RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 15 de abril de 2014

PERAFITA CONSEGUE REVIRAVOLTA COM GOLO OLIMPICO DE DIOGO


9ª Jornada (fase de manutenção) CNS 
Estádio do FC Perafita 
Árbitro Tiago Antunes (Coimbra) 
PERAFITA 2 AD CAMACHA 1 
Ao intervalo, 2-1, golos Gleibson (28) Paulinho (39 gp) e Diogo (43) 

PERAFITA: Artur, Pacheco, Fernando, Madalena e Diogo; Viana, Tinaia (Rui João 79), Toninho, Lutchindo (Ruben Pedrosa 65), Rui Miguel (Tó Coentrão 78) e Paulinho. T Manuel Matias 

CAMACHA:Cárim, Dário (Marquinhos 75), Jonas, Flávio, Gonçalo Abreu, Gleibson, João Paulo, Sanchez, João Pedro (Júlio 62), Pita, Steve (Gonçalo 75). T. Francisco Gouveia. 

 Tarde de sol com algum calor à mistura um relvado (sintético) apetecível para a prática do futebol. Os madeirenses entram melhor na partida, e com dez minutos de muita acutilância ofensiva, ponham em sentido o último reduto perafitense. A turma da casa, consciente de que só a vitória lhes interessava, algo apáticos não conseguiam responder, Manuel Matias, irritado verificava que a equipa não estava a responder…Numa das melhores jogadas de perigo do AD Camacha, o extremo direito, leva a melhor sobre Diogo, que é ultrapassado e não fosse a rápida intervenção do “Rei” Artur, poderia ser o primeiro dos homens de Francisco Gouveia. Depois deste lance os perafitenses acertaram e com algum frenesim começam a incomodar a defensiva do Camacha, mas…numa transição, os forasteiros levam vantagem e Gleibson inaugura o marcador. Contudo, em vez de baixar os braços o FC Perafita começou novamente a “cavalgada” sobre os madeirenses, criando lances sucessivos de perigo, em busca da igualdade, que viria a surgir ao minuto 39, na transformação de uma grande penalidade (Tinaia faz uma jogada de grande nível técnico deixa para Toninho este remata em direção á baliza, mas a jogada é travada pela mão de Dário, que impede o esférico de levar a direção certa de golo), o árbitro da partida, não teve duvida e assinalava a grande penalidade, Paulinho chamado a converter não enjeitou e empara o jogo. Caminhávamos para o intervalo, e num ataque azul e branco, e numa jogada algo confusa os homens de Perafita pediam grande penalidade, mas o juiz da partida não assinalava e manda marcar pontapé de canto. Diogo chamado a converter o pontapé de canto, tira bem o azimute e coloca a bola no fundo da baliza (golo olimpico). 
  A segunda parte do encontro, não teve golos, mas foi sem dúvida muito emotiva. Com um Camacha à procura do empate e um Perafita a querer aumentar a vantagem. Com Artur a dar nas vistas, segurando a vantagem, a equipa de Matias descia com perigo e, ao minuto 60 Lutchindo quase marcava um golaço, não fosse a rápida intervenção de Cárim. Até ao final da partida foi um jogo altamente eletrizante com bom futebol de ambas as partes, mas o resultado trazido do primeiro tempo não se alterou. Fim do jogo o FC Perafita saia vencedor justo do encontro e o árbitro da partida também ele saia de Perafita com uma nota positiva, tendo passado por “despercebido” no jogo. No final da partida Manuel Matias dava os parabéns aos seus pupilos: “Foi um jogo muito intenso, mas quero dar os parabéns aos meus jogadores. Foram de facto uns Bravos e corajosos nesta “batalha”…”

PRINCESAS IMPARÁVEIS ANTES DO ATAQUE À SUBIDA!

 
18ª (última) Jornada da fase inicial do campeonato, com vista à segunda fase do Campeonato Nacional de Promoção (2.ª Divisão) 
Complexo Desportivo, campo n.º 1 do SC Freamunde 
SC FREAMUNDE 1 LEIXÕES 4
Golos das princesas do mar, Cláudia (30), Salomé (65) Inês (bis)

 S.C. FREAMUNDE: Joana Leal, Rita Carneiro, Diana Gomes, Xana, Ana Paula, Lili,Sara M., Maria João, Sumol, Raquel, Filipa Leal. Supl. Adriana, Vera Pontes e Fabi . Treinador, Séninho 

LEIXÕESS.C.: Diana, Ticha, Ivone, Adélia, Andreia Morato, Tatiana, Salo, Kate, Rita Martel, Cláudia Lima, Vanessa. Supl. Sara, Ana silva, Lisa, Inês, Filipa Lima e Rita Pereira. Treinador Miguel Madureira

A equipa sénior de futebol feminino do Leixões SC, orientada por Miguel Madureira, venceu no último domingo por 4-1. Em Freamunde, as Princesas do Mar começaram o encontro praticamente reduzidas a 10 unidades depois de expulsão de Ivone num lance em que a jogadora matosinhense se limita a cortar a bola. A arbitra não teve dúvidas e assinalou grande penalidade que viria a ser defendida por Diana. Perto da meia hora era a vez do Freamunde também ver uma jogadora ser expulsa por derrube de Vanessa na área. Chamada a converter o castigo máximo, Cláudia colocou as leixonenses em vantagem. Uma vantagem que viria a ser perdida aos 35' com o empate da equipa da casa.
Após o intervalo o equilíbrio dominou o encontro até que aos 66' Salomé viria a colocar novamente as Princesas em vantagem. Já frente a 8 jogadoras em campo, o Leixões aumentou o pendor ofensivo e Inês, saída do banco, viria a fazer o 1-3 e o golo 100 da temporada para o conjunto Leixonense. O jogo não iria terminar sem que Inês tivesse a oportunidade de bisar e fazer o golo 101. Para a história ficam 18 vitórias em 18 encontros e uma segunda fase que poderá dar acesso ao principal campeonato da modalidade que é o principal objetivo da equipa.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC