RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 8 de maio de 2011

FIM DA LINHA PARA A TURMA DO MAR


Nulo entre Trofense e Leixões apaga a luz da subida
Pela segunda vez nesta temporada o Leixões foi até à Trofa onde já tinha jogado para a Bwin Cup. Na altura o resultado final viria a ser um 0-0 tal como aconteceu hoje. O Trofense queria ganhar tal como o Leixões mas o encontro terminou tal como começou. Um nulo demonstra o jogo disputado no Estádio do CD Trofense sendo que a primeira parte foi mais dividida do que na segunda, altura em que haveria Beirão de entrar para fazer a sua estreia com a camisola sénior do futebol leixonense. O 38 do Leixões entrou para o lugar de Oliveira numa partida em que Nuno Silva e Pedro Santos voltaram a ser titulares na equipa de Litos.
Leixões e Trofense tentaram sempre sem sucesso durante os 90 minutos colocar-se em vantagem mas nem uma nem outra equipa conseguiram melhor do que 1 ponto para cada lado num encontro em que Fonseca teve com bastante trabalho durante todo o encontro.
Um jogo que fica marcado pelo afastamento total da subida de divisão nesta temporada. Para a semana está marcado o regresso ao estádio do Mar com um Leixões X Freamunde numa altura em que faltam apenas 3 jogos para o final da Liga Orangina 2010/11

http://leixoes-sc.blogspot.com/

INFESTA CAMPEÃO!


VITÓRIA EM CUSTÓIAS DEU TITULO AO INFESTA

O jogo iniciou com poucas oportunidades de golo de ambas as partes. Era muito disputado a meio campo e muito lento, também devido ao relvado que não foi regado, criando enormes dificuldades à maior velocidade do Infesta. Só aos 10 minutos, aconteceu o primeiro remate com algum perigo da autoria de Pedro Nuno que ganhou espaço à entrada da área e rematou à figura de Rui Santos. O Infesta controlava o jogo e só aos 19 minutos, voltou a criar perigo. Foi Paulinho que de livre atirou à barra do Custóias. Minutos depois o Custóias causou calafrios à defensiva do Infesta quando numa jogada de insistência após um corte de Rui Jorge, surgiu um pontapé de bicicleta de um jogador da casa, valendo novamente Rui Jorge a desviar a bola para o poste, pois Miguel estava praticamente batido. Pouco depois, o Infesta saiu em contra-ataque com Paulinho a conduzir o lance, fez um passe rasteiro a rasgar a defesa para Vitinha II que não conseguiu bater o guardião Rui. O jogo abrandou e só aos 36 minutos, ocorreu nova ocasião de golo, numa excelente jogada do Infesta, Vitinha II pela direita deixou a bola para Rui Franco que à entrada da área, atirou por cima.Dois minutos depois, Vitinha II cruza da direita para a área onde o guarda-redes Rui Santos, opôs-se à presença de Pedro Nuno, a bola sobrou para Serge que tinha tudo para rematar mas a falhar na bola, perdendo-se nova oportunidade. Na sequência da jogada o Infesta ganha canto, que Paulinho se encarregou de marcar e de inaugurar o marcador num canto directo que Rui Santos não conseguiu evitar. Estava aberto o marcador e começou-se a gritar campeões na bancada do publico afecto ao Infesta. Ainda antes do intervalo, golo anulado ao Infesta por pretenso fora de jogo de António que recebeu um passe de Vitinha antes de cruzar para a área onde Pedro Nuno só teve de encostar. O Infesta ia para o intervalo a vencer pela margem mínima mas estava a ser prejudicado pela pouca velocidade que o jogo estava a ter.


A segunda parte também não teve grande historia nos primeiros minutos e só aos 57 minutos surgiu nova oportunidade num contra-ataque do Infesta em que Vitinha II cruza da direita para Pedro Nuno que atirou de cabeça à figura de Rui Santos. O Infesta controlava a seu belo prazer o encontro mas não criava perigo ao Custóias, nem a equipa da casa conseguia sair do seu meio campo. Só nos últimos 15 minutos do encontro ocorreram oportunidades de perigo e foi o Infesta que as criou. Primeiro aos 75 minutos onde Vitinha passou para Vitinha II que rematou forte mas à figura.
Dois minutos depois, foi a vez do capitão Vitinha que de livre, atirou a bola por cima da barra. Até que aos 84 minutos, num lance de contra-ataque do Infesta, Paulinho pela direita deixou atrasado para Vitinha que já dentro da área, atirou sem hipóteses para Rui Santos, fazendo o segundo golo do Infesta. Um golo muito festejado pela equipa que incentivou o publico infestista a gritar campeões, campeões...


CUSTÓIAS: Rui, Bruno Pacheco (Félix), Jorginho, Luisão e Magalhães, Bruno Mendes, Tino ( Rui Dias)e Cerejo, Penanates, Vasconcelos (João Paulo)e Márcio. Treinador, Mário Rui Ferreira

INFESTA: Miguel Matos, António, Rui Jorge, Vilas Boas, Coutinho, Rui Franco, Vitinha, Vitinha II (Cláudio, 83'), Paulinho, Serge (Nuno Almeida, 70') e Pedro Nuno (Tiago Dias, 88').Treinador José Manuel.

Golos, Paulinho e Vitinha.

O Infesta venceu assim o encontro, sem precisar de saber o resultado do Grijó que perdeu na Senhora da Hora com o Salgueiros por 1-0, sendo aumentada a vantagem para 10 pontos entre as duas equipas.
Para além de ser Campeão Distrital, o Infesta consegue a promoção à III Divisão Nacional, depois da descida da temporada passada.
Na próxima jornada, o Infesta recebe no domingo às 17h00, o Pedras Rubras.

http://fc-infesta.blogspot.com/

PERAFITA VENCE E GANHA VANTAGEM.


1ª Mão da definição do 5º lugar da 1ª Divisão da AF Porto
Local: Estádio do F.C. Perafita, Perafita – Matosinhos.
Árbitro:

PERAFITA COM VANTAGEM PARA A 2ª MÃO


A equipa do Perafita entrou para este encontro com a corda toda, e rapidamente resolveu a questão no que diz respeito ao vencedor.
O jogo começa com a equipa perafitense a abrir o marcador através de Paulinho na cobrança de uma grande penalidade, derrube a Fábio, dentro da área, em que a sanção disciplinar ao defensor do Marco ficou por assinalar. Aos 11 minutos de jogo, e numa transição rápida da equipa de Matosinhos, Fábio faz o segundo depois de driblar o guarda-redes. Continua o domínio absoluto do jogo por parte dos perafitenses e aos 22 minutos outra grande penalidade justa contra a equipa do Marco e outra vez Paulinho a não perdoar, mais uma vez ficou o cartão por mostrar ao defensor marcuense. Aos 37 minutos o domínio do Perafita era tão avassalador que aos 37 minutos, Lutchindo aparece isolado na frente do guarda-redes e não perdoa, fazendo o 4-0, a equipa do Marco, chega a reduzir, num lance de desatenção do meio campo defensivo da equipa perafitense, o atleta do marco remata de fora da área e sem oposição, batendo Artur, que nada podia fazer. Resultado ao intervalo; 4-1, que espelhava bem a supremacia da equipa de Matosinhos.

ARBITRO ESTRAGA A PARTIDA, COM EXCESSO DE PROTAGONISMO.


A segunda metade do encontro decorreu com toada de equilibriu, com ligeira ascendência dos matosinhenses, até que aos 60 minutos a equipa do Marco reduz novamente o marcador, num lance procedido claramente de fora de jogo, aos 64 minutos, Paulo Gentil, refresca o ataque com entrada de Gandarela para o lugar de Lutchindo, e eis que o Sr. Árbitro resolve chamar a si o protagonismo do desafio e na primeira falta cometida, a meio campo, perfeitamente normal, apesar da agressividade do lance, expulsa do jogo, Gandarela, que tinha entrado minutos antes na partida, o mesmo árbitro que fez vista grossa a dois lances, passíveis de acção disciplinar a jogadores do Marco. Reduzida a dez elementos a equipa do Perafita, junta as linhas e começa a jogar no erro do adversário, conseguindo mesmo ampliar a vantagem para 5-2, por Nandinho que finaliza de uma forma vistosa de cabeça. Em cima dos 45 minutos, Fábio quase marca o sexto golo do Perafita, que é evitado em cima da linha por um defesa do Marco, substituindo o seu Guarda-redes. A equipa do Marco ainda fez o terceiro golo, já depois dos 45 minutos , em tempo de compensação.


PERAFITA: Artur, Nuno, Trajano, Hélder Maia e Serrão; Ivo, (Jorginho), Tinaia e Paulinho (Tiago Silva); Fábio, Nandinho e Lutchindo (Gandarela). Treinador: Paulo Gentil.
A equipa do Perafita, desloca-se no próximo Domingo ao Marco de Canaveses para o jogo da 2ª mão, em que o empate serve as suas aspirações. Como sabem os golos nesta competição não contam, mas sim os pontos.

PADROENSE ENTRA COM O PÉ DIREITO E GOLEIA ATLÉTICO

PADROENSE VENCE COM EXIBIÇÃO DE GALA


1ª Jornada do playoff
Local: Estádio do Padroense Futebol Clube, Padrão da Légua – Matosinhos
Árbitro: Nuno Roque
O Padroense entrou a vencer na fase de apuramento do campeão da 2.ª Divisão Nacional e da subida à II Liga, batendo o Atlético, por 4-1.
O vencedor da Zona Centro mostrou-se bem mais superior que o Atlético, chegando a estar a vencer por 4-0. Só depois a formação lisboeta reduziu, fechando o resultado.

AUTÊNTICO VENDAVAL OFENSIVO

Numa tarde em que os adeptos do clube do Padrão da Légua responderam à chamada, o clube matosinhense conseguiu mesmo a melhor assistência da época. A equipa dos BRAVOS DE MATOSINHOS, não defraudou as expectativas nela depositada e partiu para uma exibição portentosa, esmagando o seu adversário. Logo no primeiro minuto de jogo, o endiabrado Silva é protagonista da primeira de muitas oportunidades de golo, com um remate já dentro da área a que respondeu com uma magnifica defesa o guarda-redes que veio da Tapadinha, ainda não estavam decorridos 10 minutos de jogo e outra vez Silva, com uma exibição fantástica a fazer um golo, LIMPINHO! Mas o árbitro anula descortinando uma falta do avançado matosinhense, que só ele viu. A força e superioridade dos matosinhenses era bem evidente na partida e Marcão aproveita a passividade da defensiva de Alcântara e abre o marcador aos 31 minutos, o poder ofensivo dos matosinhenses era de tal ordem que o resultado não se avultava por manifesta falta de sorte dos BRAVOS de MATOSINHOS e ainda antes de fechar a primeira parte, aos 34 minutos, mais uma vez Silva, em boa posição remata por cima da baliza à guarda de Botelho. Resultado ao intervalo; 1-0, lisonjeiro para os lisboetas.

SILVA UM DIABO À SOLTA


Na etapa complementar, a equipa de Matosinhos, entra com tudo e chega mesmo a asfixiar a equipa de Lisboa, aos 47 minutos depois de um cruzamento de Vítor Lobo, que consegue isolar Silva, que não enjeitou a oportunidade de fazer o segundo da partida. Carrega o Padroense e aos 54 minutos, Silva o melhor em campo, dribla o guarda-redes Botelho e faz o terceiro golo do jogo e segundo da conta pessoal. Os Bravos de Matosinhos, estavam decididos em não desperdiçar a oportunidade de se colocar em primeiro na tabela do playoff e três minutos volvidos, aos 57 minutos, antes de fechar o primeiro quarto de hora da segunda parte, Marcão, também ele a bisar na partida com a obtenção do quarto golo matosinhense, Mariano, cruza ao primeiro poste e o avançado a desviar de cabeça. Até ao fim foi um autêntico festival de posse de bola por parte dos matosinhenses, vertente do jogo em que a equipa de Matosinhos é muito forte, tirando um pouco o pé do acelerador e assistindo a uma reação muito fraca da equipa visitante, que contava com uma dualidade de critérios muito grande do árbitro do encontro, que lhe valeu reduzir o marcador muito perto do fim quando iam decorridos 87 minutos. Resultado final ; 4-1, com uma arbitragem muito irregular na avaliação dos lances e com dualidade de critérios que prejudicaram a equipa de Matosinhos.


A FIGURA DO JOGO
Silva, avançado que está de saída do Padroense, com destino a Paços de Ferreira, bisou na partida e esteve endiabrado, dando água pela barba à defensiva do Atlético.

PADROENSE: Marco, Paulinho, Vila, Armando e Vítor Lobo; Daniel, André Simões (Sérgio) e Mariano; Silva (Mário Costa), Marcão e Bruninho. Treinador Augusto Mata.
Próxima jornada, 2ª do playoff, no Padrão da Légua, Padroense vs União da Madeira.

RESULTADOS DESPORTIVOS

Resultados das equipas de Matosinhos

TROFENSE 0 LEIXÕES 0

PADROENSE 4 ATLÉTICO 1

LEÇA F.C. 2 OL. DO DOURO 1

CUSTÓIAS 0 INFESTA 2

PERAFITA 5 MARCO 09 3

LUSITANOS 1 VILA F.C. 2

Com a vitória conquistada em Custoias por duas bolas a zero, mais uma equipa de Matosinhos que se sagra CAMPEÃO o F.C. INFESTA da Divisão de Honra da AF Porto.
PARABÉNS F.C.INFESTA

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC