RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 17 de fevereiro de 2013

PENALTI E EXPULSÃO DERROTA INFESTA

 
Relvado do "velhinho" Estádio Abel Alves Figueiredo, estava completamente degradado.
 
À semelhança de muitos jogos desta temporada, tudo voltou a correr mal ao Infesta. A expulsão de Dany por pretensa falta na grande área, perto do intervalo e o consequente golo, foram determinantes para o desfecho final de um jogo, em que a equipa do Infesta, com a derrota por 2-0, regressa à zona de despromoção.
 
Os primeiros minutos foram bem disputados por ambas as equipas, mas foi o Tirsense, a primeira a criar perigo logo aos 4 minutos por Queirós, que aparece pela direita solto de marcação e atira para excelente intervenção de Ricardo. A equipa da casa, fazendo valer o seu favoritismo, criava perigo sobretudo de bolas paradas, onde teve a seu favor, vários pontapés de canto consecutivos, mas a defensiva do Infesta, muito bem, ia resolvendo os lances. Aos 23 minutos, o primeiro lance de perigo para o Infesta, Vitinha II cruza da direita para a área e Bruninho, não acreditou que Vilaça falha-se a intercepção, deixou a bola tabelar na sua perna e saiu pela linha de fundo. Aos 34 minutos, contra-ataque do Tirsense, a bola pela esquerda, é cruzada para a área, Jonas corta o lance, a bola sobra para Rafinha que vê Rui André, desmarcado pela direita e este, completamente isolado, atira de primeira mas muito por cima da baliza. Perto do intervalo, veio o caso do jogo. Num lance confuso dentro da área do Infesta, Rafinha parece simular uma queda na área. O árbitro assinala grande penalidade, admoestando Dany com o segundo cartão amarelo, acabando expulso. Na grande penalidade, Pedro Tiba inaugura o marcador, terminando a primeira parte logo de seguida.
 
Na segunda parte, o Infesta, apesar de estar a jogar com dez elementos, entrou bem, mas a chuva que se foi abatendo sobre o relvado, acabou por prejudicar a equipa de José Manuel Ribeiro, que não conseguia criar lances de bola corrida. Já o Tirsense, habituado a jogar e treinar no seu recinto, conseguiu adaptar-se melhor, jogando um futebol mais directo de bola para a frente. Aos 54 minutos, num passe em profundidade de André Soares, Rui André ganha posição a Rui Jorge, ficando isolado, mas Ricardo, a fazer de libero e a cortar o lance para a linha lateral. Pouco depois, Bruninho consegue ganhar espaço para um remate, mas a bola saiu ao lado da baliza de Leonardo. Aos 63 minutos, canto para o Infesta, Bruninho cruza ao primeiro poste onde aparece Rui Jorge que cabeceia por cima da baliza da equipa da casa. Aos 66 minutos, nova grande penalidade para o Tirsense, o árbitro da partida entende que Bruno Pereira fez falta sobre André Soares, quando na verdade, ambos os jogadores foram à bola, pontapeando a mesma ao mesmo tempo. Na grande penalidade, o guarda-redes Ricardo adivinha o lado para onde Pedro Tiba atirou, defendendo a dois tempos. A 15 minutos do fim, o Infesta passa a jogar com nove unidades, pois Bruninho sai lesionado. O Tirsense, a jogar com mais dois elementos que o Infesta, chega ao segundo golo aos 77 minutos, por Pedro Tiba que a passe de André Soares, domina a bola com o peito e atira de primeira para o golo. Estava sentenciada a vitoria da equipa do Tirsense que poderia ter aumentado ainda mais a vantagem aos 80 minutos por Pedro Tiba que volta a falhar uma grande penalidade cometida sobre ele próprio por João Reis. Desta feita, o avançado da equipa da casa, atirou por cima. Até ao final, o resultado não mais se alterou.
Com esta derrota, o Infesta regressa à zona de despromoção, devido ao Joane ter vencido em casa o Padroense. O árbitro da partida, Sérgio Soares da A.F.Porto, esteve mal ao ajuizar a grande penalidade perto do intervalo, assim como a segunda penalidade aos 66 minutos.
 
 Na próxima jornada, o Infesta recebe o Varzim.
 
in FC INFESTA

DERROTA INJUSTA DO LAVRENSE EM CASA

Filipe Sousa, Silva, Tiago Pinto e Cardoso

Porto - 1ª Divisão Série 1 2012/13 | Jornada 22
 
Complexo Desportivo de Lavra.
Árbitro, Carlos Andrade
LAVRENSE 1 VALADARES 2
Ao intervalo, 0-1 resultado final 1-2
 
LAVRENSE: Telmo, Silva, João Jesus, Grilo , Tiago Pinto, Ricardo, Joel, Gonçalo , Couto, Cardoso , Nandinho jogaram ainda...Tiago Carvalho, Diego e Kaka. Treinador José Pacheco

A equipa Lavrense, recebeu a equipa do Valadares Gaia e, saiu derrotada por duas bolas a uma.

A primeira parte a equipa Lavrense dominou por completo o seu adversário, criando bastante perigo, inclusive desperdiçando excelentes oportunidades de abrir o marcador, mas revelou-se perdulária na finalização e, em cima do intervalo, os visitantes adiantaram-se no marcador, através de um lance de bola parada.

Na segunda parte, logo o reinicio do jogo, os visitantes fazem o 0-2, num remate que embateu num defensor Lavrense e traiu o guarda-redes Telmo. Com o resultado bastante desfavorável para as cores Lavrenses, a equipa tenta desenfreadamente a procura de reduzir a vantagem e, mas vê-se reduzida a dez, por expulsão do avançado ex Perafita, Nandinho, que após ter sofrido, uma falta grosseira, supostamente responde com agressão…, diz o árbitro. Mesmo assim os matosinhenses nunca se deram por derrotados e continuaram a desenvolver futebol atacante que lhe permitiu reduzir por Tiago Carvalho de cabeça na sequência de um pontapé de canto. 
 
Arbitragem fraca, em prejuízo da equipa Lavrense, principalmente na expulsão de Nandinho.

CUSTÓIAS VENCE E RENOVA AMBIÇÃO

AF Porto - 1ª Divisão Série 1 2012/13 | Jornada 22
 Estádio do Custóias FC
Árbitro- Nuno Lopes
CUSTÓIAS 2 AVINTES 0
Ao intervalo, 1-0, golos, Leo (40`) Medeiros (52`)
 
CUSTÓIAS: Luís, Danny, Leandro, Flávio e Léo; Renato (Fábio), Tozé e Medeiros; Alan, Ferrer (João Luís) e Santa Cruz. Treinador Mário Rui.

 AVINTES: Paulo Rocha, Filipe, Tiago Lopes, Fonseca e Prata (António); Telmo, Rafa, Teixeira (Serra) e Horácio (Ricardo), Artur (Octávio) e Beto (Daniel). Treinador Ricardo
 Aguardava-se com alguma espetativa a comportamento do agora renovado Custóias FC e , a equipa não defraudou as espetativas e venceu um adversário direto na competição.
 Com um terreno bastante encharcado (a bola não deslizava em perfeitas condições) facto que dificultou muito a tarefa dos jogadores, mesmo assim os custóienses protagonizaram uma excelente exibição nos primeiros 45`minutos da partida. Com os novos reforços em campo, (Tozé, Leandro e Ferrer), a turma da casa cedo partiu para cima do adversário em busca do golo, que poderia surgir por várias vezes. 7`minutos, Santa Cruz dá o mote com um remate rasteiro, perigoso que sai ligeiramente ao lado, 13`cruazamento do lado esquerdo de Alan, ao segundo poste que encontra Ferrer isolado, mas o avançado não conseguiu dominar, quando em boa posição de atirara ao golo. 15`Santa Cruz no coração da área, falha escandalosamente, 27`minutos, sequência de remates dentro da área do Avintes, que não dá golo por manifesta infelicidade. Aos 35`minutos, Ferrer que realizou uma boa partida, dispara forte e colocado, mas Paulo Rocha faz a defesa da tarde. Ao minuto 40` chegou o golo que a equipa fez por merecer, mas desta forma, com alguma sorte. Léo de livre remata, com a bola a embater num defensor do Avintes a trair o seu guarda-redes, anichando-se nas redes. Chega o intervalo com os custóienses a vencerem a partida por números que não correspondem ao caudal ofensivo dos verdes negros de Custóias
 Na segunda metade e praticamente a abrir o Custóias chega ao segundo golo por intermédio do capitão Medeiros (esteve enorme nesta partida). Golo que tranquilizou as hostes custóienses que controlaram o resultado e o adversário, que se revelou impotente para levar melhor resultado para casa. Nos minutos finais do encontro e depois de a equipa da casa desperdiçar o terceiro golo, Medeiros em boa posição, não conseguiu dar melhor rumo á esférico, os visitantes reduzem, iam decorridos 45+1`minutos, primeiro dos quatro dados pelo árbitro.
 Vitória justa, que peca por escasso, numa partida bem disputada, em que a equipa do Custóias saiu com a esperança renovada  

AUGUSTO MATA JÁ NÃO É TREINADOR DO PADROENSE


Comunicado da Direção do Padroense F.C.
Compreendendo o momento difícil porque passa a equipa de Futebol Sénior e depois de uma longa conversa com o Presidente da Direção, o Sr. Augusto Mata, colocou o seu lugar à disposição, deixando, a partir de hoje de ser o treinador do Padroense F.C..
Esta decisão, sempre difícil, fica a dever-se ao excelente clima de respeito mútuo, que sempre existiu, e à vontade de tudo ser feito, no sentido de se tentar inverter a difícil situação que se vive.
Nesta hora e independentemente de outras iniciativas que possam ser tomadas no futuro, a Direção do nosso Clube, entende tornar público aquilo que o Presidente da Direção já fez pessoalmente e que é manifestar ao Sr. Augusto Mata a nossa profunda, sincera e sentida gratidão por tudo o que fez por nós e pelos momentos inolvidáveis que nos ajudou a viver.
Vamos, obviamente, tudo tentar, para inverter a situação desportiva, ao nível da equipa de Futebol Sénior e para isso contamos necessariamente com o apoio e fervor dos nossos sócios, adeptos e simpatizantes.
 A Direção

RESULTADOS DE 16/17 DE FEVEREIRO 2012


 
Equipas de Matosinhos

 
SP. BRAGA B 1 LEIXÕES 0

 
JOANE 2 PADROENSE 1
TIRSENSE 2 INFESTA 0

 
LEÇA 2 PEDRAS RUBRAS 0

 
OLIVEIRA DO DOURO 1 PERAFITA 1

 
LEVERENSE 1 SC HORA 2
CUSTÓIAS 2 AVINTES 1
LAVRENSE 1 VALADARES 1
GULPILHARES 5 LEÇA DO BALIO 0

 
OS LUSITANOS 4 S. ROMÃO 0
ALDEIA NOVA 5 MELRES 2

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC