RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

ARMANDO MESQUITA FIXEM ESTE NOME

ESTARÁ PARA BREVE O REGRESSO DO GUERREIRO? 

Mitchfoot sabe que o melhor jogador do ano do futebol de Matosinhos, tem tido um recuperação simplesmente notável o que sem duvida enche os nossos corações de alegria ( o meu particularmente) como sabem ele é vitima de cancro nos intestinos. 
Armando Mesquita regressou esta segunda feira ao relvado participando com limitações no apronto agendado da equipa do Padroense. Tudo se confirma para que o Cancro seja derrotado e consequentemente aplaudir esta vitória de um ser humano maravilhoso.

PADROENSE REFORÇA-SE COM UM EX CAMPEÃO EUROPEU

Toninho, médio, jogava no FC Perafita é a partir de hoje reforço do Padroense 

O campeão europeu de sub 16 (2000) deu nas vistas no Caldas, onde os "dragões" o foram recrutar. Porém, apesar de ter sido internacional em vários escalões, nunca dispôs de uma oportunidade para mostrar o seu valor no plantel principal do clube portista. Construiu carreira em clubes das zonas do Porto e Aveiro, como Sanjoanense, Pampilhosa, Aliados de Lordelo, Cesarense, Grijó e Perafita FC, que representava há duas épocas.

LEÇA DESPACHA PERAFITA DE FORMA FÁCIL


Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira 
1ª Jornada da fase de grupos (grupo II) Taça Brali AFP 
Árbitro João Pereira 
LEÇA FC 3 PERAFITA 0 
Ao intervalo, 2-0, Marcadores, Fábio Loureiro (6`) Pedras (14`) Marcelo (76`). 

LEÇA FC: Diogo Mochilas, Alex, Mika (Touré 84`), Bruno Freitas (Evandro 84`), Jair, Fábio Loureiro (Cheta 57`), Jota (Marcelo 57`), Meneses, João Paulo Noura, Pedras (Pedrinho 84`) Mesquita. Treinador Nuno Costa. 

PERAFITA: Luís Mata, Tiga, Nuno Sérgio, Tiago Silva (Murdock 67`), André Rocha, Couto, Tiago Coutinho, Marco Fafiães, Ricardinho, Mesquita (Vinagre 46`), João Paulo (Vieira 57`). Treinador Paulo Gentil. 

A equipa do Leça, recebeu o seu vizinho com ganas de o despachar rapidamente. 
 Para primeiro jogo oficial da época para ambas as equipas, até que se assistiu a um jogo já com um ritmo bastante aceitável para o início das competições.
 Ambos os conjuntos apresentaram-se com grades alterações em relação à época passada, mas foi o Leça quem mais demonstrou outro andamento e com os sectores melhor entrosados, fruto de tudo isto, à passagem do primeiro quarto de hora, já os anfitriões venciam o jogo com dois golos sem resposta, fazendo jus à sua melhor disciplina táctica e melhor entrosamento. 
Com superiodade sobre o seu adversário em quase todos os capítulos do jogo, o terceiro golo apareceu com naturalidade sendo que antes mesmo a turma leceira ameaçou a baliza de Luís Mata, tendo mesmo enviado uma bola as ferros do guardião perafitense. 
Em suma uma vitória natural frente a um adversário que parece ter muito caminho ainda por percorrer para se apresentar nas melhores condições (recorde-se que o Perafita ainda a uma semana a trás foi goleado 0-5, em casa frente ao FC Pedras Rubras na final do torneio António Santana).

LEIXÕES PERDE COM TREMENDA INJUSTIÇA

 
Estádio do Mar, em Matosinhos. 
2ª Jornada da Segunda Liga 
Árbitro: Gonçalo Martins (Vila Real). 
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Djikiné (59), Lucas (83), Max (90+1). 
LEIXÕES 0 ATLÉTICO 1 
Ao intervalo: 0-0, marcador, Palácios (85`) 

LEIXÕES: Ricardo Moura, Gonçalo Graça, Pedro Pinto, Diogo Nunes, Max, Rui André, Rui Cardoso, Alemão (Rateira, 83), Miguel Ângelo (Guo Yi, 66), Pedras (Ricardo Barros, 75) e Bruno Lamas. Treinador: Manuel Monteiro. 

ATLÉTICO: Meira, Duarte Machado, Lucas Rocha, Pierre, Maurício, Jorge Ribeiro, Djikiné, Hélio (Diogo Pires, 74), Palácios, Vouho (Lopez, 84) e Stehb (Quinaz, 60). Treinador: Jorge Andrade. Incrível. 

Num jogo em que só o Leixões quis vencer, foi o Atlético quem levou os três pontos para casa, numa daquelas injustiças em que o futebol é fértil. O Leixões perdeu, pela primeira vez esta época, mas nunca baixou os braços e foi quem mais fez pelos pontos, perante um adversário que criou uma única ocasião de golo, na sequência de um erro Leixonense e que se preocupou única e exclusivamente em queimar tempo para levar o nulo até aos 90'. 

 De realçar a forma aguerrida com que os jogadores leixonenses se bateram, sempre com a iniciativa do jogo e com os olhos postos na baliza contrária. 
No primeiro tempo, oportunidades de golo não faltaram, nomeadamente duas bolas no ferro (Gonçalo Graça, aos 8’, e Miguel Ângelo, aos 23’) e com um livre direto de Pedras que o guarda-redes desviou a custo por cima da barra (28’).
 A história do encontro manteve-se após o intervalo, com o Leixões instalado no meio-campo contrário, a ganhar cantos em cima de cantos mas sem conseguir empurrar a bola para dentro da rede contrária, colocando justiça no marcador. Como se o empate já não fosse suficientemente castigador, a cinco minutos do final confirmou-se a máxima futebolística de que quem não marca arrisca-se a sofrer e o Atlético, aproveitando um lapso Leixonense a meio-campo, lá conseguiu o golo que definiu o resultado, por Palacios, que surgiu isolado na cara de Ricardo Moura. Já nos descontos, Rui Cardoso teve nos pés uma ocasião de amenizar o prejuízo, mas o remate frontal do 28 do Mar não passou dos punhos de Meira e o jogo terminou pouco depois. 

Conferência de Imprensa 

Manuel Monteiro "Jogo de sentido único, com o Atlético a fazer antijogo desde os primeiros minutos, algo que, em tantos anos de futebol, nunca vi uma equipa fazer. A única equipa que merecia a vitória era o Leixões, porque fomos claramente melhores do que o adversário. Tivemos duas bolas na barra e mais algumas oportunidades, pelo que é um resultado tremendamente injusto para aquilo que fizemos. O Atlético não fez um ataque e apenas num erro nosso chegou lá para fazer um golo Não tivemos sorte, mas vamos procurá-la já no próximo jogo. Estamos tristes pelo resultado, mas não pela aplicação e pela atitude que os jogadores tiveram em campo." 

 Jorge Andrade "Na primeira parte, o Leixões criou-nos muitas dificuldades. Na segunda parte conseguimos desequilibrar a partir da bravura dos nossos jogadores e de rápidas transições. Conseguimos vencer com todo o mérito. Os meus jogadores estão de parabéns. Com esta atitude vamos atingir os nossos objetivos."

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC