RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

OLHAR SOBRE O DERBI EM QUE O Sª HORA SAIU VENCEDOR

Entrada forte do Leça do Balio, que encontrou um Senhora da Hora adormecido, e logo 1 a 0, volvidos alguns minutos, o 2 golo do Leça com a defesa do Senhora da Hora apática no desenvolvimento do lance, perto do final da 1 ª parte, expulsão de um elemento do Leça, e aqui sim, audácia do treinador Joca ao jogar tudo por tudo para diminuir a desvantagem, deu frutos pois o Leça, recua as suas linhas, não conseguindo equilibrar o jogo, e só chega a baliza do Senhora da Hora uma vez com algum perigo. De realçar atitude dos jogadores do Senhora da Hora, que mais uma vez acreditaram que seria possível dar a volta ao jogo e o espírito de sacrifício destes atletas superou tudo e todos. Nos período de descontos, o golo de quem sofreu muito para chegar a vitoria.

PEDRO VINHAS (treinador adjunto SCSª Hora)

PERAFITA ESTÁ IMPARÁVEL, É LIDER COM O PLENO DE VITÓRIAS


O grande encontro da 5ª jornada aconteceu em Perafita, onde se confrontaram o FC Perafita, primeiro classificado, com quatro jogos realizados e outras tantas vitórias e o Castêlo da Maia, que era até à altura um dos segundos classificados com três vitórias e um empate em quatro jogos realizados.



Entrou melhor em campo o Castêlo, pois veio com a lição muito bem estudada, sempre procurando jogar bom futebol, não deixou, principalmente nos primeiros 20 minutos o FC Perafita fazer aquilo que mais gosta, que é circular bem a bola. Mas aos poucos os visitados conseguiram sair do colete de forças imposto pelo adversário e começaram a fazer valer a sua categoria e o seu futebo. Até que à passagem do minuto 31, a linha avançada do FC Perafita ganhou um livre no flanco direito, chamado a converter, Raimundo executou muito tenso e em direcção ao segundo poste, o esférico foi de tal maneira bem colocado que viria a entrar nas redes do Castêlo. A equipa de António Gaiteiro optaram por fazer baixar o ritmo do jogo, não permitindo até ao intervalo que o Castêlo da Maia criasse mais alguma situação de perigo para as redes de Mata.

No inicio do segundo tempo, quando se esperava um arranque forte por parte do Castêlo, foi precisamente o contrário, desta vez entrou melhor o FC Perafita, conseguindo criar algumas situações de possível golo, mas que viriam sempre a ser desfeitas pela defensiva dos visitantes. Desta vez foi o castelo que equilibrou o encontro e numa jogada direccionada pela direita, a bola chega a Leão, que livre de marcação consegue virar-se e vendo um colega em perfeita desmarcação executou um passe de morte para o interior da área perafitense, onde com um toque em habilidade o atacante Maiato consegue desviar o esférico de Mata, que tudo fez para contrariar o remate certeiro do atacante do Castêlo, estava assim feito o empate neste encontro de para da e resposta. Passados uns minutos acontece o caso do jogo Nandinho, que já tinha visto o amarelo numa pretensa falta, acorreu a um cruzamento da direita, que o guarda redes do Castêlo desfez ficando no solo a contorcer-se com dores, o arbitro sem apelo nem agrado exibe o segundo cartão amarelo a Nandinho, deixando o FC Perafita a jogar com dez cerca de 25 minutos. O Castêlo viu nesta situação a oportunidade de tentar ganhar o encontro, abriu a sua linha atacante e começou a criar algumas situações de dificuldade ao último reduto do FC Perafita. E assim aconteceu à passagem do minuto 83, Trajano que com um desvio muito bem executado conferiu alguma justiça ao marcador, não porque o FC Perafita tenha feito um jogo de grande exuberância, mas sim porque mais uma vez, reduzido a inferioridade numérica, não baixaram os braços e nunca se deram por contentes com um empate caseiro. A equipa de arbitragem no campo disciplinar foi muito rigorosa, quase sempre em desfavorecimento dos visitados

FC PERAFITA: MATA; MARCO PEREIRA(TIAGO SILVA); TRAJANO; HELDER MAIA e RAIMUNDO; MARCO MOREIRA; TINAIA e GUALTER(LUTCHINDO); NANDINHO; PAULINHO e CHETA(JOEL).
GOLOS, Raimundo (31), Fábio (50) Trajano (83)

Fotos Feliciano Lima

PONTAPÉ NA CRISE, PADROENSE VENCE E CONVENCE


II DIVISÃO ZONA CENTRO – JORNADA 5
Estádio do Padroense FC – Padrão da Légua – Matosinhos
Árbitro, Pedro Maia (Porto)
Padroense 2 Aliados de Lordelo 1
Ao intervalo, 0-1, golos Jorginho (14), Marcão (67), Penantes (73)


PADROENSE: Marco, Paulinho, Ricardo, Armando e Miguel, Daniel, Mariano (Seidi) e Mário Costa (Nuno Paulo), Bruninho, Penantes (Mário Jorge) e Marcão. Treinador Augusto Mata.

ALIADOS LORDELO: Sérgio, Celso, Joel, Leal (João), Xavier, Edu, Pinto (Diogo Brandão), Valente, Vitinha e Poeira (Ricardo). Treinador, Paulo Fernando.



Os Bravos de Matosinhos estão de volta às boas exibições e conseguiram neste jogo a sua primeira vitória no campeonato. Os visitantes pelo seu lado averbaram a sua primeira derrota, nesta deslocação a Matosinhos.
A equipa do Padroense, que deixava no ar a ideia de estar em crise de resultados, deu um pontapé na crise. O jogo não lhe correu de feição, e aos 14 minutos já perdia por uma bola zero., contra a corrente de jogo, em lance de puro contra-ataque, Jorginho abre o marcador para os visitantes. A equipa do Padroense, que já tinha criado algumas boas chançes de marcar, ia para o intervalo, a perder injustamente por 0-1, deixando no ar, que ainda não era desta que se livrava da crise de resultados.

ENTRADA DE NUNO PAULO FOI DESCISIVA



MARCÃO E PENANTES CONFIRMAM REVIRAVOLTA

No regresso das cabines, o técnico Augusto Mata, faz uma alteração, deixa no balneário, Mário Costa, e para o seu lugar entra Nuno Paulo, que viria a ser decisivo na recuperação da equipa do Padroense. Renascida para o jogo a equipa, desinibiu-se e vai à procura da viragem dos acontecimentos, o que acontece aos 67 minutos, pelo ponta de lança, Marcão que finaliza uma brilhante jogada individual protagonizada pelo jovem da cantera do Padroense, Nuno Paulo. O jogo continua com as investidas atacantes da equipa da casa. Até que aos 73 minutos Penantes, reforço que aos poucos começa a afirmar-se na equipa do Padroense, fazendo jus a sua contratação, faz o segundo golo e confirmando a reviravolta no resultado. Resultado justo, que teve uma arbitragem em bom plano.

Próxima jornada (23 Outubro) a equipa do Padroense vai viajar até Gondomar.

fotos Domingos Lobo

LAVRENSE CONSEGUE EMPATE NO MUNICIPAL DA MAIA


1ª DIVISÃO SERIE 1 DA AF PORTO – JORNADA 5
Estádio Municipal da Maia
Árbitro: Roberto Moura
Maia Lidador 1 UD Lavrense 1
Ao intervalo, 1-0, golos Guedes (25), Filipe (71)

MAIA LIDADOR: Rui silva, Ruca, Grilo, Mamede, Luís; Guedes (Diogo), Filipe (Vitinha), Sá, Madeira; Diogo Preto (Sineiro), e Paulo. Treinador: Eduardo Luís

UD LAVRENSE: Miguel, Daniel, Cuca (Hugo Almeida), Renato, Ribeiro, João Diogo (Soares), Wilson, Ivo (Grilo I); Tiago Pulga, Filipe e Heldinho. Treinador: Hugo Reis

A equipa da UD Lavrense, teve inicialmente alguma dificuldade na adaptação ao relvado natural do Municipal da Maia. Mas até foi criando alguns lances de perigo, jogando olhos nos olhos frente ao Maia Lidador, que na 2ª vez que com perigo vai à baliza dos matosinhenses, faz golo aos 25 minutos de jogo, golo resultante de um mau alívio da defensiva Lavrense. A equipa de Lavra vai à procura do prejuízo, sem com tudo conseguir os seus intentos, algumas vezes por manifesta falta de sorte.



Na segunda parte os lavrenses entraram mais decididos em dar a volta ao resultado. O Golo da igualdade com que se atingiu o final da partida, foi marcado por Filipe na superior cobrança de um livre directo, com a bola a entra no sete como se diz na gíria futebolística, iam decorridos 60 minutos. A última meia hora de jogo foi jogada em bom ritmo, com ambas as equipas à procura de desfazer a igualdade registada. Período em que o jogo ficou totalmente partido podendo qualquer das equipas ter marcado por varias vezes. O resultado não mais se alterou, sendo que o empate é sempre positivo, quando se joga em casa de um dos possíveis candidatos à subida de divisão.

LEÇA PERDE PELA 1ª VEZ.



III DIVISÃO SERIE B – JORNADA 5
Estádio Mergulhão – Cesar – Oliveira de Azemeis
Árbitro, João Martins
Cesarense - 2 - Leça FC - 1
Ao intervalo 1-1, golos: Toninho (34) Vítor Hugo (gp) Muge (65)

LEÇA FC: Cláudio, Tiago Neto, Tiago Madalena, Zé Soares, Zé d'Angola (Sérgio Vasconcelos), Hélder Pereira André Moreira, Ricardinho (Tiago André), Moura, Vítor Hugo (Nuno Martins) e Nogueira. Treinador Armindo Machado

Jogo morno, muito equilibrado, disputado essencialmente no meio campo. As equipas encaixadas uma na outra, não conseguiam criar os equilíbrios necessários para aparecem com perigo junto às balizas. Os últimos 15 minutos desta primeira parte forma de facto os mais emotivos. Aos 34 minutos: Golo do Cesarense por Toninho junto à marca de penalty. 4 minutos depois é a vez de Nogueira cabecear ao lado. Boa oportunidade de golo desperdiçada. O Leça FC domina por completo o jogo e remete a equipa do Cesarense à sua defensiva. A equipa leceira acelera o ritmo de jogo mas o Cesarense não vacila, bem posicionado defensivamente. Fortemente apoiados pelos Ultras Leça a equipaleceira consegue chegar ao tento da igualdade, por ‎ VITOR HUGO na marcação de uma grande penalidade. Paulo Jorge, joga deliberadamente abola com o braço dentro da área da equipa de Cesar.


A segunda parte abre logo com o Cesarense a desperdiçar oportunidade golo. Resultado justo, o 1-1 retratava fielmente o que se passava até então, num jogo equilibrado mas com maior posse de bola do Leça FC. O Técnico leceiro, Armindo Machado, faz uma alteração, Sai Ricardinho e entra Tiago André. Mas é a vez dos da casa voltar a criar muito perigo, quando Paulo Jorge, de cabeça envia bola à trave. Praticamente a seguir, Muge remata fora da grande área e a bola bate nas costas de um defesa leceiro e trai Claúdio, estava feito o resultado final. Zé D`Angola, um dos mais informados em campo, empurra os seus colegas para o ataque, e entra o nomento decisivo, onde tudo pode acontecer, com o Cesarense numa toada de contra-ataque perante um Leça FC com maior posse de bola. Armindo Machado arrisca tudo em busca do empate. Substituição no Leça FC : entra Sérgio Vasconcelos e sai Zé D`Angola (68minutos) entra um avançado para o lugar de um defesa. O Leça FC tenta contrariar a defensiva do Cesarense com alguns cruzamentos para a área mas sem grande sucesso.Nogueira tenta jogada individual mas sem sucesso, o Leça volta a mexer, sai Vitor Hugo esgotado e entra Nuno Martins. Muito coração dos jogadores leceiros mas sem criar grande perigo para poderem evitar a 1ª derrota do Leça FC no campeonato

Na próxima jornada (23 de Outubro) o Leça FC vai receber no seu estádio o Sp. Lamego.

Fotos Hugo Mendes

2ª PARTE DE LUXO DÁ VITÓRIA AO INFESTA FRENTE AO LIDER



Infesta ultrapassa Sousense com 2ª parte de grande nível

Esta tarde, no Parque de Jogos Manuel Ramos, assistiu-se a duas partes, completamente distintas da equipa do Infesta. Na primeira parte, a equipa do Sousense esteve um pouco melhor e foi mesmo a primeira a criar perigo quando aos 3 minutos, Norinho pela direita passa por dois adversários, entra na área, cruza rasteiro para a zona de penalti onde aparece Chico que remata em direcção da baliza com Duarte completamente batido mas valeu Tiago Dias que cortou em cima da linha de golo. Mas o Sousense acabaria mesmo por marcar, aos 15 minutos, surge um cruzamento da esquerda para a área onde aparece Cláudio que de cabeça, faz o golo frente à sua ex-equipa. Com o golo, a equipa do Sousense procurou jogar em contra-ataque e o Infesta equilibrou a contenda. Aos 39 minutos, o primeiro lance de verdadeiro perigo com Vitinha II em jogada individual a rematar à figura de Ricardo que defende para a frente, Vitinha I ganha a bola, passa para a direita para Maga e este num cruzamento-remate, atira à figura de Ricardo. Na jogada seguinte, Rui Jorge atrasa para Duarte, este hesita em sair da baliza, Zé Augusto aproxima-se da bola, mas Duarte ainda conseguiu com os pés defender para lançamento lateral. O jogo chegava ao intervalo com o Infesta a fazer muito pouco para chegar ao empate.


Na segunda metade, o Infesta entrou com tudo à procura do empate e aos 48 minutos, Vitinha II cruza ao segundo poste, onde aparece Carlos Pinto que deixa de primeira para Maga mas Salvador antecipa-se e corta o lance à entrada da pequena área. Aos 62 minutos, o Sousense ainda teve uma excelente oportunidade para chegar ao segundo golo num livre marcado por Norinho mas que atira com a bola à barra da baliza de Duarte. O Infesta conseguiu chegar ao empate aos 68 minutos, Vitinha II cruza da direita para Pedro Nuno que de primeira, atira para a baliza, num remate cruzado e faz o empate. O Infesta com o golo, pressiona cada vez mais à procura do segundo e aos 75 minutos, Pedro Pereira cruza da esquerda e Almeida atira de primeira ao lado da baliza de Ricardo. Mas faltava pouco para o segundo golo do Infesta. Aos 78 minutos, Vitinha II pela direita, passa por um adversário, remata, Ricardo defende para a frente e Almeida, oportuno à entrada da pequena área, faz o segundo golo do Infesta. Até ao final do encontro, a equipa do Sousense pouco fez para chegar ao empate e ainda por cima ficou a jogar com 10, por expulsão do capitão Zé Augusto. O Infesta mereceu inteiramente a vitoria pela segunda parte que fez.


A destacar neste encontro, a fantástica segurança que Duarte transmitiu à equipa pois esteve muito bem durante todo o encontro e a atitude da equipa que na segunda parte, mostrou que há qualidade no plantel para altos voos. Também pela positiva o fantástico ambiente que há muito não se via nas bancadas, a fazer lembrar os jogos da 2ª Divisão B nos anos 90. Pela negativa, a equipa de arbitragem que durante todo o encontro, não esteve muito bem, culminando com 6 minutos de tempo de compensação que não se justificavam. No próximo domingo, o campeonato pára e o Infesta desloca-se à Vila das Aves para defrontar o Desportivo das Aves em encontro da 3ª eliminatória da Taça de Portugal. O Campeonato regressa daqui a 15 dias, com o Infesta a deslocar-se ao Alpendorada.

SITE OFICIAL DO INFESTA

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC