RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 13 de fevereiro de 2011

GOLPE DE TEATRO NO EMPATE DO PERAFITA


Local: Estádio de Quinta da Pena em Perosinho-Gaia
Árbitro do encontro: Rui Ferreira

RUI FERREIRA (EQUIPADO A RIGOR, IGUAL AOS DA CASA, CANARINHO, MAIS PARECIA UM ATLETA DO PEROSINHO) QUASE HIPOTECOU A SUBIDA DO PERAFITA
ASSIM...! É DIFÍCIL


A equipa do Perafita começou este jogo, praticamente a vencer, pois logo aos 3 minutos e na sequência de um pontapé de canto, marcado por Paulinho, Tiago de cabeça encosta para o 1º golo da partida. Melhor inicio não podia ter a equipa de Matosinhos, que galvanizada pelo golo obtido, foi à procura do segundo, com jogadas de transição rápida que apanhava em contra-pé a defensiva do Perosinho, que via-se negra para travar o caudal ofensivo dos perafitenses. Aos 15 minutos, Nandinho, falha na cara do guarda-redes o golo que parecia certo, aos 27 minutos, Peixe de cabeça atira contra o corpo do guarda-redes da casa quando este já batido, perdendo outro golo certo, e aos 33minutos fez-se justiça ao desenrolar dos acontecimentos, quando Nandinho, conclui outra grande jogada de contra-ataque, fazendo um golo de belo efeito. Aos 36 minutos, Fábio quase marca em mais uma jogada de transição rápida da equipa de Matosinhos, e aos 38 minutos, acontece golo mal anulado pela equipa de arbitragem, Tiago de cabeça factura, igualzinho ao 1º golo obtido nesta partida. Ao intervalo 0-2 que diga-se lisonjeiro para os gaienses, tal foi as oportunidades desperdiçadas pela equipa do Perafita.

COMEÇO DA ENCENAÇÃO


A segunda parte começa, com equipa do Perosinho a reduzir a vantagem, num lance oferecido pelo Sr. Rui Pereira, árbitro deste encontro, quando marca uma grande penalidade inexistente a favor dos da casa, num lance em que o avançado do Perosinho, encenou uma suposta falta de Trajano. Aos 55 minutos, mais um lance de puro teatro de dois comediantes, o Sr. Rui Ferreira concede outra falta ao avançado do Perosinho, que muito bem encenada por este, resulta num amarelo a Tiago, e na sequência do livre a equipa da casa empata a partida. O técnico do Perafita, incrédulo com o que estava a acontecer, mexe na equipa fazendo sair Jorginho e entrando Ivo aos 66 minutos, e Lutchindo aos 78 para o lugar de Serrão, que em nada alterou o cariz do jogo. Até ao fim assistiu-se a um autêntico festival de má arbitragem com erros sucessivos, em prejuízo dos matosinhenses, que saíram muito penalizados, mesmo assim foi a equipa de Perafita a estar mais perto da vitória, através de Peixe que chega atrasado a uma bola vinda da direita. Resultado final: 2-2
A equipa do Perafita, reduziu hoje a hipótese de subir de divisão.
Recorde-se que a equipa matosinhense, já não vence há três jornadas, consentido uma derrota e dois empates, depois de estar a vencer os respectivos jogos, Canidelo fora, Balasar casa, e Perosinho fora.

PERAFITA: Artur, Nuno Miguel, Tiago, Trajano e Serrão (Lutchindo); Carinhas, Jorginho (Ivo) e Paulinho; Fábio, Peixe e Nandinho. Treinador Paulo Gentil
Golos Tiago (3) Nandinho (33)

LAVRENSE DE REGRESSO ÀS VITORIAS


Lavrense esteve muito perto de golear o seu adversário e acabou por vencer nos descontos.

Jogo em terreno difícil, pois está muito mal tratado, e com a chuva acabou por ficar pesado.

De qualquer forma, assistiu-se a um bom jogo, com as equipas a conseguirem jogar um bom futebol, sendo que na primeira parte o Foz conseguiu maiores períodos de posse de bola com boas jogadas de bola no pé.
Ainda assim o jogo mantinha-se equilibrado, com o Lavrense em jogadas rápidas a conseguir criar algum perigo, conseguindo chegar ao golo por Miguel, com um belíssimo remate de fora da área, após um canto, com a bola a entrar mesmo ao ângulo superior da baliza.
Depois, e com o Foz a continuar a busca da área do Lavrense em jogadas apoiadas, o Lavrense acabou por não ser capaz de fazer o mesmo e os sectores acabaram por ficar demasiado desconectados. Ainda o Lavrense poderia ter chegado ao 2º golo, num lance em que após excelente jogada e cruzamento de Tiago, Nuno não consegue finalizar à boca da baliza e Miguel, já com pouco ângulo atira violentamente à trave. Quase na resposta o Foz chega ao empate após uma boa jogada individual e bom cruzamento com o avançado a movimentar-se bem a antecipar-se à defesa, fazendo um bom golo.


Na 2ª parte o Lavrense conseguiu colocar mais bola jogável, com boas jogadas de envolvimento e acabou por conseguir criar mais alguns lances de perigo, que só por falta de eficácia e também de sorte não deram golo.
Um lance em que Nuno Santos consegue isolar-se mas não finaliza da melhor forma, um remate de Filipe que saiu a milimetros do golo, uma bola que após canto andou em cima da linha de golo e um cabeceamento de Nuno Ribeiro à trave, foram alguns dos lances mais significativos em que a sorte não bafejou o Lavrense.
O Foz, através de lances individuais ainda importunou a baliza de Beleza em 2 ocasiões, tendo numa delas Beleza efectuado uma importantíssima defesa.
Já em período de descontos, e após boa jogada e cruzamento de Hugo Almeida, surge Nuno Santos em zona de golo, não falhando e dando uma vitória que os jogadores já há muito procuravam e que nunca desistiram de buscar durante todo o jogo.

LAVRENSE: Beleza; Filipe Sousa, Eduardo, Laranjeira, Nuno Ribeiro; Grilo, Artur Alexandre, Machado; Tiago, Miguel, Nuno Santos.
Treinador: João Paulo
Substituições: Entraram Postiga, Pisco e Hugo Almeida; Saíram Machado, Miguel e Laranjeira
Ao intervalo: 1-1
Resultado final: 1-2
Golos; Miguel e Nuno Santos para o Lavrense.

LEÇA MUITO PERDULÁRIO, PERDE NA ESTREIA DE SLAGALO


O Leça FC complicou as contas no acesso à poule de subida após ter sido derrotado em Paredes por 2-0. A equipa leceira até entrou melhor no jogo mas o seu domínio não criou grandes oportunidades de golo. A partir dos 15 minutos a equipa da casa tomou as rédeas da partida e aos 24 minutos criou uma excelente ocasião de golo mas Festas (Leça FC) defendeu com classe. O Leça FC respondeu por intermédio de José Augusto, na marcação de um livre directo cruzado, aos 28 minutos. A equipa da casa criou os seus lances de perigo pelo seu lado direito através de lances de contra-ataque mas aos 39 minutos foi o Leça FC que criou uma verdadeira oportunidade de golo mas ninguém foi capaz de rematar com êxito a bola que atravessou toda a área do Paredes. A segunda parte trouxe os golos, Cerqueira (Paredes), através de um livre descaído do lado direito a mais de 35 metros, inaugurou o marcador, onde a defensiva do Leça FC não foi capaz de afastar a bola. A partir deste momento o Leça FC lançou-se no ataque e no seguimento de um canto, após cruzamento de José Augusto, foram criadas três oportunidades claras de golo na mesma jogada mas a bola embateu quer no corpo do guardião do Paredes quer nos defesas, só visto! Os últimos 10 minutos foram de total domínio do Leça FC mas Rui Ramos e Bi Jinhao foram incapazes de marcar golo nas oportunidades criadas neste período. Por fim, já nos descontos, o Paredes marcou o segundo golo, após um contra-ataque, quando estavam quase todos os jogadores do Leça FC na área do Paredes. Resultado que premeia a eficácia do Paredes e o desacerto ofensivo leceiro. Arbitragem regular.
http://lecafccamadasjovens.blogspot.com/

INÁCIO SAÍ DO LEIXÕES, LOGO APÓS À DERROTA NOS AÇORES

Para os devidos efeitos informa-se que a Leixões Sport Club – Futebol SAD e o treinador de futebol Augusto Inácio chegaram a acordo para rescindir amigavelmente o contrato que ligava ambas as partes até final da época de 2010/11.
A decisão foi tomada de comum acordo após uma conversa entre ambas as partes, ocorrida hoje após o jogo com o Santa Clara.
"Agradeço a oportunidade que o Leixões me deu de treinar este prestigiado Clube, mas o futebol é assim mesmo. Desejo tudo de bom para o Leixões e que seja possível concretizar os objectivos a que nos propusemos no início da época. Gostava de realçar que saio do Leixões com excelentes relações com a Administração da SAD", disse Augusto Inácio ao leixoessc.pt.
Fonte: Leixões S.C.

VIDA COMPLICADA PARA AUGUSTO INÁCIO. LEIXÕES PERDE PELA 2ª VEZ CONSECUTIVA


O Leixões foi até aos Açores defrontar a equipa do CD Santa Clara. O regresso ao Estádio São Miguel para 2 jogadores: Oliveira e Danilo que defrontaram a sua antiga equipa. O encontro começou logo com um remate de Platini a sair ao lado sendo que ao minuto 6 já tinha havido um canto para a equipa insular. À passagem dos 15 minutos uma boa oportunidade para o Santa Clara que numa jogada de contra ataque iniciada por Pacheco faz com que Moreira cruze na linha de fundo mas Platini não chegou à bola passando o perigo para a baliza de Fonseca. Foi no entanto Monteiro a abrir o marcador. Após um passe de Moreira a bola ressalta em Monteiro que consegue o primeiro golo para os açorianos. O Leixões ia à procura do prejuizo mas Oliveira marca um livre que acaba por ser aliviado por Pacheco. Oliveira não desistia e aos 42’ remata forte para o guardião do Santa Clara segurar.
O intervalo chegou e Augusto Inácio mexeu na equipa. A substituição fez com que entrasse Sony para o lugar de Laranjeiro. Aos 62 minutos já sem Tiago Borges em campo e com Félix a substituí-lo Pacheco amplia a vantagem para os insulares. Numa jogada de contra-ataque e em que Pacheco só tinha pela frente o guarda-redes do Leixões encostou a bola nas redes de Fonseca fazendo o 2-0. Mesmo a fechar a partida Nuno Silva faz o golo de honra dos leixonenses após a marcação de um canto. Final de jogo
no Estádio de São Miguel. Leixões soma mais uma derrota na Liga Orangina estando agora a 10 pontos do primeiro classificado. Na próxima jornada a equipa de Augusto Inácio recebe no Mar o Gil Vicente a partir das 15h
http://leixoes-sc.blogspot.com/

EMPATE QUE MANTÉM INTACTAS AS ASPIRAÇÕES DO PADROENSE


II Divisão Nacional Zona Centro, 19ª jornada
Local: Estádio do Padroense, Padrão da Légua-Matosinhos
Árbitro do encontro: José Laranjeira.
A equipa do Padroense, tinha à partida uma excelente oportunidade de se aproximar, ainda mais do 1º lugar, pois já sabia do resultado do Tondela, 1-1 no Bessa XXI. Resultado esse que pareceu condicionar os BRAVOS DE MATOSINHOS.

O jogo começa com a equipa do Padroense, a entrar com a corda toda, com um ascendente ofensivo, que ponha a equipa do Esmoriz atordoada com tanto futebol ofensivo, aos 5 minutos, centro da esquerda do ataque matosinhense, por Miguel, a jogar a lateral esquerdo, e Mário costa de cabeça a proporcionar uma grande defesa ao guardião Sérgio, que viria a ser uma das figuras do encontro. Aos 6 minutos remate forte e colocado de Miguel (boa exibição) a tirar tinta ao poste da baliza do Esmoriz, estava encontrado o mote para o que seria a 1ª parte do encontro. Aos 25 minutos, e de livre directo, o veterano Sérgio, quase marca, lance negado uma vez mais pelo guarda-redes Sérgio com excelente intervenção. O domínio da equipa de Matosinhos era a tónica do encontro, o ascendente ofensivo era demais evidente, e o golo adivinhava-se, até que já em tempo de compensação dado pelo árbitro, o jogador Álvaro corta o lance com a mão, bem dentro da área de rigor, penalti indiscutível, que Sérgio se encarregava de cobrar, fazendo balançar as redes pela 1ª vez no Padrão da Légua. Resultado ao intervalo: 1-0, não traduzia o que se passou nos primeiros 45 minutos, tal foi a superioridade dos BRAVOS DE MATOSINHOS.

A segunda parte começa praticamente com o golo do Esmoriz, marcado aos 53 minutos por Lucas Adelino, que encostou de cabeça, respondendo bem a um cruzamento do lado esquerdo. Golo que intranquilizou a equipa do Padroense, que daí até ao fim do jogo, não mais apresentou o nível de qualidade de futebol jogado na 1ª parte, apesar de os seus jogadores lutarem muito, e nunca viraram a cara à luta pelos três pontos em disputa. Em suma um resultado que acaba por se aceitar, pela excelente réplica dada pela equipa forasteira, que é uma das boas equipas deste campeonato. Com este resultado a equipa de Matosinhos, desce ao 3º lugar por troca com a equipa do Sertanense, que venceu em casa o Sp. Espinho por 1-o, mantendo os mesmos cinco pontos de distância do 1º classificado Tondela.

PADROENSE: Freitas, Bosingwa, Vila, Paulinho e Miguel; André Simões, Mariano e Sérgio, Mário Costa( Orriça 80), Marcão e Bruninho
Treinador: Augusto Mata.
Ao intervalo: 1-0
Resultado Final: 1-1, Golos aos 45+3 Sérgio (Padroense) de penalti , e aos 53 por Lucas Adelino(Esmoriz)

TINHA QUE ACONTECER, INFESTA PERDE PELA 1ª VEZ.

Vinte e um jogos depois, o Infesta perdeu pela primeira vez
O Infesta sofreu a primeira derrota da temporada na deslocação desta tarde ao terreno do Grijó, segundo classificado. O Infesta dominou a primeira parte por completo e entrou a vencer com um golão de Paulinho de pé esquerdo à passagem dos 25 minutos. A equipa do Infesta podia ter dilatado a vantagem por mais duas ou três vezes ainda no primeiro tempo.
Na segunda parte, o Grijó chegou ao empate com um golo nos primeiros minutos do segundo tempo num pontapé de canto. Um golo muito contestado pela equipa do Infesta pois Miguel Matos sofreu falta de dois jogadores do Grijó no lance. A equipa acusou algum nervosismo com o lance que deu o empate, devido ao erro da equipa de arbitragem, mas conseguiu equilibrar novamente a contenda, tendo novamente a hipótese de voltar para a frente do marcador em varias ocasiões. Já perto do final da partida, a equipa grijoense conseguiu fazer o segundo golo, contra a corrente do jogo, reduzindo a diferença pontual para 10 pontos na classificação.

http://fc-infesta.blogspot.com/

RESULTADOS DESPORTIVOS DAS EQUIPAS DE MATOSINHOS

Fim de semana em que os resultados, não foram de todo , bons para as equipas de Matosinhos
SANTA CLARA 2 LEIXÕES 1

PADROENSE 1 ESMORIZ 1

PAREDES 2 LEÇA FC 0

GRIJÓ 2 INFESTA 1
CUSTÓIAS 0 VALONGUENSE 2

FOZ 1 LAVRENSE 2
PEROSINHO 2 PERAFITA 2
VALADARES 0 SC SENHORA DA HORA 5
GULPILHARES 1 LEÇA DO BALIO 1

CERCO DO PORTO 7 OS LUSITANOS 0

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC