domingo, 22 de janeiro de 2017

GDAN VENCE FORA O DESP. PORTUGAL


GDAN passa em Rui Navega
Jornada nº 14, início da 2ª volta do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. Campo Rui Navega – Campanhã “Porto”.
DESPORTIVO PORTUGAL 1 GDAN 2

GDAN; Guilherme, Alex, Braga, Sérgio, Xincas, J Paulo, J. Rosas , D. Rosas, Quintas, Simeão,  Ema.
Supl. Vitor, Berga, Zé Paulo, Joca, Dani, Chico, Simão Treinador João Rosas

GDAN apresentou-se no Rui Navega (campo com características impróprias para a pratica de futebol) a jogar uma cartada importante mas não decisiva em termos classificativos, como em termos morais. Vindo de uma derrota, mister Rosas alterou e apresentou um 11 algo diferente do habitual, com diversas mexidas, escalonou o 11 ideal para lidar, não só com o adversário mas principalmente para superar as características do terreno de jogo, a verdade seja dita, decisão acertada que culminou com uma vitória em campo extremamente difícil para os visitantes.
O jogo, como era de esperar, derivado ás características do campo, era e teria que ser jogado com muita raça e luta. Com a bola praticamente a rodar permanentemente as duas balizas era fácil de deduzir que os maiores intervenientes do jogo seriam os guarda redes e nesse especto Guilherme do GDAN foi enorme, com algumas defesas espetaculares que motivou e deu confiança á restante equipa que atuando em bloco ia cumprindo o seu objetivo.

A 2ª parte começou praticamente com o mesmo ritmo de jogo até que ao minuto 52, Quintas a aproveitar um cruzamento do lado esquerdo com belo golpe de cabeça inaugura o marcador para o GDAN, o ritmo de jogo sobe de tom e a procura de golo tornou-se uma obsessão para ambas as equipas, sabendo da perigosidade do resultado, mister Rosas refresca por completo a linha avançada com a entrada de Zé Pedro, Joca e Chico, evitando assim qualquer tentativa de subida generalizada da equipa adversária.

Ao minuto 67, após confusão na área do GDAN o árbitro assinala e bem, penalti, convertendo o mesmo o D. Portugal restabelece a igualdade. Ao minuto 87 Após diversas tentativas de golo por parte das 2 equipas, ora por negligência dos avançados, ora por excelentes defesas dos guardas redes o empate iria-se manter até ao minuto 87. Em jogada individual Zé Paulo arranca pelo ala esquerda, aguenta o confronto direto dos adversários, vai á linha e assiste Joca que faz os 2 a 1 para o GDAN. Resultado final 2 para o GDAN 1 para o D. Portugal. Minutos finais seriam jogados sempre com a incerteza do resultado, resultado final a premiar o coletivo do GDAN.

Manuel Sá

LEIXÕES SOMA SEGUNDO TRIUNFO CONSECUTIVO COM PORCELLIS A COMANDAR


23.ª jornada da Ledman Liga pro.
Estádio do Mar, em Matosinhos.
Árbitro: Iancu Vasilica (AF Vila Real).
Leixões 4 Cova da Piedade 0.
Ao intervalo: 1-0.Marcadores:Porcelis, (10 e 80)  Bruno Bernardo (46 pb) Chiquinho, (86).

Leixões: Assis, Jorge Silva, Wellington, Silvério, Lucas, Salvador, Chiquinho, Bruno Lamas (Abalo, 71), Ludovic, Fati (Rui Cardoso, 83) e Porcellis (Tino, 85). Treinador: Daniel Kenedy.

Cova da Piedade: Pedro Alves, Adilson (Rui Varela, 69), Danielson, Bruno Bernardo, Evaldo, Soares (Carvalhas, 82), Robson (Dieguinho, 46), Silas, Siaka Bamba, Irobiso e Ricardo Barros. Treinador: Sérgio Bóris.

Porcelis abriu o marcador para os locais com o quarto golo no espaço de uma semana, Bruno Bernardo ampliou para os locais, marcando na própria baliza, acabando Porcelis por bisar antes de Chiquinho, de cabeça, fixar o marcador.
Com Porcelis em foco, contando cinco golos em três jogos, o Leixões adiantou-se no marcador aos 10 minutos, com o brasileiro, de cabeça, a marcar após pontapé de canto de Bruno Lamas. O Cova da Piedade reclamou falta sobre o guarda-redes Paulo Alves. A baliza visitante só viria a estar novamente sob ameaça em cima da meia hora, quando, após um contra-ataque, Fati teve espaço na área e atirou em arco e cruzado, saindo a bola junto ao poste direito.

Do intervalo, o Cova da Piedade surgiu com mais uma unidade de ataque, Dieguinho, mas, quando Bruno Bernardo, no primeiro lance do recomeço, fez autogolo, tudo se complicou mais. Fati voltou a ter espaço na área e fez um cruzamento rasteiro que o defesa, na ânsia de cortar, encaminhou para as suas redes, enganando Pedro Alves.

Sem que a equipa visitante conseguisse, sequer, incomodar Assis, o Leixões atingiu o 3-0, quando Salvador assistiu Fati perto da área, com este a desmarcar Porcellis (80) na área para uma finalização que saiu por entre as pernas do guarda-redes. O golo final chegou numa jogada de insistência dos locais com a bola a sobrar para Chiquinho (86) que fez o desvio de cabeça sobre o guardião visitante.

Foto Duarte Rodrigues

INFESTA VENCE DÉRBI SEM APELO NEM AGRAVO!


Divisão De Honra jornada 15
Parque de Jogos Manuel Ramos – Arroteia – S M Infesta
Árbitro Rui Sousa
Ao intervalo 1-0 golos Mário (36) João Rodrigues (69) e André Ribeiro (72).

FC INFESTA: Miuel.  Sousa (Semedo 80) , André Ribeiro, Teixeira e Estrela (André Fernandes 75) , Lúcio, Mário e Ruca. João Rodrigues (Neto 80) Paiva e Braga (Soares 21). Treinador Jorginho

FC PERAFITA: Monteiro, Pelé, Fradinho, Zé Augusto e Rui Barros (Nanel 49). Queimado, Morgado e Marco Fafiães, Barbosa (Noueira 86), Chico e Postiga (Zuca 49). Treinador Paulo Gentil.

Dérbi de Matosinhos bem disputado que teve um vencedor justo.
As equipas entram algo receosas e sem nenhuma delas a chamar a si o comando do jogo, que teve um primeiro tempo muito jogado sobre o meio campo do terreno. O perigo andava longe das áreas até que o minuto 18 Braga penteia o esférico na sequencia de um pontapé de canto com este a passar muito perto da baliza de Monteiro. Mas foi o minuto 36 que os homens da casa chegaram ao golo, através de Mário que finaliza com classe uma excelente triangulação da turma infestista. Este golo espevitou ambos os ataques e Mário e Sousa estiveram perto de aumentar a vantagem, do outro lado Chico também ameaçou a baliza de Miguel.


 No segundo tempo, a supremacia dos comandados de Jorginho veio ao de cima e foi com naturalidade que aumentaram o score, primeiro por João Rodrigues (O Carteiro) que finaliza com um remate em arco que não deu hipóteses a Monteiro, depois o capitão André Ribeiro (o Melhor jogador de Matosinhos na época passada) de cabeça selou os três pontos, justos para a turma do infesta. Até ao fim o perafita bem tentou amenizar “os estragos” mas os infestistas muito bem orientados controlaram a seu belo prazer sendo portadores da bola. 

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC