RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

quinta-feira, 16 de abril de 2020

SAMUEL TELES REVELA QUE VITÓRIA MAIS SABOROSA DA ÉPOCA FOI NA TROFA

O médio do Leça Samuel Teles revelou que a vitória mais saborosa da época foi frente ao Trofense, num encontro que terminou com o triunfo dos matosinhenses por 3-2, no Instagram oficial do clube.

Samuel Teles menciona que quem perde mais vezes nos treinos é o guarda-redes brasileiro Gustavo Galil. 

O médio referiu que chama na brincadeira ao defesa lateral Joel Mateus "anão".

"A alcunha que mais gosto de chamar a um colega é anão ao Joel Mateus devido à altura mas o homem enche o campo", descreve.

Samuel Teles realizou 25 jogos e apontou um golo.


Fonte da Foto: Leça FC


Diogo Bernardino

"QUANDO VOLTARMOS A PRIMEIRA QUESTÃO É VERMOS A REALIDADE COMPETITIVA"

O treinador do Leixões Manuel Cajuda frisou que quando os clubes voltarem aos treinos "a primeira questão é vermos a realidade competitiva" e que regresso à competição tem de ser num "sistema progressivo", ao Metodologia TOCOF.

“Tenho que idealizar o regresso das competições, que não sabemos quando vai acontecer. Quando voltarmos, a primeira questão é vermos a realidade competitiva e recuperarmos os jogadores. Mas há um dado seguro, iremos voltar num sistema progressivo, com um controlo que não estaríamos habituados”, comentou.

O treinador revela que não gosta de ver os jogos do futebol português devido ao facto das equipas jogarem num "bloco baixo".

“Depende dos jogos que eu vejo. Por exemplo, eu gosto de ver o Liverpool, mas não gosto de ver os jogos do futebol português. As equipas jogam em bloco baixo… Isso é jogar com dois autocarros à frente da baliza. Gosto que as minhas equipas joguem um futebol equilibrado”, garantiu.

Manuel Cajuda descreve que quem devem ganhar as oportunidades em campo são os jogadores e não os treinadores a darem a "oportunidade a alguém". 

“Eu não estou aqui para dar oportunidades a alguém. Se der uma oportunidade a alguém, o mérito passa a ser do treinador e não do jogador. Os jogadores têm que ganhar essas oportunidades e as mesmas ganham-se com aplicação nos treinos, com espírito de sacrifício”, salientou.

Manuel Cajuda é treinador do Leixões, desde o final de janeiro deste ano, tendo realizado seis jogos ao comando da equipa do Mar esta temporada.


Fonte da Foto: Leixões SAD


Diogo Bernardino

"NÃO SABEMOS O FUTURO E OS APOIOS DAS EMPRESAS ESTÃO A ESCASSEAR"

O diretor desportivo do Leça José Rebelo revela que "os apoios das empresas estão a escassear", em declarações ao Record.

"Não nego que se trata de uma medida que vem aliviar as finanças dos clubes e tem um risco baixo, mas tem risco. Não sabemos o futuro e os apoios das empresas estão claramente a escassear", revelou José Rebelo, diretor desportivo do Leça.

O Leça tem a possibilidade de regressar à competição, caso o play-off para a II Liga seja realizado com 16 equipas. 


Fonte da Foto: Leça FC


Diogo Bernardino

JOGOS DO CAMPEONATO COMO NO ESTÁDIO DO MAR PODEM TER LIMITE DE 150 ESPETADORES

Os jogos dos campeonatos profissionais como os realizados pelo Leixões no Estádio do Mar podem vir a ser realizados com um limite máximo de 150 espetadores para o final desta temporada, apurou a RTP.

As partidas terão a seguinte lotação com a presença de 60 adeptos para a equipa da casa, 45 para os visitantes. Os restantes são para os técnicos de transmissão da televisão e de ativação de produto. 

Em cima da mesa há a possibilidade de ser vedada a entrada à comunicação social.

O material de proteção individual e os testes para a COVID-19 vão ser uma realidade nos clubes, sendo que o organismo está apenas à espera do orçamento para a compra de zaragatoas, luvas, máscaras e gel desinfetante.

A Liga Portugal tem em cima da mesa a possibilidade de contratar em exclusivo alguns laboratórios para em tempo útil se saberem os resultados dos testes aos jogadores, equipa técnica e staff.

Tudo isto pode vir a ser uma realidade, caso os clubes assim o entendem em primeiro lugar e se o Governo e a DGS aceitarem como forma de aliviar os clubes com algum dinheiro que possam vir a receber de bilheteira.

De recordar que o Governo e o Presidente da República revelaram que o estado de emergência pode terminar a 02 de maio.

O tema foi debatido nesta quarta-feira numa videoconferência entre os clubes e a Liga.


Fonte da Foto: Leixões SC


Diogo Bernardino

LIGA REVELA QUE PODE HAVER REGRESSO DA COMPETIÇÃO À PORTA FECHADA

A Liga Portugal revela que pode haver o regresso das competições profissionais à porta fechada, o que inclui o Leixões na Segunda Liga, revelou a Liga em comunicado.

"A ordem de trabalhos passou pela definição de linhas gerais, de forma uníssona, de um conjunto de medidas com a finalidade de se minimizarem as perdas de receitas. Neste âmbito foi abordado o tema dos direitos televisivos e da compensação de patrocinadores e parceiros, bem como o tipo de operações de Marketing que estão inerentes a uma possível continuidade das competições à porta fechada", descreveu.

Susana Rodas, a diretora executiva do Marketing da Liga Portugal deixa claro que houve "alinhamento estratégico em questões críticas nas áreas comerciais e de marketing".

A Liga Portugal tem um plano de ação que consiste no regresso dos treinos e jogos em maio à porta fechada, conforme realçou o presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa que há a possibilidade de recolocar o comércio em ativo nesse mês com as devidas precauções.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

"NÃO SEI SE VAMOS TER DE DAR UM PASSO PARA ATRÁS OU DOIS PARA A FRENTE"

Álvaro Guimarães, um dos administradores da comissão administrativa do Infesta, revelou que "não sei se vamos ter de dar um passo para atrás ou dois para a frente", que em "breve" vão haver novidades, revelou ao facebook.

"Posso afirmar que com esta direção da câmara, que a doutora Luísa Salgueiro vai arranjar uma solução para breve. Não sei se vamos ter de dar um passo para atrás ou dois para a frente. Na época seguinte a presidente da câmara vai nos proporcionar espaços dignos para os nossos atletas de futebol", descreveu.

"Admito que para breve iremos ter novidades e o Infesta vai sair bem desta situação", mencionou.

Álvaro Guimarães refere que as negociações "não tem sido fáceis de resolver".

"Tenho estado em reuniões com a presidente da câmara, em conjunto com o Jorge Amaro e o Rui Pedro e com a Matosinhos Sport. As coisas não tem sido fáceis de resolver. Tem havido sempre 'pro quos' que imperam por isto ou por aquilo", apontou.

O Infesta tem de encontrar uma solução para que ainda este ano possa ter um campo onde praticar o futebol sénior e de formação para a época 2020/2021.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC