RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 17 de novembro de 2013

ESFORÇO PERAFITENSE RECOMPENSADO NO FIM

 
CNS 2013/2014 – 9ª JORNADA 
Local Estádio do Perafita, em Matosinhos 
 Árbitro César Andrade (P. Delgada) 
 PERAFITA 2 COIMBRÕES 2 Ao intervalo 0-1 Golos Miguel (22), Nuno Pinto (57), Nuno (85) e Rui João (90+2). 

 FC PERAFITA: Vareiro, Pacheco, Madalena, Fernando, Nuno, Hélder Silva (Fonseca, 68), Viana Toninho (Coentrao, 58), Paulinho (Rui João, 68), Tinaia, Lutchindo. T. Óscar Nogueira 

 SC COIMBRÕES: Ivo, Brandão (Diogo Costa, 46), Miguel, Nando, Joel, Carlos Sousa (P. Teixeira, 73), Costa, Fábio Rola (Vítor Silva, 82), Nuno Pinto, Sardinha, Filipe Cardoso. T. José Bizarro 

Na primeira parte, o Perafita, mais parecia não querer ir a jogo, fruto da intranquilidade na tabela classificativa, permitindo uma vantagem de duas bolas aos forasteiros. 
No segundo tempo, tudo foi diferente, mais Perafita, que melhorou e porfiou bastante em busca do golo. O domínio perafitense, mais se acentuou na última meia hora de jogo, altura em que Óscar Nogueira, sem nada a perder aposta tudo no ataque e acabou por colher os frutos a 5 minutos do fim, conseguindo reduzir a desvantagem e para lá dos 90', o Perafita chegaria ao empate, fixando assim um resultado em duas bolas para cada lado

LEÇA DO BALIO CONFIRMA BOM MOMENTO


2ª DIVISÃO SERIE 1 A F PORTO JORNADA 7 
 Estádio Do Leça Do Balio, em Matosinhos. 
Arbitro: Sérgio Ferreira 
LEÇA DO BALIO 3 RAMALDENSE 0 
Ao Intervalo: 2-0, Marcadores: Shev(29´gp), Pedro Cardigos (40´) e Ivo (89´).

 LEÇA DO BALIO: Miguel Mota, Seixas, Pedro Cardigos; Berto e Hélder (Joãozinho); Diogo, Quaresma; João Machado (Carlitos), Edú, Grade (Filipe Bento) e  Shev (Ivo). Treinador: Mário Heitor.

RAMALDENSE: Bruno, Mário, Rafael, Bruno Silva e Vieira (Marco) Vítor (Teixeira) Miguel (Oliveira) e Carneiro (Silva) Bessa Hélder e Daniel (Gonçalves) Treinador Adelino e Alhinho 

 A formação do Leça do Balio recebeu o Ramaldense e sem surpresa venceu por 3-0, alcançando assim a sua quinta vitória consecutiva na competição, brindando os seus adeptos com mais uma tarde de sucesso. A equipa da casa entrou forte no jogo, com muita determinação de rapidamente marcar e resolver o jogo o mais cedo possível. Com muita posse de bola e uma circulação perfeita com grande velocidade a equipa orientado por Mário Heitor criou vários lances de perigo junto da baliza do Ramaldense, criando inúmeras dificuldades à equipa portuense. À passagem do minuto 29, numa boa jogada da formação da casa, o guarda redes do Ramaldense derrubou na sua área o experiente Edú e o arbitro Sérgio Ferreira, numa decisão acertada, sem margem para dúvidas marcou grande penalidade. Shev que esta semana voltou a ser aposta de Mário Heitor no onze inicial, foi chamado para converter a grande penalidade e com grande qualidade inaugurou o marcador. A equipa do Ramaldense durante a primeira parte esporadicamente chegou à baliza de Miguel Mota, que alcançou o terceiro jogo consecutivo em casa sem sofrer golos. Ao minuto 40, num pontapé de canto o central Pedro Cardigos num golpe de cabeça fantástico marcou o segundo golo dos Balienses sem dar qualquer hipótese de defesa ao guarda redes visitante, chegando assim o intervalo tendo a equipa da casa uma vantagem confortável no marcador. 

 

No segundo tempo a equipa do Ramaldense surgiu em campo com alterações no onze efectuadas pelo seu técnico e consegui dar uma boa réplica, embora alguma vezes com alguma agressividade em exagero nem sempre punida pelo arbitro da partida. Aproveitando algum adormecimento da equipa da casa pelo resultado alcançado na primeira parte, conseguiu lances de enorme perigo para o ultimo reduto Baliense, valendo os desperdícios dos homens mais avançados da formação do Ramalde, deixando o aviso que estavam ali para discutir o resultado. Quando as coisas estavam a ficar complicadas, mais uma vez como já tem sido habitual nos últimos jogos o treinador Mário Heitor, o grande responsável pela boa campanha da equipa, com alterações bem feitas, consegui dar mais profundidade à equipa de Matosinhos, criando esta algumas situações de golo. Numa dessas jogadas já perto do minuto 90 o recém entrado Ivo finalizou um rápido lance de ataque, obtendo um golo de belo efeito e fechando assim a contagem no marcador. Vitoria justa da equipa do Leça do Balio que mostrou ser melhor durante os noventa minutos, alcançando após este jogo o segundo lugar da classificação geral a dois pontos do líder Ermesinde. Prevê-se então um grande jogo na próxima jornada, onde a formação de Matosinhos desloca-se à cidade de Ermesinde ao sempre difícil estádio dos sonhos, onde se vai discutir a liderança do campeonato.

NO BERÇO DA NAÇÃO MANDA O LEIXÕES

 
 TAÇA DA LIGA 
Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães. 
Árbitro: João Capela (Lisboa). 
GUIMARÃES 1 LEIXÕES 2
Ao intervalo: 0-0.Marcador: 0-1, André Santos (na própria baliza), 55 minutos. 0-2, Mailo, 82.1-2, Tomané, 83.

 VSC GUIMARÃES: Douglas, Pedro Correia, Freire, Josué (Tomané, 65), Luís Rocha, André Santos, André, Barrientos, Tiago Rodrigues (Crivellaro, 46), Ricardo Gomes (Nii Plange, 56) e Maazou. Treinador: Rui Vitória. 

LEIXÕES SC: Chastre, Oto'o, Nuno Silva, Materazzi, João Pedro, Anderson, Ruben Saldanha (Zé Pedro, 76), Cadinha, Moreira (Novais, 85), Rui Coentrão (Fábio Zola, 67), Mailó.Treinador: Pedro Correira. 

Ação disciplinar: cartão amarelo para André (45+1), Josué (54), Oto'o (57), Maazou (67), Barrientos (75), Chastre (81).

   

Os golos do jogo surgiram na segunda parte. André Santos foi infeliz, marcou na própria baliza e colocou o Leixões na frente. Mailo fez o segundo da equipa de Matosinhos aos 82' e o melhor que o Vitória conseguiu foi reduzir por Tomané no minuto seguinte. O Leixões segue em frente na Taça da Liga (2 – 4 no conjunto das duas mãos) e vai para a 3.ª fase da competição. A equipa de Pedro Correia foi muito inteligente na forma como geriu a vantagem que trazia do Estádio do Mar e acabou por vencer também em Guimarães, segurando-se bem perante a ofensiva do Vitória que não teve imaginação para saltar o muro leixonense e a boa organização defensiva dos visitantes.

   

PEDRO CORREIA Treinador do Leixões elogia a atitude da equipa, que venceu a eliminatória com o Vitória de Guimarães com um total de 4-2 

 O Leixões eliminou o Vitória de Guimarães da Taça da Liga, uma proeza que o treinador enaltece. "Todas as vitórias são especiais, ganhámos e isso é que interessa, passámos a eliminatória. Tínhamos uma estratégia, sabíamos que o Vitória ia tentar dar a volta por todos os meios depois da derrota na primeira mão, fomos muito competentes no plano defensivo e também no ofensivo porque aproveitámos as poucas oportunidades de que dispusemos", observou Pedro Correia. "Respeitámos o adversário, sabíamos quais as suas valias e a importância que podia ter o jogo para ele. Estou muito agradado com os meus jogadores, é isto que nós somos. Com 4-2 na eliminatória, é totalmente merecida esta passagem e é uma motivação extra dadas as oscilações que temos tido no campeonato. Há uma grande identificação dos adeptos com a equipa, neste clube há sempre uma exigência constante da massa adepta, mas que também dá muito de si", acrescentou.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC