RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 26 de março de 2018

PADROENSE É SURPREENDIDO PELO VARZIM E FICA LONGE DO PLAY OFF

Estádio do Padroense – Senhora da Hora – Matosinhos
26ª JORNADA DA DIVISÃO D´ELITE
Árbitro: Edgar Batista
PADROENSE 0 VARZIM (B) 1
Ao intervalo 0-1 Golo de Baba (22)

PADROENSE: Moreira, Renato, Barny, Meneses e Ruben, Xoura, André (Lutchindo 68), Medeiros, Pedro Freitas (Leitão 68), Mesquita e Cacheira (Tiago 68). Treinador João Costa

VARZIM SC: Paulo Cunha. Payne, Joca,  Cardoso e Sousa; Sérgio Organista, Paulinho Santos (Super 70), Rui Neta, Baba, Daniel Teixeira (Kiko Rocha 82)e Douglas (Zé Moreira 70). Treinador André Carvalho

A equipa do Padroense hipotecou as suas aspirações na tentativa de conseguir alcançar o direito de disputar o play off de acesso ao CP (Campeonato de Portugal)
Ocupando a 5 posição a 6 pontos dos lugares de acesso ao play off, o Padroense não podia vacilar sob o risco de ficar arredado definitivamente.
O Padroense estava de avisado, pois do outro lado estava uma equipa incomoda, apesar do lugar que ocupa na tabela, O Varzim cometeu também a proeza de derrotar o Leça em Leça da Palmeira pelo mesmo resultado.

O encontro até nem começou mal para o Padroense, pois desde muito cedo tomou conta do mesmo e foi a primeira a criar perigo, quando Pedro Freitas em boa posição (na cara de Paulo Cunha) não conseguir bater o guardião poveiro.
 Aos 22 minutos e na sequencia de lançamento de linha lateral, a defensiva do Padroense desconcentrou-se e permitiu que Douglas ganhasse a linha de fundo e cruza-se para o coração da pequena área onde apareceu Baba solto de marcação a encostar para o golo. Quase sobre o final do primeiro tempo, lance muito discutido e protestado pelos locais dentro da área poveira.
O segundo tempo veio, com a equipa da casa a revelar-se muito nervosa, errando muitos passes e com alguma lentidão no processo ofensivo…muita posse de bola mas sem criar grandes oportunidades para no mínimo igualar a partida.

FOTOS Anabela Delgado 


BENVINDO EMBALA LEÇA PARA O PLAY-OFF


Estádio do Torrão em Gaia
26ª Jornada da Divisão D´elite
Árbitro: Marco Cruz
D. SANDINENSES 1 LEÇA FC 2
Ao intervalo 0-1 golos, Jair (45) Rui Sousa (85) Benvindo (88)

D. SANDINENSES: Xavi, Preto, João, Rui Sousa, Gomes (Leandro 65), Martins, Marcelo, Hélder (Bruno 70), João Paulo (Maia 70), Pedrito e Jorginho. Treinador Carlos Santos

LEÇA FC: Gabi, Joel, Ramalho Vítor Fonseca e Alex, Noura, Jair (Marcos 80) e Sérgio Pedras, Diogo Pedras (Paulo Lopes 70), Areias (Caio 80) e  Cheta (Benvindo 70). Treinador Domingos Barros
   
O Leça conseguiu um triunfo quase arrancado a ferros em casa do último classificado.
Fruto da desinspiração na hora de alvejar a baliza de Xavi, os leceiros ficaram a dever a si próprios um resultado mais folgado.

Os Dragões jogando como anfitriões, venderam cara a derrota, praticamente já despromovidos os gaienses motivaram-se frente a um dos mais sérios candidatos a disputar o play-off de subida ao CP.
O brasileiro Jair, peça fundamental no xadrez leceiro, deu vantagem ao Leça em cima do intervalo . Apos algum desperdício dos homens comandados por Domingos Barros, Rui Sousa  a cinco minutos do fim repõe a igualdade…três minutos depois Benvindo (reforço de inverno) com um remate de fora da área, forte e colocado sem hipóteses para Xavi, deu o triunfo ao Leça que desta forma segue firme na 2ª posição e já leva a cindo pontos a mais da concorrência.
Próxima jornada Leça vs Maia Lidador no Estádio do Leça FC

FOTOS Leça FC  Geração 2008 

segunda-feira, 19 de março de 2018

LEIXÕES CEDE EMPATE E FICA LONGE DA POSSÍVEL PROMOÇÃO


30ª JORNADA LEDMAN LIGAPRO
Estádio do Mar, em Matosinhos.
Árbitro: Cláudio Pereira (AF Aveiro)
Cartão vermelho por acumulação a Delgado (72').
LEIXÕES 1 SPORTING (B)
Ao intervalo: 1-0. Luís Silva, (18´)  Marques, (64')

LEIXÕES: André Ferreira, Clayton, Bruno China, Ricardo Alves, Derick, Amine (Vá, 89'), Luís Silva, Breitner (Haman, 82'), Medarious, Chico Banza (Ricardo Barros, 68') e Evandro Brandão. Treinador: Francisco Chaló

SPORTING B: Pedro Silva, Riquicho, Ivanildo, Tiago Djaló, Abdu, Miguel Luís (Jovane, 60'), Bruno Paz, Delgado, Paulinho, Rafael Barbosa (Gui, 83') e Marques (Ronaldo, 75'). Treinador: Luís Martins.

O Leixões e o Sporting B empatam a uma bola na 30.ª jornada da II Liga, a equipa de Matosinhos, quase hipotecou as aspirações de subida ao escalão principal
Luís Silva abriu o marcador aos 18 minutos, resultado se manteve até ao intervalo, mas Pedro Marques (aos 64'), repôs a igualdade, de cabeça.
À partida para esta jornada Leixões candidato e Sporting em zona aflita defrontavam-se com objectivos bem diferentes. Leixões assumiu sempre com o comando do jogo, mas fê-lo sempre com muita lentidão de processos apesar de tudo conseguiu vários pontapés de canto e num deles abriu o activo por intermédio de Luís Silva.
Evandro já no segundo tempo esteve a beira do 2-0 mas foi o Sporting B afazer a igualdade num lance muito discutido (possível fora de jogo) Amine perde a bola em zona proibida e permiti o contragolpe leonino.
Apos a igualdade a equipa de Luis Martins, agarrou-se ao ponto conquistado e abdicou de jogar futebol, perdeu uma unidade, é certo!  7 minutos depois de chegar à igualdade e recorreu exclusivamente a não deixar o Leixões jogar, muitas faltas, algumas delas passiveis de acção disciplinar tudo com a permissão do árbitro do encontro. Pedro Silva guardião leonino segura o empate bem perto do fim negando o golo a Ricardo Barros  

Foto Anabela Delgado      

segunda-feira, 12 de março de 2018

LEÇA DE GRANDE CORAÇÃO VENCE EM CASA DE ADVERSÁRIO DIRETO


Estádio do Oliveira do Douro – Gaia
24ª Jornada da Divisão D´Elite
Árbitro João Gonçalves
OLIVEIRA DO DOURO 1 LEÇA FC 3
Ao intervalo 1-1, golos Penantes (7) Diogo Pedras (9) Areias (62 e 78)

OLIVEIRA DO DOURO: Fabrício, Daniel Pinto (Lisboa 78) André gomes, Nando, David Santos, Samu ( Cláudio 68), Luís Gonçalves, Bruninho (Káka 78), João Alves, Ansumane  (Pedrinho 68) e Penates. Treinador António Pedro.

LEÇA FC: Gabi, Joel (Zé Carlos 90) , Ramalho Vítor Fonseca e Alex; Noura, Jair, Sérgio Pedras (Castro 90), Cheta (Paulo Lopes 78), Diogo Pedras (Pinto 78) e Areias (Benvindo 78)  Treinador Domingos Barros. 
  
Em duelo de candidatos o Leça levou a melhor protagonizando uma reviravolta no resultado fruto do seu melhor futebol e vontade de vencer
A equipa do Oliveira do Douro abre o ativo logo aos 7 minutos, mas o capitão Diogo Pedras rapidamente restabeleceu a igualdade praticamente depois, durou apenas 2 minutos a vantagem dos locais. O Leça galvanizou-se com o empate e empolgou-se em termos ofensivos

No segundo temo veio a confirmação da reviravolta da melhor equipa sobre o terreno com dois golos do rapidíssimo Pedro Areias. A equipa mostrou mais uma vez que é seria candidata ao playof de acesso ao Campeonato de Portugal. Foi mais capaz de que o adversário e mantem-se nos lugares cimeiros da tabela. Foi de facto uma vitória importantíssima para as aspirações leceiras e de sabor extraordinário pois conquistou 3 pontos em casa de forte adversário que em comum tem os mesmos objetivos.  

Fotos Leça FC Geração 2018 

LEIXÕES GOLEIA NO REGRESSO ÀS VITÓRIAS


Estádio do Mar, em Matosinhos.
28 ª Jornada da Ledman Ligapro
Árbitro: João Pinheiro (AF Braga).
Cartão vermelho para Aylton (31').
Leixões - Cova da Piedade, 4-0.
Ao intervalo: 4-0. Luís silva (12 e 39`)) Evandro Brandão, (36'). Amine Oudrhiri, (46')

Leixões: André Ferreira, Jorge Silva, Jaime, Bruno China, Derick, Amine, Luís Silva (Bruno Lamas, 47'), Medarious, Breitner, Evandro Brandão (Ricardo Barros, 73') e Kukula (Belima, 42'). Treinador: Francisco Chaló.

Cova da Piedade: Pedro Alves, Adilson, Willyan, Daniel Almeida, Evaldo, Soares (Liu, 57'), Thiago Freitas (Wilson, 42'), Miguel Rosa (Sori Mane, 57'), Shimabuku, Aylton e Ballack. Treinador: Bruno Ribeiro.
O Leixões regressou este sábado às vitórias, ao golear o Cova da Piedade, por 4-0, em jogo da 28.ª jornada da II Liga, repetindo o resultado da época passada. Luís Silva bisou (12' e 39') na primeira parte no centésimo jogo pelo Leixões, com Evandro Brandão (36') e Amine Oudrhiri (46') a fixarem o resultado antes do intervalo, depois de a equipa de Matosinhos ter sofrido duas derrotas seguidas, voltam às vitórias e dão mais alento aos adeptos no acreditar na equipa e no que esta é capaz de fazer
O encontro resume-se praticamente  aos golos  e à expulsão do jogador forasteiro Aylton (31'). E ao controlo absoluto dos matosinhenses que não porfiaram mais porque também não era necessário, visto ter compromisso bem mais exigentes muito próximo como é o caso da próxima deslocação à Académica de Coimbra 

Foto by Anabela Delgado 

PADROENSE COM PONTARIA AFINA AOS FERROS DA BALIZA DO VALADARES

Estádio do Padroense FC na Senhora da Hora – Matosinhos
24ª jornada da Divisão D´elite
Árbitro Tiago Sá
PADROENSE 1 VALDARES 1
 Ao intervalo, 1-0 golos Cacheira (27) Jorge Gonçalves (47)
PADROENSE: Moreira, Renato, Barny, Meneses e Taipa; Xoura, André (Lutchindo 75) e Ivan (Leitão 75), Medeiros mesquita e Cacheira (Freitas 75). Treinador João Costa

VALADARES: Fábio Carvalho, Álvaro (Rafa 78), Carlos Pinto, Bruno Silva, Vitor Lobo; Jonathan, Fabinho, Osório (Fábio rola 78), Jorge Gonçalves (Sores 78), Joãzinho e Beirão (Rato 61). Treinador Paulo Campos.

Encontro entre duas  equipas que lutam pelos lugares de acesso ao playoff de subida ao Campeonato de Portugal.
Encontro esse que não defraudou as espectativas gerada à volta do mesmo
O Valadares entrou melhor nesta partida e não fosse a qualidade e reflexos do guardião Moreira  o Valadares poderia ter-se adiantado primeiro no marcador o jovem guarda redes protagonizou três grandes defesas que evitaram que as redes à sua guarda fossem violadas
Quem não marca sofre lá diz o ditado…pumba! O Padroense numa descida rápida abre o activo por intermédio de Cacheira que pelo lado esquerdo do ataque do Padroense consegue esgueirar-se e na cara da Fábio Carvalho teve a frieza necessária para desfeitear o guardião gaiense. A equipa do Padroense com 15 minutos finais de grande nível poderia ter ido  para as cabines com um resultado mais confortável pois por duas vezes atirou à barra da baliza do Valadares  1º um remate sem preparação de Xoura e o 2º de igual modo por Renato e mais oportunidade flagrante outra com Medeiros na cara de Fábio Carvalho sem conseguir os seus intentos.

O segundo tempo começa praticamente com o golo do empate apontado pelo experiente Jorge Gonçalves, que aproveita para encostar tirando partido de uma desatenção defensiva por parte do Padroense. Neste segundo tempo o equilíbrio foi a nota dominante jogado a um ritmo bastante alto onde mais uma vez o guarda-redes Moreira esteve em destaque ao negar o golo ao gaiense Rato que entrara na partida e por ultimo Mesquita em jogada individual poderia ter dado a vantagem à equipa do Padroense   

segunda-feira, 5 de março de 2018

LEIXÕES PERDE EM BARCELOS A AFASTA-SE DA ZONA DE SUBIDA


Estádio Municipal de Barcelos.
27ª jornada da Ledman Ligapro
Árbitro: Fábio Veríssimo (Leiria).
Cartão vermelho por acumulação de para Ricardinho (56).
GIL VICENTE 2 LEIXÕES 1
Ao intervalo: 1-0 Marcadores: Ricardinho (9) Luís Silva (54) André Fontes (71)

GIL VICENTE: Fontes, Gaston Camara (Rui Faria, 60), Jonathan (Rui Miguel, 88) e João Vasco (Alioune Fall, 68). Treinador: Pedro Ribeiro.

LEIXÕES: André Ferreira, Jorge Silva (Ricardo Barros, 75), Jaime, Ricardo Alves, Derick Poloni, Amine (Vá, 75), Breitner, Luís Silva, Belima (Haman, 55), Evandro Brandão e Medarious. Francisco Chaló).

Os Galos regressam às vitorias 4 meses depois, desde 28 de outubro 2017 quando goleou o Benfica B, por 4-0. Após quatro jogos à frente da turma leixonense Francisco Chaló começa a ser contestado no Mar, 1 vitoria 1 empate e duas derrotas consecutivas na II Liga.
Apesar do triunfo, os minhotos mantêm-se abaixo da zona de despromoção, na 19.ª e penúltima posição, enquanto o Leixões se atrasou na luta pela subida, caindo para o oitavo posto.
Num jogo intensamente disputado foram os visitantes quem entrou melhor e criou algumas dificuldades ao último reduto dos donos da casa, e, aos cinco minutos, Medárious conseguiu introduzir a bola na baliza gilista, mas o árbitro invalidou por uma falta ofensiva, mal no nosso entender. 
Volvidos quatro minutos, o Gil Vicente adiantou-se no marcador por Ricardinho, que concluiu da melhor forma uma excelente jogada de Gaston Camara.
Os leixonenses reagiram à desvantagem, mas o equilíbrio foi a nota dominante até ao intervalo.
Na segunda parte os forasteiros apareceram dispostos a modificar o rumo do marcador e aos 54 minutos Luís Silva aproveitou bem a desconcentração da defensiva contrária para estabelecer a igualdade.
A formação barcelense sentia dificuldades e, aos 51 minutos, passou a jogar com menos uma unidade devido à expulsão de Ricardinho, o que tornou as coisas ainda mais complicadas.
Porém, aos 71 minutos contra a corrente de jogo e numa jogada rápida de contra-ataque, André Fontes recolocou o Gil Vicente na frente do marcador. Até final da partida o Leixões pressionou na tentativa de evitar a derrota, mas o Gil Vicente defendeu com garra a preciosa vantagem.

fotos  BOLA NA ÁREA
BARCELOS NA HORA



LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC