RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

"NÃO SOU UMA PESSOA QUE ANDA À PROCURA DE CULPADOS, SOU AQUELE QUE PROCURA SOLUÇÕES"

Entrevista dada pelo treinador do Leixões Manuel Cajuda após o final do encontro entre o Leixões-Varzim, com revelações que vão desde os reforços de inverno, às mudanças implementadas no clube, a melhoria da organização do clube e aquilo que pode ser ganho nesta temporada em termos de conquistas.


Que comentário lhe apraz dizer sobre os reforços de inverno: Zé Carlos e Romário Baldé?

Manuel Cajuda - "O Zé Carlos não conhecia, foi para mim uma surpresa durante os treinos. Aquilo que ele fez frente ao Varzim foi uma confirmação daquilo que vi nos treinos e a segurança em dizer que este jogador vai evoluir muito. É bom fisicamente, tecnicamente, muito forte no jogo aéreo"

"Tem condições para trabalhar mas ainda é um jovem, não vamos exigir já aquilo que no futuro pode dar. Para já muito satisfeito"

"Em relação ao Romário Baldé, ele vem de um futebol diferente. Necessita de tudo, de se adaptar à nova realidade, tem potencial, fiquei satisfeito com aquilo que fez frente ao Varzim. Peço que sejam benevolentes é que mesmo em competição, ainda estou a fazer experiências dentro da competição e isso é preciso saber gerir emocionalmente a equipa"


E em relação ao Joca e ao Rui Pedro?

Manuel Cajuda - "O Joca veio e fez uma ligeira contractura porque estamos a acelerar o nosso processo físico. Ele não vai aparecer de um dia para o outro, isto não é como comer um prato de sopa e no dia seguinte estamos mais fortes. Estamos a modificar o processo físico para corrermos mais do que estamos a correr o que não é nada de significativo"

"O Rui Pedro que já ouvi dizer que não foi convocado pelo treinador para o jogo com o Varzim por opção dele, é mentira. Houve em termos burocráticos alguma coisa que falhou com o passe internacional porque vem de Granada e ele não podia fazer parte da lista dos convocados. A condição dele vai ter que melhorar. Se ele ouvir ou ler ele vai perceber o que digo"

"No jogo com o Varzim ele não esteve e naquele jogo não fez falta. Vai me fazer falta no futuro. Não podia estar na convocatória por problemas com os papéis que vão ser resolvidas em breve e ganham mais uma semana de competição"


Falou de mudanças no futebol, que mudanças quer implementar no Leixões comparativamente ao futebol que jogavam?


Manuel Cajuda - "Primeiro não é no Leixões porque a ética deve ser algo que temos de valorizar e não vou falar do Leixões, porque o meu colega Carlos Pinto fez um excelente trabalho, do qual estou a aproveitar algumas coisas. O que entendo é que no futebol português leva-se muito tempo na fase de construção. O objetivo é querer construir, mas não 10 à hora"

"Quero se for possível a 40 e depois a 60. No futebol português estamos a ser demasiado rigorosos com os aspetos técnicos desvalorizando o verdadeiro fundamento do jogo, que é o golo"

"Quando digo que quero mudar, não é falar mal do trabalho anterior, é que tenho outra visão do futebol e não uma piegas, que às vezes dão para ver jogos para dormir e quero ficar acordado a ver um jogo"

"Isto não é depreciativo, os jogadores estavam habituados a um determinado método de trabalho do outro treinador, algumas coisas ainda lhes fazem confusão, como nos processos das movimentações que quero. É natural. Ainda não é tempo para conseguir implementar tudo aquilo que quero. As modificações vão ser constantes. Não quero só circulação de bola mas também dos jogadores. Não quero os jogadores sempre no mesmo sítio"

"Quero que os meus jogadores joguem de diferentes formas e em diferentes posicionamentos e vamos ter que treinar e muito e vou ter esta semana oito treinos. Na primeira semana tive apenas três, na segunda tive mais um pouco. Não é por ser o Manuel Cajuda e porque quero e que posso e que mando que vou resolver as situações"

"Temos de arranjar soluções para todas as coisas que o Leixões não tem e quando digo não estou a falar mal da organização. Não sou uma pessoa que anda à procura de culpados, sou aquele que procura soluções. Pagam me para encontrar soluções e não desculpas. Não encontrar os defeitos dos jogadores, porque a responsabilidade é minha"

"Acho muito difícil jogar para subir. Não estou a dizer que é impossível mas ninguém me pode tirar o sonho de fazer a melhor época do Leixões dos últimos seis/sete anos e se fizermos isso estamos a dar passos seguros para que a administração possa nos dar na próxima época bases para começar comigo ou sem mim mas tendo as condições para o fazer"


Que peso tem estes triunfos para o Leixões?

Manuel Cajuda - "Os jogadores assumiram uma mea culpa da parte deles. Culpas entre aspas. As culpas terão de ser divididas por diferentes setores e o que temos de fazer hoje, não é por defeitos nas coisas é partir da realidade que temos, com muitas dificuldades que temos, algumas de organização, mas vamos ter a certeza de que com as mesmas pessoas, vamos ter melhor organização"

"Todas as pessoas vão ter de me perdoar, não é por vaidade, vim de clubes mais fortes do que o Leixões, não estou a dizer melhores, mas com melhor organização. Estive no Braga, no Guimarães, no Marítimo, no Belenenses que são equipas com melhores condições, mais do que aqui. Mas mesmo assim eu não choro, não tenho que lamentar"

"A única coisa que tenho de fazer é a minha obrigação. Chamar a atenção à direção, para mudarmos as coisas, porque aquilo que a administração tem feito, posso dizer que sou uma pessoa feliz. Nada me tem faltado"

"Até fui para estágio. Mas era importante nesta altura preparar isso. Imagine que era sairmos do jogo com o Varzim com uma derrota, público desmotivado, adeptos revoltados. Quando cheguei, a média não melhorou. A média de golos marcados era de 1,1 golos por jogo e a de sofridos era de 1,05. A média de golos sofridos não é muito preocupante, a média dos golos marcados é que tem de aumentar, porque senão acabamos por fazer empates"


Que tipo de mudanças na organização está a mencionar?


Manuel Cajuda - "Em termos de organização, estou a referir que é uma questão de disciplina em algumas coisas e compreende que não posso vir a público por a nu as deficiências, mas temos que as modificar e melhorar, mas acima de tudo, o esforço que o presidente do Conselho de Administração e as pessoas e os funcionários para serem agradáveis comigo, estou plenamente satisfeito que vamos fazer coisas melhores. A estrutura vai ter que ser melhorada, nalgumas coisas que são simples"

"Como por exemplo, os jogadores trabalharam muito durante a semana para o jogo com o Varzim, o ritmo está a ser maior do que estava porque os jogadores me disseram, e dou lhes dois dias de folga. Ainda está muito longe daquilo que quero"

"Os jogadores merecem que eu tenha respeito pelo trabalho deles e o estágio antes do jogo com o Varzim foi para lhes dar tranquilidade para convivermos como grupo. Estou a fazer uma pré-época em competição"

"O Leixões merece voltar à sua história de clube histórico, estou muito orgulhoso de estar aqui. É um monstro adormecido. O Leixões há quarto/cinco anos estava numa situação muito crítica, felizmente hoje está melhor"


Fonte das Fotos: Leixões SAD


Diogo Bernardino

MASTERS DO LEIXÕES EMPATAM A DUAS BOLAS

Deslocação a Ermesinde, para defrontar a equipa local, acabou com o resultado de 2 a 2.

Boa entrada no jogo, com a turma leixonense a efetuar pressão alta e a roubar a bola ainda no meio campo defensivo do adversário. 

Tivemos várias oportunidades de golo, mas a finalização não foi a melhor. A turma do Ermesinde, apenas de contra-ataque chegava à nossa baliza e em situações de bola parada.

A segunda parte começou praticamente com o golo do Ermesinde. O Leixões foi atrás do empate e conseguiu alcançar através de Vitor Fróis. 

Foi então que o Leixões passou a tomar conta da partida, e ainda antes do golo de Moreira pode-se queixar de uma grande penalidade não assinalada sobre Jorge Gonçalves. Durou pouco a vantagem leixonense, pois praticamente na jogada seguinte o Ermesinde voltou a empatar.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

CUSTÓIAS CONTINUA FASE EXCELENTE COM PRESTAÇÃO IMPRESSIONANTE

Estádio Municipal de Arcozelo, em Gaia
AF Porto Divisão Honra Série 1 (Jornada 20)
Árbitro: Luís Barros
Arcozelo 2-4 Custóias

Ao intervalo: 0-2
Marcadores: Pedro (2) e Alan e Paulo e Arcozelo (2)

Arcozelo: Pedro Figueiredo, Miguel Vinagre, Tiago Silva (Bruno Silva, 70), Fábio Nunes, Ricardo Carvalho (Diogo Batista, 60), Pedro Dias (Carlos Marques, 70), Chiquinho, Nico (Teixeira, 74), Luís Oliveira, Rafa e Camarinha


Treinador: Pedro Costa


Custóias: Beleza, Ferro, Fernandes, Carlos, Gabriel, Igor Coelho, João Duarte (Meneses, 51), Diogo Teixeira, Pedro, Paulo Silva, Alan (Hugo, 72)

Treinador: Mário Rui


O Custóias está a passar por uma fase excelente no campeonato, conseguindo assim a sua quarta vitória consecutiva, desta vez frente ao Arcozelo.

A equipa matosinhense teve uma excelente primeira parte, muito melhor que o adversário em tudo, com dois golos de Pedro (0-2 ao intervalo).

Na segunda parte a equipa matosinhense entrou desconcentrada e a equipa de Gaia muito confiante e empata o encontro (2-2).

O Custóias volta a acordar, foram para cima do Arcozelo e acabam com toda a justiça com o golo de vantagem por Alan (2-3) e para fechar o jogo o golo de Paulo.

Depois de quatro vitórias consecutivas o Custóias, sétimo classificado com 28 pontos recebe em casa o Pedrouços para tentar a quinta.


Fonte da Foto: Custóias FC


Diogo Bernardino

MASTERS DO JUVENTUDE DAS RIBEIRAS PERDEM FRENTE AO NOGUEIRENSE

Na quinta Jornada da Divisão Elite Campeonato Masters com a vitória do UD Nogueirense 3-1 GDR Juventude das Ribeiras.

Primeira parte equilibrada com ligeiro ascendente do Nogueirense, que chega á vantagem num golo em lance esquisito.

Segunda parte com 30 minutos muito fortes por parte da nossa equipa em que chegam ao empate depois e a jogar contra 10 elementos mais duas grandes oportunidades do Ribeiras. 

Apesar disso não conseguiram materializar esse ascendente e contra a corrente do jogo foi surpreendida em dois lances por parte da equipa do Nogueirense.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino 

TRIUNFO MUITO IMPORTANTE SOB ADVERSÁRIO DIRETO

Estádio do Padroense
AF Porto Divisão de Honra Série 1 (Jornada 22)
Árbitro: Bruno Cunha
Padroense 3-2 Varzim B

Ao intervalo: 2-0
Marcadores: Gonçalo (14 pb), Mesquita (24 e 60 gp), Igor (63) e Postiga (64)
Vermelho: Gonçalo (83)


Padroense: Moreira, Balito, Fábio, Mesquita (Jardel, 85), Carlos Pinto, Lico, Cacheira (Magalhães, 85), Pedro Oliveira (Dani, 85), Juca (Nora, 75), Xoura e David Yoo (Ricardo, 75)

Treinador: João Costa


Varzim B: Becker, Miranda, Cardoso (Igor, 46), Gonçalo, Lamba, Tomás, Pablo, Ramalho, Rafa (Nicolas, 77), José Postiga e Edu (Diegues, 61)

Treinador: Francisco Tobias


O Padroense entrou forte e quis resolver o jogo nos primeiros minutos, aos 13 fez o primeiro canto marcado pela direita do ataque dos Bravos de Matosinhos, Fábio Andrade tenta cabecear a bola,mas é um defesa poveiro faz auto-golo.

Aos 24 falta sobre Luis Cacheira dentro da área, penalti que Mesquita converte o segundo. Aos 44 o Varzim tem a primeira oportunidade de reduzir com um remate forte e ao lado.

Aos 58 falta sobre Mesquita dentro da área a bola na marca dos 11 metros e não perdoa, mas o Varzim reagiu e aos 62 Igor faz o golo e dois minutos mais tarde é Postiga que reduz para a diferença mínima.

O Padroense quinto classificado com 34 pontos vai ao terreno do Vila.


Foto de: Jorge Peixoto


Diogo Bernardino

TARDE DE PESADELOS PARA O INFESTA

Parque de Jogos – Manuel Ramos – Arroteia
Divisão de Elite – Série 1 | AF Porto | Jornada 22
Árbitro: João Pedro Silva
FC INFESTA 2-5 SC RIO TINTO

Ao intervalo: 1-2
Marcadores: 0-1 Diogo Teixeira (7′) | 0-2 Steven (16′) | 1-2 Chaves (18′) | 1-3 Andrezinho (52′) | 1-4 Diogo Teixeira (60′) gp | 1-5 Russo (84′) | 2-5 Maia (86′)


INFESTA: Rui Pereira; João Silva (Malícia, 46), Chaves, André Ribeiro, Rafael Pinho; Bessa (Mário, 46), João Ricardo (Luís Carlos, 66), Lúcio, Morgado (Morais, 81); João Rodrigues e Dani (Luís Carlos, 66).

Treinador: Bruno Costa


SC Rio Tinto: Carlos, Steven (João Alves, 62), Miguel, Monteiro, Cláudio, Andrézinho (Moreira, 82), Carlos Manuel, Dani, Kakuba (Bruninho, 62), Sacy (Tinala, 62) e Teixeira (Russo, 82)

Treinador: Vasco Oliveira


O Infesta foi derrotado em casa por 2-5, frente ao Rio Tinto, num jogo em que a equipa orientada por Bruno Costa entrou mal na partida, numa tarde de enormes pesadelos para a equipa matosinhense. 

O Infesta entrou apático no jogo, com a equipa do Rio Tinto a entrar mais agressiva e incisiva na disputa da bola e essa abordagem, originou a que chegasse aos 16 minutos a vencer por 0-2, com golos de Diogo Teixeira que responde bem ao segundo poste a um cruzamento de Steven aos 7 e nove minutos depois, numa jogada em que parece haver posição irregular de Carlos Manuel, deixou em Steven que não perdoou e fez o segundo golo dos visitantes. 

Entre os dois golos, aos 10, Dani é derrubado por Cláudio dentro da área, mas o árbitro mandou seguir. O Infesta reagiu de imediato ao segundo golo, aos 18, livre batido para a área, o guardião Carlos abordou mal o lance, a bola sobrou para Chaves que de costas para a baliza, conseguiu rematar para a baliza e reduzir o marcador. 

Com o golo, o Infesta “acordou” e João Rodrigues, por duas vezes, rematou mas sem grande perigo para a baliza de Carlos.

Na segunda parte, Bruno Costa fez duas alterações e o Infesta até entrou com outro ânimo, só que aos 52, a equipa voltou a sofrer um golo, na sequência de um pontapé de canto, Andrezinho ao segundo poste cabeceou para o terceiro golo do Rio Tinto. 

Aos 60, Lúcio cometeu grande penalidade por falta sobre Fábio. Na marcação do castigo máximo, Diogo Teixeira bisou na partida e fez o quarto golo dos forasteiros. 

O Infesta tentava a todo o custo procurar reduzir, mas nem Lúcio, nem João Rodrigues acertaram na baliza. No melhor período do Infesta, o Rio Tinto chegou ao quinto golo por Russo, numa tentativa de aliviar a bola por parte do guarda-redes do Infesta Rui Pereira, a bola embate no avançado riotintense e entra na baliza do Infesta. 

Dois minutos depois, Maia estabeleceu o resultado final em 2-5, na sequência de um livre batido por Morais.

No próximo domingo, o Infesta, penúltimo classificado com 13 pontos desloca-se ao Oliveira do Douro.


Foto: Joaquim Sousa


Diogo Bernardino

LAVRENSE CONSEGUE PONTO AO CAIR DO PANO

Parque da Cidade, no Porto
AF Porto Divisão Honra Série 1 (Jornada 20)
Árbitro: João Dias
Desportivo de Portugal 3-3 Lavrense

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Lucho (3, 49 e 70), Léo (47), Mica (72) e Trivelas (90+1)
Vermelhos: Lucho (71), Gui (71), Nuninho (90+1)


Desportivo de Portugal: Fernando, Oliveira, Dias, Russo, Nuninho, Bruno Marques, Ricardinho (Daniel, 73), Pedro Coelho (Cesário, 80), António, Lucho e Francisco (Zé Ribeiro, 46)

Treinador: Pedro Cunha


Lavrense: Gui, Trivelas, Hulk, Zidane, Walmor, Barreira, Batista (Mica, 66), Léo, Noverça (Berto, 53), Luís André e Anunciação (Paulino, 53)

Treinador: Nuno Gonçalves


Com aproveitamento praticamente a 100% das ocasiões de golo por parte da equipa do C. D. Portugal e beneficiando do anti jogo desde o início da partida, prejudicando em grande parte o desenrolar do encontro. 

A UD Lavrense, com uma atitude guerreira de grande entrega e em grande parte da segunda metade com muita qualidade futebolística, acabou por virar o resultado de 3-1, empatando o jogo que parecia perdido.

Leo, Zidane e Trivelas, foram os autores dos golos da UDL.

O Lavrense, quarto classificado com 38 pontos recebe na próxima jornada o Dragões Sandinenses.


Fonte da Foto: FS


Diogo Bernardino

TARDE PARA ESQUECER

Complexo Desportivo de Aldeia Nova, em Matosinhos
AF Porto I Divisão Série 1 (Jornada 19)
Árbitro: Tiago Oliveira
Aldeia Nova 1-5 Campo

Ao intervalo: 0-4
Marcadores: Carvalho (1), Daniel (10 e 39), João (37 e 49) e Simão (72)


Aldeia Nova: Pinheiro, Batista, Gonçalo, Martins (Serginho, 63), Vieira (Filipe Campos, 35), Zé Paulo, Gonçalo, Vieira, Peneda, Simão, Danilo (Peopo, 63) e Dr. Love (Mazola, 63)

Treinador: Leão


SC Campo: Tiago, Nélson (Oliveira, 51); Daniel, Pedro, Fábio, Tiago (Barbosa, 51), Carlos, João, Carlos Carvalho (Peneda, 64), Rui Lamas (Sérgio, 64) e Ruben Gonçalves

Treinador: António Mendes


O Aldeia Nova entrou no jogo praticamente a perder, pois mal tinha suado o primeiro apito e já o Campo estava em vantagem no marcador. A equipa da casa nunca se encontrou e nas primeira 3 vezes que os visitantes chutaram fizeram três golos.

O Campo foi sempre uma equipa mais forte, mais activa dentro de campo, a chegar sempre primeiro a bola e chegou com naturalidade ao intervalo com uma vantagem de quatro golos.

A segunda parte começa como acaba a primeira, com mais um golo da equipa adversária.

O Aldeia Nova depois geriu o encontro sem grandes dificuldades. Mexeu na equipa e a mesma pareceu mais equilibrada e começou a subir de rendimento, chegando ao 1-5 e logo depois enviou uma bola ao poste e outro à trave. 

Quase a acabar a partida o guarda redes do Campo fez a defesa da tarde ao parar um livre de Simão e no últimos instantes da partida ainda vimos um golo anulado a Filipe.

O Aldeia Nova, sétimo classificado com 30 pontos vai ao terreno do Senhora da Hora na próxima jornada para o dérbi matosinhense.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

OS LUSITANOS REGRESSA AOS TRIUNFOS

Parque Domingos Soares Lopes, em Santa Cruz do Bispo
AF Porto I Divisão Série 1 (Jornada 19)
Árbitro: Rui Moreira
Os Lusitanos 2-1 Vandoma

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Ni (68), Rúben (75) e Marcelo (79)


Os Lusitanos: Bruno, Paulo Gonçalves, Fernando, Diogo Duarte, Rúben, Tiago, Paulo Pereira (Bruno Pereira, 90), Ivo, Joy (Marcelo, 46), Kevin (Simeão, 77) e Pina

Treinador: Albino Guerra


Vandoma: Nogueira, Verde (Rato, 80), Diogo, Sérgio, Dinhas, Bravo, Alex (Coelho, 65), Pedro (Moura, 65), Ni (Iuri, 80), Lícinio e Teixeira (Telmo, 65)

Treinador: Rui Moreira


Vitória justa onde a reviravolta do resultado deveu se à grande entrega do lusitanos, numa primeira parte com a divisão de pontos a aceitar, mas na segunda contra a corrente do jogo, o Vandoma fez golo. 

Depois assistiu-se a uma grande pressão da equipa da casa que depois do empate por Rúben, a equipa procurou, até conseguir vencer com um golo de belo efeito por Marcelo, repondo a justiça no resultado.

O Lusitanos, 12.º classificado com 20 pontos vai ao terreno do Crestuma.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

SEGUNDA PARTE ATÍPICA DO PERAFITA LEVA A DESAIRE

Estádio do Rei Ramiro, no Candal
AF Porto I Divisão Série 1 (Jornada 19)
Árbitro: Vítor Cardoso
Torrão 3-0 Perafita

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Marco (51 e 53) e Ferraz (55)


Torrão: Rúben, Armando (Luizinho, 73), Mateus, Emanuel, Henrique, Titro (Ferraz, 46), PT, Bruno Miguel (Tomás, 63), Bruninho (Almeida, 90), Marco (Nora, 90) e Gonçalo

Treinador: Jorge Leça


Perafita: André, Bruno, Diogo, Carreira, Francisco, Rafael, Faustino (Hélder, 56), Jaime (João, 56), David, Branco e Rúben (Filipe, 75)

Treinador: Paulo Gentil


Um jogo onde ambas as equipas estavam a precisar de pontuar, o Torrão foi mais feliz.

Numa primeira parte onde foi notório o equilíbrio de ambas as equipas, só houve duas ocasiões de golo para cada lado, mas que não se concretizaram e o nulo manteve-se até ao intervalo.

Uma segunda parte atípica para o Perafita que sofre o primeiro golo aos 51 minutos de bola parada, num desvio de cabeça de um jogador.

Ainda estava a tentar recompor-se do golo sofrido, o Perafita sofre o segundo aos 53 após um cruzamento do lado esquerdo da equipa adversária, onde de cabeça na pequena foi só preciso encostar.

Notou-se que o Perafita abalou com estes golos mas o problema agravou-se aos 55, com um remate fora da área que Mourão defende mas a bola sai para a frente e aproveitaram a recarga fazendo assim o terceiro.

O Perafita não conseguiu entrar no jogo nos primeiros 15 minutos da segunda parte, permitindo que o Torrão fizesse o resultado final.

O Perafita tentou ainda chegar ao golo com as suas ideias de jogo que lhe são características neste momento, mas a verdade é que foi uma segunda parte sofrida, não conseguido abordar com eficácia a baliza adversária.

O Perafita, último classificado com sete pontos recebe o São Félix da Marinha, na próxima jornada.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

SENHORA DA HORA SOFRE DESAIRE AO CAIR DO PANO

Estádio do Calvário em Valongo
AF Porto I Divisão Série 1 (Jornada 19)
Árbitro: Carlos Fernando
Valonguense 2-1 Senhora da Hora 

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Nuno (44), Parada (56) e Cadú (90+5)

Valonguense: Hugo, Diogo, Vital, Joel (Filipe, 46), Pimenta, Zé Tó, Alex, Cadu, Chaulin, Edu (Bruno, 74) e Parada (David, 79)

Treinador: Sérgio Machado


Senhora da Hora: Pedro, Sousa, Miguel, Ailton (Ricardo, 71), Jimi, Fredik, Artur (Santos, 78), Vieira, Frank, Diego e Nuno (Sá, 71)

Treinador: Ricardo Ferreira


O Senhora da Hora sofreu um desaire ao cair do pano na casa do Valonguense por 2-1, em jogo da jornada 19 da 1.ª Divisão Série 1.

Nuno aos 44 minutos apontou o primeiro golo da partida para o Senhora da Hora. Na segunda parte aos 56 minutos Parada empatou e Cadú aos 90+5 fez o tento da vitória ao cair do pano.

O Senhora da Hora, 15.º classificado com 14 pontos recebe o Aldeia Nova no dérbi matosinhense na próxima jornada.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino 

GATÕES REGRESSA AOS TRIUNFOS NO DÉRBI MATOSINHENSE

Campo de Aveleda, em Matosinhos
AF Porto 2.ª Divisão Série 1 (Jornada 20)
Árbitro: Rui Sá
Ventura 2-3 Gatões

Ao intervalo: 1-1
Marcadores: Ademar (44 e 55), Márcio (50) e Ventura (15 e 60)


Ventura: Thales, João Teixeira, Pedro Maia, Marcelo Gonçalves, Michel, Francisco Ribeiro, Danilo Braz, Edson Lopes, João Victor, Juliano e Shane Williams

Treinador: Adalto Silva


Gatões - Ivo, Miguel,Sena, Lages, Nando, Ricardo, Marinho, Amaral, Márcio, Botelho e Ademar.

Treinador: Edgar Ribeiro


Num jogo digno de um derby matosinhense onde as duas equipas procuraram ganhar o jogo, o Ventura teve melhor entrada onde conseguiu marcar um golo, mas depois aos poucos o Gatões foi tomando conta do jogo e o resultado podia ter sido mais dilatado. 

De salientar que o Gatões jogou sem 3 dos seus habituais titulares (Tiago Maia, João Nuno e Salazar), o que condicionou de certa forma o trabalho da equipa, mas só veio valorizar o esforço que lutam até ao último fôlego. 

Um bom jogo coletivo do Gatões, salientando a boa exibição do guarda redes Ivo e do ponta de lança Ademar, apesar da sua veterania, os 2 golos marcados e proporcionando oportunidades para aumentar a vantagem. 

A Arbitragem foi um pouco complicada.

O Ventura SC, 14.º classificado com 19 pontos vai ao terreno do São Pedro de Fins e o Gatões nono classificado recebe o Gervide.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

OUTROS RESULTADOS DAS FORMAÇÕES MATOSINHENSES ESTE FIM DE SEMANA

Futebol:


Sub 23:

Senhora da Hora 1-1 SC Salgueiros


Sub 19:

Lavrense 0-0 SC Coimbrões
Padroense B 2-0 SC Salgueiros
Alpendorada 1-1 Infesta
SC Salgueiros B 2-2 Geração Benfica Matosinhos
CD Candal 3-1 Custóias FC
Leça do Balio 7-0 Lavrense B
FC Pedras Rubras B 4-1 GD Aldeia Nova
Infesta B 3-2 Gondim-Maia


Sub 17:

Vila FC 3-2 Leça FC
Leixões 7-1 EF Macieira da Maia
Lavrense 1-4 Padroense B
Maia Lidador 1-0 Leça do Balio
Custóias FC 0-2 Leixões B
Infesta 0-1 Padroense C
Leça FC B 0-2 Geração Benfica Matosinhos
SC Porto 1-0 Leça do Balio Jun.B S16
Senhora da Hora 0-1 Escola Futebol 115


Sub 15:

Nogueirense FC 1-0 Leixões
Padroense 5-1 Leça do Balio
Leça FC 2-1 Boavista B
FC Foz 0-5 Leixões B
Geração Benfica Matosinhos B 0-5 Dragon Force
Geração Benfica Matosinhos 5-0 Lavrense
Senhora da Hora 0-11 FC Foz
Infesta 2-1 Leça FC B
Leça do Balio 0-3 Leixões C
Bougadense 0-4 Infesta B
Castêlo da Maia 5-1 Custóias FC
Rio Ave B 0-1 Padroense


Sub 13:

Senhora da Hora 2-5 Leixões B
Infesta 2-1 Sport Canidelo
Custóias FC 1-0 Nogueirense FC Jun.D S12
FC Pedras Rubras 4-0 Lavrense
Perafita 7-0 Panther Force
Leça FC 3-0 Leça do Balio


Masters:

Arcozelo 2-0 Custóias FC
Nogueirense FC 3-1 GDRJ Ribeiras
FC Pedroso 1-3 Infesta
Desportivo Barca 0-1 Unidos de Paiço
FC Pedras Rubras 2-1 Lavrense


Feminino:

CF Oliveira Douro - 4 - DL Balio - 1



Futsal:


II Divisão:
Freixieiro 5-6 Póvoa Futsal


Séniores:

Cohaemato 5-1 CA Sangemil
Estrelas Susanenses 1-1 Leixões
Leça FC 1-2 AA Leça
GD Cem Paus 3-4 Barranha SC
Mindelo 4-1 Santa Cruz FC
Aparecida 0-5 Matosinhos Futsal Clube
Cruzeiro Santana 3-0 ADC Figueiras
Casa FCP Rio Tinto 3-1 Alfa AC
Covelas 1-9 S. Sebastião
Junqueira 5-1 Miramar Império
FC S.Romão 0-2 Juventude Matosinhos


Sub 19:

AD Penafiel 5-4 Matosinhos Futsal Clube
Santa Cruz FC 2-3 Leça FC
Juventude Matosinhos 1-5 AA Leça
AD Polenenses 4-4 Junqueira
Arcozelo 3-0 Barranha SC
Alfa AC 3-2 Leixões


Sub 17:

AD Polenenses 5-2 Freixieiro
Matosinhos Futsal Clube 3-4 AA Leça
Bom Pastor 0-10 Ascenção FC
Modicus 9-0 Alfa AC


Sub 15:

Juventude Gaia 2-1 AA Leça
Junqueira 2-4 Fonte Moura
Ac. Pedras Rubras 5-1 Leixões
AM Lomba 0-6 Cohaemato
Freixieiro 0-10 Alfa AC
Balantuna 0-15 Ascenção FC B


Feminino:


Barranha SC 2-2 AD Lustosa


Masters:

AD Polenenses 4-1 Juventude Gondomar
Alfa AC 5-0 CRD Santa Cruz


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC