RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

RUI STAM (Senhora da Hora) ENTREVISTADO PELO MITCHFOOT

MITCHFOOT - Conta-nos o teu passado/percurso como jogador (idade e naturalidade)

RUI STAM - Em primeiro lugar, agradeço o convite feito para esta entrevista....é muito gratificante iniciativas destas...o meu trajeto no futebol é engraçado pois não fiz formação...comecei aos 19 anos por convite do mister Cardinal, que me levou para o S.C.S.VITOR ,nos amadores.....após um ano, fui treinar à experiência ao Pasteleira e fiquei....a partir daí, é a carreira que as pessoas sabem, com passagens por, VALADARES, PROGRESSO, GENS, LEVERENSE, COIMBROES, PEDROUÇOS, PERAFITA, AVINTES, DRAGOES SANDINENSES, VALONGUENSE E TUDO O RESTO como podem ver no zerozero....com 38 anos, sinto me feliz por chegar onde cheguei, orgulhoso pelo que fiz e ambicioso de conseguir ainda algo mais.... 

 M - Quem é o Stam fora dos relvados? 

 RS - Fora dos relvados sou acima de tudo um AMIGO com letra bem maiúscula, onde vivo para o futebol e para os meus lindos três filhos: Diogo, Mateus e Tomás....eles sim, são a minha razão de viver 

M - Tens algum jogador que te sirva de referência? 

 RS - A minha referência foi sempre o Fernando Couto, pela raça e determinação em todos os lances que disputava 

M - Como homem do futebol, tens o teu clube do coração, queres dizer-nos qual é? 

 RS - O meu clube de coração é o F.C.PORTO... PORTO até morrer 

 M - Prato e passatempo favorito? 

 RS - Um bom assado com um bom tinto enche me as medidas e o meu hobby é o futebol, pois até nas férias participo em todos os torneios que posso 

 M - Como surgiu a oportunidade de representares o Senhora da Hora ?

RS - O convite surgiu pelo mister Nuno e pelo presidente Vasco, desde já lhes agradeço a oportunidade de representar a grande instituição que é o S.C.SENHORA DA HORA 

M - O que perspectivas para a época de 2013/2014, o Senhora da Hora, está preparado para “atacar” um campeonato tranquilo, ou aspiras a algo mais? 

 RS - Como objectivo principal é um campeonato tranquilo, mas como ambicioso que sou, penso que podemos "arranhar" os lugares da subida 

 M - Qual a tua opinião, sobre a nova conjuntura das competições da A F Porto (divisão elite, Divisão de Honra, 1ª divisão e 2ª Divisão) o que é que achas, sobre tantas subidas de divisão, os campeonatos tornaram-se mais competitivos? 

 RS - Penso que o que se passou no fim da época passada adulterou um pouco a verdade desportiva, com seis e sete equipas a subir, equipas repescadas, enfim....de qualquer modo, penso que há grande competitividade em todas as divisões 

 M - Qual a tua opinião, sobre o blog Mitchfoot, o que é que achas em relação a divulgação prestada em termos de comunicação social (Redes sócias)?

   

RS - O blog Mitchfoot é brilhante, penso que não há paralelo em Portugal..dá a oportunidade de os mais "pequenos" se mostrarem e em termos de divulgação consegue com rapidez informar a todos os níveis...só tenho de vos dar os parabéns

 M - Queres deixar uma mensagem aos adeptos do Senhora da Hora. 

 RS - a mensagem que deixo aos adeptos do S.C SENHORA DA HORA é que acreditem nesta equipa..não vamos defraudar as expectativas e tudo iremos fazer para chegar o mais longe esta brilhante instituição

ANDERSON FAZ A ANTEVISÃO DO JOGO COM O FC PORTO B

Ainda tenho muito para aprender 

 Anderson Esiti é uma das grandes revelações da temporada do Leixões Sport Club. 

O jovem nigeriano, na primeira temporada como sénior, tem merecido elogios de todos os quadrantes. Contudo, o médio Leixonense mantem a humildade e assume que ainda tem um caminho longo para percorrer. Sobre o jogo de quarta-feira com o FC Porto B, o jogador africano frisa ao www.leixoessc.pt que a nossa equipa vai ganhar o jogo, mas realça ser necessário manter uma atitude forte em campo e muita concentração. 

LSC – Como lhe está a correr esta temporada de estreia na equipa principal do Leixões?

Anderson – Está a correr muito bem. Esperava fazer uma boa época, mas, admito não contava fazer tantos jogos, sendo um jogador que veio dos juniores. Agradeço muito ao treinador pelas oportunidades que me tem dado, aos meus companheiros de equipa por me ajudarem bastante tanto nos treinos como nos jogos e também agradeço muito a Deus por me proteger todos os dias. 

 LSC – Já está totalmente adaptado a Portugal e a Matosinhos? 

A – Posso dizer que já me sinto como se estivesse em casa. Já sei dizer muitas coisas em português, gosto muito das pessoas e sou muito bem tratado quer no Leixões quer na rua pelos adeptos. O meu empresário também me tem ajudado muito para que não me falte nada. A única coisa de que sinto falta é da minha família, dos meus pais e dos meus irmãos. Mas falo com eles todos os dias. Tal como falo com Deus, que me ajuda todos os dias a ser mais forte e uma melhor pessoa. Sou um cristão muito crente e vou à igreja sempre que posso. 

 LSC – Tem sido considerado como a grande revelação da época. Como lida com isso? 

A – É sempre bom ver o nosso trabalho reconhecido, mas tento resguardar-me porque sou muito novo e ainda tenho muito a aprender. As coisas estão a correr muito bem mas haverá momentos em que não vai ser assim e tenho de estar pronto para as críticas. Agradeço, uma vez mais, a todos os meus companheiros e aos treinadores, porque são eles que me ajudam a ser melhor e a fazer o que é correcto. E tenho de agradecer também aos adeptos do Leixões, que são incríveis e apoiam-me muito, a mim e à equipa. No entanto, sei que tenho de continuar a trabalhar todos os dias com muito empenho e dedicação para poder ser melhor a cada dia que passa. 

 LSC – Quarta-feira há um dérbi com o FC Porto B, equipa que está na frente do campeonato. Como antevê esse jogo? 

A – Acho que vai ser um bom jogo. O FC Porto é uma equipa boa com muitos jogadores de grande qualidade. Mas o Leixões também é uma grande equipa e também têm grandes jogadores. Acredito que vai ser um bom espectáculo e que vamos ganhar o jogo. Se jogarmos com confiança, mantendo uma atitude forte e muita concentração, temos boas hipóteses de vencer, que é o que pretendemos sempre. Jogamos em casa, perante os nossos adeptos e temos de ser nós a mandar no jogo.

LEIXÕES vs FELGUEIRAS 3ª ELIMINATÓRIA DA TAÇA DE PORTUGAL


O auditório da sede da Federação Portuguesa de Futebol, em Lisboa, recebeu ao final da manhã o sorteio da terceira eliminatória da Taça de Portugal. 

O sorteio da prova rainha do futebol português conta com o Leixões S.C. entre os 64 clubes ainda em competição e ao clube de Matosinhos calhou em sorte receber o Felgueiras. 

 Recorda-se que para chegar à terceira eliminatória, o Leixões teve de defrontar, e derrotar, o Sacavenense na segunda eliminatória em jogo realizado no estádio do Mar. 

 BLOG LEIXÕES

domingo, 29 de setembro de 2013

SÃO MARTINHO ESCORREGA EM CASA


 São Martinho empata a zero em casa frente ao Varzim B
3ª JORNADA DIVISÃO ELITE A F PORTO
Compelxo Desportivo de São martinho do Campo - Sto. Tirso
Árbitro - Rui Ferreira
SÃO MARTINHO 0 VARZIM B 0

 SÃO MARTINHO: Mata, Magalhães, Zé Soares, Moura e Macieira; Cascavel, Mica (Dani 46), Rui Gonçalves, Nandinho (Carlitos 46) Cheta e Fábio Loureiro (Raimundo 82). Treinador António Gaiteiro. 

 A equipa de Gaiteiro, não conseguiu levar de vencida a jovem mas muito bem montada equipa do Varzim S C, muito por culpa do desacerto total na hora de finalizar. Os campenses entraram melhor na partida e no primeiro quarto de hora foram donos e senhores do mesmo, criando excelente jogadas de desenvolvimento ofensivo que culminava com soberanas oportunidades. Findo esse período o jovens varzinistas equilibraram a contenda, não permitindo, que a mais experiente, equipa da casa conseguisse os seu intentos. 

 No segundo tempo, o cariz do jogo não se alterou muito, e até ao minuto 78, altura em que a equipa orientada por António Gaiteiro, fica reduzida a dez por expulsão de Rui Gonçalves. A equipa campense revelou-se de facto muito perdulária, e o Varzim não conseguiu tirar partido da vantagem numérica, durante 12 minutos. Em suma um bom espectáculo produzido pelas duas equipas.

LUSITANOS ENTRA A VENCER


1ª JORNADA 1ª DIVISÃO SERIE 1 A F PORTO 
Campo do Atlético de Rio Tinto – Gondomar
 Árbitro – Tony Calvo 
AT RIO TINTO 0 OS LUSITANOS 1 
Ao intervalo, 0-1, golo Meneses (11) 

 OS LUSITANOS: Filipe, Miguel, Carveli, Teixeira, Tarrelo, Edu, Rui Dias (Sandro 56), Ricardo Silva (Pipo 82), Meneses, Suíço, Lourenço (Ricardinho 56). Treinador Albino Guerra 

 Passados 21 anos, a equipa do Os Lusitanos F.C.S.C. competiu novamente na 1ª Divisão Distrital. A equipa comandada por Albino Guerra fez a sua estreia nesta divisão no terreno difícil do Atlético de Rio Tinto (campo pelado) e venceu pela margem mínima o encontro.

Na primeira parte a equipa de Santa Cruz entrou um pouco ansiosa, natural para uma estreia, mesmo assim conseguiu tomar conta do jogo. As situações de golo foram poucas tanto de um lado como de outra, com as defesas a sobressaírem sobre os atacantes, mas perto do minuto 11 a equipa do Lusitanos conseguiu colocar-se em vantagem, livre da esquerda marcado por Tarrelo, corte da defesa adversário que coloca a bola no nosso atleta Carveli que faz um passe longo para Meneses, este controla a bola perto da baliza e coloca a bola por baixo do guarda redes, estava feito o 0-1. Depois do golo a equipa da casa tentou criar mais problemas, no entanto a entrega e determinação dos visitantes foi sempre mais forte que a equipa de Rio Tinto.

A segunda parte, mais do mesmo, jogo bem disputado, muita luta, mas o Lusitanos sempre superior jogando sempre limpo e sempre que possível bola no chão. Foi um bom jogo de futebol onde ambas as equipas lutaram bastante, vencendo a equipa que mais teve unida, mais lutou, que mais se auto ajudou, podendo mesmo dizer que foi uma vitória de garra e atitude e determinação.

OS LUSITANOS FCSC

INEXPERIÊNCIA TRAI SENHORENSES

 
1ª JORNADA 1ª DIVISÃO SERIE 1 AF PORTO 
Compelxo Desportivo Senhora da Hora 
Árbitro – João Santos 
SENHORA DA HORA 3 ALFENENSE 4 
Ao intervalo, 2-0, golos, Fábio (22), Bessa (29 e 55 gp), Vítor Hugo (50), Dinis (64), Boni (84 gp) e Xavier (91) 

 SENHORA DA HORA; Dinis, Fábio, Stam, Virgílio, André ( Tiago 70), Tavares (Kayene), Bruno Pereira, Joãozinho (Henrique 70), Robeiro, Serrão e Bessa. Treinador Nuno Gonçalves. 

 Jogo com duas partes bem distintas uma da outra, na primeira, domínio absoluto do conjunto senhorense, com Fábio e Bessa a traduzir em golos a superioridade da equipa do SCSenhora da Hora. No segundo tempo, os visitantes foram mais astutos e, arriscaram mais busca de amenizar os estragos trazidos do primeiro tempo. Reduziram para 2-1 por Dinis. Os senhorenses ainda responderam com o terceiro golo, deixando no ar que tinham acabado com o encontro, mas a inexperiência demonstrada por alguns dos seus jogadores, foi fatal e permitiram que o adversário chegasse à igualdade e no período de compensação marcasse o golo que levaria três pontos para Valongo.

LAVRENSE MARCA PASSO!


1ª JORNADA DIVISÃO DE HONRA AF PORTO
 Parque Sares dos Reis – Gaia 
Árbitro – Pedro Barbosa 
VILA FC 3 UD LA VRENSE 1 
Ao intervalo, 2-0, golos Nico (29 e 45) Ricardo (76) e Grilo (85) 

 VILA FC: Clemente, Jorginho, Jota, Teixeira, Miguel; Rui, Nico, Chico (André 84)Vítor Andrade (Napoleão 84), Ricardo e Ivo. Treinador Gonçalo Silva. 

 UD LAVRENSE: Telmo, Magalhães, Ramalho (João Luís 71) Grilo, Tiago Pinto, Ricardo, Gonçalo (Paulo Lopes (60) e Couto; Jota, (Joel 71) Káká (Cardoso 60), Tiago Carvalho.Treinador José Pacheco

  A equipa Lavrense, não começou da melhor maneira possível, o jogo que marcou o inicio da competição, a equipa do Vila FC, revelou-se superior em todos os capítulos do jogo, como veio a verificar-se no final do encontro, com uma vitória justa, traduzindo o que se passou no relvado. Os gaienses revelaram-se muito produtivos na finalização, ao contrário do conjunto lavrense que desperdiçou algumas oportunidades. Próxima jornada a AD Lavrense recebe no seu reduto a equipa dos Dragões Sandinenses.

EM JOGO DE ELEVADO NÍVEL PADROENSE CEDE NO FIM


3ª JORNADA DIVISÃO ELITE AF PORTO
 Estádio do Padroense FC – Padrão da Légua 
Árbitro – Sérgio Ferreira 
PADROENSE 3 S. RIO TINTO 3 
Ao intervalo, 1-2, golos Petro (6), João Paulo (39 e 45), Galeão (63), Postiga (74), Joel (90) 

PADROENSE: Stephen, Paulinho, Rui Jorge, Armando, Pedro, Manuel Cordeiro (Gazela 62), Preto (Leandro 87), Joel, Ricardo (Postiga 62), Pedrinho, Paulo Campos (Galeão 62). Treinador José Ferreirinha  

S. RIO TINTO: Avelino, Duarte, Joel, Marco, Araújo, Machado; Tino, Miguel (Magalhães 70), Piscinas, Melo (Rui 32), Maciel, João Paulo. Treinador. Ricardo Jorge

 Padroense e Sport Rio Tinto, protagonizaram uma excelente partida de futebol, de parada e resposta, coube a equipa do Padroense as melhores oportunidades de marcar, enviando inclusive três bolas aos ferros da baliza à guarda de Avelino.

 Preto, muito cedo deu vantagem aos matosinhenses, mas ao cair do pano, fecho do primeiro tempo, João Paulo, matosinhense, comete um pequena traição aos matosinhenses ao bisar no encontro, e de virada dá vantagem à sua equipa.
Na segunda metade, os “Bravos de Matosinhos” lançam-se em busca do melhor resultado que era adverso, e depois de tanto porfiar, Galeão empatou, para dez minutos depois Postiga dar vantagem à sua equipa. Quando tudo se conjugava para que o Padroense arrecada-se os três pontos, que eram justíssimos, eis que um balde de água fria nas hostes padroenses, surge no último minuto do jogo, quando Joel empata de novo.

Em suma excelente partida de futebol, em que o Padroense foi melhor, mas que os visitantes foram eficazes no capitulo da finalização. Padroense, vai deslocar-se a Valongo para defrontar o Valonguense
 

PERAFITA NÃO ACERTA EM TERMOS DE RESULTADOS


4ª JORNADA (CNS) 2013/2014 
 Estádio Municipal de Vila Flor 
 Árbitro – Luís Calado 
 VILA FLOR 3 FC PERAFITA 0 
Ao intervalo, 1-0, Jerome (30), Francisco (86) Turé (93) 

 

VILA FLOR: Tiago, Rafael, Saul, David, Luiz H. ; João Costa (Francisco 81), Guga (Fontoura 63), Jerome, Stigas, Touré. Treinador Gilberto Gomes. 

 PERAFITA: Beleza, Pacheco, Fernando, Nuno Ribeiro (Ricardo 46) Coutinho; Hélder, Viana (Rafa 70), Fonseca, Toninho (Rui João 63), Rui Miguel e Lutchindo. Treinador Óscar Nogueira

De cimo do monte, junto ao belíssimo Parque de Campismo Municipal, local de descanso/lazer, de muitos matosinhenses, nas férias de verão, o FC Perafita, teve muitas dificuldades, para suster os ataques dos anfitriões. Na verdade esta equipa perafitense, nunca se encontrou, num jogo disputado em condições climatéricas adversas no maior período de tempo jogado. Ao intervalo já o Vila Flor vencia por uma bola a zero. Em termos de resultado positivo, a equipa que viajou de Matosinhos, manteve-se sempre expectante, mas a quatro minutos do fim Francisco, que tinha entrado no jogo pouco antes, acabou com as veleidades perafitenses, para no soar do último apito selar a contagem a favor dos da casa.

   

Próxima Jornada, a equipa azul e branca, vai receber no seu reduto, a equipa do Boavista FC

LEÇA CONQUISTA PONTO FORA DE PORTAS


3ª JORNADA DIVISÃO ELITE A FPORTO 
Estádio Municipal de Felgueiras
 BARROSAS 0 LEÇA FC 0 

 LEÇA FC: Marco, Ruca, Cuca, Meneses ,César, João Miguel (Miguel Pinto), Domingos, Wendel (Pedras), Hélder Borges (Huguinho) , Mimba e Mitchel. Treinador Vítor Leal. 

 Disputado em Felgueiras, casa emprestada do Barrosas, que tem o seu normal habitat em obras de colocação de piso sintético. 
Um jogo nada pacifico, inclusive os adeptos da claque leceira (Ultras Brigada Verde), tiveram de assistir ao mesmo do lado de fora, em virtude da exorbitância praticada nos preços dos bilhetes de acesso.
 Do jogo praticamente dito, apenas dizer que foi muito equilibrado, como traduz o resultado, mas em abono da verdade, dizer também que o trio de arbitragem prejudicou bastante os leceiros, com uma dualidade de critérios gritante.

Na próxima jornada em Leça da Palmeira, Leça FC vs CD Candal.

sábado, 28 de setembro de 2013

CUSTÓIAS ENTRA A TODO O GÁS!


1ª JORNADA DA 1ª DIVISÃO SERIE 1 
Estádio do Custóias FC 
Árbitro, João Pinho 
CUSTÓIAS FC 4 FC PEDROSO 0 Ao intervalo, 3-0, golos Santa Cruz, e Alan (gp) e dois auto-golos 

CUSTÓIAS: Márcio (Tiago Moniz), Rochinha, Manu, Hugo e Batista; Tozé (Ricardo), João Dias, Estrela (Mazola); Santa Cruz, Oliveira (Héldinho) e Alan (Gandarela). Treinador Mário Rui. 

 PEDROSO: Bastos, João, Pedro, Cruz (Cardoso) e Ricardo (Bruno); Alex, Rochinha (Bernardo), Pereira e Alves; Marito e Fábio.

   

Entrou com tudo a equipa do Custóias, neste arranque de temporada oficial. Cedo se percebeu de que os “ coiveiros” não estavam para facilitismos, e de um jogo em que ambas as equipas tinham as mesmas aspirações, prevaleceu a mais valia técnica da equipa matosinhense. Santa Cruz abriu a contagem, muito cedo e Alan fechou de penalti o marcador, tendo pelo meio dois auto-golos e algumas boas oportunidades desperdiçadas.
Resultado que espelha bem o que se passou esta tarde no estádio do Custóias.

 Próxima jornada os custóienses, vão até Ermesinde –Alfena, para defrontar o Alfenense, clube que derrotou nesta ronda o SCS Hora

INFESTA PERDE COM ARBITRAGEM DESASTROSA


3ª JORNADA DIVISÃO ELITE AF PORTO
 Parque de jogos Manuel Ramos 
Árbitro, Mário Valente 
 INFESTA O VALONGUENSE 1 Ao intervalo, 0-1 Babá (7)

 INFESTA: Miguel Ângelo, Jorginho, Amaral, André Ribeiro e Galego (Sérgio Leite), Vitinha, João Rodrigues e Nuno Barbosa, Lúcio (Pedro Oliveira), Ricky (Diogo Sousa) e Flávio (Maia). Treinador António Formoso 

 O Infesta saiu do jogo completamente arrasado com o que se passou dentro das quatro linhas, principalmente na primeira parte. Foi claramente a melhor equipa em campo e logo a abrir a partida podia ter chegado ao golo quando Ricky em jogada individual, fintou dois adversários e perante o guarda-redes, atirou para defesa de Meneses. Aos 7 minutos, no primeiro e único lance de ataque do Valonguense, a equipa forasteira chegou ao golo, Medeiros cruzou da direita e ao segundo poste, Bábá de cabeça não perdoou. À passagem do primeiro quarto de hora, surge o primeiro caso do jogo, Ricky surge isolado perante Meneses, este rasteira o avançado infestista, provocando a grande penalidade mas o árbitro fez vista grossa ao lance. O Infesta era a melhor equipa em campo, ao contrário da equipa de Valongo que ia perdendo tempo conforme podia. Aos 29 minutos, mais uma grande penalidade a favor do Infesta ficou por marcar quando Flávio foi carregado pelas costas por um defesa forasteiro. O árbitro, Mário Valente nada assinalou. Perto do intervalo, num lance em que os jogadores do Infesta após um pontapé de canto, tiveram várias oportunidades para marcar, Maia tenta dominar a bola que vem alta e sofre novo empurrão de um defesa, o árbitro mandou seguir. Ao intervalo, o Valonguense estava em vantagem. 

 A segunda parte, mais do mesmo, o Infesta procurava insistentemente o golo ao contrário do adversário que só defendia e perdia tempo. O árbitro da partida foi muito condescendente com todos estes atrasos, principalmente com a reposição de bola em jogo do guarda-redes Meneses. Aos 67 minutos, Nuno Barbosa ganha posição pela esquerda e remata junto ao poste que obrigou o guarda-redes a defender a dois tempos. Perto do final da partida, o Infesta dispôs de mais duas oportunidades para empatar, primeiro Maia que ganha posição já na área e atira mas o remate sai fraco e já em compensação, após um lance confuso e de insistência do ataque do Infesta, Nuno Barbosa cruza para Maia que de cabeça, atirou por cima. O resultado não mais se alterou. O resultado foi muito penalizador para o Infesta que foi claramente a melhor equipa em campo. O árbitro da partida, foi muito fraco ao não assinalar duas grandes penalidades evidentes e uma terceira que também não lhe ficaria mal de assinalar, pois já tinha prejudicado o Infesta nas duas anteriores. 

 O Infesta com esta derrota, soma a terceira em outros tantos jogos e continua nos últimos lugares da tabela classificativa. Na próxima jornada, desloca-se até ao terreno do Vila Meã.

FC INFESTA

LEIXÕES EMPATA EM AVEIRO


8ª JORNADA DA LIGA 2 CABOVISÃO 
 Jogo no Estádio Municipal de Aveiro 
Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal). 
Beira-Mar-Leixões, 0-0. 

 Beira-Mar: Rui Rego, André Nogueira, Jaime, Luís Gustavo, Daniel Martins, Dias, Hélder Tavares, André Sousa (Willyan, 79), Batatinha, Tiago Cintra (Dieguinho, 37) e Luiz Phellype (Aleksei Kuchuk, 64).Treinador: Jorge Neves. 

 Leixões: Jorge Batista, André Teixeira, Materazzi, Zé Pedro, Huguinho, Anderson, Cadinha, Rúben Saldanha, Moreira, Talles (Kizito, 83) e Anderson Grafite (Rui Coentrão, 59).Treinador: Pedro Correia. 

Beira-Mar e Leixões empataram hoje 0-0 num encontro da oitava jornada da Segunda Liga, em que as equipas a mostraram desacerto no ataque, no Estádio Municipal de Aveiro. 

 Numa primeira metade o Leixões começou melhor ao entrar a atacar tendo a primeira iniciativa pertencido aos homens de Matosinhos. Com jogo dominado até aos 20 minutos e com vários sustos para o guardião aveirense, o Beira-Mar foi para cima e teve duas oportunidades para inaugurar o marcador já depois da meia hora de jogo. Na segunda metade quer Leixões, quer Beira-Mar tentaram marcar mas a melhor oportunidade pertenceu aos Homens de Pedro Correia a enviarem a bola ao poste direito. No entanto o empate viria a persistir até ao minuto 90' Na próxima quarta-feira há novo encontro com o Leixões a receber o FC Porto B em jogo que terá transmissão pela Sport TV. 

 Tiago Cintra aplaudido pelas gentes do Mar Entrou a titular mas foi a primeira substituição a ser feita. Tiago Cintra, jogador formado no Leixões e que ajudou a equipa no principal escalão do futebol esteve hoje do outro lado e aquando da sua substituição foi aplaudido pela claque leixonense presente no estádio 

 BOLG LEIXÕES

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

ENTREVISTA DE BESSA (CAPITÃO SC SENHORA DA HORA) AO MITCHFOOT

MITCHFOOT - Conta-nos o teu passado/percurso como jogador...

CARLOS BESSA - Em primeiro lugar quero agradecer este convite do mitchfoot ! Bem relativamente ao meu percurso iniciei a minha formação no F.C. Foz no primeiro ano de infantis tendo transitado para o Boavista F.C na época seguinte, onde permaneci até ao ultimo ano de Júnior, alternado entre a equipa satélite (Pasteleira), onde inclusive joguei pela equipa sénior com idade de juvenil primeiro ano, onde defrontei o meu Grande amigo Stam logo no meu jogo de estreia. Como Sénior tive passagens pelo Vilanovense, Nogueirense, F.C. Foz (onde fui campeão distrital da 2ª divisão) Leça do Balio e actualmente , com 24 anos, estou com muito gosto e orgulho no Senhora da Hora. 

M - Quem é o Bessa fora dos relvados?

 CB - Sou uma pessoa tranquila, dou muito valor as amizades que tenho, sou profissional e dedicado a qualquer projecto que me envolva. 

M - Tens algum jogador que te sirva de referência? 

CB - Óbvio que todos temos uma referência, como Jogador Zlatan Ibrahimovic, sem dúvida o melhor ponta de lança por todos os motivos, só não gosto da sua personalidade pois acho que a humildade e o respeito pelos outros fica bem a todas as pessoas. 

M - Como homem do futebol, tens o teu clube do coração, queres dizer-nos qual é? 

CB - Como sou ambicioso tinha que ser do FUTEBOL CLUBE DO PORTO. Sou 100% Portista, sócio desde 1 de Agosto de 1989 e com as quotas todas em dia!!!

M - Prato e passatempo favorito?

CB - Francesinha é sem dúvida uma tentação, apesar de gostar de muitos outros pratos pois sou um bom garfo, como passatempo favorito é jogar um FIFA ou Um PES com os amigos. 

M - O Desportivo Leça do Balio, clube que representas-te nas ultimas temporadas, desceu de divisão, guardas o clube no coração…, o que te fez mudar de emblema?

CB - Bem, o Leça do Balio só guardo boas recordações, pois é um clube que me recebeu muito bem e onde fui muito feliz e onde deixei muito amigos de quem tenho muita consideração e respeito. A descida de divisão? Bem isso é uma longa história que daria para escrever muita coisa mas o que posso dizer é que foi uma tremenda injustiça, pois em muitos jogos fomos prejudicados pelas arbitragens, contudo terminamos com 34 pontos o que por norma não acontece com as equipas que descem de divisão, até nisso tivemos menos sorte. Mas eu acredito que o Leça do Balio está bem orientado e com um bom plantel com capacidade para voltar a 1ª divisão. Quanto ao facto de não ter continuado, é simples, o projecto senhora da hora seduzi-me mais e por isso aqui estou neste clube tão carismático. 

 M - Como surgiu a oportunidade de representares o Senhora da Hora ? 

CB - O presidente Vasco demonstrou vontade de me ter aqui no clube e os meus amigos Stam, Virgílio e Dinis fizeram o resto, isto é, convenceram-me a abraçar este projecto pois com eles é sempre mais motivador, pois fiquei com a certeza que iríamos criar um balneário unido, como já tinha acontecido anteriormente no Leça do Balio. 

M - Primeiro ano como sénior do Senhora da Hora e logo capitão, como te sentes com essa função dentro e fora do relvado? 

CB - Em primeiro lugar muito lisonjeado com a opção da equipa técnica, contudo a mensagem deles foi de que a braçadeira não é só para passear e de tenha mais responsabilidades que todos os outros e que sou responsável por manter a nossa equipa toda unida independentemente dos bons ou maus resultados. 

 M - O que perspectivas para a época de 2013/2014, o Senhora da Hora, está preparado para “atacar” um campeonato tranquilo, ou aspiras a algo mais?

 CB - Vou usar a frase do mister Nuno, é entrar todos os jogos com um ponto (0-0), nunca perder esse e procurar os outros dois. Com isto quero eu dizer que vamos pensar jogo a jogo lutando sempre pelos 3 pontos independentemente de quem seja o adversário.

 M - Qual a tua opinião, sobre a nova conjuntura das competições da A F Porto (divisão elite, Divisão de Honra, 1ª divisão e 2ª Divisão) o que é que achas, sobre tantas subidas de divisão, os campeonatos tornaram-se mais competitivos? 

CB - As reformas organizacionais, seja em que área for, servem para melhorar o rendimento e nesse sentido temos que esperar para ver como correm essas alterações. Prefiro realçar mais aqui a Taça Brali, pois serve de preparação para o campeonato e também para medir forças com equipas de outras divisões, desde que as equipas sejam bem sucedidas na fase de grupos.

 

M - Dá-me a tua opinião, sincera sobre o blog Mitchfoot, o que é que achas em relação a divulgação prestada em termos de comunicação social (Redes sócias)? 

CB - Considero louvável todas as atitudes que sirvam para promover o futebol distrital, pois normalmente não tem muita enfase nos meios de comunicação social. Nesse sentido o mitchfoot é o nosso jornal, isto é , diariamente saem noticias que nos fazem sentir praticamente como profissionais. Os meus sinceros parabéns por todas as vossas iniciativas, incluindo esta entrevista. 

M - Queres deixar uma mensagem aos adeptos do Senhora da Hora. 

CB - Em primeiro lugar agradecer todo o apoio que tem sido dado e pedir que continuem a acreditar na equipa do 1º ao ultimo minuto.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

GUARDA-REDES VÍTOR VAREIRO REFORÇA PERAFITA

A equipa do FC Perafita, assegurou o concurso do guarda-redes Vítor Vareiro rx Varzim Sport Clube, a informação é adiantada na edição do JN de hoje

 Vítor Miguel Aurora Vareiro, nascido em 1987-02-20 (26 anos), Natural da Póvoa do Varzim, guarda-redes de elevada estatura, (1, 91) formado no clube poveiro, representou entre outros o Fão e o S. Pedro da Cova.  
Esta e a terceira contratação para a baliza perafitense, depois de Bruno Beleza e Paulo Pereira, que vão disputar o lugar com Artur Micha, residente já a algumas épocas.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

MATERAZI FAZ A ANTEVISÃO DO JOGO EM AVEIRO

O objectivo passa por trazermos os 3 pontos 

 Daniel Materazzi anda literalmente nas nuvens por ter entrado recentemente para o clube dos papás. A viver "o melhor momento" da vida e em fase de adaptação às fraldas e aos sonos trocados o central não descura a preparação do jogo com o Beira-Mar. "Temos de continuar a ser a equipa unida que temos sido, temos de manter a mesma humildade e identidade", alerta o central, em declarações ao www.leixoessc.pt, apontando a vitória como único objectivo a atingir na deslocação a Aveiro.

 LSC – Depois de cumprir a missão na Taça de Portugal, o Leixões regressa à Liga 2 Cabovisão com uma difícil saída a Aveiro. Como antevê o jogo com o Beira-Mar? 

Materazzi – Temos de continuar a ser a equipa unida que temos sido, temos de manter a mesma humildade e identidade. Em Aveiro, vamos ter mais um dos muitos jogos difíceis deste campeonato e, para vencermos, temos de continuar a jogar com uma equipa, fazer aquilo que nos tem caracterizado. O objectivo passa por ganharmos, por trazermos três pontos para Matosinhos.

 LSC – O facto de o Beira-Mar não estar bem classificado é bom ou mau? 

M – Isso não quer dizer nada. Vamos apenas com sete jogos disputados e ainda há muito campeonato pela frente. O Beira-Mar é uma equipa a ter sempre em conta. A nós compete-nos ser humildes, respeitar o adversário e jogar para ganhar. Quem está no Leixões tem de pensar sempre assim. Não interessa se do outro lado do campo está o primeiro ou o último classificado.

 LSC – Espera muito apoio dos adeptos Leixonenses? 

M – Esperamos sempre. Os adeptos do Leixões são presença habitual em qualquer estádio do país. Eles têm sido fundamentais para este início de época positivo. A presença deles é boa para nós e nós precisamos do apoio deles. Sei que eles vão estar nas bancadas do Municipal de Aveiro e que nos vão ajudar a chegar à vitória. 

 LSC – À margem do futebol, o Materazzi está a viver um período de grande alegria, com o nascimento da sua filha. Como tem sido os últimos dias? 

M – Não tenho qualquer dúvida que este é o melhor momento da minha vida. O nascimento da Carolina é algo que vai mudar a minha vida para sempre. É uma sensação indescritível, mas é muito boa. Muito boa mesmo. Felizmente tem corrido tudo muito bem, embora ainda estejamos todos numa fase de adaptação – eu, a minha mulher e também a Carolina – por causa da alimentação, dos sonos, das fraldas. Nada a que não nos habituemos rapidamente. Com tanta felicidade nada custa.

TIAGO SOUSA (BICHO) EX BOAVISTA É REFORÇO DO PADROENSE

O Padroense FC líder em igualdade pontual com S.Rio Tinto, Paredes e Ol. Douro, da divisão de elite AF Porto com duas jornadas realizadas, arruma a casa. 

 Depois do recrutamento do defesa central Leandro Isaac há duas semanas atrás, jogador que já fez parte dos convocados na deslocação a Leça da Palmeira, segue-se agora a contratação do também defesa central Tiago Sousa (BICHO) ex Boavista FC. 
Dispensados do plantel às ordens de José Ferreirinha foram os jogadores, Miguel e Igor 

 Tiago André Cardoso Sousa, Nascido em1993-03-01 (20 anos) defesa central que fez o percurso da formação entre Boavista FC e Pasteleira, sendo que o seu primeiro ano de sénior, vestiu a camisola axadrezada (2012/2013)

terça-feira, 24 de setembro de 2013

NUNO GONÇALVES TREINADOR SENHORENSE EM ENTREVISTA


MITCHFOOT - Mister, conte-nos um pouco do seu curriculum como treinador… 

 NUNO GONÇALVES - O meu trajecto como treinador foi iniciado no F.C.CERCO DO PORTO juntamente com o meu amigo José Neves no qual fomos campeões sem derrotas e vencemos a Super Taça isto no campeonato distrital de amadores. Na segunda época iniciamos na 2º divisão distrital e fomos novamente campeões. Seguimos para a 1ª distrital e conseguimos a manutenção. "A todos aqueles que me acompanharam nestes anos um muito obrigado" Devido ao fim do Futebol sénior no F.C.CERCO DO PORTO, segui para o M. Sangemil onde permaneci ate ao 1º jogo da segunda volta e sem conhecer o sabor da derrota em casa. No presente sou Treinador do S.C.SENHORA DA HORA clube que já representei também como jogador e por o qual tenho um enorme carinho.

 

M - Quem o Nuno Gonçalves, fora do futebol? 

 NG – Sou uma pessoa tranquila que gosta de estar com a família, conviver com os amigos. 

 M - Como surgiu a alcunha de Nuno Cerco?

NG - É uma história simples de partilhar, no meu ano como jogador deste grande clube "SENHORA DA HORA" surge por brincadeira devido a existência de vários jogadores com o nome Nuno 

 M- Qual o teu clube do coração? 

 NG - Apesar do enorme carinho e orgulho que tenho a este clube "Senhora da hora", o meu clube de coração devido a tudo que já lá passei é o F.C.CERCO DO PORTO e é com enorme tristeza e vazio que lamento o fim do mesmo no futebol 

 M - Consideras-te uma pessoal afável, segundo quanto sei gostas de reunir os teus amigos em tua casa, qual o teu prato preferido? 

 NG - Os amigos são a "família" que podemos escolher e é sempre um prazer recebe-los em casa. O meu prato favorito é Cabrito assado. 

De regresso ao futebol….. 
 M - De regresso ao Senhora da Hora, agora como treinador, a que se deve a oportunidade de seres treinador do SC SH? 

 NG - A oportunidade surgiu por convite do Presidente Vasco Carvalho a qual aceitei no momento pois era uma ambição pessoal poder treinar este grande clube 

 M - Recrutas-te um plantel praticamente novo, foi difícil montar este plantel?

 NG - As coisas foram se tornando fáceis pois a qualidade e personalidade dos nossos jogadores permitiu uma sintonia perfeita entre todos 

 M - Estás satisfeito com o plantel que tens a tua disposição? 

 NG - Sim! sem duvida alguma pois a qualidade, humildade, empenho e ambição são a alma destes atletas 

M - A época já começou oficialmente (Taça Brali), uma derrota, um empate e duas vitórias, está dentro das tuas expectativas? 

 NG - A taça Brali foi bom para adquirir ritmo e princípios de jogo. A expectativa do nosso grupo é só a vitoria. 

 M - Sábado começa o campeonato, vais receber o Alfenense, o adversário que te impôs a primeira derrota, que perspectivas para esse jogo? 

 NG - Tendo consciência que o adversário é difícil, como citei antes, o objectivo é sempre a vitoria pois é para isso que trabalhamos todos os dias 

 M - Como treinador senhorense, o que auguras, ou perspectivas para a próxima época, quais os objectivos…passa por fazer um campeonato tranquilo, ou pretendes algo mais, subir o Senhora da Hora à divisão Honra? 

 NG - O objectivo é vencer jogo após jogo para que no final sejamos todos recompensados com a subida de divisão pois é algo que o clube e seus associados tanto merecem

 M - Queres deixar uma mensagem aos adeptos do Senhora da Hora?

NG - A mensagem é simples: Acreditem em nos e apoiem nos sempre por o nosso clube seremos fieis e lutaremos como guerreiros com honra e dignidade do 1º ao ultimo minuto jogo após jogo para que no fim possamos festejar todos juntos as conquistas do S.C.SENHORA DA HORA.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Resenha desportiva (futebol fim de semana)

LEIXÕES 2 SACAVENENSE 0 

 A equipa do Leixões SC recebeu e venceu o Sacavenense (distritais de Lisboa) para a 2ª eliminatória da taça de Portugal O jogo do estádio do Mar, não teve grande história para contar, tal foi a supremacia da turma do Mar, jogou quanto baste e despachou os lisboetas com dois secos. Próximo jogo, é o regresso à liga 2 cabovisão, com a deslocação a Aveiro para defrontar o Beira-Mar para a 8º jornada. 

AD FAFE 2 PERAFITA 1 

 Grande prestação teve a equipa de Matosinhos, perdeu é certo! Mas ganhou uma equipa…, não existem vitórias morais, mas é justo enaltecer o comportamento dos jogadores perafitenses, que tudo fizeram para seguir em frente, dignificando a camisola que envergam e o emblema que ostentam. Sábado Perafita desloca-se a Vila flor para defrontar o clube local que é último na classificação do Campeonato Nacional Seniores serie C 

 S. RIO TINTO 4 FC INFESTA 1 

 Resultado enganador e demasiado penalizador, sofreu a jovem equipa infestista A turma de António Formoso, pratica um bom futebol sem duvida mas a menor experiencia dos seus jogadores tem sido o calcanhar de Aquiles deste conjunto Próxima jornada o FC Infesta recebe no seu reduto o Valonguense, que tem nas suas fileiras jogadores bem conhecidos do futebol de Matosinhos. 

 LEÇA 0 PADROENSE 1 

 O estádio do Leça foi palco este fim de semana de um verdadeiro derbi de Matosinhos, num jogo com partes repartidas, coube a sorte ao Padroense, que já em período de descontos marcou o golo (por Ricardo, já leva 3 golos na prova), que lhe valeu sair a sorrir de Leça da Palmeira. Próxima jornada jogada no sábado que antecede o dia das eleições autárquicas, o Padroense recebe o S. Rio tinto e o Leça desloca-se a Barrosas. 

 LAVRENSE, OS LUSITANOS, CUSTÓIAS FC E SC SENHORA DA HORA REGRESSAM ESTE SÁBADO QUE ANTECEDE AS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 

 Divisão de Honra e 1ª Divisão distrital regressa este fim de semana com a participação das equipas de Matosinhos (Divisão de Honra Lavrense) e (1ª Divisão serie 1- Os Lusitanos de Santa Cruz, Custóias Futebol clube e SC Senhora da hora) Boa sorte às equipas de Matosinhos e que entrem com o pé direito e consigam concretizar os seus objectivos ao longo da época

RICARDO, OUTRA VEZ A DAR OS TRES PONTOS A SUA EQUIPA


 2ª jornada da Divisão Elite AF Porto 2013/2014 
Estádio do Leça FC. Árbitro Carlos Andrade 
LEÇA 0 PADROENSE 1 
Ao intervalo, 0-0, golo, Ricardo aos 90+2 

LEÇA FC: Marco, Cuca (Kazeem 15), João Miguel, Meneses, Hélder Borges (Huginho 46), Michel, Miguel Pinto (Bruno Freitas 84), César, Domingos (Pedras 61), Ruca e Mimba. Treinador Vítor Leal. 

PADROENSE FC: Stephen, Rui Jorge, Armando, Paulo Campos (Quim 76), Riicardo, Preto, cordeiro (Postiga 65), Pedro, Joel (Galeão 76), Paulinho e Gazela (Rafa 65). Treinador José Ferreirinha. 

 Ricardo resolve derbi a favor do Padroense, o avançado ex Perosinho, já leva 3 golos na prova, tantos como a equipa do Padrão da légua. Num jogo bem disputado, de parada e resposta, como lhe competia a equipa do Leça assumiu as despesas do jogo, sendo mais dominador, criou várias oportunidades para abrir o marcador, do outro lado, mais expectante, a equipa do Padroense, apostava no contra-ataque. As oportunidades iam surgindo numa e outra baliza, mas a sorte sorriu aos visitantes, pois para lá do minuto noventa, Ricardo desatou o nó que parecia, não ter como desatar. 
 A actuação do Sr. Carlos Andrade e seus pares, teve alguns furos a baixo, a equipa do Leça reclama uma grande penalidade que não foi sancionada, e alega que o golo que resolveu o encontro é fora de jogo (duvidas de facto existiram)

PERAFITA VENDE CARA A PASSAGEM À 3ª ELIMINATÓRIA DA TAÇA


 2ª eliminatória da Taça de Portugal 
Parque Municipal dos Desportos em Fafe
Árbitro - Marco Cardoso (Vila Real) 
A D FAFE 2 PERAFITA 1
Ao intervalo, 0-o, golos Silvestre (55), Fernando (57), Ricardo Fernandes (80).
Tiago Madalena foi expulso por acumulação (90+3)

AD FAFE: Pedro Freitas, Bruno Freitas (Zé Brochado 83), Ricardo Fernandes, Xavi, João Carneiro, André, Tiago, Silvestre, Gil (Ferrinho 56), Filipe, (João Leite 83) e Adul. Treinador Agostinho Bento.


PERAFITA: Beleza. Madalena. Fernando. Coutinho. Pacheco. Hélder. Toninho (Ricardo 79). Viana (Rui Miguel 84). Tinaia (Rafinha 82). Fonseca e Lutchindo. Treinador Óscar Nogueira

 Vitórias morais, é certo! Não oferecem títulos, mas é justo dizer-se e porque é verdade, os perafitenses não mereciam sair da Taça de Portugal desta forma, no mínimo os matosinhenses mereciam o prolongamento.  
A equipa do FC Perafita encarou olhos nos olhos um adversário que se assume como candidato à II liga profissional de futebol. 
 No terreno do adversário e debaixo de forte calor que se fez sentir em Fafe, a equipa orientada por Óscar Nogueira, adaptou-se melhor às condições climatéricas, e nunca em momento algum foi inferior, à quase 100% profissional, equipa da AD Fafe. E foi mesmo protagonista do melhor lance de abrir o marcador, quando Tiago Madalena, desperdiça uma grande penalidade. Bola lá bola cá, em bom ritmo os perafitenses realizavam excelentes jogadas de envolvimento ofensivo, 
Beleza dentro dos postes também dava confiança. Chegava o intervalo com o resultado tal como começou, 0-0
   
No segundo tempo, o jogo manteve-se bem disputado, e o equilíbrio era a nota dominante, até que, primeiro Madalena desperdiça penalti e quase na resposta, e de bola parada também o Fafe inaugura o marcador, por Silvestre.
 Castigo demasiado pesado para a equipa que viajou de Matosinhos, mas o empate não demoraria muito, Fernando, defesa central que se tem revelado goleador, de cabeça, faz renascer a esperança perafitense. Mas a equipa do Fafe, mais experiente nestas andanças sentenciou a partida por Ricardo também de cabeça, bem perto do fim do jogo, quando todos perspectivavam o prolongamento.

PLANTEL SPORT CLUBE SENHORA DA HORA 2013/2014


Já em marcha a competição ao nível oficial (Taça Brali/AF Porto), com uma derrota, um empate e duas vitórias, uma delas, o jogo foi interrompido aos 70 minutos por falta de iluminação. Os senhorenses apresentam-se uma semana antes do início do campeonato da 1ª Divisão Serie 1 AF Porto, prova que começa a dia 28 setembro, sábado, alias todos os jogos serão realizados no mesmo dia em virtude de se realizar no domingo Eleições Autárquicas. 

Vasco de Carvalho, presidente senhorense, coadjuvado por Agostinho Tomás e António Santos (Tony), como directores do futebol sénior, apresenta o plantel 2013/2014 

 1- Moreira, 2- André, 3- Bruno Pereira, 4- Flávio, 5- Stam, 6- Oleg, 7- Piasca, 8- João Sousa, 9- Serrão, 10- Bessa, 11- Lucas, 12 – Dinis, 13- Virgílio, 14- Bruno, 15- Walmor Henrique, 15- Diogo, 17- Misa, 18- Isaías, 19- Tiago Monteiro, 20- Fábio, 21- Joãozinho, 22- Tavares, 23- Ribeiro, 24- Cândido, 25- Marcos, 26- Kayan, 27- Fábio Carvalho, 30- Nando 

Staff técnico: Nuno Gonçalves, treinador principal, José Neves, treinador adjunto, Carlos Barbosa, preparador físico, Sérgio Santos treinador de guarda-redes 
Departamento médico: Dr. Barreiros Magalhães, fisioterapeuta Francisco Barbosa 
Técnico de equipamentos, Ernesto.

EQUIPA DE GAITEIRO PERDE PELA PRIMEIRA VEZ ESTA ÉPOCA

 

2ª Jornada - AF Porto Divisão Elite 2013/14 
 UNIÃO SC PAREDES 2 AR SÃO MARTINHO 0 

 A equipa do São Martinho, perdeu pela primeira vez esta época, a turma de Gaiteiro não foi feliz na deslocação a Paredes para defrontar o União SC Paredes, No Cidade Desportiva de Paredes, debaixo de forte calor com temperatura bastante elevada, nada bom para a prática do futebol, o São Martinho, não entrou bem, demorando inclusive a acertar nas marcações e, não saindo bem para o ataque, em transições como é apanágio das equipas de Gaiteiro. Passado este período de pouco acerto, os campenses, foram tomando conta do jogo, e aparecendo com perigo junto à baliza do Paredes, mas o intervalo chegou com as equipas empatadas a zero. 

 No segundo tempo, a turma que tem nas suas fileiras vários jogadores de Matosinhos, entrou também algo desconcentrada e aproveitando-se disso mesmo os homens da casa chegam ao golo inaugural do marcador, através de um lance de bola parada, Mata ainda defendeu mas na recarga o Paredes marca. Em busca do prejuízo os campenses instalam-se definitivamente no meio campo defensivo do Paredes, chegando mesmo a encostar a equipa da casa às cordas, mas o futebol tem destas coisas, quem não marca sofre, e o São Martinho desperdiçou boas oportunidades de empatar a contenda, e numa perda de bola a meio campo, permitiu que o Paredes, em contra-ataque, aumenta-se para 2-0.

domingo, 22 de setembro de 2013

LEIXÕES COM EXIBIÇÃO QUANTO BASTE SEGUE EM FRENTE NA TAÇA

2ª Eliminatória da Taça de Portugal 
Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos
 Árbitro: Hugo Pacheco (Porto). 
Leixões - Sacavenense, 2-0.
   
Ao intervalo: 0-0.Marcador:1-0, Kizito, 10 minutos.2-0, Talles, 90+1. 

 Leixões: Chastre, André Teixeira, Materazzi, Zé Pedro, Huguinho, Anderson, Cadinha, Ruben Saldanha (Grafite, 81), Talles, Moreira (Rui Coentrão, 79) e Kizito (Fabio Zola, 63).Treinador: Pedro Correia. 

Sacavenense: Paulinho, Duarte, Barreto, Runa, Duque (Cadu, 61), Neio, Cláudio, Daniel Gregg, Paulo Neves (Manel, 70), Zé Bragança (Taroco, 70) e Beirão.Treinador: Nuno Carvalho. 

 O Leixões qualificou-se este domingo para a terceira eliminatória da Taça de Portugal, ao receber e vencer por 2-0 o Sacavenense, dos distritais de Lisboa, num jogo que só sentenciou nos descontos. 
 A formação da casa impôs cedo um ritmo elevado, vincando as diferenças entre as duas equipas, e rapidamente tomou conta das operações, mantendo o jogo no meio campo adversário e, portanto, longe da sua baliza.
   
A pressão leixonense deu frutos muito cedo: Anderson intercetou um passe de um defesa visitante, lançou Moreira e este serviu Kizito, que, com classe, apontou o primeiro, aos 10 minutos. O Sacavenense viria a responder depois através de Zé Bragança. Aos 25', na sequência de um livre direto, o avançado da equipa lisboeta obrigou Chastre a voar e a defender a bola para evitar o golo. Moreira, já na segunda metade, viria a obrigar Paulinho a uma grande defesa após canto batido por Cadinha. O Sacavenense esteve perto de igualar o encontro aos 73' num lance que começa numa falta sobre Materazzi. Valeu Chastre a manter as redes leixonenses invioláveis. Já depois dos 80' o Leixões podia ter ampliado a vantagem através de Grafite a cabecear ao lado da baliza de Paulinho na sequência de um cruzamento de Fábio Zola. Anderson também teve a sua oportunidade que acabou, também, por sair por cima da baliza do topo sul do Estádio do Mar. E como o encontro só termina quando há apito final o jogo prosseguiu e já depois dos 90 Talles foi derrubado na área e Duarte viu o segundo amarelo e consequente vermelho. O próprio Talles encarregou-se de converter a grande penalidade e bola para um lado, guarda-redes para outro. Estava feito o 2-0 que viria a permanecer até ao último minuto
   
No próximo sábado, a LIGA2 Cabovisão está de regresso e o Leixões desloca-se a Aveiro para defrontar o Beira-Mar a partir das 16h00.

FOTOS DUARTE RODRIGUES

SENHORA DA HORA VENCE JOGO DE APRESENTAÇÃO



SC Senhora da Hora e Custóias FC mediram forças esta tarde num encontro que serviu de apresentação da turma senhorenses aos seus associados. 
 Jogado debaixo de um intenso calor (recordamos que estamos no último dia Verão), as equipas foram equilibradas nas suas prestações, ao intervalo a vitória pendia para os lados dos da casa Bessa e Piasca, para os senhorenses e Oliveira para os custóienses, marcaram os golos. 
 Na segunda parte mais do mesmo, intenso calor que dificultava a manobra das duas equipas, e eis que o Custóias chega mais uma vez á igualdade (2-2). Mas Manu depois de fazer excelente corte, dentro da área evitando golo certo para os senhorenses, na mesma jogada deslumbra-se e tem uma entrada imprudente sobre um adversário que resultou na grande penalidade que viria a dar a vitória à turma do Senhora da Hora, Tiago Monteiro, apontou e selou a vitória da sua equipa por 3-2

Fim de pré época...a partir de agora é a sério, dia 28 setembro começa o campeonato da 1ª Divisão serie 1 AF Porto, o SCS Hora recebe o Alfenese, por sua vez o Custóias joga em casa frente ao Pedroso, boa sorte para as duas equipas, que façam uma época dentro dos objetivos de cada uma.

sábado, 21 de setembro de 2013

FORMOSO TÉCNICO INFESTISTA " o que nos falta é uma vitoria..."

Infesta tem o plantel na máxima força. 

A equipa do Infesta desloca-se neste domingo a Rio Tinto, para defrontar a equipa local do SC Rio Tinto. 
O conjunto de Formoso, depois da derrota na jornada inaugural, procura nesta partida a primeira vitoria na temporada. 

O treinador António Formoso, sabe que vai ser um jogo complicado, pois do outro lado vai estar uma equipa motivada pela vitoria na primeira jornada: 

"Sabemos que tivemos um resultado menos bom no domingo frente ao Leça e sabemos também que esta equipa do Rio Tinto está motivada devido à vitoria frente ao São Pedro da Cova, também num derby e nós vamos tentar fazer o nosso jogo, sabendo que não vai ser fácil mas faremos os possíveis para trazer os três pontos". 

Relativamente ao adversário, o técnico do Infesta está bem informado: 

"É uma equipa muito rápida, com jogadores rápidos nas linhas, muito ofensiva. Mesmo os laterais são atletas que atacam muito e nós podemos tirar proveito disso". 

Um dos problemas da equipa, tem estado na finalização. O Infesta apenas marcou um golo nos quatro realizados a nível oficial: 

"Fazemos muito treino de finalização, mas eu penso que se nós marcarmos um golo, os avançados começam a ganhar confiança. Subscrevo o que o Vitinha diz na entrevista, que o que nos falta é uma vitoria para os jogadores começarem a animar e a ganhar confiança pois é uma equipa cheia de talento e valor para fazer-mos um campeonato tranquilo". 

Infesta e Rio Tinto, não se defrontam no estádio do Rio Tinto desde 2010, temporada em que o Infesta venceu o titulo distrital. Esse jogo, terminou com a vitoria do Infesta por 2-4. Para esta partida que terá inicio às 16h00 no Estádio Cidade de Rio Tinto, o árbitro nomeado foi o Sr. Valter Gouveia.

in FC INFESTA

ÓSCAR NOGUEIRA PERSPECTIVA O JOGO DA TAÇA (somos realistas, mas ambiciosos)


 A equipa do Perafita, vai deslocar-se domingo próximo a Fafe (Parque de Desportos Municipal) para aí defrontar a Associação Desportiva, para a 2ª eliminatória da Taça de Portugal 
 Óscar Nogueira, só tem 15 jogadores de campo e 3 guarda-redes, Paulinho lesionado, Álvaro ausente por motivos profissionais, Rui João condicionado e Braga já trabalha no Serzedo. O treinador perafitense, não teve grandes dores de cabeça para elaborar a convocatória, só teve mesmo de recorrer a Rui João para completar a lista dos 18 convocados. 

 Mister, perspectivas, o Perafita vai com tudo para seguir em frente na Taça de Portugal? 

 Óscar Nogueira “ Apesar destas limitações todas, temos de acreditar no trabalho, ser humildes e tentar contrariar o favoritismo de uma equipa que quer a 2ºliga!” 

 Acredita num bom resultado e consequentemente a passagem à eliminatória seguinte? 

 ON “Sim como é óbvio, somos realistas, mas ambiciosos!” 

 No entanto a equipa perafitense, tem à experiencia e inserido no grupo de trabalho um avançado ex Valencianos.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

FC PERAFITA- CONVOCADOS PARA FAFE (2ª ELIMINATÓRIA DA TAÇA PORTUGAL)


O jogo da 2ª eliminatória da Taça de Portugal (AD Fafe vs FC Perafita) Parque Municipal dos Desportos em Fafe, vai ser arbitrado pelo Sr. Marco Cardoso. AF Vila Real 

 FC PERAFITA Os convocados para a 2ª eliminatória a disputar domingo dia 22 setembro, frente a AD Fafe, com inicio marcado para as 15:00 são os seguintes:

Artur e Bruno Beleza os guarda-redes 

Ricardo Correia, Tiago Madalena, Fernando, Coutinho, Bruno Pacheco e Nuno Ribeiro, os defesas 

Viana, Tinaia, Fonseca, Sérgio Soberano, Hélder Silva e Toninho, os médios 

Rui João, Rui Miguel, Rafinha e Lutchindo, os avançados. 

Capitão Paulinho continua de fora, por lesão, de fora também, continua Álvaro, este por motivos profissionais, curiosamente o Rui João, que ainda não recuperou totalmente está nos 18 à condição

PEDRO CORREIA "No Leixões preocupámo-nos sempre em trabalhar no máximo das nossas capacidades"


Queremos honrar a história do Leixões 

 Declarações de Pedro Correia, treinador do Leixões Sport Club, ao www.leixoessc.pt na antevisão do jogo com o Sacavenense: LSC – O Leixões estreia-se este domingo na Taça de Portugal com o Sacavenense. 

Como tem preparado este jogo? 

Pedro Correia – Da mesma forma de todos os outros jogos que temos realizado. Não há por que mudar. O Sacavenense é um adversário igual a qualquer outro que temos defrontado e a preparação não sofreu qualquer tipo de alteração. A única coisa que é diferente é a prova que vamos disputar, de resto é tudo igual. No Leixões preocupámo-nos sempre em trabalhar no máximo das nossas capacidades. Não é por defrontarmos um adversário que joga noutra divisão que vamos alterar o nosso plano. 

 LSC – Há sempre o risco de se menorizar teoricamente um adversário dos distritais. Como se combate isso? 

PC – Quem joga no Leixões tem sempre muita responsabilidade em cima dos ombros e está obrigado a dar o máximo em cada minuto, seja num treino, num jogo particular ou numa partida oficial. Por isso, no domingo, vamos ser o Leixões de sempre, vamos manter a nossa identidade e vamos jogar para ganhar. Temos que respeitar o adversário. Quem pensa de forma diferente, arrisca-se a ter dissabores. Temos noção das nossas responsabilidades e temos de provar isso com trabalho, empenho e concentração dentro do campo. Este jogo vai ter as exigências de todos os outros. 

 LSC – Quais são os objectivos do Leixões na Taça de Portugal? 

PC – Queremos chegar o mais longe que for possível. É uma prova de prestígio no futebol português, queremos ganhar o máximo de jogos que for possível e honrar a história do Leixões na competição.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

VITINHA 37 ANOS, 12 DOS QUAIS AO SERVIÇO DO INFESTA

Victor Manuel Soares Peixoto, conhecido no mundo do futebol como Vitinha, é o capitão do FC Infesta desde há varias temporadas. 
Representa o clube há 12 temporadas consecutivas e diz ser mesmo um clube do coração. 

Vitinha, fala-nos um pouco sobre a tua carreira. 
"Comecei a formação no FC Porto onde estive até aos iniciados. Depois nos dois anos de juvenis fui para o Bairro de Falcão, nos juniores fui para o Candal onde subi a sénior e depois passei pelo Avintes, Salgueiros onde estive na 1ª Liga mas acabei emprestado ao Aves e ao Fafe. Por fim estive no Rio Tinto antes de vir para o Infesta onde já estou há 12 anos." 

Nestes anos todos de futebol, qual foi aquele jogador que mais te marcou na carreira? 

VITINHA "Essencialmente o Deco. O Deco era um jogador que era fora-de-série. Ele nem nos treinos gostava de perder, por vezes ele até tirava a bola dos pés dos colegas porque ele queria ter sempre a iniciativa do jogo. Foi um jogador que me marcou muito e que adorava vê-lo jogar. 

O que diz para ti o Infesta? 

V "Neste momento, sinto que faço parte da família do Infesta. Já são muitos anos de clube, no qual me identifico e posso dizer que é um clube do coração, com gente séria que se compromete a fazer tudo o que prometem e é uma das grandes causas de eu nunca ter saído daqui." 

E como vês toda esta situação no clube? 

V "A situação no Infesta é um pouco a imagem do que vive o país actualmente. Mesmo assim, mediante o que tem acontecido, o Infesta tem conseguido ser sério. Sempre foi um clube que embora as reduções orçamentais todos os anos, cumpria sempre. Este ano, com a saída do presidente Manuel Ramos, é que houve um grande declínio no orçamento, mas mesmo assim, tem-se aguentado bem. É difícil encontrar clubes assim. "

Os jogos oficiais já começaram e as coisas não têm corrido pelo melhor. Qual achas que é o problema neste momento? 

V " Acho que é fruto da juventude do plantel. Quem vier ver os nossos treinos, não percebe porque é que a equipa não actua da mesma forma nos jogos. Acho que eles têm de transportar para os jogos, aquilo que fazem nos treinos. Treinam desinibidos e nos jogos tremem um pouco. É uma equipa cheia de talento e por isso só têm de transportar todo esse talento que aplicam nos treinos, para os jogos. "

O que achas que falta à equipa neste momento? 

V "Eu acho que nos falta essencialmente uma vitória. Acho que se vencermos um jogo, tudo muda pois a confiança passa a ser outra e tudo irá acontecer naturalmente. O facto de eles não conseguirem colocar em campo o que fazem nos treinos, inibem-nos de expor todas as capacidades que eles têm, mas eu continuo a dizer que este plantel tem muita qualidade, apesar da juventude da equipa. São jogadores que tenho a certeza que muitos irão dar um salto na carreira." 

Como capitão e jogador mais “velho”, és quase como um pai para eles… (risos) 

V " Não sou o pai, sou simplesmente um amigo. Eles têm de olhar para mim como um colega, não sou nem mais nem menos que eles. Agora eu sei que tenho mais experiência mas eu estou no campo para os ajudar mas também para eles me ajudarem pois estamos sempre a aprender. "

Que perspectivas e objectivos tem o Infesta a teu ver, para esta temporada? 

V "Nós não temos nada a perder. O clube não exige muito e acho que se conseguirmos colocar tudo em campo, vamos conseguir obter um bom resultado para conseguirmos fazer um campeonato tranquilo. Não podemos definir objectivos pois eu já tenho muitos anos de futebol e se colocarmos objectivos nestes jovens, pode ser prejudicial para eles. Vamos jogar jogo a jogo e o importante é que eles evoluam." 

 Queres deixar uma mensagem para os infestistas?

V " Que ajudem essencialmente estes miúdos, pois muitos deles estão no primeiro ano de sénior e às vezes os assobios podem inibi-los um pouco. Por isso, ajudem-nos a apoiar domingo a domingo."

Uma excelente entrevista conduzida por FILIPE DIAS

HUGO ALMEIDA NO CASTELO DA MAIA


Hugo Almeida, avançado (ponta de lança) que no futebol de Matosinhos, representou o D Leça do Balio, UD Lavrense e Leça FC, e que desde Dezembro ultimo jogava o Gens SC (Gondomar), vai jogar no Castelo da Maia, na época de 2013/2014, o avançado de 35 anos e que reside em Leça da Palmeira, continua assim a sua carreira num clube da Divisão de Honra AF Porto.

ANDERSON GRAFITE "Somos favoritos? Temos de o provar em campo..."

Anderson Grafite, 24 anos, está à procura do primeiro golo com a camisola do Leixões Sport Club, mas recusa ansiedade por esse momento ainda não ter acontecido: "É uma questão de tempo. Sei que vou marcar, mais jogo menos jogo. Interessa é que a equipa ganhe os jogos, seja com golos do Grafite ou de outro jogador." Em declarações ao www.leixoessc.pt, o avançado brasileiro elogia os adeptos Leixonenses – "Não param de cantar um segundo, mesmo quando o resultado não é o melhor" – e diz que o favoritismo do jogo da Taça de Portugal, com o Sacavenense, tem de ser provado dentro do campo. 

 LSC – Está a viver a sua primeira experiência fora do Brasil. Como está a ser a sua adaptação? 

Anderson Grafite – Muito boa e mais rápida do que aquilo que eu esperava. Pensei que demorasse mais mas toda a gente tem ajudado bastante para que me sinta como se estivesse em casa. Desde os meus companheiros à comissão técnica, das pessoas da direcção aos adeptos, todos têm ajudado bastante. Em termos de futebol, também está tudo a correr bem, embora note algumas diferenças em relação ao Brasil. O futebol é muito mais rápido e há muito mais marcação, tanto que eu também tenho de ter preocupações de marcação, o que não acontece lá. Mas estou a trabalhar para me ambientar rapidamente e poder ajudar o Leixões a alcançar os seus objectivos. Sei que posso crescer muito mais como jogador e vou fazer tudo para dar muitas alegrias a este clube e à massa associativa, que já percebi que está sempre ao lado da equipa. 

 LSC – Nota-se que tem procurado muito por um golo… 

AG – É normal. Um avançado vive de golos. Mas é uma questão de tempo. Tenho a certeza que quando sair o primeiro, virão muitos mais. Sei que vou marcar, mais jogo menos jogo. Interessa é que a equipa ganhe os jogos, seja com golos do Grafite ou de outro jogador. Não me importo de não marcar e de ajudar a equipa com assistências, por exemplo. No futebol, acima do interesse individual está sempre o colectivo. 

LSC – Mas tem objectivos delineados? A que é que se propõe? 

AG – Todos temos objectivos, mas não gosto de fixar um número de golos a atingir, por exemplo. O que quero é fazer uma boa temporada e poder ajudar o Leixões a atingir os objectivos propostos, que passam por fazer uma época tranquila e assegurar rapidamente a permanência nesta divisão. A grandeza do clube e os muitos adeptos do Leixões merecem que a época seja positiva.

 LSC – Já falou na massa associativa por duas vezes. Está surpreendido? No Brasil não há adeptos assim? 

AG – No Brasil os adeptos são fiéis, mas só apoiam quando as coisas correm bem. Já deu para ver que os adeptos do Leixões são diferentes. Para além de acompanharem a equipa por todo o país, estão sempre a apoiar do primeiro ao último minuto. Não há nenhum momento do jogo que não os ouça a cantar, mesmo quando o resultado não é o melhor. Ainda no domingo, no jogo com o Benfica, nunca deixaram de nos incentivar e, no final, aplaudiram a equipa com todo o entusiasmo. Actuando dessa forma, eles mostram como são os verdadeiros adeptos. 

 LSC – Voltemos à actualidade. Domingo o Leixões estreia-se na Taça de Portugal, prova que já ganhámos uma vez. Como perspectiva o jogo com o Sacavenense? 

AG – Sinceramente sei muito pouco sobre o Sacavenense. Sei que é uma equipa que joga nos campeonatos locais. Até ao jogo a equipa técnica vai passar-nos toda a informação. O que sei é que o Leixões é favorito a seguir em frente mas temos de provar isso em campo. É no relvado que se joga futebol, não é nas teorias. O que o Leixões tem de fazer é encarar o adversário como todos os outros, respeitando-o e dando o máximo para vencer o jogo. É isso que temos de fazer sempre, seja com o Sacavenense ou com outra equipa qualquer.

3º JOGO MITCHFOOT DESTA VEZ FRENTE AO D LEÇA DO BALIO.

Mais um jogo realizado, inserido no projeto equipa de futebol Mitchfoot, como é de conhecimento geral, esta equipa foi criada através e por jogadores que no momento estão sem clube. Já vamos no terceiro jogo, desta vez frente ao Desportivo Leça do Balio, equipa da 2ª divisão distrital, equipa que é justo referir, está já num momento técnico e táctico muito apurado, obra sem duvida da equipa técnica liderada por Mário Heitor.
 
Os onze guerreiros e mais um da nossa equipa, em quanto puderam tiveram um bom comportamento, inclusive até entram melhor na partida, mas com o decorrer do tempo, a mais valia colectiva do DLB, fez-se notar e o resultado foi-se avolumando até uns expressivos 9-0. De referir que de vinte jogadores convocados, a equipa Mitchfoot apresentou-se com apenas 12 jogadores (2 guarda-redes), facto que me deixou bastante triste, mas sobre isto, o que é que eu posso fazer, quero acreditar que foi por mero acaso, a ver vamos no futuro, que é já no próximo dia 25 de setembro frente aos Veteranos do FC Infesta.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

BRAGA EX FC PERAFITA RUMA AO SERZEDO-GAIA


O avançado BRAGA que na época anterior representou o Nogueirense, depois de ter iniciado a dita de emblema do Leça ao peito, vive no momento a mesma situação com emblemas diferentes, José Braga avançado de 24 anos, depois de toda a pré época e, quatro jogos oficiais com a camisola do Perafita, tendo inclusive sido titular em Torre de Moncorvo, para Taça de Portugal, deixa os azuis de Perafita e ruma ao Serzedo, clube que compete na Divisão D´Elite Pró Nacional AF Porto.
Depois de Nuno Carinhas, Daniel Pedrinha, Braga é o terceiro jogador a deixar o plantel do FC Perafita

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC