RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 13 de outubro de 2013

SÃO MARTINHO E PEDRAS RUBRAS PROTAGONIZARAM UM GRANDE JOGO DE FUTEBOL

Golo de Cheta não suficiente para arrecadar os três pontos. O São Martinho, recebeu a equipa do FC Pedras Rubras, líder da prova à 4ª jornada A equipa de António Gaiteiro, não foi capaz de levar de vencida a bem organizada e muito solidária equipa que veio de bem perto do aeroporto do Porto. Num jogo equilibrado com constantes alterações no domínio do jogo, a equipa do São Martinho, apesar de se exibir com grande atitude e qualidade nas suas acções, teve pela frente um adversário que se revelou muito forte no colectivo. Com uma arbitragem sem reparos e muito bem conseguida o resultado de empate a uma bola ajusta-se ao desenrolar do encontro. 

Guarda-redes Humberto, outro matosinhense, na defesa das cores azul e branco do FC Pedras Rubras, foi a garantia de um ponto conquistado

INFESTA CONQUISTA PRIMEIRO PONTO



 À quinta jornada, o Infesta conseguiu o primeiro ponto do campeonato ao empatar na tarde deste domingo com o Paredes a uma bola. 
O capitão Vitinha, foi o autor do golo.

 INFESTA: Zé Pedro, Rui Pedro, Pedro Martins, Jorginho e Galego, Amaral Vitinha, Lúcio (João 18') Nuno Barbosa, Rivaldo (Káká 63'), Maia (Sérgio Leite 63'). Treinador António Formoso. 

 Foi um jogo com duas partes idênticas, embora na primeira metade, o Infesta estivesse melhor, enquanto na segunda, foi o Paredes que mais fez por chegar ao golo. O Infesta mostrou-se disponível para acabar de vez com a "malapata" dos maus resultados e o irrequieto Maia logo aos 6 minutos em zona frontal, atirou com perigo mas à figura do guarda-redes Adriano. Aos 15 minutos, o Paredes esteve muito perto de marcar, após um lance de contra-ataque em que Telmo com um passe, coloca Quim Ferraz isolado perante Zé Pedro, que defendeu a bola com grande afinco e atitude. O avançado da equipa forasteira estava em fora-de-jogo, lance que o fiscal de linha não assinalou o que provocou vários protestos por parte do Infesta. Aos 21 minutos, Maia aparece isolado a passe de Galego, mas o avançado infestista não deu a melhor sequência ao lance, atirando ao lado da baliza. Depois, o capitão Vitinha de livre, atirou aos 33 minutos com força, obrigando Adriano a aplicar-se com uma boa defesa. Bem perto do intervalo, um cruzamento em jeito de remate de Bruno, quase deu em golo com a bola a embater na barra da baliza e a sair. 

 Na segunda metade, o Paredes entrou melhor que o Infesta e em três lances quase idênticos podia ter inaugurado o marcador. Aos 60 minutos, Vitor Mendes atira colocado para boa defesa de Zé Pedro, cinco minutos depois, foi a vez de Telmo que rematou mas ao lado da baliza. O lance de maior perigo surgiu aos 69 minutos novamente por Telmo que atirou ao poste da baliza do Infesta. No entanto, foi o Infesta que acabou por marcar aos 76 minutos por Vitinha, que ganhou um ressalto à entrada da área, entrou e desferiu um remate cruzado sem hipóteses de defesa para Adriano. Um golo muito festejado pela massa adepta do Infesta e a quem o capitão dedicou o golo. Mas dez minutos depois, o Paredes acabou por empatar, Bispo pela esquerda cruza quase na linha de fundo e surge à boca da baliza Paços que empatou, não dando qualquer hipótese de defesa a Zé Pedro. O Infesta respondeu logo de seguida por Nuno Barbosa que pela esquerda, atirou cruzado para defesa de Adriano para canto e bem perto do final da partida, o Paredes por intermédio de Paços, ainda enviou mais uma bola ao poste. O resultado da partida aceita-se, perante um bom espectáculo. O árbitro da partida esteve razoavelmente bem, exceptuando o fora-de-jogo que o seu auxiliar não assinalou aos 15 minutos, valendo Zé Pedro que resolveu o lance. O Infesta soma assim o primeiro ponto no campeonato, esperando-se que agora venham mais e que sejam já mais três no próximo sábado na Póvoa do Varzim, onde o Infesta vai defrontar a equipa "B" do Varzim.

 FC INFESTA

CUSTÓIAS PERDE E ACABA O JOGO COM NOVE ELEMENTOS


3ª jornada da serie 1 1ª Divisão 
AF Porto Estádio do Custóias
Árbitro - Tiago Loureiro
 FC CUSTÓIAS 1 BALASAR 3
Ao intervalo, 0-0, golos Alan (62), Adriano (64) Simão (68) e Joãozinho (87) 

 CUSTÓIAS: Tiago Moniz, Dany, Flávio, Hugo e Batista (Manu 85); Tozé (Mazola 38), João Dias e Estrela, Oliveira (Filipe Batista 14), Santa Cruz (Heldinho 85) e Alan. Treinador Mário Rui

 Filme já visto noutras paragens, de facto aconteceu o mesmo na jornada anterior, Custóias, perde guarda-redes por expulsão (Filipe Batista treinador dos guarda-redes foi para a baliza), a jogar com dez desde os 14 minutos de jogo, os custóienses, não souberam reagir ao melhor futebol praticado pela jovem equipa do Balasar. 
 A diferença encontrada no “Filme” é que a equipa do Custóias, no segundo tempo, não conseguiu repetir a boa exibição da jornada anterior, e muito naturalmente saiu derrotada do seu reduto, Ferrer (avançado que se estreou na convocatória), foi expulso a dez minutos do fim do jogo. Prevendo-se grandes dificuldades para o conjunto custóiense nos próximos encontros.

ENTRADA DE ROMPANTE DÁ VITÓRIA AO PADROENSE

5ª Jornada da Divisão Elite AF Porto 
Estádio do Padroense FC – Padrão da Légua
Árbitro - Bruno Linhares 
 PADROENSE 3 VILA MEÃ 1 
Ao intervalo, 2-0, golos Pedrinho (11) Ricardo (14) Preto (65) e Alex (76) 

 PADROENSE: Setephane, Rui Jorge, Armando, Paulo Campos (Postiga 84), Ricardo (Preto 62), Cordeiro, Pedrinho, Pedro, Rafa (Galeão 62), Paulinho e Gazela (Ibrahima 62). Treinador José Ferreirinha 

VILA MEÃ: João, Marco Alves, Dani, Gil (Perry 46), Mesquita, Vanzeller (Jorge 60), Ricardo, Tiago, Ismael (PACHECO 75), Alex e Paulo Ferreira (Pedro Oliveira 60)

   

A equipa do Padroense que vinha de uma derrota em Valongo na jornada anterior, entrou com a disposição de rapidamente arrumar esta questão, e foi com naturalidade que Pedrinho abre o marcador a favor dos Bravos de Matosinhos. Jogando com velocidade de processos, entre os sectores, nunca tirando os olhos da baliza adversária a equipa da casa, chega ao segundo golo (14), quase mesmo arrumando a questão, Ricardo (o marcador de serviço dos matosinhenses) 4 golos na prova, não vacilou…o descanso chegou com uma confortável vantagem da equipa de ARMANDO (central do Padroense) que hoje se encontrava de parabéns.

   

No etapa complementar o cariz do jogo não se alterou, mais Padroense em busca do golo da tranquilidade, e depois de várias oportunidades desperdiçadas de ampliara ainda mais a vantagem trazida do primeiro tempo, a sentença chegou ao minuto 65, por Preto que entrara 2 minutos antes e que toca pela primeira vez na bola para o golo da tranquilidade. Com a vitória na algibeira, os matosinhenses descansam um pouco e permitem que a aguerrida equipa do vila Meã, reduzisse, obtendo o golo de honra em cima do minuto 75. Até ao fim, nada mais existiu para que o resultado se alterasse. 

 Na próxima jornada a equipa do Padroense tem uma deslocação a Paredes, para um encontro que se perspectiva difícil para equipa de Matosinhos

FOTOS DOMINGOS LOBO

LUSITANOS VENCE COM JUSTIÇA DERBI À MODA ANTIGA


3ª jornada serie 1 1ª Divisão AF Porto
 Complexo Desportivo Senhora da Hora 
Árbitro - Pedro Barbosa 
Ao intervalo, 0-0, golo Meneses (63) 

 SENHORA DA HORA: Dinis, Fábinho, Virgílio, Stam e Bruno Pereira; Tavares (Bessa 30) Isaías (Misa 63), Joãozinho (Piasca 63), Nando, Ribeiro e Serrão. Treinador Nuno Gonçalves 

 OS LUISTANOS: Filipe, Filipe Teixeira (Sérgio Teixeira 88) Edu, Carvali e Tarrelo; Gouveia, Ricardo Silva (Lourenço 72) e Meneses; Paulo, Suíço (Ricardinho 72) e Carvalho (Leandro 88). Treinador Albino 
Guerra

 Derbi à moda antiga, a fazer recordar tempos que já lá vão…até houve escaramuças entre os adeptos (O encontro esteve parado 6 minutos) 

 

Os Lusitanos, apresentaram-se para este jogo, consciente das dificuldades e com a lição bem estudada, facto que muito contribui a derrota sofrida na jornada anterior. Os Aurinegros, entram melhor no jogo e coma mais volume ofensivo, ao contrário dos senhorenses que de alguma forma apáticos deixando jogar, e desertos de ideias para não conseguiam pegar no jogo como lhes competia. 

O intervalo chegou sem o marcador ser accionado. No segundo tempo, a equipa do Senhora da Hora, pareceu entrar melhor, criando mesmo excelente oportunidade, logo no reinicio, com Bessa a cabecear á trave da baliza de Filipe. Mas foi sol de pouca dura este domínio senhorense, pois de uma bola parada aos 63 minutos, capitão Meneses desvia de cabeça na frente do guarda-redes Dinis e faz o golo que viria a dar os três pontos aos forasteiros. O restante tempo de jogo foi jogado muito a meio campo, com os jogadores da casa a não conseguirem dar resposta ao golo sofrido, do outro lado, o controlo do jogo era evidente. 

 

A dez minutos do fim do jogo que diga-se disputado com fair- Play por ambos os intervenientes, uma confusão entre adeptos, com alguma gravidade que teve inclusive a intervenção policial, fez com que não se jogasse (durante 6 minutos) no tapete verde do complexo Desportivo do Senhora da Hora. Felizmente que tudo acabou em bem, com uma vitória justa da equipa de Santa Cruz do Bispo

Conferencia de imprensa

NUNO GONÇALVES

“Não entramos bem no jogo, não conseguimos, por em pratica o que idealizamos durante a semana, a equipa dos Lusitanos, apesar de marcar contra a corrente de jogo, venceu bem”

ALBINO GUERRA

“Após a derrota sofrida na jornada anterior, sabíamos que tinhas de dar um resposta positiva, apostamos fortemente na conquista dos três pontos. Entramos mais forte e pressionante sobre o adversário, tivemos mais volume ofensivo, penso que vencemos bem” Concluído…”parabéns aos meus jogadores que mostram raça e atitude” 

QUAL A EQUIPA DE PRIMEIRA? (Leixões deu a volta ao Vitória)

 
 1ª Mão segunda fase da Taça da Liga 
Estádio do Mar, Matosinhos 
 Árbitro: Hugo Miguel (AF Lisboa) 
LEIXÕES 2 V.GUIMARÃES 1 
Ao intervalo, 0-1, golos Malonga (20) Moreira (50) e Kizito (69) 

 LEIXÕES SC: Chastre, João Viana, Nuno Silva, Huguinho, Ruben Saldanha (João Novais aos 82'), Moreira, Cadinha (Zé Pedro aos 90'+2), Anderson, Materazzi, Talles e Rui Coentrão (Kizito aos 68'). Treinador Pedro Correia 

 VITÓRIA SC: Assis, Freire, Luís Rocha (Leonel Olimpo 52), Moreno, Berrientos, André, André Santos, Russi, Malonga (Ricardo 68), Kanu ( Crivellaro 83)e Abdoulaye. Treinador Rui Vitória.

   
No Estádio do Mar, as recentes derrotas a contar para o campeonato, com o Penafiel e o FC Porto B, estão ultrapassadas. A equipa de Matosinhos derrotou a turma de Guimarães, num jogo em que até foram os forasteiros os primeiros a marcar. O Leixões SC sai do Estádio do Mar com uma vitória e uma vitória que tem todo o significado uma vez que retira o clube dos resultados menos positivos que vinha tendo até este domingo. Mas não se pense que foi um jogo fácil para a equipa de Pedro Correia. Com todo o favoritismo em cima deles, o Vitória SC até chegou primeiro ao golo depois de uns primeiros 20 minutos de jogo bastante disputado e com as melhores oportunidades a pertencerem à equipa da casa.No entanto Madonga colocou os vimaranenses em vantagem na primeira ocasião de verdadeiro perigo na área leixonense e uma vantagem que viria a prolongar-se até depois do intervalo quando tudo mudou.

   

Apesar do aviso de André Santos (48') a que Chastre, quando chamado a responder fê-lo com classe ao evitar o segundo golo, o Leixões manteve o seu futebol pressionante e foi atrás do empate que viria a surgir aos 51' com Moreira a ir à linha de fundo e a colocar a bola dentro da baliza defendida por Assis. Mas se a festa estava a ser feita nas bancadas do Mar, esta viria a ser ampliada com a reviravolta no marcador. Saído do banco, o Leixões virou o resultado a seu favor através de Kizito aos 70' estabelecendo o resultado final. para trás ficava uma grande jogada de Talles, Ruben Saldanha e Moreira a estarem presentes antes do ugandês do Leixões apontar o segundo golo da equipa no jogo. Até final, o Vitória SC esteve sempre atrás da linha da bola e não teve nenhuma oportunidade para chegar ao empate tendo estado o Leixões mais perto do terceiro do que os vimaranenses do segundo. 

 As duas equipas voltam a medir forças no dia 17 de novembro, dessa vez em Guimarães, para definirem quem seguirá para a fase de grupos da Taça da Liga. 

 Conferência de Imprensa 

 Pedro Correia "Não foi com sorte que ganhámos este jogo. Tivemos mérito e trabalhámos para isso. A eliminatória não está resolvida, mas só vamos pensar nela daqui por um mês. Agora vamos preocupar-nos co m a Taça de Portugal e com o campeonato. Esta equipa trabalha sempre da mesma forma, independentemente da competição, mas preparamos qualquer jogo para vencer. Não podemos baixar a nossa concentração em momento algum. Somos capazes de fazer o melhor, como hoje, mas também do pior, tal como aconteceu no último jogo. Os jogadores deram hoje uma boa resposta em campo, tal como eu, durante a semana, tinha dito que queria. É uma atitude que vamos tentar transpor para todas as outras competições. Não mudámos a nossa identidade mas saímos mais fortes deste jogo. Começámos muito bem o jogo, tivemos cinco ou seis boas situações nos primeiros vinte minutos. Não as marcámos e a equipa do Guimarães aproveitou bem para fazer o golo. O segundo golo culminou um excelente trabalho colectivo da nossa equipa. Merecemos este triunfo, chegámos ao final trabalhando como equipa e ganhando como equipa." 

 Rui Vitória 
"Foi um jogo equilibrado. Depois de estarmos a ganhar sabíamos que este jogo nunca estaria resolvido. A equipa do Leixões soube acreditar mais do que nós e teve esse mérito. Muitas das vezes decidem-se jogos por momentos de desconcentração. A equipa do Leixões acreditou sempre que poderia vencer. Queríamos ter ganho mas as coisas não nos correram bem. Foi um jogo bem disputado entre duas equipas que se respeitaram. Temos um segundo jogo e está tudo em aberto. Temos de rectificar o resultado no jogo de Guimarães, porque queremos prosseguir nesta competição."

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC