irregular. Pouco depois, jogada de insistência de Vítor Hugo pela direita, passe para Norinho e este remata já dentro da área para mais uma excelente defesa de Duarte para canto. No canto, bola jogada de maneira curta para Paulo Freixo, que remata tenso da direita e onde a bola bate no braço de Vilas Boas. O arbitro Joel Sousa assinala grande penalidade. Chamado à conversão, Marcos faz o golo do empate. O Infesta reage e dois minutos depois, Braga pela direita cruza para o segundo poste onde aparece Vitinha II que de cabeça, atira por cima. Ao intervalo, o empate era um resultado justo.



Na segunda metade, o Infesta voltou a equilibrar a contenda mas foi o Sousense que criou o primeiro lance de perigo aos 48 minutos. Jogada de contra-ataque pela direita, Bruno Ansiães cruza para a frente onde aparece Marcos que subtilmente faz o golo mas o auxiliar de Joel Sousa invalida bem o lance por fora-de-jogo. Aos 54 minutos, Paulinho de livre, atira com muito perigo junto ao poste da baliza de Ricardo. O encontro entrou numa toada mais morna onde só aos 64 minutos, houve mais um lance de perigo por Marcos que remata à entrada da área para grande defesa de Duarte. A partir daqui, Infesta e Sousense, mais com o coração do que com a cabeça, jogavam muito a meio campo embora houvesse tentativas de ataque de parte a parte mas sem grande perigo, até que aos 80 minutos, Penantes entra pela direita, passa por três adversários, menos por Fernandes que corta para canto. No pontapé de canto batido da esquerda, Vitinha I cruza ao segundo poste onde Ricardo dá uma palmada insuficiente na bola pois, dos três atletas do Infesta que estavam ao segundo poste, Guedes foi o mais esclarecido que com um toque subtil, atira para o fundo da baliza do Sousense fazendo o resultado final. Até ao final, Chico e Bruno Ansiães ainda tentaram remates de longe mas a bola passou por cima.

Resultado final de 2-1 para o Infesta que aumenta para quatro pontos a vantagem para o Sousense. O árbitro do encontro Joel Sousa, esteve bem durante o encontro, embora no lance da grande penalidade contra o Infesta, Vilas Boas não tinha qualquer intenção de jogar a bola com o braço. Com os resultados desta tarde, o Infesta mantém a perseguição ao Cesarense que continua a comandar a série com mais dois pontos pois venceu o Grijó pela margem mínima. No próximo domingo, o Infesta desloca-se a Vila Real.

SITE-FC INFESTA

LEIXÕES COM PERSONALIDADE VENCE EM PENAFIEL


Jogo no Estádio Municipal 25 de Abril, em Penafiel.
Árbitro: Jorge Tavares (Aveiro).
Penafiel - Leixões, 0-1.
Ao intervalo: 0-1.Marcador: 0-1, Diego Mourão, 19 minutos.

PENAFIELl: Riça, Dias (Aldair, 70), Allyson, Paulo Oliveira, Elízio, Ferreira, Sérgio Oliveira, Ruben (Pedrinha, 53), Guedes, Manoel e Diogo Viana (Baptiste, 53). Treinador Francisco Caló

LEIXÕES: Fonseca, Paulinho, Nuno Silva, Marcelo, Florent, Luís Silva (André Carvalho, 73), Paulo Tavares, Jumisse, Pedro Santos (Joel, 89), Diego Mourão e Feliciano (Wesllem, 65) Treinador Horácio Gonçalves

O Leixões subiu este domingo ao 5.º lugar da Liga Orangina, mantendo-se a 8 pontos do segundo classificado, e garantiu estar a salvo de qualquer percalço no concerne à manutenção na Liga Orangina, ao vencer por 1-0 no reduto do Penafiel, em encontro da 24.ª jornada da prova.
Um golo solitário de Diego Mourão, marcado ainda na primeira parte, foi suficiente para garantir os 3 pontos para a equipa do Mar, que regressou às vitórias depois na última jornada ter empatado em casa frente ao Freamunde (2-2). O avançado brasileiro facturou em cinco dos últimos seis jogos disputado pelo Leixões e confirmou o que tinha dito na antevisão da partida – "Queremos regressar de Penafiel com os três pontos", sublinhara o n.º 25.

A equipa leixonense foi bastante aguerrida e muito concentrada na disputa dos três pontos, numa primeira parte em que o controlo do jogo e do adversário foi notório por parte da turma do mar, valeu a eficácia e sobretudo a veia goleadora de Diego Mourão, que aos 19 minutos, depois da marcação de um livre: o brasileiro apareceu solto na grande área do Penafiel e, de cabeça, atirou a bola para dentro da baliza de Riça. Encontrando-se a vencer, mais se acentuou o domínio leixonense sobre a equipa anfitriã, sem com tudo voltar a criar perigo junto á área do Penafiel.

No segundo tempo, essa tendência alterou-se ligeiramente, com o Penafiel a entrar mais organizado e determinado, a conseguir criar lances de perigo, mas a falhar na finalização. Aos 70 minutos, o técnico do Penafiel, Francisco Chaló, deu o tudo por tudo, apostando no ataque, ao tirar o defesa Dias e fazer entrar Aldair. Mesmo assim, e dois minutos depois, a tarefa complicou-se para o conjunto da casa, com a expulsão de Sérgio Oliveira, por acumulação de cartões amarelos. Em superioridade numérica, o Leixões voltou a dominar e preocupou-se mais em defender o resultado. Aos 83 minutos, Paulinho também viu o cartão vermelho, mas já foi tarde para permitir a recuperação do Penafiel, que, já completamente desorientado, não incomodar o último reduto dos homens de Matosinhos
O Leixões repetiu, assim, a vitória conseguida, na época passada, no Estádio Municipal 25 de Abril, então por 4-1. Um jogo que terminou com de 13 cartões amarelos e 2 vermelhos mostrados pelo árbitro da AF Aveiro, dando a ideia completamente falsa de que o jogo seria de uma batalha campal, mas não! Pois o excesso de rigor do árbitro ia estragando a partida

foto DUARTE RODRIGUES

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC