RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

sábado, 14 de maio de 2016

OPERAÇÃO “JOGO DUPLO” CAUSA 15 DETENÇÕES


Investigação no âmbito de suspeitas de resultados combinados 

Operação “Jogo Duplo”, Escândalo de corrupção para viciar jogos da II liga está levar a o final da competição ao rubro pelas piores razões Mal se deu por fechado o campeonato da II Liga Profissional de Futebol, a policia judiciária fez 15 detenções entre: jogadores, dirigentes e empresários. Operação que leva dois meses de investigações e escutas telefónicas, fez 15 detenções hoje em dois Estádios do país, na Tapadinha-Lisboa e no Carlos Osório em Oliveira de Azemeis. Os 4 jogadores do Oriental detidos, são: Rafael Veloso, João Pedro, André Almeida e Diego Tavares (este o mesmo que comeu a banana no Estádio do Mar, arremessada da bancada). 

 Sabe-se também que os dirigentes Carlos Oliveira presidente do Leixões e Nuno Silva director desportivo do clube de Matosinhos, foram também detidos no âmbito desta operação, assim como cinco jogadores da Oliveirense todos eles do sector defensivo do clube de Oliveira de Azemeis. 

O dirigente da claque portista “Super Dragões” e jogador do Canelas 2010, conhecido por Aranha foi também detido. Sabe-se que existem também empresários e ex jogadores ligados a uma rede de apostas desportivas online. 

Todos os detidos, segundo a mesma publicação, serão transportados a Lisboa, sendo de seguida ouvidos pelo juiz Carlos Alexandre, o mesmo que tem em mãos, por exemplo, o caso do ex-primeiro-ministro José Sócrates.

INVASÃO VERMELHA CONSEGUE PERMANENCIA

Estádio Carlos Osório, em Oliveira de Azeméis.
Árbitro: Manuel Mota (Braga).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Ricardo Barros (11), Babo (14), Abalo (21), Pedro Pinto (45), Luís (79), Slim (88), Renan (90+3) e Banjai (90+5).
Oliveirense - Leixões, 1-2.
Ao intervalo: 0-0. Marcadores: Pedras, (51) Ansumane, (79) Slim, (86)
 
OLIVEIRENSE: Raphael Mello, Bruno Sousa, Luís, Godinho, Mário Mendonça, Zé Pedro Freitas, Bruno Amorim (Oliveira, 60), Babo, Renan, Serginho (Ansumane, 72) e Thompson.Treinador: Bruno Sousa.
 
LEIXÕES: Ricardo Moura, Gonçalo Graça, Pedro Pinto, Banjai, João Pedro, Bruno China, Abalo (Cadinha, 46), Bruno Lamas, Jorginho (Slim, 46), Ricardo Barros e Pedras (Alemão, 60).Treinador: Pedro Miguel.
 
 
O Leixões festejou este sábado a permanência na II Liga portuguesa de futebol ao vencer fora a Oliveirense (1-2), já despromovida, num jogo da última jornada em que a equipa ainda teve um susto. Os leixonenses jogavam tudo neste encontro, mas foi só na segunda parte que a equipa resolveu o seu problema, primeiro com um golo do veterano Pedras (35 anos), aos 51 minutos, e depois com golo do tunisino Slim, aos 86 minutos, numa altura em que a partida estava empatada. Logo após Slim fazer o 2-1 para o Leixões, adeptos leixonenses, eufóricos, invadiram o relvado durante alguns minutos e acabaram por ser retirados pelas forças policiais. Houve nova invasão pacífica após o final do encontro e uma imensa celebração coletiva em pleno relvado entre adeptos, jogadores, equipa técnica e dirigentes do clube de Matosinhos. O Leixões esteve melhor na primeira parte e dominou o meio campo, com Bruno China em bom plano, mas não criou situações de perigo e muito menos de golo, porque a Oliveirense fechou-se bem na defesa e não foi um opositor fácil. Com o empate que se verificava ao intervalo, a equipa de Matosinhos mantinha-se na zona de despromoção porque o Benfica, adversário direto nesta luta pela permanência, vencia o Freamunde por 2-0.
 
 
Na segunda parte, porém, o Leixões não perdeu tempo e rapidamente tomou conta do jogo, pressionou, começou finalmente a ciar perigo junto da baliza contrária e, após um canto e Raphael Mello defender um remate à 'queima-roupa', Pedras fez o 0-1 Pedras marcou assim o seu oitavo golo esta época, a sua melhor de sempre na II Liga. O golo motivou a primeira explosão de alegria tanto no banco do Leixões como na bancada onde se concentrou grande parte dos cerca de 500 adeptos leixonenses que ali foram apoiar a sua equipa. A vencer por 1-0 uma Oliveirense há muito despromovida, o Leixões reforçou o seu domínio territorial, parecia ter o encontro controlado e esteve até mais perto de ampliar a sua vantagem do que o adversário marcar. Mas tudo mudou aos 79 minutos, quando Ansumane rematou contra um adversário e bola subiu e desceu sobre a baliza leixonense. Ricardo Moura e um companheiro de equipa desentenderam-se e o empate aconteceu, sem que a Oliveirense tivesse feito o que quer que fosse para isso. Foi um 'balde de água fria' para o Leixões, mas o jogo prosseguiu e o tunisino Slim, jogador de passada larga que foi recrutado em janeiro, arrancou pela direita, deixou a oposição para trás e, de ângulo apertado, fez o 2-1 aos 86 minutos. Seguiu-se nova 'explosão' de alegria e a primeira invasão pacífica do relvado.
 
 
O Leixões segurou depois a vantagem e manteve-se assim, com algum sofrimento, na II Liga, para gáudio dos seus simpatizantes, que, no final, invadiram outra vez o relvado e festejaram com os jogadores.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC