RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

TIAGO OLIVEIRA (guarda-redes ex FC Foz) ESTÁ LIVRE


Tiago Oliveira, guarda-redes matosinhense de 20 anos, Pé preferencial Direito, Altura 187 cm Peso 75 kg, desvinculou-se do FC Foz, e está receptivo a continuar a sua promissora carreira noutro clube. 

Tiago Oliveira, teve a sua formação de guarda-redes, dividida entre o FC Pedras Rubras e Leça FC. Em Leça da Palmeira, chegou a ser feliz a quando da passagem dos técnicos leceiros,  Armindo Machado e Srdjan Slagalo, Tiago foi decisivo na luta pela permanência do clube leceiro na III Divisão, ainda como júnior, defendendo as suas redes com mestria. Na época passada serviu o SCS Senhora da Hora, por empréstimo leceiro, e sob o comando do mister Joca, foi titular indiscutível, facto que lhe valeu um convite do FC Foz.

AUGUSTO PATRONILHO NA GUINÉ CONACRI


 Após o jogo do Padroense frente ao Oliveira do Douro, Augusto PATRONILHO, técnico dos guarda-redes do clube do Padrão da Légua, chegou a acordo com o presidente Germano Pinho, para a sua desvinculação, motivo bastante forte e que não podia recusar, pois tinha em mãos um convite para treinar os guarda-redes de um clube (C.I.KAMSAR) da 1ª Divisão de futebol da Guiné Conacri.

Augusto Patronilho. “ Eu pedi ao presidente que me dispensa-se, ao que ele acedeu e eu fico agradecido por isso” 

 Mitch. Muito particularmente, desejo ao técnico muita sorte nesta nova etapa da sua carreira futebolista, e dizer-lhe que fico a torcer para que alcance muitos êxitos desportivos, enviando-lhe um abraço amigo….TAMOS JUNTOS PATRONILHO

SE A JOGAR COM DEZ FOI ASSIM... QUE VENHAM OS CANARINHOS (ESTORIL)

4ª ELIMINATÓRIA DA TAÇA DE PORTUGAL 
Jogo no Estádio Santos Pinto, na Covilhã.
 Árbitro: Manuel Mota (Braga). 
Sp. Covilhã - Leixões, 1-2
Ao intervalo: 1-0 Marcadores: 0-1, Cadinha, 10 minutos. 0-2, Mailo, 35. 1-2, Tiago Martins, 36. Diaciplina: Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para Anderson (30). 

 Sporting da Covilhã: Igor, Tiago Lopes, Rocha, Edgar, Alex Kakuba, Massaia (Samuel, 65), Gilberto, Carlos Manuel (Paulico, 79), Tiago Martins, Gui, Forbes.Treinador: Francisco Chaló. 

 Leixões: Chastre, Oto'o, Nuno Silva, Zé Pedro, João Pedro, Anderson, Ruben Saldanha, Cadinha (Tiago Lenho, 53), Rui Coentrão (Materazzi, 31), Mailo, Moreira (Novais, 84). Treinador: Pedro Correia


O velhinho Estádio Municipal José Santos Pinto, na Covilhã, recebeu o encontro da prova rainha e, face ao último encontro, apenas três alterações no onze inicial: entradas de Chastre, Nuno Silva e Moreira. E foi a equipa da casa que começou melhor tendo aos 2 minutos de jogo já tido duas oportunidades de golo na sequência de cantos. Depois de um melhor início da formação do SC Covilhã, o Leixões SC, na primeira investida na frente de ataque, colocou a formação vinda diretamente de Matosinhos em vantagem. Na sequência de um canto, Cadinha colocou os pupilos mais próximos da próxima eliminatória da Taça de Portugal. O Covilhã respondeu logo depois com um remate de Tiago Lopes quando estavam decorridos 14’. O Leixões viria a embater por duas vezes no guardião da casa. Aos 20’, por Cadinha, e aos 22’ por Mailo, Igor Araújo evitou por duas vezes o golo leixonense que ampliaria a vantagem. Depois de momentos de grande confusão no meio campo, Anderson foi expulso depois de ter visto por duas vezes o cartão amarelo, mas mesmo reduzido a 10 unidades, a equipa leixonense ampliou a vantagem por Mailo aos 35’ através de um potente remate em que ficam culpas para o guardião dos serranos. No minuto a seguir foi a vez do Covilhã apontar um golo reduzindo a vantagem. Aproveitando um cruzamento, Tiago Martins fez o 1-2 apesar de Chastre se esticar para tentar manter as redes invioláveis.

Até intervalo pouco mais houve a registar a não ser, em cima do intervalo, ter ficado uma grande penalidade na área da equipa da casa por assinalar com o técnico leixonense a protestar numa possível mão na bola. A vencer –e com jogo já no próximo domingo -, na segunda metade, o Leixões abrandou o ritmo o que fez com que as melhores oportunidades pertencessem à formação dos Leões da Serra. O Covilhã viria mesmo a enviar uma bola à barra da baliza defendida por Chastre (67’). Sempre que possível o Leixões tentava ampliar a vantagem (exemplo disso foi o remate de Tiago Lenho aos 80’ ainda que por cima da baliza) mas o resultado construído na primeira metade resistiu até ao final dos 90 minutos. 

 A prova rainha do futebol português regressa no próximo dia 5 de janeiro, com a receção ao Estoril Praia da Liga Zon Sagres na 5.ª eliminatória da Taça de Portugal Já o campeonato da Liga2 Cabovisão, esse regressa no domingo com nova deslocação, desta vez, ao terreno do Tondela para a 19.ª jornada. 

 BLOG LEIXÕES

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC