RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 19 de abril de 2020

EXCLUSIVO: ALDEIA NOVA REALIZA TREINOS EM VIDEO CHAMADA DUAS VEZES POR SEMANA

O Aldeia Nova já começa a preparar a próxima época, depois da decisão da AF Porto, com os treinos dos jogadores a serem realizados duas vezes por semana com o preparador físico do clube, soube o Mitchfoot.

"Treinos temos tido em casa, em video chamada, treinamos 2 vezes por semana", descreveu.

O Aldeia Nova deve regressar aos relvados a partir de julho.


Fonte da Foto: Aldeia Nova


Diogo Bernardino

BRUNO COSTA RENOVA CONTRATO POR MAIS UMA TEMPORADA

Bruno Costa mantém-se no Infesta como o seu treinador por mais uma temporada, revelou o clube no facebook e site oficial.

"Após convite formulado pela Comissão Administrativa do F. C. de Infesta, Bruno Costa aceitou prontamente continuar como treinador principal da equipa sénior de futebol do nosso Clube, na próxima época desportiva", mencionou.

O treinador tem a partir de agora tempo para preparar a próxima época, desde o seu lote de adjuntos e a constituição do plantel.

"A partir de agora, renovado o vínculo, o técnico encarregar-se-á de reunir o seu lote de adjuntos, bem como de programar a constituição do plantel, pelo que, a seu tempo, serão dadas as informações correspondentes", descreveu.

A equipa vai competir no Campeonato da Divisão de Elite – Pró Nacional, com o Candal a subir de divisão.

Na época passada chegou ao Infesta em novembro e realizou 16 jogos ao leme dos infetistas.


Fonte da Foto: FC Infesta


Diogo Bernardino

EXCLUSIVO: "VAMOS TER NOVIDADES EM 2020"

O administrador da Matosinhos Sport, Vasco Pinho, salientou que para a situação do recinto para o Infesta "vamos ter novidades em 2020", em exclusivo ao Mitchfoot.

"Vamos ter novidades em 2020 mas não cabe me a mim anunciar, cabe à senhora presidente. O que posso dizer é que estamos a trabalhar afincadamente para encontrar uma solução que permita dar qualidade na formação", descreveu.

"A nossa prioridade vai ser vocacionar um espaço destinado a jovens, temos tido um conjunto de conversações com a direção do Infesta. Estamos em sintonia total para encontrar a solução a curto prazo. Foram feitas visitas técnicas na quinta-feira a propósito desta solução. Esta semana falei várias vezes ao telefone com o Jorge Amaro. Temos mais do que uma hipótese em cima da mesa", mencionou.

O Infesta vai sair do estádio da Arroteia 10 anos depois.


Fonte da Foto: FC Infesta


Diogo Bernardino

"COM TODA A CERTEZA A JOGAR EM CAMPO ÍAMOS NOS SAFAR"

O defesa do Infesta André Ribeiro, salientou que se o campeonato continuasse "com toda a certeza a jogar em campo íamos nos safar", em declarações ao Facebook pessoal.

"Estava à espera que conseguissimos dar uma resposta melhor mais cedo do que prevíamos, mas a equipa estava mais madura de há uns jogos para cá. Estava mais acostumada á divisão. Com toda a certeza a jogar lá dentro do campo íamos nos safar", descreveu.

O capitão do clube refere que a situação atual do clube "preocupa-me muito mais por causa do campo".

"A situação atual do clube preocupa-me muito mais por causa do campo. Queria garantir a manutenção na Arroteia, mas na questão do futuro tendo em conta o vírus isto vai ficar para segundo plano mas tenho a convicção de que as pessoas vão fazer de tudo para que o clube não caia e que merece muito respeito e que vão arranjar uma solução para nós", referiu.

O defesa realçou que apesar de ter tido ao longo da carreira propostas da I e II Liga, "sempre tive uma forte ligação ao clube".

"Sempre tive uma forte ligação ao clube por causa da vertente familiar e desde muito cedo comecei a ver os séniores e gostava do que via. Tive várias propostas, um para a Primeira e outro para a Segunda Liga, sei que houve o interesse, aos 23/24 anos. Na formação tive o Salgueiros, o Maia, o Rio Ave, o Vitória de Guimarães e o Benfica, mas era muito difícil de desligar-me do clube. Não me arrependo de qualquer decisão que tenha feito neste clube", apontou.

"O Infesta ajudou-me muito na infância e na adolescência e sempre me ajudaram a ser melhor pessoa", mencionou.

André Ribeiro mencionou que o treinador José Manuel marcou lhe "por me ter apostado em mim" e o que lhe marcou na carreira "foi o Jorginho que me deu confiança para ser o jogador que sou".

Ao serviço do Infesta nesta época realizou 23 jogos e apontou um golo.


Fonte da Foto: FC Infesta


Diogo Bernardino

"NÃO FOI A ÉPOCA QUE DESEJAVA MAS EM QUE SE RETIRA MUITAS APRENDIZAGENS"

O médio do Padroense Nuno Estebaínha salientou que a época 19/20 "não foi a época que desejava mas em que se retira muitas aprendizagens", em declarações no Facebook pessoal. 

"Época finalizada mais cedo do que o previsto e pelos piores motivos. Não foi, nem a nível individual nem coletivo, a época que desejava, mas foi com certeza mais uma época em que se retira muitas aprendizagens importantes para a minha evolução", descreveu.

"Agradecer a toda a equipa, equipa técnica, fisioterapeuta, funcionários, diretor, presidente e restante corpo do Padroense FC por todo o apoio e confiança depositada em mim. Agradecer também ao Pedro Lourenço e ao Paulo Olival, pela ajuda no trabalho complementar. E, por fim, mas sem dúvida o mais importante, agradecer aos meus pais que me acompanham para todo o lado e são o maior suporte para que consiga conciliar a vida de atleta com a minha formação académica", mencionou.

Nuno Estebaínha realizou esta temporada pelo Padroense 23 jogos e apontou um golo.


Fonte da Foto: Padroense FC


Diogo Bernardino

"ORGULHOSO NUM GRUPO QUE EVOLUIU MUITO CONTRA ADVERSIDADES"

O jogador do Gatões Ricardo Santos salientou que está "orgulhoso num grupo que evoluiu muito contra adversidades", em declarações no Facebook.

"Assim termina a época infelizmente. Orgulhoso em ter feito parte deste grupo fantástico que durante vários meses cresceu e evoluiu muito mesmo contra todas as adversidades de andar a treinar em campos emprestados e com treinos a começar ás 22 horas", revelou.

"Mesmo assim conseguimos ficar a meio da tabela no ano zero, no ano de regresso ao futebol distrital passados 10 anos", mencionou.

A nível individual Ricardo Santos ajudou a equipa com sete golos.


Fonte da Foto: Ricardo Santos


Diogo Bernardino

"TIVEMOS COMO EQUIPA UMA EVOLUÇÃO ENORME QUE ME DEIXA ORGULHOSO"

O médio João Oliveira revela que a equipa do Gatões teve ao longo do campeonato "uma evolução enorme", apesar das adversidades, em declarações no Facebook.

"Quanto a época em si, sinto um enorme orgulho naquilo que fizemos em jogar ao lado de grandes homens e naquilo que fomos, apesar de tantas adversidades, de treinos às 22 horas, etc etc etc, mostramos aquilo que somos capazes, tivemos como equipa uma evolução enorme que me deixa muito orgulhoso!", mencionou.

"A nível individual não me posso queixar daquilo que eu fiz, sabem que deixo tudo em campo, em qualquer um, e dou tudo por quem corre a meu lado! E pelo clube da terra se for preciso suar sangue, que seja!", descreveu.

João Oliveira chegou ao Gatões proveniente do Pasteleira em 2016/17.


Fonte da Foto: João Oliveira


Diogo Bernardino

"UMA ÉPOCA DE MUITO APRENDIZADO"

O médio centro brasileiro Leandro do Perafita revelou que esta época foi "de muito aprendizado", em declarações ao Facebook.

"Época 2019/2020 que se encerra de forma prematura mas por um bom motivo que todos entendemos. Só agradecer a Deus por tudo. Uma época de muito aprendizado e que com certeza pude evoluir apesar de tudo", mencionou. 

"Às vezes é preciso dar um passo para trás para dar dois para frente. Pensamento positivo sempre e muita fé para que tudo isso acabe o mais rápido possível e que volte tudo ao normal.Tudo passa. Grandes coisas estão por vir", descreveu.

Leandro chegou ao Perafita na época 19/20 proveniente do Lousada.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

"TERMINAMOS COM SENTIMENTO AMARGO POIS RECONHECEM QUE SERÍAMOS UMA DOR DE CABEÇA"

O avançado Zé Paulo do Aldeia Nova salienta que a equipa terminou o campeonato "com sentimento amargo pois reconhecem que seríamos uma dor de cabeça", cumprindo "o principal objetivo", em declarações no seu Facebook.

"Agora a nível desportivo cumprimos o principal objetivo que era fazer uma época tranquila, melhor que na época passada, mas na qual nós grupo tínhamos noção que poderíamos surpreender qualquer adversário. Fizemos um percurso fantástico na taça AF Porto, perdendo na 4.ª eliminatória nas grandes penalidades na casa de um adversário da divisão de elite (Lixa). No campeonato terminamos na 8.° posição, mas com um sentimento amargo pois todos reconhecem que seríamos uma dor de cabeça para as equipas que lutavam pela subida", descreveu.

"E de uma forma conturbada chega ao fim a época 19/20. Ninguém nos seus piores pensamentos poderia imaginar que passaríamos por algo deste género, mas também poderá no futuro servir para nós aprendermos a dar valor a coisas que julgávamos supérfluas", mencionou.

Paulo Duarte realça que a nível pessoal foi uma época "estranha" devido a uma lesão durante um mês.

"A nível pessoal uma época na qual mais uma vez fui feliz a fazer aquilo que mais gosto, um pouco estranha porque tive uma lesão grave que me impossibilitou de participar na competição durante 1 mês, e depois regressar com algumas dificuldades físicas para ajudar os meus companheiros na nossa luta", explicou. 

Foi uma excelente época em que participou em 23 jogos oficiais com 15 golos, contando com 1 expulsão. 


Fonte da Foto: Aldeia Nova


Diogo Bernardino

"ESTA ÉPOCA PARA MIM FOI MUITO ESPECIAL DEPOIS DE 4 ANOS DESLIGADO DOS RELVADOS"

O guarda-redes João Pereira revelou que "esta época para mim foi muito especial depois de 4 anos desligado dos relvados", em declarações no Facebook.

"E com isto tudo damos por terminado a época futebolística 19/20. Uma época que para mim foi muito especial. Depois de 4 anos desligado dos relvados graças ao convite do João Pedro Rosas e do João Diogo Rosas voltei a fazer aquilo que eu amo. Pensei que ia ser difícil, pois a minha posição é complicada. Durante estes 4 anos fiquei mais pesado com menos reflexos e menos elasticidade. Pois isso tudo dificultava a minha forma dentro da baliza", mencionou.

João Pereira afirma que o Aldeia Nova "é um clube que me apaixonei, um clube que me deu muita felicidade".

"Com algum esforço meu consegui! Graças a este grande clube Grupo Desportivo Aldeia Nova, um clube que me apaixonei, um clube que me deu muita felicidade, um clube que vai ficar sempre no meu coração. Obrigado a todos os meus colegas de equipa por me apoiarem sempre em todos os meus bons e maus momentos. Obrigado aos meus capitães Paulo Duarte e Simão Soares sempre a darem-me bons conselhos. Obrigado a toda a equipa técnica e a toda a direção do Aldeia Nova", referiu.

João Pereira espera continuar para a próxima época no clube. 

"Espero para a próxima época voltar mais forte e continuar ajudar este grande clube Grupo Desportivo Aldeia Nova", apontou.

João Pereira chegou ao Aldeia Nova esta época e realizou 11 jogos.


Fonte da Foto: Aldeia Nova


Diogo Bernardino

ZÉ D' ANGOLA REVELA QUE VAI JOGAR MAIS UMA TEMPORADA

O médio angolano de 34 anos do Custóias Zé D Angola revelou que vai jogar mais uma temporada, em declarações no seu Facebook oficial.

"Mais uma época que chega ao fim, visto ser o melhor para todos. Como um dos capitães queria agradecer publicamente a todos o esforço e dedicação em prol do Clube", mencionou.

"Fica o sentimento que estávamos no caminho certo. Agora é descansar e preparar a próxima época. Em relação ao velhinho ainda vai dar para mais um ano a meter nojo", relatou.

Zé D'Angola está há três temporadas no Custóias onde nesta temporada em 22 jogos apontou dois golos.


Fonte da Foto: Custóias FC


Diogo Bernardino

"NÃO CONTAVA COMPETIR MUITO MAS FELIZMENTE FOI BEM DIFERENTE DO QUE CONTAVA"

O médio Pedro Rosas que representou o Aldeia Nova revelou que passado três anos que esteve parado "não contava competir muito mas felizmente foi bem diferente do que contava", revelou no Facebook pessoal. 

"Chegou ao fim mais uma época a servir as cores deste enormíssimo clube, GD Aldeia Nova. Desde já agradecer a todo o staff técnico, direção e sócios por nunca nos ter faltado nada e por nos proporcionarem as melhores condições materiais de sempre. A nível pessoal, agradecer especialmente aos meus treinadores pois como vim de uma fase em que tive 3 anos parado, não contava competir muito mas felizmente foi bem diferente do que eu contava e a isso fico eternamente grato", descreveu.

O médio explicou que esta foi uma época "um bocado inglória" e com uma prestação no campeonato "que bem dentro de nós ambicionávamos". 

"Uma época um bocado inglória, pois fizemos uma prestação brilhante na taça e no campeonato não foi de todo o resultado que, bem dentro de nós, ambicionávamos. Agradecer também a todos os meus colegas de equipa, pelo incrível balneário e grupo que tivemos este ano em especial a um dos meus irmãos João Diogo Rosas porque para além de ser o meu maior pilar, foi uma ajuda crucial no meu sucesso desportivo a nível pessoal", apontou.

Pedro Rosas esclareceu que para o ano "tudo faremos" para conseguir os objetivos dentro de campo. 

"Resta a promessa de que para o ano tudo faremos para que todos os que lutam e gostam do GD Aldeia Nova possam no final da temporada, festejar todos juntos. A todos um muito obrigado. Venha a próxima", afirmou.

Pedro Rosas realizou 24 jogos esta temporada com a camisola do Aldeia Nova.


Fonte da Foto: GD Aldeia Nova


Diogo Bernardino

CLUBES MATOSINHENSES SÓ SABEM SE ESTÁDIOS PODEM TER PÚBLICO EM JULHO

Os clubes de futebol, o que inclui os matosinhenses só sabem se os seus estádios podem ter público em julho, pois os epidemiologistas consideram que os estádios cheios pode ser uma realidade em outubro de 2021, relatou o JN.

"Estádios cheios?. Para já, isso é completamente impossível. E daqui a dois ou três meses já se verá. É muito cedo para se perspetivar o regresso dos adeptos ao estádio, o que significa que só com as bancadas vazias os campeonatos podem ser reatados em segurança sanitária", revelou o presidente do Colégio de Doenças Infecciosas da Ordem dos médicos, Fernando Maltez.

"Se só agora ao cabo de cinco meses, a China começou a aliviar as restrições sociais, presume-se que em Portugal, que teve o primeiro caso em março, tenha de decorrer o mesmo período. Mas nem isso é previsível, porque tudo pode depender de fatores tão variáveis como a genética dos trabalhadores ou as mutações do vírus", esclareceu.

Segundo os epidemiologistas o limiar de segurança ronda os 60% de imunidade coletiva. Portugal vai fazer análises, quando houver testes certificados.

Os clubes matosinhenses podem vir a ter um limite nos seus estádios com lugares cativos, com adeptos de duas em duas filas, de três em três lugares, com mais cinco a dez adeptos para a equipa da casa em relação à equipa visitante.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino



"MESMO QUE A ÉPOCA TENHA SIDO CURTA NÃO TEVE MENOS SENTIMENTOS QUE OUTRAS"

O médio Trivelas revela que "mesmo que a época tenha sido curta não teve menos sentimentos que outras" e que tem um "orgulho do tamanho do mundo pela equipa de 'miúdos', em declarações no seu Facebook.

"Chega ao fim a época mais curta de toda a nossa vida. Mesmo que tenha sido curta não teve menos sentimentos que as outras, antes pelo contrário", mencionou.

"Uma época por onde o objetivo passava por fazer um campeonato tranquilo longe da linha de despromoção e lá fizemos o nosso trabalho. Tínhamos tanto medo da despromoção, que juntos caminhamos em direção ao topo, onde andamos o campeonato todo. Garantimos o 4°lugar (44 pontos a 7 do lugar de subida) ainda com 21 pontos por disputar numa divisão equilibrada e dificílima onde todas as equipas vendem muito caro a derrota", revelou.

Ricardo Silva descreve que a equipa apresentou em campo "uma valentia enorme com uma intensidade fora do comum".

"Um orgulho do tamanho do mundo por esta equipa de “miúdos” que em qualquer campo jogávamos como grandes homens. Com uma valentia enorme, com uma intensidade fora do comum, com uma paixão e entreajuda enorme e com uma enorme qualidade de futebol. Foi um orgulho jogar ao lado de cada um, sem exceção", admitiu.

"Um obrigado a toda a direção que sempre esteve do nosso lado, um agradecimento especial ao mister Nuno por acreditar sempre em mim. Um agradecimento a toda equipa técnica. Agradecer também a todos os adeptos desta grande instituição que em todo lado enchiam as bancadas e nos apoiavam ao máximo. Por ultimo agradecer a minha família e amigos que todos os domingos enchiam uma enorme parte das bancadas por ai fora", apontou. 

Esta foi uma grande época a nível individual, com 2161 minutos realizados, totalista em 23 de 25 (2 de fora por expulsão, a primeira na carreira), sete golos e nomeado para melhor jogador de Matosinhos.


Fonte da Foto: UD Lavrense


Diogo Bernardino

"É COM ORGULHO QUE FALO DESTA EQUIPA DE 'MIÚDOS' MAS DE GRANDES HOMENS"

O médio Miguel Zidane revelou que sente um "orgulho" pela temporada realizada no Lavrense num plantel com "'miúdos mas de grandes homens".

"É com sentimento de orgulho que falo nesta equipa, uma equipa de “miúdos” mas é uma equipa de grandes homens, em que desde o início ninguém acreditava em nós, no entanto jogo a jogo fomos mostrando o nosso trabalho, a nossa irreverência, e até ao momento estávamos no quatro lugar a 7 pontos da subida, ainda com 21 pontos por disputar", descreveu.

O médio ofensivo do Lavrense referiu que esta é uma das "minhas melhores épocas ao longo do futebol".

"Em termos individuais, das minhas melhores épocas ao longo do futebol, quase totalista de todos os jogos, recebendo sempre excelentes feedbacks dos adversários e respetivos treinadores, consciente que sempre fiz tudo para ajudar os meus colegas, no entanto este trabalho individual provém de todo o trabalho da equipa", mencionou.

Este esclareceu que a decisão da AF Porto em dar por terminado os campeonatos distritais foi "a melhor decisão".

"Mais uma época dada por terminada, infelizmente cedo mas certamente a melhor decisão pois a saúde pública está em primeiro lugar!", afirmou.

"Quero agradecer a esta equipa fantástica por esta época pois retiro daqui excelentes lembranças e bons momentos, mas levo daqui grandes amigos para a vida. Também agradecer á direção pela confiança depositada em mim e por nunca falhar comigo nem connosco, e por fim agradecer a toda equipa técnica desde o mister Francisco, mister Hélder, mister VJ Mesquita e também ao Mister Nuno, também agradecer ao Sr. Vítor e ao Nuno Santos e também ao Fisioterapeuta Daniel Gouveia que são certamente pessoas que estão marcadas no meu coração", disse.

Zidane apontou que o futuro neste momento "é incerto".

"Queria deixar uma palavra especial ao mister Nuno Miguel, que sempre acreditou em mim desde início até ao fim, e que é uma pessoa que levo como amigo para a vida tanto dentro como fora do campo. O futuro é incerto", assegurou.

Miguel Magalhães chegou ao Lavrense na época 2018/2019 proveniente do São Pedro da Cova e realizou na última e esta temporada que terminou mais de 27 jogos e um golo apontado.


Fonte da Foto: UD Lavrense


Diogo Bernardino

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC